Вы находитесь на странице: 1из 15

AÇÃO PARAMAÇÔNICA JUVENIL

DO GRANDE ORIENTE DO BRASIL

CERIMONIAL DE APRESENTAÇÃO

Esse Cerimonial tem por objetivo


apresentar a APJ/GOB de maneira
litúrgica, demonstrando suas singularidades
dentro da sala arquétipa.

OUTUBRO/2016

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
PRELIMINARES

Sessão pública permitida a todos os convidados presentes sem restrição.

PREPARAÇÃO DA REUNIÃO

O Guardião e o Arauto devem ter o cuidado de verificar se todos os materiais que serão
utilizados no decorrer da Sessão estão disponíveis e em seus respectivos lugares.

Lista de materiais:

 Livros (Atas - Presenças);


 Bandeira Nacional, Estadual, GOB e APJ;
 Luvas brancas para o Arauto, que deve permanecer durante toda sessão;
 Verificar se existe um Cerimonial para cada ocupante de cargo;
 Verificar cd de músicas para a cerimonia (caso não tenha baixar em apejotistas.com);
 Verificar se todos estão compostos de seus devidos paramentos;
 Se as cadeiras dos visitantes e preceptores são suficientes;
 Cuidar para que todos tenham desligado os seus celulares;
 Fazer uma lista com o nome de todos os preceptores e maçons com seus respectivos
cargos;
 Informar aos visitantes e aos maçons os locais que deverão ocupar após a entrada na
sala Arquétipa.

OBSERVAÇÃO: A parte de Luzes Apejotistas foi retirado do cerimonial de apresentação


por se tratar de um momento único da Cerimonia de Admissão, sendo assim, é fundamental
preservar esse momento somente para as Admissões!

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
LISTA DOS CARGOS

1. DUCTOR
2. MAIOR AUTORIDADE DA APJ/GOB OU VENERÁVEL DA LOJA (Caso haja
mais de uma Loja Mantedora, acrescentar cadeiras no longo pedestal).
3. MAIOR AUTORIDADE MAÇÔNICA PRESENTE
4. PRELETOR
5. ESCRIBA
6. COLETOR
7. NÚNCIO
8. ARAUTO
9. NOMENCLATOR
10. GUARDIÃO
11. REGENTE
12. PRECEPTOR (Elo entre APJ e a Maçonaria)
13. PRECEPTORA (Elo entre APJ e a Fraternidade Feminina)

Para as demais cadeiras ao lado do Ductor se houver, este designará os ocupantes de


acordo com a suas prerrogativas. Podendo ser outras autoridades maçônicas, civis,
militares ou religiosas, Preceptores(as), apejotistas, etc.

a) BANDEIRA DO BRASIL

b) BANDEIRA DO GOB

c) BANDEIRA DO GRANDE ORIENTE DO ESTADO

d) BANDEIRA DA APJ/GOB

e) CHAMA SAGRADA

f) PEDESTAL PARA COMPROMISSO DE HONRA E FIDELIDADE

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
POSICIONAMENTO NA SALA ARQUÉTIPA

SETAS - LOCOMOÇÃO DO APEJOTISTA.

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
INICIO

ARAUTO – Dileto Ductor, encontra-se à porta da Sala Arquétipa o Grão-Mestre Geral do


Grande Oriente do Brasil ____________________________________. (o mesmo para a
maior autoridade do Grande Oriente Estadual e da APJ/GOB).

DUCTOR – Atenção, todos em pé. Dileto Arauto, daí entrada ao Soberano Grão-Mestre (ou
Eminente Grão-Mestre Estadual ou Estimado Presidente Nacional)
________________________________, conduzindo-o ao lugar que lhe é destinado.
(executa-se).
(Palmas e acompanhamento musical)

DUCTOR – Dileto Guardião acenda a Chama do Fogo Sagrado.

(O Guardião acende a Chama do fogo Sagrado, representada por um Archote (tocha ou vela),
que deverá permanecer acesa no meio da Sala Arquétipa)

GUARDIÃO – Essa chama representa o ardor e o maior cívico-patriótico que deve aquecer
as almas brasileiras. Alegoricamente, ajoelhemo-nos diante dela como penhor de reverência
ao Brasil, a Pátria de todos nós, dos que antes de nós viveram e no-la transmitiram.

