Вы находитесь на странице: 1из 7

MANUAL DE OPERAÇÃO DO

CONTROLADOR DE FATOR DE
POTÊNCIA MODELO CFP12

Este manual foi elaborado para permitir uma rápida compreenção do


funcionamento e do modo de instalação dos controladores de fator de potência
da série CFP. Antes da instalação e da operação ele deve ser cuidadosamente
lido.Este controlador é apropriado para um eficiente controle da energia reativa
das instalações elétricas. Ele é dotado de um microcontrolador com um poderoso
algoritmo de otimização do fator de potência.

ATENÇÃO: No nosso site, na área de


downloads, há o informativo 19 com importantes
dicas a respeito de projetos de bancos
automáticos de capacitores.
IMPORTANTE

A garantia deste produto se limita a sua substituição e/ou reparo em caso de alguma
falha. A SIBRATEC não se responsabiliza por eventuais multas recebidas em função do
funcionamento inadequado do controlador, visto que o usuário deve sempre estar
atento a eventuais problemas que possam ocorrer ao longo do tempo.

BR 470, Km140, Número 5342 - Sl 14 - Polo Ind. de Rio do Sul


SIBRATEC 89160-000 - Rio do Sul/SC - Fone/Fax: (47) 3521 2986
Email: sibratec@sibratec.ind.br - Site: www.sibratec.ind.br
1. FUNÇÕES E CARACTERISTICAS
- Possui um eficaz sistema de medição de fator de potência da onda fundamental, o que impede
acionamento desnecessário de capacitores provocado por ondas harmônicas.
- Alta precisão na medição de fator de potência e display com LEDs visíveis a longa distância.
- Medição e apresentação no visor, em tempo real, do fator de potência total e do fator de potência da
onda fundamental.
- Medição e apresentação no visor, em tempo real, da distorção harmônica total da tensão e da corrente.
- Possui 5 códigos de operação de capacitores diferentes, o que permite uma ampla faixa de

EC
combinações de capacitores.
- 12 ou 16 estágios de acionamento.
- Interface amigável e de fácil operação.
- Todos os parâmetros são ajustados via painel digital.
- Possui 2 modos de operação: automático ou manual.
- Proteção contra sobre-tensão e sub-tensão.
- Proteção contra excesso de distorção harmônica. A quantidade de distorção harmônica permitida
pode ser ajustada pelo operador.
- Dados são armazenados em memória FLASH, o que faz com que não sejam perdidos em caso de
desligamento do aparelho.

2. CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO
AT
- Altitude máxima de operação: 2500m.
- Temperatura ambiente: de -25C até +50C.
- Deve operar em ambientes isentos de gases corrosivos, poeiras inflamáveis ou materiais explosivos.
- A instalação deve ser firme. Vibrações podem acionar os reles indevidamente.
3. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Alimentação: 220Vac - Consumo: 10VA
Frequência: de 45Hz até 65 Hz (Ajustável no painel)
Faixa de medição de pot. reativa: 0-9999 kVAr
Faixa de medição de pot. ativa: 0-9999 kW
Proteção de sub-tensão: 300Vac ou 180Vac
BR
Sensibilidade: 20 mA - Relação do TC: X/5

ATENÇÃO
EXISTEM DOIS MODELOS DIFERENTES. UM DELES É PARA
ALIMENTAÇÃO 220VCA FASE-NEUTRO E OUTRO É PARA 220VCA FASE-FASE.

SE ALGUM DESSES DOIS LEDs ESTIVER ACESO O


CONTROLADOR NÃO IRÀ ATUAR.

SE O LED DE CIMA ESTIVER ACESO, ISSO INDICA


QUE ESTÁ HAVENDO SUB OU SOBRE TENSÃO OU
EXCESSO DE DISTORÇÃO HARMÔNICA QUE PODE
SI

D A N I F I C A R A S C A PA C I T O R E S .
NESTE CASO É NECESSÁRIO CORRIGIR O
PROBLEMAANTES QUE OS CAPACITORES ESTEJAM
EM OPERAÇÃO.
SE O LED DE BAIXO ESTIVER ACESSO, ISSO SIGNI-
FICA QUE FALTA CAPACITORES NO BANCO OU QUE
O PRIMEIRO CAPACITOR DO BANCO POSSUI UM
VALOR MUITO ELEVADO, DE TAL FORMA QUE, SE
ELE FOR LIGADO A REDE FICA CAPACITIVA. NESTE
CASO É NECESSÁRIO COMEÇAR O BANCO COM
UM CAPACITOR COM MENOS kVAr.
4. FUNÇÕES DO PAINEL

CFP12 Alarm

EC
SET

CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

It e m M o d o a u t o m á t ic o M o d o m a n u al

1 L E D s i nd i c a d o re s d o s b a nc o s d e c a p a c i to re s li g a d o s

2 Ta b e la d o s p a râ m e tro s a s e re m a jus ta d o s p e lo o p e ra d o r

5
AT L E D i nd i c a d o r d o m o d o d e o p e ra ç ã o d o R P C F. S e o L E D e s ti ve r a c e s o o R P C F e s tá e m m o d o a uto m á ti c o , s e
e s ti ve r p i s c a nd o e s tá e m m o d o m a nua l. P a ra m ud a r o m o d o d e o p e ra ç ã o p re s s i o na r p o r 3 s e g und o s a te c la
S E T.

