Вы находитесь на странице: 1из 3

LAUDO NEUROPSICOLÓGICO

PROFISSIONAIS RESPONSÁVEIS:

Jamesson José Gomes Santos (Psicólogo CRP- 45/20199)

Hellen Fernanda Lima de Oliveira (Psicóloga CRP- 46/20199)

Maria Andréa Braga Pinto (Psicóloga CRP- 47/20199)

Raquel Castanha de Moraes (Psicóloga CRP- 48/20199)

1. Identificação

Federico Palomero

Idade: 60 anos

Sexo: Masculino

Escolaridade: Ensino Superior.

Período de realização da avaliação: 10 sessões no período de 02 abril a 04 de julho de 2019.

2. Demanda
Este laudo tem como objetivo a avaliação neuropsicológica do paciente Federico
Palomero, realizada pela referida equipe de psicólogos mediante a solicitação médica, onde
o mesmo foi submetido a testagem psicológica, nos quais foram analisadas características
relacionadas à ST (Síndrome de Tourette).

3. Histórico Clínico

Conforme informações colhidas em anamnese podemos constatar que o sujeito apresenta


os sintomas: tiques motores e coprolalia, uso inapropriado de palavras obscenas, desde os
11 anos de idade. Possuía dificuldades de relacionamento que refletiram diretamente em
suas escolhas e desempenho profissional. Sempre é classificado como grosseiro e
dificilmente é compreendido.

4. Instrumentos utilizados na avaliação


Desde os 11 anos de idade o paciente apresenta alguns comportamentos repetitivos
que foram identificados como tiques (tiques motores e piscar de olhos). O diagnóstico
psiquiátrico é de Síndrome de Tourette. O encaminhamento para avaliação
neuropsicológica foi feito pelo psiquiatra, com o intuito maior de investigar a presença
de possíveis dificuldades cognitivas. Como de hábito em avaliações neuropsicológicas,
além das entrevistas de anamnese, foi utilizada uma bateria de testes que incluem:
instrumentos de avaliação de nível intelectual, testes de avaliação da atenção e testes de
avaliação das funções executivas. O processo avaliativo foi realizado em dez sessões,
incluindo a entrevista e os instrumentos utilizados, que estão listados a seguir:

 Entrevista

 Escala de inteligência wechsler para adultos (WAIS lll): Avalia 4 índices fatoriais
(Compreensão Verbal, Organização Perceptual, Memória de Trabalho e Velocidade
de Processamento) e 3 medidas compostas (QIs Verbal, de Execução e Total).

 Teste de atenção concentrada (AC): Avalia a capacidade de selecionar um


conjunto de estímulos dentre outros, resistir à interferência de estímulos distratores
e dividir a atenção entre três estímulos específicos.

 D2: Avalia a capacidade de seleção de um estímulo dentre outros, enquanto inibe


estímulos concorrentes

 Teste wisconsin de classificação de cartas: Avalia a capacidade de raciocínio


abstrato e a capacidade para modificar as estratégias cognitivas em resposta a
contingências ambientais mutáveis.

 Teste de fluência verbal: Os testes de fluência verbal avaliam a capacidade de


produzir linguagem, espontaneamente, dentro de uma estrutura de regras específica.
A fluência pode ser investigada quanto aos aspectos semânticos (da ordem das
categorias de palavras) ou fonológicos (da ordem dos sons que iniciam as palavras).
Contribui também para a investigação de aspectos relativos à memória semântica.

5. Síntese dos resultados

De acordo com a análise dos scores obtidos na testagem, conclui-se neste laudo
com os dados de avaliação neuropsicológica e observação, que o paciente Federico
apresentou-se como o esperado na escala verbal. Entretanto, na escala de execução obteve
classificação limítrofe. Tais resultado serão posteriormente discutidos.

No que diz respeito ao desempenho de Federico na avaliação da atenção (testes AC


e D2) ele demonstrou capacidade para selecionar corretamente o estimulo (seletividade),
para manter o foco atencional (concentração) e agilidade na execução da tarefa. Em termos
qualitativos, ele percebe os erros que comete e tende a corrigi-los, mesmo que não consiga
evitá-los, o que caracteriza um déficit de controle inibitório.
No que tange as funções executivas, Federico apresenta de maneira conservada as
habilidades de abstração e flexibilidade do pensamento, formação de conceito e construção
de categorias, avaliadas pelo teste de fluência verbal (dentro da média), wisconsin (na média
em relação ao percentual de erros preservativos, às categorias completadas, às respostas de
nível conceitual, ao número de ensaios para completar a primeira categoria), bem como pelo
subteste de semelhanças do WAIS (acima da média, 11 pontos ponderados). Apresentou
também dificuldade no controle dos impulsos.

6. Condutas Sugeridas
Profissionais encarregados (Psicólogos): Uso de Terapia Cognitivo Comportamental
e ainda o acompanhamento psicoterápico, com o intuito de auxiliá-lo a lidar com a ansiedade
e com a socioafetividade, sobretudo no que diz respeito à relação com a presença dos tiques.
Indica-se ainda o trabalho de reabilitação neuropsicológica, com o intuito de favorecer o
desenvolvimento de estratégias de planejamento e gerenciamento de resolução de
problemas, devendo ser ainda trabalhadas as suas dificuldades visuomotoras, sobretudo
diante de atividades realizadas dentro do controle de tempo.
Na família: Promover a socialização através de atividades de lazer e estabelecer rotinas que
estimulem o paciente.
Profissional neuropsiquiatria: Acompanhar este paciente notadamente em termos da
prescrição e acompanhamento da medicação necessária.

Data da realização do laudo: 10/09/2019

_______________________________________________

Raquel Castanha de Moraes Psicóloga Responsável

CRP: 48/20199