Вы находитесь на странице: 1из 200

Manual

de Exames
por Imagem
Manual
de Exames
por Imagem

2º Edição 2014
ÍNDICE
Manual de Exames por Imagem

ÍNDICE

13 Introdução

61 Cardiovascular
62 Exames de Ecocardiograma
62 Ecocardiograma Bidimensional com Doppler de Fluxo Colorido
63 Ecocardiograma sob Estresse com Dobutamina
64 Ecocardiograma Transesofágico
65 Exames de Medicina Nuclear
65 Angiografia Radioisotópica
65 Cintilografia Sincronizada das Câmaras Cardíacas
66 Cintilografia Perfusional do Miocárdio
67 Flebografia Radioisotópica
67 Cintilografia Miocárdica com Pirofosfato
68 Cintilografia para Pesquisa de Viabilidade Miocárdica
68 Cintilografia Miocárdica com Gálio-67
69 Exames de Métodos Gráficos
69 Teste Ergométrico
69 Mapa
70 ECG
70 Holter
71 Capilaroscopia Periungueal
71 Eletroencefalograma
72 Videodeglutograma
72 Exames de Ressonância Magnética
72 Ressonância Magnética do Coração – Morfológico e Funcional + Perfusão +
Estresse
73 Ressonância Magnética do Coração – Morfológico e Funcional + Perfusão +
Viabilidade
74 Ressonância Magnética de Coração – Morfológico e Funcional
74 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) das Veias Pulmo-
nares
75 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) Arterial da Pelve
75 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) Venosa da Pelve
76 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) do Abdome
77 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) da Aorta Abdominal
77 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) da Aorta Torácica
78 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) dos Membros
Superiores

4
ÍNDICE
79 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) dos Membros
Inferiores
80 Exames de Tomografia Computadorizada
80 Tomografia Computadorizada para Avaliação de Escore de Cálcio Coronariano
80 Angiotomografia Computadorizada Coronariana
81 Angiotomografia Computadorizada de Veias Pulmonares
82 Angiotomografia Computadorizada da Aorta Abdominal
82 Angiotomografia Computadorizada da Aorta Torácica
83 Angiotomografia Computadorizada do Abdome
83 Angiotomografia Computadorizada da Pelve
84 Angiotomografia Computadorizada dos Membros Superiores
85 Angiotomografia Computadorizada dos Membros Inferiores
86 Exames de Ultrassonografia Vascular
86 Duplex Scan Color Venoso de Membros Inferiores
86 Duplex Scan Color Arterial de Membros Inferiores
87 Duplex Scan Color Venoso de Membros Superiores
87 Duplex Scan Color Arterial de Membros Superiores
88 Duplex Scan Color de Carótidas e Vertebrais
88 Duplex Scan Color de Jugular e Subclávia
89 Duplex Scan Color de Aorta Abdominal de Artérias Ilíacas
89 Duplex Scan Color de Aorta Abdominal e Artérias Renais
90 Duplex Scan Color Venoso Cavo-Ilíaco
90 Duplex Scan Color Venoso para Pesquisa de Varizes Pélvicas
90 Índice Tornozelo Braquial - ITB

95 Imagem da Mulher
96
Exames de Densitometria
96 Densitometria Óssea
97 Densitometria de Corpo Total
97 Exames de Ressonância Magnética
97 Ressonância Magnética das Mamas
98 Ressonância Magnética da Pelve
98 Exames de Tomografia Computadorizada
98 Tomografia Computadorizada da Pelve
99 Exames de Ultrassonografia
99 Biópsia de Mama por Agulha Grossa Dirigida por Ultrassonografia
99 Punção de Mama Utilizando Agulha Fina Dirigida por Ultrassom
100 Ultrassonografia com Doppler das Mamas
100 Ultrassonografia das Mamas
101 Ultrassonografia Transvaginal
101 Ultrassonografia Endovaginal para Monitoração de Ovulação
102 Ultrassonografia Tridimensional Transvaginal

5
Manual de Exames por Imagem

102 Ultrassonografia com Doppler Endovaginal


103 Ultrassonografia do Abdome Inferior Feminino
103 Ultrassonografia Obstétrica Inicial
104 Ultrassonografia Obstétrica
104 Ultrassonografia Obstétrica com Doppler
105 Ultrassonografia Obstétrica para Avaliação de Translucência Nucal
106 Ultrassonografia Obstétrica Morfológica
106 Ultrassonografia Obstétrica Tridimensional
107 Ultrassonografia Obstétrica com Perfil Biofísico-Fetal
107 Mamografia
107 Mamografia Digital
108 Exames Radiológicos
108 Histerossalpingografia

111 Odontológica
112 Exames de Ressonância Magnética
112 Ressonância Magnética das Articulações Temporomandibulares
112 Exames de Tomografia Computadorizada
112 Radiologia Digital Odontológica
113 Tomografia Computadorizada das Arcadas Dentárias/de Elementos Dentários
113 Tomografia Computadorizada das Articulações Temporomandibulares
115 Exames Radiológicos
115 Sialografia

119 Ortopedia
120 Exames de Densitometria
120 Densitometria óssea
121 Exames de Medicina Nuclear
121 Cintilografia óssea
121 Cintilografia com Gálio-67
122 Exames de Ressonância Magnética
122 Ressonância Magnética da Bacia
122 Ressonância Magnética das Articulações Sacroilíacas
123 Ressonância Magnética da Sínfise Púbica
123 Ressonância Magnética do Sacrocóccix
123 Ressonância Magnética da Coxa
124 Ressonância Magnética da Perna
124 Ressonância Magnética do Braço
125 Ressonância Magnética do Antebraço
125 Ressonância Magnética da Sínfise Púbica
125 Ressonância Magnética do Cotovelo

6
ÍNDICE
126 Ressonância Magnética do Dedo
126 Ressonância Magnética do Joelho
127 Ressonância Magnética da Mão
127 Ressonância Magnética do Ombro
127 Ressonância Magnética do Pé
128 Ressonância Magnética do Antepé
128 Ressonância Magnética do Mediopé
128 Ressonância Magnética do Tornozelo
129 Ressonância Magnética do Punho
129 Ressonância Magnética do Quadril
130 Ressonância Magnética do Tórax
131 Artrorressonância (Artrografia por Ressonância Magnética) Exame Unilateral e por
Articulação
131 Ressonância Magnética da Coluna Cervical
132 Ressonância Magnética da Coluna Lombar
132 Ressonância Magnética da Coluna Torácica
133 Exames de Tomografia Computadorizada
133 Tomografia Computadorizada das Articulações
134 Tomografia Computadorizada de Segmentos Apendiculares
134 Tomografia Computadorizada do Joelho para Estudo TAGT
135 Escanometria por Tomografia Computadorizada
135 Tomografia Computadorizada da Coluna Cervical
136 Tomografia Computadorizada da Coluna Torácica
137 Tomografia Computadorizada da Coluna Lombar
137 Exames de Ultrassonografia
137 Ultrassonografia das Articulações
138 Ultrassonografia de Partes Moles

141 Medicina Interna – Oncologia


142 Exames de Densitometria de Corpo Total
142 Densitometria de Corpo Total
142 Exames de Medicina Nuclear
142 Cintilografia Pulmonar de Inalação
142 Cintilografia Pulmonar de Perfusão
143 Cintilografia Pulmonar com Gálio-67
143 Cintilografia das Glândulas Salivares
144 Cintilografia do Fígado e Baço
144 Cintilografia Hepática com Hemácias Marcadas
144 Cintilografia de Vias Biliares
145 Cintilografia para Pesquisa de Hemorragia Digestiva Ativa
145 Pesquisa de Sangramento Intestinal com Hemácias Marcadas
146 Cintilografia do Trânsito Esofágico

7
Manual de Exames por Imagem

146 Cintilografia do Esvaziamento Gástrico


147 Cintilografia para Pesquisa de Refluxo Gastroesofágico
147 Cintilografia para Pesquisa de Divertículo de Meckel
147 Cintilografia e Captação da Tireoide
148 Cintilografia das Paratireoides
148 Teste do Perclorato
149 Cintilografia de Corpo Inteiro com I-131
149 Cintilografia Testicular
150 Dacriocintilografia
150 Cintilografia com Octreotide
150 Cintilografia com MIBG
151 Cintilografia Renal Dinâmica
151 Cintilografia Renal Estática
152 Cistografia Radioisotópica
152 Exames de Ultrassonografia
152 Ultrassonografia das Glândulas Salivares
153 Ultrassonografia da Tireoide
153 Ultrassonografia da Tireoide com Doppler
154 Ultrassonografia do Abdome Total
154 Ultrassonografia do Abdome Superior
155 Ultrassonografia dos Rins e Vias Urinárias
155 Ultrassonografia do Abdome Inferior Masculino
156 Ultrassonografia Transretal da Próstata
156 Ultrassonografia Transretal da Próstata com Biópsia
157 Biópsia de Órgão Abdominal Guiada por Ultrassonografia
157 Ultrassonografia das Mamas - Masculina
158 Punção de Tireoide Utilizando Agulha Fina Dirigida por Ultrassom
158 Elastografia
158 Ultrassom com Dopller e Elastografia
159 Exames de Tomografia Computadorizada
159 Tomografia Computadorizada do Tórax
159 Tomografia Computadorizada de Alta Resolução do Tórax
160 Angiotomografia Computadorizada do Tórax
160 Angiotomografia Computadorizada da Aorta Abdominal
161 Angiotomografia Computadorizada da Aorta Torácica
161 Angiotomografia Computadorizada do Abdome
162 Angiotomografia Computadorizada da Pelve
162 Enterografia por Tomografia Computadorizada
163 Tomografia Computadorizada do Abdome Superior
164 Tomografia Computadorizada do Abdome Total
164 Tomografia Computadorizada da Pelve
165 Exames de Ressonância Magnética
165 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) Arterial da Pelve

8
ÍNDICE
165 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) Venosa da Pelve
166 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) do Tórax
166 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) do Abdome
167 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) da Aorta Abdominal
167 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) da Aorta Torácica
168 Colangiografia por Ressonância Magnética
168 Ressonância Magnética da Pelve
169 Ressonância Magnética do Abdome Superior
169 Ressonância Magnética do Tórax
170 Exames de PET-CT Oncológico
170 PET-CT Oncológico
170 Exames Radiológico
170 Urografia Excretora
171 Transito Intestinal
171 REED
172 Esôfagograma
172 Enema Opaco
173 Uretrocistografia Miccional

177 Neurológica, Cabeça e Pescoço


178 Exames de Medicina Nuclear
178 Cintilografia Cerebral com Tálio-201
178 Cintilografia de Perfusão Cerebral
179 Exames de PET-CT Encefálico
179 PET-CT Encefálico
179 Exames de Ressonância Magnética
179 Ressonância Magnética da Hipófise
180 Ressonância Magnética do Crânio
181 Ressonância Magnética do Plexo Braquial
181 Ressonância Magnética da Coluna Cervical
182 Ressonância Magnética da Coluna Lombar
182 Ressonância Magnética da Coluna Torácica
183 Ressonância Magnética do Crânio com Estudo de Fluxo Liquórico
183 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) Arterial do Crânio
184 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) Venosa do Crânio
185 Espectroscopia por Ressonância Magnética
185 Perfusão Cerebral por Ressonância Magnética
186 Ressonância Magnética da Coluna Cervical ou Torácica ou Lombar com Carga
187 Angiografia por Ressonância Magnética (Angiorressonância) de Carótidas e
Vertebrais
187 Ressonância Magnética da Face/Seios da Face
188 Ressonância Magnética dos Ouvidos

9
Manual de Exames por Imagem

189 Ressonância Magnética das Órbitas


189 Ressonância Magnética do Pescoço
190 Exames de Tomografia Computadorizada
190 Tomografia Computadorizada da Coluna Cervical
191 Tomografia Computadorizada da Coluna Torácica
191 Tomografia Computadorizada da Coluna Lombar
192 Tomografia Computadorizada da Hipófise
192 Angiotomografia Computadorizada de Carótidas e Vertebrais
193 Angiotomografia Computadorizada Arterial Cerebral
193 Angiotomografia Computadorizada Venosa Cerebral
194 Tomografia Computadorizada da Face/Seios da Face
195 Tomografia Computadorizada das Mastoides
196 Tomografia Computadorizada das Órbitas
196 Tomografia Computadorizada do Pescoço

10
11
ÍNDICE
INTRODUÇÃO
Manual de Exames de Imagem

Diagnóstico por Imagem

Presidente do Conselho de Administração: Dr. Victor Cavalcanti Pardini


Presidente Executivo: Dr. Roberto Santoro Meirelles
Vice-Presidente de Medicina Diagnóstica e Preventiva: Dr. Ricardo Dupin Lustosa
Gerente Corporativa de Atendimento: Adriana Rolla Linhares
Coordenador Médico: Dr. Dierre Roberto Alvim
INTRODUÇÃO
1. Apresentação

Atuando há mais de 15 anos, o Hermes Pardini Imagem oferece


exames de inúmeras modalidades em unidades situadas na região
metropolitana de Belo Horizonte.

Oferece exames de Raios-X convencionais, contrastados,


Ultrassonografias (incluindo ecocardiografia, exames vasculares
e biópsia guiada), Elastografias, Mamografia, Tomografia
Computadorizada, Ressonância Magnética, PET-CT, Medicina Nuclear
(cintilografias), Métodos Gráficos (ECG, HOLTER, MAPA e testes
ergométricos) e Densitometria Óssea.

Conta com corpo clínico experiente em que figuram especialistas nas


mais diversas subespecialidades da área de Diagnóstico por Imagem.

Agendamentos de exames, incluindo preços e preparos:


• Central de Relacionamento com Clientes: (31) 3228-6200.
• Site: www.hermespardini.com.br.
• Qualquer Unidade do Hermes Pardini.

Responsável Técnico: Dr. Dierre Roberto Alvim - CRMMG 27206 - RQE 23431 - Inscrição CRM 356 - MG.

15
Manual de Exames de Imagem

Prezado(a) colega,

O Novo Manual de Exames por Imagem do Hermes Pardini foi criado


com o objetivo de disponibilizar informações técnicas e científicas
relevantes para a rotina dos profissionais de saúde. Esta publicação,
em conjunto com nosso Manual de Exames de Análises Clínicas – com
inúmeras edições há mais de 15 anos – e também com o Manual de
Vacinas, reforça nosso compromisso com a Medicina Diagnóstica e
Preventiva de qualidade e baseada em evidências.

Fundado em 1959, o Hermes Pardini se tornou referência em Medicina


Diagnóstica e Preventiva e, atualmente, está entre as três maiores
empresas do Brasil, neste segmento. Com tecnologia avançada e
profissionais qualificados, a empresa possui unidades próprias de
atendimento, serviço de apoio laboratorial, diagnóstico por imagem,
genética molecular, anatomia patológica, serviço de vacinação e centro
de criopreservação.

Cada procedimento é executado e liberado por especialistas dedicados,


com larga experiência em várias metodologias. Todo esse trabalho
é suportado por uma rígida política de qualidade, que garante a
manutenção de certificações nacionais e internacionais. O serviço de
apoio é oferecido a mais de cinco mil laboratórios no país, o que torna
o Hermes Pardini referência em Medicina Diagnóstica e Preventiva
e a líder do mercado de análises clínicas da região metropolitana de
Belo Horizonte. A empresa segue investindo a cada ano na abertura e
reforma das unidades de atendimento, para melhoria dos processos e
ampliação do conforto de seus clientes.
INTRODUÇÃO
O serviço de Diagnóstico por Imagem, oferecido desde 1995, tem
recebido grande parte dos investimentos da empresa, destinados à
construção de uma rede de atendimento dedicada a essa modalidade
diagnóstica, que oferece exames convencionais e de grande
complexidade em radiologia e medicina nuclear, com o apoio de uma
equipe de mais de 240 médicos especialistas. Em 2012, o Hermes
Pardini uniu-se à Digimagem, reconhecida por sua tradição e qualidade
de prestação de serviços, no estado de São Paulo, e referência em
exames de imagem para a classe médica local.

Em 2013 o Hermes Pardini inaugurou o Centro de Diagnóstico por


Imagem – CDDI e trouxe um novo conceito de diferenciação no
atendimento de exames por imagem em Belo Horizonte, com foco em
atendimento personalizado e equipe médica sênior de reconhecida
expertise em exames altamente especializados em radiologia
contrastada, elastografia, ecodopplercardiograma e ultrassonografia
(pediátrica, punções, vascular, medicina interna e ginecologia/
obstetrícia).

Por fim, o Hermes Pardini implantou moderno sistema de


Telerradiologia que, além do arquivamento e tráfego das imagens
(PACS), permite a transação confidencial e segura de dados do
prontuário médico, de forma inovadora em nosso país.

Esperamos que esta publicação possa contribuir para o trabalho de


todos que, a cada dia, tratam cada paciente como o mais importante.

Boa leitura e sucesso a todos.

Roberto Santoro Meirelles


Presidente Executivo
17
Manual de Exames de Imagem

2. Unidades onde são realizados exames de imagem:

Unidade Aimorés
Rua Aimorés, 66, Funcionários
Belo Horizonte/MG

Unidade Barreiro dedicada à Imagem


Rua José Brandão, 380, Barreiro
Belo Horizonte/MG

Unidade Betim
Av. Bandeirantes, 360, Vila Recreio
Betim/MG

Unidade Bernardo Monteiro dedicada à Imagem


Av. Bernardo Monteiro, 1.283, Funcionários
Belo Horizonte/MG

Unidade Buritis

Av. Prof. Mário Werneck, 1240 – Buritis


Belo Horizonte/MG

Unidade CDDI – Centro Diferenciado de Diagnóstico por Imagem

Rua Piauí, 1.156 - Funcionários


Belo Horizonte/MG

Unidade Eldorado I

Av. General David Sarnoff, 57 – Eldorado


Contagem/ MG

Unidade Cidade Jardim

Av. Prudente Morais, 31, Cidade Jardim


Belo Horizonte/MG
18
INTRODUÇÃO
Unidade Lifecenter
Av. do Contorno, 4.747 (3º andar), Serra
Belo Horizonte/MG

Unidade Pampulha
Av. Antônio Carlos, 7.781, Pampulha
Belo Horizonte/MG

Unidade Venda Nova


Av. Vilarinho, 901, Venda Nova
Belo Horizonte/MG

19
Manual de Exames de Imagem

3. Modalidades de exames ofertadas:

3.1 Densitometria Óssea

A Densitometria Óssea se estabeleceu como o método mais moderno,


aprimorado e inócuo para se medir a densidade mineral óssea e
compará-la com padrões para idade e sexo.

Tal medida é condição indispensável para o diagnóstico e tratamento da


osteoporose e de outras possíveis doenças que possam atingir os ossos,
sendo o único método que permite o diagnóstico seguro da avaliação da
massa óssea e consequente predição do risco de fratura óssea.

A osteoporose é definida como doença caracterizada por baixa massa


óssea e deterioração da microarquitetura do tecido ósseo. Os sítios mais
afetados por fraturas osteoporóticas são: o colo do fêmur, a coluna, a
pelve e o punho. As partes de interesse na obtenção das imagens para
diagnóstico são o fêmur e a coluna vertebral.

O exame pode também ser utilizado para medir a composição corporal,


como gordura e massa muscular.

Os aparelhos hoje utilizados conseguem aliar precisão e rapidez na


execução dos exames com baixíssima exposição à radiação, tanto para
o paciente como para o próprio técnico.

Equipe médica da Densitometria Óssea

• Dra. Ivana Moura Abuid


• Dr. José Ribamar Villela

3.2 Mamografia

No Hermes Pardini, todos os exames de Mamografia utilizam a


tecnologia digital. Pela Mamografia digital, os processos de aquisição,
exposição e armazenamento são separados e podem ser aperfeiçoados
individualmente. Além disso, a análise das imagens mamográficas

20
INTRODUÇÃO
digitais em estações de trabalho com monitores de alta resolução
permite uma série de processamentos que podem melhorar o
contraste das imagens. A Mamografia digital também facilita a
incorporação de uma série de novas tecnologias como o CAD
(detecção de alterações ao exame auxiliada pelo computador), a
tomossíntese (reconstrução de imagens em série, possibilitando a
análise em planos seccionais da mama, à semelhança da Tomografia
Computadorizada), o uso de contraste intravenoso e a interpretação
à distância do exame (telerradiologia).

Equipe médica da Mamografia

• Dra. Gabriela Paiva Martins


• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara
• Dra. Júnia de Vasconcelos Bello
• Dra. Luciana Coutinho Malta
• Dra. Luciana de Araújo Assis
• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes
• Dra. Marcela Gonçalves
• Dra. Paula Figueiredo Rocha
• Dra. Patrícia Cristina Silva L. Fernandes
• Dra. Raquel Oliveira Laureano Lopes
• Dr. Raul Scher Júnior
• Dra. Renata Lana Arze
• Dra. Solange Paulino de Oliveira
• Dr. Valmir de Almeida Franco
• Dr. Vítor Mendonça de Assis

3.3 Medicina Nuclear

Medicina Nuclear é uma especialidade médica que emprega fontes


abertas de radionuclídeos com finalidade diagnóstica e terapêutica.
Habitualmente, os materiais radioativos são administrados in vivo
e apresentam distribuição para determinados órgãos ou tipos
celulares. A distribuição pode ser ditada por características do
próprio elemento radioativo, como no caso das formas radioativas
do iodo que, à semelhança do iodo não-radioativo, é captado pela

21
Manual de Exames de Imagem

tireoide. Outras vezes, o elemento radioativo é ligado a um outro grupo


químico, formando um radiofármaco com afinidade por determinados
tecidos, como no caso dos compostos à base de fosfato ligados ao
tecnécio-99m que são captados pelos ossos.

Nas aplicações diagnósticas, a distribuição do radiofármaco no corpo


do paciente é conhecida a partir de imagens bidimensionais (planares)
ou tomográficas (SPECT), geradas em um equipamento denominado
câmara cintilográfica. A maior ou menor captação dos compostos
permite avaliar a função dos tecidos, ao contrário da maioria dos
métodos radiológicos que dão maior ênfase na avaliação anatômica
dos órgão. A avaliação funcional realizada pela medicina nuclear traz,
muitas vezes, informações diagnósticas de forma precoce em diferentes
patologias

Equipe médica da Medicina Nuclear

• Dr. Cláudio Incalado Perri


• Dra. Ivana Moura Abuid
• Dr. José Ribamar Villela
• Dr. Leandro Sérgio Beligoli
• Dra. Renata Freire de Moraes

3.4 Métodos Gráficos

A mais recente modalidade de exames disponível no Hermes Pardini


Imagem dedica-se ao estudo do aparelho cardiovascular. No conjunto,
os exames de Métodos Gráficos visam ao estudo das variações da
pressão arterial, da parte elétrica, circulatória e funcional do coração.
Abrange os seguintes exames: eletrocardiograma de repouso, MAPA
( monitorização ambulatorial da pressão arterial ), Holter e Teste
Ergométrico computadorizado, sendo este último realizado em esteira
rolante IMBRAMED MASTER I, que suporta pacientes com peso mais
elevado.

22
INTRODUÇÃO
Médico responsável pelos métodos gráficos

• Dr. André Ricardo Vale Rodrigues


• Dra. Flávia Regina Fiorini Maia
• Dr. Leandro Sérgio Beligoli
• Dra. Mirian Fabiola Studart Gurgel Mendes
• Dr. Marcelo de Sa Brito

3.5 PET-CT

O PET-CT representa a fusão de duas modalidades num só exame:


a Tomografia por emissão de pósitrons (PET-CT) e a Tomografia
Computadorizada (CT).

Através das imagens tomográficas, podemos detectar e caracterizar


morfologicamente as lesões, bem como localizá-las com precisão
além de estabelecer suas relações com estruturas vizinhas,
contribuindo para o estadiamento e quantificação das mesmas.

O PET-CT é considerado, como os demais exames de medicina


nuclear, uma técnica de imagem funcional. Permite detectar lesões
através do acúmulo do radiotraçador (no caso, utilizamos a 2-(18F)
fluor-desóxi-D-glicose -18F–FDG). A FDG é um metabólito análogo
à glicose que é marcado com Fluor-18 (radioativo), uma abordagem
baseada na hipótese de que as células patológicas apresentam um
aumento do metabolismo e da captação da glicose.

A habilidade em identificar as doenças antes que as alterações


anatômicas se tornem evidentes ou morfologicamente significativas
e a possibilidade de se localizar e estadiar a lesão sem exposição
adicional contribuíram para o sucesso do PET-CT.

Equipe médica do PET-CT

• Dra. Fabiana Paiva Martins


• Dra. Gabriela Paiva Martins
• Dra. Ivana Moura Abuid

23
Manual de Exames de Imagem

• Dr. José Ribamar Villela


• Dra. Renata Freire de Moraes

3.6 Ressonância Magnética

A Ressonância Magnética é um método avançado de obtenção de


imagens, de importância crescente em algumas áreas da medicina,
como a neurologia, ortopedia, angiologia, medicina interna e
em situações nas quais os outros exames oferecidos, como a
Ultrassonografia e Tomografia Computadorizada, não conseguem
elucidar diagnósticos.

Este método não utiliza raios-X ou qualquer outra radiação ionizante.


As imagens são obtidas utilizando-se campos magnéticos muito
intensos que permitem a identificação dos vários tecidos do corpo a
partir de suas diferentes composições bioquímicas. As imagens geradas
são de alta qualidade e o procedimento é totalmente indolor.

