Вы находитесь на странице: 1из 11

TARÔ,

jogando

MANDALA ASTROLÓGICA
(elaborado por Susana Gueths)

Esse é um roteiro para jogar a Mandala Astrológica com o Tarô.


A Mandala Astrológica com 12 casas é uma jogada clássica.
Os significados e regras são sugestões, baseados nos meus próprios estudos e práticas.
Aprenda tudo o que puder, pratique.
Depois crie seu próprio método.
INÍCIO

A jogada da Manda Astrológica é feita com 12 Casas.

Eu jogo com 36 cartas: 12 Arcanos Maiores e


24 Arcanos Menores.

Como de costume, a cada início de consulta para você ou para outra pessoa, o baralho do Tarô
deve estar em ordem.
Sempre que terminamos uma consulta, mesmo que seja breve, colocamos o baralho em ordem
novamente, para não misturar uma consulta com a outra.
Dessa forma "descarregamos" as energias da consulta feita.
E depois guardamos o baralho em ordem envolto em pano preto ou azul escuro de seda ou de
veludo.

Ao iniciar a consulta, lembre:

antes de fazer qualquer pergunta


é preciso saber se as cartas estão "abertas"
para quem está consultando.

Para isso, antes de qualquer pergunta, olhamos a "carta do astral":

1) priimeiro a cartomante embaralha somente os Arcanos Maiores

2) pede para o consulente cortar o baralho com a mão esquerda (mão do inconsciente) em 2
montes, partindo da sua esquerda para a sua direita (do consulente), pois essa é a direção da
energia que vem do passado (esquerda) para o futuro (direita)

3) o consulente não desvira a carta

4) a cartomante vira a carta - sem mostrá-la ao consulente

5) se for uma carta favorável ou neutra, o jogo prossegue

6) se for uma carta negativa, o baralho está fechado

7) em caso de carta negativa, o jogo não prossegue, a cartomante fecha o baralho, e antes de
guardá-lo coloca tudo em ordem novamente.
É preciso esperar 24 horas para tentar novamente.

8) É possível repetir o processo de abertura até 3 vezes.


Não precisa reorganizar o baralho a cada tentativa, só fazer isso se na 3ª vez o baralho ainda
estiver fechado.
Sabemos que as respostas das cartas e dos oráculos são dadas pelo inconsciente de quem
pergunta.
As respostas estão sempre dentro da própria pessoa.

Lembre que a cartomante é apenas uma Mensageira, não é ela quem gera as respostas.

Quando estiver lendo para você mesma, você está interpretando a mensagem do seu próprio
inconsciente.

Quando o baralho não abre,

pode ser por várias razões: as razões aqui expostas se referem ao consulente, porque se supõe
que a cartomante esteja tranquila e concentrada.

1) a pessoa está confusa demais, os assuntos estão se misturando no seu interior.


Nesse caso, é preciso relaxar até o dia seguinte e voltar à consulta mais tranquila e organizada
interiormente

2) a pessoa está distraída.


Nesse caso, voltar no dia seguinte mais concentrada.

3) a resposta às perguntas do consulente não estão claras, e o andamento da questão depende


de decisões que ainda não foram tomadas.

4) o assunto que o consulente quer consultar pertence àqueles que serão surpresas em sua vida,
nesse caso não há oráculo que lhe dê respostas.

Se o baralho não abre:


1) esperamos 24 horas e fazemos nova tentativa.
No máximo até 3 dias.

2) se não abrir novamente, esperamos 1 semana, fazemos nova tentativa.


No máximo até 3 semanas.

3) se não abrir novamente, esperamos 3 semanas (21 dias, abrindo no 22° dia).
No máximo até 3 vezes 21 dias.

4) se não abrir novamente (isso nunca me aconteceu!), desista de perguntar esse assunto.

Supõe-se que a cada tentativa tanto a cartomante quando o consulente estejam tranquilas e
concentradas.
Nos casos em que o baralho não abrir, praticar relaxamento e concentração com o método que
você preferir.
A MANDALA
12 Arcanos Maiores são colocados dessa maneira:

10

11 9

12 8

7
1

2 6

3 5
4

1° método) Depois da "carta do astral" a cartomante embaralha os Arcanos Maiores e pede para o
consulente cortar (qualquer mão).
A cartomante junta em um baralho só, espalha em leque, cartas voltadas para baixo.
O consulente tira (com a mão esquerda) 12 cartas que são colocadas em um monte, ao lado, na
mesma ordem que foram tiradas.
O mesmo se faz com os Arcanos Menores, porém são 24 cartas a serem tiradas pelo consulente,
formando mais 2 fileiras de 12 cartas cada.