(O Guardião retorna ao seu lugar)

DUCTOR – Dileto Núncio conduza-nos em prece invocatória da graça divina para proteção
das obras que vamos realizar, a fim de que elas agradem aos próprios olhos do Grande
Arquiteto do Universo.

(O Núncio deve dirigir-se ao centro da Sala Arquétipa e, apoiando sobre os dois joelhos, ler a
oração que se segue. O Regente deverá usar de música ambiente adequada para meditação
Ex: Meditação – de Massenet.)

NÚNCIO – Ó Deus Onipotente, Onisciente, Onipresente, Suprema Beleza e Eterna


Sabedoria, ao iniciarmos as atividades da Ação Paramaçônica Juvenil neste local que nos
reservastes, rogamos vossa proteção para toda a humanidade, para os dirigentes da Maçonaria
Milenar e Universal, e, especialmente, a Maçonaria Brasileira a fim de que realizemos
somente as boas obras para quais fomos criados. Sabemos que “não há corrente mais forte
que seu elo mais fraco”; fortalecei-nos, Senhor. E que sejamos nós, Poderoso Senhor,
colaboradores prestativos uns dos outros e amigos sempre prontos a socorrer os desvalidos,

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
convertendo-nos nos grãos da massa utilizada na construção do Bem, do Amor e da Verdade.
Que assim seja!

DUCTOR – Sentemo-nos.

(Pausa)

DUCTOR – Declaro abertos os trabalhos do Núcleo Alfa


_____________________________ da Ação Paramaçônica Juvenil do Grande Oriente do
Brasil.

DUCTOR – Dileto Arauto, formai uma comissão composta por mais 3 apejotistas para dar
entrada á Bandeira do Brasil.

DUCTOR - Todos em pé para a entrada da Bandeira do Brasil.

(A comissão será formada por três apejotistas e o Arauto, devendo o Arauto conduzir a
Bandeira do Brasil á frente. Pouco atrás e do lado esquerdo deve ser conduzida a Bandeira da
APJ, do lado direito deve ser conduzida a Bandeira do GOB e atrás do Arauto deve ficar o
menor jovem da comissão portando a bandeira do Grande Oriente do Estadual ou do DF,
formando um LOSANGO. Antes de entoar o Hino Nacional Brasileiro, o cortejo fará uma
parada logo após a entrada da Sala Arquétipa (entoa-se o hino) e, ao final do hino, o cortejo
deverá acompanhar o Arauto até a entrada do Nascente, onde primeiramente o Arauto subirá
os degraus e posicionará a bandeira no local destinado; após os outros três membros com
bandeiras subirão juntos as escadas e as posicionarão em seus lugares). (Entoa-se o Hino
Nacional Brasileiro)

DUCTOR – Sentemo-nos.

(Pausa)

ORDEM DO DIA

DUCTOR – Passaremos, então, à Ordem do Dia.

DUCTOR – Dileto Escriba há algum assunto anotado para exame da Ordem do Dia na
presente Sessão?

ESCRIBA – Sim, Dileto Ductor. Trata-se da Apresentação da APJ.

DUCTOR – Dileto (cargo) diga-nos o que é APJ?


Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica
Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
(O Apejotista designado para dar essa resposta deve ler o texto “O que é APJ?” ou “7w3h da
APJ” que estão no final deste cerimonial. Esses textos foram propostos pelo Apejotista.com)

DUCTOR - Dileto Arauto, para podermos dar continuidade à cerimônia, de um a um, a


começar por voz, diga os nomes dos cargos da Ação Paramaçônica Juvenil para que sejam
apresentados.

ARAUTO – O Arauto é um cargo eminentemente litúrgico, é o responsável pela locomoção


na Sala Arquétipa, e seu significado vem do latim que quer dizer mensageiro. É o responsável
por auxiliar o Ductor e os demais membros na preparação e realização de todas as Sessões.

ARAUTO- Nomenclator.