No Hermes Pardini, todos os aparelhos são de alto campo magnético


(de 1,5 T e de 3T).

No caso de pacientes claustrofóbicos e que não toleram a permanência


no aparelho ou, ainda, para pacientes que não conseguem permanecer
imóveis para a realização do exame, há a possibilidade de realização
de alguns exames sob sedação. A sedação é sempre monitorada por
médico anestesiologista.

Equipe médica e odontológica da Ressonância Magnética

• Dra. Adriana Martins Rios


• Dra. Christiane Pires Marota
• Dr. Daniel Machado Leal Dutra
• Dr. Diego Corrêa de Andrade
• Dr. Dierre Roberto Alvim
• Dra. Fabiana Paiva Martins
• Dr. Geraldo Magela Ribeiro
• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara
• Dr. Gustavo Franca e Ferreira
• Dra. Isabella Mourão Soares
24
INTRODUÇÃO
• Dra. Ivie Braga de Paula
• Dra. Janselle Batista de Paula Pereira
• Dr. Leonardo Campos Queiroz
• Dra. Luciana Costa
• Dra. Luciana Coutinho Malta
• Dra. Luciene Mota de Andrade
• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes
• Dr. Marco Lazzeri Paiva Ferreira
• Dra. Maria Helena Albernaz Siqueira
• Dra. Maria Olivia Rodrigues da Costa
• Dra. Maria Tereza Carvalho de Lacerda
• Dr. Mario Henrique Giordano Fontes
• Dr. Maurício Augusto A. de Castro
• Dra. Patrícia Cristina Silva L. Fernandes
• Dra. Paula Figueiredo Rocha
• Dr. Pedro Paulo Nunes Pereira
• Dr. Raul Scher Júnior
• Dr. Raul Silva Filho
• Dr. Rogério Teles de Melo
• Dra. Tatiana Martins
• Dra. Tereza Sebastião Nogueira
• Dr. Thiago Nogueira Lemos
• Dr. Uilton Teotonio Nunes
• Dra. Vanessa Gonçalves Antunes

3.7 Tomografia Computadorizada

Todos os aparelhos de Tomografia Computadorizada médica do


Hermes Pardini utilizam a tecnologia multislice na aquisição das
imagens. A aquisição multislice é volumétrica e permite reconstruções
precisas nos diversos planos, além de tridimensionais. Reduz, também,
o tempo de aquisição, permitindo maior agilidade e conforto na
realização do exame.

Um dos aparelhos, de 128 cortes, por sua velocidade de aquisição,


oferece melhor performance, rapidez e segurança em exames

25
Manual de Exames de Imagem

angiográficos e cardíacos, permitindo, ainda, redução significativa do


volume de meio de contraste utilizado para esses exames.

Para maior segurança, o Hermes Pardini utiliza apenas meio de contrate


iodado não iônico quando da administração endovenosa, reduzindo
risco de complicações e reações adversas.

Entre os médicos do corpo clínico, há profissionais dedicados/


especializados em diferentes áreas.

O Hermes Pardini oferece, ainda, exames tomográficos dentários,


realizados por equipe odontológica especializada em aparelho
dedicado: Tomografia Computadorizada por feixe cônico (ou Cone
Beam). Proporciona avaliação do complexo dentomaxilofacial com
alta resolução de imagens, o que contribui satisfatoriamente para
o diagnósito de condições patológicas, além de permitir o correto
planejamento implantológico.

No caso de pacientes que não toleram a permanência no aparelho


ou, ainda, para pacientes que não conseguem permanecer imóveis
para a realização do exame, oferecemos a possibilidade de realização
do mesmo sob sedação. A sedação é sempre monitorada por médico
anestesiologista.

Equipe médica e odontológica da Tomografia Computadorizada

• Dr. André Ricardo Vale Rodrigues


• Dra. Camilla Leijoto Freitas
• Dra. Christiane Pires Marota
• Dr. Daniel Machado Leal Dutra
• Dr. Diego Corrêa de Andrade
• Dr. Dierre Roberto Alvim
• Dr. Eduardo Carvalho Miranda
• Dra. Fabiana Paiva Martins
• Dra. Gabriela Paiva Martins
• Dr. Geraldo Magela Ribeiro
• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara

26
INTRODUÇÃO
• Dr. Gustavo Franca e Ferreira
• Dr. Henrique de Carvalho
• Dra. Isabella Mourão Soares
• Dra. Janselle Batista de Paula Pereira
• Dra. Jovita Lane Soares Santos
• Dra. Juliana da Costa Almeida
• Dr. Leonardo Campos Queiroz
• Dra. Luciana Costa
• Dra. Luciana Coutinho Malta
• Dra. Luciana de Araújo Assis
• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes
• Dra. Luciene Mota de Andrade
• Dr. Luiz Paulo Andrioli Gomes
• Dr. Marco Lazzeri Paiva Ferreira
• Dr. Marco Tulio Meireles de Andrade
• Dra. Maria Helena Albernaz Siqueira
• Dra. Maria Olivia Rodrigues da Costa
• Dra. Maria Tereza Carvalho de Lacerda
• Dr. Mario Henrique Giordano Fontes
• Dr. Maurício Augusto A. de Castro
• Dr. Pedro Paulo Nunes Pereira
• Dra. Raquel Oliveira Laureano Lopes
• Dr. Raul Scher Júnior
• Dr. Raul Silva Filho
• Dr. Rogério Teles de Melo
• Dr. Samuel de Almeida e Silva
• Dra. Silvana Mangeon Meireles Guimaraes
• Dra. Tatiana Martins
• Dra. Tereza Sebastião Nogueira
• Dr. Thiago Nogueira Lemos
• Dr. Thiago Oliveira de Paula
• Dr. Uilton Teotonio Nunes
• Dr. Valmir de Almeida Franco
• Dra. Vanessa Gonçalves Antunes

27
Manual de Exames de Imagem

3.8 Ultrassonografia

Por sua segurança e praticidade, a Ultrassonografia tem sido bastante


difundida como exame de primeira escolha na investigação de diversas
condições clínicas. O Hermes Pardini oferece a possibilidade de realização
de exames de Ultrassonografia em unidades distribuídas por diversos
pontos da região metropolitana de Belo Horizonte.

São realizados exames nas áreas de Medicina Interna, Ginecologia e


Obstetrícia, Vascular (Duplex Scan) e Cardíaca (Ecodopplercardiograma)
cada uma contando com equipe médica especializada e qualificada.

Os resultados dos exames de Ultrassonografia são entregues


imediatamente após sua realização.

Equipe médica da Ultrassonografia em Medicina Interna

• Dra. Camilla Leijoto Freitas


• Dra. Christiane Pires Marota
• Dr. Diego Corrêa de Andrade
• Dra. Eliana dos Santos Valle
• Dra. Fabiana Paiva Martins
• Dra. Gabriela Paiva Martins
• Dr. Geraldo Magela Ribeiro
• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara
• Dr. Gustavo Cambraia Garcia
• Dr. Henrique de Carvalho
• Dra. Isabella Mourão Soares
• Dra. Ivie Braga de Paula
• Dra. Janselle Batista de Paula Pereira
• Dra. Jesiana Ferreira Pedrosa
• Dr. João Fabiano Rodrigues
• Dra. Juliana da Costa Almeida
• Dra. Júnia de Vasconcelos Bello
• Dr. Leonardo Campos Queiroz
• Dr. Leonardo José Ferreira Porto
• Dra. Letícia Cruz Gomes de Souza
• Dra. Luciana Coutinho Malta
28
INTRODUÇÃO
• Dra. Luciana de Araújo Assis
• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes
• Dr. Luiz Paulo Andrioli Gomes
• Dra. Marcela Gonçalves
• Dr. Marco Lazzeri Paiva Ferreira
• Dr. Marco Tulio Meireles de Andrade
• Dra. Maria Tereza Filgueiras
• Dr. Mario Henrique Giordano Fontes
• Dra. Myriam Eugênia Ramos Ricoy
• Dra. Patrícia Cristina Silva L. Fernandes
• Dra. Paula Figueiredo Rocha
• Dr. Pedro Paulo Nunes Pereira
• Dra. Raquel Oliveira Laureano Lopes
• Dra. Raquel Sadala Mendes
• Dr. Raul Scher Júnior
• Dra. Renata Lana Arze
• Dra. Renata Resende de Sousa
• Dr. Rogério Teles de Melo
• Dra. Silvana Costa Ferreira
• Dra. Solange Paulino de Oliveira
• Dra. Tatiana Martins
• Dr. Thiago Nogueira Lemos
• Dr. Thiago Oliveira de Paula
• Dr. Uilton Teotonio Nunes
• Dra. Vanessa Gonçalves Antunes
• Dr. Valmir de Almeida Franco
• Dr. Vitor Mendonça de Assis

Equipe médica da Ultrassonografia em Ginecologia e


Obstetrícia

• Dra. Eliana dos Santos Valle


• Dra. Gabriela Paiva Martins
• Dr. Gustavo Cambraia Garcia
• Dra. Paula Figueiredo Rocha
• Dr. Renato Franco Ciodaro
• Dra. Silvana Costa Ferreira

29
Manual de Exames de Imagem

Equipe médica da Ultrassonografia Cardiológica

• Dra. Adriana Viana Thomaz


• Dr. Alberto Henrique Azeredo Coutinho
• Dra. Ana Elisa Crepaldi
• Dr. André Ricardo Vale Rodrigues
• Dra. Cristiane Nunes Martins
• Dr. Daniel Álvares Carvalho
• Dra. Denise Ulho Dani
• Dr. Diego Feitosa Pimentel
• Dr. Geraldo Magela Alvarenga Júnior
• Dra. Magalene de Fátima Ramos Rabelo
• Dr. Marcelo de Sa Brito
• Dra. Maria Helena Albernaz Siqueira
• Dra. Marisa de Araújo Marra
• Dra. Marta Heloisa Gomes Negri
• Dra. Nicolle Lauar Pimenta
• Dr. Wander Costa Santos
Equipe médica da Ultrassonografia Vascular

• Dra. Ana Elisa Crepaldi


• Dra. Betânia Almeida Nadalin Leal
• Dr. Benjamin Sacchetto Moss
• Dr. Bruno César Dias da Silva
• Dra. Denise Ulho Dani
• Dr. Fabrício Neto Ladeira
• Dr. Guilherme Jonas da Silva Ribeiro
• Dra. Isabela Morais Martins
• Dra. Isabel Figueiredo de Magalhães
• Dra. Juliana Santana Fernandes
• Dr. Juliano de Oliveira B. Guedes
• Dr. Lúcio Estéphano Salles Costa
• Dra. Maira Faria Braga Pires
• Dra. Márcia de Oliveira Silva
• Dr. Pablo Massard Monteiro
• Dr. Rodrigo Daniel Moreialvar
• Dra. Valéria Adriana Andrade Brum Bicalho
30
INTRODUÇÃO
3.9 Ultrassonografia Intervencionista – punções, biópsias e
marcações pré-cirúrgicas dirigidas por ultrassom

São realizadas punções por agulha fina (PAAF) da tireoide e da mama.


São feitas, também, punções por agulha grossa (core biopsy) do fígado,
baço, pâncreas, retroperitôneo e das mamas. Realizamos, também,
marcação pré-cirúrgica de nódulos mamários guiada por ultrassom
(agulhamento)

Equipe médica de Ultrassonografia Intervencionista

• Dr. Cláudio Incalado Perri


• Dr. Geraldo Magela Ribeiro
• Dra. Ivie Braga de Paula
• Dr. João Fabiano Rodrigues
• Dr. Marco Lazerri Paiva Ferreira
• Dra. Raquel Sadala Mendes
• Dr. Valmir de Almeida Franco

3.10 Radiologia Digital Odontológica

Complementando o mix de exames por imagem para a Odontologia, o


Serviço de Imaginologia Odontológica realiza radiografias extrabucais
(panorâmica, teleradiografia, carpal, lateral oblíqua e P.A.’s) e
radiografias intrabucais (periapical, interproximal / bitewing e oclusal)
que contribuem para o diagnóstico dos profissionais solicitantes, em
suas diversas especialidades, de acordo com as indicações clínicas.

Equipe odontológica da Radiologia Digital Odontológica

• Dr. Maurício Augusto A. de Castro

3.11 Exames Radiológicos Contrastados

O Hermes Pardini traz um novo conceito de diferenciação no


atendimento de exames por imagem em Belo Horizonte, com foco em
atendimento personalizado e equipe médica sênior de reconhecida

31
Manual de Exames de Imagem

expertise em exames altamente especializados em radiologia


contrastada, em crianças e adultos.

Equipe médica Raio X Contrastado

• Dr. Cláudio Bedun


• Dr. Luiz de Matos

4. Armazenamento e pós-processamento das imagens

Após a aquisição, as imagens são enviadas para o sistema PACS/


RIS. O mesmo é composto por uma rede de computadores especiais
interligados que permitem trabalhar as imagens adquiridas, fazer
reconstruções tridimensionais, inclusive coloridas, além de armazenar
os dados de exames anteriores feitos no Hermes Pardini.

São interligadas no Sistema PACS/RIS as imagens de Mamografia digital,


Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética, PET-CT e Raio-X.

O sistema permitirá, ainda, no futuro, disponibilizar as imagens ao


médico solicitante via web.

5. Corpo Clínico

Equipe médica da Densitometria Óssea

• Dra. Ivana Moura Abuid


ivana.abuhid@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Medicina Nuclear no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Clínica Médica pelo MEC.
Especialização em Medicina Nuclear pela SBBMN.

• Dr. José Ribamar Villela


ribamar@labhpardini.com.br
Médico, Farmacêutico e Bioquímico pela UFMG com Residência em Patologia
Clínica pelo Hospital das Clínicas da UFMG.
Médico Nuclear do Instituto Hermes Pardini.

32
INTRODUÇÃO
Equipe médica da Mamografia

• Dra. Gabriela Paiva Martins


gpaivamartins@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara


gmdc@uai.com.br
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Felício Rocho.
Especialização em Ressonância Magnética, Tomografia, Mamografia e Ultrassonografia.

• Dra. Júnia de Vasconcelos Bello


juvbello@gmail.com
Médica com Residência em Radiologia pelo Hospital Felício Rocho.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Luciana Coutinho Malta


lucianam73@yahoo.com.br
Médica com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte e na CDPI do Rio de Janeiro.

• Dra. Luciana de Araújo Assis


ludearaujoassis@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico
no Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes


ludmilafernandes@bol.com.br
Médica pela UFMG, com residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no
Hospital Madre Teresa.

• Dra. Marcela Gonçalves Teixeira da Costa


goncalves_marcela@yahoo.com.br
Médica com Residência Médica e Especialização em Imagem pelo Hospital
Mater Dei.

• Dra. Paula Figueiredo Rocha


rochapf@hotmail.com
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem - IPSEMG; em
programa credenciado pelo MEC e CBR.
Extensão em Ressonância Magnética na CEDIRP - Ribeirão Preto/SP.

• Dra. Patrícia Cristina Silva L. Fernandes


fernandes.path@hotmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico por

33
Manual de Exames de Imagem

Imagem pelo Hospital das Clínicas da UFMG.


Médica radiologista do Instituto Hermes Pardini e do Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Raquel Oliveira Laureano Lopes


raqgivana@hotmail.com
Médica pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no
IPSEMG.

• Dr. Raul Scher Júnior


raulscherjr@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Felício Rocho - BH/MG.
Pós-graduação em Radiologia (R4) pelo Hospital Madre Teresa.

• Dra. Renata Lana Arze


renataarze@hotmail.com
Médica com Residência em Radiologia pelo Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Solange Paulino de Oliveira


spaulinodeoliveira@yahoo.com.br
Médica com Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

• Dr. Valmir de Almeida Franco


valmirfranco71@gmail.com
Médico com Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Vítor Mendonça de Assis


ludearaujoassis@gmail.com
Médico com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico
por Imagem no Hospital das Clínicas da UFMG.

Equipe médica da Medicina Nuclear

• Dr. Cláudio Incalado Perri


Médico pela Faculdade de Medicina de Barbacena com Residência em Clínica Médica no
Hospital Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte e em Cardiologia no Hospital Biocor.
Especialização em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Especialização em Ergometria pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

• Dra. Ivana Moura Abuid


ivana.abuhid@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Medicina Nuclear no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Clínica Médica pelo MEC.
Especialização em Medicina Nuclear pela SBBMN.

34
INTRODUÇÃO
• Dr. José Ribamar Villela
ribamar@labhpardini.com.br
Médico, Farmacêutico e Bioquímico pela UFMG com Residência em Patologia
Clínica pelo Hospital das Clínicas da UFMG.
Médico Nuclear do Instituto Hermes Pardini.

• Dr. Leandro Sérgio Beligoli


leandro.beligoli@globo.com
Médico com Residência em Cardiologia no Hospital SOCOR/BH-MG
Especialização em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

• Dra. Renata Freire de Moraes


renata.moraes@labhpardini.com.br
Médica com Residência em Clínica Médica no Hospital Santa Casa de Misericórdia
de Juiz de Fora-MG. Especialização/pós-graduação em Medicina Nuclear – Hospital
da Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – HCFMUSP.
Fellow em PET/Medicina Nuclear na Universitá degli Studio di Milano – Itália.
Doutora em Ciências da Saúde em Radiologia.

Médico responsável pelos métodos gráficos

• Dr. André Ricardo Vale Rodrigues


CRM: 31270
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cardiologia
Graduado em Medicina pela UFMG 1997
Residência em Clinica Médica HC-UFMG 1997-1999
Residência em Cardiologia HC-UFMG 1999-2001
Médico do serviço de Medicina de Urgência do HC-UFMG 1999-2001
Professor Substituto Departamento de Clínica Médica FM UFMG: 2000
Médico Intensivista Hospital Vila da Serra 2000-2012
Ecocardiografista Clínica ECOAR: 2001-2013
Coordenador do serviço de ecocardiografia da ECOAR: 2005-2013
Realização de angiotomografia de artérias coronárias ECOAR: 2004-2013

• Dr. Leandro Sérgio Beligoli


leandro.beligoli@globo.com
Médico com Residência em Cardiologia no Hospital SOCOR/BH-MG.
Especialização em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Equipe médica do PET-CT

• Dra. Fabiana Paiva Martins


fabpaivamartins@gmail.com
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina da UFMG.
Doutoranda em Ciência Aplicadas à Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina da UFMG.

35
Manual de Exames de Imagem

Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.


Professora assistente do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de
Medicina da UFMG.

• Dra. Gabriela Paiva Martins


gpaivamartins@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Ivana Moura Abuid


ivana.abuhid@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Medicina Nuclear no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Clínica Médica pelo MEC.
Especialização em Medicina Nuclear pela SBBMN.

• Dr. José Ribamar Villela


ribamar@labhpardini.com.br
Médico, Farmacêutico e Bioquímico pela UFMG com Residência em Patologia
Clínica pelo Hospital das Clínicas da UFMG.
Médico Nuclear do Instituto Hermes Pardini.

• Dra. Renata Freire de Moraes


renata.moraes@labhpardini.com.br
Médica com Residência em Clínica Médica no Hospital Santa Casa de Misericórdia
de Juiz de Fora-MG.
Especialização/pós-graduação em Medicina Nuclear – Hospital da Clínicas da
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – HCFMUSP.
Fellow em PET/Medicina Nuclear na Universitá degli Studio di Milano – Itália.
Doutora em Ciências da Saúde em Radiologia pela Faculdade de Medicina da
Universidade de São Paulo – FMU/SP.

Equipe médica e odontológica da Ressonância Magnética

• Dra. Adriana Martins Rios


rios.adrianamartins@gmail.com
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização/pós-graduação lato sensu em Ressonância Magnética no Hospital
Albert Einstein – São Paulo/SP.
Research Fellow nas Universidades de Nova York (NYU) e San Diego – CA.

• Dra. Christiane Pires Marota


chrismarota@hotmail.com
Médica, com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital
das Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Hospital Universitário De Rouen
– França
36
INTRODUÇÃO
• Dr. Daniel Machado Leal Dutra
dmldutra@yahoo.com.br
Médico com Residência médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Santa de Casa de Belo Horizonte.
Especialização em Ressonância Magnética - Clínica CDPI / Rio Janeiro.
Membro Titular do Colégio Brasileiro.

• Dr. Diego Corrêa de Andrade


diegocorreaandrade@gmail.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.

• Dr. Dierre Roberto Alvim


dierre.alvim@yahoo.com.br
Médico pela UFMG.
Especialização em Clínica Médica e Radiologia.
Especialização em Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.
Coordenador médico – Hermes Pardini Imagem.

• Dra. Fabiana Paiva Martins


fabpaivamartins@gmail.com
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina da UFMG.
Doutoranda em Ciência Aplicadas à Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina da UFMG.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Professora assistente do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de
Medicina da UFMG.

• Dr. Geraldo Magela Ribeiro


crindiuba@bol.com.br
Médico com Especialização em Cirurgia geral, Radiologia e Diagnóstico por
Imagem pelo CBR/AMB.

• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara


gmdc@uai.com.br
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Felício Rocho.
Especialização em Ressonância Magnética, Tomografia, Mamografia e
Ultrassonografia.

• Dr. Gustavo Franca e Ferreira


gustavo.radiologia@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia pelo Hospital Felício Rocho – BH/MG.
Especialização em Ressonância Magnética – Clínica de diagnóstico por imagem
(CDPI) – Rio de Janeiro/RJ.
Fellowship em Radiologia do sistema musculoesquelético na universidade da
Califórnia, em São Diego (UCSD).

37
Manual de Exames de Imagem

• Dra. Isabella Mourão Soares


belmourao@gmail.com
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Santa Casa de Belo Horizonte.
R4 - MedImagem - Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem - Universidade Louis Pasteur -
Strasbourg – França.

• Dra. Ivie Braga de Paula


Iviepaula@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Universidade Louis Pasteur -
Strasbourg – França.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Mestre em Medicina Tropical e Infectologia pela UFMG.
• Dra Janselle B. de Paula Pereira
Graduada pela Faculdade de Medicina da USF.
Residência Médica em Radiologia e diagnóstico por Imagem.
Especialização em Neurorradiologia.
Título de especialista em radiologia e diagnóstico por imagem pelo Colégio
Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Leonardo Campos de Queiroz


leocqueiroz@gmail.com
Médico radiologista com residência médica no Hospital das Clinicas da UFMG
Mestre em medicina, na área de doenças infecciosas e parasitárias na Faculdade de
Medicina da UFMG.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Luciana Costa


lucianacosta@me.com
Médica com Residência em Radiologia pelo Hospital das Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências da Saúde do Adulto pela Pós-graduação da UFMG.
Doutoranda em Ciências da Saúde do Adulto pela Pós-graduação da UFMG.
Professora do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de Medicina da UFMG.
Diretora Científica da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), gestão 2011-2014.
Diretora Científica da Sociedade de Radiologia de Minas Gerais (SRMG), gestão 2011-2014.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR).
Membro da Comissão Científica do Colégio Brasileiro de Radiologia (responsável pela
área Medicina Interna) - gestão 2012-2014.
Coordenadora Nacional do Curso Brasileiro da Escola Europeia de Radiologia (ESOR),
atividade realizada através de parceria entre a Sociedade Europeia de Radiologia
(ESR) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR), desde 2011.

• Dra. Luciana Coutinho Malta


lucianam73@yahoo.com.br
Médica com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte e na CDPI do Rio de Janeiro.

38
INTRODUÇÃO
• Dra. Luciene Mota de Andrade
lucienemota.lm@gmail.com
Médica, com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem-
Hospital das Clínicas da UFMG.
Fellowship em Radiologia e Diagnóstico por Imagem em Ortopedia e medicicina
esportiva- Universidade San Diego – Califórnia – USA.
Mestre em Medicina pela faculdade de medicina UFMG.
Pós- Graduanda em Medicina Esportiva - Fisicursos/Universidade Católica
Petropoles.
Membro Colégio Brasileiro de Radiologia

• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes


ludmilafernandes@bol.com.br
Médica pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no
Hospital Madre Teresa.

• Dr. Marco Lazzeri Paiva Ferreira


lazzeri@gmail.com
Médico com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Madre Teresa.
International Fellowship em Radiologia Músculo-esquelética - Massachusets
General Hospital (Boston - EUA).
Coordenador do departamento de Radiologia e Diagnóstico por Imagem do
Hospital Luxemburgo.

• Dr. Mário Henrique Giordano Fontes


mhgiordano@yahoo.com.br
Médico pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Maíra Faria Braga Pires


maira.angio@gmail.com
- Graduada em Medicina pela UFMG
- Residência médica em Cirurgia Geral – Hospital das Clínicas de Uberlândia
(UFU)
- Residência médica em Cirurgia Vascular – Hospital Municipal Odilon Behrens
- Especialização médica em Cirurgia Endovascular – Hospital das Clínicas da
UFMG

• Dra. Maria Helena Albernaz Siqueira


Mhelenaa1565@yahoo.com.br
Médica com Residência em Cardiologia no Hospital Beneficência Portuguesa -
São Paulo/SP e em Ecocardiografia no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia -
São Paulo/SP.
Especialização em Doppler Vascular pelo Instituto do Coração do Hospital das
Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – INCOR/SP.

• Dr. Maurício Augusto A. de Castro


dental@hermespardini.com.br
Especialização em Radiologia e Imaginologia Odontológicas pela UFMG.

