You are on page 1of 11

CORRIDAS DE

REVEZAMENTO

Prof.Demétrius Brandão
Prof. Iko Trindade
Prof.Fernando Landim
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
•São 4 corredores, onde cada um percorre uma distância semelhante
Podendo ser 100 ou 400 metros, conduzindo um bastão.
•O bastão é passado de mão em mão entre cada componente
da equipe, advindo assim o nome da prova, já que esse bastão é
trocado entre os corredores. Essa troca deverá ser feita na dentro da
zona de passagem ou zona de revezamento.
•Esta, é constituída por um espaço de 20m situado dentro da raia.
•No caso das provas de 4x100m , onde cada corredor perfaz um
percurso de 100m, a zona de passagem é demarcada 10m antes e
10m depois de cada um dos 100m que constituem em cada uma das
etapas da prova. Sendo assim, a 1a.zona de passagem tem seu início
aos 90m e o final nos 110m.A segunda aos 190 e finaliza aos 210 e a
Terceira aos 290m e finaliza aos 310, formando assim o conjunto de
3 zonas de passagem ou de revezamento. Onde, o quarto corredor
recebe o bastão e o conduz até o final da prova.
NOTA

“No caso do 4x400, existe apenas uma zona de passagem,


porquê cada componente da equipe percorre 400m,
ou seja, uma volta na pista, que oficialmente possui essa
medida. Desta forma, o início da prova se dá no mesmo
local onde se realizam os revezamentos, ou seja, na zona
de passagem, assim como também o seu final”,
(Fernandes, 2003, pág117 e 118.)
2a.
2a.Zona
Zonade
depassagem 1a.
passagem 1a.Zona
Zonade
depassagem
passagem

Saída
Saídaeechegada.
chegada.
3a.
3a.Zona
Zonade
depassagem
passagem
MECANISMOS DE AÇÃO
ESPECÍFICA
OU
Tipos de Estilos de
passagem passagem

Formas de passagem
Francês ou descendente

Possibilita
Possibilitaum
umespaço
espaçolivre
livremaior
maiorfacilitando
facilitandoaaentrega.
entrega.
Alemão ou Ascendente

Polegar
Polegarforma
formauma
umaletra
letraVVvoltada
voltadapara
parabaixo
baixoemem
direção
direçãoaoaosolo.Inconveniente
solo.Inconvenientedo doestilo
estiloreside
resideno
no
perigo
perigododobastão
bastãocair
cairda
damão.
mão.JáJáque
queaametade
metadeanterior
anterior
do
dobastão
bastãotem
temdedeestar
estarlivre
livre
FORMAS DE PASSAGEM
• Passagem não visual ou “AS CEGAS”
Ocorre nas provas de curta distância onde procura se
minimizar a perda de tempo e a diminuição da
velocidade, onde o atleta que recebe o bastão, o faz
sem olhar para trás.
• Passagem visual
Característica dos revezamentos longos onde o atleta
que chega com o bastão já está bastante cansado e
com perda da velocidade, sendo assim, o
companheiro que recebe, o espera olhando a sua
ação.
MÉTODOS PARA
DESENVOLVIMENTO DO
REVEZAMENTO
• Método uniforme
• Método alternado
Caracterizado pela troca de mãos,
já que o corredor recebe o bastão em
uma das mãos e imediatamente
passa-o para outra.
Todos
Todospassam
passamoobastão
bastãoem
emum
ummesmo
mesmolado(Ex:
lado(Ex:Direito).
Direito).

Nesse não existe a troca de mão. O bastão


é transportado pela mesma mão que
recebeu. Desta forma, torna-se necessário
Algumas medidas relacionadas as disposições
dos corredores na pista.
AApassagem
passagemdo
dobastão
bastãoééalternada
alternadaem
emdireita/esquerda.
direita/esquerda.
A recepção poderá ser feita em:
saída alta ou semi agachada

Related Interests