Вы находитесь на странице: 1из 5

Após a realização do primeiro contato com as temáticas abordadas em cada

um dos três textos, você deverá realizar uma segunda leitura, na qual sejam
feitas anotações das ideias principais em cada um dos textos. É importante ter
em mente as seguintes reflexões como pontos a serem verificados:
1. Os textos lidos têm conexão entre si?
2. Quais são as ideias em que eles se diferem e quais são as ideias em que
eles se assemelha.
Os textos lidos, Letramento Digital e Formação de Professores, Currículo,
Tecnologia e Cultura Digital: Espaços e Tempos de Web Currículo e Integração
Currículo e Tecnologias e a Produção De Narrativas Digitais, são textos que conversam
entre si. Falam da necessidade de atualização do professor, do aluno e da escola no uso
das mídias digitais e a formação do professor nas TDIC.

No texto sobre Letramento digital e formação de professores, podemos ver


que, ao falar em letramento digital de imediato vem a nossa mente a forma com que
escrevemos utilizando os vícios adquiridos com o uso da internet. Mas o tema vai
muito além, trata-se da maneira de como utilizamos as facilidades digitais para serem
inseridas em nossa maneira de estudar e aprender. Muito se fala sobre letramento digital
e desde 2006 até o momento atual o foco está sendo atribuído totalmente em como os
professores estão sendo capacitados para inserir este letramento em sua metodologia.
Encontramos referencia sobre o que é letramento no texto tempos de Web Currículo, o
letramento então, é a capacidade do sujeito adquirir diferentes níveis de aquisição de
leitura e escrita. Já a alfabetização é a aquisição da leitura e da escrita, sem apropriar-se
da mesma. Soares (2002), diz que o letramento é a apropriação da escrita e da leitura,
para o exercício da cidadania, ao acesso à cultura da sociedade letrada e a utilização
desses conhecimentos em práticas socias.

Fazendo uma referencia ao termo letramento digital, vemos que tanto escola
quanto professores precisam atualizar-se, uma vez que a grande mudança digital
contribui para um novo modelo social pautado em uma cultura extremista entre a
cultura digital e a não digital, na qual o fato do uso das mídias constitui em um novo
modelo de pensar, agir, criar, interagir, comunicar e principalmente aprender estando
totalmente atrelado à seu uso. O que por sua vez a TDIC, facilita expandir relações,
criar novos contextos e aprimorar as práticas sociais entre indivíduos distintos e que
estejam inseridos em culturas diferentes.
Nessa perspectiva temos as TDIC e as mídias digitais causam grande impacto
em praticamente todos os segmentos da nossa sociedade, da nossa vida e, sobretudo, no
desenvolvimento do conhecimento científico e nos avanços da ciência, mas na
Educação, a presença destas tecnologias é pouco significativa e seu potencial é pouco
explorado. Ainda não observamos nos processos de ensino e de aprendizagem, em
distintos níveis, do Básico ao Superior, os mesmos impactos e transformações
visivelmente identificados em outros segmentos, tais como no sistema bancário, nos
processos administrativos, nos serviços e nas empresas em geral. É necessário fazer
uma análise sobre o uso e o benefício das TDIC e mídias digitais no segmento
educacional de modo a potencializar seu uso. Nesta linha de desenvolvimento a escola
se vê direcionada a constituir um espaço de desenvolvimento pautado na
contextualização de inserir o uso da rede digital visando gerar a transformação e o
desenvolvimento do indivíduo.

Por tanto, o letramento digital pode ter diversas interpretações, para facilitar
esta compreensão iremos o definir em duas maneiras, sendo uma como definição restrita
e a outra definição ampla. No meio autoral, diversos autores possuem definições própria
para o tema mas para Souza (2007), as definições restritas não consideram o contexto
sociocultural, político e histórico que envolve o processo de letramento digital e
podendo esta definição restrita se subdividida em visão distinta que refere-se ao
letramento digital como utilizar da tecnologia digital, ferramentas de comunicação e a
rede para criar, interagir e avaliar uma sociedade de conhecimento. A segunda visão
define que o letramento digital, é possuir uma série de habilidades capazes de atribuir ao
indivíduo o discernimento de reconhecer quando a informação se faz necessária.

Para alguns autores como Lankshear e knabel que define o termo em uma
definição ampla na qual o letramento digital se encaixa em uma pluralidade ou seja,
letramentos digitais, que se constitui em formas diversas de prática social e que
diferentes tecnologias de escrita desenvolvem diferentes letramentos. Com base nesta
teoria de pluralização já vem sendo assunto de estudos de diversos pesquisadores do
Brasil e do mundo.