39
Manual de Exames de Imagem

Mestre em Odontologia com ênfase em Endodontia pela UNITAU/SP.


Doutorando em Estomatologia pela UFMG.

• Dra. Patrícia Cristina Silva L. Fernandes


fernandes.path@hotmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico por Imagem
pelo Hospital das Clínicas da UFMG.
Médica radiologista do Instituto Hermes Pardini e do Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Paula Figueiredo Rocha


Médica pela FCMMG com residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
IPSEMG.
Fellowship em Imagem da Mama no Brigham and Women’s Hospital, Harvard
Medical School (EUA).
Fellowship em Radiologia Pediátrica e em Imagem do Abdome no Massachusetts
General Hospital, Harvard Medical School (EUA).

• Dr. Pedro Paulo Nunes Pereira


pedropaulonp@gmail.com
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Internat d’Imagerie Médicale – Centre Hospitalier Universitaire de Rouen – França.
Especialização em Ressonância Magnética no Hospital Madre Teresa.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Raul Scher Júnior


raulscherjr@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Felício Rocho - BH/MG.
Pós-graduação em Radiologia (R4) pelo Hospital Madre Teresa.

• Dr. Raul Silva Filho


raulsfilho@gmail.com
Médico pela Universidade Estadual de Montes Claros/MG com Residência em
Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital Felício Rocho – BH/MG.
Fellowship em Ressonância Magnética – Hospital Felício Rocho – BH/MG.
Observership Body Imaging of Cancer – Cleveland Clinic’s Imaging Institute –
Cleveland, OH/USA.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Vice-presidente de Tomografia Computadorizada da Sociedade de Radiologia de
Minas Gerais.
Membro da Câmara Técnica de Radiologia e Diagnóstico por Imagem do CRMMG.
Corresponding membership of Radiological Society of North America (RSNA).

• Dr. Rogério Teles de Melo


rogeriotmelo@yahoo.com.br
Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Itajubá-MG.
Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital Mater Dei,
BH-MG.Especialização em Ressonância Magnética na Clínica DAPI, Curitiba-PR.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

40
INTRODUÇÃO
• Dra. Tereza Sebastião Nogueira
tereza.nogueira@labhpardini.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Universidade Louis Pasteur –
Strasbourg – França.
Mestre em Ciências – Área de Concentração: Bioquímica e Imunologia pelo Depar-
tamento de Bioquímica e Imunologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG.
Pós-graduanda dos Programas Executivos Ibmec – MG – MBA Executivo.
Assessora científica do Hermes Pardini Imagem.

• Dr . Thiago Nogueira Lemos


Medico Radiologista
Graduado em medicina pela UFMG
Residência médica no HGIP-IPSEMG
Titular em radiologia e diagnostico por imagem pelo CBR.

• Dr. Uilton Teotônio Nunes


uiltontnunes@gmail.com
Graduação em Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Especialização em Radiologia e diagnóstico por imagem pela Santa Casa de Belo
Horizonte

Equipe médica e odontológica da Tomografia Computadorizada

• Dr. André Ricardo Vale Rodrigues


CRM: 31270
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cardiologia
Graduado em Medicina pela UFMG 1997
Residência em Clinica Médica HC-UFMG 1997-1999
Residência em Cardiologia HC-UFMG 1999-2001
Médico do serviço de Medicina de Urgência do HC-UFMG 1999-2001
Professor Substituto Departamento de Clínica Médica FM UFMG: 2000
Médico Intensivista Hospital Vila da Serra 2000-2012
Ecocardiografista Clínica ECOAR: 2001-2013
Coordenador do serviço de ecocardiografia da ECOAR: 2005-2013
Realização de angiotomografia de artérias coronárias ECOAR: 2004-2013

• Dra. Christiane Pires Marota


chrismarota@hotmail.com
Médica, com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital
das Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Hospital Universitário De
Rouen – França

• Dr. Daniel Machado Leal Dutra


dmldutra@yahoo.com.br
Médico com Residência médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Santa de Casa de Belo Horizonte.

41
Manual de Exames de Imagem

Especialização em Ressonância Magnética - Clínica CDPI / Rio Janeiro.


Membro Titular do Colégio Brasileiro.

• Dr. Diego Corrêa de Andrade


diegocorreaandrade@gmail.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.

• Dr. Dierre Roberto Alvim


dierre.alvim@yahoo.com.br
Médico pela UFMG com Especialização em Clínica Médica e Radiologia.
Especialização em Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.
Coordenador médico – Hermes Pardini Imagem.

• Dra. Fabiana Paiva Martins


fabpaivamartins@gmail.com
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina da UFMG.
Doutoranda em Ciência Aplicadas à Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina da UFMG.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Professora assistente do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de
Medicina da UFMG.

• Dra. Gabriela Paiva Martins


gpaivamartins@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Geraldo Magela Ribeiro


crindiuba@bol.com.br
Médico com Especialização em Cirurgia geral, Radiologia e Diagnóstico por Imagem
pelo CBR/AMB.

• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara


gmdc@uai.com.br
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Felício Rocho.
Especialização em Ressonância Magnética, Tomografia, Mamografia e Ultrassonografia.

• Dr. Gustavo Franca e Ferreira


gustavo.radiologia@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia pelo Hospital Felício Rocho – BH/MG.
Especialização em Ressonância Magnética – Clínica de diagnóstico por imagem
(CDPI) – Rio de Janeiro/RJ.
Fellowship em Radiologia do sistema musculoesquelético na universidade da Califór-
nia, em São Diego (UCSD).

42
INTRODUÇÃO
• Dr. Henrique de Carvalho
hcarvalhoh@gmail.com
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Áreas de atuação atuais: Raios-X, Mamografia, Ultrassonografia, Tomografia
Computadorizada.

• Dra. Isabella Mourão Soares


belmourao@gmail.com
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Santa Casa de Belo Horizonte.
R4 - MedImagem - Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem - Universidade Louis Pasteur -
Strasbourg – França.
• Dra Janselle B. de Paula Pereira
Graduada pela Faculdade de Medicina da USF.
Residência Médica em Radiologia e diagnóstico por Imagem.
Especialização em Neurorradiologia.
Título de especialista em radiologia e diagnóstico por imagem pelo Colégio
Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Jovita Lane Soares Santos


jovitalane1@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital
das Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências – Área de Concentração: Saúde da Criança e do Adolescente
pela Faculdade de Medicina – UFMG.
Professora do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de Medicina da UFMG.

• Dr. Leonardo Campos de Queiroz


leocqueiroz@gmail.com
Médico radiologista com residência médica no Hospital das Clinicas da UFMG
Mestre em medicina, na área de doenças infecciosas e parasitárias na Faculdade de
Medicina da UFMG.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Luciana Costa


lucianacosta@me.com
Médica com Residência em Radiologia pelo Hospital das Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências da Saúde do Adulto pela Pós-graduação da UFMG.
Doutoranda em Ciências da Saúde do Adulto pela Pós-graduação da UFMG.
Professora do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de Medicina da UFMG.
Diretora Científica da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), gestão 2011-2014.
Diretora Científica da Sociedade de Radiologia de Minas Gerais (SRMG), gestão 2011-2014.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR).
Membro da Comissão Científica do Colégio Brasileiro de Radiologia (responsável
pela área Medicina Interna) - gestão 2012-2014.
Coordenadora Nacional do Curso Brasileiro da Escola Europeia de Radiologia
(ESOR), atividade realizada através de parceria entre a Sociedade Europeia de
Radiologia (ESR) e o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR), desde 2011.

43
Manual de Exames de Imagem

• Dra. Luciana Coutinho Malta


lucianam73@yahoo.com.br
Médica com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte e na CDPI do Rio de Janeiro.

• Dra. Luciana de Araújo Assis


ludearaujoassis@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico no
Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Luciene Mota de Andrade


lucienemota.lm@gmail.com
Médica, com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem- Hospital
das Clínicas da UFMG.
Fellowship em Radiologia e Diagnóstico por Imagem em Ortopedia e medicicina
esportiva- Universidade San Diego – Califórnia – USA.
Mestre em Medicina pela faculdade de medicina UFMG.
Pós- Graduanda em Medicina Esportiva - Fisicursos/Universidade Católica
Petropoles.
Membro Colégio Brasileiro de Radiologia

• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes


ludmilafernandes@bol.com.br
Médica pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem
no Hospital Madre Teresa.

• Dr. Luiz Paulo Andrioli Gomes


popomed@hotmail.com
Médico pela UFJF com Residência em Radiologia no Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dr. Marco Lazzeri Paiva Ferreira


lazzeri@gmail.com
Médico com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital
Madre Teresa.
International Fellowship em Radiologia Músculo-esquelética - Massachusets
General Hospital (Boston - EUA).
Coordenador do departamento de Radiologia e Diagnóstico por Imagem do
Hospital Luxemburgo.

• Dra. Maria Helena Albernaz Siqueira


Mhelenaa1565@yahoo.com.br
Médica com Residência em Cardiologia no Hospital Beneficência Portuguesa -
São Paulo/SP e em Ecocardiografia no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia -
São Paulo/SP.
Especialização em Doppler Vascular pelo Instituto do Coração do Hospital das
Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – INCOR/SP.

• Dr. Mário Henrique Giordano Fontes


mhgiordano@yahoo.com.br
Médico pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.
44
INTRODUÇÃO
• Dra. Maíra Faria Braga Pires
maira.angio@gmail.com
- Graduada em Medicina pela UFMG
- Residência médica em Cirurgia Geral – Hospital das Clínicas de Uberlândia
(UFU)
- Residência médica em Cirurgia Vascular – Hospital Municipal Odilon Behrens
- Especialização médica em Cirurgia Endovascular – Hospital das Clínicas da
UFMG

• Dr. Maurício Augusto A. de Castro


dental@hermespardini.com.br
Especialização em Radiologia e Imaginologia Odontológicas pela UFMG.
Mestrado acadêmico em Odontologia com ênfase em Endodontia pela UNITAU/SP.
Doutorando em Estomatologia pela UFMG.

• Dr. Pedro Paulo Nunes Pereira


pedropaulonp@gmail.com
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Internat d’Imagerie Médicale – Centre Hospitalier Universitaire de Rouen – França.
Especialização em Ressonância Magnética no Hospital Madre Teresa.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Raquel Oliveira Laureano Lopes


raqgivana@hotmail.com
Graduação em Medicina pela UFMG.
Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no IPSEMG.

• Dr. Raul Scher Júnior


raulscherjr@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Felício Rocho - BH/MG.
Pós-graduação em Radiologia (R4) pelo Hospital Madre Teresa.

• Dr. Raul Silva Filho


raulsfilho@gmail.com
Médico pela Universidade Estadual de Montes Claros/MG com Residência em
Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital Felício Rocho – BH/MG.
Fellowship em Ressonância Magnética – Hospital Felício Rocho – BH/MG.
Observership Body Imaging of Cancer – Cleveland Clinic’s Imaging Institute –
Cleveland, OH/USA.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Vice-presidente de Tomografia Computadorizada da Sociedade de Radiologia de
Minas Gerais.
Membro da Câmara Técnica de Radiologia e Diagnóstico por Imagem do CRMMG.
Corresponding membership of Radiological Society of North America (RSNA).

45
Manual de Exames de Imagem

• Dr. Rogério Teles de Melo


rogeriotmelo@yahoo.com.br
Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Itajubá-MG.
Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital Mater Dei,
BH-MG.Especialização em Ressonância Magnética na Clínica DAPI, Curitiba-PR.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Samuel de Almeida e Silva


samueldealmeida@bol.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada – Hospital
Israelita l Albert Einstein - São Paulo-SP.
Mestre em Ciências Aplicadas a Saúde do Adulto – Faculdade de Medicina UFMG.
Professor Assistente do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade
Medicina da UFMG.

• Dra. Silvana Mangeon Meirellles Guimarães


CRM 24.450-MG
Silvanammg@hotmail.com
Médica pela UFMG Especialização em Radiologia e Diagnostico por Imagem no
Hospital das Clínicas da UFMG.
MEMBRO TITULAR DO COLÉGIO BRASILEIRO RADIOLOGIA(CBR)

• Dra. Tereza Sebastião Nogueira


tereza.nogueira@labhpardini.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Universidade Louis Pasteur –
Strasbourg – França.
Mestre em Ciências – Área de Concentração: Bioquímica e Imunologia pelo Departa-
mento de Bioquímica e Imunologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG.
Pós-graduanda dos Programas Executivos Ibmec – MG – MBA Executivo.
Assessora científica do Hermes Pardini Imagem.

• Dr . Thiago Nogueira Lemos


Medico Radiologista
Graduado em medicina pela UFMG
Residência médica no HGIP-IPSEMG
Titular em radiologia e diagnostico por imagem pelo CBR.

• Dr. Uilton Teotônio Nunes


uiltontnunes@gmail.com
Graduação em Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Especialização em Radiologia e diagnóstico por imagem pela Santa Casa de Belo
Horizonte

• Dr. Valmir de Almeida Franco


valmirfranco71@gmail.com
Médico com Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
46
INTRODUÇÃO
Equipe médica da Ultrassonografia em Medicina Interna

• Dra. Christiane Pires Marota


chrismarota@hotmail.com
Médica, com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital das
Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Hospital Universitário De Rouen –
França

• Dr. Diego Corrêa de Andrade


diegocorreaandrade@gmail.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.

• Dra. Gabriela Paiva Martins


gpaivamartins@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Geraldo Magela Ribeiro


crindiuba@bol.com.br
Médico com Especialização em Cirurgia geral, Radiologia e Diagnóstico por
Imagem pelo CBR/AMB.

• Dra. Gláucia Mara Dias Câmara


gmdc@uai.com.br
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Felício Rocho.
Especialização em Ressonância Magnética, Tomografia, Mamografia e Ultrassonografia.

• Dra. Fabiana Paiva Martins


Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagens no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Mestre e Doutoranda em Ciência Aplicadas à Saúde do Adulto pela Faculdade de
Medicina da UFMG.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Professora Assistente do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de
Medicina da UFMG.

• Dr. Gustavo Cambraia Garcia


Médico com residência em Radiologia e diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.

• Dr. Henrique de Carvalho


hcarvalhoh@gmail.com
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.

47
Manual de Exames de Imagem

Áreas de atuação atuais: Raios-X, Mamografia, Ultrassonografia, Tomografia


Computadorizada.

• Dra. Isabella Mourão Soares


belmourao@gmail.com
Médica com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Santa Casa de Belo Horizonte.
R4 - MedImagem - Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem - Universidade Louis Pasteur -
Strasbourg – França.

• Dra. Ivie Braga de Paula


Iviepaula@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Universidade Louis Pasteur –
Strasbourg – França.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Mestre em Medicina Tropical e Infectologia pela UFMG.

• Dra Janselle B. de Paula Pereira


Graduada pela Faculdade de Medicina da USF.
Residência Médica em Radiologia e diagnóstico por Imagem.
Especialização em Neurorradiologia.
Título de especialista em radiologia e diagnóstico por imagem pelo Colégio
Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Jesiana Ferreira Pedrosa


Médica, com Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no
Hospital das Clínicas da UFMG no período de 2007 a 2010.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia desde 2010.
Professora concursada da Faculdade de Medicina da UFMG desde 2010.
Professora concursada da Faculdade de Medicina da UFMG desde 2010.

• Dra. Jovita Lane Soares Santos Zanini


Médica, com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem- Hospital das
Clínicas da UFMG.
Mestre em Ciências - Área de Concentração: Saúde da Criança e do Adolescente
pela Faculdade de Medicina da UFMG.
Professora do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de Medicina da
UFMG.

• Dra. Júnia de Vasconcelos Bello


juvbello@gmail.com
Médica com Residência em Radiologia pelo Hospital Felício Rocho.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Leonardo Campos de Queiroz


leocqueiroz@gmail.com
Médico radiologista com residência médica no Hospital das Clinicas da UFMG

48
INTRODUÇÃO
Mestre em medicina, na área de doenças infecciosas e parasitárias na Faculdade de
Medicina da UFMG.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Leonardo José Ferreira Porto


leojfporto@hotmail.com
Médico pela UFMG com Residência em Radiologia no Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Letícia Cruz Gomes de Souza


Médica, com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
das Clínicas da UFMG.
Atuação em Ultrassonografia e Radiologia pediátrica desde 2007.
Membro da equipe de ultrassonografia pediátrica da Dra. Maria Tereza Freire
Filgueiras desde 2009.

• Dra. Luciana Coutinho Malta


lucianam73@yahoo.com.br
Médica com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte e na CDPI do Rio de Janeiro.

• Dra. Luciana de Araújo Assis


ludearaujoassis@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico no
Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Ludmila Maria Oliveira Fernandes


ludmilafernandes@bol.com.br
Médico pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no
Hospital Madre Teresa.

• Dr. Luiz Paulo Andrioli Gomes


popomed@hotmail.com
Médico pela UFJF com Residência em Radiologia no Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Marcela Gonçalves Teixeira da Costa


goncalves_marcela@yahoo.com.br
Médica com Residência Médica e Especialização em Imagem pelo Hospital
Mater Dei.

• Dr. Marco Lazzeri Paiva Ferreira


lazzeri@gmail.com
Médico com especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
Hospital Madre Teresa.
International Fellowship em Radiologia Músculo-esquelética - Massachusets
General Hospital (Boston - EUA).
Coordenador do departamento de Radiologia e Diagnóstico por Imagem do
Hospital Luxemburgo.

49
Manual de Exames de Imagem

• Dra. Maria Tereza Filgueiras


Médica Ultrassonografista especialista pelo Colegio Brasileiro de Radiologia.
Trabalha exclusivamente e com Ultrassonografia Pediatrica há mais de 20 anos.
Mestre em Medicina pela UFMG, área de concentração Pediatria.
Médica Preceptora de Ultrassonografia Pediátrica na Residência em Diagnostico por
Imagem do Hospital das Clinicas da UFMG.
Desenvolveu a tecnica da Ultrassonografia Dinâmica das Vias Urinárias para
diagnosticar as disfunções miccionais.

• Dr. Mário Henrique Giordano Fontes


mhgiordano@yahoo.com.br
Médico pela UFMG com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Myriam Eugênia Ramos Ricoy


myriam_ricoy@hotmail.com
Médica com Especialização em Radiologia – Imaginologia pela CBR /AMBE e pelo CRM.

• Dra. Patrícia Cristina Silva L. Fernandes


fernandes.path@hotmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e em Radiologia e Diagnóstico por Imagem
no Hospital das Clínicas da UFMG.
Médica radiologista do Instituto Hermes Pardini e do Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Paula Figueiredo Rocha


rochapf@hotmail.com
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem - IPSEMG; em
programa credenciado pelo MEC e CBR.
Extensão em Ressonância Magnética na CEDIRP - Ribeirão Preto/SP.

• Dr. Pedro Paulo Nunes Pereira


pedropaulonp@gmail.com
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Internat d’Imagerie Médicale – Centre Hospitalier Universitaire de Rouen – França.
Especialização em Ressonância Magnética no Hospital Madre Teresa.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Raquel Oliveira Laureano Lopes


raqgivana@hotmail.com
Graduação em Medicina pela UFMG.
Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no IPSEMG.

• Dra. Raquel Sadala Mendes


raquelsadala@oi.com.br
Médica com Residência em Gastroenterologia pelo Hospital Governador Israel
Pinheiro de Minas Gerais.
Especialista em Medicina Interna e Ultrassonografia Intervencionista.

50
INTRODUÇÃO
• Dr. Raul Scher Júnior
raulscherjr@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Felício Rocho - BH/MG.
Pós-graduação em Radiologia (R4) pelo Hospital Madre Teresa.

• Dra. Renata Lana Arze


renataarze@hotmail.com
Médica com Residência em Radiologia pelo Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dra. Renata Resende de Sousa


renataresendebh@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Felício Rocho - BH/MG.
Especialização em Ressonância Magnética Hospital Mater Dei- BH/MG.

• Dr. Rogério Teles de Melo


rogeriotmelo@yahoo.com.br
Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital
Mater Dei.
Especialização em Ressonância Magnética no DAPI/Curitiba-PR.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Silvana Costa Ferreira


shil@oi.com.br
Médica com Especialização em Clínica Médica e Ultrassonografia Geral.
Título de Ultrassonografia Geral pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dra. Solange Paulino de Oliveira


spaulinodeoliveira@yahoo.com.br
Médica com Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

• Dr . Thiago Nogueira Lemos


Medico Radiologista
Graduado em medicina pela UFMG
Residência médica no HGIP-IPSEMG
Titular em radiologia e diagnostico por imagem pelo CBR.

• Dr. Uilton Teotônio Nunes


uiltontnunes@gmail.com
Graduação em Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Especialização em Radiologia e diagnóstico por imagem pela Santa Casa de Belo
Horizonte

• Dr. Valmir de Almeida Franco


valmirfranco71@gmail.com
Médico com Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

51
Manual de Exames de Imagem

• Dr. Vitor Mendonça de Assis


ludearaujoassis@gmail.com
Médico com Residência em Clínica Médica e Radiologia e Diagnóstico por Imagem
pelo Hospital das Clínicas da UFMG.

Equipe médica da Ultrassonografia em Ginecologia e


Obstetrícia

• Dra. Eliana dos Santos Valle


Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia

• Dra. Fabiana Paiva Martins


Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagens no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Mestre e Doutoranda em Ciência Aplicadas à Saúde do Adulto pela Faculdade de
Medicina da UFMG.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Professora Assistente do Departamento de Anatomia e Imagem da Faculdade de
Medicina da UFMG.

• Dra. Gabriela Paiva Martins


Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem- Hospital das
Clínicas da UFMG.
Título de especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

• Dr. Gustavo Cambraia Garcia


Médico com residência em Radiologia e diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.

• Dra. Paula Figueiredo Rocha


Médica pela FCMMG com residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo
IPSEMG.
Fellowship em Imagem da Mama no Brigham and Women’s Hospital, Harvard
Medical School (EUA).
Fellowship em Radiologia Pediátrica e em Imagem do Abdome no Massachusetts
General Hospital, Harvard Medical School (EUA).

• Dr. Renato Franco Ciodaro


renatociodaro@yahoo.com.br
Médico com Residência em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital Santa Casa de
Misericórdia de Belo Horizonte/ Faculdade de Ciências Médicas.
Professor assistente da cadeira de Obstetrícia da FCMMG.
Especialização em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO e CRMMG, com área de
atuação em Ultrassonografia em GO.
Ex-presidente da SOGIMIG (Associação de Ginecologistas e Obstetras de MG).
Vários títulos e participações em eventos da especialidade e em diversos trabalhos
e capítulos de livros publicados.
52
INTRODUÇÃO
Assistente efetivo do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte e do
Hospital Felício Rocho - BH/MG.
Agraciado com a Medalha de Honra à Etica em 2011 pelo Conselho Regional de
Medicina de MG.

• Dra. Silvana Costa Ferreira


shil@oi.com.br
Médica com Especialização em Clínica Médica e Ultrassonografia Geral.
Título de Ultrassonografia Geral pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.

Equipe médica da Ultrassonografia Cardiológica

• Dra. Adriana Viana Thomaz


avtcardiol@hotmail.com
Médica com Residência em Cardiologia e Ecocardiografia pelo Biocor Instituto
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC.
Research Fellow no Hospital For Sick Children em Toronto, Canadá.

• Dr. Alberto Henrique Azeredo Coutinho


ah.coutinho@terra.com.br
Médico com Especialização em Clínica Médica, Terapia Intensiva, Cardiologia e
Ecocardiografia.
Títulos de Clínica Médica, Terapia Intensiva, Cardiologia, Ecocardiografia.

• Dra. Ana Elisa Crepaldi


Médico com Residência em Clínica Médica e Cardiologia no Hospital Madre Tereza.
Especialização em Eco cardiograma e Eco vascular no Instituto Hermes Pardini.
Título em Cardiologia pelo Departamento de Imagem Cardiovascular - SBC

• Dr. André Ricardo Vale Rodrigues


Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Graduado em Medicina pela UFMG.
Residência em Clinica Médica HC-UFMG.
Residência em Cardiologia HC-UFMG.
Médico Intensivista Hospital Vila da Serra.

• Cristiane Nunes Martins


Médica, com Residência em cardiologia, cardiologia pediátrica e ecocardiografia.
Especialização em Ecocardiografia fetal no Children’s Hospital Boston, nos Estados
Unidos.
Título de cardiologia pela sociedade brasileira de cardiologia.

• Dr. Daniel Álvares Carvalho


alvarescarvalho@yahoo.com.br
Médico com Residência em Clínica Médica pelo Hospital Marcio Cunha de Ipatinga/MG.
Residência em Cardiologia pela Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte.
Residência em Ecocardiografia pelo Eco Center do Hospital Socor de Belo
Horizonte.
Titulo de Especialista em Cardiologia no Congresso Brasileiro de Cardiologia nº 66
– Porto Alegre.

