Вы находитесь на странице: 1из 2

Número de peça 985322 BA DT 003 11/12 PT

30.11.2012, 985322, 1, pt_PT

Manuseamento e cuidado

Indicações relativamente a sensores de pH e Redox

Manuseamento e cuidado de sensores de pH e Redox

Generalidades

Os sensores para a determinação do valor de pH e do potencial de Redox são compostos por um eléctrodo de medição (em sensores de pH é um eléctrodo de vidro, em sensores Redox é um eléctrodo de platina ou de ouro) e por um eléctrodo de referência, que está disposto de forma concêntrica à volta do eléctrodo de medição.

1. 2. 7. 6. 5. 4. 3.
1.
2.
7.
6.
5.
4. 3.

A1239

Fig. 1: Indicações relativamente ao manuseamento e cuidado de sensores de pH e Redox

1. Diafragma

2.

3. Elemento de conversão de vidro

4. Diafragma

Pino de platina

5. Corpo do eléctrodo

6.

7. Ligação SN6

Rosca PG 13,5

Colocação em funcionamento

Ajuste e verificação dos sen‐ sores de pH

Antes da colocação em funcionamento, tem que retirar a capa de protecção ou o contentor do eléctrodo de vidro ou de metal. O eléctrodo de vidro e de metal tem que se encontrar sem sujidade, óleos e lubrificantes. O diafragma do eléctrodo de referência tem também que se encontrar sem revestimentos, sujidade e sem formações de cristais. Por esta razão, não pode também tocar os eléctrodos com as mãos. Se encontrar

sujidade, ver Ä “Limpeza e conservação dos sensores de pH e Redox” na página 2

Não secar o sensor, dado que isto pode causar carga electrostática e distorção de valores de mediçãoe conservação dos sensores de pH e Redox” na página 2 Dado que os sensores de

Dado que os sensores de pH estão sujeitos a uma variação de exemplares, estes sensores devem ser ajustados de acordo com o respectivo aparelho de medição e de regulação. Os intervalos de ajuste estão dependentes das condições de utilização. Podem variar de alguns dias a 8 semanas. Depois de ligar o sensor de pH e o controlador com a linha de medição de pH (proteger linha de medição e ficha contra a humidade), o sensor de pH será mergulhado numa solução tampão de pH 7 e este valor é ajustado de forma exacta no aparelho de regulação. Retirar depois o sensor de pH, lavar com água destilada e enxugar com um lenço de papel suave e sem fios. Mergulhar o sensor de pH numa solução tampão que difira no mínimo dois valores de pH do valor de pH 7 e ajustar, depois de o valor na indicação ter estabilizado. Se após 30 segundos, o valor ainda não tiver estabilizado ou não tiver sido ainda possível ajustá-lo, limpar o

sensor de pH como Ä “Limpeza e conservação dos sensores de pH e Redox” na página 2 descrito e

repetir o ajuste. Se depois disto ainda não for possível ajustar o sensor de pH este terá de ser substituído por um novo sensor de pH.

Verificar sensores Redox

Não sendo aplicável um ajuste no controlador, a medição serve apenas para a verificação do sensor Redox.por um novo sensor de pH. Verificar sensores Redox Depois de ligado o sensor Redox à

Depois de ligado o sensor Redox à linha de medição Redox e ao controlador (proteger linha de medição e ficha contra a humidade), o sensor Redox será mergulhado numa solução tampão Redox, por exe. de 465 mV. No período máximo de 30 segundos o valor da solução tampão deve ser atingido ou ultrapassado. Caso o valor seja muito lento ou fique abaixo em mais de 20 mV, deve proceder-se à limpeza do sensor Redox tal como a seguir descrito. Se isto não produzir efeito, o sensor Redox deverá ser trocado.

Número de peça 985322 BA DT 003 11/12 PT

30.11.2012, 985322, 1, pt_PT

Manuseamento e cuidado

Indicações relativamente a sensores de pH e Redox

Limpeza e conservação dos sensores de pH e Redox

Deve proceder regularmente a uma inspecção visual dos sensores (aprox. uma vez por mês) e, se neces‐ sário, à sua limpeza. Em geral, deve lavar os sensores após cada limpeza. Adicionalmente, pode lixar e polir as superfícies metálicas dos sensores Redox para uma limpeza adicional. Caso o diafragma de cerâ‐ mica do sistema de referência colocado lateralmente esteja bloqueado, deve ser limpo, como a membrana de vidro, e, de forma adicional, friccionando cuidadosamente com as unhas, com uma lâmina ou uma lima fina. No processo, tenha a máxima atenção para que a membrana de vidro não seja arranhada.

Caso não consiga remover a sujidade na membrana de vidro com a ajuda de um pano suave e húmido, pode utilizar os seguintes produtos de limpeza:

Tipo do depósito

Produto de limpeza/Duração da acção

Depósitos gerais

Produto para limpeza doméstica não abrasivo

Cal ou hidróxido de metal

Ácido clorídrico diluído (aprox. 0,1 %-3 %) / 1a 5 minutos

Óleo, lubrificantes

Solvente, como álcool ou acetona*

Revestimentos orgânicos

Solução com ácido clorídrico diluído ou pepsina / algumas horas

*Solvente (por exe. acetona) não deve ser utilizado na limpeza de eléctrodos com haste de plástico, visto que podem corroer

Armazenamento

Armazenamento Os sensores de pH e Redox só devem ser armazenados por um período limitado, não

Os sensores de pH e Redox só devem ser armazenados por um período limitado, não sendo recomendado o armazenamento superior a 3 meses.

Não armazenar em água destilada que pode conduzir ao envelhecimento precoce e causar defeitos.

Os sensores de pH e Redox só devem ser armazenados em locais húmidos. Para isso, coloque à volta de 3 mole de solução KCI na capa de protecção ou no contentor. Colocar e aparafusar a capa de protecção ou contentor no sensor. Proceda a uma inspecção visual dos sensores para detectar bolhas de ar. Caso existam bolhas de ar pode removê-las abanando continuamente o instrumento no sentido descendente (como se faz com um termómetro). Os sensores com líquido KCI ou enchimento de gel não são apropri‐ ados para a montagem despressurizada (máx. 0,5 bar) numa sonda contínua DLG III ou em guarnições de imersão ETS. Para a montagem de sistemas de pressão deve utilizar sensores com electrólitos de plástico resistentes à pressão.

Vida útil

Os sensores estão sujeitos ao envelhecimento natural mesmo quando manipulados correctamente. Depen‐ dendo do objectivo de aplicação, pode indicar-se uma vida útil entre meio ano e no máx. três anos. Em casos particulares, a vida útil pode ser reduzida a dias, especialmente em condições de utilização extremas.