Вы находитесь на странице: 1из 62

Faculdade Anísio Teixeira

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Projeto Conceitual

Projeto: Uma Cervejaria Ltda.

Apresentada por:
Carson Menezes
Caroline Abreu
Cledison Menezes
Danillo Barbosa
Devid Lenon
Felipe Oliveira
Thaianni Moreira
Orientador:
Profº Danillo Tourinho Sancho da Silva, M.Sc.

FEIRA DE SANTANA - BA
2015
Carson Menezes
Caroline Abreu
Cledison Menezes
Danillo Barbosa
Devid Lenon
Felipe Oliveira
Thaianni Moreira

ERROR! REFERENCE SOURCE NOT FOUND.

Projeto Conceitual apresentado na


Disciplina de Análise de Projeto de
Investimento para obtenção de
avaliação parcial no Curso de
Graduação em Engenharia da
Produção da Faculdade Anísio Teixeira.

Orientador, Profº Danillo T. S. da Silva, M.Sc.

FEIRA DE SANTANA - BA
2015
ERROR! REFERENCE SOURCE NOT FOUND.

Por

ERROR! REFERENCE SOURCE NOT FOUND.

Projeto Conceitual aprovado com nota ___


como requisito parcial para a obtenção da
Nota da Segunda Unidade na disciplina de
Análise de Projeto de Investimento do
Curso de Graduação em Engenharia de
Produção da Faculdade Anísio Teixeira.

____________________________________________________________
Presidente: Profº. Danillo T. S. da Silva, M.Sc. – Orientador, FAT

____________________________________________________________
Membro: Prof. Sandro Dórea, FAT

Feira de Santana, Dezembro de 2015.


DECLARAÇÃO DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE

Através deste instrumento, isento meu Orientador e a Banca Examinadora de


qualquer responsabilidade sobre o aporte ideológico conferido ao presente trabalho.

________________________________________
Danillo Barbosa de Jesus
“Chega um momento em que precisamos começar a fazer o que queremos. Trabalhe
naquilo que ama. Você irá pular da cama pela manhã. Acho que só um louco trabalharia em
algo de que não goste por achar que irá ser bom para o currículo. É como deixar de fazer
sexo hoje para desfrutá-lo apenas quando for mais velho.”

Warren Buffet.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ....................................................................................................................... 11
ANÁLISE DE CONJUNTURA ............................................................................................. 14
ANÁLISE MICROECONÔMICA ......................................................................................... 21
MATRIZ DE RASTREABILIDADE DE REQUSITOS ...................................................... 26
AVALIAÇÃO TÉCNICA ....................................................................................................... 27
EAP - ESTRUTURA ANALITICA DO PROJETO – FASES DO PROJETO............... 41
LOCALIZAÇÃO DA UNIDADE ........................................................................................... 42
ANÁLISE FINANCEIRA ....................................................................................................... 45
FLUXO DE CAIXA DO PROJETO ..................................................................................... 53
INDICADORES FINANCEIROS ......................................................................................... 54
CONCLUSÃO ........................................................................................................................ 55
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ....................................................................................... 58
ANEXOS ................................................................................................................................. 60
LISTA DE FIGURAS
Figura 1- Fluxograma Preliminar de Produção ................................................................. 28
Figura 2 – Organograma ...................................................................................................... 35

Figura 3 - EAP Hierárquica .................................................................................................. 41


Figura 4- Mapa de Localização da Unidade ...................................................................... 43
LISTA DE TABELAS
Tabela 2 - Matriz de Rastreabilidade de Requisitos ........................................................ 26
Tabela 3 – Equipamentos do Projeto ................................................................................. 28
Tabela 4 – Quadro de Empregados ................................................................................... 39
LISTA DE FLUXOGRAMAS
Nenhuma entrada de índice de ilustrações foi encontrada.
LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

INTRODUÇÃO

RESUMO DAS CONDIÇÕES DO PROJETO


O projeto conceitual estudar a viabilidade da abertura de uma empresa de
fabricação de cerveja artesanal por meio da criação de um plano de gestão
abordando os aspectos que implicam nos ambientes internos e externos à empresa.
Da mesma forma, complementam o estudo um plano de marketing que aborda os
6P’s (produto, preço, praça, promoção, pessoas e processos), um plano de
operações que define sua cadeia de valor, um plano financeiro que avalia a
viabilidade econômico financeira da empresa.

JUSTIFICATIVA DO PROJETO

O setor cervejeiro está em fase de transformação. Diversas marcas


pequenas e regionais surgiram nos últimos anos e ganharam força no cenário do
mercado de cerveja. Desta maneira, percebeu-se uma oportunidade de negócio e
este estudo demonstrará se o investimento é realmente viável.

NOME GERENTE DO PROJETO, SUAS RESPONSABILIDADES E AUTORIDADE.


Danillo Barbosa de Jesus – Gerente do Projeto

 Responsabilidades e Autoridades

 Engajar e substituir o pessoal da equipe de projeto quando necessário e


dirigir as atividades da equipe.
 Acessar os contatos com o cliente em todos os assuntos relativos a este
projeto.
 Acessar os Gerentes de Recursos em todos os assuntos relativos ao projeto.
 Controlar o orçamento do projeto.

11
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

 Dirigir ações de monitoração de atividades referentes a, tempo, custo, risco,


performance e qualidade de forma a garantir que todos problemas são
prontamente identificados, reportados e solucionados.
 Contatar através das unidades funcionais e com todos os níveis de gerência
para realizar os objetivos do projeto.
 Delegar responsabilidade e autoridade do projeto dos membros de sua
equipe.

NECESSIDADES BÁSICAS DO TRABALHO A SER REALIZADO

Inicialmente, o assunto relativo às cervejarias artesanais vem ganhando


força dado que o mercado mundial de cervejas está em processo de mudança.
Mercados do leste europeu, asiáticos e da América Latina vem despertando o
interesse de grandes grupos cervejeiros internacionais que se consolidam cada
vez mais no mercado leva a um processo de concentração do poder de escolha
do consumidor. A necessidade de reduzir custos e produzir cervejas com longa
vida de prateleira por causa dos longos trajetos de distribuição faz com que as
cervejas oferecidas tenham sabor muito semelhante entre si diferindo apenas na
embalagem e campanha de marketing.

Dessa forma, tais produtos massificados abrem espaço para que


especialistas regionais e locais desenvolvam um novo segmento de mercado
com produtos que possuem maior especificidade e diferenciação em termos de
paladar tornando cada vez mais forte a presença das cervejarias artesanais.

Com isso, a decisão de realizar um projeto conceitual nesta área é


justificada pela oportunidade de negócio advinda do crescimento do mercado de
cervejas artesanais, estimado por especialistas do setor, que apesar de
representarem pequena parcela do setor cervejeiro dominado pelas grandes
cervejarias, conta com o interesse dos consumidores específicos deste novo
setor da indústria de bebidas.
12
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

PRINCIPAIS PARTES INTERESSADAS

Este projeto deseja contribuir à comunidade científica fornecendo


conhecimentos empresarias de diferentes aspectos desde o início da criação de um
novo negócio até a sua implantação e operação de fato. Sendo neste caso mais
específico ao mercado de cervejarias artesanais, porém podendo ser replicado com
suas devidas adaptações a outros tipos de negócios em diferentes mercados.

13
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

ANÁLISE DE CONJUNTURA

ANÁLISE GERAL DA CONJUNTURA PARA O PROJETO

O Brasil tem o mercado de cervejas altamente disputado, devido ao


potencial de consumo da bebida entre os brasileiros. Porém, ao mesmo tempo em
que as maiores empresas cervejeiras do mundo estão inseridas nesse mercado,
produzindo basicamente cervejas altamente populares como a Pilsen, têm surgido
muitas novas pequenas empresas oferecendo cervejas diferenciadas – conhecidas
como micro cervejarias, ou cervejarias artesanais. Enquanto as grandes empresas
crescem 7% ao ano, as micro cervejarias alcançam crescimento anual de 14%. Em
2006, existiam 60 micro cervejarias no Brasil, e hoje, existem mais de 180 O grande
diferencial de uma micro cervejaria de sucesso, hoje, pode-se dizer que é um
produto de alta qualidade sensorial, bem como um planejamento administrativo bem
feito.