53
Manual de Exames de Imagem

• Dra Denise Ulhoa Dani


CRM- MG 23585
ddani.bhz@terra.com .br
Graduação em Medicina.Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas
Gerais.
Residência na Área de Clínica Médica da Fundação Hospitalar do Estado de Minas
Gerais (FHEMIG), credenciada pelo Conselho Nacional de Residência Médica do
Ministério da Educação (CNRM/MEC).
Residência na Área de Cardiologia, Hospital Vera Cruz, credenciada pelo Conselho
Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação (CNR/MEC).
Especialização em Doppler ecocardiografia bidimensional a cores de um ano de
duração , ministrado no Ecocenter (Hospitais Vera Cruz e Socor ) sob coordenação da
Dra. Márcia de Melo Barbosa.
Título de Especialista em Medicina Intensiva, obtido por concurso promovido pela
Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 22/10/95
Título de Especialista em Cardiologia obtido por concurso promovido pela Sociedade
Brasileira de Cardiologia em 20/09/2002.
Título de Especialista em EcoDopplercardiografia obtido por concurso promovido
pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - Departamento de Ecocardiografia em
29/04/2004.

• Dr. Diego Feitosa Pimentel


drdiego2@hotmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica pelo Hospital IPSEMG e em Cardiologia
pela Santa Casa de Belo Horizonte.
Especialização em Ecocardiografia pela Santa Casa de Belo Horizonte.

• Dr. Geraldo Magela Alvarenga Júnior


geraldo.alvarenga@hotmail.com
Médico com Residência em Clínica Médica no Hospital Santa Casa de Misericórdia
do Rio de Janeiro e em Cardiologia no Hospital Vera Cruz - BH/MG.
Especialização em Ecocardiografia pelo Instituto Hermes Pardini.
Título de Cardiologista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Título de Ecocardiografista pela Sociedade Brasileira de Ecocardiografia.

• Dra. Magalene de Fátima Ramos Rabelo


CRM18478
Graduada em Medicina pela Universidade Estadual de Montes Claros.
Título de especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela Sociedade Brasileira de
Cardiologia.

• Dra. Maria Helena Albernaz Siqueira


Mhelenaa1565@yahoo.com.br
Médica com Residência em Cardiologia no Hospital Beneficência Portuguesa -
São Paulo/SP e em Ecocardiografia no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia -
São Paulo/SP.
Especialização em Doppler Vascular pelo Instituto do Coração do Hospital das
Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – INCOR/SP.
Especialização em Ressonância e Tomografia Cardíaca – Instituto do Coração do
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo –
INCOR/SP.

54
INTRODUÇÃO
• Dra. Marisa de Araújo Marra
marisamarra@yahoo.com.br
Médica com Residência em Clínica Médica com Ênfase em Cardiologia no
Hospital das Clínicas da UFMG.
Especialização em Cardiologia pela SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia).
Especialização em Ecocardiografia pela SBC/AMB.
Fellow em Ecocardiografia – Mayo Clinic Foundation and Medical School –
Rochester, MN – USA.

• Dra. Marta Heloisa Gomes Negri


martagnegri@gmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia
de São Paulo.
Residência em Cardiologia pela Escola Paulista de Medicina.
Residência em Ecocardiografia pela Universidade de São Paulo.
Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Especialista em Ecocardiografia pelo Departamento de Imagem Cardiovascular
da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

• Dra. Nicolle Láuar Pimenta


nicollepimenta@yahoo.com.br
Graduação em medicina na Universidade Severino Sombra - RJ
Residência em Clínica Médica – FHEMIG
Residência em Cardiologia – Hospital Felício Rocho
Título em Especialista em Cardiologia - 2013
Especialização em Ecocardiografia – ECOCENTER (Hospital Socor)

• Dra. Paula Figueiredo Rocha


Médica pela FCMMG com residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem
pelo IPSEMG.
Fellowship em Imagem da Mama no Brigham and Women’s Hospital, Harvard
Medical School (EUA).
Fellowship em Radiologia Pediátrica e em Imagem do Abdome no Massachusetts
General Hospital, Harvard Medical School (EUA).

• Dr. Wander Costa Santos


wanderfcm@globo.com
Médico com Especialização em Clínica Médica, Cardiologia e Ecocardiografia.

Equipe médica da Ultrassonografia Vascular

• Dra. Ana Elisa Crepaldi


anacrepa@hotmail.com
Médica com Residência em Clínica Médica e Cardiologia no Hospital Madre Teresa.
Especialização em Ecocardiograma e Ecovascular no Instituto Hermes Pardini.
Título em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Título em Ecocardiografia pelo departamento de Imagem Cardiovascular – SBC.

55
Manual de Exames de Imagem

• Dra. Betânia Almeida Nadalin Leal


betania@hc.ufmg.br
Médica com Residência em Cirurgia Geral no Hospital da Polícia Militar de Minas
Gerais.
Residência em Cirurgia Vascular com formação em Ecografia Vascular no Hospital
das Clínicas da UFMG.

• Dr. Benjamin Sacchetto Moss


benjamoss@yahoo.com.br
Médico com Especialização em Angiologia e Cirurgia Vascular.

• Dra Denise Ulhoa Dani


CRM- MG 23585
ddani.bhz@terra.com .br
Curso de Graduação em Medicina.Faculdade de Medicina da Universidade Federal de
Minas Gerais.
Curso de Pós-Graduação: Residência na Área de Clínica Médica da Fundação
Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG), credenciada pelo Conselho Nacional
de Residência Médica do Ministério da Educação (CNRM/MEC).
Curso de Pós-Graduação: Residência na Área de Cardiologia, Hospital Vera Cruz,
credenciada pelo Conselho Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação
(CNR/MEC).
Curso de Especialização em Doppler ecocardiografia bidimensional a cores de
um ano de duração , ministrado no Ecocenter (Hospitais Vera Cruz e Socor ) sob
coordenação da Dra. Márcia de Melo Barbosa.
Curso de color Dopplerecografia Vascular - de oito semanas de duração - em
setembro - outubro de 1996 ministrado no Angiolab - Laboratório Vascular Não-
Invasivo da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba-Paraná, através da Pontifícia
Universidade Católica; sob coordenação do Prof. Dr. Carlos Alberto Engelhorn.
Título de Especialista em Medicina Intensiva, obtido por concurso promovido pela
Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 22/10/95
Título de Especialista em Cardiologia obtido por concurso promovido pela Sociedade
Brasileira de Cardiologia em 20/09/2002.
Título de Especialista em EcoDopplercardiografia obtido por concurso promovido
pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - Departamento de Ecocardiografia em
29/04/2004.

• Dr. Fabrício Neto Ladeira


fabriciovascular@gmail.com
Médico com Residência e especialização em Cirurgia Geral pelo Hospital Universitário
São José.
Residência e especialização em Cirurgia Vascular pelo Hospital Odilon Behrens.
Título de especialização pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.
Curso de Ecografia Vascular do Hospital das Clínicas/UFMG.

• Dr. Guilherme Jonas da Silva Ribeiro


guilherme.jonas@ig.com.br
Médico com Residência em Cirurgia Geral pelo Hospital Vera Cruz de Belo Horizonte e
Residência em Angiologia e Cirurgia Vascular pela Santa Casa de Misericórdia de Belo
Horizonte.
Especialista em Ecocardiografia Vascular pela Santa Casa de Misericórdia de Belo

56
INTRODUÇÃO
Horizonte- IMEDE.
Especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular- SBACV
Preceptor do Departamento de Angiologia e Cirurgia Vascular - Hospital Vera Cruz
- Life Center

• Dra. Isabel Figueiredo de Magalhães


ifigueiredo99@hotmail.com
Médica com Residência em Cirurgia Geral e em Cirurgia Vascular no Hospital
Municipal Odilon Behrens - BH/MG.
Pós-Graduação em Cirurgia Endovascular – Hospital das Clínicas/UFMG.

• Dra. Juliana Santana Fernandes


julianasfernandes@gmail.com
Médica com Residência em Cirurgia Geral no Hospital das Clínicas da UFMG e em
Cirurgia Vascular no Hospital Municipal Odilon Behrens/BH-MG.

• Dr. Juliano de Oliveira B. Guedes


julianoguedes@hotmail.com
Médico pela UFMG com Residência em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular no
Hospital Municipal Odilon Behrens - BH/MG.
Treinamento em Ecografia Vascular no Hospital Municipal Odilon Behrens - BH/MG.
Treinamento em Cirurgia Endovascular no Hospital das Clínicas da UFMG.

• Dr. Lúcio Estéphano Salles Costa


lukestephano@yahoo.com.br
Médico com Residência em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular/ Angiologia pela
Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte.

• Marcelo Brito
Br.mbrito@gmail.com
Graduado pela Faculdade de Medicina da UFBA
Residência em cardiologia pela UFBA
Titulo de especialista em cardiologia pela SBC
Estagio em Ecocardiografia pelo hospital SOCOR /BH
Estagio em TC e RM cardiovascular pelo INCOR FMUSP
Estagio em UTI pelo INCOR FMUSP

• Dra. Márcia de Oliveira Silva


marciaosm@hotmail.com
Médica pela FCMMG com Residência em Cirurgia Cardiovascular no Hospital das
Clínicas da UFMG.
Especialização em Angiologia pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia
Vascular.

• Dr. Pablo Massard Monteiro


pablo_massard@yahoo.com
Médico com Residência em Cardiologia no Hospital Vera Cruz - BH/MG.
Especialização em Ecocardiografia – Instituto Hermes Pardini - BH/MG.
Especialização em Ecografia Vascular – Instituto Hermes Pardini - BH/MG.

57
Manual de Exames de Imagem

• Dra. Valéria Adriana Andrade Brum Bicalho


valeria.brum@hotmail.com
Médica com especialização em Cardiologia no Hospital Socor.
Especialização em Cardiologia.
Especialização em Ecocardiografia Cardíaca e Ecodopplervascular no Hospital Socor
e no Vera Cruz.
Especialização em Ecocardiografia.

Equipe médica de Ultrassonografia Intervencionista

• Dr. Geraldo Magela Ribeiro


crindiuba@bol.com.br
Médico com Especialização em Cirurgia geral, Radiologia e Diagnóstico por
Imagem pelo CBR/AMB.

• Dra. Ivie Braga de Paula


Iviepaula@yahoo.com.br
Médica com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital das
Clínicas da UFMG.
AFSA em Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Universidade Louis Pasteur -
Strasbourg – França.
Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.
Mestre em Medicina Tropical e Infectologia pela UFMG.

• Dra. Raquel Sadala Mendes


raquelsadala@oi.com.br
Médica com Residência em Gastroenterologia pelo Hospital Governador Israel
Pinheiro de Minas Gerais.
Especialista em Medicina Interna e Ultrassonografia Intervencionista.

• Dr. Valmir de Almeida Franco


valmirfranco71@gmail.com
Médico com Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.

Equipe médica de Exames Raiológicos Contrastados

• Dr. Cláudio Bedun


Médico com Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Hospital
Ipseng. Especialista em Radio diagnóstico, exames contrastados e Tomografia.

58
59
INTRODUÇÃO
CARDIOVASCULAR
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE ECOCARDIOGRAMA
Ecocardiograma Bidimensional com Doppler
de Fluxo Colorido
Código Tabela TUSS: 40901106

Como pode ser solicitado:

• Ecocardiograma Bidimensional com Doppler contínuo e pulsado.


• Ecocardiograma Pulsado e Contínuo.
• Ecocardiograma com Doppler Pulsado e Contínuo
• Ecocardiograma com mapeamento de fluxo colorido.
• Ecocardiograma com mapeamento de fluxo em cores.
• Ecodopplercardiograma.
• Ecocardiografia (com as variações acima descritas).
• Ecocardiograma transtorácico (com as variações acima descritas).

Principais indicações:

• Avaliação funcional sistólica do ventrículo esquerdo e direito.


• Avaliação da função diastólica.
• Avaliação hemodinâmica do ventrículo esquerdo e direito.
• Avaliação das doenças orovalvares.
• Avaliação das doenças do pericárdio.
• Avaliação das cardiomiopatias.
• Avaliação da doença isquêmica do coração.
• Avaliação da hipertensão arterial sistêmica.
• Avaliação da hipertensão arterial pulmonar.
• Avaliação do paciente pós-acidente vascular encefálico.
• Avaliação das doenças da aorta.
• Avaliação das doenças sistêmicas.
• Avaliação das cardiopatias congênitas.
• Avaliação para terapia de ressincronização ventricular.
• Avaliação das arritmias cardíacas.
• Avaliação do coração do atleta.
• Avaliação de fonte emboligênica.

Observações: atualmente, a modalidade de Doppler em cores

62
CARDIOVASCULAR
(colorido) é realizada em todo exame ecocardiográfico.

Ecocardiograma sob Estresse com Dobutamina


Código Tabela TUSS: 40901076

Como pode ser solicitado:

• Ecocardiograma de estresse farmacológico.


• Ecocardiograma com dobutamina.
• Ecocardiograma de estresse pela dobutamina-atropina
• Ecocardiografia (com as variações acima descritas).

Principais indicações:

• Avaliação de isquemia miocárdica em pacientes que não podem


realizar exercício físico, pacientes com bloqueio de ramo esquerdo
no eletrocardiograma ou em uso de drogas que possam alterar o
resultado do Teste Ergométrico.
• Avaliação de isquemia miocárdica em pacientes sintomáticos,
quando o Teste Ergométrico padrão não é diagnóstico.
• Pesquisa de isquemia miocárdica em pacientes com quadro clínico
não sugestivo de insuficiência coronariana e Teste Ergométrico
positivo ou duvidoso.
• Avaliação do significado funcional de lesões coronarianas
conhecidas (extensão da isquemia).
• Estratificação de risco após infarto agudo do miocárdio não
complicado.
• Estratificação de risco em pré-operatório de cirurgia não cardíaca.
• Detecção de viabilidade miocárdica.
• Avaliação complementar de estenoses valvares em paciente com
disfunção sistólica do ventrículo esquerdo.

Observações – não realizado em:

• Pacientes em período após infarto agudo do miocárdio recente e


complicado.
• Estenose valvar grave.
• Instabilidade hemodinâmica ou clínica (angina instável,
cardiomiopatia descompensada, endocardite/miocardite agudas).
63
Manual de Exames por Imagem

• Gravidez.
• Dissecção de aorta.
• Hipertensão arterial descontrolada.
• Arritmia atrial descontrolada ou ventricular instável.
• Glaucoma de ângulo fechado.

Ecocardiograma Transesofágico
Código Tabela TUSS: 40901092

Como pode ser solicitado:

• Ecocardiograma transesofágico.
• Ecocardiografia transesofágica.

Principais indicações:

• Avaliação após um Ecocardiograma transtorácico não diagnóstico.


• Pesquisa de fonte emboligênica.
• Avaliação de endocardite infecciosa.
• Avaliação de valvas nativas.
• Avaliação de prótese valvares.
• Avaliação de doenças da aorta.
• Avaliação de anormalidades do septo interatrial.
• Avaliação de massas e tumores.
• Avaliação de cardiopatias congênitas.
• Monitorização intraoperatória.
• Monitorização durante procedimentos intervencionistas.

Observações – não realizado em:

• Estenose de esôfago por tumor ou estreitamento.


• Sangramento digestivo alto.
• Cirurgias recentes do trato digestivo alto.
• Divertículo de esôfago.
• Varizes de esôfago.
• Artrite cervical grave.
• Deslocamento da articulação atlantoaxial.

Este exame sempre deve ser precedido do Ecocardiograma transtorácico,


64
CARDIOVASCULAR
salvo os casos onde as janelas acústicas habitualmente utilizadas não
forem adequadas ou impossibilitadas de serem avaliadas; ambos os
exames devem estar explicitamente solicitados no pedido médico.

EXAMES DE MEDICINA NUCLEAR


Angiografia Radioisotópica
Código Tabela TUSS: 40701018

Como pode ser solicitado:

• Estudo de primeira passagem.


• Angiografia radioisotópica.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Disfunção miocárdica.
• Infarto agudo do miocárdio.
• Estudo da toxicidade cardíaca por quimioterápicos.
• Cálculo da fração de injeção do ventrículo esquerdo.
• Tempo de final de diástole.
• Tempo de final de sístole.

Cintilografia Sincronizada das Câmaras Cardíacas


Código Tabela TUSS: 40701085

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia de câmaras cardíacas com hemácias marcadas.


• Cintilografia sincronizada das câmaras cardíacas.
• MUGA.

65
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Cálculo da fração de ejeção.


• Movimentação parietal (contratilidade/espessamento).
• Disfunção miocárdica/doença arterial coronariana.
• Infarto agudo do miocárdio.
• Estudo da toxicidade cardíaca por quimioterápicos.
• Cálculo da fração de injeção do ventrículo esquerdo.
• Tempo de final de diástole.
• Tempo de final de sístole.

Cintilografia Perfusional do Miocárdio


(repouso/estresse)
Código Tabela TUSS: 40701131 (Estresse Farmacológico) 40701140 (Estresse Físico) 40701069 (Repouso)

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia perfusional do miocárdio (repouso/estresse).


• Cintilografia miocárdica com MIBI/Sestamibi.
• Cintilografia miocárdica com isonitrila.
• Cintilografia do miocárdico com Gated Spect.
• Cintilografia miocárdica estresse farmacológico/repouso.
• Cintilografia miocárdica com dipiridamol/repouso.
• Cintilografia miocárdica dobutamina/repouso.
• Cintilografia miocárdica estresse físico/repouso.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Avaliação das coronariopatias de risco intermediário.


• Avaliação pós-angioplastia.
• Avaliação pós-revascularização miocárdica.

66
CARDIOVASCULAR
• Avaliação clínica terapêutica.
• Cálculo da fração de ejeção em estresse físico ou farmacológico.

Flebografia Radioisotópica
Código Tabela TUSS: 40701093

Como pode ser solicitado:

• Flebografia radioisotópica.
• Venografia radioisotópica.

Regiões estudadas:

• Membros inferiores.
• Pulmões.

Principais indicações:

• Pesquisa de shunt pulmonar.


• Pesquisa de trombose venosa profunda.

Cintilografia Miocárdica com Pirofosfato


Código Tabela TUSS: 40701050

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia miocárdica com pirofosfato.


• Cintilografia para pesquisa de necrose miocárdica com PIRO.
• Cintilografia para pesquisa de infarto agudo do miocárdio.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Pesquisa de necrose miocárdica pós infarto.

67
Manual de Exames por Imagem

Cintilografia para Pesquisa de Viabilidade Miocárdica


Código Tabela TUSS: 40701034

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de viabilidade miocárdica.


• Cintilografia com tálio para viabilidade miocárdica.
• Cintilografia miocárdica com Tálio-201.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Pesquisa de viabilidade miocárdica.

Cintilografia Miocárdica com Gálio-67


Código Tabela TUSS: 40708020

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia miocárdica com Gálio-67.


• Cintilografia cardíaca com Gálio-67.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Miocardite.

68
CARDIOVASCULAR
EXAMES DE MÉTODOS GRÁFICOS
Teste Ergométrico

Código Tabela TUSS: 40101037

Como pode ser solicitado:

• Teste Ergométrico computadorizado.


• Teste Ergométrico.
• ECG de esforço.
• Ergometria.
• Eletrocardiograma de esforço.

Indicações:

• Avaliação da curva de pressão arterial.


• Avaliação de dor torácica.
• Avaliação de capacidade funcional em pacientes coronariopatas e
valvulopatas para programar atividade física.
• Em alguns pré-operatórios de cirurgias não cardíacas.
• Pós-operatórios de CRVM ou angioplastias (acompanhamento).
• Avaliação de arritmia cardíaca sob esforço.
• Avaliação terapêutica para HAS, coronariopatia e arritmias.
• Avaliação de síncopes e pré-sincopes.

MAPA
Código Tabela TUSS: 20102038

Como pode ser solicitado:

• MAPA ou monitorização ambulatorial da pressão arterial.

Indicações:

• Pesquisa de hipertensão arterial sistêmica (HAS).


• Avaliação terapêutica de HAS.
• Pesquisa da HAS de consultório ou do jaleco branco.

69
Manual de Exames por Imagem

ECG
Código Tabela TUSS: 40101010

Como pode ser solicitado:

• ECG.
• Eletrocardiograma basal de 12 derivações.
• Eletrocardiograma com laudo.
• Eletrocardiograma convencional.

Indicações:

• Pré-operatório.
• Dor torácica a esclarecer.
• Palpitações.
• Síncopes.

Holter
Código Tabela TUSS: 20102020

Como pode ser solicitado:

• Holter.
• Holter de 24 horas.
• ECG de 24 horas.

Indicações:

• Avaliação de palpitações.
• Avaliação terapêutica nas arritmias cardíacas.
• Síncopes.
• Avaliação de alterações ao ECG de repouso.
• Avaliação de marcapasso.
• Avaliação de bloqueio atrioventriculares.

70
CARDIOVASCULAR
Capilaroscopia Periungueal
Código Tabela TUSS: 41301382

Como pode ser solicitado:

• capilaroscopia perinugueal; capilaroscopia panorâmica periungueal.

Regiões estudadas:

• visualização direta de capilares da região periungueal dos dedos


das mãos.

Principais indicações:

• investigação do fenômeno de Raynaud , no reconhecimento


precoce e auxílio diagnóstico de doenças reumáticas autoimunes
como a Esclerose Sistêmica, a Dermatomiosite, a Doença Mista do
Tecido Conjuntivo e as doenças indiferenciadas do tecido conjuntivo.

Eletroencefalograma
Código Tabela TUSS: 40103170

Como pode ser solicitado:

• Eletroencefalograma em sono

• Eletroencefalograma com fotoestimulação

• Eletroencefalograma em vigília

• EEG digital não quantitativo (mapeamento cerebral)

Regiões estudadas:
• Cérebro

Principais indicações:
• Suspeita de alterações da atividade elétrica cerebral e dos ritmos
cerebrais fisiológicos.
• Epilepsia ou suspeita clínica dessa doença.

71
Manual de Exames por Imagem

• Perda da consciência
• Sonambulismo
• outras doenças neurológicas ( ex: infecciosas, degenerativas) e
psiquiátricas.

Videodeglutograma
Código Tabela TUSS: 40806022

Como pode ser solicitado:

• Videofluoroscopia da Deglutição.
• Raios-X/Exames contrastados com Sulfato de Bário.
• Deglutição.
• Disfagia.

Regiões estudadas:

• Faringe.
• Boca.
• Laringe.
• Traqueia.

Principais indicações:

• Pacientes com distúrbio da deglutição (dificuldade de engolir).

EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA


Ressonância Magnética do Coração – Morfológico e
Funcional + Perfusão + Estresse
Código Tabela TUSS: 41101146

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do coração: morfológico e funcional com


perfusão e estresse farmacológico.
• Ressonância Magnética do coração sob estresse.

72
CARDIOVASCULAR
• Ressonância Magnética do coração com estresse por dipiridamol.
• Ressonância Magnética do coração com realce tardio e estresse com
dipiridamol.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Pacientes com suspeita de isquemia miocárdica.


• Avaliação de viabilidade miocárdica.
• Avaliação de pacientes com suspeita de displasia arritmogênica do VD.
• Avaliação de pacientes portadores de miocardiopatias na forma
dilatada para diagnosticar a causa etiológica.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Ressonância Magnética do Coração – Morfológico e


Funcional + Perfusão + Viabilidade
Código Tabela TUSS: 41101154

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do coração: morfológico, funcional e perfusão.


• Ressonância Magnética do coração com realce tardio.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Avaliação de viabilidade miocárdica - prognóstico.


• Pacientes com dor torácica e suspeita de IAM em serviços de urgência.
• Avaliação de pacientes com suspeita de miocardite, Doença de
Chagas, displasia arritmogênica do ventrículo direito, amiloidose,
sarcoidose, endomiocardiofibrose, miocárdio não compactado e

73
Manual de Exames por Imagem

hemocromatose.
• Avaliação de pacientes portadores de hipertrofia ventricular para
detecção da presença de fibrose.
• Avaliação de pacientes portadores de miocardiopatias na forma
dilatada para diagnosticar a causa etiológica.
• Avaliação de pacientes portadores de cardiopatias congênitas
complexas.
• Avaliação de pacientes portadores de massas ou tumores cardíacos.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa

Ressonância Magnética de Coração


Morfológico e Funcional
Código Tabela TUSS: 41101138

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do coração: morfológico e funcional.

Regiões estudadas:

• Coração.

Principais indicações:

• Avaliação de pacientes com suspeita de hemocromatose.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) das Veias Pulmonares
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiorressonância Magnética das veias pulmonares.


• Angiografia por Ressonância Magnética das veias pulmonares.

74
CARDIOVASCULAR
Regiões estudadas:

• Veias pulmonares e átrio esquerdo.

Principais indicações:

• Avaliação da anatomia das veias pulmonares pré e pós-ablação por


radiofrequência da fibrilação atrial.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) Arterial da Pelve

Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética de artérias ilíacas.

Regiões estudadas:

• Artérias ilíacas comuns, internas e externas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) Venosa da Pelve
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética de veias ilíacas.

75
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Veias ilíacas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) do Abdome
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética do abdome superior.


• Angiografia por Ressonância Magnética de vasos mesentéricos.
• Angiografia por Ressonância Magnética de artérias renais.
• Angiografia por Ressonância Magnética de vasos hepáticos.

Regiões estudadas:

• Tronco celíaco, artéria mesentérica superior, artérias renais, veias


porta, esplênica e mesentérica superior, veia cava inferior, veias
hepáticas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

76
CARDIOVASCULAR
Angiografia por Ressonância Magnética
(Angiorressonância) da Aorta Abdominal
Código Tabela TUSS: 41101340

Como pode ser solicitado:

• Angiorressonância da aorta abdominal.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal e seus ramos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação


de próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) da Aorta Torácica
Código Tabela TUSS: 41101332

Como pode ser solicitado:

• Angiorressonância da aorta torácica.

