Вы находитесь на странице: 1из 40

INÍCIO

Como todos já sabem, a Alemanha se tornou nos últimos anos


referência na formação de jogadores. Isso se deve ao modelo de
formação aplicado pela DFB (Deutscher Fußball-Bund), a Federação
Alemã de Futebol e sua metodologia, dividindo os treinos em estágios
de acordo com a idade e desenvolvimento técnico dos jovens atletas.

Trouxemos para o Brasil a ferramenta IES (International


Evaluation System), que foi desenvolvida baseada nessas diretrizes
aplicadas pela DFB. A ferramenta proporciona a integração entre
educação e esporte e disponibiliza aos treinadores, professores, pais e
atletas brasileiros as melhores práticas do mundo na formação de
atletas.

Mas, afinal de contas, como funciona esse modelo alemão de


formação de jogadores? Pegamos o material original da DFB e
disponibilizamos traduzido e adaptado para você. Aproveite e bons
estudos!
ETAPAS
O modelo alemão de formação de jogadores da DFB
(Federação Alemã de Futebol) é dividido em algumas etapas:

1 Fundamentos

2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

4 ESTÁGIO 3: Desenvolvimento de Elite

5 ESTÁGIO 4: Futebol de Alto Rendimento


1 Fundamentos

Na parte de Fundamentos, trabalha-se com o atleta os seguintes


conceitos:

1. Desenvolvimento de talentos é fruto de trabalho em equipe

ASSOCIAÇÕES
DFB
(OU FEDERAÇÕES)

ESCOLAS CLUBES
1 Fundamentos

2. Futebol de performance como chave para o sucesso

Oportunidades e Desafios

... para formar


Desenvolvimento
jogadores de sucesso Evolução atlética
de personalidade
internacional

Atividades de ... com diversão e Cuidado com a


Lazer treinos sistemáticos saúde

Diversão com Integração Social


Desde os iniciantes
esportes e
no esporte
exercícios
1 Fundamentos

3. Objetivos do Futebol

Objetivo 1: Posição de destaque no futebol internacional


Posições e títulos de destaque – vitórias em campeonatos europeus,
Copas do Mundo e Olimpíadas.

Objetivo 2: Fascínio pelo Futebol


Gostar de futebol – desde os iniciantes até os profissionais de alto
rendimento

Objetivo 3: Motivação
Paixão por esporte e saúde
1 Fundamentos

4. Diretrizes desenvolvimento de talentos

Diretriz 1: Desenvolvimento de personalidade


Todo desenvolvimento esportivo deve ser incorporado dentro de um
conceito de desenvolvimento de personalidade!

Diretriz 2: Desenvolvimento individual


O talento individual será sempre o ponto de foco dentro do
treinamento!

Diretriz 3: Desenvolvimento sistemático


Para otimizar o desempenho do futebol, o desempenho em toda a
etapa deve ser observado em todos os momentos!
1 Fundamentos

5. Modelo atlético de talento e desenvolvimento de elite

Fatores e elementos da
Técnicas sob Gana de cultura alemã de jogo:
Pressão vencer

Estrutura Previsão
de equipe e Entusiasmo Previsões de longo prazo dos conceitos de
hierarquia
jogo futuros e necessidades de atletas e

equipes para competir em nível internacional


Concepção Versatilidade
Tática atlética
Tendências
Declarações e impulsos de curto prazo,

baseados na avaliação de torneios e

competições internacionais

Forças
Forças típicas da cultura, do futebol e dos

jogadores alemães, que precisam se encaixar

na visão de jogo alemã!


1 Fundamentos

6. Níveis de treino do talento e desenvolvimento de elite

JOGADORES
DE ELITE 7 Estabilização de alta performance A PARTIR DOS
30 ANOS

Aperfeiçoamento das
JOGADORES
DE ELITE 6 performances de elite
21 AOS
29 ANOS

JOGADOR
PROMESSA 5 Estabilização de alta performance 17 AOS
20 ANOS

B/A
JUNIORES 4 Estabilização de alta performance 15 AOS
18 ANOS

D/C
JUNIORES 3 Estabilização de alta performance 11 AOS
14 ANOS

F/E
JUNIORES 2 Estabilização de alta performance 7 AOS
10 ANOS

“BAMBINI” E
MAIS NOVOS 1 Estabilização de alta performance 3 AOS
6 ANOS
1 Fundamentos

