Вы находитесь на странице: 1из 9

Porta-paletes (português europeu) ou paleteira (português brasileiro) é um equipamento

utilizado para movimentação de paletes.


Normalmente as peleteiras possuem três rodas:uma roda no meio, logo abaixo
da alavanca principal e outras duas situadas nas extremidades do garfo (ou
forquilha), que ajudam a dar sustentação. Essa alavanca principal serve tanto
para puxar como para empurrar a paleteira, quanto para elevar o garfo, e é
similar ao movimento de um macaco-jacaré, utilizado em borracharias.
A paleteira é operada por apenas uma pessoa, a qual é responsável por
"manobrar", de modo que o seu garfo fique posicionado por baixo do palete,
acionar a alavanca até que o palete perca o contato com o solo e depois
movimentar o palete até o seu destino final. Para deixar o palete no local de
destino, o operador precisa apenas apertar uma pequena alavanca, com a mão
direita, similar ao freio de uma bicicleta.

Benefícios da paleteira[editar | editar código-fonte]


 Melhor custo benefício[1];
 Sistema de conexão entre a barra de reboque e suas rodas de direção que possibilita
na diminuição de força do usuário;
 Fácil manutenção.

Porta-paletes: O que é?
COTIDIANO
As estruturas porta-paletes são sistemas de armazenamento pesado e são
projetadas de acordo com as dimensões dos paletes (que são os estrados de
madeira, ou outro material). Um palete pode ter carga superior a 800 Kgf. Os
porta-paletes devem levar em conta a largura dos corredores para que os
paletes e empilhadeiras possam passar sem grandes dificuldades.

Porta-paletes convencional

Trata-se da estrutura de armazenagem mais usada no mercado, pois é muito


prática e econômica. É uma estrutura estática pesada. Nela, os paletes são
colocados e retirados individualmente por meio de empilhadeiras que transitam
pelos corredores. Pode-se utilizá-la no armazenamento de diversos itens não
paletizados, como chapas, bobinas e caçambas.

Principais vantagens do porta-paletes convencional:


- Rapidez de armazenagem e adaptação de cargas de alta rotatividade.

- Possibilidade de mover um palete sem precisar mover os outros.


- Sistema compatível com os equipamentos e operações industriais da maioria
das fábricas.

Porta-paletes com dupla profundidade

São semelhantes aos porta-paletes convencionais, porém, devido as suas


características construtivas, necessitam de empilhadeiras especiais do tipo
“deep reach” (empilhadeira de alcance profundo) e empilhadeira com garfo
pantográfico (empilhadeira pantográfica). Esse tipo de estrutura aumenta a
capacidade de armazenamento, pois os porta-paletes são profundos, o que
permite reduzir o número de corredores. Entretanto, a seletividade cai 50%,
pois para retirar o item que está no fundo é necessário retirar o item da frente.
Nos sistemas que utilizam o LIFO (último a entrar, primeiro a sair), isso não é
problema.

Porta-paletes autoportante

Nesse sistema, as colunas suportam todos os esforços do edifício, seja na


lateral, seja na cobertura. Sua estrutura recebe paredes exteriores. É utilizado
para alturas superiores a 20 m e pode chegar a 40 m. Recomendado para o
armazenamento de grandes volumes e de produtos de alta rotatividade. Por
razões de segurança, as tolerâncias de especificação em seu projeto são
mínimas. O porta-paletes autoportante é operado de forma totalmente
automatizada, por meio de transelevadores automáticos.

As principias vantagens dos porta-paletes autoportantes são:


a) Não necessita de um edifício previamente construído.
b) Baixo custo de instalação do armazém.
c) Elevada capacidade de estocagem em razão da grande altura.
d) Prazo de instalação menor.

Principais desvantagens:
a) Pouca flexibilidade de layout.
b) Elevado custo de aquisição dos equipamentos automatizados.
c) Elevado custo de manutenção dos equipamentos de movimentação.

Porta-paletes auto verticalizado

Os porta-paletes auto verticalizados são operados por equipamentos não


convencionais, como empilhadeiras trilaterais, transelevadores capazes de
operar em corredores estreitos. As pistas podem ser bem delimitadas e as
empilhadeiras podem ser equipadas com dispositivos que permitem girar a
lança para movimentação lateral dos paletes. Em alguns casos, as
empilhadeiras são operadas por computadores e possuem sistemas de
localização automática das mercadorias, o que acaba encarecendo os
equipamentos e exigindo pisos excepcionalmente nivelados. São normalmente
mais altas que as instalações normais, e devem ser projetadas com tolerância
mínima.

Suas principais vantagens são:


- Possibilita grande densidade de carga e facilidade de movimentação e boa
seletividade de mercadorias.

- Permite um bom aproveitamento de grandes alturas.

Porta-paletes drive-in drive-thru

São sistemas que permitem que as empilhadeiras se movimentem dentro da


própria estrutura, ao longo de ruas, o que reduz o número de corredores entre
as estruturas. São usados para armazenar materiais de pouca seletividade e
baixa rotatividade, pois as operações são mais lentas que nas demais
estruturas. Portanto, é recomendável nas situações em que as entradas ou
saídas são feitas de uma só vez, ao longo de períodos prolongados.