Regiões estudadas:

• Aorta torácica e troncos supra-aórticos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação


de próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

77
Manual de Exames por Imagem

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) dos Membros Superiores
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética dos membros superiores. •


Angiorressonância dos MMSS.
• Angiografia dos membros superiores por Ressonância Magnética.

Regiões estudadas:

• Estudo vascular arterial e/ou venoso dos troncos supra-aórticos, do


braço, antebraço e mão (no pedido médico deve estar especificado se
arterial e/ou venoso).

Principais indicações:

• Doença arterial oclusiva.


• Planejamento cirúrgico da revascularização.
• Avaliação pré e pós-cirúrgica de implante de stents.
• Compressão de estruturas neurovasculares
• Síndrome do Desfiladeiro Torácico.
• Displasia fibromuscular.
• Dissecção.
• Aneurismas.
• Estenoses.
• Vasculites.
• Tromboses.
• Caracterização das malformações vasculares.
• Oclusões.
• Complicações vasculares pós-cirúrgicas ou traumáticas.
• Fístula arteriovenosa.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

78
CARDIOVASCULAR
Angiografia por Ressonância Magnética
(Angiorressonância) dos Membros Inferiores

Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética dos membros inferiores.


• AngioRM dos MMII.
• Angiografia dos membros inferiores por Ressonância Magnética.

Regiões estudadas:

• Estudo vascular arterial e/ou venoso da coxa, perna e pés (no


pedido médico deve estar especificado se arterial e/ou venoso).

Principais indicações:

• Doença arterial oclusiva.


• Estenoses.
• Aneurismas.
• Aprisionamento poplíteo.
• Dissecção.
• Vasculites.
• Tromboses.
• Fístula arteriovenosa.
• Oclusões.
• Displasia fibromuscular.
• Caracterização das malformações vasculares.
• Planejamento cirúrgico da revascularização.
• Avaliação pré e pós-cirúrgica de implante de stents.
• Complicações vasculares pós-cirúrgicas ou traumáticas.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

79
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA



Tomografia Computadorizada para Avaliação de Escore
de Cálcio Coronariano
Código Tabela TUSS: 41001087

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada para avaliação de escore de cálcio


coronariano.
• Escore de cálcio coronariano.
• Tomografia Computadorizada de tórax para escore de cálcio.
• Tomografia Computadorizada de coronárias para escore de cálcio.
• Escore de cálcio.
• Tomografia do coração para escore de cálcio.

Regiões estudadas:

• Artérias coronárias.

Principais indicações:

• Detecção de cálcio nas artérias coronárias com estratificação de risco


e prognóstico.
• Pessoas jovens assintomáticas com história familiar de doença arterial
coronariana (DAC) precoce.
• Pacientes assintomáticos de alto risco para DAC.

Angiotomografia Computadorizada Coronariana


Código Tabela TUSS: 41001230

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia coronariana.
• Angiotomografia de coronárias.
• Angiotomografia Computadorizada de coronárias.
• Angiotomografia Computadorizada de coronárias com contraste.
• Angiotomografia do tórax para estudo das artérias coronárias.

80
CARDIOVASCULAR
Principais indicações:

• Em pacientes sintomáticos com probabilidade pré-teste


intermediária de doença aterosclerótica coronariana significativa
e como alternativa aos métodos provocativos de pesquisa de
isquemia.
• Em pacientes sintomáticos, com probabilidade intermediária
de doença aterosclerótica coronariana significativa e com
resultados de métodos provocativos de isquemia inconclusivos ou
conflitantes.
• Em pacientes com suspeita de coronárias anômalas.
• Em pacientes revascularizados sintomáticos.
• Em pacientes com Doença de Kawasaki.

Regiões estudadas:

• Coração, artérias coronárias.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada de Veias Pulmonares


Código Tabela TUSS: 41001230

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia de veias pulmonares.

Principais indicações:

• Pré-ablação de FA (fibrilação atrial).


• Pós-ablação de FA.

Regiões estudadas:

• Veias pulmonares e átrio esquerdo.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

81
Manual de Exames por Imagem

Angiotomografia Computadorizada da Aorta Abdominal


Código Tabela TUSS: 41001184

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada da aorta abdominal.


• Angiotomografia da aorta abdominal.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal e seus ramos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação de


próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada da Aorta Torácica


Código Tabela TUSS: 41001176

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada da aorta torácica.

Regiões estudadas:

• Aorta torácica e troncos supra-aórticos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação de


próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

82
CARDIOVASCULAR
Angiotomografia Computadorizada do Abdome
Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada do abdome superior.


• Angiotomografia Computadorizada de vasos mesentéricos.
• Angiotomografia Computadorizada de artérias renais.
• Angiotomografia Computadorizada de vasos hepáticos.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal, tronco celíaco, artéria mesentérica superior,


artérias renais, veias porta, esplênica e mesentérica superior, veia
cava inferior, veias hepáticas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada da Pelve


Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada de artérias ilíacas.

Regiões estudadas:

• Artérias ilíacas comuns, internas e externas, veias ilíacas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.
83
Manual de Exames por Imagem

Angiotomografia Computadorizada dos


Membros Superiores
Código Tabela TUSS: 41001150

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada dos membros superiores.


• Angiotomografia Computadorizada dos MMSS.

Regiões estudadas:

• Estudo vascular arterial e venoso dos troncos supra-aórticos, do braço,


antebraço e mão (no pedido médico deve estar especificado se arterial
e/ou venoso).

Principais indicações:

• Doença arterial oclusiva.


• Estenoses.
• Aneurismas.
• Dissecção.
• Vasculites.
• Tromboses.
• Fístula arteriovenosa.
• Oclusões.
• Displasia fibromuscular.
• Caracterização das malformações vasculares.
• Planejamento cirúrgico da revascularização.
• Avaliação pré e pós-cirúrgica de implante de stents.
• Compressão de estruturas neurovasculares - Síndrome
do Desfiladeiro Torácico.
• Complicações vasculares pós-cirúrgicas ou traumáticas.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

84
CARDIOVASCULAR
Angiotomografia Computadorizada dos
Membros Inferiores
Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada dos membros inferiores.


• Angiotomografia Computadorizada dos MMII.

Regiões estudadas:

• Estudo vascular arterial e venoso da coxa, perna e pés (no pedido


médico deve estar especificado se arterial e/ou venoso).

Principais indicações:

• Doença arterial oclusiva.


• Estenoses.
• Aneurismas.
• Aprisionamento poplíteo.
• Dissecção.
• Vasculites.
• Tromboses.
• Fístula arteriovenosa.
• Oclusões.
• Displasia fibromuscular.
• Caracterização das malformações vasculares.
• Planejamento cirúrgico da revascularização.
• Avaliação pré e pós-cirúrgica de implante de stents.
• Complicações vasculares pós-cirúrgicas ou traumáticas.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

85
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE ULTRASSONOGRAFIA VASCULAR



Duplex Scan Color Venoso de Membros Inferiores
Código Tabela TUSS: 40901483

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido venoso de membros inferiores.

Regiões estudadas:

• Sistema venoso superficial (safena magna, parva e tributárias), veias


perfurantes e sistema venoso profundo (femoral comum, femoral,
poplítea, tibiais posteriores e fibulares).

Principais indicações:

• Realizado para pesquisa e/ou controle de trombose venosa superficial


e/ou profunda, mapeamento de varizes para pré e pós-operatório e
diagnóstico de malformações circulatórias.

Duplex Scan Color Arterial de Membros Inferiores


Código Tabela TUSS: 40901475

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido arterial de membros inferiores.

Regiões estudadas:

• Artérias femoral comum, femoral profunda, femoral superficial,


poplítea, tibais anterior e posterior e fibular.

Principais indicações:

• Realizado para avaliação de obstrução arterial (pré e pós-operatória) e


diagnóstico de malformações circulatórias.

86
CARDIOVASCULAR
Duplex Scan Color Venoso de Membros Superiores
Código Tabela TUSS: 40901467

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido venoso de membros


superiores.

Regiões estudadas:

• Sistema venoso superficial (cefálica, basílica e tributárias) e sistema


venoso profundo (subclávia, axilar, braquial, ulnares e radiais).

Principais indicações:

• Realizado para pesquisa e/ou controle de trombose venosa


superficial e/ou profunda, mapeamento de veias para confecção e/
ou avaliação de fístula artério-venosa e diagnóstico de malformações
circulatórias.

Duplex Scan Color Arterial de Membros Superiores


Código Tabela TUSS: 40901459

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido arterial de membros


superiores.

Regiões estudadas:

• Sistema venoso superficial (cefálica, basílica e tributárias) e sistema


venoso profundo.

Principais indicações:

• Realizado para avaliação da circulação arterial, mapeamento de


artérias para confecção e/ou avaliação de fístula artério-venosa e
diagnóstico de malformações circulatórias.

87
Manual de Exames por Imagem

Duplex Scan Color de Carótidas e Vertebrais


Código Tabela TUSS: 40901360

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color de carótidas e vertebrais ou Doppler colorido


arterial de vasos cervicais.

Regiões estudadas:

• Artérias carótida comum, carótida externa e carótida interna


(extracraniana) e vertebrais.

Principais indicações:

• Realizado para avaliação da circulação cerebral extracraniana


com finalidade de estabelecer estratificação de risco cardiovascular
através da medida do complexo médio-intimal, grau de obstruções e
diagnóstico de malformações circulatórias.

Duplex Scan Color de Jugular e Subclávia


Código Tabela TUSS: 40901378

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido venoso de vasos cervicais.

Regiões estudadas:

• Veia subclávia e jugular (externa e interna).

Principais indicações:

• Realizado para pesquisa e/ou controle de trombose venosa superficial


e/ou profunda, guiar punção venosa.

88
CARDIOVASCULAR
Duplex Scan Color de Aorta Abdominal e Artérias Ilíacas
Código Tabela TUSS: 40901408

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido de aorta abdominal e ilíacas.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal e ilíacas (comum, externa e interna).

Principais indicações:

• Realizado para avaliação da aorta abdominal e seus ramos,


vigilância pós procedimentos cirúrgicos e diagnóstico de
malformações circulatórias.

Duplex Scan Color de Aorta Abdominal e Artérias Renais


Código Tabela TUSS: 40901394

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido de aorta abdominal e artérias


renais.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal e artéria renais.

Principais indicações:

• Realizado para pesquisa de hipertensão arterial secundária, pós


intervenção endovascular, controle pós transplante renal, avaliação
de insuficiência renal ou outra causa de alteração da circulação do
parênquima renal.

89
Manual de Exames por Imagem

Duplex Scan Color Venoso Cavo-Ilíaco


Código Tabela TUSS: 40901432

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido de veias cava inferior e ilíacas.

Regiões estudadas:

• Veia cava inferior e veias ilíacas (comum, interna e externa).

Principais indicações:

• Realizado para pesquisa de trombose venosa abdominal e


diagnóstico de malformações circulatórias.

Duplex Scan Color Venoso para Pesquisa de


Varizes Pélvicas
Código Tabela TUSS: 40901386 + 40901300 (O.S. Transvaginal)

Como pode ser solicitado:

• Duplex Scan color ou Doppler colorido de veias da pelve por via


endovaginal para pesquisa de varizes pélvicas.

Regiões estudadas:

• Avaliação de varizes pélvicas (dilatação de veias anexiais).

Principais indicações:

• Realizado para investigação e diagnóstico de doença venosa pélvica


como observado na síndrome de compressão pélvica crônica.

Índice Tornozelo Braquial - ITB


Código Tabela TUSS: 41501101

Como pode ser solicitado:

• Itb

90
CARDIOVASCULAR
• Indice tornozelo-braquial

• Indice tb

Regiões estudadas:

• Avaliação da pressão arterial nos membros superiores e inferiores

• Indicações:

• Detecção de doença arterial periférica;

• Pacientes acima de 65 anos;

• Diabéticos;

• Tabagistas e ex-tabagistas com carga acima de 10;

• Historia de aterosclerose em territórios cerebral, carotídeo ou

coronário;

• Historia familiar de aterosclerose precoce, relato de claudicação


intermitente;

• Obesidade;

• Hipertensão arterial sistêmica;

• Dislipidemia;

• Hiper-homocisteinemia;

• Elevação de PCR-ultrasensivel;

• História de aneurisma de aorta

91
Manual de Exames por Imagem

Bibliografia:

1) Carlos A. Engelhorn, Fanilda S. Barros, Domingos de M. Filho, Nostradamus


A. Coelho. Guia Prático de Ultra-sonografia Vascular. 2ª Edição. DiLivros 2010.

2) ACC/AHA/ASNC guidelines for the clínical use of cardiac radionuclide


imaging: executive summary—a report of the American College of
Cardiology/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines
(ACC/AHA/ASNC Committee to Revise the 1995 Guidelines for the Clínical Use
of Cardiac Radionuclide Imaging). J Am Coll Cardiol. 2003; 42:1318–1333.

3) Imaging guidelines for nuclear cardiology procedures. J Nucl Cardiol.


2006;13:e21–e171.

92
93
CARDIOVASCULAR
IMAGEM
DA MULHER
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE DENSITOMETRIA
Densitometria Óssea
Código Tabela TUSS: 40808122

Como pode ser solicitado:

• Densitometria óssea.

Regiões estudadas (preconizado pela OMS):

• Coluna lombar (L1-L4).


• Fêmur proximal (colo e fêmur total).
• Antebraço não-dominante (rádio 33%).

Principais indicações:

• Mulheres com idade igual ou maior que 65 anos.


• Homens com idade igual ou superior a 70 anos.
• Mulheres acima de 40 anos, na transição menopausal e homens acima
de 50 anos com fatores de risco.
• Adultos com antecedentes de fratura por fragilidade, condição clínica
ou em uso de terapia associada com baixa massa óssea/perda óssea.
• Indivíduos para os quais são indicadas intervenções farmacológicas
para osteoporose.
• Indivíduos em tratamento para osteoporose para monitoração da
eficácia.
• Indivíduos com perda de massa óssea em que possa haver indicação
para tratamento.
• Mulheres com interrupção da terapia hormonal (TRH).
• Condição clínica/fatores de risco como: alcoolismo, tabagismo,
sedentarismo, baixa ingestão de cálcio, alto consumo de café,
hipogonadismo, panhipopituitarismo, Doença de Cushing, doenças de
má-absorção, doenças de depósito, anorexia nervosa, etc.

96
IMAGEM DA MULHER
Densitometria de Corpo Total
Código Tabela TUSS: 40808149

Como pode ser solicitado:

• Densitometria de corpo total.

Principais indicações:

• Determinação da composição corporal (massa gorda/massa


muscular) em cirurgia bariátrica, by pass, síndromes de má-absorção,
determinação da gordura visceral, condicionamento físico, etc.

EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

Ressonância Magnética das Mamas


Código Tabela TUSS: 41101162

Como pode ser solicitada:

• Ressonância Magnética das mamas.


• Ressonância Magnética de próteses mamárias.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas.

Principais indicações:

• Avaliação da integridade das próteses mamárias.


• Em casos de dúvidas diagnósticas em mamas operadas
(diferenciação de modificações pós-cirúrgicas de recidiva tumoral).
• Suspeita de câncer oculto na mama, com Mamografia e
Ultrassonografia normais.
• No estadiamento tumoral para a pesquisa de multifocalidade/
multicentricidade, sobretudo em mulheres com diagnóstico de
carcinoma in situ.

97
Manual de Exames por Imagem

Ressonância Magnética da Pelve


Código Tabela TUSS: 41101189

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da pelve.

Regiões estudadas:

• Bexiga, útero e anexos

Principais indicações:

• Avaliação de doenças dos órgãos supracitados.


• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.
• Pesquisa e estadiamento de endometriose.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste paramagnético por via endovenosa.
Em alguns casos, é necessária aplicação de gel por via endovaginal.

EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA


Tomografia Computadorizada da Pelve
Código Tabela TUSS: 41001117

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da pelve.

Regiões estudadas:

• Bexiga, útero e anexos.

Principais indicações:

• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste iodado por via endovenosa.

98
IMAGEM DA MULHER
EXAMES DE ULTRASSONOGRAFIA
Biópsia de Mama por Agulha Grossa Dirigida por
Ultrassonografia
Código Tabela TUSS: 40808092 + (U. Som Mamas) 40901114

Como pode ser solicitado:

• Core biopsy de mama dirigida por ecografia.


• Biópsia de mama guiada por Ultrassonografia utilizando agulha grossa.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas.

Principais indicações:

• Avaliação histológica de nódulos identificados à ecografia. O


material colhido por trocater ou agulha grossa é fixado em formol.

Punção de Mama Utilizando Agulha Fina


Dirigida por Ultrassom
Código Tabela TUSS: 40808084

Como pode ser solicitado:

• Punção aspirativa de mama por agulha fina.


• PAAF de mama.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas.

Principais indicações:

• Avaliação citológica de nódulos identificados à ecografia e


diferenciar nódulos sólidos de cistos de conteúdo espesso.

O material colhido por agulha fina é encaminhado para análise


citológica após esfregaço em lâminas e fixado em álcool.
99
Manual de Exames por Imagem

Ultrassonografia com Doppler das Mamas


Código Tabela TUSS: 40901114/40901386

Como pode ser solicitado:

• Ecografia mamária utilizando dopplerfluxometria.


• Utrassonografia mamária utilizando Doppler colorido.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas.

Principais indicações:

• Avalia o padrão vascular observado no nódulo mamário levando em


consideração alguns critérios, como o número e a localização dos vasos
(se é periférico ou central).

Outro critério avaliado é a curva espectral, que informa o valor da


velocidade sistólica máxima e mínima.

Ultrassonografia das Mamas


Código Tabela TUSS: 40901114

Como deve ser solicitado:

• Ecografia mamária e das axilas.


• Ultrasossonografia das mamas e axilas.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas.

Principais indicações:

• Caracterização da natureza cística ou sólida de nódulo visto


à Mamografia.

Observações: é imprescindível a apresentação de exame mamográfico


recente para orientar a realização da Ultrassonografia.

100
IMAGEM DA MULHER
Ultrassonografia Transvaginal
Código Tabela TUSS: 40901300

Como pode ser solicitado:

• Ultrassom ginecológico utilizando sonda endovaginal.


• Ultrassonografia endovaginal.
• Ultrassonografia pélvica feminina utilizando sonda
endocavitária.

Regiões estudadas:

• Útero, ovários, endométrio e regiões anexiais.

Principais indicações:

• Análise morfológica detalhada do útero e dos ovários.


• Avaliação da espessura e morfologia do endométrio.
• Pesquisa de nódulos miometriais.
• Pesquisa de pólipos endometriais.
• Avaliação de massas ovarianas (císticas e/ou sólidas).

Ultrassonografia Endovaginal para Monitoração


de Ovulação
Código Tabela TUSS: 40901319

Como pode ser solicitado:

• Ultrassom transvaginal para controle de ovulação.

Regiões estudadas:

• Útero, ovários, endométrio e regiões anexiais.

Principais indicações:

• Acompanhar, de maneira seriada, a evolução dos folículos ovarianos,


do desenvolvimento endometrial e pesquisa de sinais de ovulação.

O exame consiste na realização de três a quatro Ultrassonografias

101
Manual de Exames por Imagem

seriadas, em dias diferentes, porém de um mesmo ciclo menstrual, com


o objetivo de detectar o dia exato da ovulação.

A primeira Ultrassonografia deve de ser feita entre o 10º e o 12º dia após
o início da menstruação, mas pode ser realizada em outro período, a
critério do solicitante. As demais são marcadas conforme cronograma
sugerido pelo médico da cliente ou, ainda, de acordo com a orientação
do médico ultrassonografista do Hermes Pardini.

Ultrassonografia Tridimensional Transvaginal


Código Tabela TUSS: 40901300 (U. S. Transvaginal) + complemento do 3D

Como pode ser solicitado:

• Ecografia endovaginal em 3D.


• Ultrassonografia endovaginal tridimensional.

Regiões estudadas:

• Útero, endométrio e ovários.

Principais indicações:

• Avaliação de malformações uterinas.


• Diferenciação entre útero septado, bicorno e didelfo.
• Diferenciação de lesões no interior do útero, como miomas
ou pólipos.
• Mapeamento tridimensional de miomas uterinos.
• Avaliação tridimensional dos ovários.

Ultrassonografia com Doppler Endovaginal


Código Tabela TUSS: 40901300 + 40901386 (Doppler Colorido)

Como pode ser solicitado:

• Ecografia transvaginal com Doppler.


• Ultrassonografia transvaginal utilizando dopplerfluxometria.
• Ultrassonografia transvaginal utilizando Doppler colorido.

102
IMAGEM DA MULHER
Regiões estudadas:

• Bexiga, útero, ovários, artérias uterinas e artérias ovarianas.

Principais indicações:

• Uso do Doppler colorido para medidas de fluxo das artérias uterinas


e ovarianas.
• Avaliação do padrão vascular de massas pélvicas.

Ultrassonografia do Abdome Inferior Feminino


Código Tabela TUSS: 40901181

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia pélvica feminina.


• Ultrasssonografia pélvica feminina suprapúbica.
• Ultrassonografia pélvica para avaliação de útero e ovários
utilizando a via suprapúbica.

Regiões estudadas:

• Bexiga, útero e ovários.

Principais indicações:

• Avaliação de irregularidades menstruais em pacientes virgens.


• Avaliação do útero e ovários para pesquisa de nódulos,
miometrias e massas sólidas e/ou císticas nas regiões anexiais.

Ultrassonografia Obstétrica Inicial


Código Tabela TUSS: 40901297

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia gestacional inicial.


• Ultrassom obstétrico primeiro trimestre.
• Ultrassonografia obstétrica por via endovaginal
(realizado até a 12ª semana de gestação).
103
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Feto, útero e anexos.

Principais indicações:

• Esclarecer se a gravidez é mesmo intrauterina.


• Confirmar o número de conceptos.
• Usar de referência para datação da gestação.
• Verificar a vitalidade o embrião.

Ultrassonografia Obstétrica
Código Tabela TUSS: 40901238

Como pode ser solicitada:

• Ultrassom gestacional.
• Ultrassom obstétrico.

Regiões estudadas:

• Feto, placenta, útero e anexos.

Principais indicações:

• Avaliação da idade gestacional através da biometria.


• Crescimento fetal.
• Vitalidade fetal.
• Detectar anomalias.
• Apresentação fetal.
• Avaliar o volume de líquido amniótico e a localização da placenta.

Ultrassonografia Obstétrica com Doppler


Código Tabela TUSS: 40901246

Como pode ser solicitada:

• Ecografia obstétrica utilizando Doppler colorido.


• Ultrassonografia obstétrica utilizando dopplerfluxometria.

104
IMAGEM DA MULHER
Regiões estudadas:

• Feto, útero, anexos e vasos maternos (artérias uterinas) e fetais


(artéria cerebral média e ducto venoso).

Principais indicações:

• Usualmente é realizado a partir da 24ª semana de gestação.


• Avaliar a vitalidade fetal.
• Estudar a velocidade do fluxo de estruturas vasculares do útero, do
cordão umbilical, da placenta e do feto, com medidas específicas
para o controle de crescimento.
• Detectar o risco de desenvolvimento de hipertensão gravídica.

O exame possui valor preditivo na avaliação do bem-estar fetal após


a 24ª semana, especialmente se associado ao perfil biofísico fetal e à
cardiotocografia.

Ultrassonografia Obstétrica para Avaliação


de Translucência Nucal
Código Tabela TUSS: 40901254

Como pode ser solicitado:

• Ecografia obstétrica para avaliação ou medida de Translucência Nucal.


• Ultrassonografia obstétrica primeiro trimestre para avaliação de
translucência nucal.

Regiões estudadas:

• Feto, útero e ovários.

Principais indicações:

• Avaliar a medida de um espaço líquido localizado na nuca fetal


chamado de translucência nucal. Deve ser realizado entre a 11ª
semana e 3 dias e a 14ª semana de gestação, preferencialmente ao
redor da 12ª semana.

105
Manual de Exames por Imagem

Ultrassonografia Obstétrica Morfológica


Código Tabela TUSS: 40901262

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia obstétrica morfológica.

Regiões estudadas:

• Feto, útero e anexos.

Principais indicações:

• Identificar as anomalias estruturais no feto.


Realizada entre a 20ª e a 24ª semana de gestação.

Ultrassonografia Obstétrica Tridimensional


Código Tabela TUSS: 40901238 (Obstétrica) + complemento do 3D

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia obstétrica 3D.

Regiões estudadas:

• Feto, útero e anexos.

Principais indicações:

• Visibilização do feto em três dimensões.

O exame deve ser realizado a partir da 26ª semana de gestação e até 34


semanas.

Observações: existe uma possibilidade pequena de não obtenção de


imagens tridimensionais em decorrência de posição fetal desfavorável
na hora da avaliação, bem como do volume de líquido amniótico.

106
IMAGEM DA MULHER
Ultrassonografia Obstétrica com Perfil Biofísico-Fetal
Código Tabela TUSS: 40901505

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia com Perfil Biofísico-Fetal.


• Ultrassonografia para avaliação da vitabilidade fetal.

Regiões estudadas:

• Feto.

