Вы находитесь на странице: 1из 2

78

CAPOEIRA, IDENTIDADE E STPM: REPRESENTAÇÃO SOCIAL E FORMAÇÃO


IDENTITÁRIA.

REGINA MARQUES NUNES ROSA, JULIANA NEVES TAPARICA, BRUNA RIBEIRO PAURA
e JOÃO MARCUS PERELLI DOS SANTOS

Universidade Estácio de Sá – Campus R9 Taquara – Rio de Janeiro - Brasil


regina_das_águas@hotmail.com
joaomarperelli@uol.com.br

INTRODUÇÃO: A valorização por uma identidade singular, a partir de suas múltiplas


categorias identitárias, pessoal ou individual, gênero, coletiva, regional ou nacional está
presente em ideologias dominantes desde a Revolução Francesa com a formação dos
Estados-Nações, onde surgiu uma leitura inovadora da formação do caráter/identidade de um
povo/nação (HOBSBAWM,2000).
OBJETIVO: verificar em que medida a STPM (TAPARICA, 2006) influencia o processo de
representação social transformando a identidade cultural das praticantes de Capoeira.
METODOLOGIA: A pesquisa foi classificada como um estudo de caso qualitativo, aonde foi
utilizado um questionário semi-estruturado. Em termos gerais, no processo de formação
identitária de uma nação são reconhecidos elementos capazes de formar os arcabouços
culturais de seu povo, que se manifestam em diferentes entidades específicas onde se
destacam, os corpos, os costumes, o comportamento, a língua, história, o território, religião,
jogos (SODRÉ 2002, MUNANGA 2004). Elementos estes que se configuram no jogo de
significados e representações sociais, concebidas pelo conjunto de signos que formam traços
ou marcas externas visíveis e suscetíveis aos sistemas de significação cultural imanentes ao
contexto das nações. Perelli (2006) discorrendo sobre a temática reconhece na Capoeira
instância fomentadora dessas ações, nesse sentido esclarece que a mesma contribui de forma
significativa na formação identitária ao reforçar o sentimento de grupo (pertencimento),
ampliando os laços de amizade e solidariedade entre os participantes e agindo de forma
relevante na construção de discursos e seu posicionamento diante da representação social dos
seus integrantes, ampliando dessa forma o reconhecimento da noção de identidade.
CONCLUSÃO: Em relação às respostas obtidas no questionário aplicado constatou-se que
não houve mudança significativa em relação ao comportamento das mulheres durante o jogo
ou treino. Pelo contrário, o treino mantém a sua personalidade e seus traços característicos.
Sendo assim, não se configurou alteração na identidade das mesmas.
RESUMO: A valorização por uma identidade singular, a partir de suas múltiplas categorias
identitárias, pessoal ou individual, gênero, coletiva, regional ou nacional está presente em
ideologias dominantes desde a Revolução Francesa com a formação dos Estados-Nações,
onde surgiu uma leitura inovadora da formação do caráter/identidade de um povo/nação. O
objetivo foi verificar em que medida a STPM influencia o processo de representação social
transformando a identidade cultural das praticantes de Capoeira. não houve mudança em
relação ao comportamento das mulheres durante o jogo. O treino mantém a sua personalidade,
sendo assim não se configurou alteração na identidade das mesmas.
ABSTRACT: The valuation for a singular identity, from its multiple categories, personal or
individual, sort, collective, regional or national is present in dominant ideologies since the
French Revolution with the formation of State, where identity of a people appeared an
innovative reading of the formation of the character/nation. The objective was to verify where
measured the PMS it influences the process of social representation transforming the identity
cultural of the practitioners of Capoeira. it did not have change in relation to the behavior of the
women during the game. The trainings keep its personality, thus being did not configure
alteration in the identity of the same ones.

.Revista Meta Science - ISSN 1807-121X. - Livro de Memórias Eletrônico da IV Jornada Brasileira Científica da FIEP / Cabo Frio
79
BIBLIOGRAFIA:

HOBSBAWM, Eric. a invenção das tradições. Paz e Terra. São Paulo, 1997.

MUNANGA,Kabengela. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil:identidade nacional versus


identidade negra.Belo Horizonte:Autêntica, 2004.

PERELLI, João Marcus. A contribuição da Capoeira para a identidade cultural brasileira. Rio de
janeiro, Dissertação de Mestrado em Ciência da Motricidade Humana, Universidade Castelo
Branco (UCB), 2002.

SODRÉ, Muniz. Claros e Escuros: identidade, povo e mídia no Brasil. Rio de Janeiro: Vozes ,
2002.

TAPARICA, J. N. et al. Balé Clássico e a Síndrome Da Tensão Pré-Menstrual: Um Estudo


Sobre A Performance De 12 Bailarinas De Uma Academia Profissional De Dança De
Jacarepaguá E A Perspectiva De Melhoria Dos Sintomas Com O Aumento Da Atividade Física.
Revista Meta & Science. Vol II. N° 3, 2006

Prof. MS. Regina Marques Nunes Rosa.


regina_das_águas@hotmail.com
Universidade Estácio de Sá – Campus R9 Taquara
Rua André Rocha, 838 - Taquara
CEP: 22710-560
Tel.: (21) 3312-6100

.Revista Meta Science - ISSN 1807-121X. - Livro de Memórias Eletrônico da IV Jornada Brasileira Científica da FIEP / Cabo Frio