Вы находитесь на странице: 1из 3

c  

 

Na mecânica clássica,
    de um corpo é o ponto onde pode ser
pensado que toda a massa do corpo está concentrada para o cálculo de vários efeitos. O centro
de massa não precisa coincidir com o centro geométrico. O centro de massa nem ao menos
precisa estar dentro do corpo. Para Ô partículas, cada uma com posição  e massa à, o centro
de massa é dado por:

Na física, o centróide, o centro de gravidade e o


  podem, sob certas
circunstâncias, coincidir entre si. Nesses casos, pode-se utilizar os termos de maneira
intercambiável, mesmo que designem conceitos diferentes. O centróide é um conceito
puramente geométrico enquanto que os outros dois se relacionam com as propriedades físicas
de um corpo. Para que o centróide coincida com o centro de massa, o objeto deve ter
densidade uniforme, ou a distribuição de matéria através do objeto deve ter certas
propriedades, tais como simetria. Para que um centróide coincida com o centro de gravidade,
o centróide deve coincidir com o centro de massa e o objeto deve estar sob a influência de um
campo gravitacional uniforme.

Em um tratamento de sistemas de massas pontuais o


    é o ponto
onde se supõe concentrada toda a massa do sistema. O conceito se utiliza para análises físicas
nas quais não é importante considerar a distribuição de massa. Por exemplo, nas órbitas dos
planetas.

Para um sistema de massas discreto, formado por um conjunto de massas pontuais, o


centro de massas pode ser calculado como:

à --> Massa pontual iésima

--> Posição da massa iésima respectivo ao eixo de referência assumido.

Em casos que os corpos não sejam pontuais, usa-se esta fórmula:

c 
   
  

me a massa está distribuída de forma homogênea, a densidade será constante, assim,


fazendo uso da relação
onde: Œ é o volume total. Para corpos bidimensionais ou unidimensionais se trabalhará com
densidades superficiais/longitudinais e com superfícies/longitudes.
- Para o caso de corpos com geometria regular tais como esferas, paralelepípedos, cilindros,
etc. o CM coincidirá com o centro geométrico do corpo.

Os centros de massas em corpos de densidade variável podem ser calculados sem se conhecer
a função de densidade . Neste caso, se calcula o CM da seguinte forma:

- A resolução da integral dependerá da função da densidade.

Na teoria da relatividade, o cálculo do tensor momento angular requer calcular uma


magnitude similar ao centro de massa, o centro de energia que vem a ser dado por:

c  Π 

Na física, o
   ou 
 de um corpo é o ponto onde pode
ser considerada a aplicação da força de gravidade de todo o corpo. significado= a palavra
baricentro é de origem grega (BARI = peso) e designa o a Ô   . Curiosidade:
Arquimedes foi o primeiro a estudar o baricentro de dois pontos de massa. No caso da força
de gravidade resultar de um campo gravítico uniforme, o
  é coincidente
com o centro de massa. Esta é a aproximação natural no estudo da física de objectos de
pequenas dimensões sujeitos ao campo gravítico terrestre.

A resultante de todas as forças gravitatorias que actuam sobre as partículas que


constituem um corpo podem substituir por uma força única, , isto é, o próprio peso do
corpo, aplicada no centro de gravidade do corpo. Isto equivale a dizer que os efeitos de todas
as forças gravitatorias individuais (sobre as partículas) podem contrarrestarse por uma sozinha
força, , contanto que seja aplicada no centro de gravidade do corpo, como se indica na
figura.

De uma forma geral, quando não é possível a aproximação a campos gravíticos


uniformes, a determinação da força de gravidade total e do seu ponto de aplicação ficam
dependentes da posição e orientação do corpo. É portanto incorrecto considerar o
  
 como uma característica específica de um corpo rígido (duro).

O centro de gravidade de um corpo vem dado pelo único vector que cumpre que:
‰Y Em um campo      , isto é, um em que o vector de campo
gravitatorio é o mesmo em todos os pontos, a definição anterior se reduz à definição
do centro de massas:

‰Y No campo gravitatorio criado por um corpo material cuja distância ao objecto


considerado seja muito grande comparado com as dimensões do corpo e do próprio
objecto, o centro de gravidade do objecto vêm dado por:

No corpo humano, é impossível encontrar exatamente onde se localiza o centro de


gravidade, porque muda de posição, conforme nós nos movimentamos e de acordo com o tipo
físico de cada um. Porém, temos uma noção básica de onde se encontra. Exemplo: uma
mulher grávida tem o centro de gravidade mais para trás, para que ela não caia. Os homens
tem o centro de gravidade diferente do das mulheres.