Вы находитесь на странице: 1из 3

Auxiliar para o estudo da lição da Escola sabatia

Quarta feira dia 10 de Julho de 2019.


O seguido dízimo

A lição da escola sabatia da quarta feira dia 10 de julho tratou do tema do Seguido
dízimo. Um dos poitos priicipais a serem respoididos é o seguiite: De acordo com o
livro de Deuteroiômio o dízimo poderia ser usado pelo adorador para ajudar os
pobres, viúvas, etc.?

Para respoider a essa questão, temos que ter em meite que a palavra “dízimo” io
Aitgo Testameito refere-se a trss devoluçees distitas em seu uso e aplicação.
Havia eitão três dízimos io Aitgo Testameito:

1. O dízimo do rei ou imposto real. Surge por volta do aio 1.000 A.C. com o iiício
da moiarquia e desaparece quaido a moiarquia acaba. Ver I Samuel 8: 11 e
14-17;
2. O dízimo da família e para os pobres, também coihecido como “segundo
dízimo”. Oferta para caridade. Surge por volta de 1.400 A.C., com a eitrada dos
israelitas em Caiaã. Depeidia do ciclo sabátco de 7 aios que iiiciou em
Caiaã, e também das regras do taberiáculo e da lei cerimoiial. Termiia
quaido cessa esse sistema teocrátco. Ver Deuteroiômio 12:17-21; 14:22-29 e
26:12-14. É sobre este dízimo que trata a lição da Escola Sabatia;
3. O dízimo mais aitgo. Ou do sacerdccio. Difereite dos outros porque era todo
do levita, iitegralmeite eitregue ia Casa do Tesouro e seu uso era exclusivo
para o miiistério levítco (ver Números 18: 21-24; Malaquias 3:8-10). Não se
podia reter, trocar ou veider (ver Levítco 27:31-33). Seu começo ião tem
registro. A primeira vez que aparece é por volta de 1900 A.C. com Abraão.
Portaito, tem sua origem aites dos levitas e da lei cerimoiial. Não termiia
com a teocracia e iem com a lei cerimoiial, porque exista aites e se destia a
maiter miiistros exclusivos para Deus. É esse dízimo que 500 aios aites de
Israel eitrar em Caiaã foi dado a Melquisedeque, a que Hebreus diz ser um
tpo ou figura de Jesus. O dizimo de Abraão foi dado Àqquele que viveÀ, uma
refersicia a Jesus (ver Hebreus 7:8). Esse é o dízimo que dura eiquaito o
miiistério de Cristo durar ia terra.

Embora com o mesmo iome, os 3 dízimos tiham difereiças:

1. Origem (datas difereites);


2. Destio (um todo imposto do rei, outro todo para família e para os pobres, e o 3
era todo para a casa do tesouro);
3. Natureza (goveriameital, caritatva, miiisterial);
4. Aplicação (despesas goveriameitais, despesas com a peregriiação da família para
as festas religiosas e para caridade, e o últmo era exclusivo para o miiistério).

Portaito, são completameite distitos eitre si.


A passagem usada ia lição é Deuteroiômio 14:22-29 e trata do seguido dízimo da
família, usado para ajudar os pobres. Neihuma parte era eitregue ia Casa do
Tesouro. Era todo coisumido pelo adorador e por seus coividados.

As citaçees abaixo, de Ellei White, coifirmam esse eiteidimeito:

“A fm de promover a reunião do povo para serviço religioso, bem como para se


fazerem provisões aos pobres, exigia-se um segundo dízimo de todo o lucro. Com
relação ao primeiro dízimo, declarou o Senhor: “Aos flhos de Levi tenho dado todos os
dízimos em Israel” Números 18:21. Mas em relação ao segundo Ele ordenou: “Perante
o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o Seu nome, comerás os
dízimos do teu grão, do teu mosto, e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e
das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus todos os dias”
Deuteronômio 14:23, 29; 16:11-14. Este dízimo, ou o seu equivalente em dinheiro,
deviam por dois anos trazer ao lugar em que estava estabelecido o santuário. Depois
de apresentarem uma oferta de agradecimento a Deus, e uma especifcada porção ao
sacerdote, os ofertantes deviam fazer uso do que restava para uma festa religiosa, da
qual deviam partcipar os levitas, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas.
Em cada terceiro ano, entretanto, este segundo dízimo devia ser usado em casa,
hospedando os levitas e os pobres, conforme Moisés dissera: “Para que comam dentro
das tuas portas, e se fartem” Deuteronômio 26:12. Este dízimo proveria um fundo para
fns de caridade e hospitalidade”. — Patriarcas e Profetas, p. 530.

“A consagração a Deus de um décimo de toda a renda, quer fosse dos pomares quer
dos campos, dos rebanhos ou do trabalho mental e manual; a dedicação de um
segundo dízimo para o auxílio dos pobres e outros fns benefcentes, tendia a conservar
vívida diante do povo a verdade de que Deus é o possuidor de todas as coisas, e a
oportunidade deles para serem portadores de Suas bênçãos. Era um ensino adaptado a
extrpar toda a estreiteza egoísta, e cultvar largueza e nobreza de caráter”. —
Educação, p. 44.

Segue uma tabela explicatva:

O Dízimo de Deus O Dízimo dos pobres O Dízimo do rei


Dado aos sacerdotes e Para a família io 1 , 2 ,4 Imposto qualquer a ttulo
levitas – Nm. 18:20-26, Lv. e 5 aio e para os pobres de dízimo - I Sm 8:11-17
27:30-31 io 3 e 6 aios de ciclo de
7 aios - Dt. 12, 14 e 26
Dado totalmeite aos O levita era apeias um Imposto real
levitas coividado eitre outros
coividados
Armazeiado io Templo – Não armazeiado io Levado ao tesouro do rei
Ml. 3:8-10 Templo
Nada era usado pelo Usado pelo adorador e Usado pelo rei
adorador para caridade
Não trocado ou veidido Podia ser trocado ou O rei admiiistrava
veidido
O levita recebia e O levita ião dizimava, pois O rei devia dizimar
dizimava ião recebia
Visava susteitar os Visava atos de caridade e Visava susteito da realeza
miiistros religiosos de festas religiosas familiares
Israel
Um ato de fé: “Fazei prova Um ato de caridade Um ato compulscrio
de Mim” – Ml 3:10
Pré-Mosáico, saicioiado Apeias Mosáico, ligado ao Apeias Moiárquico,
por Jesus – Gi.14:28; Mt. templo e suas festas ligado ao período dos reis
23:23 de Israel
Permaiece com o atual Fiidou com o fim dos Fiidou com o fim da
miiistério pastoral – I Cor. serviços do templo moiarquia de Israel
9:13-14

(Coiteúdo extraído do livro Perguitas sobre dízimo do Pr. Demcsteies Neves Silva)