Вы находитесь на странице: 1из 40
PHD2307 - Hidrologia Aplicada Hidrograma Unitário (1) Prof.Prof. Dr.Dr. KamelKamel ZahedZahed FilhoFilho Prof.Prof.
PHD2307 - Hidrologia Aplicada
Hidrograma Unitário (1)
Prof.Prof. Dr.Dr. KamelKamel ZahedZahed FilhoFilho
Prof.Prof. Dr.Dr. RenatoRenato CarlosCarlos ZambonZambon
11
infiltração mm Chuva excedente 20 15 10 5 0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 Horas
infiltração
mm
Chuva excedente
20
15
10
5
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0
Horas
Chuva infiltrada
22
análise do hidrograma b Q V ESD c a 33
análise do hidrograma
b
Q
V ESD
c
a
33
O Hidrograma Unitário • Para simplificar a análise e os cálculos, é comum admitir-se que
O Hidrograma Unitário
• Para simplificar a análise e os cálculos, é
comum admitir-se que existe uma relação
linear entre a chuva efetiva e a vazão do
escoamento superficial direto
Hidrograma Unitário
44
Definição • O Hidrograma Unitário é um hidrograma de escoamento superficial direto, resultante de uma
Definição
• O Hidrograma Unitário é um hidrograma de
escoamento superficial direto, resultante de uma
chuva efetiva com intensidade e duração
unitárias.
• A definição de chuva unitária é arbitrária,
entretanto para efeito de comparação entre
HU’s, costuma-se manter um padrão. Por
exemplo: uma chuva com 1 mm e 1 hora de
duração pode ser adotada como chuva unitária.
55
Definição • Admite-se que essa chuva seja uniformemente distribuída sobre a bacia. • A área
Definição
• Admite-se que essa chuva seja uniformemente
distribuída sobre a bacia.
• A área sob esta curva corresponde a um volume
unitário de escoamento superficial direto.
• A definição do HU está baseada em três
princípios básicos.
66
Princípios do HU 1° Princípio: Constância do Tempo de Base • Para chuvas efetivas de
Princípios do HU
1° Princípio: Constância do Tempo de Base
• Para chuvas efetivas de intensidade
constante e de mesma duração, os
tempos de escoamento superficial direto
são iguais
77
Princípios do HU 1° Princípio: Constância do Tempo de Base 12 12 0 0 10
Princípios do HU
1° Princípio: Constância do Tempo de Base
12
12
0 0
10
10
10
10
8
8
20
20
6
6
30
30
4
4
40
40
2
2
50
50
0
0
60
60
0
0
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
9
9
Tempo (h)
Tempo (h)
Vazão Vazão (m3/s) (m3/s)
Precipitação Precipitação (mm) (mm)
Princípios do HU 2° Princípio: Proporcionalidade das Descargas • Chuvas efetivas de mesma duração, porém
Princípios do HU
2° Princípio: Proporcionalidade das Descargas
• Chuvas efetivas de mesma duração, porém
com volumes de escoamento superficial
diferentes, irão produzir em tempos
correspondentes, volumes de ESD
proporcionais às ordenadas do hidrograma e
às chuvas excedentes
99
Princípios do HU 2° Princípio: Proporcionalidade das Descargas 12 0 P1 Q P 1 1
Princípios do HU
2° Princípio: Proporcionalidade das Descargas
12
0
P1
Q
P
1
1
10
=
10
P2
Q
P
2
2
8
20
6
30
4
Q2
40
2
50
Q1
0
60
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Tempo (h)
