Вы находитесь на странице: 1из 5

Escola Estadual “Monsenhor Antônio José Ferreira”

Rua João Martins Pereira, n° 80


Bairro Paulo VI, Conselheiro Lafaiete – MG, CEP.: 36400-000
Tel.: (31) 3761-1373

“ALIMENTAÇÃO RESPONSÁVEL”

Elaboração: Aparecida do Rosário de Oliveira, professora de Sociologia.

Conselheiro Lafaiete, abril de 2018


1. Problematização/Justificativa

O Brasil está passando por uma mudança em relação aos hábitos alimentares, deixando de consumir

alimentos saudáveis como frutas, verduras e cereais para adoção de uma dieta pobre nutricionalmente, rica

em sal, gordura, açúcar e poucas fibras.

Nas últimas décadas, o número de crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade aumentou muito no

Brasil. Este fato também é constatado no ambiente escolar, podemos observar que a escola oferece uma

dieta saudável aos alunos, mas alguns trazem lanches com alto teor de sódio e gordura para complementar

uma refeição que já é satisfatória do ponto de vista nutricional. Os hábitos alimentares dos adolescentes do

Ensino Fundamental e Médio podem desencadear uma série de problemas de saúde física. Mas nosso foco

também é trabalhar o impacto que uma alimentação –saudável ou não- pode causar no ritmo do aprendizado

dos alunos.

Os altos teores de sal, açúcar e gordura presente nesses alimentos interferem no metabolismo. Alguns

excessos podem causar uma preguiça aparente, desânimo, sensação de cansaço, sonolência por que

desarmoniza o funcionamento regular e comprometer o rendimento escolar. O processamento dos itens

citados acima acaba causar uma espécie de “overdose” no organismo.

Com o intuito de desenvolver uma educação integral, pretendemos desenvolver ações de conscientização e

responsabilidade dos alunos em relação à forma como se alimentam estimulado o respeito à horários,

ingestão de nutrientes variados conforme a necessidade individual e, higienização dos alimentos. Nosso

corpo é nossa residência, precisamos cuidar e preservar para manter boa saúde.

2. Público – alvo

Todos os alunos do Ensino Fundamental e Médio, incluindo o Ensino Regular e EJA da Escola Estadual

“Monsenhor Antônio José Ferreira” e a comunidade escolar.

3. Objetivo Geral
Desenvolver ações interdisciplinares que permita diagnóstico e reflexão sobre os hábitos alimentares e os

cuidados com o corpo dentro da nossa comunidade escolar a fim de melhorar a saúde física e mental dos

nossos alunos.

4. Objetivo Específico

- Conscientizar os alunos sobre a importância de se alimentarem de forma correta, a fim de corrigir ou

minimizar os problemas de saúde presentes na comunidade escolar, visando diminuir os fatores de risco para

muitas doenças.

- Fazer um estudo sobre a quantidade e a qualidade dos alimentos que são ingeridos pelos alunos

cotidianamente e comparar os valores nutricionais destes alimentos com os valores considerados ideais para

a sua idade e sexo.

- Estimular a alimentação saudável nos alunos buscando a promoção de hábitos alimentares e estilos de vida

saudáveis, como prevenção ao aumento dos casos de obesidade e de doenças crônico-degenerativas na

infância, e na adolescência.

- Criar atividades em que o educando possa ser um multiplicador de conceitos e práticas de alimentação e

nutrição envolvendo toda a comunidade escolar (educadores, alunos e pais/responsáveis).

- Proporcionar a construção da consciência de como se alimentar de maneira adequada, econômica e

saudável e multiplicá-los à família.

5. Desenvolvimento

Língua Portuguesa/ Línguas Estrangeiras Modernas ( Inglês e Espanhol)/ Educação Física: tipos

textuais (receitas, cardápio, propaganda), variação linguística (regionalismos na culinária), traduções

(alimentos e identidade latino americana), curiosidades.

Matemática/ Biologia/ Química/ Física: preço de produtos, porcentagem (descontos, inflação), orçamento

(economia doméstica), nutrição (necessidades diárias em cada fase de idade), saúde, reações (alergias e

intolerâncias), IMC, cesta básica (preços e comparações de produtos) .


História/ Sociologia/ Filosofia/ Geografia/ Ética e Cidadania: hábitos alimentares e produção por região;

influências estrangeiras na nossa dieta; culturas alimentares pelo mundo; estética e relações com o corpo;

restrições alimentares pela religião; consumismo e desperdício.

Diversidade, Inclusão e mundo do trabalho: trabalhar a horta da escola, nos horário das aulas de

diversidade. Teoria e prática. Horta vertical e no solo; variedade de verduras e frutas; técnicas de cultivo;

composição do solo; produtos orgânicos; risco dos agrotóxicos e transgênicos.

6. Ações Previstas

1° Momento

 Triagem de toda a comunidade escolar com identificação de IMC, glicose e pressão arterial, prática

ou não de atividade física;

 Montagem de um banco de dados por série e idade;

 Identificação de uso de algum medicamento;

 Construção de uma planilha com esses dados.

 Manutenção da hora e das árvores frutíferas da Escola ( goiabeira e mangueira).

2° Momento

 Identificação dos hábitos alimentares (exemplo: quantas vezes por semana os alunos comem fora de

casa; quantas vezes comem salgadinhos, biscoitos e refrigerantes – todos com alto teor de sódio,

açúcar e gordura-);

 Identificação de atividade física ou sedentarismo;

 Coleta mensal desses dados;

 Pesquisa de preços dos itens de uma cesta básica;

 Leitura e construção de textos sobre as consequências dos maus hábitos para a saúde.

3° Momento

 Construção de gráficos com os resultados obtidos;

 Análise desses dados;


 Construção de ficha individual;

 Ação coletiva de reflexão sobre os hábitos alimentares e qualidade de vida;

 Reflexão sobre nossa existência e as consequências sobre atos que fragilizam nossa saúde.

7. Cronograma

Abril: Triagem de toda a comunidade escolar com identificação de IMC, glicose e pressão arterial, prática

ou não de atividade física; Montagem de um banco de dados por série e idade; Identificação de uso de algum

medicamento;

Maio: Construção de uma planilha com dados do mês de abril; nova coleta e atualização dos dados.

Concurso de redação, desenho e poesia.

Junho e julho: Construção de uma planilha com dados do mês de maio; nova coleta e atualização dos

dados; palestra com um profissional em nutrição ou educação física; análise dos pratos típicos das festas

juninas em todo o país;

Agosto: Construção de uma planilha com dados do mês de junho; nova coleta e atualização dos dados.

Análise das alterações de cardápio e hábitos no período de recesso escolar.

Setembro: Construção de uma planilha com dados do mês de agosto; nova coleta e atualização dos dados.

Atividades físicas: dança, campeonatos esportivos, caminhada, etc, que estimule a prática de atividades

físicas aliada a Virada Educação.

Outubro: Construção de uma planilha com dados do mês de setembro; nova coleta e atualização dos dados.

Novembro: Conclusão. Gráfico anual comparativo. Promoção de atividades variadas (gincanas, jogos,

teatro, etc) da Semana de Educação para a Vida.

Похожие интересы