Vantagens:

• Elevada densidade de armazenamento.


• As mercadorias não são expostas a superposição, o que reduz possíveis
esmagamentos e quedas.
• Baixo investimento de capital em comparação com os demais sistemas de
armazenamento.
• Possibilita a utilização de empilhadeiras comuns, desde que feitas pequenas
adaptações.
• Pode ser facilmente ampliada.
• Indicada para estoques sazonais

Principais desvantagens:
• Para retirar o palete do meio é necessário retirar o palete da frente. Em outras
palavras, a movimentação é trabalhosa.
• Baixa velocidade de armazenagem em função da dificuldade de
movimentação das mercadorias.
Porta-paletes dinâmico

Trata-se de um porta-palete derivado do drive-thru, entretanto, nele os planos


estáticos do drive-thru são substituídos por pistas de roletes levemente
inclinados no sentido das entradas para as saídas. O material entra por um
lado e se movimenta para o outro (saída) por causa da inclinação e da
gravidade.

Principais vantagens:

- Maior densidade de armazenagem, pois existem apenas dois corredores, o


corredor de entrada e o corredor de saída.
- Rapidez e eficiência no processamento de separação das requisições.

- Supera a armazenagem drive-in e drive-thru em todos os aspectos de


funcionalidade, porém têm o inconveniente de custar de quatro a seis vezes
mais.

Porta-paletes push-back

Sistema semelhante ao anterior, porém, os paletes são colocados em carrinhos


e empurrados pelos próximos paletes colocados. O canal em que os carrinhos
estão possuem uma inclinação de 3 a 5 % para a entrada de materiais. Os
paletes entram e saem pelo mesmo local. Normalmente o push-back armazena
até quatro paletes por nível. Sua principal aplicação é no armazenamento de
estoques médios. As operações são realizadas com empilhadeiras ou
transpaleteiras.

Porta-paletes triangular

Trata-se de uma estrutura pouco conhecida e utilizada. É uma estrutura


estática composta por módulos independentes e articulados. Na maioria das
vezes não formam corredores centrais, pois são colocadas lado a lado em
cantos. São usadas nas situações em que o material permanece estocado por
longos períodos.

Empresas que usam o Porta-Paletes

Hoje, praticamente todas as empresas de produtos usam paletes e


estantes para armazenar e transportar matérias-primas, produtos
semiacabados e produtos acabados. Confira algumas delas a seguir:

 Indústrias: fabricantes de medicamentos, alimentos, cosméticos e


outros produtos para o consumo humano usam porta paletes em
todo o processo de produção, isto é, desde a chegada da matéria-
prima até a saída do produto final;
 Comércios: seja no atacado ou no varejo, as estantes porta-paletes
têm presença garantida. Em supermercados, farmácias e depósitos
de materiais de construção elas são fundamentais;
 Transportadoras: os paletes e os porta palete são a base das
empresas transportadoras. Sem estas ferramentas, todo o processo
logístico seria mais demorado, difícil de ser realizado e muito mais
custoso;
 Automobilismo: os circos das corridas de motos e de carros como
a Fórmula 1, por exemplo, usam os paletes e as estruturas porta
paletes para guardar e transportar pneus, peças e combustíveis,
entre outros itens, mundo afora.
Além disso, instituições públicas e privadas de saúde e educação como
hospitais, escolas e universidades empregam cotidianamente para
realizarem a logística de materiais de apoio aos serviços que prestam
para a sociedade.

Trabalhos com porta-paletes

Perigos / Riscos

 Queda e choque com objectos.

 Queda de objectos sobre os pés.

 Quedas dos operadores ao mesmo nível.

 Atropelamento.

 Esmagamento.

 Desrespeito pelos princípios ergonómicos.

 Entalamento.

Medidas de Protecção / Prevenção

 Sempre que possível deverão ser utilizados meios de movimentação mecânica /

automática de cargas em detrimento dos meios de movimentação manuais.

 O manobrador do porta-paletes deverá sempre adoptar posturas correctas (na sua

movimentação) de modo a evitar esforços desnecessários e perturbações de ordem

músculo-esquelética.

 Os manobradores dos porta-paletes devem ter especial cuidado nos cruzamentos e

desníveis no pavimento. Estas zonas devem ser sinalizadas ou eventualmente, proceder-

se à colocação de espelhos.

 O pavimento deve ser resistente e não deverá possuir irregularidades.


 Ao carregar ou descarregar num camião, assegure-se que a plataforma de passagem é

suficientemente resistente.

 Nunca se poderá elevar uma carga superior à capacidade máxima de transporte do

porta-paletes. Este deverá possuir uma placa indicadora da carga máxima de transporte.

 A carga a elevar terá que estar devidamente equilibrada e o manobrador deve conhecer

o seu centro de gravidade.

 Quando não está a ser utilizado, o porta-paletes deve ser devidamente arrumado. Para o

efeito, os garfos devem estar sempre protegidos (ex.: colocados numa palete) de modo

a não constituírem risco de queda para os trabalhadores.