Portanto os autores compreendem letramento digital o conjunto de


competências capazes de capacitar o individuo a usar as informações de maneira crítica
estratégica.
Com relação a formação de professores diante do letramento digital, todos os
textos fazem referencia quanto a importância do professor buscar informar-se e
aperfeiçoar-se. Fica evidenciado por resultado de pesquisas que apontam a fragilidade
do ensino utilizando a pratica do letramento digital, conclui que por mais que as escolas
sejam equipadas com tecnologia e os professores são egressos de curso de informática
básica, não é o suficiente para se interagir os recursos digitais com as prática
pedagógicas. Se faz necessário que esses educadores por sua vez tenham o
conhecimento dos gêneros discursivos e as linguagens digitais dos alunos para melhor
inserir no contexto de uma sociedade digital.

No campo educacional, o uso de linguagens digitais é importante, pois abre um


campo de aprendizado muito significativo. O uso das narrativas digitais por exemplo,
onde se constrói textos usando os recursos das mídias digitais existentes para uma
melhora significativa do aprendizado, As narrativas digitais têm sido utilizadas na
Educação em dois contextos distintos: um, na formação inicial ou continuada de
professores; e, outro, relacionado com o desenvolvimento de conteúdos curriculares de
praticamente todas as áreas do conhecimento. Elas mostram-se eficazes no processo
educacional, uma vez que seus aprendizes demonstram interesse, há um aumento da
motivação, eles passam a ter voz e poder, expressam suas ideias, mostram a
versatilidade da temática e sua exploração nas diferentes áreas e níveis de
conhecimento. O uso das TDIC mobiliza as competências do século XXI. Permite uma
maior significação dos conteúdos, das atividades que se tornam motivadoras e mais
eficientes, ações sensoriais e lúdicas por parte do aprendiz. Aumenta-se
consideravelmente a capacidade de escrita, o vocabulário e a construção e frases.

É necessário que exista uma cumplicidade quando se fala do termo em que


professores e alunos sejam letrados digitais, respectivamente tornando assim uma
idealização do uso tema além do razoavelmente instrumental.

É perceptivo que a escola está deixando de ser a única ordem do saber, os


alunos estão aprendendo algo novo o tempo todo e a tecnologia permite está fácil
absorção de novos conhecimentos. Coerentemente se faz correto que a escola e
educadores vejam esta nova ordem como uma visão de futuro e não se afaste e veja
como algo negativo e sim estejam dispostos e conviver com as novas evidências.
O conceito de currículo sempre se baseou naquilo que você aprendeu e
transcreveu para expressar suas qualificações, mas atualmente este conceito está sendo
acoplado em uma nova grade de informações, a qual é notório que o uso deste novo
método de realidade nos faz dependente entre a junção de TDIC e aprendizado.

Portanto verificamos que este novo conceito de ensinar e aprender está


capacitando novas funcionalidades, experiências e vivencias no que caracterizamos
como grade curricular, o que antes era pautado em um crescente e logica, hoje está
focada em um ambiente mais abrangente e não tão sequencial, ou seja, é a criação do
conceito web currículo. Que visa a realidade de uma contextualização contemporânea
do ensino em sua base curricular voltada para uma realidade moderna a qual está adepta
de uma estruturação onde as relações se estabelecem por meio das tecnologias digitais,
criando assim um entrelaçado de espaços físicos digitais, sendo debatidos entre
pesquisadores, professores e outros profissionais o que denominamos de web currículo.

Contudo a realidade não é tão simples quanto parece, a certeza é que o


computador e a internet oferecem uma pluralidade de espaços que os levam a aprender,
mas o acesso nem sempre é fácil para todos. Os próprios professores questionam por
não terem um espaço adequado para pesquisas e quando tem não conseguem acessas
sites específicos devido bloqueio em servidores, não conseguindo baixar vídeos para
utilizar em sala de aula, e por não terem equipamentos com uma transmissão de
qualidade em som e imagem.

Contudo o que se percebe não é um enfoque no letramento digital, o que as


escolas estão fazendo é uma informatização na educação de não formar um educador
em seu letramento digital. A formação de professores ainda está distante de estes
recursos como ferramentas de aprendizagem, o que seria eloquente para uma visão de
futuro comparado educação e impacto da tecnologia em nossas vidas. Está comprovado
que os alunos de hoje trazem para a sala de aula aquilo que descobrem por suas
navegações pela internet. Pensando assim se faz necessário que este profissional não
seja visto como um transmissor e a única forma de adquirir conhecimento, mas se
espera que ele seja um mediador das discussões travadas em sala de aula, mesmo que
seja um ambiente on-line e que consiga interagir de uma maneira coerente e que
demonstre capacidade.
O que cabe ao educador é estar informado desta nova fonte de informação e
transformá-las em aprendizado na sala de aula. Esta ação se caracteriza como um dos
pilares do letramento digital, saber processar informações, ter uma análise crítica desta
informação transformando-a em conhecimento.

Portanto o que se pede de um professor é que se coloque acessível a muitos


aprendizados podendo então se enaltecer mutualmente e não perdendo a sua identidade
de professor tendo um novo olhar para si mesmo e para os outros adquirindo uma visão
diferente da sua.

Похожие интересы