7. Estruturas de treino

Seleções
LEVEL 4 Futebol internacional
Futebol de
Bundesliga
alto nível
Seleções de base
LEVEL 3 Federações
Desenvolvimento
licenciadas/Escolas de elite
de elite
Escolinhas de Futebol de
LEVEL 2 Elite, Centros de Excelência,
Desenvolvimento Programas e Associações de
de elite Desenvolvimento de Talentos

Federações
LEVEL 2
Escolas
Desenvolvimento
Kindergarten
básico
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

Esta segunda etapa da metodologia alemã é feita no


Kindergarten e nos Clubes Amadores

1. Kindergarten e Escolas

HABILIDADE DE
SAÚDE
MOVIMENTAÇÃO

FUTEBOL
NAS ESCOLAS

PROPRIEDADES APRENDIZADO
COGNITIVAS SOCIAL
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

1. Kindergarten e Escolas

• Pontos de atenção:

1. Ganho de experiência em exercícios

Conteúdos dessa fase:


Correr e pular
Tarefas com equipamento de academia
Tarefas com bola
Pequenos jogos com bola

2. Brincando de aprender sobre futebol:

Conteúdos dessa fase:


Tarefas leves e motivacionais com a bola nos pés
Drible em volta de obstáculos
Chutar bola parada e rolando no alvo
Pequenas competições
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

1. Kindergarten e Escolas

• Pontos de atenção:

3. Experiência de jogar futebol

Conteúdos dessa fase:


Variações da ideia de jogo de marcar e prevenir gols
Diferentes formas de se fazer gol
Partidas de futebol em toda a academia/ pequenos times
em paralelo em diferentes partes da academia
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

Nos Clubes e Associações Amadoras, o foco é no Treino, na


Competição e no Cuidado com a Criança.

2. Clubes Amadores

TREINO:
Questão chave: o que a criança quer e o que ela é
capaz de fazer?
Desenvolvimento de movimentação e habilidade com
bola
Motive a diversão em jogar futebol
Ensino do futebol em pequenas etapas

COMPETIÇÃO:
Promova a diversão no futebol
Seja o organizador e companheiro do jogo
Permita a criança a jogar por um tempo suficiente
Dicas simples
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

2. Clubes Amadores

CUIDADO:
Seja o tutor e o amigo
Transmita entusiasmo
Apoie cada criança
Seja o grande exemplo em todas as situações

Essas etapas levam à informação e posterior desenvolvimento,


que leva a futuras crianças do futebol.
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

2. Clubes Amadores

• Competições no futebol infantil:


Experiência de jogo importa mais que o resultado
Campos pequenos, times reduzidos
Tabelas são secundárias
Aproveitar o futebol é mais importante
Aprendizado individual é importante
Desenvolvimento de personalidade
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

2. Clubes Amadores

• Campos ideais para cada idade:

BAMBINI
Formas de jogar: 4 vs 4 (sem
goleiro) ou 5 vs 5 (com
goleiro)
Dimensões do campo: Até 20
x 15 metros
Tamanho do gol: Até 2
metros

F-JUNIORS
Formas de jogar: de 5 vs 5 a
7 vs 7 (ambos com goleiro)
Dimensões do campo: 35 x
25 metros ou 40 x 35 metros
Tamanho do gol: 2 metros de
altura x 1,5 metro de largura
2 ESTÁGIO 1: Desenvolvimento Básico

2. Clubes Amadores

• Campos ideais para cada idade:

E-JUNIORS
Formas de jogar: 7 vs 7 (com
goleiro)
Dimensões do campo: 55 x
35 metros
Tamanho do gol: 2 metros de
altura x 1,5 metro de largura
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

• Este estágio é dividido nas seguintes etapas:

1. PROGRAMA DE
2. CENTROS DE
DESENVOLVIMENTO
EXCELÊNCIA
DE TALENTOS

3. ESCOLAS DE
4. ASSOCIAÇÕES
FUTEBOL DE
NACIONAIS
ELITE
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Programa de Desenvolvimento de Talentos

Objetivos do programa:

Motivação e dicas práticas para treinamento autônomo de


talentos.
Descobrimento e desenvolvimento dos muitos talentos da região
Incentivo individual adicional para os talentos mais engajados
Treino de habilidades técnicas e táticas
Promoção dos talentos individuais – longe do sucesso e pressão
de prazos
Auxílio no treinamento para jovens técnicos da região
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Programa de Desenvolvimento de Talentos

