Вы находитесь на странице: 1из 7

Certas: Exame de recurso de Teoria das

Erradas:
Organizações
Nulas:
– Ano lectivo 2001-2002
Licenciatura em: Data:
2002-07-22
Total:
Gestão Docente: Francisco
Antunes
Duração: 1h e 30m

*UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR*


http://ubista.ubi.pt/blocodenotas
Dep. de Gestão e Economia
A
Nome:______________________________________________________________ N.º:___________

Seleccione apenas uma das resposta para cada pergunta.


Cada resposta certa: 0,5 valores; sem resposta: 0 valores; A partir de 9,5 valores, 3 respostas erradas
descontam uma certa. Assinale com uma cruz o quadrado referente à resposta que deseja assinalar como
correcta.

1 Segundo Taylor os métodos/ferramentas de trabalho podem ser encontrados por meio de uma análise científica e um
estudo de tempos e movimentos, em vez de tais métodos ficarem ao critério pessoal de cada operário. Este processo
ficou conhecido por:
 1 – Treino parametrizado
 2 – Organização de qualidade
 3 – Controlo de tarefas
 4 – Organização racional do trabalho
 5 – Definição científica de tarefas

2 O aspecto social saiu fora do âmbito de análise da administração científica. Para esta teoria o operário era
intrinsecamente:
 1 – Trabalhador
 2 – Vadio
 3 – Económico
 4 – Social
 5 – Nenhuma das anteriores

3 Sendo a tarefa a grande ênfase da administração científica, os seus autores dedicaram um parte do seu trabalho à
análise da fadiga humana. Tal análise era efectuada:
 1 – Para encontrar a melhor solução, no sentido de melhorar a eficácia da produção
 2 – De modo a conhecer as necessidades dos trabalhadores, para que se pudesse aumentar a produção
 3 – Para tentar encontrar melhores formas de satisfazer os trabalhadores
 4 – No sentido de proporcionar maior satisfação aos trabalhadores
 5 – Sob a perspectiva da empresa e não do trabalhador

4 A supervisão funcional tem como característica mais marcante o facto de que cada operário:
 1 – Recebe orientações e ordens diárias de encarregados diferentes, em cada um dos quais desempenha
uma função particular
 2 – Tem um supervisor único que o instrui e orienta na execução das suas tarefas
 3 – Reporta exclusivamente ao seu supervisor, no caso de querer entrar em contacto com a administração
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

5 Embora a administração científica e a teoria clássica tenham sido desenvolvidas sem aparente contacto dos seus
autores, o objectivo comum destas teorias é:
 1 – A análise das tarefas
 2 – A análise da estrutura das organizações
 3 – A introdução da ciência na produção
 4 – A busca da eficiência nas organizações
 5 – A ligação entre a administração e a produção
6 Fayol defendia a proporcionalidade da função administrativa. As actividades essenciais desta função eram:
 1 – A previsão, a organização, o comando, a coordenação e o controlo
 2 – A gestão, o incentivo, a comunicação, a informação e o controlo
 3 – A antecipação, a estruturação, a liderança, a coordenação e o controlo
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

7 Um dos objectivos da teoria clássica era encontrar:


 1 – Métodos quantitativos de gestão
 2 – Conciliar a administração com os interesses dos trabalhadores
 3 – Procurar a integração das teorias administrativas
 4 – Compreender os fenómenos organizacionais
 5 – Princípios gerais de administração

8 Para a teoria clássica a linha de autoridade que interliga as posições da organização e define quem se subordina a
quem ficou conhecida por:
 1 – Cadeira escolar
 2 – Cadeia prisional
 3 – Cadeia escalar
 4 – Cadeia de autoridade
 5 – Cadeia de hierarquia

9 Para a teoria clássica a divisão do trabalho que assegura a homogeneidade de funções, efectuada horizontalmente é
chamada:
 1 – Departamentalização
 2 – Hierarquização
 3 – Especialização
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

1 Qual dos seguintes aspectos não é uma crítica à teoria clássica:


0  1 – Ausência de trabalhos experimentais
 2 – Excessiva abstracção e formalismo da análise
 3 – Comportamento mecânico do homem
 4 – Descuido pela organização informal
 5 – Divisão do trabalho de gestão em diferentes categorias

