Вы находитесь на странице: 1из 105

CAPA

CAPA

IMPORTANTE

Este material tem conteúdo meramente informativo e não se caracteriza como oferta, solicitação ou
recomendação de compra ou venda de qualquer ação, ativo ou instrumento financeiro. Todos os exemplos e
modelos utilizados e citados neste material e em sala são meramente didáticos.

Investimentos em ações, opções, contratos futuros e outros ativos de renda variável são operações de risco.
Desta forma, nas operações envolvendo estes ativos, podem ocorrer perdas. Nas operações com derivativos,
estas perdas podem ser superiores ao valor investido e, nesta condição, o investidor pode ser chamado a
aportar recursos.

Além disso, rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura, sendo assim, os percentuais de
valorização apresentados neste material não significam o potencial futuro de valorização.
Este material é impresso em papel certificado/

A XP Educação, que sempre primou pelas questões fazer parte da vida de todos os cidadãos conscientes
ambientais por meio da sua opção de incentivar o uso de sua responsabilidade e da importância do cuidado
de materiais recicláveis e com certificação de origem, com a natureza. A reciclagem de materiais é uma
mantém seu compromisso com a responsabilidade pela excelente forma de economizar energia, poupar
preservação da vida em nosso planeta. A consciência recursos naturais e trazer de volta ao ciclo produtivo o
ambiental e a busca por soluções inteligentes devem que é jogado fora.

1. contribui para diminuir a poluição;


2. melhora a limpeza da cidade e a qualidade de vida
Ao valorizar materiais da população;

3. prolonga a vida útil dos aterros sanitários;


reciclados, você:
4. gera empregos para a população não qualificada;
5. estimula a formação de uma consciência ecológica.

VOCÊ TAMBÉM PODE COLABORAR COM O USO INTELIGENTE DOS RECURSOS NATURAIS

• Participe da coleta seletiva de lixo na sua cidade.

• Prefira eletrodomésticos recentes e de qualidade, pois gastam menos energia.

• Regue as plantas no início da manhã ou ao cair da noite. Quando o sol está alto e forte, grande parte da
água se perde por evaporação.

• Desligue o ferro um pouco antes de acabar de passar a roupa. Ele se mantém quente durante o tempo
necessário para você terminar a tarefa.

• Seja econômico: poupe papel usando o verso da folha para tomar notas ou fazer rascunhos.

• Regule o seu carro e poupe combustível.

• Prefira lâmpadas fluorescentes.


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Educação de novos investidores/


A XP Educação tem como objetivo ensinar a população brasileira a investir melhor o seu dinheiro. Em
parceria com seus escritórios afiliados, já formou mais de 500 mil alunos com suas palestras, seus cursos
de extensão em bolsa de valores, investimentos em renda fixa e ativos imobiliários, bem como finanças
pessoais, ambos realizados de forma presencial e on-line.

A filosofia de ensino da XP Educação combina o mais avançado conhecimento acadêmico disponível, a


melhor didática e uma visão aplicada aos negócios.

Os professores que ministram nossos cursos possuem sólida formação acadêmica, além de serem
profissionais experientes no mercado de capitais, onde atuam como agentes autônomos de investimento.
Dessa forma, a vivência do dia a dia é levada para dentro da sala de aula.

Em todos os eventos, os professores são incentivados a buscarem o equilíbrio ideal entre teoria e prática,
entre o aprimoramento da base conceitual do aluno e o fornecimento de ferramentas práticas que possam
ser rapidamente implementadas no ambiente do mercado financeiro.

Atualmente, a XP Educação está presente, através de seus mais de 300 parceiros, nas principais capitais
e cidades brasileiras. Oferecemos diferentes programas, que englobam desde palestras e cursos básicos
para iniciantes até estudos avançados para atender aos investidores mais qualificados.

Para maiores informações, acesse <www.xpe.com.br> ou ligue 3004-3700 (capitais e regiões


metropolitanos), ou 0800.723-3700.

Ficha Técnica do Curso

Curso: Aprenda a Investir na Bolsa de Valores / Quinta edição - Setembro/2014

Silvio Paulo Hilgert (Direção Acadêmica)

Especialista em Mercado de Capitais formado pela UFRGS/APIMEC-SUL. Pós-graduado em Desenvolvimento Gerencial


e bacharel em Administração pela UNOESC. Certificado pela ANCORD como Agente Autônomo de Investimento e pela
ANBIMA com CPA-10 e CPA-20. Especialista em Finanças Pessoais e possui grande experiência e vivência no Mercado
Financeiro e de Capitais com atuação em cias como Banco HSBC, Bamerindus, Sicredi e XP Investimentos Corretora. Vasta
experiência como treinador de equipes e professor atuando na formação de colaboradores e investidores em produtos
financeiros tanto em renda fixa quanto variável. Atualmente exerce o cargo de Diretor Acadêmico da XP Educação.

Leandro Hirt Rassier

Mestre em Administração com ênfase em Contabilidade e Finanças pela UFRGS. Especialista em Educação Matemática.
Especialista em Administração Financeira. Bacharel em Engenharia Civil pela UFRGS. Professor Universitário. Agente
Autônomo de Investimentos. Autor dos livros: Organize suas finanças da Coleção Você S.A. de Finanças Pessoais,
Entenda o Mercado de Ações, editora Campus/Elsevier em 2009 e Conquiste sua Liberdade Financeira, editora
Campus/Elsevier em 2010.

Projeto Gráfico e Diagramação: Mariana Hilario <www.marianahilario.com.br>

4 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Sumário/

Módulo I – Introdução 6 Módulo VII - Como Participar do Mercado de Capitais 67


• Objetivos do curso 6 • Investindo coletivamente 67
• O mercado de capitais e sua importância 7 • Comparativo entre fundos imobiliários e
compra de imóvel físico 73
Módulo II - Como Funciona o Mercado de Ações 9 • Riscos dos fundos imobiliários 75
• O que são ações? 9 • Investindo individualmente 76
• Tipos de ações 10 • Hedger 78
• Códigos das ações 11 • Especulador 78
• Governança corporativa 13 • Alavancagem 78
• Abertura de capital das Empresas 17 • Exemplo de Contrato Negociado na BM&F 78
• A importância do Mercado de • Mercado de opções 80
Ações no Brasil 18 • Mercado a termo 83
• Forma de negociação de ações 20 • Aluguel de ações 85
• Remuneração dos acionistas 23
• Eventos sobre as ações 26 Módulo VIII - Estratégias Operacionais 88
• Direitos dos acionistas 27 • Médias Móveis 91
• Participantes do mercado de capitais 27
• Funçnoes das bolsas de valores 31 Próximos Passos 97
• Histórico da BM&FBovespa 31
• Controles do investidor 34 Anotações 100

Módulo III - Processo de Negociação de Ações 36 Bibliografia 101


• Pregão da bolsa de valores 36
• Formação do livro de ofertas (book) 37
• Mercado integral e fracionário 38
• Home Broker 39
• Custos operacionais 49
• Tributação - Imposto de Renda 44

Módulo IV - Índices de Ações 50


• Principais índices brasileiros 50
• Índice Ibovespa 51
• Histórico do Ibovespa 52
• Outros índices importantes 52
• Principais índices internacionais 52

Módulo V – Gerenciamento de Riscos 54


• Gerenciamento de risco 54
• Uso do Stop 56

Módulo VI - Escolas de Análise de Investimentos 58


• Escola de análise fundamentalista 58
• Escola de análise técnica 60
• Suporte e resistência 63
• Ampliando seus conhecimentos 65

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 5


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo I
introdução

Certamente você já ouviu falar sobre muitos mitos Vamos ver o que o povo fala nas ruas sobre esse
que envolvem o assunto Bolsa de Valores. Um assunto? Baixe um aplicativo de leitura QR Code e
dos nossos objetivos neste curso é desmitificar e posicione a câmera para scanear a figura a seguir.
esclarecer tudo isso.

OBJETIVOs DO CURSO

• Desmistificar a Bolsa de Valores • Explicar o funcionamento do mercado de


capitais
Bolsa não é apenas um jogo, loteria ou um local
de apostas. Muitos pensam que os investidores Entender a dinâmica do mercado de capitais é
agem na Bolsa como se apostassem em cavalos de fundamental numa estratégia vencedora;
corrida. Uma boa estratégia de investimentos deve
permitir ganhos mesmo não contando com a sorte; • Mostrar como investir em ações de forma
consciente e madura aumentando suas chances
de ganhos no mercado;

6 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

• Apresentar os riscos do mercado • Ajudar no gerenciamento de carteira

Estar consciente dos riscos e saber como gerenciá- Gerenciar uma carteira de investimentos exige
los é fundamental para enfrentar o dia a dia deste conhecimento e atitude;
mercado nervoso, turbulento e cheios de surpresas;
• Facilitar a tomada de decisão: comprar/
• Identificar seu perfil de investidor vender, quanto, como e quando

Cada investidor possui um determinado perfil, certo Saber o melhor momento para entrar ou sair de
volume financeiro e objetivos a serem alcançados. operações é um tanto desafiador. Há momentos,
Cabe a ele elaborar e seguir uma estratégia que inclusive, que o melhor a fazer é não fazer nada.
esteja perfeitamente alinhada com este padrão; Como saber?

O Mercado de Capitas e sua Importância

Quando um brasileiro de classe média ouve falar As ações negociadas nas bolsas de valores nada
em bolsa de valores, a primeira imagem que vem mais são do que pequenos “pedaços” do capital de
a sua mente é a de cassino ou de casa de apostas. uma empresa. Quem compra ações na bolsa o faz
A bolsa é vista por muita gente como “ciranda com a expectativa de se tornar sócio da empresa e
financeira”, um lugar onde os milionários arriscam de obter um bom retorno, advindo da lucratividade
seu dinheiro de modo destemido e apostam em e do crescimento da companhia. As empresas ao
empresas como se fossem cavalos. Também se abrirem capital, buscam obter recursos para investir,
imagina que investidores recebem dicas de ações seja contratando gente, seja em equipamento ou
sussurradas como as barbadas do turfe. O resultado inteligência. Em vez de pedir dinheiro emprestado
disso costuma ser, segundo tal visão, uma espiral a bancos, mais empresas buscam captar dinheiro
de perdas e ganhos. de novos sócios nas bolsas para aperfeiçoar seus
produtos e serviços e assim, obter mais lucro. Esse
As perdas, em geral para o cidadão comum e os lucro é devolvido ao investidor pelos dividendos
ganhos, para aqueles que manipulam as cotações distribuídos e pela valorização das ações, pois as
graças ao acesso a informações privilegiadas. empresas que lucram mais valem mais.
Essa imagem da bolsa, portanto, nunca, em toda a
história do Brasil, esteve tão distante da realidade. Até então, o mercado de capitais não exercia seu
papel de intermediar a poupança e o investimento
O Mercado de Capitais oferece excelentes soluções na economia. Com a estabilização, a privatização e
para investidores e empresários pois permite a a abertura da economia a partir de 1994, o Brasil
captação de recursos sem o pagamento de juros começou a atrair somas vultuosas de investimento
e, ao mesmo tempo, a oportunidade do investidor estrangeiro direto, ou seja, investimento em
se tornar sócio das maiores e mais importantes empresas tipicamente de propriedade ou
companhias do país. Analisando o potencial deste controladas por empresas estrangeiras.
instrumento fica a sensação de que negócios bem
estruturados podem se viabilizar dentro de uma Ao longo do tempo, no entanto, as coisas começaram
cadeia financeira inédita no país. Essa sensação a mudar para melhor. As leis das Sociedades
liberta um espírito empreendedor e capitalista até Anônimas e da Comissão de Valores Mobiliários
há pouco tempo desconhecido para os brasileiros. (CVM) foram reformadas dando a CVM melhores
Trata-se de um instrumento eficaz para um Brasil condições de exercer seu papel de proteção
novo, mais estável, globalizado e competitivo. Faz aos acionistas minoritários; os investidores
parte de um modelo de nação mais livre e aberta, institucionais começaram a ter uma postura mais
que oferece uma alternativa de desenvolvimento ativa na gestão das empresas, e a BMFBOVESPA
viável se apoiado por um estado eficiente e justo. criou o Novo Mercado, uma listagem especial que

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 7


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

identifica as empresas que obedecem a critérios físicas investindo na BM&FBovespa. Em 2013,


rigorosos de governança corporativa. mais de 20% dos negociadores tinham o perfil de
pequeno investidor. É um avanço, pois em 1989
Além disso, a superação da crise de confiança esse investidor representava apenas 3% do total
de 2008/2009, a retomada de um processo de de negociadores. Além disso, muitas pessoas têm
alta nas principais bolsas de valores do mundo, investido indiretamente nas bolsas quando, por
especialmente as emergentes, assim como a queda exemplo, colocam seu dinheiro em determinado
na taxa de juros doméstica, vem contribuindo para fundo de investimento oferecido pelos bancos
a decolagem da nossa bolsa. de varejo e corretoras ou contratam um plano de
previdência privada.
Acreditamos que a revolução capitalista pela qual
passará a economia brasileira nos próximos será Todo investidor deve buscar a otimização de quatro
resultado da modernização de nosso mercado de aspectos básicos em um investimento: retorno,
capitais e provocada pela bolsa de valores. Não prazo, proteção e liquidez. Ao avaliá-lo, portanto,
há crescimento econômico sem crescimento das deve estimar sua rentabilidade, liquidez e grau
empresas. Portanto, é a hora ideal para o cidadão de risco. A rentabilidade é sempre diretamente
comum abandonar as ideias gastas sobre a bolsa relacionada ao risco. Ao investidor cabe definir o
e tentar entender como ela funciona e favorece o nível de risco que está disposto a correr, em função
crescimento da economia. de obter uma maior ou menor lucratividade.