NOMENCLATOR- Nomenclator é o vice-presidente e o segundo no comando dentro da


administração de um núcleo, tendo poder de decisão e liberdade suficiente para dinamizar os
trabalhos de um núcleo. O Nomenclator deve estar preparado para orientar o Ductor em suas
decisões e assumir o Núcleo caso haja necessidade.

ARAUTO- Escriba

ESCRIBA- Escriba é o secretário, é o responsável pela documentação e registros do


Núcleo. Tem grande importância para o Núcleo, pois é o responsável por relatar a história e
desenvolvimento com o decurso do tempo.

ARAUTO- Coletor.

COLETOR- O Coletor é o tesoureiro, é o responsável pelo patrimônio do Núcleo. Cabe-lhe


a função de administrar e orientar a utilização dos recursos financeiros do grupo. Não
devendo jamais deixar que este permaneça desatualizado ou que seja mal utilizado, é o cargo
que demanda uma correta e transparente administração, onde tudo deve ser documentado e
devidamente assinado pelas partes.

ARAUTO- Preletor.

PRELETOR- O Preletor é o Orador, o fiscalizador da lei e do regulamento. Na verdade é o


responsável por fiscalizar o cumprimento dos regulamentos e da parte administrativa. Desta
forma o Preletor deve se dedicar ao estudo das normas da APJ e sempre que perceber a falta
de algum Apejotista quanto ao cumprimento de suas obrigações previstas no Regulamento
Geral, deverá comunicar ao Ductor e aos preceptores, para que sejam tomadas as devidas
providências.

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
ARAUTO- Núncio.

NÚNCIO- O Núncio é o elo entre o grupo e a espiritualidade, é ele quem conduz as preces,
orações e graças. É dele a responsabilidade de cuidar do bem espiritual do grupo. É também o
responsável por prestar auxílio ao Ductor na elaboração do calendário do Núcleo e como
atividade principal, deve se dedicar ao lado mais fraterno da APJ e liderar a organização de
atividades Filantrópicas.

ARAUTO – Guardião.

GUARDIÃO – O Guardião é o responsável pelo correto cumprimento das cerimônias e


pela inviolabilidade do nosso templo. É de grande importância litúrgica, haja vista ser o
responsável por presidir a Comissão de Liturgia e então orientar estes estudos, assim como
também é sua a função de arrumar a Sala Arquétipa para as Sessões.

ARAUTO- Regente.

REGENTE- O Regente é o responsável pela música nas cerimônias da APJ. Cabe a ele
preparar as músicas necessárias para ambientalização de cada cerimônia. O Regente possui
uma função essencialmente litúrgica, qual seja, a de conduzir a Harmonia e iluminação
durante as Sessões.

ARAUTO - Ductor.

DUCTOR- Ductor é o presidente, é o apejotista responsável pela condução dos trabalhos de


um Núcleo. Ductor significa Guia, Condutor. Assim deve presidir as reuniões de maneira
justa e democrática, sempre com o auxílio da Diretoria Executiva Estadual e dos Preceptores,
buscando manter um constante elo de fraternidade entre todos os membros do Núcleo e
proporcionar reconhecimento quando estes exercerem devidamente suas funções.

DUCTOR- Diletos apejotistas somos conclamados a realizar neste dia que passa e nos dias
subsequentes de nossas vidas uma obra agradável aos próprios olhos do Grande Arquiteto do
Universo. Estais dispostos a cumprir este mandamento?

TODOS – Sim Dileto Ductor.

PALAVRA FRANCA

DUCTOR – Atenção comunico a todos os Diletos Amigos que a palavra é franqueada a


quem dela queira fazer uso.

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
(Os presentes, que o desejarem, farão uso da palavra. Primeiramente em uma Ala; depois na
outra e finalmente no Nascente. O Arauto deve coordenar a palavra na Ala Meridional (Sul) e
Setentrional (Norte) e, ao perceber que não há mais manifestações nas Alas, dirá:)

ARAUTO – Dileto Ductor, não há mais manifestações nas Alas.

DUCTOR – A palavra está franqueada no Nascente.

(Após, o Ductor fará uso da palavra. E, ao fim, dirá:)

DUCTOR – Não havendo mais quem queira fazer uso da palavra, com a palavra o Dileto
Preceptor, para suas considerações.