Organização do programa:

366 bases
1000 técnicos
14 mil talentos – entre 11 e 15 anos de idade
29 coordenadores de base
600000 jogadores observados
Treinamento padronizado

Princípios do programa:

Treino dos pontos de atenção


Treino abrangente
Treino de detalhes
Treino individual
Treino com jogo e prática
Treino de corrida longa
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Centros de excelência

Objetivos dos centros:

Colaboração com clubes amadores da região


Promoção dos maiores talentos da região
Treinamento do número máximo de talentos possíveis com os
profissionais
Integração do maior número possível de talentos jovens com os
profissionais
Identificação dos torcedores com os jovens talentos locais
Refinanciamento com transferências lucrativas de jovens
promessas
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Centros de excelência

Objetivos dos centros:

Colaboração com clubes amadores da região


Promoção dos maiores talentos da região
Treinamento do número máximo de talentos possíveis com os
profissionais
Integração do maior número possível de talentos jovens com os
profissionais
Identificação dos torcedores com os jovens talentos locais
Refinanciamento com transferências lucrativas de jovens
promessas
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Centros de excelência

Organização:

45 centros de excelência
Aproximadamente 200 técnicos contratados
Admissões desde 2002
Certificação desde 2008
Treinamento e intercâmbio
Manual de qualidade
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Centros de excelência

Padrões de qualidade:

Treinamento e jogo nas áreas ideias (Por exemplo gramado


natural e artificial, escolas)
Apoio de medicina esportiva e reabilitação física
Técnicos de tempo integral da melhor qualidade possível
Aproximação com o treinamento educacional dos atletas (por
exemplo escolas de futebol de elite)
Conceitos e estrutura da análise de desempenho
Integração da psicologia/ciência esportiva para o
desenvolvimento dos conceitos
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Centros de excelência

Princípios dos centros de excelência

CONEXÃO ENTRE APOIAR E


FUTEBOL E A DESAFIAR OS
ESCOLA JOVENS

ATITUDE ORIENTADA PROMOVER A


PARA O DESEMPENHO INICIATIVA E O
É UMA OBRIGAÇÃO! TALENTO

AMOR PELO CONTROLE


FUTEBOL DO STRESS
COMO BASE
4 ESTÁGIO 3: Desenvolvimento de elite

1. Seleções de Base

2. Clubes licenciados
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

Objetivos:

1. Treinamento individual das maiores promessas da Alemanha


2. Treinamentos e jogos no maior nível nacional e internacional
3. Orientação consistente no nível mais alto do futebol – analisando
uma variedade de partidas do futebol internacional
4. Desenvolvimento de uma orientação competitiva consistente –
“preparo e vida profissional”
5. Promoção de personalidade de jogadores orientados para a equipe
com mentalidade vencedora e gana pelo sucesso
6. Desenvolvimento de uma estrutura hierárquica no time
7. Comportamento exemplar e representação positiva em casa e além
8. Coordenação de alta performance esportiva e promoção
escolar/vocacional
9. Treinamento individual e administração de estresse com
coordenação das associações, clubes e escolas.
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

Modelo de treinamento para futebol de elite abrangente:

Treinamentos espe-
Proteção individual da
ciais orientados para
saúde do atleta
posicionamento em
Ensino por vídeo para
TÁTICAS TÉCNICA campo
time e jogador
Optimização da
OPTIMIZAÇÃO autoadministração
DAS QUALIDADES dos jogadores
DE FUTEBOL

Apoio psicológico CONDICIO- PERSONA-


Cuidado médico

Diagnósticos intensivos NAMENTO LIDADE


esportivo

de performance Treinamento de

condição física

personalizado
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

TÁTICAS TÉCNICA
TÉCNICA:
OPTIMIZAÇÃO
DAS QUALIDADES
DE FUTEBOL

Tecnologia para treinamento CONDICIO- PERSONA-


NAMENTO LIDADE
técnico/tático individual:

Características da qualidade de um jogador de nível internacional:


Domínio do confronto 1 contra 1
Habilidades táticas
Fundamentos técnicos

Análise das situações do 1 contra 1 no futebol mundial:


Formas de treinamentos derivativos
Treinamentos diferenciados para os jogadores das seleções de base
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