Quanto mais desenvolvida é uma economia, mais Obter resultados promissores em investimentos de
ativo é o seu mercado de capitais, o que se traduz renda variável, como a bolsa de valores, requer a
em mais oportunidades para as pessoas, empresas constante presença de três aspectos por conta do
e instituições aplicarem suas poupanças. investidor: conhecimento, estratégia e disciplina.

Ao abrir seu capital, uma empresa encontra Veja a mensagem do Ceo da XP Investimentos
uma fonte de captação de recursos financeiros Guilherme Benchimol.
permanente. A plena abertura de capital acontece
quando a empresa lança suas ações ao público, ou
seja, emite ações e as negocia nas bolsas de valores.
E você, ao adquirir ações, passa a ser também sócio
da empresa - um acionista.

Com uma movimentação diária em média superior


a R$ 7,4 bilhões, em 2013, e quase 500 empresas
inscritas (listadas), a BMFBOVESPA é o maior polo
do mercado de venda e compra de ações da América
Latina. Fundada ainda no século 19, a então Bolsa
de Valores chamada Bovespa tem passado por
inúmeras modificações ao longo dos anos e, por
causa das instabilidades econômicas históricas
mundiais e do Brasil, passou por várias oscilações.
Esse vai-e-vem de capital especulativo, além de
assustar o pequeno investidor, sempre mexeu com
várias outras áreas da economia como, por exemplo,
as taxas de câmbio.

Nos últimos anos, no entanto, o pequeno investidor Tenha um


excelente curso!
tem visto com bons olhos o mercado de ações. Isso
fica claro com o aumento do número de pessoas

8 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo II
Como Funciona o
Mercado de Ações

O que são Ações?

Ações são títulos nominativos, negociáveis, que sócio da empresa, ou seja, de um negócio. Passa a
representam uma fração do capital social de uma correr os riscos deste negócio bem como participa
empresa. Ao comprar uma ação o investidor se torna dos lucros e prejuízos como qualquer empresário.

Quem compra uma ação na Bolsa de Valores está ato feito eletronicamente com poucos clicks. A
levando uma pequena parte de uma empresa liquidez do mercado acionário também permite ao
de terceiros e passa a ser chamado de acionista investidor ter a opção de se retirar da sociedade e
minoritário. Ser sócio de uma empresa listada na migrar para outro negócio mais atraente, a qualquer
bolsa de valores traz algumas vantagens. Um momento.
exemplo disso é que enquanto a entrada ou saída
na sociedade de uma empresa limitada ou de A forma mais segura de conseguir bons retornos
capital fechado requer um processo burocrático de investindo em ações é comprar papéis de empresas
alterações de contratos sociais, comprar ou vender bem geridas, que apresentem lucros sólidos e
uma ação de uma empresa listada em bolsa é um crescentes, e não ter pressa de vendê-las. O

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 9


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

investidor, com este perfil conservador, deve prazo, aproveitando-se desta volatilidade para
buscar critérios de avaliação de empresas para comprar e vender ações, realizando lucros rápidos.
analisar seus fundamentos e não se preocupar com
as oscilações de curto prazo das cotações das suas No longo prazo, os bons fundamentos das empresas
ações (volatilidade). O risco no investimento em tendem a prevalecer e a valorização acontecerá.
ações é justamente vender por preços “injustos” Uma empresa com histórico de crescimento
(mais baixos) seus papéis num momento de contínuo terá sempre grande demanda por suas
volatilidade, o que é normal em um mercado que ações, fazendo com que elas sejam negociadas
contém liquidez. Investidores com perfil mais em grandes quantidades e a preços crescentes.
agressivo buscam na bolsa oportunidades de curto Identificá-las é o desafio do investidor.

Torne-se Sócio de Grandes Empresas

As empresas negociadas na Bolsa de Valores


normalmente:

a - São velhas conhecidas nossas;

b - Já fazem parte da nossa rotina;

c - Contam com nossa preferência enquanto


consumidores de seus produtos;
Na BM&FBovespa são negociados ativos de quase
600 companhias de diferentes segmentos e setores d - Você precisa menos dinheiro do que imagina
da economia. para começar a investir;

Comprando ações você se torna sócio destas e - Terá muito mais sossego do que ter uma empresa
companhias e passa a participar dos seus e atuar diretamente nela todos os dias;
resultados.
f - Contará com um time de funcionários de primeira
Veja acima alguns exemplos de grandes Cias linha trabalhando duro para aumentar os lucros da
que possuem ações negociadas no pregão da empresa e, por consequência, o preço de suas ações
BM&FBovespa. e seus dividendos.

Tipos de Ações

• Ações Ordinárias – ON

É o tipo de ação que concede o direito de voto


nas assembleias da companhia ao seu detentor.
No entanto, na maioria das vezes eles não têm
poder de veto. O direito de voto ganha relevância
noscasos em que há divergências entre os
acionistascontroladores.

Veja, por exemplo, o caso de uma empresa quetenha


três sócios no controle e um deles discordasobre
determinado assunto na assembleia. Esse sócio direito de veto ao se juntar a outros minoritários
pode, dependendo da circunstância, vir a ter detentores de ações ON.

10 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

O que torna as ações ordinárias ainda mais Em função da evolução do Novo Mercado, que é
interessantes, contudo, para o investidor é o tag um segmento de listagem de empresas negociadas
along. A Lei das Sociedades Anônimas determina no Sistema Bovespa e que se comprometem
que todo acionista com ações ON tenha direito de voluntariamente a adotar boas práticas de governança
participar do prêmio de controle. Pela lei, esses corporativa, a maioria das empresas que tem
acionistas possuem o direito de receber por realizado a abertura de seu capital tem optado por
suas ações no mínimo 80% do valor pago para o este segmento. A principal exigência deste mercado
controlador em caso de venda da empresa. O tag é exigência de que o capital social da empresa seja
along pode ser de até 100% deste prêmio. composto somente por ações ordinárias ou ON.

• Ações Preferenciais – PN

As ações preferenciais nominativas, PN, são aquelas


que menos protegem o acionista minoritário,
porque não lhe dá o direito de votar em assembleia
e ainda, em caso de venda da empresa, a lei não
lhe garante o direito de participar do prêmio de
controle (tag along).

São ações típicas do mercado brasileiro e,


normalmente, não existem ações com essas
características em mercados mais desenvolvidos, Os acionistas preferencialistas, como são chamados
como o americano, por exemplo. os detentores de ações PN, contudo, têm preferência
no recebimento dos dividendos pagos pela empresa
No Brasil, no entanto, são as ações PN as que quando ela tem lucro. A legislação estabelece
geralmente têm maior liquidez, porque permitem a dividendo mínimo obrigatório para as ações PN, e
empresa emitir ações, sem precisar ter sócios com se a empresa não pagar dividendos por três anos
direito a voto, não correndo assim, risco de perder o consecutivos, as PN adquirem direito a voto.
controle da empresa.
Algumas empresas estão alterando seus estatutos
A nova Lei das Sociedades Anônimas limitou a com o objetivo de estender às ações PN o tag
emissão de ações PN. Atualmente, ao constituir along que é o direito de participar do prêmio de
uma nova empresa, para cada ação ON, a empresa controle pago ao acionista controlador da empresa
pode emitir apenas uma ação PN. Antes essa quando da sua venda. No Novo Mercado, que é um
relação era de duas ações PN para uma ação ON. segmento de listagem de empresas negociadas no
As empresas que já existiam antes da entrada em Bovespa que se comprometem voluntariamente
vigor da nova lei podem continuar emitindo ações a adotar práticas de governança corporativa e são
pela regra antiga. admitidas apenas empresas com ações ON.

Códigos das Ações

O código das ações sempre é composto por 4 • Códigos das Ações Preferenciais – PN
letras que identificam a empresa e um número que
identifica o tipo de ação a qual nos referimos: Ações PN são representadas pelo número “4” depois
das quatro letras do código do ativo. Exemplo:
• Códigos das Ações Ordinárias - ON PETR4 – Petrobrás Preferencial

Ações ON são representadas pelo número “3” depois


das quatro letras do código do ativo. Exemplo:
PETR3 – Petrobrás Ordinária

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 11


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Ações Diferenciadas por Classes

As companhias podem emitir diferentes classes de São representadas pelo número “5” depois das
ações preferenciais. As classes geralmente recebem quatro letras do código do ativo.
diferenciação pelas letras A, B, C, ou alguma outra
letra. Não existe um padrão que diferencia estas Exemplo: VALE5 – Vale Preferencial Classe A
classes e cada uma corresponde a características
diferentes, como, por exemplo, valores diferenciados • Ações Preferenciais Classe B
de dividendos. As características de cada classe
de ações de determinada companhia devem ser São representadas pelo número “6” depois das
verificadas no estatuto da empresa. quatro letras do código do ativo.

• Ações Preferenciais Classe A Exemplo: ELET6 – Eletrobrás Preferencial Classe B

Units

São ativos negociados de forma composta, ou seja, de Units são proporcionais a sua participação no
não se trata de uma ação especificamente e sim um ativo.
grupo de ações negociadas em conjunto através de
um único código de Bolsa. O código deste ativo é formado por 4 letras que
identificam a empresa e o número 11 que nos
Desta forma, não é possível, por exemplo, comprar informa tratar-se de um ativo composto.
na BMFBovespa somente ações preferenciais do
Grupo SulAmérica e sim um ativo negociado com Obs.: existem outros ativos negociados na Bolsa de
o código SULA11 o qual sempre será composto Valores com este formato mas que não envolvem
por 2 ações PN e 1 ação ON. Portanto, na prática negociações com ações, como por exemplo: cotas de
o investidor ao comprar uma SULA11 estará fundos de investimento, fundos imobiliários, BDR’s,
adquirindo 3 ações da SulAmérica Cia de Seguros e fundos de índices, fundos de participação, etc.
Previdência, sendo de dois tipos distintos.
Veja no quadro as Units negociadas na BMF
Os direitos e deveres dos investidores detentores Bovespa e sua composição:

NOME DE PREGÃO CÓDIGO COMPOSIÇÃO


ABRIL EDUCA ABRE11 1 ação ON + 2 ações PN
ALUPAR ALUP11 1 ação ON + 2 ações PN
BTG PACTUAL BBTG11 1 ação ON + 2 ações PNA do BCO BTG Pactual e 1 BDRA +
2 BDR B do BTG Pactual Participations
CONTAX CTAX11 1 ação ON + 4 ações PN
ENERGISA ENGI11 1 ação ON + 4 ações PN
KLABIN KLBN11 1 ação ON + 4 ações PN
RENOVA RNEW11 1 ação ON + 2 ações PN
SANTANDER BR SANB11 1 ação ON + 1 ação PN
SANTOS BRP STNB11 1 ação ON + 4 ações PN
SUL AMERICA SULA11 1 ação ON + 2 ações PN
TAESA TAEE11 1 ação ON + 2 ações PN
VIAVAREJO VVAR11 1 ação ON + 2 ações PN

*Units disponíveis na BM&FBovespa em junho/2014.