CENÁRIO ECONÔMICO

A situação econômica do país em geral há cerca de três anos era vista


de forma otimista com perspectivas positivas de desempenho e crescimento, porém,
a realidade mostrou que a situação não se traduziu em suas expectativas traçadas e
o desempenho em termos de crescimento de PIB e investimentos acabou caindo em
ambos os casos, desfazendo o cenário otimista de outrora.

No entanto, não há como negar que o mercado consumidor nos últimos


anos de uma forma geral tem aumentado seu poder aquisitivo assim como seu
padrão de consumo, principalmente devido aos aumentos do salário mínimo, apesar
do aumento nos preços dos bens. Dessa forma, passa a ser um fator
macroeconômico que vem contribuindo para alavancar as vendas de diversos
setores da economia do país.

14
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

O mercado de cervejas ainda possui uma pequena fatia do mercado de


cervejas quando comparado com as cervejarias industriais. No entanto, este aspecto
do crescente aumento da renda familiar no brasil e a elevação dos padrões de
consumo tem ajudado bastante para que as cervejarias artesanais aumentem suas
vendas e passem a ter um maior crescimento de mercado.

O segmento de cervejarias nos dias de hoje movimenta cerca de 2 bilhões


de reais que corresponde a mais ou menos 5% do faturamento total do segmento de
cervejas que girou em torno de 40 bilhões de reais no ano de 2012 segundo o
sindicato nacional da indústria da cerveja (sindicerv). Além disso, as micro
cervejarias tem tido um crescimento do seu faturamento muito maior do que as
cervejarias populares.

CENÁRIO POLÍTICO
Os fatores políticos legais na cervejaria estão relacionados aos
impostos, tanto para a tributação das MPEs que pode ser alterada, como para a
tributação do IPI das industrias que fornecem os insumos de maiores gastos da
empresa - bebidas, energia e combustível.
Outro fator importante é a legislarão quanto ao uso de reboques por
motocicletas. Atualmente, o reboque em motocicletas é permitido, o que favorece a
empresa quanto a sua utilização.

CENÁRIO SOCIAL

As características dos consumidores de cervejas artesanais também é


outro ponto que difere bastante das cervejas industriais. Enquanto os consumidores
destas buscam adquirir produtos a baixos preços valorizando a quantidade em
relação à qualidade da cerveja que consomem, o público das cervejas artesanais
pode ser considerado mais exigente e valorizam outros aspectos.

15
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

O público das cervejas artesanais, em contra partida à maioria dos


consumidores de cervejas comuns, procuram obter uma grande experiência ao
degustar uma cerveja produzida com mais cuidado e que atende fielmente aos
requisitos de fabricação de uma cerveja. Dessa forma, tais consumidores são
considerados mais exigentes em termos da qualidade da cerveja que estão
consumindo.

Esses consumidores muitas vezes admitem pagar preços mais caros,


que algumas vezes chega a ser o dobro ou mais de uma cerveja comum, para
comprar uma cerveja produzida com mais perícia e que oferece diferentes tipos e
sabores. Portanto, este público é geralmente caracterizado também por
consumidores com estabilidade financeira e um bom poder aquisitivo.

Além disso, com o aumento do poder aquisitivo da população, o número


de pessoas viajando para o exterior vem aumentando. Com isso, essas pessoas tem
tido maior contato com países que apresentam uma maior cultura cervejeira, onde a
cerveja artesanal é consumida com maior frequência. Assim, ao experimentarem
novas cervejas com sabores diferenciados essas pessoas ao retornarem acabam
mudando seu padrão de consumo e sua exigência em relação às cervejas que
consumirão de volta ao território nacional.

Em muitos casos a fabricação de cerveja artesanal é encarada como um


hobby para os fiéis apreciadores de cervejas diferenciadas. Acompanhar os
processos de transformação dos ingredientes selecionados e adquiridos por si
mesmo e combinando-os da sua própria maneira para atingir sabores e aromas mais
sofisticados no conforto da própria residência é um atrativo e sinônimo de um lazer
prazeroso para os consumidores de cervejas artesanais.

Outro ponto a se destacar é que as cervejas artesanais por possuírem


sabores mais sofisticados e variados possuem muitas oportunidades de serem
harmonizadas à gastronomia. As cervejas mais elaboradas passaram a ser vistas

16
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

como uma boa opção de acompanhamento para pratos em restaurantes assim como
para receitas culinárias, proporcionando aos consumidores experiências
gastronômicas de fato, assumindo muitas vezes o papel do vinho como sendo uma
bebida sofisticada e saborosa para ser consumida com uma refeição especial.

CENÁRIO NATURAL

O aspecto ambiental também merece destaque e tem bastante influencia no


mercado das cervejarias artesanais, uma vez que as principais matérias primas
fundamentais para a fabricação da cerveja, além da água, são de origem vegetal
como a cevada e o lúpulo.

A cevada no território brasileiro normalmente é plantada em regiões de


temperatura amena, como a região sul do país, visto que é uma cultura típica do
outono/inverno sendo geralmente plantada no mês de junho e colhida em novembro
de acordo com o clima da região na qual está sendo plantada.

Já o plantio do lúpulo é mais complicado de se adaptar as condições


climáticas do Brasil, pois necessita de características mais comuns ao clima
temperado presente no hemisfério norte, o que faz com que tal insumo seja na
maioria das vezes importado de países dessa região.

Existem vários tipos de lúpulo e malte (obtido a partir da cevada) que no


caso das cervejas artesanais são selecionados especificamente para dar o aroma,
coloração e sabor desejados. Dessa forma, muitas vezes para fabricar certos tipos
de cerveja é necessário que o produtor tenha de importar essas matérias primas
uma vez que certas especificações não são encontradas no Brasil, o que acaba
encarecendo o produto final.

Outra questão ambiental que impacta em custos para o fabricante é o


tratamento dos resíduos devolvidos ao meio ambiente. A quantidade de efluentes
gerados por uma cervejaria tem uma taxa que vai de 5 a 10 vezes a sua produção, o

17
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

que evidencia também o grande consumo de água que é realizado. A água


contaminada por restos de produtos, lubrificantes, antiespumantes e etc, necessita
antes de ser lançada, passar por um tratamento para que seus resíduos sólidos
sejam retirados e após isso o seu PH seja equilibrado para que assim possa ser
devolvida ao meio ambiente.

CENÁRIO TECNOLÓGICO

A fabricação de cervejas artesanais envolve três processos básicos que


compõe um roteiro básico de produção e que no total duram vários dias. Começa
pela mistura onde são extraídos os açúcares e outros componentes do malte,
passando pela fervura onde o mosto é fervido na caldeira e é adicionada o lúpulo
que posteriormente é separado e resfriado e pôr fim a fermentação onde o fermento
é adicionado ao mosto e dependendo do tipo de fermentação produz-se diferentes
tipos de cerveja.

Os equipamentos envolvidos podem variar com o nível de tecnologia e


complexidade utilizada na fabricação, no entanto os mais essenciais são: caldeiras
ou até mesmo panelas de grande capacidade, o fogareiro para ferver o conteúdo
presente na caldeira, o moedor de cereais, fermentador, filtro de bagaços para filtrar
as impurezas, termômetro, muito importante principalmente no processo de
fermentação, fermentador, densímetro e trocador de temperatura.

Em termos de processos de produção uma novidade tecnológica


descoberta no mercado é a utilização de LED como fonte de luz para estimular a
atividade de leveduras durante o processo de fermentação onde a luz facilita a
entrada de carboidratos provenientes do malte e a liberação de álcool e CO2 pela
mesma. Dessa forma a etapa de fermentação ocorre mais rapidamente.

18
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

OPORTUNIDADE E AMEAÇAS

Constatações feitas sobre o ambiente externo da organização, cabe


destacar os pontos que requerem maior atenção, e devem ser avaliados para que
possam ser revertidos em benefício da organização. Com isso, as oportunidades e
ameaças da organização estão descritas a seguir.
1. OPORTUNIDADES
 Perspectivas de crescimento do mercado
 Eventos e feira de degustação de cervejas artesanais
 Maior poder de compra dos consumidores
 Harmonização com o setor gastronômico
 Crescimento da procura por cervejas de qualidade
2. AMEAÇAS
 Regulamentação do setor
 Alta tributação do setor
 Concorrência diversificada
 Sazonalidade do setor de bebidas

CONSIDERAÇÕES RELEVANTES

É importante salientar que as Oportunidades do negócio tem-se a estratégia


ofensiva a fim de extrair o melhor dos mundos das situações possíveis em busca do
desenvolvimento do negócio. Tem-se por objetivo então explorar o crescimento da
busca por cervejas diferenciadas atrelado ao aumento da capacidade de compra da
classe média com a utilização de insumos de qualidade formando assim uma cerveja
diferenciada do mercado. Além disso, oferecendo um produto de qualidade será
facilitada a parceria com o setor gastronômico especializado, como restaurantes
voltados para a classe média que exigem um produto de qualidade para
harmonização.