Vazão (m3/s)
Precipitação (mm)
Princípios do HU 3° Princípio: Princípio da Aditividade • A duração do escoamento superficial de
Princípios do HU
3° Princípio: Princípio da Aditividade
• A duração do escoamento superficial de
uma determinada chuva efetiva independe
de precipitações anteriores. O hidrograma
total referente a duas ou mais chuvas
efetivas é obtido adicionando-se as
ordenadas de cada um dos hidrogramas
em tempos correspondentes
1111
Princípios do HU 3° Princípio: Princípio da Aditividade P1 P2 P1q1 P1q2 P2q1 P1q3 P2q2
Princípios do HU
3° Princípio: Princípio da Aditividade
P1
P2
P1q1
P1q2
P2q1
P1q3
P2q2
P1q4
P2q3
P1q5
P2q4
P1q6
P2q5
P1q7
P2q6
P2q7
Equações de Convolução • Conhecido o H.U., é possível calcular os hidrogramas de E.S.D. resultantes
Equações de Convolução
• Conhecido o H.U., é possível calcular os hidrogramas de
E.S.D. resultantes de eventos complexos de chuvas:
n
Q
= ∑
P
. q
n
m
n
m
+ 1
m = 1
Q n : vazão de E.S.D. no intervalo de tempo n (m³/s)
P m : chuva efetiva no intervalo de tempo m (mm)
q: vazão de E.S.D. correspondente a P=1 (m³/s/mm)
1313
Equações de Convolução • Exemplo com chuva efetiva ocorrendo em 3 intervalos de tempo (P
Equações de Convolução
• Exemplo com chuva efetiva ocorrendo em 3 intervalos
de tempo (P 1
) e H.U. distribuído por 9 intervalos de
3
tempo (q 1
)
9
Hidrograma
Resultante
Hidrograma
da Chuva 1
Hidrograma
da Chuva 2
Hidrograma
da Chuva 3
Total
Q
P 1 * q 1
P 1 * q 1
1
Q
P 1 * q 2
P 2 * q 1
P 1 * q 2 + P 2 * q 1
2
Q
P 1 * q 3
P 2 * q 2
P 3 * q 1
P 1 * q 3 + P 2 * q 2 + P 3 * q 1
3
(
)
(
)
(
)
(
)
(
)
Q
P 1 * q 9
P 2 * q 8
P 3 * q 7
P 1 * q 9 + P 2 * q 8 + P 3 * q 7
9
Q
P 2 * q 9
P 3 * q 8
P 2 * q 9 + P 3 * q 8
10
Q
P 3 * q 9
P 3 * q 9
11
1414
Hidrograma Unitário: 350 intervalo 300 de tempo t (h) q (m³/s/mm) 250 1 0.5 0.5
Hidrograma Unitário:
350
intervalo
300
de tempo
t (h)
q (m³/s/mm)
250
1 0.5
0.5
200
2 1.0
2.0
150
3 1.5
4.0
100
4 2.0
7.0
50
5 2.5
5.0
0
6 3.0
3.0
0.0
1.0
2.0
3.0
4.0
5.0
6.0
7 3.5
1.8
tempo (h)
8 4.0
1.5
9 4.5
1.0
20
25
10
Q (m³/s)
Cálculo da Qesd:
*
Hidrogramas para cada P (Qn)
total:
t (h):
0.5
1.0
1.5
i
t(h)
P (mm):
20
25
10
Q (m³/s)
1
0.5
10
10
2
1.0
40
13
53
qual a
3
1.5
80
50
5
135
área
4
2.0
140
100
20
260
5
2.5
=
100
175
40
315
dessa
6
3.0
60
125
70
255
bacia?
7
3.5
36
75
50
161
8
4.0
30
45
30
105
9
4.5
20
38
18
76
10
5.0
25
15
40
1515
11
5.5
10
10
Qesd (m³/s)
• já vimos como calcular a Qesd a partir da chuva efetiva e do hidrograma
• já vimos como calcular a Qesd a partir da
chuva efetiva e do hidrograma unitário
8.0
0
7.0
1
6.0
5.0
2
4.0
3
3.0
2.0
350
0
4
1.0
300
20
0.0
5
250
0.5
1.0 1.5
2.0
2.5 3.0
3.5
4.0 4.5
40
200
tempo (h)
150
60
100
80
50
+
0
100
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5
30
tempo (h)
25
20
15
10
5
0
0.5
1.0
1.5
tempo (h)
1616
q (m³/s/mm)
P (mm)
P (mm)
Qesd (m³/s)
P (mm)
• mas como obter o H.U. a partir de hidrogramas de cheias observadas??? 350 0
• mas como obter o H.U. a partir de
hidrogramas de cheias observadas???