Principais indicações:

• Avaliar a vitabilidade fetal (movimentos respiratórios, movimentos


fetais, tônus fetal, reatividade fetal e volume do líquido amniótico).

MAMOGRAFIA
Mamografia Digital
Código Tabela TUSS: 40808041

Como pode ser solicitado:

• Mamografia Digital bilateral nas incidências crânio-caudal e oblíqua


médio-lateral.
• Mamografia Digital associada a magnificação.
• Mamografia Digital com compressão seletiva.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas

Principais indicações:

• Rastreamento do câncer de mama em pacientes assintomáticas,


avaliação de nódulos palpáveis, detalhamento morfológico de
microcalcificações (magnificação), melhor caracterização de áreas
densas ou nodulações (compressão seletiva).
107
Manual de Exames por Imagem

Observações: não pode ser realizado em mulheres grávidas ou com


suspeita de gravidez, pois é um exame que utiliza radiação.

EXAMES RADIOLÓGICOS
Histerossalpingografia
Código Tabela TUSS: 40808041

Como pode ser solicitado:

• RX Contrastado / Histerossalpíngografia, Histerossalpingografia.

Regiões estudadas:

• Útero e cavidade; Anatomia das tubas uterinas.

Principais indicações:

• Infertilidade; Mal formações uterinas; Obstrução Tubária;


Adenomiose; Miomas uterinos; Anomalias Endometriais; Patologia
Tubaria.

108
IMAGEM DA MULHER
Bibliografia:

1) Peter W. Callen. Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia. 4ª Edição.


Guanabara Koogan, 2002.

2) Heron Werner Jr, Alice Brandão, Pedro Daltro. Ressonância Magnética em


Obstetrícia e Ginecologia. 1ª Edição. Revinter, 2003.

3) Alice Brandão. Ressonância Magnética da Mama. 1ª Edição. Revinter, 2010.

109
ODONTOLÓGICA
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA


Ressonância Magnética das Articulações
Temporomandibulares
Código Tabela TUSS: 41101103

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética das articulações temporomandibulares.


• Ressonância Magnética das ATMs.

Regiões estudadas:

• Articulações temporomandibulares (exame sempre bilateral).

Principais indicações:

• Avaliação dos discos articulares.


• Estudo das estruturas anatômicas que compõem as ATMs.
• Avaliação de derrames articulares.
• Avaliação da dinâmica da movimentação articular, com registro
em técnica cine.

EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA


Radiologia Digital Odontológica

Como pode ser solicitado:

• Radiografia periapical por dente.


• Radiografia periapical por grupamentos dentários.
• Radiografias periapicais de boca toda.
• Radiografia interproximal (bitewing) da região de pré-molares.
• Radiografia interproximal (bitewing) da região de molares.
• Radiografia oclusal por arcada.
• Radiografia panorâmica.
• Telerradiografia.
• Radiografias extrabucais.
112
ODONTOLÓGICA
Regiões estudadas:

• Complexo dentomaxilofacial.
• Orofaringe.
• Nasofaringe.
• Seios da Face.
• Posicionamento das arcadas em relação à base do crânio.

Principais indicações:

• Avaliações de cáries/recidivas de cáries.


• Avaliação da profundidade/adaptação de restaurações.
• Avaliações de tratamentos endodônticos.
• Avaliação de trincas/fraturas coronorradiculares.
• Avaliação/localização de dentes inclusos.
• Avaliação das condições periodontais/periapicais.
• Avaliação de traumas dentoalveolares.
• Avaliação de anomalias de desenvolvimento.
• Avaliação preliminar implantológica dos processos alveolares.
• Avaliação de casos/suspeitas de patologias do complexo
dentomaxilofacial.

Tomografia Computadorizada das Arcadas


Dentárias/de Elementos Dentários
Código Tabela TUSS: 41001052

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada das arcadas dentárias para


planejamento implantológico.
• Tomografia Computadorizada das arcadas dentárias para avaliação
de patologias.
• Anomalias, Tomografia Computadorizada para avaliação de trincas
ou fraturas dentárias.
• Tomografia Computadorizada para avaliação de dentes inclusos.
• Tomografia Computadorizada para localização de dentes supranumerários.
• Tomografia Computadorizada das articulações temporomandibulares.
• Tomografia Computadorizada para avaliação de enxertos ósseos.
• Tomografia Computadorizada para planejamento implantológico
zigomático.
113
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Arcadas dentárias e elementos dentários, segundo pedido.

Principais indicações:

• Avaliação pré-implante dentário.


• Avaliação de processos inflamatórios nas arcadas dentárias.
• Avaliação de tumorações nas arcadas dentárias.
• Avaliação das arcadas na suspeita de traumas/fraturas.
• Avaliação de dentes inclusos.
• Localização de elementos dentários supranumerários.
• Avaliação de enxertos ósseos.
• Avaliação pré implante zigomático.

Tomografia Computadorizada das Articulações


Temporomandibulares
Código Tabela TUSS: 41001044

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada das articulações temporomandibulares.


• Tomografia Computadorizada das ATMs.

Regiões estudadas:

• Articulações temporomandibulares.

Principais indicações:

• Avaliação morfológica das estruturas ósseas das articulações


temporomandibulares.

Observações: exame sempre bilateral.

114
ODONTOLÓGICA
EXAMES RADIOLÓGICOS

Sialografia

Como pode ser solicitado:

• RX Contrastado / Sialografia, Sialografia.

Regiões estudadas:

• Glândulas Salivares ( Parótida, Submandibular e Sublingual).

Principais indicações:
• Processos Inflamatórios; Estenoses; Obstrução do ducto por cálculo;
Tumores.

115
Manual de Exames por Imagem

Bibliografia

ANGELOPOULOS, C.; SCARFE, W.C.; FARMAN, A.G. A Comparison of


Maxillofacial CBCT and Medical CT. Atlas Oral Maxillofacial Surg Clin N Am 20
(2012) 1-17

BUMANN, A. Disfunção Temporomandibular – Diagnóstico funcional e


princípios terapêuticos. Artmed, 2002.

CAVALCANTI, M. Diagnóstico por Imagem da Face. Livraria Santos Editora,


2008.

DINATO, P.; POLIDO W.D. Implantes osseointegrados – Cirurgia e Prótese. 1


edição. Artes Médicas, 2004.

ISBERG, A. Disfuncion de La Articulación Temporomandibular – Uma Guia


Prática. Artes Médicas, 2003.

LANGLAIS, R. P.; LANGLAND, O. E.; NORTJÉ, C. J. Diagnostic Imaging of the Jaws.


Malvern: Williams & Wikins, 1995.

VOGL, T.J.; BALZER, J.; MACK, M.; STEGER, W. Diagnóstico diferencial por
imagem da cabeça e pescoço – Uma abordagem sistemática para a avaliação
radiológica da cabeça e pescoço e interpretação de casos difíceis. 1 edição.
Revinter, 2003.

WHAITES, E. Princípios de Radiologia odontológica. 4ª edição. Elsevier Editora,


2009.

116
117
ODONTOLÓGICA
ORTOPEDIA
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE DENSITOMETRIA
Densitometria Óssea
Código Tabela TUSS: 40808149

Como pode ser solicitado:

• Densitometria óssea.
• Regiões estudadas (Preconizado pela OMS).
• Coluna lombar (L1-L4).
• Fêmur proximal (colo e fêmur total).
• Antebraço não-dominante (rádio 33%).

Principais indicações para avaliação da densidade


mineral óssea:

• Mulheres com idade igual ou maior que 65 anos.


• Homens com idade igual ou superior a 70 anos.
• Mulheres acima de 40 anos na transição menopausal e homens acima
de 50 anos com fatores de risco.
• Adultos com antecedentes de fratura por fragilidade, condição clínica
ou em uso de terapia associada com baixa massa óssea/perda óssea.
• Indivíduos para os quais são indicadas intervenções farmacológicas
para osteoporose.
• Indivíduos em tratamento para osteoporose para monitoração da
eficácia.
• Indivíduos com perda de massa óssea em que possa haver indicação
para tratamento.
• Mulheres com interrupção da terapia hormonal (TRH).
• Condição clínica/fatores de risco como: alcoolismo, tabagismo,
sedentarismo, baixa ingestão de cálcio, alto consumo de café,
hipogonadismo, panhipopituitarismo, Doença de Cushing, doenças de
má-absorção, doenças de depósito, anorexia nervosa, etc.

120
ORTOPEDIA
EXAMES DE MEDICINA NUCLEAR
Cintilografia Óssea
Código Tabela TUSS: 40706010

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia óssea de corpo inteiro.


• Cintilografia óssea trifásica.
• Cintilografia óssea do esqueleto.

Regiões estudadas:

• Corpo inteiro.

Principais indicações:

• Pesquisa de metástases ósseas.


• Avaliação tumores ósseos benignos e malignos.
• Pesquisa de fraturas ocultas/entesopatias.
• Osteomielite e processos inflamatórios assépticos.
• Necrose avascular.
• Doenças osteometabólicas.
• Avaliação de próteses.
• Injúrias do esporte.

Cintilografia com Gálio-67


Código Tabela TUSS: 40708020

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia de corpo inteiro com Gálio.

Regiões estudadas:

• Corpo inteiro.

Principais indicações:

• Avaliação/estadiamento de linfomas.
• Avaliação de solturas sépticas de próteses.
121
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA


Ressonância Magnética da Bacia
Código Tabela TUSS: 41101278

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da bacia.

Regiões estudadas:

• Bacia (panorâmica).

Principais indicações:

• Avaliação geral dos ossos e estruturas musculares da bacia.


• Estudo panorâmico da bacia para pesquisa de lesões neoplásicas ou
síndromes musculares como na síndrome do piriforme.

Ressonância Magnética das Articulações Sacroilíacas


Código Tabela TUSS: 41101278

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética das articulação sacroilíacas.

Regiões estudadas:

• Sacro e articulações sacroilíacas.

Principais indicações:

• Avaliação da região sacral e articulações sacroilíacas.


• Avaliação de sacroiliítes.
• Suspeita de fraturas de estresse.
• Avaliar lesões expansivas na região.

122
ORTOPEDIA
Ressonância Magnética da Sínfise Púbica
Código Tabela TUSS: 41101278

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da sínfise púbica.

Regiões estudadas:

• Sínfise púbica.

Principais indicações:

• Estudo de pubalgias.
• Avaliação da sínfise púbica e da inserção da musculatura adutora.

Ressonância Magnética do Sacrocóccix


Código Tabela TUSS: 41101278

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do sacrocóccix.


• Ressonância Magnética do cóccix.

Regiões estudadas:

• Cóccix.

Principais indicações:

• Avaliação do cóccix e região sacrococcígea.

Ressonância Magnética da Coxa


Código Tabela TUSS: 41101286

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coxa.

Regiões estudadas:

• Da raiz da coxa ao joelho (não incluindo essas articulações).

123
Manual de Exames por Imagem

Principais indicações:

• Avaliação dos ventres musculares da coxa.


• Avaliação do fêmur.
• Avaliação do subcutâneo da raiz da coxa ao joelho.

Ressonância Magnética da Perna


Código Tabela TUSS: 41101294

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da perna.

Regiões estudadas:

• Perna (do joelho ao tornozelo, não incluindo essas articulações).

Principais indicações:

• Avaliação dos ventres musculares da perna.


• Avaliação da tíbia e da fíbula.
• Avaliação do subcutâneo da perna.

Ressonância Magnética do Braço


Código Tabela TUSS: 41101251

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do braço.

Regiões estudadas:

• Braço (do ombro ao cotovelo não incluindo essas articulações).

Principais indicações:

• Avaliação dos ventres musculares do braço.


• Avaliação do úmero.
• Avaliação do subcutâneo do braço.

124
ORTOPEDIA
Ressonância Magnética do Antebraço
Código Tabela TUSS: 41101251

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do antebraço.

Regiões estudadas:

• Antebraço (do cotovelo ao punho, não incluindo essas articulações).

Principais indicações:

• Avaliação dos ventres musculares do antebraço.


• Avaliação do rádio e ulna.
• Avaliação do subcutâneo do antebraço.

Ressonância Magnética da Sínfise Púbica


Código Tabela TUSS: 41101278

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da sínfise púbica.

Regiões estudadas:

• Sínfise púbica.

Principais indicações:

• Estudo de pubalgias.
• Avaliação da sínfise púbica e da inserção da musculatura adutora.

Ressonância Magnética do Cotovelo


Código Tabela TUSS: 41101316

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do cotovelo.

125
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Estruturas do cotovelo.

Principais indicações:

• Avaliação das articulações do cotovelo, dos tendões extensor, flexor,


tríceps braquial e bíceps braquial e braquiorradial, nervos e tecido
subcutâneo.

Ressonância Magnética do Dedo


Código Tabela TUSS: 41101260

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do dedo (especificando qual).

Regiões estudadas:

• Estruturas do dedo solicitado.

Principais indicações:

• Avaliação das estruturas ósseas e ligamentares do dedo solicitado,


placas volares, tendão flexor, compartimento extensor e cartilagem
articular.

Ressonância Magnética do Joelho


Código Tabela TUSS: 41101316

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do joelho.

Regiões estudadas:

• Estruturas do joelho (não avalia os ventres musculares da panturrilha).

Principais indicações:

• Avaliação dos ligamentos, meniscos, cartilagem articular, bursas,


ossos, tendões e fossa poplítea.
126
ORTOPEDIA
Ressonância Magnética da Mão
Código Tabela TUSS: 41101260

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da mão.

Regiões estudadas:

• Estruturas da mão.

Principais indicações:

• Avaliação de estruturas ósseas e ligamentares da mão, articulações


metacarpofalangeanas e interfalangeanas, ventres musculares da mão.

Ressonância Magnética do Ombro


Código Tabela TUSS: 41101316

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do ombro.


• Ressonância Magnética da região escapular.

Regiões estudadas:

• Ombro e região escapular.

Principais indicações:

• Avaliação dos tendões do manguito rotador, ventre muscular do


deltoide, articulações glenoumeral e acromioclavicular, lábio e bolsas
articulares.
• Avaliação da escápula e ventres musculares da região escapular

Ressonância Magnética do Pé

Subdividido em três exames diferentes, conforme a região do


pé a ser estudada.

127
Manual de Exames por Imagem

Ressonância Magnética do Antepé


Código Tabela TUSS: 41101308

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do antepé.

Regiões estudadas:

• Estruturas do antepé.

Principais indicações:

• Avaliação das articulações metatarsofalângicas e interfalângicas,


ossos e tendões do antepé e dos dedos, espaços interdigitais, placas
plantares, coxim gorduroso plantar e aponeurose plantar.
• Pesquisa de neuroma de Morton e bursites intermetatarsais.

Ressonância Magnética do Mediopé


Código Tabela TUSS: 41101308

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do mediopé.

Regiões estudadas:

• Estruturas do mediopé.

Principais indicações:

• Avaliação das estruturas ósseas e articulações do mediopé


(mediotársicas e tarsometatársicas), ligamentos do mediopé (Lisfranc
e spring), interseções tendíneas do tibial anterior, tibial posterior e
fibulares.

Ressonância Magnética do Tornozelo (retropé)


Código Tabela TUSS: 41101316

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do tornozelo.


128
ORTOPEDIA
• Ressonância Magnética do retropé.

Regiões estudadas:

• Estruturas do tornozelo.

Principais indicações:

• Avaliação das articulações tibiotalar e subtalares, articulações


mediotársicas e tarsometatársicas, ossos e tendões da região
maleolar e do retropé, fáscia plantar, seio e túnel do tarso.

Ressonância Magnética do Punho


Código Tabela TUSS: 41101316

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do punho.

Regiões estudadas:

• Estruturas do punho (não inclui ventres musculares do antebraço


nem as articulações da mão).

Principais indicações:

• Avaliação das estruturas ósseas e ligamentares do punho, das


articulações radioulnar distal, radiocárpica, mediocárpicas e
carpometacárpicas, tendões extensores e flexores do punho, túnel
do carpo, nervos mediano, ulnar e radial, fibrocartilagem triangular e
tecido subcutâneo.

Ressonância Magnética do Quadril


Código Tabela TUSS: 41101278

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do quadril.


• Ressonância Magnética da articulação coxofemoral unilateral.

129
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Articulação coxofemoral unilateral.

Principais indicações:

• Avaliação dos ossos do quadril.


• Avaliação da cartilagem articular, lábio articular, tendões e bolsas.

Ressonância Magnética do Tórax


Código Tabela TUSS: 41101120

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do tórax.


• Ressonância Magnética das articulações esternoclaviculares.
• Ressonância Magnética do esterno.
• Ressonância Magnética de arcos costais.
• Ressonância Magnética das articulações costoesternais.
• Ressonância Magnética das articulações costocondrais.
• Ressonância Magnética da articulação manubrioesternal.
• Ressonância Magnética da parede torácica.

Regiões estudadas:

• Musculatura e estrutura óssea da parede torácica, do músculo peitoral


e suas inserções, articulações esternoclavicular, manubrioesternal,
costoesternais e costocondrais.

Principais indicações:

• Avaliação de lesões acometendo estruturas da parede torácica,


avaliação e estadiamento de neoplasias envolvendo a parede torácica,
estadiamento do Tumor de Pancoast, avaliação e extensão de lesões
inflamatórias/infecciosas da parede torácica.

130
ORTOPEDIA
Artrorressonância (Artrografia por Ressonância Magnética)
Exame Unilateral e por Articulação
Código Tabela TUSS: 41102010

Como pode ser solicitado:

• Artrorressonância do ombro.
• Artrorressonância do cotovelo.
• Artrorressonância do punho.
• Artrorressonância do quadril.
• Artrorressonância do joelho.
• Artrorressonância do tornozelo.

Regiões estudadas:

• Tendões, articulações, lábio, cartilagem articular e bolsas. Pode ser


feita a artrorressonância do ombro, cotovelo, punho, quadril, joelho e
tornozelo.

Principais indicações:

• Avaliação do lábio glenoideano e do lábio acetabular em casos de


suspeita de lesão labral, avaliação ligamentar do quadril, avaliação do
joelho pós-meniscectomia. Ela também pode ser útil na avaliação de
lesões osteocondrais e capsulares.

Observações: o exame é composto por duas etapas. Primeiramente


é feita a injeção intra-articular de uma solução de gadolínio, guiada
por Ultrassonografia, Tomografia ou Ressonância Magnética,
após antissepsia e anestesia local. Posteriormente o paciente é
encaminhado à sala de Ressonância Magnética onde são adquiridas
as imagens.

Ressonância Magnética da Coluna Cervical


Código Tabela TUSS: 41101227

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna cervical.

131
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Coluna cervical e transição craniocervical.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna cervical.
• Avaliação de dores no pescoço e/ou em membros superiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores da coluna
cervical e regiões perivertebrais.
• Avaliação de doenças desmielinizantes, processos inflamatórios e/ou
infecciosos.
• Avaliação da transição craniocervical.
• Avaliação de malformações congênitas.

Ressonância Magnética da Coluna Lombar


Código Tabela TUSS: 41101227

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna lombar.

Regiões estudadas:

• Coluna lombar.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna lombar.
• Avaliação de dores na coluna e/ou em membros inferiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores da coluna
lombar e regiões perivertebrais.
• Avaliação de doenças desmielinizantes, processos inflamatórios e/
ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

132
ORTOPEDIA
Ressonância Magnética da Coluna Torácica
Código Tabela TUSS: 41101227

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna torácica.

Regiões estudadas:

• Coluna torácica.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna torácica.
• Avaliação de dores na coluna torácica.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores da coluna
torácica e regiões perivertebrais.
• Avaliação de doenças desmielinizantes, processos inflamatórios
e/ ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA


Tomografia Computadorizada das Articulações
Código Tabela TUSS: 41001141

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada do ombro.


• Tomografia Computadorizada do cotovelo.
• Tomografia Computadorizada do punho.
• Tomografia Computadorizada da articulação coxofemoral (quadril).
• Tomografia Computadorizada do joelho.
• Tomografia Computadorizada do tornozelo (retropé).
• Tomografia Computadorizada do antepé (pedido por articulação e
unilateral).
133
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Cavidade articular em questão e estruturas ósseas da região.

Principais indicações:

• Dor articular.
• Avaliação de fraturas.
• Avaliação de tumores ósseos.
• Quantificação e caracterização de derrame articular

Tomografia Computadorizada de
Segmentos Apendiculares
Código Tabela TUSS: 41001150

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada de braço.


• Tomografia Computadorizada de antebraço.
• Tomografia Computadorizada de coxa.
• Tomografia Computadorizada de perna.

Regiões estudadas:

• Estruturas ósseas da região solicitada.

Principais indicações:

• Avaliação e caracterização de fraturas.


• Avaliação e caracterização de tumores na Regiões estudadas.

Tomografia Computadorizada do Joelho para Estudo TAGT


Código Tabela TUSS: 41001141

Como pode ser solicitado:

• Tomografia do joelho para estudo do TAGT.


• Ângulo da báscula patelar com quadríceps relaxado e contraído.
• Índice de Catton-Deschamps e ângulo troclear.

134
ORTOPEDIA
Regiões estudadas:

• Articulação fêmoro-patelar.

Principais indicações:

• Luxação recidivante da patela.

Escanometria por Tomografia Computadorizada


Código Tabela TUSS: 41001192

Como pode ser solicitado:

• Escanometria digital por Tomografia Computadorizada.

Regiões estudadas:

• Coxofemorais e membros inferiores (apenas mensuração).

Principais indicações:

• Deformidades dos membros inferiores.


• Discrepâncias dos comprimentos dos membros inferiores.
• Avaliação pós-cirúrgica de colocação de prótese de quadril.

Tomografia Computadorizada da Coluna Cervical


Código Tabela TUSS: 41001125

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da coluna cervical.

Regiões estudadas:

• Coluna cervical e transição craniocervical.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna cervical.

135
Manual de Exames por Imagem

• Avaliação de dores no pescoço e/ou em membros superiores.


• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores na região
da coluna cervical e regiões perivertebrais.
• Avaliação de processos inflamatórios e/ou infecciosos.
• Avaliação da transição crânio-cervical.
• Avaliação de malformações congênitas.

Observações: o exame compreende 3 segmentos da coluna cervical.


Caso seja necessário estudo de mais de 3 segmentos, explicitá-los no
pedido médico.

Tomografia Computadorizada da Coluna Torácica


Código Tabela TUSS: 41001125

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da coluna torácica.

Regiões estudadas:

• Coluna torácica.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna torácica.
• Avaliação de dores na coluna torácica.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores na região
da coluna cervical e regiões perivertebrais.
• Avaliação de processos inflamatórios e/ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

Observações: o exame compreende 3 segmentos da coluna torácica.


Caso seja necessário estudo de mais de 3 segmentos, explicitá-los no
pedido médico.

136
ORTOPEDIA
Tomografia Computadorizada da Coluna Lombar
Código Tabela TUSS: 41001125

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da coluna lombar.

Regiões estudadas:

• Coluna lombar.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna lombar.
• Avaliação de dores na coluna lombar e/ou em membros inferiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores na região
da coluna lombar e regiões perivertebrais.
• Avaliação de processos inflamatórios e/ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

Observações: o exame compreende 3 segmentos da coluna lombar.


Caso seja necessário estudo de mais de 3 segmentos, explicitá-los no
pedido médico.

EXAMES DE ULTRASSONOGRAFIA
Ultrassonografia das Articulações
Código Tabela TUSS: 40901220

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia do ombro.
• Ultrassonografia do cotovelo.
• Ultrassonografia do punho.
• Ultrassonografia da articulação coxofemoral (quadril).
• Ultrassonografia do joelho.

137
Manual de Exames por Imagem

• Ultrassonografia do tornozelo (retropé).


• Ultrassonografia do antepé (pedido por articulação e unilateral).

Regiões estudadas:

• Cavidade articular em questão e tendões periarticulares.

Principais indicações:

• Dor articular.
• Suspeita de tendinopatia.
• Suspeita de bursite.
• Lesões musculares periarticulares.
• Quantificação e caracterização de derrame articular.

Ultrassonografia de Partes Moles


Código Tabela TUSS: 40901211

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia de partes moles + região a ser estudada.

Regiões estudadas:

• Planos superficiais/partes moles da região solicitada.

Principais indicações:

• Avaliação e caracterização de nodulações palpáveis.


• Avaliação de estiramento musculares.

138
ORTOPEDIA
Bibliografia:

David W. Stoller, Phillip F. J. Tirman, Miriam A. Bredella. Diagnostic Imaging:


Orthopaedics. 1a Edição. Amirsys, 2004.
Jeffrey S. Ross, Kevin R. Moore, Bryson Borg Diagnostic Imaging: Spine. 2a
Edição. Amirsys, 2010.
Brown ML, Collier BD, Fogelman I. Bone scintigraphy: part 1. Oncology and
infection. J Nucl Med. 1993;34:2236–2240.
Brown ML, O’Connor MK, Hung JC, et al. Technical aspects of bone
scintigraphy. Radiol Clin North Am. 1993;31:721–730.
Collier BD, Fogelman I, Brown ML. Bone scintigraphy: part 2. Orthopedic
bone scanning. J Nucl Med. 1993;34:2241–2246.

139
MEDICINA INTERNA
ONCOLOGIA
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE DENSITOMETRIA DE CORPO TOTAL


Densitometria de Corpo Total
Código Tabela TUSS: 40808149

Como pode ser solicitado:

• Densitometria de corpo total.