19
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Do mesmo modo, um produto diferenciado consegue aumentar seu poder de


entrada em feiras de degustação que têm como característica exatamente a busca
por cervejas que surpreendam o público.

RESTRIÇÕES INICIAIS

É importante evoluir nos pontos fracos de forma que os mesmos auxiliem a


aproveitar oportunidades estabelecendo uma estratégia de crescimento para a
empresa. É necessário reverter o nível baixo de produção e a pouca força da marca
para que com o aumento da produção e um maior fortalecimento da marca, seja
possível aproveitar as oportunidades da tendência de crescimento do mercado de
cervejas artesanais. Fortalecendo a marca haverá o consequente aumento do
volume produzido, aumentando dessa forma o poder de barganha sobre os
fornecedores e aumentando a produção de cerveja.

É preciso monitorar sempre os riscos advindos dos custos e investimento


altos aliados a tributação do setor, assim como desenvolver-se na questão do
tratamento de efluentes para diminuir os problemas de regulamentação do setor.

20
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

ANÁLISE MICROECONÔMICA

ANÁLISE GERAL DO MICROAMBIENTE


No micro ambiente, serão abordados os fatores que estão relacionados
diretamente com a organização. Os clientes da empresa, os fornecedores e os
concorrentes.

FORNECEDORES
A fabricação de cerveja requer a utilização de insumos de alta qualidade que
compõe um dos principais fatores de diferenciação do produto. Os insumos
fundamentais (malte, lúpulo e fermentos), na maioria dos casos são importados e
logo se tratam de matérias primas que sofrem bastante com a tributação de
importações presente no país gerando um alto custo, e cujos preços ainda sofrem
também com as variações do câmbio.
Além disso, a cadeia de fornecedores nacional para pequenos cervejeiros é
bastante restrita não oferecendo muita opção para os fabricantes, de forma que 3
principais players atendem a maior parte do mercado.
Devido ao fato de a maioria das vezes os insumos utilizados serem
importados e comprados em baixa escala devido a produção de cervejas não ser
muito grande, e principalmente à escassez de diversidade de opções de
fornecedores, o poder de barganha dos fornecedores neste setor é considerado alto.
Abaixo segue as seguintes empresas que foram consultadas após pesquisa
, as mesmas apesar da localização oferecem o melhor serviço, qualidade e preço
em relação ao custo benefício do produto :
· 3M do Brasil Ltda. – Sumaré – SP
· Etscheid Techno S/A – Pirajuí – SP
· Metalúrgica Celanox Ltda – Bento Gonçalves – RS
· Johnson Diversey Brasil Ltda – São Paulo – SP
· Mec Bier Cervejarias – Pompéia – SP
· Indústria Mecânica Theodósio Randon Ltda – Caxias do Sul – RS

21
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

· Ziemann Liess Máquinas e Equipamentos Ltda – Canoas – RS


· Trexco Trading – São Paulo – SP
Em alguns casos os menores equipamentos ofertados ultrapassavam a
capacidade estipulada e, desta maneira, atingiam valores muito superiores aos
demais concorrentes.

CLIENTES
A força do poder de barganha dos clientes influencia na competitividade do
setor quando consegue realizar alguma interferência na estipulação dos preços dos
produtos 33 das empresas. Além disso, os consumidores também podem exercer
sua força quando estimulam a concorrência entre as empresas por terem uma
variedade de escolhas possíveis de consumo. No caso da interferência dos clientes
nos preços das cervejas artesanais, pode-se dizer que a influência é diminuta. Isto
acontece pois os clientes desse nicho de mercado geralmente aceitam arcar com os
preços mais elevados dessas cervejas em decorrência dos insumos caros e custos
de distribuição, na busca por um produto diferenciado das demais cervejas
padronizadas.
No entanto, os consumidores das cervejas costumam gostar de
experimentar diferentes sabores e tipos de cerveja. Dessa forma, não se configuram
como um público fiel a uma marca, fazendo com que haja maior competição entre as
diferentes marcas e estimulando que as mesmas estejam sempre lançando novos
tipos de cervejas.

Devido ao fato dos clientes terem pouca influência sobre os preços que as
cervejarias artesanais podem cobrar e, no entanto, exercerem influência ao
diversificar os produtos que consomem, considera-se que os clientes é moderado

CONCORRENTES
A intensidade da competição entre os concorrentes no setor de cervejas
tem criado um aumento do potencial deste mercado como um tudo beneficiando os
negócios neste ramo como um todo. O número de empresas concorrentes pode ser
22
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

considerado alto principalmente quando comparado com o número de cervejarias de


grande porte o que faz com que a competitividade das cervejas seja alta.

A diversidade desses concorrentes decorrentes das diferentes


características e estratégias usadas pelas micro cervejarias também intensifica a
rivalidade. A pouca diferença de preços entre os produtos concorrentes, assim como
uma ameaça a novos entrantes, também é mais uma característica deste setor que
contribui para uma competição mais acirrada.

ENTRANTES
Para avaliar a ameaça que novos entrantes podem exercer na
competitividade do setor é importante definir e mensurar os aspectos que
influenciam o nível da barreira de entrada de novos competidores.

Primeiramente o investimento inicial necessário para se começar a


fabricação de cervejas é considerado alto, uma vez que é preciso comprar
equipamentos caros e adquirir ou alugar uma instalação para iniciar sua produção.
Outra questão importante que funciona como uma barreira a criação de novas
cervejarias é a regulamentação necessária atualmente, que exige diferentes tipos de
licenças ambientais, sanitárias, as quais requerem certa burocracia.

No entanto, existem também aspectos que favorecem a entrada de novos


concorrentes. Como as cervejarias não possuem uma larga produção este setor
possui baixa economia de escala o que faz com que o competidor já atuante não
tenha uma grande vantagem em custo em relação ao entrante. Além disso, os
preços das diferentes marcas de cervejas não variam muito entre si, estando
geralmente numa mesma faixa, assim favorecem os novos concorrentes a não
encontrarem resistência dos consumidores já que a troca de um produto para o outro
não é custosa.

Deste modo, a ameaça de novos entrantes é considerada moderada visto


que apesar de possuir um investimento inicial alto e regulamentação exigente, a
23
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

economia de escala é baixa e custo de troca entre os concorrentes não é alto para o
consumidor final.

SUBSTITUTOS
As cervejas possuem como produtos substitutos bebidas alcoólicas que
também apresentam a qualidade como principal diferencial. A principal é o vinho que
também é uma bebida alcoólica considerada sofisticada e que utiliza do seu sabor
para harmonizar com a gastronomia assim como algumas cervejas premium. Além
do vinho, a cachaça artesanal e a vodka também figuram como substitutos visto que
são produtos que também se preocupam com a qualidade e sabor, entretanto
possuem um teor alcoólico mais elevado e são um pouco mais caros.

A ameaça dos substitutos às cervejas é considerada fraca, pois a pressão


exercida pelos mesmos ao negócio das micro cervejarias não é tão impactante já
que os preços tanto do vinho quanto da cachaça são na média maiores do que o da
cerveja.