 Todos os sinais de trânsito e / ou sinalização de segurança devem ser criteriosamente

respeitados.

 É obrigatório o uso de calçado de protecção e luvas. As operações de levantamento e

descida da carga devem ser feitas com especial atenção de modo a evitar o entalamento

e o esmagamento dos membros.

Armazenagem com
paletes: como aplicar
e utilizar
A armazenagem com paletes é um dos itens mais aplicados na logística de
qualquer empresa, já que permite facilitar a estocagem e o armazenamento de
qualquer tipo de mercadoria.

O palete é uma plataforma fabricada com medidas determinadas, normalmente


usando madeira como matéria prima, embora novas formas de produção estejam
sendo aplicadas, como a utilização de plásticos e metais, evitando, dessa forma, o
corte de árvores, mesmo proveniente de reflorestamento. Com isso, os paletes se
tornam reutilizáveis, gerando um ciclo de utilização bem maior e contribuindo para
manter a sustentabilidade.
As vantagens da armazenagem
com paletes
A armazenagem com paletes pode ser feita para facilitar a unitização de
diversos tipos de produtos, facilitando o transporte, o manuseio e seu
armazenamento, reduzindo o tempo de todas as operações.

Contudo, é necessário que a empresa monte uma estrutura e tenha os


equipamentos necessários para a armazenagem com paletes, como empilhadeiras
e transpaleteiras, manuais ou elétricas, que permitem encaixar os garfos nas
aberturas dos paletes, utilizando para sua suspensão e movimentação.

No almoxarifado, armazenagem com paletes deve ser feita em estruturas


porta-paletes, montadas para facilitar o seu manuseio e seu armazenamento.

Os paletes também podem ser utilizados em carregamentos de cargas em


caminhões e containers, atendendo a uma ampla diversidade de produtos e
empresas, facilitando, ao mesmo tempo, a emissão de documentação, já que cada
nota fiscal emitida deve especificar a quantidade e o valor dos paletes
transportados. O próprio valor dos paletes é acrescido ao preço dos produtos, caso
não sejam devolvidos, tanto para ressarcimento por parte do comprador, quanto
para efeito de seguro.

Uma das facilidades oferecidas na armazenagem com paletes é o fato de as


empresas poderem alugar os paletes através de prestadores de serviços,
atendendo as necessidades de transporte e de armazenamento. Nessa contratação,
contudo, é preciso analisar o contrato, definindo a responsabilidade de cada parte.

Outro ponto facilitado pela armazenagem com paletes é sua gestão, uma vez
que o controle pode ser feito através de código de barras, onde constam todas as
informações sobre o produto, o proprietário, o destino do transporte e outras
relacionadas às mercadorias que estão sendo transportadas.

Diferentes tipos de armazenagem


com paletes
A armazenagem com paletes oferece diferentes tipos de técnicas de
paletização, atendendo as mais variadas demandas e ambientes de trabalho. Entre
essas técnicas, podemos destacar:

 O empilhamento em blocos, colocando-se uma carga sobre a diretamente no piso


do armazém;
 As estruturas porta-paletes, montando estantes para sustentar os paletes
verticalmente;
 As estantes comuns, que armazenam os produtos de forma unitária, depois de
retiradas dos paletes;
 A utilização de gôndolas que recebem os produtos direto do sistema de
armazenagem em paletes;
 O sistema drive-in, com estruturas porta-paletes ideais para a implantação da
metodologia de controle de estoque FIFO;
 O cantilever, com estantes com braços para materiais de maiores dimensões;
 O sistema push-back, montado com estante com trilhos, onde os paletes deslizam
automaticamente pelo efeito de gravidade.

As estruturas para o sistema de armazenagem com paletes também


apresentam características próprias, como os porta-paletes montados com encaixe,
sem parafusos, facilitando o sistema de armazenamento e oferecendo maior
flexibilidade para as operações da logística e da estocagem de uma forma geral.

O sistema de armazenagem com paletes nas estruturas de encaixe atendem


diversas necessidades da empresa. Entre elas, estão as seguintes:

 Estrutura porta-paletes para verticalizar os estoques e acomodar maior carga de


produtos, atendendo a alta rotatividade de produção em almoxarifados maiores;
 Estantes para acomodação de produtos soltos, depois de liberados dos paletes;
 Gôndolas para exposição dos produtos depois de retirados dos paletes nos próprios
armazéns.

Com o sistema de armazenagem com paletes é possível facilitar a


movimentação das mercadorias nas dependências do almoxarifado, evitando
acidentes e oferecendo maior segurança para os trabalhadores, além de proteger
os produtos contra impactos e quedas.

A armazenagem com paletes também permite a verticalização dos armazéns,


aumentando seu espaço útil e garantindo o fluxo de mercadorias em qualquer
situação, atendendo qualquer tipo de demanda.

A verticalização no sistema de armazenagem com paletes garante melhor


organização do estoque, formando ruas, prateleiras e nichos, permitindo o acesso
direto às mercadorias e possibilitando a implantação do sistema de gestão mais
adequado.

Похожие интересы