350
0
8.0
0
7.0
300
20
1
6.0
250
40
?
5.0
2
200
4.0
150
60
3
3.0
100
2.0
80
4
50
1.0
0
100
0.0
5
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5
0.5
1.0 1.5
2.0
2.5 3.0
3.5
4.0 4.5
tempo (h)
tempo (h)
1717
Qesd (m³/s)
P
(mm)
q (m³/s/mm)
P
(mm)
Solução das Equações de Convolução É um sistema de equações lineares: • por substituição direta
Solução das Equações de Convolução
É um sistema de equações lineares:
• por substituição direta do primeiro ao último intervalo de
tempo:
q
/P 1
1 =Q 1
q
2 =(Q
2 -P 2 .q 1 )/P 1
(
)
• por substituição direta do último ao primeiro intervalo de
tempo:
q
k =Q n /P m
q
k-1 =(Q n-1 -P m-1 .q k )/P m
(
)
1818
Solução das Equações de Convolução • por inversão de matriz: P T .P.q = P
Solução das Equações de Convolução
• por inversão de matriz:
P T .P.q = P T .Q
q = (P T .P) -1 .P T .Q
• mínimos quadrados: obtém-se os valores de q que
resultem uma diferença mínima entre os valores
observados e calculados.
1919
Solução das Equações de Convolução utilizando o solver do Excel 2020
Solução das Equações de Convolução
utilizando o solver do Excel
2020
Solução Inicial (Arbitrária) 2121
Solução Inicial
(Arbitrária)
2121
Rio Taboão - Haras Mondesir 11/2 a 12/2 1962 100 Calc 90 Obs Chuva 1
Rio Taboão - Haras Mondesir 11/2 a 12/2 1962
100
Calc
90
Obs
Chuva
1
Solução
Inicial
80
Chuva
2
(Arbitrária)
70
60
50
40
30
20
10
0
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
Tempo (horas)
2222
Vazão (m3/s)
2323
2323
2424
2424
Solução Final (Otimizada) 2525
Solução Final
(Otimizada)
2525
Solução Final (Otimizada) 2626
Solução Final
(Otimizada)
2626
Rio Taboão - Haras Mondesir 11/2 a 12/2 1962 60 Calc Obs Chuva 1 50
Rio Taboão - Haras Mondesir 11/2 a 12/2 1962
60
Calc
Obs
Chuva 1
50
Chuva 2
40
30
20
10
0
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
Tempo (horas)
2727
Vazão (m3/s)
Propriedades do H.U. P U Vol do HU= Área da Bacia x P U Tempo
Propriedades do H.U.
P
U
Vol do HU=
Área da Bacia x P U
Tempo
2828
Vazão
Precipitação
Propriedades do H.U. N N = NHU + NP = + -1 Q N N
Propriedades do H.U.