POTENCIAIS IMPACTOS DO PROJETO IDENTIFICADOS


Hirschfeld (1989) define risco como a probabilidade de insucesso de
uma decisão. Já Pindyck (2002) considera como risco a situação de poder arrolar os
resultados possíveis. O risco caracteriza-se pelo conhecimento de uma
probabilidade de que o evento venha a ocorrer no futuro.
Gitman (2001) entende risco como a possibilidade de o resultado real
diferir do esperado, geralmente aliado a uma perda financeira, e associa o risco à
probabilidade de ocorrer fracasso em um evento.
Para Bernstein (1997), o risco e o tempo estão intimamente
relacionados, pois a natureza do horizonte de tempo é que estabelece a medida do
risco. Considera como risco a “possibilidade de estar em perigo”, sob pena da perda
de algo; quanto mais valioso o bem, maior o risco e a probabilidade de perda. Por
outro lado, em determinados tipos de projetos de exploração mineral, como o de
petróleo, três tipos de riscos se distinguem: os naturais, os econômicos e os
financeiros.
Os riscos naturais estão associados às perdas pelos fenômenos
relativos à natureza, como a geologia, a geografia, o relevo, a água, o solo e os
seres vivos, dentro de uma distribuição de probabilidades de ocorrência dos eventos.
Em se tratando de distribuição de probabilidades, ao se referir aos riscos
econômicos, estes representam a possibilidade de perda de valores relativos aos

24
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

recursos decorrentes dos fatores de produção. Ao se tratar de recursos financeiros,


estes estão associados à perda de valores monetários.
Os riscos dividem-se em sistemáticos (risco não diversificável), aqueles
que são derivados do mercado, e em não sistemáticos (risco diversificável), aqueles
que são originados da própria organização. Para Pindyck (2002) o risco diversificável
pode ser reduzido por meio da elaboração de diversos projetos ou investimentos em
carteira de ativos; já o risco não diversificável não pode ser eliminado dessa forma.

25
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

MATRIZ DE RASTREABILIDADE DE REQUSITOS

ID Requisitos
ID Nome do Requisito Descrição do Requisito Prioridade
Relacionados
01 CAPACIDADE A unidade de produção terá uma capacidade de 10 mil ALTA 01
litros por mês
02 TECNOLOGIA Á maquina pasteurizador tune é o nosso principal ALTA 02,03
responsável pelo sabor diferente na cevada.
03 AUTOMAÇÃO O processo de envase das garrafas são todos ALTA 02,03
automatizados.
04 MATERIA PRIMA Tecnologia aplicada para controle de PH. ALTA 02,03,04
ÁGUA
05 ÁREA O terreno da planta deve ter 400 m2 de terreno ALTA 05

Tabela 1 - Matriz de Rastreabilidade de Requisitos

26
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

AVALIAÇÃO TÉCNICA

DESCRIÇÃO GERAL DA ROTA

A cerveja é obtida pela fermentação da cevada, que consiste na conversão


em álcool dos açúcares presentes nos grãos de cevada. A fermentação é a principal
etapa do processo cervejeiro e sua efetividade depende de várias operações
anteriores, incluindo o preparo das matérias-primas. Após a fermentação são
realizadas etapas de tratamento da cerveja, para conferir as características
organolépticas (sabor, odor, textura) desejadas no produto final.
Abaixo encontra-se a Descrição Geral da Rota

27
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

FLUXOGRAMA DE PRODUÇÃO

Fonte: KAISER. Produção de cerveja.


Figura 1- Fluxograma Preliminar de Produção

PRINCIPAIS EQUIPAMENTOS DO PROJETO


Nome do Equipamento TAG Capacidade Valor
Microcervejaria UM0012 10.000 lts 310.585,00
Filtro de Cerveja UM0014 - 38.000,00
Ench Garrafas Autom 4 Bicos UM0016 - 58.570,00
Pasteurizador de cerveja UM0020 - 22.000,00

TOTAL 429.155,00
Tabela 2 – Equipamentos do Projeto

DESCRIÇÃO DO PRODUTO
A seguir encontram-se os detalhes de cada uma das máquinas necessárias:
- Moinho que deve processar a abertura do grão de malte, separando a
28
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

polpa (endosperma) da casca, deixando as cascas intactas. A permanência das


cascas inteiras é necessária para a formação de um leito filtrante, um excelente
auxílio no processo de clarificação.

· Plataforma - A Plataforma de Operação é a central de controle de todo o


processo da Unidade Produtora de Mosto (UPM). Está localizada entre os dois
tanques da Unidade dando acesso às portas de inspeção dos tanques de processo
e também abriga o painel de controle eletroeletrônico.

· Painel de Comando - Gabinete em aço com proteção contra umidade.


Abriga o controle de todas as fases do processo.

· Tanque de Água Quente - Esse equipamento é utilizado para estocar água


quente reaproveitada da Unidade de Resfriamento. Essa água quente pode ser
usada para a etapa inicial de processamento do mosto, lavagem do malte na
clarificação e complemento do nível de mosto na fervura.

· Tanque de Brassagem/Cozimento/Whirlpool – Tanque responsável pelos 3


processos. Brassagem ou Mosturação é a mistura das matérias primas cervejeiras,
malte moído juntamente com água em temperatura controlada sob um programa de
escalas previamente estabelecido, com a finalidade de solubilizar as substancias do
malte, para atingir o maior grau final de fermentação, que é o percentual de açucares
fermentáveis no extrato do mosto; Cozimento é a fervura do mosto visando dar-lhe
estabilidade biológica, química e coloidal. Também nessa etapa acontece a
inativação de enzimas, a esterilização do mosto, a coagulação protéica, a extração
de compostos amargos e aromáticos do lúpulo, a evaporação de água excedente e
de componentes aromáticos indesejáveis e a formação de substancias constituintes
do aroma e do sabor; Terminada a fervura, o mosto passa pela etapa de retirada dos
complexos de proteínas, resinas e taninos “Trub”, que devem ser precipitados e
sedimentados no fundo do tanque impulsionado por força centrípeta que rotaciona
vigorosamente o mosto “Whirlpool”, deixando-o totalmente límpido.

29
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

· Tanque de Filtragem - A separação da parte sólida da mistura sacarificada


proveniente do Tanque Brassagem/Mosturação tem a denominação
Filtragem/Clarificação. A parte liquida resultante dessa separação chama-se mosto,
que é basicamente constituído pelo extrato das matérias primas na brassagem,
dissolvido em água. A parte sólida, composta pelas cascas do malte serve como
camada filtrante, através da qual o mosto será separado.

· Unidade de Resfriamento - A finalidade do resfriamento do mosto é reduzir


sua temperatura próximo de 100ºC para a temperatura de inoculação do fermento.

Esse resfriamento contribui também para a eliminação de componentes do mosto


que causam turbidez na cerveja.

· Aerador de Mosto - A aeração do mosto é essencial para o crescimento da


levedura cervejeira no início do processo fermentativo. O oxigênio é requerido pelas
leveduras no processo de respiração celular e para a síntese de ácidos graxos
insaturados e esteróis, componentes das membranas intracelulares.

· Bomba Trasfega - Montada em carrinho com estrutura em aço inox para


transferência de cerveja entre tanques e usada para limpeza CIP (arraste dos
sólidos aderidos nas paredes dos tanques), em todos os tanques da cervejaria.

· 3 Tanques de Fermentação/Maturação - O processo de fermentação da


cerveja é composto de duas fases: fermentação e maturação. A fermentação é a
etapa de grande atividade metabólica da levedura, durante a qual quase todo extrato
fermentável é convertido em álcool e gás carbônico; A 2ª etapa, maturação, é
também conhecida como fermentação secundaria. Essa etapa tem por objetivo
:clarificar a cerveja, saturar a cerveja com gás carbônico e melhorar o sabor e o odor
da bebida

· Conjunto de Refrigeração do Mosto - A unidade de refrigeração produz


água gelada para o resfriamento do mosto para circular nas placas do Resfriamento

30
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

do Mosto para temperatura para ideal de fermentação.

· Conjunto de Refrigeração dos Tanques - A unidade de refrigeração produz


água gelada para manutenção dos Tanques de Fermentação/Maturação a uma
temperatura de -5ºC o que permite a manutenção do produto nos tanques a uma
temperatura de 0ºC através de bomba de recirculação.

· Filtro de Cerveja - A cerveja maturada passa por um processo de filtração


de pré-capa “Terra Diatomácea” que objetiva a eliminação de partículas em
suspensão, como células de leveduras, bactérias e substâncias coloidais deixando a
bebida transparente e estável. A cerveja filtrada não tem alterada a sua composição
nem o seu sabor, mas é fundamental para garantir sua apresentação, conferindo-lhe
um aspecto cristalino.

· Enchedora de Garrafas Automática 4 Bicos - O Engarrafamento da cerveja


utilizam-se 2 tipos de garrafas: 600 ml (retornável) e a 350 ml (não retornável). A
primeira requer lavagem com solução de soda cáustica e enxágue antes de
receberem a cerveja. A segunda “descartável”, apenas recebe o enxágue.

