Вы находитесь на странице: 1из 1

O Facebook nasceu e se criou sob a defini��o "f�rum p�blico neutro" da legisla��o

norte-americana. A se��o 230 da Lei de Dec�ncia nas Comunica��es estabelece que


"nenhum provedor ou usu�rio de um servi�o digital interativo ser� tratado como
editor ou porta voz de nenhuma informa��o fornecida por outro provedor de
conte�do". Em outras palavras, se eu fa�o bobagem usando o FB como meio, eu sou
respons�vel, n�o o FB. Eles usam isso em TODAS as defesas em processos judiciais
movidos contra eles, em que o autor pretenda corresponsabiliz�-los por alguma
bobagem dita na plataforma: a responsabilidade seria somente do usu�rio, n�o do
ve�culo.
A partir do momento em que eles deletam conte�do, n�o motivados por alguma den�ncia
e sim porque qualificam esse conte�do como indigno da plataforma, eles est�o agindo
como editores e curadores do fluxo de informa��es. E est�o indiretamente promovendo
e chancelando o conte�do que N�O FOI deletado.
N�o h� a menor d�vida de que o FB � uma empresa privada. A discuss�o � que tipo de
empresa ele �. � um monop�lio, sem d�vidas. Do ponto de vista do usu�rio, o FB
tamb�m n�o � um simples site da Internet: o FB � a pr�pria Internet. Eles inclusive
nunca negaram essa estrat�gia: passaram a ser n�o s� um espa�o de intera��o social,
mas tamb�m um servi�o de publica��o de v�deos, provedor de servi�os de mensageria,
e-mail, fotos, e, em alguns pa�ses, provedor at� de infra-estrutura de acesso �
internet. Em assim sendo, podem ser facilmente qualificados como servi�o essencial.

E se o FB come�a a escolher o tipo de conte�do veiculado, isso aqui n�o � uma rede
social. � uma editoria que vende an�ncios, como um jornal ou revista. Isso tem duas
consequ�ncias: (i) eles devem ser responsabilizados por tudo o que se escreve aqui,
administrativamente, civilmente e criminalmente, uma vez que se eles podem dispor
como bem desejarem do que eu escrevo, o conte�do � deles, n�o meu; (ii) se eles se
dizem "neutros", est�o praticando propaganda enganosa e publicidade abusiva, e n�o
s� podem como devem ser punidos por isso.
As a��es do FB j� ca�ram mais de 20% hoje. Mark Zuckerberg vai rapidamente
descobrir que � imposs�vel ser uma empresa lucrativa e um justiceiro social ao
mesmo tempo.