12 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Importante observar que todas as empresas também as PN. Nestes casos, normalmente, a
possuem ações ON e algumas (listadas no novo liquidez das ON é bem inferior as PN devido a
mercado) possuem exclusivamente este tipo de quantidade reduzida de ações existentes e sua
ação. No entanto, a maioria das empresas listadas concentração na mão do controlador.
na bolsa brasileira possuem, além das ações ON,

Ações Diferenciadas por Níveis

• “Blue chips” ou Ações de 1ª Linha mercado de baixa que aos de alta (isto é, sobem
depois das “blue chips” e caem antes);
São ações de grande liquidez e procura no mercado
de ações por parte dos investidores, em geral de • Ações de 3ª Linha
empresas tradicionais, de grande porte/âmbito
nacional e excelente reputação, cujos preços São ações com pequena liquidez, em geral de
elevados refletem estes predicados; companhias de médio e pequeno portes (small
caps) porém não necessariamente de menor
• Ações de 2ª Linha qualidade e maior risco relativamente às de
2ª linha - cuja negociação caracteriza-se pela
São ações um pouco menos líquidas, de empresas descontinuidade.
de boa qualidade, mas de maior risco relativamente
às “blue chips”, em geral de grande e médio portes, Veja abaixo alguns exemplos de códigos de
tradicionais ou não. Seus preços são mais baixos e empresas, de diferentes setores, negociadas na
costumam ser mais sensíveis aos movimentos de BM&FBovespa:

EMPRESA CÓDIGO TIPO SETOR

Natura NATU3 ON Cosméticos

PETR3 ON
Petrobras Petróleo eGás
PETR4 PN

BBDC3 ON
Bradesco Financeiro
BBDC4 PN

VALE3 ON
Vale Mineração
VALE5 PN

Abril Educação ABRE11 Unit Educação

Santander SANB11 Unit Financeiro

Sulamerica SULA11 Unit Seguros e Previdência

Governança Corporativa

De acordo com o IBGC (Instituto Brasileiro de estratégico da empresa e a efetiva monitoração da


Governança Corporativa): diretoria executiva;

- Governança Corporativa é um sistema que - A relação entre propriedade e gestão se dá


assegura aos sócios-proprietários o governo através do conselho de administração, a auditoria
independente e o conselho fiscal;

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 13


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

- Assegura aos sócios equidade, transparência,


responsabilidade pelos resultados (accountability)
e obediência às leis do país (compliance);

- No passado recente, nas empresas privadas e


familiares, os acionistas eram gestores, confundindo
em sua pessoa propriedade e gestão;

- Com a profissionalização, a privatização, a


globalização e o afastamento das famílias, a
Governança Corporativa colocou o Conselho entre
a Propriedade e a Gestão.”
diferenciados de transparência de informações
Portanto, pode ser definida como o esforço e cláusulas de respeito ao acionista minoritário.
contínuo em alinhar os objetivos da administração A adesão aos diferentes níveis de governança é
das empresas aos interesses dos acionistas. Isso voluntária e deve ser assinada entre os administra-
envolve as práticas e os relacionamentos entre os dores das companhias e a Bolsa de Valores.
acionistas/cotistas, o conselho de administração, a
diretoria, uma auditoria independente e até mesmo Sendo assim, além do novo mercado, existem,
um conselho fiscal. atualmente, outros segmentos e níveis em relação a
governança das cias: Nível 1, Nível 2, Bovespa Mais
Com a preocupação de incentivar o aumento e tradicional (empresas ainda não segmentadas).
do volume de negócios, a BM&FBOVESPA
estabeleceu princípios de governança corporativa Observe abaixo as principais diferenças e as regras
a serem seguidos pelas empresas, definindo níveis de cada segmento:

Nível 1

de oferta pública que favoreçam a pulverização


do capital. As informações contábeis devem ser
divulgadas trimestralmente, de forma consolidada,
As empresas do Nível 1 comprometem-se a manter assim como eventuais acordos de acionistas. Há
em circulação ao menos 25% do capital total e, em ainda a necessidade de adoção de um calendário
caso de emissão de novas ações, usar mecanismos de eventos corporativos.

Nível 2

em questões como cisão, incorporação ou fusão, e


também em contratos entre empresas do mesmo
grupo.
Para ser classificada no Nível 2 da Bovespa, a
empresa deve adotar todas as obrigações previstas Atuar no Nível 2 implica ainda estender os mesmos
no Nível 1, mais um conjunto ampliado de princípios direitos dos controladores aos minoritários
de governança corporativa. É uma espécie de ordinaristas (ou 80% desses direitos para os
“preparatório” para o novo mercado. A empresa preferencialistas) em caso de troca de controle
precisa estabelecer mandato de um ano para o da empresa. As empresas que integram o Nível 2
conselho de administração, publicar o balanço devem assumir perante o mercado que, em caso de
segundo as regras do Generally Accepted Accounting fechamento de capital, se comprometem a fazer
Principles in the United States (USGaap) e facultar oferta pública de compra de todas as ações em
o direito de voto aos acionistas preferencialistas circulação pelo valor econômico.

14 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Novo Mercado

A iniciativa da BM&FBovespa de criar o Novo


Mercado e o índice de governança corporativa,
níveis 1 e 2, foi um passo decisivo na direção deste
A Bovespa criou, em 2001, o Novo Mercado. Trata- objetivo.
se de um segmento de listagem, uma classificação
composta por empresas que se comprometem, É importante, entretanto, estar atento a certas
voluntariamente, a praticar uma boa governança circunstâncias para que não se criem distorções que
corporativa e uma política de disclosure venham a anular o objetivo maior de estabelecer
(transparência de informações estratégicas e relações mais equitativas.
financeiras), para além do que é exigido pela
legislação. Com a novidade, a bolsa busca atrair Para ingressar no Novo Mercado, é exigido que a
investidores, exigindo que as companhias tratem companhia tenha exclusivamente ações ordinárias
os acionistas com mais respeito, resguardando e conceda a todos os acionistas a opção de vender
seus direitos e oferecendo uma gama maior de suas ações nas mesmas condições obtidas pelos
informações, cuja divulgação não é obrigatória por controladores.
lei. Para ingressar nesse ambiente diferenciado, as
empresas precisam cumprir uma série de regras. A Já para ingressar no nível 2 da governança
principal delas é a proibição de emissão de Ações corporativa, a companhia precisa atribuir idêntica
Preferenciais (PN), ou seja, todo o capital deve ser opção aos detentores de ações ordinárias e
dividido em Ações Ordinárias (ON), que dão direito também aos detentores de ações preferenciais, só
a voto. que, neste caso, por preço equivalente a 80% do
preço pago aos controladores (tag along).
Os conceitos da boa governança corporativa podem
parecer um tanto subjetivos, mas fazem a diferença ao Pela ótica das empresas, aquelas que se
longo dos anos. Entre eles, a formação de conselhos enquadrarem às regras do Novo Mercado deverão
de administração profissionalizados tem eliminado as conseguir melhor precificação de suas ações,
estruturas de poder quase totalitário, antes comuns conseguindo com isso menores custos de captação.
em empresas de controle familiar. Outro destaque Isto deverá acontecer, tendo em vista que os
é a abertura de informações financeiras gerais, investidores estão dispostos a pagar um prêmio
tanto do balanço como de operações controladas para as empresas que adotam melhores práticas de
ou coligadas. A governança reza que as empresas governança corporativa e apresentam maior grau
devem realizar reuniões periódicas com analistas de de transparência.
investimentos e investidores bem como divulgar as
operações com ações de quem detenha mais de 5% Pela ótica dos investidores, o Novo Mercado
do capital total. representa a oportunidade de comprar um "produto
ação" diferenciado. No Novo Mercado são negociadas
A melhoria dos níveis de governança corporativa apenas ações com direito a voto (ordinárias), o que
depende de uma mudança de comportamento permite ao investidor participar e acompanhar de
dos agentes do mercado, através de instrumentos perto a evolução da companhia. Além disso, elevados
de auto regulação estabelecidos por entidades padrões de governança corporativa e o maior grau
associativas dos vários segmentos. As alterações de transparência, associados à existência de uma
legislativas recentes visam a incentivar e induzir Câmara de Arbitragem para a resolução de conflitos,
esta mudança de comportamento. trazem maior segurança aos investidores.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 15


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Bovespa Mais

aquelas que desejam ingressar no mercado


de capitais de forma gradativa, ou seja, que
acreditam na ampliação gradual da base acionária
O BOVESPA MAIS é o segmento de listagem do como o caminho mais adequado à sua realidade,
mercado de balcão organizado administrado pela destacando-se as de pequeno e médio porte que
BM&FBOVESPA idealizado para tornar o mercado buscam crescer utilizando o mercado acionário
acionário brasileiro acessível a um número maior como uma importante fonte de recursos.
de empresas, em especial, àquelas que sejam
particularmente atrativas aos investidores que No BOVESPA MAIS, os investidores encontrarão
buscam investimentos de médio e longo prazo e companhias com firme propósito e compromisso
cuja preocupação com o retorno potencial sobrepõe- de se desenvolver no mercado, o que é refletido
se à necessidade de liquidez imediata. na adoção de elevados padrões de governança
corporativa; na busca da liquidez das suas ações; e na
As empresas candidatas ao BOVESPA MAIS são postura proativa para conquista de investidores.

Câmara de Arbitragem

É um órgão instituído pela BM&FBOVESPA com o obrigatoriamente, aderir à Câmara de Arbitragem.


objetivo de solucionar conflitos e controvérsias Para as demais a adesão é facultativa.
relacionados ao Regulamento de Listagem. As
empresas do Novo Mercado e aquelas designadas Veja abaixo um quadro resumo com as principais
como Companhia Nível 2 e Bovespa Mais deverão, características de cada segmento de listagem:

BOVESPA MAIS NOVO MERCADO NÍVEL 2 NÍVEL 1 TRADICIONAL

25% de free float


Percentual até o sétimo
mínimo de ações ano de listagem, No mínimo 25% No mínimo 25% No mínimo 25%
Não há regra
em ciruclação ou condições free float free float free float
(free float) mínimas de
liquidez

Somente ações
Permite a
ON podem ser Permite a
Características existência de Permite a Permite a
neociadas e existência
das ações ações ON e PN existência de existência de
emitidas, mas somente de ações
emitidas (com direitos ações ON e PN ações ON e PN
é permitida a ON
adicionais)
existência de PN

Mínimo de cinco Mínimo de cinco


Mínimo de Mínimo de Mínimo de
membros, dos membros, dos
Conselho de três membros três membros três membros
quais pelo menos quais pelo menos
administração (conforme (conforme (conforme
20% devem ser 20% devem ser
legislação) legislação) legislação)
independentes independentes

Demosntrações
financeiras
Facultativo US GAAP ou IFRS US GAAP ou IFRS Facultativo Facultativo
anuais em padrão
internacional

100% para ações 80% para ações 80% para ações


Concessão de Tag 100% para ações 100% para ações
ON 80% para ON (conforme ON (conforme
Along ON ON
ações PN legislação) legislação)

Adoção da Câmara
de Arbritagem do Obrigatótio Obrigatótio Obrigatótio Facultativo Facultativo
Mercado

16 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

“A governança corporativa teve de ser desenvolvida transformação muito benéfica à empresa. A CCR
e moldada nos termos de uma empresa moderna, foi a primeira empresa a aderir ao Novo Mercado,
com participação de minoritários e funcionando de exatamente pela percepção clara da importância
uma maneira muito transparente. Tudo isso levou do tratamento ao minoritário nessas novas
a empresa a aumentar seu nível de agilidade, de perspectivas do mercado acionário brasileiro.”
eficiência, de modernidade e, sem dúvida, foi uma Eduardo Borges Andrade, CCR Rodovias

Abertura de Capital das Empresas

No cenário econômico atual, no qual predomina o - Maior flexibilidade estratégica - liquidez


uso intensivo de tecnologia, a grande competição patrimonial;
entre as empresas e a globalização, as empresas
não podem depender única e exclusivamente dos - Imagem institucional - maior exposição ao
recursos próprios para financiar sua expansão. mercado;
Nesse sentido, uma alternativa disponível para as
empresas se capitalizarem é a abertura de capital. - Reestruturação societária;
Mediante a subscrição de ações novas, as empresas
se suprem de capital. - Gestão profissional.