· Pasteurizador de Cerveja - A finalidade do Pasteurizador é conferir


estabilidade biológica a bebida, mediante a destruição de microrganismos que
deterioram a cerveja.

31
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

OBJETIVO DO PRODUTO

As cervejas produzidas terão um alto valor agregado. Somente insumos de


alta qualidade serão utilizados. A fórmula da cerveja será desenvolvida por um
mestre-cervejeiro que prestará uma consultoria para a empresa. Através de
observação, constatou-se que as principais micro cervejarias produzem e vendem
em maior quantidade cervejas do tipo Pilsen, Weiss e Pale Ale. Sendo assim, estes
são os tipos de cerveja que serão produzidos inicialmente.

BENEFÍCIOS E UTILIDADES DO PRODUTO PARA O MERCADO

Antes de realizar as análises, é importante que se especifique algumas


estratégias que a empresa adotará e como ela será posicionada no mercado. Estas
definições serão divididas nos seguinte subitens: objetivo do produto, expectativa do
cliente; preço; praça; promoção; distribuição; força de vendas.

Salienta-se que a base para essas decisões vieram de observações do


mercado. Visita técnica a cervejaria KAIZEN de Feira de Santana- Ba, sendo
decisiva neste processo. Além disso, consultas aos sites das principais micro
cervejarias do país, conversas informais com fornecedores de maquinário e matéria-
prima e idas a diversos bares completaram a base de informações para posicionar a
empresa estrategicamente.

32
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

EXPECTATIVA DO CLIENTE

Os consumidores desejados para o negócio em estudo são moradores dos 3


estados da região nordeste, com principal foco no estado da Bahia, sendo eles
maiores de 18 anos e com um bom poder aquisitivo. Não é objetivo desta micro
cervejaria competir com as grandes cervejarias do país, sendo assim, busca-se por
consumidores diferenciados que estejam dispostos a pagar mais caro por um
produto de qualidade.

RESTRIÇÕES DE PRODUÇÃO

A fábrica possui uma capacidade produtiva bruta total de 10 mil litros de


cerveja por mês. Entretanto, considera-se uma perda de 15% devido a possíveis
erros na produção, o que compete em 8500 litros de capacidade líquida.

CAPACIDADE DE PRODUÇÃO

Tratando-se de uma micro cervejaria que irá atender um mercado restrito, a


empresa será de pequeno porte. Levando em conta o tamanho de outras micro
cervejarias do estado, estima-se que uma produção de 10 mil litros por mês será
suficiente. Entretanto, dependendo das opções de maquinário e do investimento
necessário, o ideal é que a capacidade de produção alcance aproximadamente 20
mil litros, de maneira que atenda um eventual aumento de demanda.

PREVISÃO DE DEMANDA DO MERCADO

A previsão da demanda sempre é um assunto complicado em projetos de


negócios e análises de viabilidade. Os dados secundários são importantes fontes de
informações neste tipo de previsão.

33
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Analisando o público alvo estipulado, os 3 estados da região Nordeste,


percebe-se, segundo o Censo de 2012 do IBGE, que estes já contavam com 774 mil
pessoas economicamente ativas e com renda superior a 10 salários mínimos.
Segundo dados do Sindicerv, o brasileiro consome cerca de 4 litros de cerveja por
mês, sendo que, ainda segundo o Sindicerv. 7,6% destes são cervejas premium.
Sendo assim, nestes estados, são consumidos 235.296 litros de cerveja por mês
produzidos por micro cervejarias.

Estima-se que, devido a privilegiada localização, através de gastos com


promoção de vendas, e o preço abaixo do mercado, a micro cervejaria em questão
consiga atingir pelo menos 3% deste mercado no primeiro ano e alcance 6% nos
anos seguintes.

Sendo assim, a demanda prevista para o primeiro ano é de 84.706 litros


e de 169.413 litros para os demais. Destaca-se que o próprio fornecedor de
maquinário alertou que a maioria dos seus clientes alcançaram uma demanda
superior a 180 mil litros/ano logo no início de sua existência. Fazem parte desta
estatística da empresa visitada (KAIZEN de Feira de Santana-Ba), todas, segundo
informações de conversas informais, venderam mais de 15 mil litros em seu primeiro
mês. Considerando isso, considera-se que a previsão de demanda estipulada tem
valores razoáveis e está em total acordo com a realidade.

Salienta-se que é um prognóstico pessimista, tendo em vista que a


população foi calculada com dados defasados do censo de 2000, gerando uma
demanda provavelmente menor que a provável da realidade do mercado.

A tabela abaixo contém os dados sobre a produção. De acordo com o


cronograma estipulado, a produção começará em julho de 2016, sendo assim, este
ano terá apenas 6 meses, com demanda de 7080 litros por mês. Já a demanda de
2017 foi calculada até junho como de 7080 litros por mês e de julho em diante o
dobro disto.

34
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

BALANÇO DE MASSA

O balanço de massa auxilia visualizar o rendimento da cerveja e seu custo


de produção, pode-se concluir que o malte é o único fator da corrente de entrada
que pode influenciar diretamente sobre o custo da cerveja. Logo com a quantidade
de 10 kg de malte pode-se obter até 43 kg de cerveja, gerando assim um rendimento
de 430%

ORGANOGRAMA DA EMPRESA

DIREITOR

ANALISTA TECNOLOGIA DE
PRODUÇÃO CONTABILIDADE APOIO
COMERCIAL INFORMAÇÃO

TERCEIROS
QUALIDADE MARKETING
LIMPEZA
RECPCIONISTA
SEGURANÇA
EXPERDIÇÃO

Figura 2 – Organograma

35
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

PRINCIPAIS ATIVIDADES REALIZADAS NA PRODUÇÃO

As principais fases do processo estão descritas nos subitens a seguir.

Moagem do Malte

O malte deve ser moído para que facilite o processo de mosturação e


fermentação. “A moagem não deve ser muita fina a ponto de tornar-se lenta a
filtragem do mosto ou, ao contrário, muito grossa, o que dificultaria a hidrólise do
amido” (Rabin e Forget, 1998 apud Kalnin (1999)).

Mosturação

É o processo no qual o malte moído é misturado com a água e submetido a


altas temperaturas para o cozimento. As temperaturas e os tempos de cozimento
dependem da receita escolhida pelo mestre cervejeiro e tem influência direta sobre o
resultado do produto final. Após este processo surge um líquido denominado de
mosto e que é a base da fabricação da cerveja.

Filtragem do Mosto

Neste momento o mosto é filtrado para que todo o bagaço do malte seja
extraído. O ideal é que o processo seja repetido e que neste momento seja
adicionado mais água. Isso é aconselhável devido ao fato de grande parte dos
amidos e da base do mosto permanecer no bagaço e com a repetição do processo o
desperdício é menor.

Cozimento

No cozimento ou fervura o líquido remanescente é aquecido até atingir 100º


C. É neste momento também que os lúpulos são adicionados. Usualmente, os
lúpulos com características de amargos mais acentuadas são misturados no início

36
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

da fervura e os aromáticos no final. Este processo perdura por um período


aproximado de 60 minutos.

Ao final, resíduos conhecidos como trub decantam e podem ser


descartados.

Resfriamento

Logo após o fim do cozimento é importante que o líquido pasce pelo


processo de resfriamento. A temperatura deve descer rapidamente para algo
próximo aos 10º C, de maneira que as reações bioquímicas deste processo de
resfriamento são importantes para obtenção de um produto de qualidade.

Fermentação

As leveduras são adicionadas e inicia-se o processo de fermentação, que


resultará na formação de CO2 e álcool. Se qualquer agente indesejado se misturar a
este líquido todo o trabalho pode ser perdido com a contaminação da cerveja. Cada
tipo de levedura exige uma temperatura e um tempo, características que
proporcionarão a diferenciarão da cerveja.

Maturação

Na maturação, o líquido, que já pode ser chamado de cerveja, deve


permanecer por um certo período de tempo que varia de 10 a 30 dias em uma
temperatura próxima a 0ºC. O tempo varia de acordo com o tipo de cerveja que está
sendo fabricado. É uma fase importante pois há uma fermentação complementar,
assim como a formação de ésteres que modificarão o aroma e o sabor da cerveja
deixando-a mais “madura”. No final deste processo estará formado o chope que só
necessita ser envasado.

