Вы находитесь на странице: 1из 2

Derivação Implícita – Profa Cristina - 1

DERIVAÇÃO IMPLÍCITA

FUNÇÃO NA FORMA IMPLÍCITA

Considere a equação:

F(x, y) = 0 (1)

Dizemos que y = f ( x ) é definida implicitamente pela equação (1) se ao substituirmos y por


f ( x ) em (1) obtivermos uma igualdade.

Exemplo 1: y 2 = x . Se considerarmos duas funções deriváveis de x, x ≥ 0 , dadas por y1 = x


e y 2 = − x veremos que ao substituí-las na equação, teremos ( x) 2
=x e − x ( ) 2
= x . Logo, tanto
y1 quanto y 2 satisfazem a equação dada. Dizemos, neste caso, que a equação y 2 = x define
implicitamente as funções y1 = x e y 2 = − x .

Exemplo 2: A equação x 2 + y 2 = 4 define implicitamente uma variedade de funções. Dois exemplos


de funções definidas implicitamente são y1 = 4 − x 2 e y 2 = − 4 − x 2 , x ∈ [− 2,2] , cujos gráficos
são mostrados na Figura 1.
y = sqrt(4-xx) 4 y y = -sqrt(4-xx) 4 y

3 3

2 2

1 1

x
x

−4 −3 −2 −1 1 2 3 4
−4 −3 −2 −1 1 2 3 4

−1
−1

−2
−2

−3
−3

−4
−4

Figura 1 – Duas funções definidas implicitamente pela equação x 2 + y 2 = 4 .

Outras funções definidas implicitamente pela mesma equação podem ser


 4 − x 2 ,−2 ≤ x < 1  4 − x 2 ,−2 ≤ x < 0
h1 ( x ) =  e h2 ( x ) =  . Observe que as funções h1 ( x ) e
− 4 − x 2 ,1 ≤ x < 2 − 4 − x 2 ,0 ≤ x < 2
h2 ( x ) não são contínuas em todos os pontos de seu domínio e, portanto, não são deriváveis nestes
pontos. Além das funções dadas, existem outras infinitas funções que são definidas implicitamente
pela equação x 2 + y 2 = 4 .

OBSERVAÇÃO: Nos exemplos 1 e 2 dados anteriormente, foi possível encontrar a forma explícita
de uma função definida implicitamente. Entretanto, nem sempre isso é possível, como, por exemplo,
em uma equação do tipo y 2 = x 2 + sen( xy ) .
Derivação Implícita – Profa Cristina - 2

DERIVAÇÃO IMPLÍCITA

Suponha que F(x, y) = 0 defina implicitamente uma função derivável y = f ( x ) . Nestas


condições, usaremos a Regra da Cadeia para determinar y´ , sem explicitar y .

Exemplo 3: Sabendo que y = f ( x ) é definida implicitamente pela equação x 2 + y 2 = 4 , determinar


y´ .

Exemplo 4: Sabendo que y = f ( x ) é definida implicitamente pela equação y 2 = x 2 + sen( xy ) ,


determinar y´ .

Exemplo 5: Sabendo que y = f ( x ) é definida implicitamente pela equação x 2 y 2 + xseny = 0 ,


determinar y´ .

Exemplo 6: Mostre que o ponto P( 1,1 ) pertence à curva 4 x 2 + 4 y 2 + 4 xy − 12 = 0 . Em seguida,


encontre a tangente e a normal à curva neste ponto.
y

−3 −2 −1 1 2 3

−1

−2

−3

Exemplo 7: Mostre que o ponto P( 2 ,4 ) pertence à curva x 3 + y 3 − 9 xy = 0 . Em seguida, encontre a


tangente e a normal à curva neste ponto.
y

1
x

−7 −6 −5 −4 −3 −2 −1 1 2 3 4 5 6 7

−1

−2

−3

−4

−5

−6