Principais indicações:

• Determinação da composição corporal (massa gorda/massa muscular)


em cirurgia bariátrica, by pass, síndromes de má-absorção, determinação
da gordura visceral, condicionamento físico, etc.

EXAMES DE MEDICINA NUCLEAR


Cintilografia Pulmonar de Inalação
Código Tabela TUSS: 40709027

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia de ventilação pulmonar.


• Cintilografia pulmonar inalatória/ventilatória.

Regiões estudadas:

• Pulmões.

Principais indicações:

• Avaliação de tromboembolismo pulmonar agudo.


• Avaliação do clearence alvéolo-capilar.

Cintilografia Pulmonar de Perfusão


Código Tabela TUSS: 40709035

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia de perfusão pulmonar.


• Cintilografia pulmonar perfusional.
142
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Regiões estudadas:

• Pulmões.

Principais indicações:

• Avaliação de tromboembolismo pulmonar agudo.

Cintilografia Pulmonar com Gálio-67


Código Tabela TUSS: 40708020

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia pulmonar com Gálio-67.

Regiões estudadas:

• Pulmões.

Principais indicações:

• Sarcoidose.

Cintilografia das Glândulas Salivares


Código Tabela TUSS: 40702014

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia das parótidas.


• Cintilografia das glândulas salivares.

Regiões estudadas:

• Glândulas salivares, parótidas e submandibulares.

Principais indicações:

• Disfunção das glândulas salivares (doenças autoimunes).


• Avaliação da drenagem dos ductos das glândulas salivares.

143
Manual de Exames por Imagem

Cintilografia do Fígado e Baço


Código Tabela TUSS: 40702022

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia hepática.
• Cintilografia hepatoesplênica.

Regiões estudadas:

• Fígado e baço.

Principais indicações:

• Avaliação de lesões focais hepáticas (adenomas/hiperplasia nodular focal).

Cintilografia Hepática com Hemácias Marcadas


Código Tabela TUSS: 40702057

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de hemangioma hepático.


• Cintilografia hepática com hemácias marcadas.

Regiões estudadas:

• Fígado.

Principais indicações:

• Pesquisa de hemangioma hepático.

Cintilografia de Vias Biliares


Código Tabela TUSS: 40702030

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia do fígado e vias biliares com DISIDA.

Regiões estudadas:

• Fígado.
144
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Principais indicações:

• Estudo de colecistite aguda.


• Disfunção da vesícula biliar.
• Atresia de vias biliares.
• Cisto do ducto colédoco.

Cintilografia para Pesquisa de Hemorragia


Digestiva Ativa
Código Tabela TUSS: 40702049

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de sangramento intestinal ativo.


• Pesquisa de sangramento digestivo baixo ativo por cintilografia.

Regiões estudadas:

• Trato digestivo baixo.

Principais indicações:

• Sangramento digestivo baixo ativo.

Pesquisa de Sangramento Intestinal com


Hemácias Marcadas
Código Tabela TUSS: 40702057

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de sangramento digestivo baixo


intermitente.
• Cintilografia para pesquisa de sangramento digestivo com
hemácias marcadas.

Regiões estudadas:

• Trato intestinal baixo.

145
Manual de Exames por Imagem

Principais indicações:

• Avaliação/detecção de sítios digestivos com sangramento.

Cintilografia do Trânsito Esofágico


(líquido-semissólidos)
Código Tabela TUSS: 40702073 (Líquidos) 40702081 (Semissólidos)

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para estudo do tempo do esvaziamento esofágico.

Regiões estudadas:

• Esôfago.

Principais indicações:

• Estudo das disfunções esofageanas (espasmo esofageano, acalasia,


escleroderma).

Cintilografia do Esvaziamento Gástrico


Código Tabela TUSS: 40702065

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para estudo do tempo de esvaziamento gástrico.

Regiões estudadas:

• Estômago.

Principais indicações:

• Gastroparesia diabética.

146
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Cintilografia para Pesquisa de Refluxo Gastroesofágico
Código Tabela TUSS: 40702103

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de refluxo gastroesofágico.

Regiões estudadas:

• Estômago e esôfago.

Principais indicações:

• Refluxo gastroesofágico.
• Aspiração pulmonar pesquisada tardiamente.

Cintilografia para Pesquisa de Divertículo de Meckel


Código Tabela TUSS: 40702090

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de divertículo de Meckel.

Regiões estudadas:

• Abdome.

Principais indicações:

• Pesquisa de divertículo de Meckel.


• Pesquisa de mucosa gástrica ectópica funcionante.

Cintilografia e Captação da Tireoide


Código Tabela TUSS: 40703029 (Iodo 131) 40703010 (Iodo 123) 40703037 (Tecnécio 99m TC)

Como pode ser solicitado:

• Tireograma e captação.
• Mapeamento da tireoide e captação 6ª e 24ª hora.

147
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Pescoço.

Principais indicações:

• Disfunções tireoidianas.
• Avaliação funcional de nódulos.
• Pesquisa de tireoide ectópica.

Cintilografia das Paratireoides


Código Tabela TUSS: 40703045

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de adenoma da paratireoide.

Regiões estudadas:

• Cervical e mediastino superior.

Principais indicações:

• Pesquisa de adenoma da paratireoide.


• Avaliação de hiperparatireoidismo primário tópico/ectópico.

Teste do Perclorato
Código Tabela TUSS: 40703088

Como pode ser solicitado:

• Teste do perclorato.

Regiões estudadas:

• Cervical.

Principais indicações:

• Estudo dos defeitos de síntese.

148
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Cintilografia de Corpo Inteiro com I-131
Código Tabela TUSS: 40703053

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia de corpo inteiro com I-131.


• Pesquisa de corpo inteiro com I-131.
• Pesquisa de metástases de corpo inteiro com I-131.
• Rastreamento de corpo inteiro com I-131.

Regiões estudadas:

• Corpo inteiro.

Principais indicações:

• Pesquisa de metástases de carcinoma diferenciado da tireoide.

Cintilografia Testicular
Código Tabela TUSS: 40704041

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia escrotal.

Regiões estudadas:

• Bolsa escrotal.

Principais indicações:

• Avaliação de torções testiculares.


• Epididimites.

149
Manual de Exames por Imagem

Dacriocintilografia
Código Tabela TUSS: 40711013

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia das vias lacrimais.


• Dacriocintilografia.

Regiões estudadas:

• Vias lacrimais.

Principais indicações:

• Estudo da drenagem da lágrima pelos ductos nasolacrimais.

Cintilografia com Octreotide


Código Tabela TUSS: 40708012

Como pode ser solicitado:

• Octreoscan.
• Cintilografia para receptores de somatostatina.

Regiões estudadas:

• Corpo inteiro.

Principais indicações:

• Avaliação/detecção de tumores expressando receptores de


somatostatina.

Cintilografia com MIBG


Código Tabela TUSS: 40708047

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia com metaiodobenzilguanidina.

150
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
• Cintilografia com MIBG-I-131/123.

Regiões estudadas:

• Corpo inteiro.

Principais indicações:

• Pesquisa, avaliação de tumores neuroendócrinos (neuroblastoma,


feocromocitoma).

Cintilografia Renal Dinâmica


Código Tabela TUSS: 40704017

Como pode ser solicitado

• Cintilografia para estudo renal dinâmico.


• Cintilografia para estudo renal dinâmico com diurético.
• Cintilografia para estudo renal dinâmico com captopril.

Regiões estudadas:

• Rins e bexiga.

Principais indicações:

• Estudo da drenagem das vias urinárias.


• Hidronefrose obstrutiva e não obstrutiva.
• Avaliação renal pós-pieloplastia.
• Avaliação funcional pós-transplante renal.
• Avaliação de hipertensão renovascular.

Cintilografia Renal Estática


Código Tabela TUSS: 40704033

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia renal com DMSA.


• Cintilografia renal quantitativa.

151
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Rins.

Principais indicações:

• Pesquisa/avaliação de cicatrizes renais.


• Estudo e avaliação de nefropatias obstrutivas e não-obstrutivas.

Cistografia Radioisotópica
Código Tabela TUSS: 40704050

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia para pesquisa de refluxo vesicoureteral.

Regiões estudadas:
• Bexigas, ureteres e rins.

Principais indicações:

• Avaliação/pesquisa de nefropatias do refluxo.

EXAMES DE ULTRASSONOGRAFIA
Ultrassonografia das Glândulas Salivares
Código Tabela TUSS: 40901033

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia das parótidas.


• Glândulas submandibulares e glândulas sublinguais.
• Ultrassonografia das glândulas salivares.

Regiões estudadas:

• Glândulas sublinguais, submandibulares e parótidas.

152
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Principais indicações:

• Pesquisa de cálculos (sialolitíase), processos inflamatórios e


tumorais das glândulas.

Ultrassonografia da Tireoide
Código Tabela TUSS: 40901203

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia da glândula tireoide.

Regiões estudadas:

• Glândula tireoide e linfonodos cervicais.

Principais indicações:

• Avaliação de nódulos palpáveis.


• Avaliação do volume total da glândula tireoide.
• Processos inflamatórios.

Ultrassonografia da Tireoide com Doppler


Código Tabela TUSS: 40901203 / 40901386

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia da glândula tireoide com Doppler.

Regiões estudadas:

• Glândula tireoide e linfonodos cervicais.

Principais indicações:

• Avaliação de nódulos palpáveis e de processos inflamatórios


sob o ponto de vista morfológico e padrão de vascularização,
respectivamente do nódulo e do parênquima.

153
Manual de Exames por Imagem

Ultrassonografia do Abdome Total


Código Tabela TUSS: 40901122

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia do abdome total.


• Ultrasonografia para avaliação dos órgão abdominais e
retroperitôneo.

Regiões estudadas:

• Fígado, baço, rins, vesícula biliar, vias biliares, aorta e retroperitôneo.

Principais indicações:

• Avaliação de dor abdominal.


• Pesquisa de cálculos na vesícula biliar.
• Pesquisa de cálculos renais.
• Avaliação das estruturas supra citadas.

Ultrassonografia do Abdome Superior


Código Tabela TUSS: 40901130

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia do abdome superior.

Regiões estudadas:

• Fígado, vias biliares, vesícula biliar e baço.

Principais indicações:

• Avaliação de dor abdominal.


• Avaliação de cálculos na vesícula biliar.
• Avaliação das estruturas supracitadas.

Observação: deve ser preterido em relação ao abdome total.

154
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Ultrassonografia dos Rins e Vias Urinárias
Código Tabela TUSS: 40901157 (Feminino) / 40901165 (Masculino)

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia renal e de vias urinárias.


• Ultrassonografia do aparelho urinário.

Regiões estudadas:

• Rins, ureteres, bexiga.

Principais indicações:

• Avaliação de dor abdominal.


• Avaliação de cálculos urinários.
• Propedêutica para avaliação de infecção urinária de repetição.
• Avaliação de resíduo pós-miccional.

Ultrassonografia do Abdome Inferior Masculino


Código Tabela TUSS: 40901173

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia do abdome inferior masculino.


• Ultrassonografia pélvica masculina.

Regiões estudadas:

• Próstata, bexiga, vesículas seminais.

Principais indicações:

• Avaliação do volume prostático.


• Avaliação da bexiga.
• Avaliação sumária das vesículas seminais.
• Avaliação de resíduo pós-miccional.

155
Manual de Exames por Imagem

Ultrassonografia Transretal da Próstata


Código Tabela TUSS: 40901335

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia da próstata por via transretal.


• Ultrassonografia da próstata com sonda endocavitária.
• Ultrassonografia da próstata por via endorretal.

Regiões estudadas:

• Próstata e vesículas seminais.

Principais indicações:

• Avaliação do volume e parênquima prostáticos.


• Avaliação dos espaços periprostáticos.
• Avaliação do volume e parênquima das vesículas seminais.

Ultrassonografia Transretal da Próstata com Biópsia


Código Tabela TUSS: 40902048

Como pode ser solicitado:

• Ultrassonografia transretal da próstata com biópsia.

Regiões estudadas:

• Próstata e vesículas seminais.

Principais indicações:

• Coleta de fragmentos prostáticos para análise anatomopatológica


em casos de suspeita de carcinoma prostático, elevações do PSA e/ou
toque retal suspeito.

156
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Biópsia de Órgão Abdominal Guiada por Ultrassonografia
Código Tabela TUSS: 40809099

Como pode ser solicitado:

• Biópsia hepática guiada por Ultrassonografia.


• Biópsia do baço guiada por Ultrassonografia.
• Biópsia do pâncreas guiada por Ultrassonografia.
• Biópsia renal guiada por Ultrassonografia.

Regiões estudadas:

• Realizado estudo morfológico do órgão a ser puncionado acrescido


da punção.

Principais indicações:

• Doenças hepáticas difusas.


• Nódulos hepáticos.
• Nódulos esplênicos.
• Nódulos pancreáticos.
• Doenças renais difusas.

Ultrassonografia das Mamas - Masculina


Código Tabela TUSS: 40901114

Como deve ser solicitado:

• Ecografia mamária.
• Ultrasossonografia das mamas e axilas.

Regiões estudadas:

• Mamas e axilas.

Principais indicações:

• Pode ser feita em homens de qualquer faixa etária quando há


suspeita clínica de ginecomastia ou nódulos palpáveis.

157
Manual de Exames por Imagem

Punção de Tireoide Utilizando Agulha Fina


Dirigida por Ultrassom
Código Tabela TUSS: 40809099

Como pode ser solicitado:

• Punção aspirativa da tireoide por agulha fina, PAAF da tireoide.

Principais indicações:

• Avaliação citológica de nódulos identificados à ecografia.


• Diferenciar nódulos sólidos de cistos de conteúdo espesso.

Observação: o material colhido por agulha fina é encaminhado para


análise citológica em lâminas que são fixadas em álcool.

Elastografia

Como pode ser solicitado:

• Ultrassom com Elastografia do figado, mama ou tireoide

Regiões estudadas:

• Fígado, tireoide e mama.

Principais indicações:

• Avaliação do grau de fibrose em portadores de Hepatopatia Crônica.


• Avaliar patologias de tireoide e mama.

Ultrassom com Dopller e Elastografia

Como pode ser solicitado:

• Ultrassom com Elastografia

158
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Regiões estudadas:

• Fígado

Principais indicações:

• Doenças hepáticas; Grau de fibrose em portadores de hepatopatias


crônicas

EXAMES DE TOMOGRAFIA
COMPUTADORIZADA
Tomografia Computadorizada do Tórax  
Código Tabela TUSS: 41001079

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada do tórax.

Regiões estudadas:

• Parênquima pulmonar, pleura, mediastino, coração e grandes vasos,


parede torácica.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças pulmonares, pleurais e mediastinais,


avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: análise sumária do coração e grandes vasos.

Tomografia Computadorizada de Alta Resolução do Tórax


Código Tabela TUSS: 41001079

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada do tórax de alta resolução.

159
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Parênquima pulmonar, pleura, mediastino, coração e grandes vasos,


parede torácica.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças intersticiais do parênquima pulmonar.

Observações: análise sumária do coração e grandes vasos.

Angiotomografia Computadorizada do Tórax


Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada de tórax.


• Angiotomografia Computadorizada de vasos pulmonares.

Regiões estudadas:

• Artéria pulmonar e seus ramos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação de TEP.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada da Aorta Abdominal


Código Tabela TUSS: 41001184

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada da aorta abdominal.


• Angiotomografia da aorta abdominal.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal e seus ramos.

160
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação de


próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada da Aorta Torácica


Código Tabela TUSS: 41001176

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada da aorta torácica.

Regiões estudadas:

• Aorta torácica e troncos supra-aórticos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação de


próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada do Abdome


Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada de abdome superior.


• Angiotomografia Computadorizada de vasos mesentéricos.
• Angiotomografia Computadorizada de artérias renais.
• Angiotomografia Computadorizada de vasos hepáticos.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal.

161
Manual de Exames por Imagem

• Tronco celíaco.
• Artéria mesentérica superior.
• Artérias renais.
• Veias porta.
• Esplênica e mesentérica superior.
• Veia cava inferior.
• Veias hepáticas.
Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada da Pelve


Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia Computadorizada de artérias ilíacas.

Regiões estudadas:

• Artérias ilíacas comuns, internas e externas, veias ilíacas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Enterografia por Tomografia Computadorizada


Código Tabela TUSS: 41001095

Como pode ser solicitado:

• Enterografia por Tomografia Computadorizada.


• Tomografia Computadorizada de abdome total com enterografia.

162
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
• Tomografia Computadorizada de abdome total com efeito
enterográfico.

Regiões estudadas:

• Avaliação detalhada do intestino delgado; fígado, vesícula biliar,


baço, pâncreas, rins, adrenais, retroperitônio, bexiga, útero e anexos/
próstata e vesículas seminais.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças do intestino delgado.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste neutro,


administrado por via oral, imediatamente antes do exame, para
distender o intestino delgado, bem como meio de contraste iodado
por via endovenosa. O meio de contraste oral pode provocar diarreia
por até 4 horas após o exame.

Tomografia Computadorizada do Abdome Superior


Código Tabela TUSS: 41001109

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada do abdome superior.

Regiões estudadas:

• Fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, adrenais.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças dos órgãos supracitados, avaliação/


estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste iodado por via endovenosa. Deve ser
preterido em relação ao abdome total.

163
Manual de Exames por Imagem

Tomografia Computadorizada do Abdome Total


Código Tabela TUSS: 41001095

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada do abdome total.


• Tomografia Computadorizada de abdome e pelve.

Regiões estudadas:

• Fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, adrenais, retroperitônio,


bexiga, útero e anexos/próstata e vesículas seminais.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças dos órgãos supracitados.


• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste iodado por via endovenosa.

Tomografia Computadorizada da Pelve


Código Tabela TUSS: 41001117

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da pelve.

Regiões estudadas:

• Bexiga, útero e anexos.


• Próstata e vesículas seminais.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças dos órgãos supracitados.


• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste iodado por via endovenosa.

164
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
Angiografia por Ressonância Magnética
(Angiorressonância) Arterial da Pelve
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética de artérias ilíacas.


• Angiorressonância das artérias ilíacas.
• Angiorressonância arterial da pelve.

Regiões estudadas:

• Artérias ilíacas comuns, internas e externas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) Venosa da Pelve
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética de veias ilíacas.


• Angiorressonância de veias ilíacas.
• Angiorressonância venosa da pelve.

Regiões estudadas:

• Veias ilíacas.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

165
Manual de Exames por Imagem

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) do Tórax
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética do tórax.


• Angiorressonância do tórax.

Regiões estudadas:

• Artéria pulmonar e seus ramos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação de TEP.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) do Abdome
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética do abdome superior.


• Angiografia por Ressonância Magnética de vasos mesentéricos.
• Angiografia por Ressonância Magnética de artérias renais.
• Angiografia por Ressonância Magnética de vasos hepáticos.

Regiões estudadas:

• Tronco celíaco, artéria mesentérica superior, artérias renais, veias porta,


esplênica e mesentérica superior, veia cava inferior, veias hepáticas.

166
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) da Aorta Abdominal
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética da aorta abdominal.


• Angiorressonância da aorta abdominal.

Regiões estudadas:

• Aorta abdominal e seus ramos.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação


de próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste de


contraste paramagnético por via endovenosa.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) da Aorta Torácica
Código Tabela TUSS: 41101332

Como pode ser solicitado:

• Angiografia por Ressonância Magnética da aorta torácica.


• Angiorressonância da aorta torácica.

Regiões estudadas:

• Aorta torácica e troncos supra-aórticos.

167
Manual de Exames por Imagem

Principais indicações:

• Avaliação de doenças vasculares, avaliação pré e pós-colocação de


próteses.

Observações: é necessário utilizar meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

Colangiografia por Ressonância Magnética


Código Tabela TUSS: 41101359

Como pode ser solicitado:

• Colangiografia por Ressonância Magnética.


• Colangiorressonância.
• Ressonância Magnética com colangio pancreatografia.

Regiões estudadas:

• Vias biliares, vesícula biliar, ducto pancreático.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças bilío-pancreáticas, avaliação de icterícia.

Ressonância Magnética da Pelve


Código Tabela TUSS: 41101189

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética de pelve.

Regiões estudadas:

• Bexiga, útero e anexos/próstata e vesículas seminais, reto, ânus e


região perianal.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças dos órgãos supracitados.


168
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste paramagnético por via endovenosa.

Ressonância Magnética do Abdome Superior


Código Tabela TUSS: 41101170

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do abdome superior.

Regiões estudadas:

• Fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, adrenais.

Principais indicações:

• Avaliação de doenças dos órgãos supracitados.


• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

Observações: para a maioria das indicações clínicas, é necessário


utilizar meio de contraste paramagnético por via endovenosa.

Ressonância Magnética do Tórax


(Estudo do Mediastino)
Código Tabela TUSS: 41101120

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do tórax para estudo do mediastino.

Regiões estudadas:

• Pleura, mediastino, coração e grandes vasos, parede torácica.

Principais indicações:

• Avaliação de lesões pleurais e mediastinais.


• Avaliação/estadiamento de doenças oncológicas.

169
Manual de Exames por Imagem

Observações: o exame não é indicado para análise do parênquima


pulmonar.

EXAMES DE PET-CT ONCOLÓGICO


PET-CT Oncológico
Código Tabela TUSS: 40708128

Como pode ser solicitado:

• PET-CT oncológico.
• Tomografia por emissão de Pósitrons associada à Tomografia
Computadorizada – oncológica.
• Avaliação oncológica por PET-CT, PET-CT para (re)estadiamento
oncológico.

Regiões estudadas:

• Cabeça, pescoço, tórax, abdome e pelve.

Principais indicações:

• Estadiamento.
• Reestadiamento.
• Avaliação de resposta ao tratamento.
• Planejamento de radioterapia.
• Localização do melhor local para biópsia.
• Diferenciação de lesões benignas e malignas.

EXAMES RADIOLÓGICO
Urografia Excretora

Como pode ser solicitado:

• RX contrastado – Urografia, Urografia Excretora

170
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Regiões estudadas:

• Árvore excretora urinária a partir dos rins.

Principais indicações:

• Hematúria, ITU, Obstrução Urinária Aguda, Massas Renais, Urolitíase,


Nefrolitíase , Anormalidades congênitas, cálculos Renais.

Transito Intestinal

Como pode ser solicitado:

• RX contrastado – Transito Intestinal, Transito Intestinal

Regiões estudadas:

• Todos os segmentos do intestino delgado até o iníco do intestino


grosso.

Principais indicações:

• Avaliar morfologia do intestino e sua funcionalidade; Diarreia;


Constipação Intestinal; Dores Abdominais recorrentes;

REED

Como pode ser solicitado:

• RX contrastado –REED, RX contrastado do esôfago, estômago e


duodeno.

Regiões estudadas:

• Faringe, Esôfago, Estomago e Duodeno; É um exame radiológico do


trato gastrintestinal superior.

Principais indicações:

171
Manual de Exames por Imagem

• Refluxo gastro esofágico; Hérnias de hiato; Tumores; Inflamações;


Fibroses; Obstruções; Dificuldade de deglutição; Indigestão Severa;

Esôfagograma

Como pode ser solicitado:

• RX contrastado – Esôfagograma, RX contrastado do esôfago.

Regiões estudadas:

• Esôfago.

Principais indicações:

• Anomalias anatômicas; Dificuldade de Deglutição; Obstrução por


corpo estranho; Refluxo esofágico; Varizes Esofágicas.

Enema Opaco

Como pode ser solicitado:

• RX contrastado – Enema Opaco, Enema Opaco pela técnica de


Enchimento, Enema Opaco pela técnica de Duplo Contraste, Enema
Opaco pela Técnica de Neuhauser

Regiões estudadas:

• Intestino grosso(cólon) e Reto.

Principais indicações:

• Úlceras; Diverticulites; Pólipos; Neoplasias; Síndrome do Mega Cólon;


Diarreia Crônica; Hiperplasia Nodular Linfoide; Doença de Hirschprung;

172
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
Uretrocistografia Miccional

Como pode ser solicitado:

• RX contrastado – Uretrocistografia Miccional, Uretrocistografia


Miccional, Uretorcistografia Miccional ou Retrograda

Regiões estudadas:

• Árvore excretora urinária ( ureter, bexiga e rins).

Principais indicações:

• Refluxo vesico uretral; ITU; Pielonefrite; Obstrução de uretra;


Hidronefrose.

Observações: Uretrocistografia Retrógada, realizada somente


em pacientes do sexo masculino. Uretrocistografia Miccional e
Uretrocistografia Retrógada, são exames distintos.

173
Manual de Exames por Imagem

Bibliografia:

1) Michael P. Federle, R. Brooke Jeffrey, Paula J. Woodward. Diagnostic Imaging:


Abdomen. 2a Edição. Amirsys, 2009.

2) Jud W. Gurney. Diagnostic Imaging: Chest. 1a Edição. Amirsys, 2006.

3) Giovanni G. Cerri, Maria C. Chammas. Ultra-sonografia Abdominal 2a Edição.


Revinter, 2009.

4) Mathias Prokop, Michael Galanski. Spiral and Multislice CT of the Body.


Edição. Thieme, 2003.

5) Nichols KJ, Tomas MB, Tronco GG, et al. Optimizing the accuracy of
preoperative parathyroid lesion localization. Radiology. 2008;248:221–232.