37
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Pasteurização

Após o envasamento o produto pode passar pela pasteurização que


transformará o chope na cerveja. O processo consiste no aquecimento do líquido a
temperatura de 60º C e o posterior resfriamento. Isto permite uma maior estabilidade
ao produto, tornando o prazo de validade de aproximadamente 6 meses ante 2
semanas do chope. No entanto, este procedimento prejudica um pouco a qualidade
do produto.

QUADRO DE PESSOAL

Inicialmente, o processo de fabricação (produção e qualidade) ficará a cargo


do mestre cervejeiro, que irá controlar os mesmos e o tempo de produção assim
como temperaturas e sabor da cerveja. Quanto aos processos de compra e venda e
a parte de recursos humanos ficará a princípio a cargo dos diretores da empresa.
Obviamente uma futura expansão exigiria um aumento e criação de novos cargos
para suplantar a demanda. Segue abaixo tabela com os cargos, códigos CBO e
atribuição de cada funcionário.

38
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Tabela 3 – Quadro de Empregados

39
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

EAP - ESTRUTURA ANALITICA DO PROJETO – FASES DO PROJETO

PROJETO DE INVESTIMENTO FINANCEIRO


Uma
Cervejaria Ltda.

CONSTRUÇÃO RECURSOS
RECURSOS MÓVEIS , FINALIZAÇÃO APRESENTAÇÃO
COMPOSIÇÃO LOCALIZAÇÃO NECESSIARIOS
-CIVIL
DO PROJETO
-ELETRICA UTENSÍLIOS E MÃO DE OBRA E ENTREGA DO
DA EQUIPE Alagoinhas - PARA
-HIDRAULICA EQUIPAMENTOS MATERIA PRIMA Uma PROJETO P\
CONSTRUÇÃO DA FORNECEDORES
DO PROJETO Bahia
FÁBRICA
MECÂNICO FABRIL Cevejaria LTDA. DIREITORIA

Figura 3 - EAP Hierárquica

41
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

LOCALIZAÇÃO DA UNIDADE

DESCRIÇÃO GERAL DAS NECESSIDADE DE POSICIONAMENTO

A cidade a ser escolhida para implantação do empreendimento tem que


contar com três fatores principais, que são as condições da água (matéria prima), a
localização geográfica e os incentivos do governo.

JUSTIFICATIVA PARA A ESCOLHA

Escolhemos a cidade de Alagoinhas na Bahia como sede para implantação


do empreendimento, cidade 128 quilômetros ao norte de Salvador.

Um dos fatores importantes que fez a escolha desta cidade, são duas
importantes rodovias federais, a BR-101 - que atravessa o País no sentido Norte-
Sul, pelo litoral - e a BR-110, que liga a região metropolitana de Salvador ao litoral
do Rio Grande do Norte, atravessando o interior nordestino.

A qualidade e o volume da água foram os fatores mais determinantes


para a empresa escolher o município, A água da região apresenta uma correta
proporção de sais e alta pureza, que praticamente eliminam a necessidade de
tratamentos adicionais, conta Além disso, a região não tem outras indústrias que
possam potencialmente comprometer a qualidade dos poços.

42
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

MAPA DE LOCALIZAÇÃO DA UNIDADE

Figura 4- Mapa de Localização da Unidade


Endereço: Rodovia BR 101, km 115, s/n, Narandiba - Alagoinhas - BA
CEP: 48107-000
LOCALIZAÇÃO DO MERCADO CONSUMIDOR
O mercado consumidor são os bares, restaurantes, clientes, casa de show,
supermercado e vários distribuidores de bebida.

LOCALIZAÇÃO DOS FORNECEDORES


Premier Pack

Unidade 1: Rua Florianópolis, 123 – Fazendinha Santana de Parnaíba – SP/


CEP: 06529-302; Tel: (55) 4705-0857 / 4705-0858 / 4612-0756

Unidade 2: Av. Arnoldo Contursi, 2030 Marta Helena – Uberlândia – MG /


CEP: 38402-248; Tel: (34) 3222-6048

43
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Rolhas metálicas

Rua Duque Bacelar, 63 Cumbica – Guarulhos – SP / CEP: 07224-160;

Tel:(11) 2462-1700

LOGISTICA DE MATERIAIS E PRODUTOS ACABADOS


Para se chegar ao panorama geral da estrutura logística do transporte de
cerveja, utilizou-se de uma metodologia de pesquisa com base na realização de
visitas a campo, com a aplicação de questionários, os quais foram aplicados a
diversos agentes ligados ao transporte de cerveja. A pesquisa de campo foi
realizada nas principais regiões produtoras de cerveja do país, incluindo fábricas,
distribuidoras e transportadoras.

44
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

ANÁLISE FINANCEIRA

DESCRIÇÃO GERAL DAS NECESSIDADES FINANCEIRAS


As questões de aspecto financeiro do plano de negócios são abordadas
nesta etapa que busca estimar os investimentos iniciais necessários para abertura
do negócio e as receitas do mesmo, assim como os custos e despesas inerentes ao
seu funcionamento para que se averigue a viabilidade econômica do
empreendimento.
Dessa forma, a seguir, primeiramente serão analisados os demonstrativos
de resultados estimados para os primeiros anos do negócio, com o detalhamento
dos seus componentes. Após isso, com o resultado calculado, serão visualizados os
fluxos de caixa projetados para que então chegue-se no valor presente líquido do
negócio e sua taxa interna de retorno para que possa ser avaliado de fato se trata-se
de um empreendimento viável economicamente.

INVESTIMENTOS
 Terreno

Após conversas com o secretário de desenvolvimento do município de


acertou-se que um terreno de 400 m2, localizado na área industrial de Alagoinhas
seria doado pela Prefeitura Municipal.

Em visita ao local, constatou-se a necessidade da realização do serviço de


terraplanagem, sendo que a Prefeitura aluga suas máquinas a um preço subsidiado
de R$ 80,00 a hora. Segundo uma previsão do próprio secretário, seriam
necessárias para completar o serviço no máximo 35 horas de trabalho. Sendo assim,
geraria um desembolso de R$ 2.800,00.

O terreno tem boa localização e completo acesso a serviços de energia


elétrica, água (matéria prima) e esgoto. Além da terraplanagem, não haveria a

45
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

necessidade de nenhum outro gasto e o terreno estaria pronto para a realização da


obra.

 Máquinas

Acredita-se que todas as empresas fornecedoras de máquinas do setor


cervejeiro do Brasil foram consultadas para a realização de orçamentos. Estes
contatos foram conseguidos através de buscas na internet e indicações de outras
cervejarias e de fornecedores de matéria prima como já foi apresentada acima na
relação de fornecedores da fábrica, apresentado assim o custo de cada maquinário

 Construção Civil

Para abrigar a cervejaria será necessário construir uma estrutura que


comporte toda a área da produção e da administração. É complicado orçar com
exatidão quais serão todos os custos envolvidos neste tipo de obra, haja vista que
envolve muitas miudezas e despesas imprevisíveis. Sendo assim, comumente, em
projetos como este, utiliza-se um índice de custo por metro quadrado, o CUB ou
Custo Unitário Básico.

Segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção, a CBIC, “o


Custo Unitário Básico constitui um parâmetro para o cálculo do metro quadrado de
construção de uma obra de edificação”. A metodologia para cálculo do CUB leva em
conta os lotes básicos de materiais de construção, equipamentos, despesas
administrativas e mão-de-obra com os seus respectivos pesos constantes na Norma
Técnica NBR 12.721:2006, da Associação Brasileira de Normas Técnicas. No mês
de março de 2015 , o bando de dados do CBIC aponta um CUB para Bahia de R$
723,00 por metro quadrado.

Para comportar a produção um espaço de 120 m2 é o suficiente. Para


área administrativa são necessários cerca de 40 m2. Sendo assim, a construção terá

46
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

umaárea total de 160 m2, levando em conta o CUB do Estado, estima-se que o
custo total da obra será de aproximadamente R$ 115.680,00.

Móveis e utensílios
Na construção civil haverá uma área para a administração. Serão
necessários móveis e utensílios, que estão sintetizados na tabela 5 juntamente com
valores aproximados:

Orçamento de mobiliário e equipamentos


DESCRIÇÃO PREÇOS
Mesas de escritório R$ 250,00
3 cadeiras R$ 320,00
Computador R$1.500,00
Telefone R$100,00
Material de escritório R$100,00
Material de limpeza R$ 50,00
Outros R$ 400,00
Total R$ 2.720,00

Material de escritório envolve papéis, canetas, pastas, arquivos, etc.