Abrir capital significa tornar-se uma companhia • Desvantagens, apontadas pelos críticos na
autorizada pela CVM a realizar emissões públicas, abertura de capital de uma empresa
como debêntures, ações e bônus de subscrição.
A empresa em fase de crescimento necessita de - Divulgação de informações;
recursos para financiar seus projetos de expansão.
- Distribuição de dividendos a acionistas;
Mesmo que o retorno oferecido pelo projeto seja
superior ao custo de um empréstimo, o risco do - Influência de novos acionistas em decisões
negócio recomenda que se faça um balanceamento estratégicas da Cia;
entre recursos de terceiros e recursos próprios.
Estes são obtidos pela emissão de novas ações que - Acréscimo nos custos administrativos, auditores,
serão subscritas (compradas) pelos atuais ou por demonstrações financeiras, etc.
novos acionistas.
• Principais Etapas do Processo de Abertura de
Capital - IPO

- Análise preliminar sobre a viabilidade da


abertura;

- Contratação de Auditoria Externa Independente;

- Contratação de Intermediário Financeiro –


Coordenador Líder;

- Adaptação dos Estatutos da empresa;


• Vantagens para a empresa na abertura de
capital - Contrato de Coordenação e Distribuição;

- Ampliação da base de captação de recursos - AGE deliberativa da operação = Autorização da


financeiros e de seu potencial de crescimento; Assembleia Geral;

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 17


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

- Nomeação de um Diretor de Relações com - Processo de registro da empresa na Bolsa de


Investidores; Valores;

- Criação de uma área de atendimento aos - Anúncio de início de distribuição pública;


acionistas;
- Período de reservas – formação do bookbuilding;
- Obtenção do registro de Cia Aberta na CVM e e
registro da oferta;
- Anúncio de encerramento de distribuição
pública.

A Importância do Mercado de Ações no Brasil

A revolução capitalista vivida pela economia processo de crescimento autossustentado e


brasileira hoje é resultado da modernização de nosso manutenção do desenvolvimento econômico.
mercado de capitais, que está sendo provocado pela
Bolsa de Valores. Não há crescimento econômico, Por sua vez, um mercado eficiente proporciona
sem crescimento das empresas. O Brasil chegou uma ampla gama de alternativas de financiamento,
à era do Capitalismo com capital. Empresas com isoladamente ou pela combinação entre as diversas
bons projetos, mas sem capital próprio, vão a bolsa opções, reduzindo custos financeiros, o que
em busca de sócios. Em vez de pedir dinheiro contribui decisivamente para a saúde financeira
emprestado nos bancos, mais empresas buscam das empresas, com consequente valorização do
captar dinheiro de novos sócios nas bolsas para capital investido pelos acionistas.
aperfeiçoar seus produtos e serviços e, assim, obter
mais lucro. Esse lucro é devolvido para o investidor Um mercado acionário desenvolvido, com bom
pelos dividendos distribuídos e pela valorização volume, liquidez e adequada regulamentação,
das ações, pois as empresas que lucram mais valem facilita os negócios de mudança de controle/
mais, fecha-se assim um ciclo virtuoso, o ciclo do propriedade e privatização, o que tem contribuído
capitalismo. para o aumento da produtividade econômica nos
últimos anos, em nível global.
Torna-se mais evidente a cada dia a contribuição
positiva do mercado de capitais e, especificamente, A demanda por informações e demonstrações
o destacado papel do mercado acionário para financeiras de qualidade, e a transparência por parte
o desenvolvimento econômico. Nos mercados do mercado acionário, é um fator que estimula a cultura
desenvolvidos os mercados acionários, claramente de investimentos por parte dos agentes econômicos.
são alavancadores de emprego e crescimento da
economia real. De acordo com dados divulgados O mercado acionário reflete a opinião dos principais
pelo Banco Mundial, foi encontrado um alto agentes sobre a conjuntura econômica doméstica
grau de correlação entre os indicadores dos e internacional e suas perspectivas, constituindo-
mercados acionários e o crescimento econômico. se também em importante formador de opinião.
A conclusão foi de que o mercado acionário não Finalmente, cabe destacar o papel fundamental
apenas financiou o crescimento econômico, mas de um mercado de ações eficiente e desenvolvido
proporcionou os meios para prognosticar as taxas para atrair, maximizar e consolidar a presença e
futuras de crescimento do capital, da produtividade permanência do capital externo.
e da renda per capita.
Portanto, investimentos através do mercado
O mercado de ações incentiva não apenas a formação acionário geram novos empregos e a expansão do
da poupança interna, mas, particularmente, a setor privado, possibilitando a reorientação dos
geração de poupança de longo prazo. É inegável recursos do setor público para as camadas e setores
a relação entre a formação de poupança com o menos favorecidos.

18 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Ciclo Virtuoso

Só com as bolsas funcionando de forma plena, o mais lucrativas, que geram mais negócios e mais
capitalismo pode demonstrar sua força. Na bolsa, empregos. O mercado de ações é, por isso, a
o dinheiro não tem partido político nem preferência melhor ferramenta já inventada para promover a
ideológica. Ele só quer gerar mais dinheiro. Premia distribuição de riqueza, ele favorece tão-somente
naturalmente as empresas mais bem administradas, o mérito.

Initial Public Offering – IPO

IPO é uma sigla de um termo do mercado acionário A tabela a seguir apresenta o cronograma de
americano, Initial Public Offering, ou Oferta Pública procedimentos executados pela empresa que emite
Inicial. É o primeiro lançamento de ações de uma ações através de Oferta Pública de Ações:
empresa ao público.

Cronograma ilustrativo para IPO


Publicação de aviso ao mercado; Apresentação de prospecto preliminar;
D-0 Início do procedimento de bookbuilding (coleta de intenções de
investimento); Início do road show.
Publicação do segundo aviso ao mercado (este com os logotipos das
D+7 corretoras consorciadas); Início do período de reserva (investidores não
institucionais).
D+14 Encerramento do período de reserva;
Encerramento do road show; Encerramento do bookbuilding; Definição
D+15 do preço por ação; Assinatura do contrato de distribuição, entre outros
relacionados à oferta.
Registro da oferta pela CVM; Publicação do anúncio de início de oferta
D+16
pública; Apresentação do prospecto definitivo.
Início da negociação das ações na Bovespa; Início do prazo de exercício da
D+17
opção de lote suplementar de ações;
D+22 Data de liquidação da operação.
D+45 Encerramento do prazo para colocação do lote suplementar.
D+50 Prazo máximo para liquidação do lote suplementar.
D+52 Prazo máximo para publicação do anúncio de encerramento.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 19


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

O que Avaliar em Ofertas Públicas?

• Identificar o setor de atuação da empresa e • Verificar em que nível de governança


suas características corporativa a empresa será listada

- O que e para quem vende. - Quanto maior, melhor. Preferencialmente no Novo


Mercado.
- Como se compõem seus custos.
- Quem são os atuais sócios e administradores e qual
- Pontos fortes e fracos. o seu histórico de transparência e relacionamento
com o mercado?
- Riscos e perspectivas de consolidação (fusões e
aquisições). • Comparar os múltiplos da empresa

• Conferir a proporção da oferta - Analise a evolução das receitas, custos, ativos e


passivos.
- Se a oferta é primária, os recursos vão para o caixa
da empresa. Se secundária irão para os acionistas • Ver se é um setor estreante ou pouco
vendedores. representado na BM&FBovespa

- Quanto maior a parte primária, mais fôlego de - Ou, ao contrário, se há muitas empresas listadas
investimento terá a empresa. do mesmo setor. Quanto mais, provavelmente
menor será a demanda por suas ações.

Formas de Negociação de Ações

Com relação ao momento da negociação de ações classifica-se em mercado primário e secundário.


e da destinação dos recursos captados, o mercado

Mercado Primário

No mercado primário, se dá o lançamento das ações


na Bolsa. Quem vende as ações é a companhia
(oferta primária) ou algum dos acionistas (oferta
secundária), captando recursos para se financiar.
Ocorre a canalização direta dos recursos monetários
superavitários, disponíveis aos poupadores, para o
financiamento das empresas, por meio da colocação
(venda) inicial dos títulos emitidos.

No mercado primário geralmente as empresas buscam


os recursos necessários para a consecução de seu ações, a implementação de projetos de investimentos
crescimento, promovendo, a partir do lançamento de e o consequente incremento da riqueza nacional.

Mercado Secundário

Não ocorre o lançamento de um novo ativo estabelecidas as renegociações entre os agentes


financeiro, mas a renegociação de ativos financeiros econômicos dos títulos adquiridos no mercado
já existentes. No mercado secundário são primário. Os recursos provenientes das negociações

20 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

realizadas nesse mercado não são transferidos para


o financiamento das empresas, sendo identificados
como simples transferência entre os investidores.
A função essencial do mercado secundário é
dar liquidez ao mercado primário, viabilizando o
lançamento de ativos financeiros.

A existência do mercado secundário é fundamental


para o mercado primário, pois a demanda pelas
ações recém-emitidas das empresas seria menor
se não houvesse a opção de vendê-las no futuro
em um mercado organizado. Em suma, no mercado mercado secundário, o vendedor é o investidor que
primário as ações estão sendo lançadas no mercado se desfaz das ações para reaver o seu dinheiro.
de capitais, captando recursos para a empresa
se financiar ou os antigos sócios/acionistas. No Observe o processo na ilustração a seguir:

Portanto, o Mercado Primário compreende o vendedor (e não para a companhia), determinando,


lançamento de novas ações no mercado, de origem portanto, uma distribuição no Mercado Secundário.
da língua inglesa, o famoso IPO, ou seja, Initial Public Podemos chamar estas operações de Block Trade.
Offering. A abertura de capital de uma empresa se
caracteriza pelo lançamento inicial de ações no As ofertas públicas, sejam no mercado primário
mercado, uma vez que as ações já se encontram ou secundário, requerem o registro na CVM e o
negociadas no mercado, chamamos este mercado cumprimento de um ritual de procedimentos na
de Mercado Secundário, que compreende mercados elaboração de seu prospecto preliminar e geralmente
de balcão, organizados ou não, e bolsas de valores, são conduzidas por bancos de investimento que
cujo sua função básica e fornecer liquidez aos títulos recebem uma comissão pelos serviços proporcional
emitidos no mercado primário. Operações como a ao valor da operação.
colocação inicial, junto ao público, de grande lote de
ações detido por um acionista podem caracterizar A abertura de capital não se restringe apenas às
operações de abertura de capital, exigindo registro grandes empresas, o financiamento por meio da
na CVM, porém apesar da semelhança com o mercado emissão de ações, ou seja, do aumento do capital
primário, os recursos captados vão para o acionista próprio e admissão de novos sócios. É uma fonte

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 21


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

de recursos que não possui limitação. Enquanto e aquisições e reestruturação de passivos. Nas
a empresa tiver projetos viáveis e rentáveis, os empresas que têm certo grau de endividamento, a
investidores terão interesse em financiá-los. abertura de capital confere equilíbrio à estrutura de
capital, balanceando o uso do crédito e do capital
A abertura de capital representa uma excepcional próprio.
redução de risco para a empresa. Também,
diferentemente de empréstimos, não exige A abertura de capital também melhora a imagem
rendimento definido: o retorno dos investidores institucional e profissional.
depende do desempenho da empresa. Assim, uma
companhia aberta é muita menos afetada pela Além disso, com um custo de capital menor, o retorno de
volatilidade econômica. projetos que anteriormente poderiam não ser atrativo
passa a superar o custo do financiamento, abrindo um
A captação de recursos financeiros para leque muito maior de oportunidades de investimento.
investimento, possibilita crescimento via fusões

Como Participar de uma Oferta Pública de Ações?