2° método) Depois da "carta do astral", o consulente embaralha e corta (cada cartomante tem seu
próprio corte).
A cartomante junta as cartas e tira as 12 primeiras.
Depois pede para o consulente embaralhar os Arcanos Menores e cortar.
A cartomante junta as cartas e tira as 24 primeiras.

3° método) Quem prefere misturar tudo:


Depois da "carta do astral" a cartomante embaralha os Arcanos Maiores e Menores em conjunto.
O consulente corta.
A cartomante junta as cartas e abre em leque, voltadas para baixo.
O consulente retira (com a mão esquerda) 36 cartas.
A cartomante vai juntando essas cartas, na ordem que foram tiradas, em um monte único.
AS CASAS
1ª carta: A própria pessoa.
Como está o consulente, o que trouxe o consulente até a consulta, qual o assunto que domina seu
pensamento no momento.
Como o consulente tem se comportado na vida em geral.

2ª carta: Finanças.
Situação financeira. Sobrevivência. Alimentação. Bens móveis (conta no banco, salário, coisas que
você pode carregar consigo).

3ª carta: Pensamento e comunicação.


O que a pessoa pensa no momento. Como está se comunicando.
Pequenas viagens próximas da cidade, passeios próximos da casa ou do trabalho. Estradas, ruas,.
Pessoas próximas (vizinhos, irmãos, colegas)
Telefone, internet, televisão, jornais, revistas.
Notícias, fofocas.
Estudos básicos.

4ª carta: Casa.
A casa que mora, ou o prédio que trabalha, conforme o assunto da pergunta.
Vida doméstica. Mãe. Família. A consulente como mãe.
Vida interior, íntimo da pessoa, o coração, sentimentos mais profundos.
Inconsciente pessoal - aquele que a pessoa conhece - sonhos, sono.
Segredos.
Doença ou saúde hereditária.
Ancestrais.

5ª carta: Coração, Filhos.


Sentimentos que a pessoa revela e mostra a todos.
Filhos. Crianças.
Amores, namorado, marido como afeto, pessoas que o consulente ama.
Lazer.
Estudos de escola infantil ou de artes.

6ª carta: Escravidão, Deveres.


Onde somos "escravos": tarefas do dia a dia, cuidados com a saúde.
O cotidiano na vida ou no trabalho, as tarefas de rotina.
Saúde, força ou fraqueza.
Disciplina e tipo de rotina.
Colegas de trabalho ou subordinados.
Animais domésticos.
Estudos técnicos e relacionados com o trabalho.
Doenças adquiridas durante a vida.
Doenças agudas que obrigam a mudar hábitos.

7° carta: Parceiro ou Rival.


Parceiros de um relacionamento ou de uma sociedade.
Marido, esposa. Sócio. Amigos íntimos. Clientes. Rivais.
O casamento. A sociedade comercial.
Contratos. Processos jurídicos ou burocráticos.
Vida social e oficial, tudo o que a pessoa assume publicamente.
Separação, divórcio, casamento, uniões.
Festas. Diplomacia. Público.
Se houver disputas, essa é a casa das guerras, dos rivais, oponentes, inimigos.

8ª carta: Sexo. Morte. Grandes Mudanças. Dinheiro. Poder. Crises.


Vida sexual do consulente.
Perdas, mortes, prejuízos.
Dívidas, impostos, taxas.
Capital investido, aplicações, poupança, seguros, pensões.
Dinheiro recebido que não vem pelo seu trabalho direto, mas pela ajuda externa ou união de capitais.
Heranças.
Crises. Capacidade - força ou fraqueza para sair das crises. Talentos que usa em situações difíceis ou
extremas.
Subconsciente - a pessoa conhece. Sonhos, projeções, ocultismo.
Resultado das lutas de poder. Intenções.
Coisas perdidas que são encontradas.
Cirurgias. Doenças crônicas que obrigam mudança de vida. Neuroses, tratamento psiquiátrico.
Parto.
Insights.

9ª carta: Ideais. Ambições. O que está longe.


O que a pessoa busca, desejos e ambições, planos para o futuro.
Crença, religião, filosofia de vida, oposta à 3ª que mostra pensamento cotidiano e raciocínio.
Viagens fora do estado ou do país.
Contato com culturas e pessoas diferentes da sua, por viagens, internet, etc
Estudos que a pessoa escolhe porque gosta, estudos religiosos ou filosóficos.
Universidade. Professores.
Leis. Costumes. Regras.
Espíritualidade, guardiões e guias, mestres, gurus.

10ª carta: Destino. Status. Profissão.