Outros inclui modem de internet banda larga, fiação e custos extras.

RECEITAS
As receitas brutas conforme especificado serão advindas das vendas das
cervejas a estabelecimentos revendedores de bebidas como supermercados,
restaurantes, bares e distribuidores de cerveja. A garrafa será vendida ao preço de
R$2,11 para os intermediários e o volume mensal produzido inicialmente será de
10.000 litros em garrafas de 0,33 litros.

TRIBUTOS
Os impostos que incidem sobre as atividades operacionais das empresas
são: Imposto de Renda da Pessoa Juridica (IRPJ), Contribuição Social sobre o Lucro
Liquido (CSLL), Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), Programa de Integração
47
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Social (PIS), Contribuição Financeira Social (COFINS), Imposto sobre Serviços de


Qualquer Natureza (ISS), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços
(ICMS). As ME e EPP podem declarar seus impostos por lucro presumido ou lucro
real. ainda podem optar pelo Simples Nacional, que é o regime especial unificado de
arrecadação de tributos e contribuições. O estatuto do Simples prevê algumas
restrições quanto à natureza da empresa, tanto quanto ao ramo de atuação, quanto
ao caráter de seus sócios, seção II da lei nº 123 do Código Civil. Nesse caso e de
vital importância assinalar a natureza da empresa em questão, que por atuar no
ramo de bebidas não pode se enquadrar no Simples.

CUSTO DO PRODUTO
As empresas do setor vendem sua produção por um preço que varia de R$
6,00 a R$ 9,00 por litro. Segundo dados do Sindicerv (2004) os custos para
produção de cerveja configuravam-se de acordo a tabela abaixo:

Quadro de custo

No entanto, o estudo é referente a produção em larga escala, que tem


economias pelo tamanho da produção e utiliza de matérias-primas de pior qualidade.

48
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Após conversas informais com fornecedores de máquinas, chegou-se à


conclusão de que o litro da cerveja chega a custar para uma micro cervejaria cerca
de R$ 2,10.

Portanto, as empresas do setor tem altos índices de lucratividade e


aplicam um preço que pode chegar a 400% do custo. Elas aproveitam-se do alto
poder aquisitivo dos consumidores e da oferta limitada. Como o projeto em estudo
tem como objetivo entrar com força e rapidamente no mercado, pretende-se aplicar
preços abaixo dos usuais.

Em uma análise de mercado, sugere-se um preço de R$ 5,00 por litro.


No entanto, caso este preço esteja muito baixo, comparativamente aos custos, pode
haver um aumento para até o limite de R$ 6,00. Salienta-se que um preço acima
deste limite, provavelmente, inviabilizaria o processo de vendas na demanda
almejada.

DESPESAS OPERACIONAIS E ADMINISTRATIVAS


Nesta parte do demonstrativo é lançado os valores mensais estimados para
as despesas da instalação, apresentados no quadro a seguir:

Quadro 6 - Despesas Operacionais e Administrativas

49
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

FONTES DE FINANCIAMENTO
O montante necessário para o capital de giro completa o total necessário
a ser investido. No caso da cervejaria, o processo de produção demora 15 dias
desde a chegada das matérias primas até o final da maturação. Prevendo um
período para transporte e prazo de pagamento para os clientes de 10 dias, os litros
de cerveja produzidos no primeiro dia de funcionamento só serão convertidos em
entradas no caixa 25 dias depois e, neste período, há a necessidade de
alavancagem de capital de giro para suportar a produção. Para saber com exatidão,
é necessário prever, através de um fluxo diário, quais serão as necessidades e as
coberturas de caixa. O saldo final, acumulado, será a necessidade de capital de giro
no dia. Costuma-se utilizar como necessidade de financiamento o maior valor do
período. No entanto, como não existe ainda uma previsão certo dos custos então
estimaremos os valores de financiamento.

Sendo assim fizemos uma proposta para empresa Uma cervejaria LTDA.
onde consta que há a necessidade de um pagamento à vista com recursos próprios
de 20% do total orçado, ou seja, R$85.831,00. Os outros 80% podem ser
financiados pelo BNDES (Banco nacional de desenvolvimento econômico e social),
através do FINAME (Financiamento de máquinas e equipamentos).

O FINAME é a forma mais barata de conseguir recursos para alavancar


o projeto, haja visto que é um financiamento subsidiado pelo governo. A empresa
fornecedora é cadastrada e já efetuou a mesma operação em negociações
anteriores.

A liberação do financiamento é efetuado através de uma instituição


financeira credenciada, geralmente bancos comerciais do mercado. A taxa de juros é
o resultado da soma de: Taxa de juros de Longo Prazo (TJLP), Remuneração do
BNDES (1% a.a.), taxa de intermediação e remuneração da instituição financeira
(spread).

50
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

O financiamento do BNDES é calculado pelo sistema de amortização


constante, ou seja, divide-se o saldo devedor pelo número de parcelas e soma-se a
isso os juros em cada período. No caso da cervejaria, devido às previsões do
cronograma de investimentos, existe a necessidade de um prazo de carência de 4
meses. Levando em consideração que o valor a ser financiado é de R$ 343.324,00
(80% de R$ 429.155,00), o prazo de 60 meses ofertado pelo BNDES e uma taxa de
juros de 12,25% a.a.

FLUXO DE CAIXA

Fluxo de caixa é a apreciação das contribuições monetárias (entradas e


saídas de dinheiro) ao longo do tempo a uma caixa simbólica já construída. Pode ser
representada de uma forma analítica ou gráfica.

O fluxo de caixa exige a montagem de uma matriz, que relacione as


transações financeiras com os períodos em que foram efetuadas, podendo ser
chamada de matriz do fluxo de caixa. O diagrama de fluxo de caixa é uma
representação dos fluxos de dinheiro ao longo do tempo. Graficamente, emprega-se
uma linha horizontal representando o tempo, com vetores identificando os
movimentos monetários, adotando-se convenções cartesianas: fluxos positivos para
cima e negativos para baixo. São considerados fluxos positivos os dividendos, as
receitas ou economias realizadas; são considerados fluxos negativos as despesas
em geral, a aplicação de dinheiro, o custo de aplicações ou as parcelas que foram
deixadas de receber. Fluxos de caixa são construídos para dar apoio a decisões
empresariais, estudar aplicações de resíduos de caixa de permanência temporária e
servir de base para a obtenção dos indicadores necessários para a análise
financeira.

Com a ajuda do fluxo de caixa, pode-se determinar o momento em que o


projeto requisitará o ingresso de recursos de financiamento ou investimento, e ainda,

51
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

determinar o momento que parte do faturamento poderá ser transferido para o


retorno.

52
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

FLUXO DE CAIXA DO PROJETO

53
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

INDICADORES FINANCEIROS

VALOR PRESENTE LÍQUIDO

Para calcular o Valor presente líquido basta trazer todos os valores do


fluxo de caixa para 2015 a uma taxa mínima de atratividade (TMA) e somá-los. A
TMA estipulada é de 12%a.a.

TAXA INTERNA DE RETORNO

A taxa interna de retorno é a taxa que tornaria o VPL igual a zero, se


fosse a taxa mínima de atratividade. Seu cálculo, de forma manual, é complexo e
geralmente uma aproximação. Devido à facilidade de acesso a ferramentas como o
Microsoft Excel, sua obtenção tornou-se menos complicada. Sendo assim,
colocando os valores do fluxo de caixa no Excel e utilizando-se da fórmula financeira
“TIR” o resultado encontrado foi de 34,39% a.a.

Esta taxa interna de retorno está bem acima da Taxa mínima de


atratividade estipulada, que era de 12%a.a., o que torna o negócio viável com ampla
margem. É uma taxa bem acima das usualmente encontradas no mercado,
tornando-se uma grande oportunidade de negócio.

PAYBACK DESCONTADO

O payback descontado revela o ano em que o investimento retorna para


o investidor levando em consideração valores descontados a uma taxa mínima de
atratividade. A TMA estipulada foi de 12%a.a.

54
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

CONCLUSÃO

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Diante do exposto, dos dados apresentados e dos resultados


encontrados, conclui-se que a instalação da cervejaria em Alagoinhas a partir do ano
de 2016, admitindo-se que não haja modificações nos preços e quantidades físicas
utilizados, apresenta viabilidade econômico-financeira positiva.