• 1 – Realizar Cadastro na Corretora

O primeiro passo é fazer um cadastro numa corretora


participante da BMFBOVESPA. Para isto basta
preencher uma ficha cadastral com seus dados e
anexar cópias da Identidade, CPF e Comprovante
de Residência.

• 2 – Enviar os Recursos Financeiros

Uma vez aprovado seu cadastro na corretora você


poderá enviar os recursos financeiros para comprar
os ativos. O envio do dinheiro à corretora deverá ser
via DOC ou TED, o que permite o monitoramento
dos recursos por conta da Receita Federal, evitando
lavagem de dinheiro na Bolsa bem como garante
a segurança que o investidor precisa e exige com
relação a correta destinação dos recursos enviados.
No caso dos IPO’s a corretora exigirá no ato da
reserva o depósito de apenas 30% do volume
total. Na liquidação financeira, que ocorrerá no
terceiro dia útil após o leilão das ações no pregão
da Bolsa, ele deverá depositar o valor integral da especulação pela “flipagem” e o investimento de
sua reserva. longo prazo. Caso o investidor queira simplesmente
aproveitar-se de possíveis valorizações ocorridas no
• 3 - Definir a estratégia dia do IPO e já vender as ações ele poderá fazê-lo.
Ele também poderá manter suas ações por acreditar
Duas estratégias são possíveis neste momento: a no crescimento Cia e sua valorização futura.

22 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Remuneração dos Acionistas

Existem 3 importantes formas de remuneração dos ações o investidor pode aumentar seu patrimônio
acionistas. Uma delas é a valorização da cotação das pelo recebimento de Dividendos e Juros Sobre o
ações. Mas além do aumento de valor do preço das Capital Próprio.

Valorização das Ações

O investidor quando adquire ações na Bolsa demanda pelos papéis depende do desempenho
de Valores espera que elas se valorizem. Esta socioeconômico da empresa e fatores conjunturais.
valorização depende da oferta e demanda dos
papéis no mercado secundário. Entanto, uma maior Observe no exemplo a seguir:

Em 16 dias úteis o ativo se valorizou 40%.

Fonte: Apligraf – março/abril de 2014.

Dividendos

É a parcela do lucro apurado pela empresa, que conste no estatuto da empresa o período
que é distribuída aos acionistas por ocasião do determinado.
encerramento do exercício social (balanço). Pela
lei das sociedades anônimas (S.A.), deverá ser A Assembleia Geral Ordinária (AGO) é quem
distribuído um dividendo mínimo de 25% do lucro determina a parcela a ser distribuída como dividendo,
líquido apurado, e sempre em dinheiro (moeda de acordo com os interesses da empresa, através
corrente). da manifestação de seus acionistas. O montante a
ser distribuído deverá ser dividido pelo número de
Os dividendos podem ter periodicidade diversa: ações emitidas pela empresa, de forma a garantir a
mensal, trimestral, semestral, anual, etc., desde proporcionalidade da distribuição.

exemplo
Empresa ABCD
Lucro líquido (ano) R$ 10 milhões
Pay out (25%aa) R$ 2,5 milhões
Número de ações no mercado 2,5 milhões
Dividendos por ação (no ano) R$ 1,00
Cotação da ação R$ 50,00
DIVIDEND YIELD 2%

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 23


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Algumas companhias têm lucros interessantes que vai para a conta do investidor. É escolha dele
e/ou têm a política de distribuir mais do que o reaplicar os dividendos, comprando novas ações,
mínimo exigido, como forma de atrair investidores. ou sacar o dinheiro, dependendo da periodicidade
Analistas e investidores ficam de olho nisso, e com que a empresa deposite os dividendos. Desta
podem montar carteiras de empresas que sejam forma, o investidor é remunerado pelo recebimento
boas pagadoras de dividendos. Esse é um dinheiro de dividendos e pela valorização da ação.

Distribuição dos Lucros

2011 2012 2013

Juros Sobre Capital Próprio - JCP

Remuneração sobre o capital investido na empresa A grande vantagem é que a empresa pagaria
paga ao acionista em dinheiro, substituindo total impostos maiores sobre o lucro, na faixa de 25%,
ou parcialmente o dividendo. do que os acionistas, que pagam 15% sobre os JCP.
Assim, ela pode oferecer JCP, que mesmo após o
Para o acionista, a grande diferença é que ele pagamento de IR, podem ser maiores do que seriam
precisa pagar 15% de imposto de renda na fonte, na forma de dividendos, em função da diferença
de forma que sempre é preciso ficar atento se o nas alíquotas de tributação.
valor anunciado é o bruto (sem impostos) ou líquido
(já descontados os impostos). Veja a seguir uma fórmula de cálculo de
rentabilidades e também um exemplo real de como
Para a empresa, muitas vezes o uso de JCP é vantajoso o acionista ganhou nas ações de Bradesco PN no
do ponto de vista fiscal. Desde sua criação, o período de 2004 a 2014. Observe que a valorização
pagamento de JCP permite que a empresa remunere do ativo foi expressiva mas os dividendos
seus acionistas até o valor da TJLP no período, com recebidos também foram significativos no período,
o valor sendo considerado como despesa financeira. basta somarmos os valores para verificar a sua
Com isso, ela reduz o lucro tributável, diminuindo o importância no longo prazo.
IR a ser pago pela empresa.

24 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Cálculo da Rentabilidade Total sobre o Investimento

Remuneração sobre o capital investido na empresa A grande vantagem é que a empresa pagaria
paga ao acionista em dinheiro, substituindo total impostos maiores sobre o lucro, na faixa de 25%,
ou parcialmente o dividendo. do que os acionistas, que pagam 15% sobre os JCP.
Assim, ela pode oferecer JCP, que mesmo após o
Para o acionista, a grande diferença é que ele pagamento de IR, podem ser maiores do que seriam
precisa pagar 15% de imposto de renda na fonte, na forma de dividendos, em função da diferença
de forma que sempre é preciso ficar atento se o nas alíquotas de tributação.
valor anunciado é o bruto (sem impostos) ou líquido
(já descontados os impostos). Veja a seguir uma fórmula de cálculo de
rentabilidades e também um exemplo real de como
Para a empresa, muitas vezes o uso de JCP é vantajoso o acionista ganhou nas ações de Bradesco PN no
do ponto de vista fiscal. Desde sua criação, o período de 2004 a 2014. Observe que a valorização
pagamento de JCP permite que a empresa remunere do ativo foi expressiva mas os dividendos
seus acionistas até o valor da TJLP no período, com recebidos também foram significativos no período,
o valor sendo considerado como despesa financeira. basta somarmos os valores para verificar a sua
Com isso, ela reduz o lucro tributável, diminuindo o importância no longo prazo.
IR a ser pago pela empresa.

Retorno = [( Preço ATUAL da ação


Preço INICIAL da ação ( [ -1 x 100

Retorno =
BBDC4
[( R$ 34,76
R$ 3,41 ( [ -1 x 100

Retorno = 919,35% de abril de 2004 a abril de 2014

As Maiores Pagadoras de Dividendos

Período de 5 anos – 2009 a 2013. Empresas com negociação superior a R$ 1 milhão/dia.

Empresa CÓDIGO SETOR MÉDIA ANUAL TOTAL PERÍODO


Eletropaulo ELPL4 Energia 23,30% -16,70%
Taesa TAEE11 Energia 16,10% 415,70%
Cemig CMIG4 Energia 11,20% 103,50%
AES Tietê GETI4 Energia 10,70% 146,10%
Light LIGT3 Energia 10,70% 45,50%
Coelce CECE5 Energia 10,30% 196,20%
Transm Paulista TRPL4 Energia 9,80% 17,40%

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 25


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Empresa CÓDIGO SETOR MÉDIA ANUAL TOTAL PERÍODO


Telefônica Brasil VIVT4 Telecomunicações 9,70% 67,30%
Banco Daycoval DAYC4 Bancos 8,20% 138,40%
Banco Pine PINE4 Bancos 7,90% 462,50%
Banco Paraná PRBC4 Bancos 7,70% 650%
Comgás CGAS5 Gás 7,20% 140%
Grendene GRND3 Varejo 7,10% 556%
CSN CSNA3 Siderurgia 6,90% 15,30%
Banco do Brasil BBAS3 Bancos 6,90% 173%
Eletrobrás ELET6 Energia 6,40% -22,50%
Energias do Brasil ENBER3 Energia 6,30% 129,20%
CPFL Energia CPFE3 Energia 6,20% 80,80%
Tractebel TBLE3 Energia 6,00% 167,80%
Souza Cruz CRUZ3 Consumo 5,70% 273%
Santos Brasil STBP11 Serviçis 5,70% 393%
Copasa CSMG3 Saneamento 5,50% 158%
Marcopolo POMO4 Autoindústria 5,30% 849%
Tupy TUPY3 Siderurgia 5,30% 327%
Vale S.A. VALES5 Mineração 5,10% 73,20%
Banrisul BRSR5 Bancos 4,90% 263,50%
Sabesp SBSP3 Saneamento 4,90% 213,50%
JHSF Participações JSF3 Imobiliário 4,90% 389,50%
CCR Rodovias CCRO3 Infraestrutura 4,80% 285,50%
Hering HGTX3 Varejo 4,70% 1377%

Fonte: Economática

Eventos Sobre as Ações

Desdobramento (split)

Ocorre quando a empresa aumenta a quantidade de


ações em circulação, sem alterar o capital social da
empresa, reduzindo o valor unitário para aumentar
a liquidez da ação no mercado.

Exemplo: Ao longo do tempo uma determinada ação


se valorizou e agora está com valor unitário de R$
100,00. Neste caso, o investidor precisaria de R$
10.000,00 para comprar um lote de 100 ações. A
empresa decide dividir cada uma das ações em 10. na empresa, no entanto, ele passa a possuir 1.000
Assim sendo, o investidor que comprou um lote de ações. Um lote de 100 ações pode ser adquirido por
ações permanece com o mesmo valor total investido apenas R$ 1.000,00.

26 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Grupamento (inplit)

É o processo inverso ao split. É a redução da no entanto o valor unitário de cada ação aumentou
quantidade de ações em circulação, sem alterar o para R$ 10,00 e o valor total do seu investimento
capital social da empresa, elevando o valor unitário permanece em R$ 1.000,00.
da ação.

Exemplo: uma determinada ação tem valor unitário


de R$ 1,00. A empresa pode decidir agrupar estas
ações na proporção de 10 para 1. Desta forma, o
investidor que antes tinha 1.000 ações desta
companhia agora passa a ter apenas 100 ações,

Direitos dos Acionistas

Bonificação

Distribuição gratuita, aos acionistas, de novas ações ser realizada também com o pagamento em dinheiro.
decorrentes de aumento de capital, por incorporação Normalmente isto ocorre quando há distribuição de
de reservas, lucros em suspenso ou reavaliação de reservas até então não incorporadas ao capital.
ativos. É um direito que não prescreve. As bonificações Não confundir com dividendo.
serão sempre proporcionais às ações já possuídas.
Importante: O preço do ativo na Bolsa é ajustado na
A bonificação aos acionistas, em raros casos, pode proporção da bonificação concedida.

Subscrição

Representa um direito dado aos acionistas para que quantidade de ações já possuídas da referida Cia.
eles adquiram novas ações com preço e prazo pré-
determinados. A subscrição pode surgir como um Quando o investidor recebe o direito a subscrição
benefício aos acionistas caso o preço de subscrição seja ele possui 3 possibilidades: subscrever as novas
inferior ao preço de mercado, de forma que está sendo ações, vender seu direito de subscrição a algum
dada uma espécie de "desconto" para os acionistas. outro investidor ou simplesmente não fazer nada
A subscrição de novas ações será proporcional a e perder o direito.