Vida fora de casa, oposta à 4ª casa.
O que não é segredo e é público.
A profissão, emprego, relação com chefias.
O chefe. Pai. Autoridades. Líder.
O consulente como chefe, se for independente ou dono de empresa.
Situações da vida que o consulente é obrigado a aceitar (ordens do chefe).
Destino - perdas ou ganhos.
O caminho de vida do consulente, como está e para onde está indo.

11ª carta: Amigos. Grupos. Desejos. Política.


Os amigos que o consulente escolhe.
Grupos que se une.
Sindicatos. Grupos religiosos. Grupos culturais. Grupos sociais e de festas.
Apoio social recebido dos amigos: lucros também.
Vida social e política do consulente.
Desejos e conquistas sociais.
Consciência social e participação na vida política.
Protetores, apoiadores.

12ª carta: Inconsciente coletivo. Carma. Solidão. Desgastes.


Inconsciente coletivo.
A pessoa não conhece.
Protetores ocultos ou inimigos ocultos.
Carma. Vidas passadas. O que a pessoa não consegue explicar ou entender.
Solidão, afastamento da vida pública e social.
Tudo o que desgasta: doença, pobreza, perturbação, problemas que enfraquecem a pessoa.
O que a pessoa não controla, não depende de sua ação.
Coisas perdidas que não são encontradas.
Doenças que matam. Longos tratamentos que curam ou não.
Hospitais, prisões, mosteiros, retiros, marginalização ou trabalho nesses locais.
Instituições de caridade.
Trabalhos solitários (análises de laboratório, etc).
Viagens para países distantes, viagens que mudam a vida.
Doenças mentais graves. Doenças terminais. Doenças ou curas inexplicáveis tidas como miraculosas.
POSIÇÃO DAS CARTAS no jogo
ARCANO MAIOR
Domina, manda na resposta.
Vai se manifestar nos Arcanos Menores que lhe acompanham

ARCANO MENOR - primeira fileira


Explica o Arcano Maior.
A primeira fileira, mais próxima do Arcano Maior, pode chegar ao plano mental e dar dicas sobre o
pensamento do consulente, até que ponto ele está consciente daquela energia atuando em sua
vida.

ARCANO MENOR - segunda fileira


Explica o Arcano Maior.
A segunda fileira, mais longe do Arcano Maior, mostra a manifetação dele exclusivamente no
plano físico, o consulente está consciente dessa energia (do Arcano Menor), podendo ou não
estar consciente das outras duas fileiras.

FIGURAS DA CORTE
Podem representar pessoas.
Dão ideia de tempo.
Também mostram sentimentos, emoções, pensamentos, e acontecimentos.

ELEMENTOS
Situam o assunto:
Paus: espírito, energia física, intuição, trabalho, lutas
Copas: emoções e sentimentos, relacionamentos
Espadas: pensamento e raciocínio, estudos, lutas
Ouros: sensações, corpo, finanças, trabalho

TEMPO
(veja na apostila do Curso de Iniciação ao Tarô)
O Arcano Maior, que sempre comanda o jogo, diz se o assunto é rápido ou lento
exemplo: A Roda da Fortuna é rápida, o Enforcado é lento.
O número do Arcano Maior dá ideia de tempo (O Mago: 1 dia, 1 mês, 1 ano, etc)
Os Arcanos Menores situam o tempo mais especificamente.
Paus: primavera
Copas: verão
Espadas: outono
Ouros: inverno
Os números, conforme apostila, dão ideia de dias (com Valete), semanas (com Cavaleiro), meses
(com Rainha) ou anos (com Rei).
Os Ases são sempre rápidos, falam do momento atual e presente.

PESSOAS
Podem ser representadas pelos Arcanos Maiores ou Menores.
Nos Arcanos Menores, veja na apostila a relação de idade e as histórias das famílias dos
elementos, e também cor dos cabelos, etc
Com 2 Figuras da Corte na mesma casa, lembre que a primeira fileira comanda a segunda:
1) relação de poder, a primeira Figura da Corte manda ou influencia a segunda
2) podem ser duas pessoas
3) o elemento (fogo, ar, terra ou água) da primeira fileira é mais forte do que o da segunda
JOGANDO A MANDALA
sem fazer nenhuma pergunta

CASA 1: o que trouxe a pessoa até a consulta.


O que é mais importante nesse momento
Perspectivas futuras.
Onde a pessoa está.

CASA 2: situação financeira.


Ganhos.
Gastos.
Planos futuros.
Futuro próximo.

CASA 3: pensamento, estudos, leituras.