1 A experiência de Hawthorne proporcionou o desenvolvimento dos princípios básicos da escola das relações humanas.
1 Qual dos seguintes aspectos não é uma das observações desta escola:
 1 – Nível de produção resultante da integração social
 2 – O trabalhador surge como membro de grupos
 3 – Os operários preferem ganhar menos, a pôr em risco a sua integração no grupo
 4 – A organização passa a ser vista como sendo composta por vários grupos sociais
 5 – A especialização é a forma mais eficiente de divisão do trabalho

1 Independentemente das críticas efectuadas à teoria das relações humanas foi ela que caracterizou a administração
2 como:
 1 – Análise social
 2 – Ciência social aplicada
 3 – Ciência administrativa
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores
1 A teoria neoclássica é caracterizada por:
3  1 – Ênfase na prática administrativa e nos princípios gerais da administração
 2 – Reafirmação dos aspectos clássicos
 3 – Ênfase nos objectivos e nos resultados
 4 – Eclectismo
 5 – Todas as anteriores

1 Face à relação entre os objectivos da organização e dos objectivos dos trabalhadores, a teoria neoclássica:
4  1 – Pretende evitar o conflito
 2 – Defende que não existe conflito
 3 – Defende uma integração dos objectivos
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

1 Para Weber a burocracia é sinónimo de eficiência e de:


5  1 – Hierarquização
 2 – Integração
 3 – Papelada
 4 – Racionalização
 5 – Nenhuma das anteriores

1 A burocracia é caracterizada por uma impessoalidade nas relações, pois:


6  1 – As pessoas são vistas como ocupantes de cargos
 2 – A obediência é efectuada ao cargo superior e não à pessoa que o ocupa
 3 – O esquema impessoal permite a continuidade da organização ao longo do tempo
 4 – Todas as anteriores
 5 – 1 e 2 correctas, mas 3 falsa

1 Para a teoria estruturalista as organizações:


7  1 – Não são independentes da sociedade, mas parte integrante dela
 2 – São o elo fundamental da sociedade
 3 – São formas sociais de bens e serviços
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

1 A teoria estruturalista defende a adequação das recompensas aos indivíduos. No entanto considera-se que:
8  1 – As recompensas devem ser principalmente salariais
 2 – As recompensas devem ser principalmente sociais
 3 – As recompensas sociais são menos efectivas em níveis mais baixos
 4 – Nos níveis mais elevados devem predominar as recompensas salariais
 5 – Nenhuma das anteriores

1 A teoria estruturalista define três níveis organizacionais:


9  1 – Institucional, gerencial e técnico
 2 – Estratégico, decisorial e de execução
 3 – Cúpula, meio, base
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

2 Existe uma dupla tendência teórica na teoria estruturalista, pois esta apresenta uma análise:
0  1 – Prescritiva e de conflito
 2 – Descritiva e de conflito
 3 – Integrativa e de conflito
 4 – Normativa e de conflito
 5 – Explicativa e de conflito
2 A teoria estruturalista dá ênfase:
1  1 – À estrutura organizacional
 2 – Às pessoas
 3 – Ao ambiente
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

2 Para a teoria estruturalista o homem é um ser social que:


2  1 – Desempenha papéis dentro das organizações
 2 – Possui uma hierarquia estável de necessidades
 3 – Procura apenas a auto-satisfação
 4 – Está em conflito permanente com os objectivos da administração
 5 – Procura o conflito para alcançar a inovação

2 A teoria estruturalista procura:


3  1 – A máxima eficiência
 2 – A eficiência e a eficácia
 3 – O equilíbrio
 4 – A integração de todas as áreas do saber
 5 – A adaptação constante ao ambiente

2 A teoria comportamental oferece uma variedade de estilos de administração à disposição dos gestores. Tais opções
4 têm definidas posições extremas e contrárias, resumidas em duas teorias:
 1 –AX e a W
 2 –AZ e a Y
 3 –AX e a Y
 4 –AX e a V
 5 – Nenhum das anteriores