(Após o Preceptor, a maior autoridade maçônica presente dará a palavra final, sendo as falas
encerradas)

REVERÊNCIA À BANDEIRA DO BRASIL

DUCTOR – Dileto Arauto, providenciai uma especial reverência à Bandeira do Brasil.

DUCTOR – Todos em pé.

(Arauto posiciona-se com a Bandeira à saída do Nascente, em frente ao pedestal do Preletor;


este por sua vez deixa o pedestal e se coloca voltado para a Bandeira Nacional. Os membros
da Comissão (três) posicionam-se na entrada do Nascente, sem subirem as escadas, voltados
para a Bandeira)

PRELETOR –
BANDEIRA DO BRASIL!
SIMBOLO DA TERRA QUE ME VIU NASCER,

SOLO SAGRADO CHEIO DE RIQUEZAS,

OURO, PETRÓLEO, MATAS, MONTANHAS, RIO, MAR, PEDRAS PRECIOSAS

TUDO SOB A GUARDA CÓSMICA DA CONSTELAÇÃO DO CRUZEIRO DO SUL.

RETRATAS, Ó IMAGEM BENDITA,

A VALIOSA HERANÇA DOS MEUS ANTEPASSADOS, QUE

TENHO O DEVER DE DEFENDER COM O MEU SANGUE

E COM A MINHA VIDA.

VOSSAS CORES TINGEM MINHA ALMA.


Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica
Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
PERANTE O VOSSO ALTAR PÁTRIO,

QUE É A APJ, JURO, SAGRADA BANDEIRA,

QUE NENHUM OURO COMPRARÁ MINHA FIDELIDADE.

A VÓS, POIS, GENEROSO PAVILHÃO,

CONSAGRO MINHA VIDA;

O MEU ÚLTIMO OLHAR DE ADORAÇÃO HÁ DE SER PARA VÓS.

MAJESTOSA BANDEIRA,

IMAGEM GLORIOSA DOS MEUS IDEAIS E DOS MEUS SONHOS

UM DIA HAVEIS DE BRILHAR NO CONCERTO DAS NAÇÕES.

(Executa-se e Canta o Hino da Bandeira)

ENCERRAMENTO

DUCTOR – Passemos ao encerramento.

DUCTOR – Convido-vos a fazer a prece gratulatória de encerramento dos nossos trabalhos.


Dileto Núncio conduzi-nos em oração.

NÚNCIO – (Prece livre, feita pelo próprio, no centro da Sala Arquétipa)

(Executa-se)

TODOS – Que assim seja!

DUCTOR – Sentemo-nos. Dileto Arauto apague as chamas com exceção da Chama Sagrada.

(O Arauto apaga as velas com um abafador, (sem soprar) e, por fim, deixa o mesmo na mesa
do Ductor)

DUCTOR – Dileto Guardião trazei até minha presença a Chama Sagrada.

(Cumpre-se)

DUCTOR – Agradecemos a presença de todos, rogando a Deus Onipotente, que vos


acompanhe e guardem os vossos lares.

DUCTOR – Comunico-vos que vou agora apagar a Chama Sagrada, transferindo o seu calor
e a sua luz para os vossos corações, a fim de que possais aquecer e iluminar os sonhos de
brasilidade no altar das vossas almas.
Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica
Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
(Apaga-se a Chama com o abafador)

DUCTOR – Dileto Arauto proceda agora a retirada dos nossos convidados, maçons e
autoridades civis, militares, religiosas e maçônicas.

(Para a saída, o Arauto deverá obedecer a ordem hierárquica, ou seja, primeiramente as


maiores autoridades e convidados que estão no Nascente e em seguida os demais convidados
que estão nas Alas)

(Após todos terem saído)

DUCTOR – Diletos Apejotistas é chegada a hora de voltarmos ao mundo exterior. Que tudo
de bom que se passou aqui permaneça e prospere em nossas almas sob a Dignidade e a Honra
Apejotista. Que Deus nos fortaleça.

DUCTOR – Convido-vos a se juntarem a mim.