Comunicação, telefone, internet, conversas.
Movimentos da pessoa pela cidade, pequenas viagens, ou viagens curtas.
Pessoas próximas do consulente, podem ser de sua família ou não.
Relacionamentos próximos.
Notícias. Informações novas.
Abertura mental.

CASA 4: o íntimo, segredos, a casa.


Pessoas da família, ou da casa que o consulente mora.
Amigos íntimos, relacionamentos íntimos e profundos.
Mãe.
A consulente como mãe. A mãe do consulente.
Vida Interior.
Segredos.
Felicidade.
Insights.

CASA 5: o que o consulente ama.


Expressão forte, o que está "botando prá fora".
Filhos.
Sexo.
Felicidade pessoal.
Sorte.

CASA 6: saúde do consulente - doença ou força.


Pequenos problemas.
Rotina diária.
Fraquezas e pontos que precisa se esforçar e melhorar.
Hábitos.
Tarefas e obrigações que não pode fugir - o trabalho diário.
Onde precisa se esforçar e não pode contar com a sorte ou com os outros.

CASA 7: casa ou separa.


Parceiros de amor ou de negócios.
Rivais. Brigas judiciais, processos.
Casamento ou sociedade de negócios. Separação ou final de sociedades.
Marido. Esposa. Sócio. Amigo íntimo.
Relacionamentos assumidos oficialmente.
Vida social.
O que encontra nos outros.
CASA 8: dívidas.
Dinheiro que não vem do trabalho, mas por outras pessoas: herança, lucro de sociedade, pensão,
seguro desemprego, presentes, doações.
Sexo.
Crises - quais são as crises, como entra e como sai das crises.
Mortes. Perdas.
Subconsciente.
Vida Interior.
Segredos.
Ocultismo. Insights.
Relacionamentos ocultos.
Dons e talentos que a pessoa usa para sair de crises.

CASA 9: crenças, fé, religião, caminho espiritual.


Mestres. Guias. Gurus. Sacerdotes. Professores. Amigos espirituais, anjos.
Viagens distantes. Locais distantes.
Pessoas distantes: intercâmbio, estrangeiros, pessoas da internet, amigos virtuais.
Ambições a longo prazo. Ideais. Caminhos que busca seguir.
O que procura.

CASA 10: destino, o que a vida está lhe oferecendo no momento.


Profissão. Chefe.
Pai.
Autoridades.
Juiz.
Caminhos abertos ou fechados.
Promoção, ou perda do emprego.
Relacionamentos oficiais.

CASA 11: Apoio.


Quem lhe apoia.
Amigos.
Grupos. Círculos.
Grandes empresas.
Dinheiro.
Prêmios, benefícios, ajuda que recebe.
Lucros.
Participação social do consulente, sua atuação ou isolamento.
Relacionamentos assumidos socialmente.

CASA 12: Isolamento.


Os maiores problemas - maiores que a casa 8.
O que mais lhe incomoda.
Inimigos - físicos ou espirituais. Traição.
Hospital - doenças, ou trabalho nesses locais.
Doenças terminais. Morte. Perdas.
Prisões - problemas, ou trabalho nesses locais.
Retiro espiritual.
Atividades solitárias (laboratórios, cálculos matemáticos, estatísticas, etc)
Dons e talentos ocultos.
Intuição.
Carma, ou recompensa cármica.
Relacionamentos ocultos ou não assumidos.
Sofrimento profundo e oculto, ou felicidade interior.
O que é maior que a pessoa, o que a pessoa não controla, ou não explica, não compreende.
Locais muito distantes, países muito distantes.
exemplo - sugestões de interpretação:

CASA 1 : 10-Roda da Fortuna, 3 copas, 4 ouros


A vida está agitada, sem tempo prá nada.
Entrando dinheiro e relacionamentos bons rapidamente.

CASA 2: 8-JUSTIÇA, 10 espadas, Ás copas


Dinheiro controlado porque está curto.
Dinheiro vindo pela justiça/processos, etc
Corte - final de um dinheiro.
10 espadas é um final doloroso, Ás de copas é felicidade.
É tempo de decisões importantes e mudança de caminho.
Após um final doloroso chega a felicidade e novo ciclo.
Tudo é muito rápido - todas as cartas são rápidas.
Ás de copas também se refere à cura: pode ainda ser grandes gastos com doença até conseguir
sua cura.

CASA 3: 7 CARRO, 7 paus Cavaleiro de Ouros


Vitória próxima e rápida.
Viagem de última hora (7 paus) por motivo financeiro (Cavaleiro de Ouros) ou com pessoa jovem,
um pouco mais jovem que o consulente (Cavaleiro Ouros).
A viagem começa rápida (7 paus) mas se prolonga e fica lenta (Cavaleiro Ouros).