F a to r d e p o tê n c i a d a o n d a fu n d a m e n ta l e m
te m p o r e a l

F a to r d e p o tê nc i a to ta l (i nc lui nd o a s
h a r m ô n i c a s ) e m te m p o r e a l
P o s s i b i li ta o a jus te d o fa to r d e p o tê nc i a d e s e ja d o

A jus te d o te m p o d e a tra s o p a ra li g a ç ã o d o s b a nc o s d e
c a p a c i to r e s

A jus te d o te m p o d e d e s c a rg a d o s c a p a c i to re s (ve r m a nua l d o


6 V o lta g e m R M S (V )
fa b r i c a n te d o s c a p a c i to r e s )

7 C o r r e n te R M S ( A ) A jus te d a s o b re te ns ã o m á xi m a p e rm i ti d a

8 D i s to rç ã o ha rm ô ni c a to ta l d a vo lta g e m A jus te d a d i s to rç ã o ha rm ô ni c a to ta l d a vo lta g e m p e rm i ti d a

9 D i s to rç ã o ha rm ô ni c a to ta l d a c o rre nte A jus te d a d i s to rç ã o ha rm ô ni c a to ta l d a c o rre nte p e rm i ti d a


BR
10 P o tê nc i a a ti va e m te m p o re a l (k W ) A jus te d o s k V A r d o p ri m e i ro c a p a c i to r d o b a nc o

11 P o tê nc i a re a ti va e m te m p o re a l (k V A r) C ó d i g o d e o p e ra ç ã o d o s c a p a c i to re s (ve r m a nua l)

P o tê n c i a a p a r e n te to ta l e m te m p o r e a l
12
(k V A )

13 F r e q uê nc i a d a r e d e A c e s s o à c o m uni c a ç ã o c o m o P C (s e d i s p o níve l)

14 b a ud ra te (s e d i s p o níve l) A jus te d a b a ud ra te (s e d i s p o níve l)

Ind i c a ç ã o d e s o b re -te ns ã o , s ub -te ns ã o o u e xc e s s o d e d i s to rç ã o . N e s ta c o nd i ç ã o o c o ntro la d o r d e s li g a o s


15
c a p a c i to re s e a c i o na o a la rm e

E xc e s s o o u fa lta d e c o m p e ns a ç ã o . S e nã o ho uve r m a i s c a p a c i to re s d i s p o níve i s o u o re a ti vo c a p a c i ti vo e s ti ve r


16
e m e xc e s s o m e s m o c o m to d o s o s c a p a c i to re s d e s li g a d o s , o c o ntro la d o r a c e nd e e s te L E D e a c i o na o a la rm e

Ind i c a ç ã o d e e s ta d o d e a c i o na m e nto d e um b a nc o . Q ua nd o e s te L E D e s ti ve r a c e s o é p o rq ue o c o ntro la d o r e s tá


17
c o n ta n d o o te m p o p a r a a c i o n a r u m b a n c o

Ind i c a ç ã o d e e s ta d o d e d e s li g a m e nto d e um b a nc o . Q ua nd o e s t L E D e s ti ve r a c e s o é p o rq ue o c o ntro la d o r e s tá


SI

18
c o nta nd o o te m p o p a ra d e s li g a r um b a nc o

19 P a ra c i m a . E s ta te c la p e rm i te na ve g a r p e lo m e nu p ri nc i p a l no s e nti d o a s c e nd e nte

B o tã o S E T. M e m o ri za o s p a râ m e tro s a jus ta d o s q ua nd o p re s s i o na d o p o r 3 s e g und o s . A m e m o ri za ç ã o p o d e s e r


20
fe i ta i te m p o r i te m o u to d o s e m c o njunto no fi na l d a p ro g ra m a ç ã o .