(Elo de fraternidade: Todos reunidos no centro do recinto)

DUCTOR – Tudo pela APJ e pela Pátria!


(E em voz alta todos proclamam: Tudo pela APJ e pela Pátria!)
DUCTOR – Nossos trabalhos estão encerrados.

(Salva de palmas)

(Em seguida, retiram-se na mesma ordem de entrada, ou seja, duas filas indianas conforme o
cortejo inicial)

FIM

M, T.; M, C. V.; R, D.
Apejotistas.com

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
O que é a APJ?

“O que temos que fazer tem pressa, não pode esperar mais. O campo não cultivado enche-se
de ervas daninhas.”

A Ação Paramaçônica Juvenil do Grande Oriente do Brasil


– APJ/GOB, foi criada pela Lei n°. 02, de 15 de abril de
1983, ínsita no Artigo 137 da Constituição do Grande
Oriente do Brasil, e sob tutela administrativa da
Secretaria Gera l para Entidades Paramaçônicas (artigo 1°,
Regulamento Geral da APJ/GOB), é uma das potências
maçônicas do século XXI.

A Ação Paramaçônica Juvenil é uma entidade gratuita,


uma doação da Família Maçônica incondicional aos jovens
de bons costumes e, diferente, das demais paramaçônicas,
é uma iniciativa brasileira que ainda não se expandiu pelo mundo, se diferenciado das demais
por aceitarem nesta “Ação” jovens de ambos os sexos, reforçando o intuito de humanização
entre estes, e instruindo- os para serem cidadãos atuantes.

A APJ/GOB visa integrar jovens entre 07 e 21 anos, para que possam atuar positivamente
dentro da “Ação”: somando-a e formando-se. Como é conhecida pelos jovens e adultos
envolvidos em suas atividades é uma proposta da maçonaria brasileira para criar uma reserva
moral para o Brasil, sendo instituída para complementar a educação dos jovens, cultural,
artística e profissionalmente, em paralelo aos ensinamentos recebidos na escola e no lar.

Em citação à obra “Projeto Maçônico do Século: a acácia está florescendo!”, de Adison do


Amaral, fundador da APJ/GOB, p. 23: “Não podemos cruzar os braços, nem condescender.
Isso, pode ser cômodo, não maçônico. Seria decretar a falência e reconhecer vão todos os
esforços até hoje empreendidos nos caminhos; traçados pelo GRANDE ARQUITETO DO
UNIVERSO para a estirpe dos Maçons.” Ativa, participativa e dinâmica, a Maçonaria não
pode ficar à mercê dos problemas que afligem à nossa sociedade, marginalizando a nova
geração.
Portanto, como tutores da APJ/GOB e conscientes das responsabilidades e das possibilidades
que têm, cabe os Maçons promover condições para que as virtudes e as potencialidades dos
jovens possam florescer, tirando-os da marginalidade e formando cidadãos ativos e
participativos de sua sociedade.

Assim, cada Grão-Mestre tem a missão de ser atuante como responsável direto pelo
desenvolvimento da APJ/GOB em seu Estado. Para que, onde se fizer presente a Família
Maçônica, ela guie os passos dos seus filhos. Para que possamos desenvolver nos jovens a
união, mostrando-lhes a “força” que possuem para discutir Ações em benefício da
coletividade.

“O Brasil espera que cada um cumpra o seu dever” (Barroso).

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
Os jovens que se agremiam aos Núcleos possuem o comum objetivo de melhorar as suas
atitudes e os seus comportamentos ante à sociedade, e, ainda, de melhorar os da própria
sociedade, promovendo à propagação do bem ao próximo. Esses jovens ao conquistarem
atitudes e comportamentos adequados, descobrem o senso do dever e os caminhos de
influenciar os destinos da nação, sob o ideal de que “o bem geral” tem precedência sobre o
bem particular, formando adultos polidos e ilustrados.

Dentre os princípios norteadores da Ação encontram-se o estudo das personalidades


históricas brasileiras, o conhecimento sócio-político do país, noções de cidadania,
patriotismo, fidelidade, ética, além do desenvolvimento de talentos adicionais ao esporte,
artes, literatura e liderança. É o desenvolvimento da arte da vida com sabedoria, justiça e
amor, propiciando aos jovens oportunidades de atuar, criar, pesquisar, criticar e ser criticado.