CASA 4: 3 IMPERATRIZ, 2 paus 10 copas


Muita felicidade.
Visita de uma mulher afetuosa, ou poderosa.
Gravidez, ou notícia de gravidez de alguém próximo.
Conquista profissional importante da própria pessoa se for mulher, ou de alguma mulher
importante em sua vida.

CASA 5: 15 DIABO, 5 copas 3 espadas


Relacionamento difícil, possessivo, ciumento e obsessivo.
Forte atração física, mas também muitos problemas.
Tristeza.
Descoberta de traições, clareza em assuntos que a pessoa estava iludida.

CASA 6: 13 MORTE, 8 copas Ás espadas


Rompimento importante com alguém do seu trabalho.
Cura - morte da doença.
Dificuldade para cumprir suas tarefas.
Doença que exije cirurgia, risco de vida, porém sucesso na cirurgia.
Perda material.
Tristeza por causa de um relacionamento, que afeta o físico.

CASA 7: 4 IMPERADOR, 3 ouros 4 paus


Homem importante na vida do consulente.
Pode ser marido ou pai, relacionamento antigo e estável.
Pode ser pessoa poderosa financeiramente.
Essa pessoa traz alegrias e estabilidade na vida da pessoa, podendo também trazer sua boa
influência até a casa do consulente.
Sucesso em uma parceria comercial.

CASA 8: 17 ESTRELA, 5 ouros, Valete de Copas


Intuição.
Cura.
Desejos atendidos.
Um grande gasto financeiro valeu a pena.
Ajuda de uma pessoa jovem, ou ajuda para uma pessoa jovem.
Presença de guias, anjos, amigos espirituais.
Proteção.

CASA 9: 21 MUNDO, Rainha Copas, 9 copas


O consulente tem desejos grandes, ambições enormes.
Se for mulher pode ser ela mesma (depende da idade, tipo físico etc - veja na apostila do Curso
de Iniciação, nos Arcanos Menores)
Se for homem, é uma mulher que ele ama, e que lhe ama também - nem sempre amante, pode
ser uma pessoa de grande afeto.
Viagem bem sucedida, com muitas alegrias.
Uma pessoa que você ama está pensando em voltar de longe para falar com você.
Sucesso em estudos.

CASA 10: 14 TEMPERANÇA, 6 Copas, Ás Paus


Proteção espiritual.
Muitas mudanças no caminho da pessoa vão acontecer lentamente, serão boas.
Uma pessoa muito querida conhecida de infância ou de longa data está chegando para lhe visitar,
ou notícias muito boas dessa pessoa.
Sucesso no trabalho, tanto pelo seu próprio esforço como pelo bom relacionamento com as
pessoas.

CASA 11: 12 ENFORCADO, 8 Espadas 2 Ouros


Pouca vida social, isolamento.
Algum amigo importante está com problemas muito grandes e há muto tempo.
Pouco apoio nesse momento, solidão.
Distrações podem trazer prejuízo financeiro, cuidado.

CASA 12: 19 SOL, 4 copas 10 paus


Proteção em perigos ocultos, mas não abuse.
Intuição, pressentimentos, insights.
Solução de um problema grande e antigo.
Sucesso na solidão.
Retorno de pessoa muito distante.

Somando todos os Arcanos Maiores temos 143.


1 + 4 + 3 = 8, Arcano 8 A Justiça.
A carta da soma é a essência da situação atual, da consulente e do jogo.
No caso da carta 8 A Justiça mostra que a vida da pessoa está entrando em equilíbrio, e nesse
sentido são esperadas tanto cobranças como recompensas cármicas.
Essa carta também mostra um tempo onde a pessoa está sendo cobrada a cumprir obrigações,
tarefas, pagar dívidas, etc e também cobrando as mesmas coisas de outras pessoas.
Mostra tranquilidade por parte da consulente, porém um tempo onde a disciplina é mais rígida e a
rotina está cheia de atividades que para serem cumpridas exigem bastante organização.
Mostra também que a pessoa que veio consultar busca resultados práticos e objetivos e além de
buscar muitas respostas com a cartomante, também vai conferir rigidamente os resultados da
consulta em sua vida prática.

Esse foi apenas um exemplo com sugestões de interpretação que não são fechadas, pois cada
pessoa que aprende o tarô e joga irá descobrir por si mesma, após praticar bastante, quais os
métodos que funcionam melhor para ela.

Susana Gueths
blog Vera Lúcia Ciências Ocultas http://veraluciacienciasocultas.blogspot.com.br/
email veraluciacienciasocultas@gmail.com

Похожие интересы