N
N
= NHU + NP
=
+
-1
Q
N
N
-
1
Q
HU
P
N
=3
p
0
2
4
6
8
10
12
14
16
18
20
22
N
HU =2
N
Q =22
Tempo
2929
Vazão
Precipitação
Curva S A curva resultante da soma infinita dos hidrogramas unitários defasados de t é
Curva S
A curva resultante da soma infinita dos hidrogramas
unitários defasados de t é chamada de “curva S”
20
18
16
14
12
10
8
6
4
2
0
0
2
4
6
8
10
12
14
16
Tempos (h)
Vazões (m3/s)
Curva S t Q Soma HU t q q 1 1 1 t q q
Curva S
t
Q
Soma
HU
t
q
q 1
1
1
t
q
q 2
+
q
2
2
1
t
q
q 3
+
q 2 +
q
3
3
1
t
q
q 4
+
q 3 +
q 2 +
q
4
4
1
t
q
q N +
+
+ q 1
N
N
q N-1 + q N-2
t
q
+ q N-2 +
+ q 1
N+1
N
+ q N-1
3131
Curva S • A vazão máxima da curva S vale, portanto: N S = ∑
Curva S
• A vazão máxima da curva S vale, portanto:
N
S
=
q
max
i
i = 1
• mas, como o Volume do HU é igual a Pu*Área
N
da Bacia e
V HU
(
) =
q
*
t
, então:
i
U
i
=
1
S
=
i
Área da Bacia
max
U *
3232
Curva S Caso se desenhe uma nova curva S defasada da primeira em t, obtém-se
Curva S
Caso se desenhe uma nova curva S defasada da primeira em
t, obtém-se o hidrograma unitário original, pela diferença das
ordenadas das curvas S.
20
18
16
14
12
10
Ordenadas do
HU
8
6
4
2
0
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Tempo
3333
Vazão
Curva S Para se obter um HU com duração t’ (diferente de t), deve-se proceder
Curva S
Para se obter um HU com duração t’ (diferente
de t), deve-se proceder da seguinte forma:
• Desenha-se novamente a curva S, defasada da
primeira em t’, e subtrai-se as ordenadas.
Obtém-se assim, o hidrograma de duração t’ e
intensidade 1/ t’. É necessário, então,
transformá-lo em HU, pois o total de chuva
agora é de t’/ t, diferente de 1.
3434
Curva S 20 18 S t 16 14 12 t’ ] / [ 1/ t
Curva S
20
18
S
t
16
14
12
t’ ]
/
[ 1/ t ]
q i = [ (S t - S t’ ). 1/
10
8
t’
6
4
S
t’
2
0
0
2
4
6
8
10
12
14
16
Tempos (h)
3535
Vazões (m3/s)
teste 3636
teste
3636
1. O hidrograma unitário de uma bacia hidrográfica de 270 Km 2 de área possui
1. O hidrograma unitário de uma bacia hidrográfica de 270
Km 2 de área possui formato triangular, com tempo de
base de 15 horas e vazão de pico de 100 m 3 /s no
instante 5 horas. A chuva unitária, de duração de uma
hora vale:
a) 10 mm.
b) 1 mm.
c) 27 mm.
d) 15 mm.
e) n.d.a.
3737
2. O hidrograma unitário de uma bacia hidrográfica de 270 Km 2 de área possui
2. O hidrograma unitário de uma bacia hidrográfica de 270
Km 2 de área possui formato triangular, com tempo de
base de 15 horas e vazão de pico de 100 m 3 /s no instante
5 horas. A chuva unitária de duração de uma hora vale 10
mm. O hidrograma de escoamento superficial direto
gerado por uma chuva excedente de duas horas de
duração, com intensidade constante de 20 mm/hora tem
uma vazão de pico de :
a) 400 m 3 /s.
b) 200 m 3 /s.
c) 380 m 3 /s.
d) 190 m 3 /s.
e) 420 m 3 /s.
3838
3. O hidrograma unitário de uma bacia hidrográfica possui formato triangular, com tempo de base
3. O hidrograma unitário de uma bacia hidrográfica possui
formato triangular, com tempo de base de 8 horas e vazão
de pico 5 m 3 /s no instante 3 horas. A chuva unitária, de
duração de uma hora vale 1 mm. O hidrograma de
escoamento superficial direto gerado por uma chuva
excedente de 10 horas de duração, com intensidade
constante de 2 mm/hora tem uma vazão de pico de :
a) 50 m 3 /s.
b) 100 m 3 /s.
c) 40 m 3 /s.
d) 190 m 3 /s.
e) 19 m 3 /s.
3939
Exercício? próxima aula, não esqueçam as calculadoras 4040
Exercício?
próxima aula, não esqueçam as calculadoras
4040