Participantes do Mercado de Capitais

A estrutura do Mercado de Capitais é composta por Sempre que um investidor compra ou vende uma ação
diversos participantes e instituições, entre eles: CVM, na Bolsa automaticamente é realizada uma custódia
BolsadeValores,SistemaCBLC,CorretoraseDistribuidoras em seu nome no Sistema CBLC. A BM&FBovespa
de Valores Mobiliários, Bancos de Investimento, envia mensalmente um demonstrativo a todos os
Empresas Listadas (capital aberto), Auditores, Gestores, investidores com todas as negociações realizadas
Consultores, Agentes de Investimento e Investidores. no período, ativos custodiados e proventos
pagos. Este demonstrativo denomina-se “Extrato
Todas estas instituições e operações realizadas são BM&FBovespa”. As corretoras de Valores enviam
normatizadas e fiscalizadas pela CVM e funcionam aos clientes a “nota de Corretagem” sempre que
em torno de um eficiente sistema ne negociações o cliente realiza uma compra ou vende de ativos.
gerenciado pela BM&FBovespa. Veja este esquema abaixo e entenda melhor:

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 27


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

abertas como dos agentes financeiros, corretoras,


operadores e auditores independentes. Criada em
dezembro de 1976 pela Lei n° 6.385, ela cuida de
O principal órgão regulador do mercado de ações é todos os títulos emitidos pelas empresas com vistas
a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia a captar recursos destinados ao financiamento
subordinada ao Ministério da Fazenda, conhecida de suas atividades. Desde maio de 2002, a CVM
como o “xerife” do mercado financeiro. responde também pelos derivativos negociados
sobre outros ativos que não sejam considerados
Ela tem a incumbência de normatizar, fiscalizar valores mobiliários, pelo mercado de futuros e por
e punir irregularidades, tanto das empresas toda a indústria de fundos.

www.cvm.gov.br

28 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Corretoras

As corretoras são instituições financeiras,


credenciadas pelo Banco Central e pela CVM e
fiscalizadas pela Bovespa.

Sua principal função é promover, de forma eficiente,


a aproximação entre compradores e vendedores
de títulos e valores mobiliários, dando a estes
negociabilidade adequada através de operações
realizadas em recinto próprio (pregão das Bolsas
de Valores). Dessa forma, as sociedades corretoras
exercem o papel de unificadoras do mercado,
dando segurança ao sistema e liquidez aos títulos
transacionados.

Principais atividades das corretoras de valores:

• Operar com exclusividade na Bolsa de Valores


da qual é membro, com títulos e valores
mobiliários de negociação autorizada. sociedade corretora, financiamento para
compra dos títulos e/ou empréstimo dos papéis
• Comprar, vender e distribuir títulos e valores para venda. Essas operações são feitas no
mobiliários, por conta de terceiros; efetuar mercado à vista de bolsa. O custo e liquidação
lançamentos públicos de ações (operações de do financiamento, bem como a remuneração do
underwriting); operar com a conta “Margem”, empréstimo dos títulos e sua devolução, são
que é uma norma de negociação de ações pactuados diretamente entre o investidor e a
que possibilita ao investidor obter, em uma corretora.

• Administrar carteiras de valores e custodiar


títulos e valores mobiliários; instituir, organizar
e administrar fundos e clubes de investimentos;
prestar serviços como transferência de títulos,
desdobramento de cautelas, recebimentos
de juros, dividendos ou encarregar-se da
subscrição de títulos e valores mobiliários, etc.

• Intermediar a compra e venda de moeda


estrangeira nas atividades de importação e
exportação, bem como no mercado flutuante
de moeda estrangeira.

• Operar no mercado aberto (open market).

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 29


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Sistema CBLC

mais de 2,6 trilhões de ações de companhias


abertas, certificados de privatização, debêntures,
certificados de investimento, certificados
A CBLC é, atualmente, uma área do grupo BMF audiovisuais e quotas de fundos imobiliários.
Bovespa, com estrutura moderna e eficiente,
possuindo completa estrutura para atender as A CBLC é, portanto, um departamento da
necessidades do mercado brasileiro em atividades BM&FBovespa que possui como objetivo social a
relacionadas à compensação, liquidação, custódia prestação de serviços de compensação e liquidação
e controle de risco para o mercado financeiro. A física e financeira de operações realizadas nos
constituição da CBLC, em 1998, representou o mercados à vista e a prazo da BMFBOVESPA e de
início de uma nova fase na história do mercado de outros mercados, bem como a operacionalização
capitais brasileiro. dos sistemas de custódia de títulos e valores
mobiliários em geral.
De um lado, a CBLC permite a participação de uma
grande variedade de instituições fortes e tecnicamente
estruturadas. De outro lado, a CBLC trabalha no sentido
de constituir-se na empresa depositária central do
mercado de ações no Brasil, objetivo alcançado quando
assumiu o controle da Câmara de Liquidação e Custódia
- CLC em abril de 2000.

Atualmente, a CBLC é a responsável pela liquidação


de operações de todo o mercado brasileiro de
ações. O Serviço de Custódia CBLC responde pela
guarda de mais de R$ 705 bilhões, representados

Sistema CBLC

no Banco Central do Brasil e na CVM.

As bolsas de valores são instituições administradoras A principal função de uma bolsa de valores é
de mercados. No caso brasileiro, a BMFBOVESPA proporcionar um ambiente transparente e líquido,
é a principal bolsa de valores, administrando os adequado à realização de negócios com valores
mercados de Bolsa e de Balcão Organizado. A mobiliários. Somente através das corretoras,
diferença entre esses mercados está nas regras de os investidores têm acesso aos sistemas de
negociação estabelecidas para os ativos registrados negociação para efetuarem suas transações de
em cada um deles. compra e venda desses valores.

As bolsas de valores são também os centros de As companhias que têm ações negociadas nas
negociação de valores mobiliários, que utilizam bolsas são chamadas companhias "listadas". Para ter
sistemas eletrônicos de negociação para efetuar ações em bolsas, uma companhia deve ser aberta ou
compras e vendas desses valores. No Brasil, pública, o que não significa que pertença ao governo,
atualmente, as bolsas são organizadas sob a e sim que o público em geral detém suas ações.
forma de sociedade por ações (S/A), reguladas A companhia deve, ainda, atender aos requisitos
e fiscalizadas pela CVM. As bolsas têm ampla estabelecidos pela Lei das S.A. (Lei nº 6.404, de 15
autonomia para exercer seus poderes de auto- de dezembro de 1976) e pelas instruções da CVM,
regulamentação sobre as corretoras de valores que além de obedecer a uma série de normas e regras
nela operam. Todas as corretoras são registradas estabelecidas pelas próprias bolsas.

30 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

No passado, o Brasil chegou a ter nove bolsas de


valores, mas atualmente todas as negociações,
tanto no mercado a vista, quanto em futuros são
realizadas na BMF BOVESPA que é a maior bolsa
de valores da América Latina e uma das maiores do
mundo. Nela são negociadas ações das companhias
abertas e títulos privados de renda fixa, entre
outros valores mobiliários. Também se destaca
entre as maiores bolsas de mercadorias e futuros do
mundo com a negociação de contratos derivativos
agropecuários (commodities) e derivativos
financeiros.

Funções das Bolsas de Valores

Os mercados de capitais são mais eficientes • Mobilizam poupanças em investimentos;


em países onde existem bolsas de valores bem
estruturadas, transparentes e líquidas. Para que • Facilitam o crescimento de companhias;
elas desempenhem suas funções, o ambiente de
negócios do país tem que ser livre e as regras claras. • Redistribuem a renda;
Nestes contextos, as bolsas podem beneficiar todos
os indivíduos da sociedade e não somente aqueles • Aprimoram a Governança Corporativa;
que detêm ações de companhias abertas.
• Criam oportunidades de investimento para
Veja, a seguir, quais são os benefícios gerados pelas pequenos investidores ;
bolsas de valores para a economia e a sociedade
como um todo: • Atuam como Termômetro da Economia;

• Levantam capital para negócios; • Ajudam no financiamento de projetos sociais.

Histórico da BM&FBovespa

Em 1890, um grupo de agentes liderado por Emílio


Rangel Pestana inaugura a Bolsa Livre, que seria a
semente da Bolsa de Valores de São Paulo. A Bolsa
Livre é fechada já em 1891, em decorrência da
política do Encilhamento, mas em 1895 é fundada
a Bolsa de Fundos Públicos de São Paulo, dando
continuidade à evolução do mercado de capitais
brasileiro.

Nessa época, as negociações de títulos públicos e


de ações de bancos e de empresas eram registradas
em enormes quadros negros de pedra, para que
todos pudessem acompanhar. Devido a isso, esse
período inicial da história da Bolsa ficou conhecido
como “Idade da Pedra”.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 31


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

A Bolsa se desenvolve e, em 1934, se instala no


Palácio do Café. No ano seguinte, ganha o nome de
Bolsa Oficial de Valores de São Paulo.

As negociações nesse período eram feitas em um


enorme balcão central em torno do qual se reuniam
os corretores. Os negócios eram realizados em
ordem alfabética: o diretor do pregão anunciava o
nome de cada empresa e a negociação tinha um
tempo determinado para acontecer.

Na década de 1960, com as reformas sofridas


pelo sistema financeiro nacional, a Bolsa passa a
assumir a característica institucional, deixando
de ser subordinada ao Secretário da Fazenda do
Estado, com autonomia administrativa, financeira e
patrimonial. Em 1967, passa a se chamar Bolsa de
Valores de São Paulo.

Também em 1967, o cargo de Corretor Oficial No fim da década de 1970, a BOVESPA é ainda
deixa de existir e são formadas as Sociedades pioneira na introdução de operações com opções
Corretoras, constituídas por ex-Corretores Oficiais sobre ações no Brasil.
e por Corretores autorizados pelo Banco Central. É
nesse momento que surge a figura do operador de Em 1990, são iniciadas as negociações através
pregão, pessoas que realizavam os negócios, sob do Sistema de Negociação Eletrônica - CATS:
as ordens das Sociedades Corretoras, por meio de Computer Assisted Trading System, que operava
gritos e gestuais que se tornariam a marca da Bolsa simultaneamente com o sistema tradicional de
de Valores. Pregão Viva Voz. Atualmente, a BOVESPA realiza
negócios apenas no sistema eletrônico.
Na década de 1970, os boletos que eram utilizados
para realizar as negociações são substituídos por Em 1997 é implantado um novo sistema de
cartões perfurados e os negócios passam ser negociação eletrônica em substituição ao CATS,
registrados de forma eletrônica. o Mega Bolsa. Além de utilizar uma plataforma
tecnológica altamente avançada, o Mega
Em 1972, A BOVESPA é a primeira bolsa brasileira Bolsa amplia o volume de processamento de
a implementar o pregão automatizado, com a informações.
disseminação de informações on-line e em real-
time, através de uma ampla rede de terminais de No fim da década de 1990, são lançados o Home
computador. Broker, que permite que o investidor, por meio do
site das Corretoras, transmita sua ordem de compra
ou de venda diretamente ao Sistema de Negociação
da Bolsa e o After Market, outra inovação da
BOVESPA, pioneira em termos mundiais, que oferece
a sessão noturna de negociação eletrônica. Ambos
os meios facilitam a participação do pequeno e
médio investidor no mercado.