Nesse sentido, o objetivo geral e os objetivos específicos foram


alcançados. Apesar dos bons resultados apresentados no processo de análise
desenvolvida neste trabalho, uma pesquisa que está inserida no campo empresarial,
algumas limitações restringem o desenvolvimento com maior profundidade. Pode-se
citar limitações de tempo e dinheiro para alavancar todas as informações
mercadológicas necessárias, assim como o receio de empresários e administradores
da área em conceder informações que, a princípio, são consideradas estratégicas
para seus negócios. Outra limitação foi a especificidade do negócio, que apresenta
estrutura, processo fabril e legislação distintas dos negócios comuns.

Destaca-se aqui os esforços infindáveis para levantar dados estatísticos


e informações estritamente ligados à realidade deste mercado que é importante para
o atual estágio das economias, por estar situado numa das faixas de consumo das
populações. Grande parte do tempo em busca de fornecedores com preços atrativos
e de informações técnicas inibiu um maior aprofundamento do tema, não permitindo
maiores especificidades e análises mais extensas, como, por exemplo, medir
oprovável risco de sua viabilização.

A projeção do fluxo de caixa e o cálculo dos índices econômicos


resultantes demonstraram uma boa expectativa de retorno econômico e financeiro.
No entanto apesar de positivos, os resultados demoram algum tempo para aparecer.

55
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

Isto se dá pela dificuldade da empresa em penetrar num mercado com alto grau de
concorrência.

Salienta-se também que o estudo baseou-se em um projeto com vida útil


de 2 anos, não prevendo acréscimo em sua capacidade de produção no futuro.
Portanto, trata-se de uma análise estática de um projeto, sem considerar
possibilidades de reposição ou aumentos futuros. Esta concepção poderia exigir
uma análise dinâmica e interativa, no entanto, o autor procurou seguir rigorosamente
as premissas e princípios estabelecidos previamente.

Os fundamentos teóricos, as ferramentas e os métodos de análise de


investimento apresentados, revelam seu papel e importância não somente para o
desenvolvimento da ciência econômica e capacitação de bons analistas para
atuarem nos mais diversos mercados, mas, também são imprescindíveis para
aqueles que tomam decisões econômicas e financeiras diárias em suas empresas.

Parecer final sobre o projeto


Ao final deste trabalho pode-se chegar à conclusão sobre a oportunidade de criação
de uma cervejaria na cidade de Alagoinhas por meio da estruturação de um plano de negócios
que avaliou a conjuntura do mercado na qual a empresa se insere, planejando as esferas de
gestão, marketing, operações, financeiro e jurídico de atuação do novo negócio. De acordo
com a avaliação realizada sobre o mercado de cervejas artesanais, constatou-se que o mesmo
atualmente encontra-se aquecido, passando por um processo de crescimento de forma que
oportunidades de novos negócios possuem boas perspectivas de prosperidade. Isso se dá
devido aos fatores econômicos, sociais e mercadológicos verificados no plano de gestão.
Além disso, a aposta na fabricação de uma cerveja respeitando os processos de fabricação
minuciosos e a utilização de insumos legítimos e selecionados garante a qualidade demandada
pelo público consumidor de cervejas artesanais e faz com que apesar da falta de força da
marca no mercado, Uma Cervejaria tenha um bom posicionamento diante de seus
concorrentes. Após a entrada no mercado o plano de marketing mostrou-se como sendo um
56
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

planejamento fundamental para que a marca possa se aproveitar das crescentes oportunidades
geradas pelos eventos desse mercado expondo e consolidando cada vez mais a marca. Da
mesma forma o plano operacional mostrou-se importante para que haja o sustenta mento em
termos de logística interna, externa e processos, para que o mercado que venha a ser
conquistado seja atendido com o melhor nível de serviço possível. Ao fim, tendo em vista as
estimativas de receita, custos e despesas e levando em consideração todos os investimentos
necessários para a abertura e funcionamento do negócio nos próximos anos, os indicadores
financeiros analisados mostraram boas perspectivas de retorno para o negócio em questão,
viabilizando o empreendimento em termos econômicos e financeiros

57
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR-10520: Informação e


Documentação - Apresentação de citações em documentos. Rio de Janeiro,
2002.

______.NBR 14724: informação e trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de


Janeiro, 2002.

______. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio


de Janeiro, 2002

______. NBR 6024: numeração progressiva das seções de um documento:


procedimento. Rio de Janeiro, 2003.

REINOLD, Mathias Rembert. Microcervejarias: Como criar diferencial competitivo. Revista


Indústria de Bebidas. 2008 – Ano 07 – nº39, p.06.

ROSA, Cláudia Afrânio. Como elaborar um plano de negócios. Brasília: SEBRAE, 2007.

KOTLER, Philip & Armstrong,Gary. Princípios de Marketing. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do


Brasil, 1998.

TIFANY, Paul e PETERSON, Steven, Planejamento estratégico: Editora Campus, 2000.

OSTERWALDER, A., PIGNEUR, Yves, SMITH, A. Business ModelGeneration, 2010

https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/3462/1/BS%2040%20O%20setor%20de%20be
bidas%20no%20Brasil_P.pdf

PORTER, Michael E. Vantagem Competitiva. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1989.

http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/763/TCC%20
Gustavo%20-%20modelo%20final.pdf?sequence=1
58
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/33348/000787700.pdf?...1

http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/Como-montar-uma-
microcervejaria

http://www.danillotourinho.adm.br/archives/fat/avaliacao-de-projeto-de-investimento/

59
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

ANEXOS

LISTA DE FORNECEDORES DE MATÉRIAS-PRIMAS


PARA CERVEJARIAS
MALTE
COOPERATIVA AGRARIA MISTA ENTRE RIOS LTDA
COLONIA ENTRE RIOS – GUARAPUAVA-PR
CONTATO: MESA A/C SR. CLAUDIO
FONE: 0(XX)42-725-7780
FAX: 0(XX)42-725-1317
FERMENTO
COATEC
BENTO GONÇALVES-RS
CONTATO: SR. WERNER SCHUMACHER
FONE: 0(XX)54-451-3990
LÚPULO
W E CONSULTORIA
PORTO ALEGRE-RS
CONTATO: SR. WERNER EMMEL
FONE: 0(XX)51-365-3725
PRODUTO LIMPEZA – TANQUES
AFB BIOQUÍMICA LATINO AMERICANO LTDA
BENTO GONÇALVES-RS
CONTATO: SRA. GISLAINE
107
FONE: 0(XX)54-453-1922

60
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

GUIA DE ENTREVISTAS AOS EMPRESÁRIOS DE MICROCERVEJARIAS E


BREWPUBS

· Dados sobre a Empresa:


Nome:
Localização:
Valor das Vendas:
Número de Colaboradores:

· Questionário:
1. Como surgiu a idéia de abrir a micro cervejaria? Você recebeu alguma orientação
(empresa de consultoria)? Possuía vivência , know how nesta área?
2. A micro cervejaria foi projetada, levando-se em conta o consumo regional, cultura,
costumes, ou seja: Foi feito uma pesquisa de mercado para identificar o perfil do
consumidor, o tipo de cerveja a ser produzido?
3. A partir de que informações foi projetado a capacidade de produção da empresa
(volume dos tanques, espaço físico, etc.)?
4. Qual a capacidade de produção inicial, hoje e possibilidades de expansão?
5. Custos para produzir 1 litro de chopp ou cerveja (custos diretos e indiretos).
6. Quanto paga-se de impostos (IPI, ICMS)? Estes impostos são mais altos por ser
bebida alcoólica? A legislação é rígida?
7. A microcervejaria é registrada como restaurante, bar. Tem alguma vantagem
conforme o registro?
8. Quanto a aquisição de matéria-prima. Como esta é adquirida? Qual a quantidade
de matéria-prima usada por hl de chopp produzido?
9. Como é feito o planejamento da produção? Quantas fabricações por dia?
10.Foi realizada uma análise econômico-financeira para se ter uma idéia da TIR,
payback-time, antes e depois de implantar a microcervejaria?
11.A empresa realiza Planejamento Estratégico Atual ?

61
PROJETO CONCEITUAL DE INVESTIMENTO

Uma Cervejaria Ltda.

12.Que técnicas e modelos são utilizados para o tomada de decisão sobre


investimentos?

62