Вы находитесь на странице: 1из 7

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Santo Ângelo

Departamento de Engenharias e Ciência da Computação


Curso de Engenharia Elétrica
Disciplina: Eletrônica Analógica I

Laboratório de Eletrônica Analógica – Transistores bipolares

Alunos:
Fabricio Monteiro
Juliano Kreuzberg
Matheus Fernandes
Rodrigo Möller

Professor: Claudio Tomm

Santo Ângelo, 18 de Maio de 2016.


1 – OBJETIVO

Construir circuitos lógicos e circuitos de controle com transistores e


analisar as características dos respectivos circuitos.

2 – INTRODUÇÃO

O transistor é um componente eletrônico semicondutor que começou a


popularizar-se na década de 1950, tal componente foi o grande responsável pela
revolução da eletrônica. Os transistores são usados principalmente como
amplificadores e interruptores de sinais elétricos. Se hoje temos computadores
pessoais, telefones celulares, e muitos outros equipamentos eletrônicos
compactos e baratos, é graças a invenção deste componente.
A chave da importância do transistor na sociedade moderna é a
possibilidade de produzi-lo em enormes quantidades usando uma série de
técnicas simples, resultando preços irrisórios. Também pode-se ressaltar seu
fácil manuseio e seu baixo consumo de energia se comparados com outros
dispositivos eletrônicos.
Desde sua invenção este componente passou por vários
aperfeiçoamentos e novos tipos foram inventados usando materiais e métodos
diversos, tendendo sempre a serem mais pequenos e consumindo cada vez
menos energia.
3 – PRÁTICA 1
A pratica 1 consiste em realizar a montagem do circuito eletrônico
proposto na figura 1, usando os seguintes componentes: 2 transistores BC548,
2 resistores de 10KW e 1 resistor de 3.3KW.

Figura 1.

O circuito eletrônico após montado foi alimentado com uma tensão de 5


volts, conforme indicado na figura 1, usando uma fonte chaveada disponível no
laboratório. A partir do circuito montado analisou-se as entradas e saídas do
circuito com auxílio de um multímetro. Os dados obtidos foram registrados na
tabela 1 mostrada abaixo:

Entradas Saída
A B C
0v 0v 0v
0v 5v 4.3v
5v 0v 4.3v
5v 5v 4.3v
Tabela 1: Dados obtidos a partir do circuito 1 com uso do multímetro.

A partir dos dados obtidos é possível constatar que o circuito da figura 1


se comporta como uma porta lógica do tipo “OR”.
4 – PRATICA 2

A pratica 2 consiste em realizar a montagem do circuito eletrônico


proposto na figura 2, usando os mesmos componentes descritos na pratica 1.

Figura 2.

O circuito eletrônico após montado foi alimentado com uma tensão de 5


volts, conforme indicado na figura 2, usando uma fonte chaveada disponível no
laboratório. A partir do circuito montado analisou-se as entradas e saídas do
circuito com auxílio de um multímetro. Os dados obtidos foram registrados na
tabela 2 mostrada abaixo:

Entradas Saída
A B C
0v 0v 0v
0v 5v 4.3v
5v 0v 4.3v
5v 5v 4.3v
Tabela 2: Dados obtidos a partir do circuito 2 com uso do multímetro.

A partir dos dados obtidos e amostrados na tabela 2 é possível constatar


que o circuito da figura 2 se comporta como uma porta lógica do tipo “AND”.
5 – PRATICA 3
A pratica 3 consiste em realizar a montagem do circuito eletrônico
proposto na figura 3, usando os seguintes componentes: 1 LED vermelho, 1
transistor BC548, 1 resistor de 10KW e 1 resistor de 330W.

Figura 3.

Sendo que os 2 resistores utilizados foram obtidos através do cálculo a


baixo:

(𝑉𝑐𝑐 − 𝑉𝑐𝑒)
𝑅𝑐 =
𝐼𝐿𝐸𝐷

Sabendo que a tensão de alimentação do circuito será de 5v e a corrente


máxima do LED é de 15 mA obtemos:

(5 − 0.7)
𝑅𝑐 = = 286,66Ω
15 ∙ 10−3
Como este valor de resistor não se dispunha no laboratório usou-se um
de 330 Ω, por ser o valor comercial mais próximo disponível para pratica. Para a
base foi arbitrada um resistor de 10K Ω.
Conforme solicitado no exercício, após feita a montagem do circuito
eletrônico, analisou-se o comportamento apresentado pelo LED em relação a
mudança de posição da chave mostrada na figura 3. Foi possível observar que
quando a chave estava na posição “ON” o LED permanece ligado, e quando
posicionada na posição “OFF” o LED permanece desligado, ocorrendo o mesmo
quando a chave se posiciona em uma posição intermediária.
Tal resultado foi obtido pelo fato de se usar um transistor bipolar do tipo “NPN”
que conduz corrente entre coletor e emissor quando flui uma corrente da sua
base para o emissor.

6 – PRATICA 4
A pratica 4 consiste em realizar a montagem do circuito eletrônico proposto
na figura 4, usando os seguintes componentes: 1 transistor BC558, 1 resistor de
2,2KW e 1 resistor de 270W e um potenciômetro.

Figura 4.
Montando o circuito proposto (figura 8), utilizamos o potenciômetro para
controlar a corrente de base do transistor. Temos como resultado a tabela 3.

Figura 5.
Ib(mA) Vce(V) Vrc (V) Ib(mA)
0,15 8,54 3,3 10,3
0,3 8,5 3,5 10,1
0,5 8,53 3,57 10,1
1 8,6 3,6 10,2
3 8,62 3,7 10,3
5 8,65 3,72 10,3
Tabela 3.

BIBLIOGRAFIA

http://www.newtoncbraga.com.br/index.php/artigos/67-historia-da-
eletronica/407-a-historia-do-transistor.html