No ano 2000, é realizada a integração das bolsas


de valores brasileiras, que uniu as Bolsas de Valores
de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas-Espírito

32 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Santo-Brasília, do Extremo Sul, de Santos, da Bahia- - e a Companhia Brasileira de Liquidação e


Sergipe-Alagoas, de Pernambuco e da Paraíba. Em Custódia (CBLC) que presta serviços de liquidação,
2005, é incorporada a Bolsa do Paraná e em 2006, compensação e custódia.
a Bolsa Regional, concluindo a integração.
Em 2008 ocorre a fusão entre a BM&F (Bolsa de
A BOVESPA passa, então, a concentrar todas Mercadorias e Futuros) e a Bovespa. Cria-se uma
as negociações de ações do Brasil. As bolsas das maiores Bolsas de mercado a vista e futuros do
regionais mantêm, por sua vez, as atividades de mundo, a BMFBOVESPA.
desenvolvimento do mercado e de prestação de
serviços às praças locais. Atualmente, a BMFBOVESPA é o único centro
de negociação de ações do Brasil e o maior da
Em 2006, a BOVESPA implanta uma nova América Latina. Hoje, as negociações realizadas na
infraestrutura de Tecnologia da Informação, BMFBOVESPA são feitas exclusivamente por meio
desenvolvida em parceria com HP, Intel e Microsoft. A de seu sistema eletrônico, o que proporciona maior
solução propiciou, entre outros benefícios, redução agilidade e segurança nas transações. A Bolsa é
de custos de manutenção, retorno de investimento dotada de uma base tecnológica comparável à dos
e uma maior flexibilidade de adaptação ao aumento mercados mais desenvolvidos do mundo e o Brasil,
de volume de transações no mercado de capitais. por sua vez, é hoje um centro de excelência em
infraestrutura do mercado financeiro e de capitais,
Em 28 de agosto de 2007, em uma reestruturação tornando-se referência mundial.
societária, a BOVESPA deixou de ser uma
instituição sem fins lucrativos e se tornou uma A BMFBOVESPA mantém ainda um papel de
sociedade por ações (S/A). Nessa reestruturação destaque perante os mercados internacionais,
societária foi criada a BOVESPA Holding, que tem atuando na World Federation of Exchanges (WFE),
como subsidiárias integrais a Bolsa de Valores de na Federação Ibero-americana de Bolsas (FIAB)
São Paulo (BVSP) - responsável pelas operações e na International Organization of Securities
dos mercados de bolsa e de balcão organizado Commission (IOSCO).

www.bmfbovespa.com.br

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 33


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Controles do Investidor

Tanto as Corretoras de Valores como a Bolsa de já no momento da realização das operações ou


Valores/CBLC emitem demonstrativos para os periodicamente. Vamos conhecer agora estes
investidores. Estes podem ser encaminhados demonstrativos:

Extrato BM&FBOVESPA

Demonstrativo emitido pela BM&FBOVESPA/CBLC Também informa os proventos pagos e distribuídos no


e enviado, por correspondência, para o endereço do período bem como posições de BTC (aluguel de títulos).
investidor, informando a carteira atual bem como
todos os ativos negociados e/ou custodiados em Periodicidade de envio: mensal.
seu nome no período de referência.

O Extrato da BM&FBOVESPA também pode ser


acessado pelo próprio investidor/cliente a qualquer
tempo no site da Bolsa, através do sistema CEI
(Central Eletrônica do Investidor). Para acessar
basta clicar: www.bmfbovespa.com.br/cei

34 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Nota de Corretagem

Demonstrativo emitido pela corretora após o


fechamento de negócios em nome do investidor
no pregão da Bolsa. Todas as notas de corretagem
são enviadas aos investidores no mesmo dia de
sua emissão através do e-mail e permanecem
arquivadas no Home Broker para futuras consultas,
impressões ou salvamento em outros arquivos.

Periodicidade de envio: diária.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 35


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo III
Processo de
Negociação de Ações

Pregão da Bolsa de Valores

O pregão viva voz era a forma tradicional de Atualmente, o pregão é totalmente automatizado/
negociação, na qual os operadores de pregão eletrônico. As ordens são colocadas pelos
recebiam as ordens das mesas de operação operadores de mesa nas corretoras através de
das corretoras e as ofertavam em uma sala de terminais conectados com a bolsa, ou ainda pelos
negociações dentro da BMF Bovespa. Fechado o sistemas de home broker das corretoras, que
negócio, era preenchido um boleto informando as canalizam as ordens provenientes da Internet,
especificações desse negócio. diretamente dos clientes das corretoras. Todas
essas ordens são encaminhadas a um servidor
Com o objetivo de aumentar a transparência e o central que se encarrega de fechar os negócios e
aperfeiçoamento do trabalho, o pregão viva voz foi informá-los às corretoras. À medida que o preço do
extinto em 2005. “melhor comprador” for igual ao “melhor vendedor”
automaticamente as operações são liquidadas pelo
sistema.

Pregão Eletrônico – Horário de Negociação

9h45min às 10h: leilão de pré-abertura com o


registro de ofertas para a formação do preço teórico
de abertura;

10h às 17h: sessão contínua de negociação para


todos os ativos em todos os mercados;

16h55min às 17h: call de fechamento para os


ativos negociados no mercado a vista que fazem
parte da carteira de qualquer um dos índices da
BVSP e para as séries de opções dos ativos objeto
que fazem parte da carteira teórica do IBrX-100.

36 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Horário do After Market

Horário do After Market After market – Regras:

17h15min às 17h30min: fase de pré-abertura; • Limite de oscilação de 2% sobre preço de


fechamento;
17h30min às 18 h: fase de negociação.
• Opções não negociam e futuros tem horários
After market é uma sessão noturna de negociação específicos;
de ações, após o horário regular do pregão e de forma
eletrônica. Além de atender aos profissionais do • Negociam somente ações que participam dos
mercado, esse mecanismo também é interessante índices Ibovespa e IBrX;
para os pequenos e médios investidores, pois
permite o envio de ordens após o horário regular e • Ações não negociadas no pregão regular não
seu fechamento de forma on-line. negociam.

Como Enviar Ordens para o Pregão da Bolsa

Enviar uma ordem é o ato mediante o qual o


cliente determina a uma corretora que essa compre
ou venda ativos ou direitos em seu nome, nas
condições especificadas.

Uma ordem deve conter as seguintes informações:


o ativo a ser comprado ou vendido, a quantidade, o
preço para execução da referida ordem bem como
seu prazo de validade.

A realização do negócio no mercado requer a


intermediação de uma sociedade corretora que
esteja credenciada a executar as ordens de seus O envio de ordens para o pregão da Bolsa pode ser
clientes no pregão. realizado via Home Broker, de forma on line pelo
próprio investidor ou poderá ser solicitada por ele
junto à sua corretora por meio de: e-mail, telefone
ou outra forma de contato. É importe lembrar
que todos os contatos entre operadores das
corretoras e os investidores devem ser registrados
e as informações ficam armazenadas para dirimir
possíveis dúvidas que possam surgir no futuro,
dando ao investidor segurança na utilização destes
meios de comunicação.

Formação do Livro de Ofertas (book)

Um livro de ofertas, ou book de ofertas como O preço da ação é formado pelos investidores do
normalmente é chamado, é um recurso que ilustra mercado que, dando ordens de compra ou venda
todas as ofertas de compra e de venda para um de ações às Corretoras das quais são clientes,
determinado ativo, em um dado momento. estabelecem o fluxo de oferta e procura de

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 37


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

cada ativo, fazendo com que se estabeleça o


preço justo. A oferta ou procura por determinada
ação influencia o processo de valorização ou
desvalorização da mesma. Essa movimentação
pode ser influenciada por notícias sobre o mercado,
divulgação de balanços das empresas (com dados
favoráveis ou desfavoráveis), notícias sobre fusões
de companhias, mudanças tecnológicas e muitas
outras que possam afetar o desempenho da
empresa emissora da ação.

Observe na imagem, como exemplo, o book de


ofertas de Banco do Brasil S.A.

Mercado Integral e Fracionário

No mercado à vista de ações negociam-se ações em lotes padrão e lotes fracionários.

Mercado Integral

Toda a empresa tem suas ações negociadas na


BM&FBovespa em lotes padrão que podem ser 10,
100 ou 1000 ações. O mais comum é a negociação
em lotes de 100 ações.

Veja um exemplo de negociação em mercado


integral nas ações ordinárias da Cia Ambev.

Mercado Fracionário

Caso você não tenha como comprar ou não queira Veja agora um exemplo de negociação em mercado
adquirir um lote integral de ações, poderá comprar fracionário nas ações ordinárias da Cia Ambev.
uma fração de lote integral, na qual não existe
quantidade mínima de ações. O mercado fracionário funciona de maneira
independente do mercado integral. Isso significa
Portanto, todas as negociações realizadas no que cada mercado tem cotações e liquidez próprios.
mercado fracionário são com quantidades inferiores As diferenças de cotação (preços) são devidas ao
a 100 ações. mercado fracionário ter forças de oferta e procura
das ações ligeiramente diferentes das do mercado
Para acessar este mercado basta o investidor integral. Isso significa que as cotações do mercado
colocar após o código do ativo a letra “F”. fracionário, via de regra, variam como no mercado

38 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

integral, mas não há correspondência exata entre


elas. Em geral, as ofertas de venda no mercado
fracionário são ligeiramente mais altas das do
mercado integral. E as ofertas de compra são mais
baixas. Em outras palavras, no mercado fracionário
o spread (diferença entre as melhores ofertas de
compra e venda) é maior. Por possuir menor volume
de negociação, a liquidez no mercado fracionário
também é menor. Ou seja, é mais “fácil” comprar
ou vender ações no mercado integral do que no
mercado fracionário. Isso não chega a ser problema
para investidores de médio e longo prazo e/ou que
operam com blue chips, no entanto, em ativos com
baixa liquidez recomenda-se cautela para operar
no mercado fracionário.

Home Broker

Home Broker é um sistema de operações que permite


a compra e a venda de ações pela internet, com
acesso direto ao pregão eletrônico da BM&FBovespa.
É um moderno canal de relacionamento entre os
investidores e as sociedades corretoras, que torna
ainda mais fácil e ágil as negociações no mercado
acionário.

Trata-se de uma ferramenta essencial utilizada na


tomada de decisão, principalmente de pequenos
investidores.
Pense na Bolsa de Valores. A primeira cena que
vem à sua cabeça é a imagem clássica de um monte A XP Investimentos possui um dos mais modernos e
de homens gesticulando e gritando; comprando e completos sistemas de Home Broker disponíveis no
vendendo ações no grito? mercado. Através dele o investidor pode programar
suas compras e vendas de ações ou outros ativos
Se a resposta foi positiva, precisamos atualizar através da internet, não precisando acompanhar o
alguns conceitos. A BM&FBOVESPA não tem mais mercado minuto a minuto.
pregão viva-voz; aquele lugar que, de fato, parecia
uma gritaria generalizada. Cada corretora desenha seu home broker de
maneira própria. Aliás, visitar esses sites ajuda
Atualmente todas as negociações são feitas na hora de escolher uma instituição para poder
exclusivamente por meio eletrônico. O pregão agora operar na Bolsa. Eles diferem no visual – veja com
é um ambiente virtual, para onde vão as ordens qual deles você simpatiza mais – e nas ferramentas
enviadas pelos computadores das corretoras de disponíveis.
valores.
Um dos recursos mais populares e interessantes
Assim, os investidores colocam suas ordens do home broker é a ordem “stop”, um mecanismo
de compra e venda no pregão de 2 formas: por que o usuário programa para fazer vendas de
operadores das corretoras ou via sistema de Home determinada quantidade de ações, de determinada
Broker. companhia, quando a cotação chega a determinado

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 39


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

ponto.

Há dois tipos de “stop”: o “stop loss” e o “stop


gain”.

• O “stop loss” serve para limitar perdas e é o mais


usado pelos investidores que não acessam o
sistema com grande frequência.

• O “stop gain” funciona da mesma maneira, mas


para travar os ganhos com a alta dos papéis. custódia, cobrada mensalmente para cobrir os
custos de manutenção das ações.
Em 2002 havia 10 mil CPFs usando a ferramenta,
ao final de 2013 já eram mais de 400 mil, de acordo Em algumas corretoras, como aqui na XP, o
com dados da própria BM&FBovespa. cadastramento é totalmente gratuito e o investidor
tem autonomia sobre suas decisões. Assim, ao
Para aplicar em ações via home broker, o investidor procurar uma corretora, o investidor deve avaliar o
deve se cadastrar em uma corretora e pagar uma quanto pretende aplicar por mês, por quanto tempo,
taxa de corretagem por operação, que varia de quanto terá de pagar por isso e também com quais
instituição para instituição, além de uma taxa de serviços poderá contar.

