Вы находитесь на странице: 1из 23
 A igreja católica ao longo da idade média firmou um poder tão amplo que
 A igreja católica ao longo da idade média firmou um poder tão amplo que

A igreja católica ao longo da idade média firmou um poder tão amplo que não se

restringia somente a vida religiosa dos

indivíduos.

No século XVI essa mentalidade começa a se

desgastar.

Reforma x contrarreforma.

Esse conflito fez se refletir nas artes.

 Ocorre na Bahia;  Ciclo da cana-de-açúcar;  Invasões Holandesas;  O Brasil é
 Ocorre na Bahia;  Ciclo da cana-de-açúcar;  Invasões Holandesas;  O Brasil é

Ocorre na Bahia;

Ciclo da cana-de-açúcar; Invasões Holandesas;

O Brasil é influenciado pelo Barroco que teve origem em Portugal e Espanha;

 O Barroco, que já transparecia no renascimento, é uma expressão artísticas de todos esses
 O Barroco, que já transparecia no renascimento, é uma expressão artísticas de todos esses

O Barroco, que já transparecia no

renascimento, é uma expressão artísticas de

todos esses conflitos.

Conflito entre corpo e alma;

O fluir do tempo; Tensão;

Angústia existencial;

Preocupação com a morte;

 Forte contraste entre: claro e escuro;  As formas perdem contorno no escuro; 
 Forte contraste entre: claro e escuro;  As formas perdem contorno no escuro; 

Forte contraste entre:

claro e escuro;

As formas perdem

contorno no escuro;

Figuras em movimento e dramaticidade.

contraste entre: claro e escuro;  As formas perdem contorno no escuro;  Figuras em movimento
 CULTISMO/ GONGORISMO  Jogo de palavras  O uso de figuras de linguagem; 
 CULTISMO/ GONGORISMO  Jogo de palavras  O uso de figuras de linguagem; 

CULTISMO/ GONGORISMO

Jogo de palavras

O uso de figuras de

linguagem;

CONCEPTISMO/

QUEVEDISMO

Jogo de ideias

Usa mais o

pensamento

 LÍRICO AMOROSA: À Dona Ângela (trecho) “Anjo no nome, Angélica na cara! Isso é
 LÍRICO AMOROSA: À Dona Ângela (trecho) “Anjo no nome, Angélica na cara! Isso é

LÍRICO AMOROSA:

À Dona Ângela (trecho)

“Anjo no nome, Angélica na cara!

Isso é ser flor, e anjo juntamente Ser Angélica flor, e anjo florente

Em quem, senão em vós, se uniformara?”

 RELIGIOSA: “A Jesus cristo nosso Senhor (trecho) Pequei Senhor, mas não porque hei pecado,

RELIGIOSA:

“A Jesus cristo nosso Senhor (trecho)

Pequei Senhor, mas não porque hei pecado,

Da vossa alta clemência me despido; Porque quanto mais tenho delinquido,

Vos tenho a perdoar mais empenhado”

 SATÍRICA:  Epílogos (trecho) “Que falta nessa cidade? Verdade. Honra. Que mais por sua

SATÍRICA:

Epílogos (trecho)

“Que falta nessa cidade?

Verdade.

Honra.

Que mais por sua desonra? Falta mais que se lhe ponha?

Vergonha.

O demo a viver se ponha,

Por mais que a fama a exalta, Numa cidade onde falta

Verdade, honra, vergonha”

 SATÍRICA:  Define a sua cidade (trecho) “ De dois ff se compõe Esta

SATÍRICA:

Define a sua cidade (trecho)

“ De dois ff se compõe

Esta cidade a meu ver:

Um furtar, outro foder

 Principal autor barroco;  Foi o maior orador;  Um gênio da língua; 
 Principal autor barroco;  Foi o maior orador;  Um gênio da língua; 

Principal autor barroco;

Foi o maior orador;

Um gênio da língua;

Efeitos extraordinários sem exageros e

metáforas;

Sua obra é inventiva e original;

 Um gênio da língua;  Efeitos extraordinários sem exageros e metáforas;  Sua obra é
 O sermão da Sexagésima “ Não fez Deus o Céu em xadrez de estrelas,
 O sermão da Sexagésima “ Não fez Deus o Céu em xadrez de estrelas,

O sermão da Sexagésima

“ Não fez Deus o Céu em xadrez de estrelas,

como os pregadores fazem sermões em

xadrez de palavras?”