2 Na teoria comportamental a organização é encarada como:


5  1 – Um sistema de decisões
 2 – Um sistema de pessoas
 3 – Um sistema de relações sociais
 4 – Um sistema de comportamentos
 5 – Nenhuma das anteriores:

2 Likert apresentava quatro sistemas administrativos. Qual deles se relaciona directamente com as empresas de
6 tecnologia avançada, com pessoal altamente especializado?:
 1 – Autoritário coercivo
 2 – Autoritário benevolente
 3 – Consultivo
 4 – Participativo
 5 –Tecnológico

2 Para a teoria comportamental o processo de decisão:


7  1 – É exclusivo dos administradores
 2 – É efectuado na cúpula da organização
 3 – É efectuado por todos independente do nível hierárquico
 4 – É efectuado só no nível mais baixo da organização
 5 – Só é efectuado por pessoas competentes

2 Na teoria comportamental as decisões dizem-se de carácter satisfatórios, porque:


8  1 – Conhece-se o problema claramente
 2 – Existe um conhecimento limitado das alternativas e consequências
 3 – Procuram a resolução rápida do problema
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores
2 O efeito multiplicador das partes de um sistema que alavanca o resultado global é conhecido por:
9  1 – Sinergia
 2 – Neguentropia
 3 – Compensação
 4 – Cooperação
 5 – Feedback

3 Para a teoria de sistemas na administração a sua propriedade de morfogénese relaciona-se com:


0  1 – A capacidade para renascer
 2 – A capacidade para atingir objectivos
 3 – A capacidade para mudar a estrutura ou constituição
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

3 A teoria de sistemas veio alterar o enfoque organizacional. Tal consistiu em:


1  1 – Passar do todo para as partes
 2 – Passar das partes para o todo
 3 – Analisar só o todo
 4 – Analisar só as partes
 5 – Nenhuma das anteriores

3 A teoria contingencial afirma que as acções administrativas visam a obtenção de resultados organizacionais, sendo
2 contingentes das características:
 1 – Dos administradores
 2 – Da organização
 3 – Dos resultados
 4 – Das situações
 5 – Das acções administrativas

3 A teoria contingencial preconiza um modelo de homem:


3  1 – Social
 2 – Organizacional
 3 – Administrativo
 4 – Funcional
 5 – Nenhuma das anteriores

3 A motivação para a teoria contingencial é:


4  1 – Uma hierarquia mutável
 2 – Um processo isolado
 3 – Um conjunto de experiências
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

3 A teoria contingencial afirma que é possível que para além de um sistema aberto, uma organização pode possuir
5 características determinísticas. Tais características são mais prováveis de encontrar na área de:
 1 – Marketing
 2 – Planeamento estratégico
 3 – Produção
 4 – Gestão de recursos humanos
 5 – Todas as anteriores

3 A divisão por níveis da teoria contingencial está muito relacionada com a divisão preconizada pela:
6  1 – Teoria neoclássica
 2 – Teoria comportamental
 3 – Teoria estruturalista
 4 – Teoria burocrática
 5 – Teoria de sistemas
3 Apesar da teoria contingencial abranger e dosear as cinco variáveis básicas da administração, o aspecto mais
7 importante para esta teoria é:
 1 – As pessoas
 2 – As tarefas
 3 – O ambiente
 4 – A tecnologia
 5 – A estrutura

3 Qual dos processos abaixo não é uma nova tendência de administração:


8  1 – Amplitudes de controlo mais curtas
 2 – Ênfase nas equipas de trabalho
 3 – Atenção ao negócio básico
 4 – Infoestrutura
 5 – Staff como mero consultor

3 Para a teoria do caos a noção de equilíbrio da teoria de sistemas:


9  1 – É a que melhor define os processos administrativos
 2 – Constitui um caso pouco frequente
 3 – Na realidade não existe
 4 – Todas as anteriores
 5 – Nenhuma das anteriores

4 Segundo a teoria de gestão de conhecimento todos os recursos dependem do conhecimento. Para esta o
0 conhecimento:
 1 – Conduz a novas formas de trabalho
 2 – Conduz a novas formas de comunicação
 3 – Conduz a novas tecnologias
 4 – Conduz a novas formas de interacção humana
 5 – Todas as anteriores

Похожие интересы