21 P a ra c i m a . E s ta te c la p e rm i te na ve g a r p e lo m e nu p ri nc i p a l no s e nti d o d e s c e nd e nte

A uto i d e nti fi c a ç ã o d o p ri m e i ro c a p a c i to r d o b a nc o . P re s s i o na nd o a s te c la s P a ra c i m a e P a ra b a i xo junta s p o r 3


21 s e g und o s , o c o ntro la d o r c a p tura o va lo r d o p ri m e i ro c a p a c i to r d o b a nc o e a uto m a ti c a m e nte c a lc ula to d o s o s
o utro s . P o d e s e r fe i to ta m b é m m a nua lm e nte c o m o c i ta d o no Ite m 1 0
5. DIAGRAMAS DE CONEXÃO
ATENÇÃO: Existem dois modelos distintos do controlador de fator de potência: um é o fase-fase 220V e
outro é o fase-neutro 220V. Eles não são intercambiáveis. Ou seja: se a rede for 220V fase-neutro é
necessário utilizar o modelo fase-neutro, e o mesmo vale para o fase-fase.
5.1. Conexão sem a utilização do neutro (redes 220V entre fases)

EC
Importante: O ponto P é conectado com B quando o aparelho é para 220V entre fases. Observar que o
TC deve estar em uma fase não utilizada para a alimentação.No diagrama acima a alimentação é tomada
entre as fases B e C e o TC está na fase A.
5.2. Conexão em redes com fase e neutro (220V fase/neutro)

AT
O ponto P deve ser conectado em B quando os contatores forem para 380V. Caso eles sejam para
220V o ponto P deve ser conectado ao neutro (N). Observar que o TC deve estar na mesma fase de
alimentação do aparelho.
BR
6. PROCEDIMENTO DE PROGRAMAÇÃO
Toda a programação é feita com a utilização do botão SET. Os valores escolhidos são memorizados em
uma memória FLASH sempre que este botão for mantido pressionado por mais de 3 segundos ou se a
programação é interrompida por mais de 20 segundos.
Para cada passo deve-se utilizar as teclas Para cima ou Para baixo e a tecla SET para buscar o parâmetro
a ser ajustado. O led aceso indica este parâmetro. Após escolhido o parâmetro o ajuste é sempre
inicializado pressionado SET por 3 segundos, até que o visor mostre.

A gravação dos dados pode ser feita a cada parâmetro ajustado, para isto basta manter o botão SET
pressionado por 3 segundos após a seleção, ou pode-se gravar todos os dados juntos ao final da
programação, nesta condição basta manter o botão SET pressionado por 3 segundos após o final da
SI

programação.
6. AJUSTES E PROGRAMAÇÃO
CFP12
6.1. Modo de operação

- Selecionar o LED A/M


- Escolher o modo desejado
----> Manual CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

----> Automático
6.2. Fator de potência desejado
- Selecionar o LED Power factor CFP12

- Ajustar o fator de potência desejado


- O número mostrado no painel indica a faixa desejada, por exemplo,
se o painel mostra 0,980, isto significa a faixa de 0,98 indutivo até
0,98 capacitivo. Este aparelho possibilita ajustes de 0,85 até 1,00. CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

6.3. Tempo de acionamento dos capacitores


- Selecionar o LED Select time delay

EC
CFP12

- Ajustar o tempo. Este aparelho permite um ajuste de tempo de 2

CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

6.4. Tempo de descarga dos capacitores


CFP12

- Selecionar o LED Discharging Time Delay


- Ajustar otempo. Este aparelho permite ajuste de tempo de 1 até
240 segundos. Consultar o manual do fabricante do capacitor para
saber qual é o tempo ideal. CCA
CONTROLADOR
AT
6.5. Sobre-tensão máxima permitida
- Selecionar o LED Over-voltage
- Ajustar a voltagem máxima permitida. Em aparelhos para 380V
a voltagem máxima pode ser ajustada em até 450V. Em
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

CFP12

aparelhos para 220V, esta voltagem pode ser ajustada até 260V.
Nota: os capacitores são desligados se o valor medido da DHT ultrapassar
CCA
o valor ajustado. CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

6.6. DHT máxima permtida


BR
Selecionar o LED Distortion Rate CFP12

- Ajustar o valor. O valor mostrado no visor é em percentagem


e pode ser ajustado desde 1% até 30%
Nota: os capacitores são desligados se o valor medido da
DHT ultrapassar o valor ajustado.
CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

6.7. Relação do TC
- Selecionar o LED CT variation
- Ajustar. Por exemplo, se for utilizado um TC com relação 500/5 CFP12

o valor ajustado deve ser 500. Se o TC for 100/5 o valor


ajustado deve ser 100.
SI

CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

6.8. kVAr do primeiro banco de capacitores


- Selecionar o LED C1 Capacitance
- Coloquar no visor o valor em kVAr do primeiro capacitor do CFP12

banco.

CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA
6.9. Código de operação
- Selecionar o LED Output Code
- Escolher o código apropriado. Observe a sequência para cada código:
CFP12

Pr-1--> 1-1-1-1.............1 Pr-7--> 1-1-2-4-8...........8


Pr-2--> 1-2-2-2.............2 Pr-8--> 1-2-3-3-3...........3
Pr-3--> 1-2-4-4.............4 Pr-9--> 1-2-3-6-6...........6 CCA
CONTROLADOR

Pr-4--> 1-2-4-8.............8 Pr-10->1-1-2-3-3...........3 AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

Pr-5--> 1-1-2-2.............2 Pr-11-> 1-1-2-3-6..........6


Pr-6--> 1-1-2-4.............4 Pr-12-> Liga desliga em seqüência

EC
Com as seqüências acima é possível obter todas as combinações
de interesse em um banco automático de capacitores.

6.10. Ajuste da quantidade de loops de saída


CFP12

- Selecionar o LED Output Loop


- Colocar no visor o número do último banco de capacitores. Por exemplo, se
estiver utilizando um controlador com 12 estágios e estiverem sendo usadas 8
estágios, colocar o número 8 no visor.
CCA
CONTROLADOR
AUTOMÁTICO DE FATOR DE POTÊNCIA

7. Identificação automática dos kVAr do primeiro capacitor do banco


AT
Em modo automático de operação, a auto identificação do primeiro capacitor do banco é inicializada
pressionando por 3 segundos as teclas Para cima e Para baixo juntas. O aparelho liga e desliga o primeiro
banco 10 vezes. Cada vez que ele faz isso ele lê o valor dos kVAr. Ao final é feita uma média das 10
medidas e esta média é considerada o valor dos kVAr do primeiro banco. Se a operação foi bem sucedida
o visor mostra OP, se houve falha o visor mostra EE. No entanto o melhor procedimento é a colocação do
valor do primeiro capacitor manualmente.

8. Exemplos da utilização dos códigos de saída (Output Code)


Suponha que um banco de capacitores necessite de 73 kVAr a serem distribuidos em 4 estágios. As
BR
possíveis formações dos bancos são as seguintes:
Pr-1--> 20, 20, 20, 20
Pr-2--> 10, 20, 20, 20
Pr-3--> 6, 12, 24, 24
Pr-4--> 5, 10, 20, 40
Observe as possíveis combinações obtidas para as diversas sequências:
Pr-1--> 20, 40, 60, 80
Pr-2--> 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70
Pr-3--> 6, 12, 18, 24, 30, 36, 42, 48, 54, 60, 66
Pr-4--> 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40, 45, 50, 55, 60, 65, 70, 75
Nota-se que a sequência de PS-4 parece ser a melhor, aque possibilita melhores resultados, porém, nem
sempre essa é a melhor sequência. Quando instalar o RCPF observe o funcionamento em todas as
SI

sequências durante alguns minutos e escolha a mais apropriada.

Para otimizar o seu projeto do banco automático, entre no nosso site,


www.sibratec.ind.br, na área
de downloads e baixe o informativo
técnico referente a este assunto.
9. Parâmetros de fábrica
O fabricante entrega o aparelho com a seguinte programação:

Parâme tro Ajus te


Mode de operação Automático
Fator de potência 0,950
Tempo de acionamento dos capacitores 10 Segundos
Tempo de descarga dos capacitores 1 Segundo
Sobre- tensão 420V (240V)

EC
Distorção harmônica total 5%
Relação do TC 500/5
kVAr de C1 10
Código de operação PS-5
Código de loop O máximo do aparelh
o
Endereço de comunicação 1
Velocidade de comunicação 9600
10. Dimensões mecânicas

AT
BR

PROBLEMAS QUE PODEM OCORRER NA INSTALAÇÃO:


1. Cuidado: existem dois modelos do controlador. Um para alimentação 220V fase-neutro. Outro para
alimentação 220V fase-fase. Os dois não são intercambiáveis. Para saber qual o modelo está sendo
utilizado na sua instalação, veja o esquema colado no corpo do próprio controlador. Se nesse esquema
o neutro estiver presente então o modelo é o fase-neutro. Se o neutro não estiver presente, então o
modelo é o fase-fase. Veja se a sua rede elétrica está compatível com o modelo do controlador.
2. Se o controlador indicar valores negativos de fator de potência é porque o TC está invertido.
SI

3. Se, quando o controlador começar a ligar capacitores o fator de potência mostrado no visor diminui ao
invés de aumentar é porque um desses dois problemas ou ambos estão ocorrento:
- O modelo do controlador de fator de potência não é o correto para a sua rede.
- A fase que alimenta o controlador não está de acordo com a fase que alimenta o TC. Note que,
se o modelo do controlador for o fase-neutro, então a fase da alimentação tem que ser a mesma
utilizada no TC. Se o modelo do controlador for fase-fase, as duas fases devem ser diferentes.
4. Nenhum dos dois LEDs que estão na esquerda do controlador pode estar aceso. Conforme já citado
anteriormente, deve-se tomar as providências que ambos os LEDs permaneçam desligados.