Вы находитесь на странице: 1из 1

Tarefa 1 – Psicanálise para Freud e Klein

...descrevam o que diferencia o setting psicanalítico que nasce da prática


clínica de Freud do das psicoterapias.
A principal diferença do setting psicanalítico para os de outras psicoterapias, é o uso da
transferência como ferramenta de identificação das neuroses. A associação livre é o veiculo para
que o fenômeno aconteça. Para Freud, a psique repete comportamentos já apreendidos. Esse
movimento de repetição é necessário para a reestruturação e elaboração destas neuroses. Ele
aparece pelo próprio ato da fala, emergindo do inconsciente no paciente e torna visível para o
psicanalista as suas estruturas.

Outro ponto interessante, é que o processo de elaboração se inicia a partir do próprio discurso do
paciente, sem a intervenção do psicanalista. A partir deste processo, o paciente é compelido a
revelar seus impulsos inconscientes. Talvez a prática mais complexa dentro da psicanálise é o
exercício da atenção flutuante. Requer um esforço de percepção do analista, onde ele se coloque
em uma escuta sem julgamentos focados, mas atentos aos sinais de resistência. O uso do divã, se
coloca como um refugio onde o paciente está o mais “a salvo” possível das influências externas da
relação com o psicanalista, deixando que a transferência apareça em seu estado mais “puro” por
assim dizer.

Por outro lado, nas psicoterapias, o processo pode ser misto usando de várias possibilidades e
técnicas, criando um processo único e adaptado a necessidade do paciente. Entendo que em ambas
as práticas hajam ônus e bônus. A aplicabilidade dos setting, vai depender do perfil do terapeuta e
do paciente.