TÁTICAS TÉCNICA
CONDICIONAMENTO:
OPTIMIZAÇÃO
DAS QUALIDADES
DE FUTEBOL

CONDICIO- PERSONA-
NAMENTO LIDADE

Motivação pelas
atividades físicas

Treino
da DFB
Jogo Treino

Treino
físico

Melhora da
performance física
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

TÁTICAS TÉCNICA
TÁTICA:
OPTIMIZAÇÃO
DAS QUALIDADES
DE FUTEBOL

CONDICIO- PERSONA-
NAMENTO LIDADE

Exemplo de princípios
de jogo: Infiltração dos
dois atacantes no 4-4-2

Exemplo de sistema de
jogo: Organização
básica ofensiva no
4-4-2

*imagens retiradas do material original da DFB


3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

TÁTICAS TÉCNICA
PERSONALIDADE
OPTIMIZAÇÃO
DAS QUALIDADES
DE FUTEBOL

CONDICIO- PERSONA-
NAMENTO LIDADE

Espírito de Exercício do
equipe Direito

PONTOS DE
ORIENTAÇÃO:

Paixão Identificação
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

TÁTICAS TÉCNICA
PERSONALIDADE
OPTIMIZAÇÃO
DAS QUALIDADES
DE FUTEBOL

Objetivo1: Personalidade dos jogadores: CONDICIO- PERSONA-


NAMENTO LIDADE
Entusiasmo e criatividade
Papel de liderança no time para organização tática
Função de controle dos processos dentro do time
Tipos de jogadores baseados nas suas forças e qualidades individuais
Jogadores com mentalidade vencedora
Atletas que sirvam de exemplo para o time

Objetivo 2: Profissionalismo
Motivação e disciplina dentro e fora de campo
Autocrítica e abertura para opiniões contrárias
Profissional estável: ensinar o jogador a lidar com contratempo e
situações emocionais extremas, como sucesso/reserva do time
Internalização de normas e regras
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

1. Seleções de Base

TÁTICAS TÉCNICA
PERSONALIDADE
OPTIMIZAÇÃO
DAS QUALIDADES
DE FUTEBOL

Objetivo 3: Perspectiva de vida CONDICIO- PERSONA-


NAMENTO LIDADE
Internalização de valores e habilidades sociais
Treinamento escolar e vocacional
Características e qualidades individuais fora do futebol como base de
uma autoconfiança estável
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Clubes licenciadas:

Monitoramento sistemático das promessas da base

Treinamento Junior:

Paciência, desenvolvimento sistemático de uma performance


futebolística
Apoio abrangente para a personalidade (voltada para o futebol)
Apoio individual para sucesso do time a curto prazo

Treinamento de transição:

Desenho de carga individual para preparação medida estresse extremo


na performance de futebol
Passar profissionalismo
Intenso apoio individual, dentro e fora de campo
3 ESTÁGIO 2: Desenvolvimento de Talentos

2. Clubes licenciadas:

Monitoramento sistemático das promessas da base

Treinamento de alta performance:

Melhora de todos os elementos de futebol de alto nível


Variação técnica e tática dentro dos sistemas de jogo
Apoio e desafio intensivo da personalidade dos jogadores (=líderes)
4 ESTÁGIO 4: Futebol de alto rendimento

No último estágio, desenvolve-se o modelo atlético de futebol de


alta performance:

Tendências no futebol mundial Forças dos jogadores alemães

Filosofia de jogo e treino da DFB

DESENVOLVIMENTO TREINAMENTO DE
FUTEBOL PRO
DE TALENTOS TREINADORES

- Conceitos de - Aproximação - Guia para o


treino e jogo para com as jovens treinamento do
times profissionais promessas do treinador
- Prática de treino e futebol - Prática de treino
controle de jogo - Jogo e filosofia de em diferentes níveis
treino apropriados de licença
para a idade
4 ESTÁGIO 4: Futebol de alto rendimento

Análise de tendências

1. Sistemas/terrenos de formação de jogo


2. Versões da estrutura de jogo
3. Aproximações de ataque
4. Conceitos defensivos
5. Situações cotidianas
6. Jogo de goleiro
7. Jogadores extraordinários
8. Gols
9. Variação tática
10. Melhores momentos
INTERESSOU-SE PELO MODELO ALEMÃO DE
JOGADORES E QUER UMA FERRAMENTA QUE TE
AJUDE A IMPLEMENTÁ-LO?
O IES PODE TE AJUDAR. FALE COM A GENTE!

SILVIO CARVALHO
silvio.carvalho@iyacademies.com