 Na Europa:  Século das luzes(iluminismo);  Revolução Francesa ;  Revolução industrial; 
 Na Europa:  Século das luzes(iluminismo);  Revolução Francesa ;  Revolução industrial; 

Na Europa:

Século das luzes(iluminismo); Revolução Francesa ;

Revolução industrial;

Independência Americana;

 Busca da simplicidade;  Imitação da natureza;  Imitação dos clássicos greco-latinos;  Levados
 Busca da simplicidade;  Imitação da natureza;  Imitação dos clássicos greco-latinos;  Levados

Busca da simplicidade;

Imitação da natureza; Imitação dos clássicos greco-latinos;

Levados pela teoria do “bom selvagem” Ausência de subjetividade; Amor galante;

 Bucolismo  Pastoralismo  Locos amoenus - local agradável  Fugere urbem - fugir
 Bucolismo  Pastoralismo  Locos amoenus - local agradável  Fugere urbem - fugir

Bucolismo

Pastoralismo

Locos amoenus - local agradável

Fugere urbem - fugir da cidade

Inutilia Trucant- truncar inútil

Carpe diem aproveite o dia

 Vida cheia de aventura, poesia satírica, por isso ganhou a fama de boêmio devasso,
 Vida cheia de aventura, poesia satírica, por isso ganhou a fama de boêmio devasso,

Vida cheia de

aventura, poesia satírica, por isso

ganhou a fama de

boêmio devasso, poeta pornográfico

Duas fases: Arcádia e a

pré- romântica.

satírica, por isso ganhou a fama de boêmio devasso, poeta pornográfico  Duas fases: Arcádia e
 Subjetivismo: Da própria experiência;  Poesia tensa e pessimista : dramática das angústias humanas,
 Subjetivismo: Da própria experiência;  Poesia tensa e pessimista : dramática das angústias humanas,

Subjetivismo: Da própria experiência;

Poesia tensa e pessimista: dramática das

angústias humanas, temas negativos,

decepção amorosa.

Abandono das condições arcádicas: imagem pessimista, a noite e tempestade. O amor deixa de ser expresso pelos suaves idílios campestres.

A poesia tende a ser confissão de

sentimentos pessoas.

 O período é só uma noção;  Trata-se de um Barroco tardio e eclético
 O período é só uma noção;  Trata-se de um Barroco tardio e eclético

O período é só uma noção;

Trata-se de um Barroco tardio e eclético Novas técnicas pelo artesão (Alejadinho)

é só uma noção;  Trata-se de um Barroco tardio e eclético  Novas técnicas pelo
 Delimita a publicação das obras poéticas de Claudio Manuel da Costa e o início
 Delimita a publicação das obras poéticas de Claudio Manuel da Costa e o início

Delimita a publicação das obras poéticas de Claudio Manuel da Costa e o início do

romantismo;

Imita os modelos europeus

Fala da História da colonização Quebra a rigidez da convenção Arcádia e prenunciam o nacionalismo romântico.

 Poesia Lírica:  Claudio Manuel da Costa: Iniciador do neoclassicismo, é um poeta de

Poesia Lírica:

Claudio Manuel da Costa:

Iniciador do neoclassicismo, é um poeta de

transição.

Obras poéticas sonetos e éclogas.

Tomas Antônio Gonzaga:

Embora português viveu no Brasil parte de sua

infância. Com 40 anos se apaixona por uma adolescente de 17 anos, depois foi preso acusado de participar da inconfidência mineira.

 Poesia Épica :  Os poemas mais importantes: O Uruguai e Caramuru  São

Poesia Épica:

Os poemas mais importantes: O Uruguai e

Caramuru

São importantes pelas inovações que trazem para o Neoclassicismo;

Temas de nossa história colonial, a descrição da natureza tropical

Indígena como Herói

Prenuncia o nacionalismo Romântico do