“Se Tiradentes voltasse em missão idealista, duvido que não sonhasse este sonho
Apejotista.”

Comissão Consultiva, 2012.

Apejotistas.com

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
7W3H da APJ?

WHO – QUEM?

A Ação Paramaçônica Juvenil do Grande Oriente do Brasil – APJ/GOB, foi criada pela Lei
n°. 02, de 15 de abril de 1983, ínsita no Artigo 137 da Constituição do Grande Oriente do
Brasil, e sob tutela administrativa da Secretaria Gera l para Entidades Paramaçônicas (artigo
1°, Regulamento Geral da APJ/GOB), é uma das potências maçônicas do século XXI.

WHAT – O QUE É?

A APJ é uma proposta para despertar, nos jovens, atitudes nobres, através de atividades
ligadas ao civismo, música, canto, dança, artes cênicas, pintura, literatura, poesia, integrando-
se na formação plena de cidadãos cultos, responsáveis, honrados e ajustados. Isso possibilita
a cada um manejar a arte da vida com Sabedoria, Justiça e Amor.

WHY – POR QUÊ?

Problemas sociais vêm marginalizando a nova geração. A maçonaria ativa, participativa e


Dinâmica, oferecem princípios sábios, construtivos e dignos. Não permanecendo alheia e
indiferente a está situação.

TO WHOW – PARA QUEM?

Jovens de ambos os sexos, dos 7 aos 21 anos, após os 21 anos continuam participando
ativamente da APJ, porém de outras maneiras.

FOR WHAT – PARA QUE?

Congregar jovens, com o propósito de se lhes oferecer em alternativa de vida social, paralela
à educação convencional, com inspiração nos preceitos maçônicos. Que adotem atitudes e
comportamentos dignos, procurando descobrir o senso do dever e os caminhos em que se
cuide de preservar os rumos e os destinos da Nação, exemplificando e testemunhando que o
bem geral tem precedência sobre o bem particular, e possam, na idade adulta, tornar-se
pessoas úteis, polidas e respeitadas.

WHEN – QUANDO?

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com
Cada Núcleo Alfa possui seu próprio cronograma de atividades a serem desenvolvidas, tempo
de encontro, reuniões e frequência das mesmas. Em geral, a media de encontros é de 15 em
15 dias, existindo possibilidade de reuniões extras para tomada de decisão.

WHERE – ONDE?

A APJ/GOB como instituição criada pela maçonaria, Grande Oriente do Brasil, possui
disponibilidade para fundação dos Núcleos em qualquer parte do território brasileiro desde
que exista uma loja maçônica regular e o interesse para a fundação do Núcleo.

HOW – COMO?

Ensinando teorias e práticas esportivas, promovendo torneios e campeonatos;


desempenhando atividades que propiciem o conhecimento dos mecanismos do Poder e
Normas que regem os destinos de um povo; montando e fazendo o desenrolar completo de
uma peça teatral, quanto se dará oportunidade ao jovem para atuar, criar, pesquisar, criticar e
ser criticado. Desenvolvendo nos jovens o espírito de unidade e trabalho em equipe,
tendência à camaradagem, ao companheirismo, à lealdade nas competições, à coragem ante
os desafios, despertando-lhes a consciência da responsabilidade, perante si próprios e o
próximo, diante da família, da comunidade, da nação e do mundo.

HOW MUCH – QUANTO CUSTA?

Não é cobrado nenhum valor monetário para que o jovem se torne membro da APJ, cobramos
apenas inclinação para o bem, os balores Morais e Espirituais.

HOW MANY – QUANTOS/METAS?

Que os jovens sintam justificado orgulho dessa Instituição como Escola de Vida, Fonte de
Civismo, Berço da mais sadia Nacionalidade.

M, C. V.
Apejotistias.com, 2016

Material desenvolvido por Apejotistas.com e pertece a todos os Apejotistas da Ação Paramaçônica


Juvenil.
Acesse www.apejotistas.com