6) Wimmer G, Profanter C, Kovacs P, et al. CT-MIBI-SPECT image fusion predicts


multiglandular disease in hyperparathyroidism. Langenbecks Arch Surg, 2010.

7) Beierwaltes WH. Endocrine imaging in the management of goiter and


thyroid nodules: part I. J Nucl Med 1991; 32:1455–1461.

8) B. Berman M, Braverman LE, Burke J, et al. MIRD dose estimate report


number 5. Radiation absorbed dose from I-123, I-124, I-125, I-126, I-130, I-131,
and I-132 as sodium iodide. J Nucl Med 1975; 16:857–860.

9) C. Cavalieri RR, McDougall IR. In vivo isotopic tests and imaging. In:
Braverman LE, Utiger RD, eds. Werner and Ingbar’s The thyroid. Philadelphia: JB
Lippincott, 1996.

10) D. Cooper DS, Doherty GM, Haugen BR, et al. Management guidelines for
patients with thyroid nodules and differentiated thyroid cancer. Thyroid 2006;
16:1-33

11) Fink-Bennett D, DeRidder P, Kolozsi WZ, Gordon R, Jaros R. Cholecystokinin


cholescintigraphy: detection of abnormal gallbladder motor function
in patients with chronic acalculous gallbladder disease. J Nucl Med.
1991;32:1695–1699.

12) Dondi M, Fanti S, Fabritiis AD, et al. Prognostic value of captopril renal
scintigraphy in renovascular hypertension.J Nucl Med. 1992; 33:2040–2044.

174
MEDICINA INTERNA - ONCOLOGIA
13) Cooper DS, Doherty GM, Haugen BR, et al. Revised American Thyroid
Association. Management guidelines for patients with thyroid nodules and
differentiated thyroid cancer. Thyroid. 2009;19:1167–1214.

14) Edge SB, Byrd DR, Compton CC, Fritz AG, Greene FL, Trotti A, eds. AJCC
Cancer Staging Manual. 7th ed., New York, NY: Springer; 2009:87–96.

15) Mazzaferri EL. Managing small thyroid cancers. JAMA. 2006;295:2179–


2182.

16) Bombardieri E, Ambrosini V, Aktolun C, et al. 111In-pentetreotide


scintigraphy: procedure guidelines for tumour imaging. Eur J Nucl Med Mol
Imaging. 2010;37:1441–1448.

175
NEUROLÓGICA,
CABEÇA E
PESCOÇO
Manual de Exames por Imagem

EXAMES DE MEDICINA NUCLEAR

Cintilografia Cerebral com Tálio-201


Código Tabela TUSS: 40707016

Como pode ser solicitado:

• Pesquisa de viabilidade tumoral com tálio.


• Cintilografia cerebral com Tálio-201.

Regiões estudadas:

• Sistema nervoso central.

Principais indicações:

• Detecção, avaliação de tecido tumoral viável pós-radioterapia,


quimioterapia.

Principais indicações:

• Avaliação de demências.
• Pesquisa de focos epileptogênicos.
• Avaliação em casos de distúrbios do comportamento.
• Estudo de viabilidade tumoral de lesões do SNC.

Cintilografia de Perfusão Cerebral


Código Tabela TUSS: 40707032

Como pode ser solicitado:

• Cintilografia de perfusão cerebral.

Regiões Estudadas:

• Cérebro.

Principais indicações:

• Hemorragias.
178
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
• Vasculopatias cerebrais.
• Demências.
• Distúrbios do comportamento.

EXAMES DE PET-CT ENCEFÁLICO

PET-CT Encefálico
Código Tabela TUSS: 400708128

Como pode ser solicitado:

• PET-CT encefálico.

• Tomografia por emissão de Pósitrons associada à Tomografia


Computadorizada – encefálica.
• Avaliação encefálica por PET-CT.

Regiões estudadas:

• Encéfalo.

Principais indicações:

• Avaliação de demências.
• Pesquisa de focos epileptogênicos.
• Avaliação em casos de distúrbios do comportamento.
• Estudo de viabilidade tumoral de lesões do SNC.

EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

Ressonância Magnética da Hipófise


Código Tabela TUSS: 41101022

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da hipófise.


• Ressonância Magnética da sela túrcica.

179
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Hipófise e região parasselar.

Principais indicações:

• Avaliação da hipófise (tumores e/ou outras disfunções da hipófise).


• Avaliação de lesões parasselares (ex: meningeomas,
craniofaringeomas).
• Avaliação de nanismo hipofisário (hipófise ectópica).

Ressonância Magnética do Crânio


Código Tabela TUSS: 41101014

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do crânio.


• Ressonância Magnética do encéfalo.

Regiões estudadas:

• Encéfalo (cérebro,cerebelo e tronco encefálico).


• Meninges.
• Calota craniana e partes moles do crânio.

Principais indicações:

• Avaliação de cefaleia, epilepsia, demência, acidentes vasculares


encefálicos, sintomas neurológicos diversos.
• Avaliação e acompanhamento de neoplasias primárias e/ou
secundárias do Sistema Nervoso Central (SNC).
• Avaliação e acompanhamento de esclerose múltipla ou outras
doenças desmielinizantes.
• Avaliação de processos inflamatórios/infecciosos no SNC.
• Avaliação de atraso do desenvolvimento neuropsicomotor.
• Avaliação de doenças congênitas com comprometimento primário e/
ou secundário do SNC.

180
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Ressonância Magnética do Plexo Braquial
Código Tabela TUSS: 41101243

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do plexo braquial direito ou esquerdo


(especificar o lado no pedido) – exame unilateral.

Regiões estudadas:

• Plexo braquial unilateral.

Principais indicações:

• Avaliação de lesões no plexo braquial (tumores, trauma ou


processos inflamatórios).
• Avaliação de sintomas neurológicos nos membros superiores com
suspeita de origem no plexo braquial.

Ressonância Magnética da Coluna Cervical


Código Tabela TUSS: 41101227

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna cervical.

Regiões estudadas:

• Coluna cervical e transição craniocervical.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna cervical.
• Avaliação de dores no pescoço e/ou em membros superiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores da coluna
cervical e regiões perivertebrais.
• Avaliação de doenças desmielinizantes, processos inflamatórios e/
ou infecciosos.
181
Manual de Exames por Imagem

• Avaliação da transição craniocervical.


• Avaliação de malformações congênitas.

Ressonância Magnética da Coluna Lombar


Código Tabela TUSS: 41101227

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna lombar.

Regiões estudadas:

• Coluna lombar.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna lombar.
• Avaliação de dores na coluna e/ou em membros inferiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores da coluna
lombar e regiões perivertebrais.
• Avaliação de doenças desmielinizantes, processos inflamatórios e/ou
infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

Ressonância Magnética da Coluna Torácica


Código Tabela TUSS: 41101227

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna torácica.

Regiões estudadas:

• Coluna torácica.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna torácica.

182
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
• Avaliação de dores na coluna torácica.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores da coluna
torácica e regiões perivertebrais.
• Avaliação de doenças desmielinizantes, processos inflamatórios e/
ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

Ressonância Magnética do Crânio com Estudo


de Fluxo Liquórico
Código Tabela TUSS: 41101235 + 41101014 (R. M. Crânio)

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética de crânio com medida do fluxo liquórico.

Regiões estudadas:

• Encéfalo, acrescido da avaliação específica do aqueduto cerebral


para avaliar fluxo liquórico.

Principais indicações:

• Avaliação do fluxo liquórico no aqueduto cerebral.


• Avaliação de hidrocefalias.
• Aumento da sensibilidade para diagnóstico de hidrocefalia de
pressão normal.

Observações: o estudo do fluxo liquórico é um complemento do


exame de Ressonância Magnética do crânio. Ambos exames devem
ser solicitados no pedido médico.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) Arterial do Crânio
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiorressonância Magnética arterial do crânio.


• Angiorressonância Magnética do crânio com ênfase na fase arterial.

183
Manual de Exames por Imagem

• Angiografia arterial por Ressonância Magnética do crânio.

Regiões estudadas:

• Estruturas vasculares arteriais do polígono de Willis.

Principais indicações:

• Suspeita de aneurisma cerebral.


• Suspeita de malformações arteriovenosas (fases arterial e venosa).
• Avaliação arterial no acidente vascular encefálico.

Observações: se houver necessidade do estudo morfológico do


encéfalo, solicitar também a Ressonância Magnética do crânio.

Angiografia por Ressonância Magnética


(Angiorressonância) Venosa do Crânio
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiorressonância Magnética venosa do crânio.


• Angiorressonância Magnética do crânio com ênfase na fase venosa.
• Angiografia venosa por Ressonância Magnética do crânio.

Regiões estudadas:

• Seios venosos e veias do crânio.

Principais indicações:

• Suspeita de trombose venosa (fase venosa).


• Suspeita de malformações arteriovenosas (fases arterial e venosa).
• Avaliação da invasão/obliteração de seios venosos por lesões
expansivas (fase venosa).

Observações: é necessário o uso de meio de contraste paramagnético


por via endovenosa.

184
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Espectroscopia por Ressonância Magnética
(é um complemento da Ressonância Magnética do crânio)
Código Tabela TUSS: 41101065

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do crânio com espectroscopia.

Regiões estudadas:

A espectroscopia, especificamente, estuda pequena porção do


parênquima encefálico ou focalmente a lesão do ponto de vista de
sua composição metabólita.

Principais indicações:

• Avaliação de lesões tumorais, ajudando a diferenciar lesões


tumorais benignas, malignas, metastáticas ou inflamatórias.
• Avaliação de lesões tumorais após radioterapia para diferenciar
radionecrose de neoplasia.
• Avaliação de demências, notadamente Doença de Alzheimer.
• Avaliação de doenças desmielinizantes e/ou erros inatos do
metabolismo em crianças.

Observações: a espectroscopia por Ressonância Magnética do


crânio é um complemento do exame de Ressonância Magnética do
crânio. Ambos os exames devem ser solicitados no pedido médico.

Perfusão Cerebral por Ressonância Magnética


Código Tabela TUSS: 41101057

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do crânio com perfusão magnética (serão


realizados dois exames: Ressonância Magnética de crânio e perfusão).
• Ressonância Magnética de crânio com perfusão magnética e
espectroscopia (serão realizados três exames: Ressonância Magnética
de crânio, perfusão e espectroscopia).

185
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Avaliação de região específica de parênquima encefálico ou de lesão.


• Definida do ponto de vista de volume sanguíneo.

Principais indicações:

• Avaliação da pefusão cerebral no Acidente Vascular Encefálico, para


detecção de área de penumbra, com indicação de trombólise (uso
estrito em urgências).
• Avaliação de tumores cerebrais (é interessante o uso associado com
espectroscopia).
• Avaliação na diferenciação de tumores cerebrais de radionecrose (é
interessante o uso associado com espectroscopia).

Observações: a perfusão por Ressonância Magnética do crânio é um


complemento do exame de Ressonância Magnética do crânio. Ambos
exames devem ser solicitados no pedido médico.

É necessário o uso de meio de contraste paramagnético por via


endovenosa.

Ressonância Magnética Lombar com Carga


Código Tabela TUSS: 41101227 + 41401026 (R. M. Carga Isocinética)

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da coluna cervical, torácica ou lombar


(dependendo da região de interesse) com carga.

Regiões estudadas:

• Colunas cervical, torácica ou lombar.

Principais indicações:

• Avaliação de trauma na coluna.

Utilizado quando se suspeita de protrusões discais ou hérnias que só


aparecem após aplicação de carga.

186
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Angiografia por Ressonância Magnética
(Angiorressonância) de Carótidas e Vertebrais
Código Tabela TUSS: 41101324

Como pode ser solicitado:

• Angiorressonância das carótidas e vertebrais.


• Angiorressonância dos vasos cervicais arteriais.

Regiões estudadas:

• Artérias carótidas e vertebrais.

Principais indicações:

• Avaliação de obstrução das artérias cervicais, seja por processo


aterosclerótico, compressão extrínseca ou dissecção.
• Avaliação de malformações vasculares (sempre utiliza meio de
contraste por via endovenosa - à base de gadolínio).

Observações: é necessário o uso de meio de contraste


paramagnético por via endovenosa.

Ressonância Magnética da Face/Seios da Face


Código Tabela TUSS: 41101090

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética da face.


• Ressonância Magnética dos seios da face.

Regiões estudadas:

• Seios da face, cornetos, septo nasal, partes moles da face.

Principais indicações:

• Caracterização e estadiamento de sinusopatias inflamatórias com

187
Manual de Exames por Imagem

comportamento expansivo/agressivo.
• Caracterização de lesões neoplásicas e seu estadiamento, sobretudo
repercussões em estruturas de partes moles.
• Avaliação da cavidade nasal.

Ressonância Magnética dos Ouvidos


Código Tabela TUSS: 41101081

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética dos ossos temporais.


• Ressonância Magnética dos ouvidos.

Regiões estudadas:

• Conduto auditivo externo.


• Janelas oval e redonda.
• Conteúdo líquido das estruturas do ouvido interno e sua morfologia.
• VII e VIII pares e suas subdivisões.

Principais indicações:

• Avaliação da surdez condutiva, neurossensorial ou mista.


• Avaliação de zumbido.
• Avaliação de vertigens.
• Avaliação da paralisia facial periférica.
• Suspeita e estadiamento de otite maligna externa.
• Avaliação e caracterização de malformações.
• Avaliação pré-implante coclear – (complementar à Tomografia
Computadorizada).
• Detecção, caracterização, avaliação e estadiamento de condições
neoplásicas (notadamente o comprometimento de partes moles) –
complementar à Tomografia Computadorizada.
• Avaliação dos espaços líquidos dos labirintos e lesões intralabirínticas.
• Avaliação do trajeto do VII par.
• Avaliação do trajeto do VIII par e suas subdivisões.

Observações: exame sempre bilateral.

188
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Ressonância Magnética das Órbitas
Código Tabela TUSS: 41101073

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética das órbitas.


• Ressonância Magnética das vias ópticas.

Regiões estudadas:

• Globos oculares.
• Musculatura extrínseca e intrínseca das órbitas.
• Nervo óptico.

Principais indicações:

• Avaliação de exoftalmia.
• Avaliação do nervo óptico e suas patologias.
• Avaliação e estadiamento de patologias inflamatórias com suspeita
de celulite orbitária.
• Diagnóstico, avaliação e estadiamento de doenças neoplásicas
(como complementar à Tomografia Computadorizada, com melhor
avaliação de partes moles).

Observações: exame sempre bilateral.

Ressonância Magnética do Pescoço


Código Tabela TUSS: 41101111

Como pode ser solicitado:

• Ressonância Magnética do pescoço.


• Ressonância Magnética cervical.

Regiões estudadas:

• Faringe, laringe, musculatura do pescoço, glândulas salivares,


tireoide.

189
Manual de Exames por Imagem

Principais indicações:

• Avaliação de linfonodomegalias notadamente cervical.


• Avaliação da rouquidão.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de nodulações em glândulas
salivares.
• Estadiamento de neoplasias de cabeça e pescoço, notadamente da
faringe e/ou laringe.
• Avaliação topográfica e morfológica grosseira da tireoide (não é o
exame de eleição para avaliação de seu parênquima).
• Acompanhamento pos tireoidectomia, notadamente com aumento
de tireoglobulina.
• Avaliação na suspeita de doenças da paratireoide.

EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA


Tomografia Computadorizada da Coluna Cervical
Código Tabela TUSS: 41001125

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da coluna cervical.

Regiões estudadas:

• Coluna cervical e transição craniocervical.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna cervical.
• Avaliação de dores no pescoço e/ou em membros superiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores na região da
coluna cervical e regiões perivertebrais.
• Avaliação de processos inflamatórios e/ou infecciosos.
• Avaliação da transição craniocervical.
• Avaliação de malformações congênitas.

190
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Observações: o exame compreende 3 segmentos da coluna cervical.
Caso seja necessário estudo de mais de 3 segmentos, explicitá-los no
pedido médico.

Tomografia Computadorizada da Coluna Torácica


Código Tabela TUSS: 411001125

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da coluna torácica.

Regiões estudadas:

• Coluna torácica.

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna torácica.
• Avaliação de dores na coluna torácica.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores na região da
coluna cervical e regiões perivertebrais.
• Avaliação de processos inflamatórios e/ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

Observações: o exame compreende 3 segmentos da coluna


torácica. Caso seja necessário estudo de mais de 3 segmentos,
explicitá-los no pedido médico.

Tomografia Computadorizada da Coluna Lombar


Código Tabela TUSS: 411001125

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da coluna lombar.

Regiões estudadas:

• Coluna lombar.

191
Manual de Exames por Imagem

Principais indicações:

• Suspeita de hérnia de disco.


• Avaliação de trauma na coluna lombar.
• Avaliação de dores na coluna lombar e/ou em membros inferiores.
• Avaliação de alterações degenerativas.
• Avaliação, caracterização e estadiamento de tumores na região da
coluna lombar e regiões perivertebrais.
• Avaliação de processos inflamatórios e/ou infecciosos.
• Avaliação de malformações congênitas.

Observações: o exame compreende 3 segmentos da coluna lombar.


Caso seja necessário estudo de mais de 3 segmentos, explicitá-los no
pedido médico.

Tomografia Computadorizada da Hipófise


Código Tabela TUSS: 41001010

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da hipófise.


• Tomografia Computadorizada da sela túrcica.

Regiões estudadas:

• Hipófise e região parasselar.

Principais indicações:

• Avaliação da hipófise (tumores e/outras disfunções da hipófise).


• Avaliação de lesões parasselares ( ex.: meningeomas, craniofaringeomas).

Angiotomografia Computadorizada de Carótidas


e Vertebrais
Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomigrafia das carótidas e vertebrais.

192
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
• Angiotomografia dos vasos arteriais cervicais.

Regiões estudadas:

• Artérias carótidas e vertebrais.

Principais indicações:

• Avaliação de obstrução das artérias cervicais, seja por processo


aterosclerótico, compressão extrínseca ou dissecção.
• Avaliação de malformações vasculares.

Observações: é necessário o uso de meio de contraste iodado por


via endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada Arterial Cerebral


Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia arterial do crânio.

Regiões estudadas:

• Artérias cerebrais

Principais indicações:

• Avaliação de obstrução das artérias cerebrais.


• Pesquisa de aneurisma cerebral.
• Avaliação de malformações vasculares.

Observações: é necessário o uso de meio de contraste iodado por


via endovenosa.

Angiotomografia Computadorizada Venosa Cerebral


Código Tabela TUSS: 41001168

Como pode ser solicitado:

• Angiotomografia venosa do crânio.


193
Manual de Exames por Imagem

Regiões estudadas:

• Veias do crânio.

Principais indicações:

• Avaliação de obstrução das veias cerebrais por causas extrínsecas


ou trombose.
• Avaliação de malformações vasculares.

Observações: é necessário o uso de meio de contraste iodado por via


endovenosa.

Tomografia Computadorizada da Face/Seios da Face


Código Tabela TUSS: 41001036

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada da face.


• Tomografia Computadorizada dos seios da face.

Regiões estudadas:

• Seios da face.
• Cornetos.
• Septo nasal.
• Ossos próprios do nariz.

Principais indicações:

• Avaliação de sinusopatias inflamatórias e seu estadiamento.


• Avaliação de lesões neoplásicas e seu estadiamento, sobretudo
repercussões sobre o relevo ósseo.
• Avaliação da cavidade nasal.
• Trauma da face.

194
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Tomografia Computadorizada das Mastoides
Código Tabela TUSS: 41001028

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada das mastoides.


• Tomografia Computadorizada de ossos temporais.
• Tomografia Computadorizada dos ouvidos.

Regiões estudadas:

• Conduto auditivo externo.


• Relevo ósseo da caixa timpânica.
• Cadeia ossicular.
• Platina do estribo.
• Tendões musculares.
• Janelas oval e redonda.
• Relevo ósseo das estruturas do ouvido interno e sua morfologia.
• Trajeto ósseo do VII par.

Principais indicações:

• Avaliação da surdez condutiva, neurossensorial ou mista.


• Avaliação de zumbido.
• Avaliação de vertigens.
• Estadiamento de condições inflamatórias crônicas.
• Avaliação da paralisia facial periférica.
• Avaliação pós trauma, sobretudo cursando com otorreia
sanguinolenta.
• Avaliação e caracterização de malformações.
• Diagnóstico e estadiamento da otosclerose.
• Avaliação pré e pós-implante coclear.
• Detecção, avaliação e estadiamento de condições neoplásicas
(notadamente seu comprometimento das estruturas ósseas).

Observações: exame sempre bilateral.

195
Manual de Exames por Imagem

Tomografia Computadorizada das Órbitas


Código Tabela TUSS: 41001010

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada das órbitas.

Regiões estudadas:

• Globos oculares, musculatura extrínseca e intrínseca das órbitas,


estruturas ósseas das órbitas, avaliação sumária do nervo óptico.

Principais indicações:

• Avaliação de exoftalmia.
• Trauma orbitário.
• Avaliação e estadiamento de patologias inflamatórias com
suspeita de celulite orbitária.
• Diagnóstico, avaliação e estadiamento de doenças neoplásicas.

Observações: exame sempre bilateral.

Tomografia Computadorizada do Pescoço


Código Tabela TUSS: 41001060

Como pode ser solicitado:

• Tomografia Computadorizada do pescoço.


• Tomografia Computadorizada cervical.

Regiões estudadas:

• Faringe.
• Laringe.
• Musculatura do pescoço.
• Glândulas salivares.
• Tireoide.

196
NEUROLÓGICA, CABEÇA E PESCOÇO
Principais indicações:

• Avaliação de linfonodomegalias notadamente cervical.


• Avaliação da rouquidão.
• Avaliação e estadiamento de nodulações em glândulas salivares.
• Estadiamento de neoplasias de cabeça e pescoço, notadamente da
faringe e/ou laringe.
• Avaliação topográfica e morfológica grosseira da tireoide (não é o
exame de eleição para avaliação de seu parênquima).
• Acompanhamento pos tireoidectomia, notadamente com aumento
de tireoglobulina.
• Avaliação na suspeita de doenças da paratireoide.

Bibliografia:

1) Anne G. Osborn, Karen L. Salzman, K.L, James A. Barcovich. Diagnostic


Imaging: Brain. 2a Edição. Amirsys, 2009.
2) H. Ric Harnsberger,.Christine M. Glastonbury, Michelle A. Michel, Bernadette L.
Koch. Diagnostic Imaging: Head And Neck. 2a Edição. Amirsys, 2010.
3) Jeffrey S. Ross, Kevin R. Moore, Bryson Borg Diagnostic Imaging: Spine. 2a
Edição. Amirsys, 2010.
4) Devous MD Sr. SPECT functional brain imaging. In: Kramer EL, Sanger J, eds.
Clínical SPECT Imaging. New York, NY: Raven Press, Ltd.; 1995:97–128. Pacia
SV, Bose A, Fayad P, Smith EO, Hoffer PB, Brass LM. Single-photon emission
computed tomography in distal field hypoperfusion. J Neuroimaging.
1991;1:31–33.
5) Holman BL, Devous MD Sr. Functional brain SPECT: the emergence of a
powerful clínical method. J Nucl Med. 1992;33:1888–1904.

197
TELERRADIOLOGIA
Um serviço moderno e inovador que vai ampliar suas ofertas no diagnóstico por imagem.

COMO FUNCIONA
Exames oferecidos: Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada.

Tomografia Computadorizada
Ressonância Magnética

Central de Laudos
PACS Hermes Pardini Imagem

Segurança Liberação de
laudos em até 48h

DIFERENCIAIS VANTAGENS
EQUIPE QUALIFICADA USO COMPLEMENTAR DO SERVIÇO DE
São dezenas de médicos e especialistas em radiologia DIAGNÓSTICO POR IMAGEM LOCAL
à sua disposição para a emissão dos laudos. Essa facilidade torna possível expandir a agenda
de atendimento do seu negócio para até 24h.
SEGURANÇA
Todas as imagens enviadas para análise chegam até SEGUNDA OPINIÃO DE ESPECIALISTAS
o Hermes Pardini por meio de um sistema particular Exames que já tenham o parecer dos seus
e seguro. especialistas podem ser enviados ao Hermes Pardini
para que seja realizada uma segunda análise.
EXPERIÊNCIA
O Hermes Pardini atende à cerca de cinco mil COBERTURA DE EQUIPE LOCAL AUSENTE
laboratórios em todo o Brasil, por meio de sua A Telerradiologia também funciona como um
unidade de apoio clínico, e utiliza toda essa suporte de pessoal para o seu negócio durante a
expertise no serviço de Telerradiologia. ausência dos seus profissionais que podem estar
de férias, em congressos, de licença etc.
CONFIANÇA
A marca Hermes Pardini é reconhecida MARGENS AMPLIADAS
nacionalmente por características como agilidade e A Telerradiologia oferecida pelo Hermes Pardini
confiança, as quais com certeza agregarão valor ao permite um aumento da sua lucratividade.
seu negócio.

DISPONIBILIDADE Entre em contato e informe-se sobre como implementar


Cadastro e envio de imagens a qualquer momento, a Telerradiologia Hermes Pardini no seu negócio.
24 horas por dia e todos os dias da semana. CONTATOS COMERCIAIS:
www.hermespardini.com.br/contatocomercial
Tel.: (31) 3228-6500
solution

www.hermespardini.com.br