Principais Vantagens Oferecidas pelo Home Broker

1 - A principal vantagem é viabilizar que o pequeno a uma corretora para fazer suas movimentações
investidor possa negociar no mercado de capitais, bastando, para tal, se cadastrar em uma corretora
pois o Home Broker reduziu os custos envolvidos e enviar as ordens de compra ou venda pela
nesse processo. internet.

Através de seu HB o investidor: 4 - É uma alternativa segura – não há registro de


hackers no sistema – e, além disso, hoje, todas as
• Envia ordens de compra e venda de ativos; operações de compra e venda de ações são on line,
ou seja, através de sistema eletrônico e não mais
• Acessa extratos de conta corrente e custódia; pelo pregão viva-voz.

• Acessa suas notas de corretagem; 5 - Além dessa comodidade, o investidor conta


com outros aspectos positivos como descontos ou
• Acessa o Blog XP onde terá relatórios de mesmo ausência de cobrança de corretagem, que é
empresas, notícias, comunicados, oportunidades a taxa cobrada em operações de compra e venda de
de negócios; ações feita por intermediários.

• Pode acessar estudos baseados em análises 6 – Rapidez: em média leva apenas alguns segundos
gráficas e fundamentalistas. após o envio de uma ordem ao mercado, para o
investidor saber se a compra ou venda foi efetuada.
2 - Para quem gosta de investir, ou mesmo quer
aprender, o Home Broker é a ferramenta que vai E, praticamente, logo em seguida - dependendo do
lhe aproximar do mercado e lhe dar a chance de processamento interno da Bovespa -, também se
controlar seus investimentos, ao invés de utilizar pode obter a fatura de compra e de venda – nota
intermediários. de corretagem – bem como saber o saldo em conta
corrente. Tudo com a maior segurança e com custo
3 - Facilidade: o investidor não é obrigado a se dirigir extremamente baixo.

40 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Veja algumas telas do Home Broker XP

Cotações e book’s de ofertas

Cotações, Carteiras Recomendadas, Relatórios e Notícias

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 41


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Boletas de Compra e Venda

Análise Técnica

Gráficos com indicadores e osciladores técnicos

Área do Cliente

Através da área logada o cliente tem acesso a uma


plataforma completa de investimentos em renda
fixa e fundos de investimento.

42 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Custos Operacionais

No mercado à vista de ações negociam-se ações em lotes padrão e lotes fracionários.

Custos de Transação

Sobre as operações realizadas no mercado à vista, Existem duas formas tradicionalmente utilizadas
incide a taxa de corretagem pela intermediação pelas corretoras para cobrança da taxa de
dos negócios realizados pela corretora em nome do corretagem: Corretagem Variável e Corretagem
cliente. Fixa.

Corretagem Variável

Na corretagem variável o valor cobrado incide sobre sugere uma tabela padrão, percentual, a ser
o movimento financeiro total (compras + vendas) praticada pelas corretoras. A maioria das corretoras
realizado no mesmo dia pelo cliente em uma mesma adota este padrão de cobrança.
corretora. Cada corretora pode aplicar um modelo
próprio de cobrança de corretagem. A BM&FBovespa Veja a tabela sugerida pela BM&FBovespa:

INVESTIMENTO TAXA ADICIONAL

R$ 135,07 - R$ 2,70

R$ 135,08 até R$ 498,62 2,00% R$ 0,00

R$ 498,63 até R$ 1514,69 1,50% R$ 2,49

R$ 1.514,70 até R$ 3.029,38 1,00% R$ 10,06

R$ 3.029,39 em diante 0,50% R$ 25,21

Corretagem Fixa

Neste sistema de corretagem o valor cobrado sobre sendo fixo, como o próprio nome sugere, sem levar
cada operação (compras e vendas) realizada é igual, em conta o montante investido.

Planos XP Investimentos

A XP Investimentos atua com os dois modelos de suas operações. A XP Investimentos cobra R$ 14,90
corretagem. por ordem executada no pregão da Bolsa. *Contratos
Futuros possuem corretagem diferenciada.
No plano de corretagem variável o investidor
conta, além do Home Broker, com a assessoria
especializada de um profissional de mercado, o
assessor de investimentos. Neste plano o investidor
paga a corretagem pela Tabela Bovespa.

Na corretagem fixa o investidor paga um valor fixo


por operação realizada e possui como ferramentas de
apoio o Home Broker e a Área Logada, com orientações
e relatórios para a tomada de decisão e realização das

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 43


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Emolumentos

Emolumentos são os valores cobrados pela - 0, 025% do volume financeiro em operações day
Bolsa de Valores na realização das transações trade (operações onde a compra e a venda, de um
pelos investidores. Trata-se de uma pequena mesmo ativo, é realizada no mesmo pregão, ou
porção taxativa cobrada sobre as movimentações seja, num único dia), e
financeiras, tanto na compra, como na venda dos
ativos no pregão da BMF Bovespa. - 0,035% nas demais operações (operações normais
- todas aquelas que não são day trade).
Os emolumentos representam uma porcentagem
sobre o volume operado, sendo:

Taxa de Custódia

A taxa de custódia, como o próprio nome diz, é um tamanho de suas posições em custódia. Na XP esta
valor pago mensalmente ao Sistema CBLC para taxa é cobrada de acordo com o plano contratado
fazer frente aos custos de custódia (guarda) das pelo investidor sendo: clientes Private R$ 14,90 e
ações dos investidores. É uma taxa mensal fixa clientes Express R$ 6,90 mensais.
e única para todos os clientes, independente do

Outras Taxas

Outras Bovespa: taxa equivalente a 3,9% ISS: imposto cobrado de acordo com legislação
sobre corretagem paga, descontada na nota de municipal.
corretagem;

Tributação - Imposto de Renda

Investimentos em ações são tributados pelo IR dimensionado no momento da aplicação. São eles as
de acordo com as regras da Renda Variável. São ações, quotas ou quinhões de capital, o ouro, ativo
considerados ativos de renda variável aqueles cuja financeiro, e os contratos negociados nas bolsas de
remuneração ou retorno de capital não pode ser valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.

Base de Cálculo do IR

O ganho líquido será constituído pela diferença - 20% sobre os ganhos nas operações de day trade;
positiva entre o valor de alienação do ativo e o seu e
custo de aquisição, calculado pela média ponderada
dos custos unitários (art. 23, IN 25/01). - 15% nas demais operações (não day trade).

Os ganhos líquidos sujeitam-se à alíquota de:

Imposto de Renda para Operações Não-Day trade realizadas em Bolsa

Veja no quadro a seguir um resumo das informações e Venda bem como Contratos Futuros, exceto
sobre IR para operações realizadas nos Mercados operações de daytrade.
de Ações a Vista, BDR’s, ETF’s, Opções de Compra

44 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Fato Gerador Auferir ganho líquido na alienação de ações,


opções, BDR’s, ETF’s e contratos futuros.

Base de Cálculo Resultados positivos entre o valor de alienação


do ativo e o seu custo de aquisição, calculado
pela média ponderada dos custos unitários,
auferidos nas operações realizadas em cada
mês.

No caso de ações recebidas em bonificação,


em virtude de incorporação ao capital social da
pessoa jurídica de lucros ou reservas, o custo de
aquisição é igual à parcela do lucro ou reserva
capitalizada que corresponder ao acionista.

Na ausência dessa informação as ações


bonificadas terão custo zero. Nas hipóteses de
lucros apurados nos anos-calendário de 1994 e
1995, as ações bonificadas terão custo zero.

Alíquota 15%

Regime Tributação definitiva.

Retenção e Recolhimento Apurado em períodos mensais e pago, pelo


investidor, até o último dia útil do mês
subsequente. (código DARF 6015).

Responsabilidade pelo Recolhimento Do contribuinte.

Compensação Para fins de apuração e pagamento do imposto


mensal sobre os ganhos líquidos, as perdas
incorridas poderão ser compensadas com os
ganhos líquidos auferidos, no próprio mês ou
nos meses subsequentes, em outras operações
realizadas nos demais mercados de bolsa,
exceto no caso de perdas em operações de
day trade, que somente serão compensadas
com ganhos auferidos em operações da mesma
espécie.

Isenção Ficam isentos do imposto os ganhos havidos


em vendas mensais iguais ou inferiores a R$
20.000,00.

Importante: esta regra aplica-se única e


exclusivamente as ações negociadas no
mercado a vista, excluindo, portanto, opções,
futuros, ETF’s e Fundos de quaisquer
modalidades.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 45


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Observações O disposto nesta seção aplica-se, também, às


operações realizadas nas bolsas de valores,
mercadorias, futuros e assemelhadas,
existentes no País, com BDR, ouro, ativo
financeiro e em operações realizadas em
mercados de liquidação futura fora de bolsa,
inclusive com opções flexíveis. Admite-se a
dedução das despesas incorridas na realização
das operações.

Imposto de Renda para Day Trade

O quadro a seguir referem-se somente para Mercados a Vista de Ações, BDR’s, ETF’s, Contratos
operações da modalidade Day trade realizadas nos Futuros ou no Mercado de Opções.

Fato Gerador Auferir ganho líquido na alienação de ações,


opções, contratos futuros, BDR’s e ETF’s.

Base de Cálculo Resultado positivo apurado no encerramento


das operações de day trade.

Alíquota Na Fonte: 1%

Mensal: 20% (lembre-se que você já tem


declarado 1% na fonte)

Regime O valor do imposto retido poderá ser:

I - Deduzido do imposto incidente sobre ganhos


líquidos apurados no mês;

II - Compensado com o imposto incidente


sobre ganhos líquidos apurados nos meses
subsequentes, se, após a dedução citada
anteriormente, houver saldo de imposto
retido.

Sem prejuízo do disposto nos parágrafos acima,


o imposto retido na fonte será definitivo.

Retenção e Recolhimento Retido na Fonte: quando da percepção dos


ganhos.

Recolhido: 3º dia útil da semana subsequente.


(DARF 8468)

Mensal: apurado em períodos mensais e pago


até o último dia útil do mês subsequente.
(código DARF 6015)

46 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Responsabilidade pelo Recolhimento Retido na Fonte:

Operações iniciadas e encerradas através da


mesma instituição: a instituição intermediadora
da operação que receber, diretamente, a ordem
do cliente.

Operações iniciadas através de uma instituição


e encerradas por outra: Empresas de Liquidação
e Custódia.

Mensal: do contribuinte.

Isenção Não há.

Observações Na apuração do resultado da operação de


day trade serão considerados, pela ordem, o
primeiro negócio de compra com o primeiro de
venda ou o primeiro negócio de venda com o
primeiro de compra, sucessivamente.

Imposto de Renda para o Mercado de Renda Fixa

As informações a seguir referem-se somente para operações realizadas no Mercado de Renda Fixa.

Fato Gerador Auferir rendimentos na data da alienação.

Base de Cálculo Diferença positiva entre o valor da alienação,


líquido do IOF, quando couber, e o valor da
aplicação.

Alíquota Aplicações até 180 dias: 22,5%

Aplicações de 181 a 360 dias: 20%

Aplicações de 361 a 720 dias: 17,5%

Aplicações acima de 720 dias: 15%

Regime Tributação definitiva.

Retenção e Recolhimento Retido na Fonte: quando do pagamento ou


crédito dos rendimentos ou alienação dos
títulos. (código DARF 8053)

Recolhido: 3º dia útil da semana subsequente.

Responsabilidade pelo Recolhimento Da pessoa jurídica que pagar os rendimentos.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 47


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Compensação Não se aplica.

Isenção Não há.

Observações Os rendimentos das aplicações financeiras


existentes em 31/12/04 serão tributados da
seguinte forma:

1 - Rendimentos produzidos até 31/12/04 -


20%;

2 - Rendimentos produzidos a partir de 2005-


serão tributados em função dos prazos dessas
aplicações, contados a partir:

2.1 - de 1º/07/04 - para aplicações efetuadas


até 22/12/04;

2.2 - da data da aplicação para aplicações


efetuadas após 22/12/04.

São também tributados como Renda Fixa:

Os rendimentos predeterminados obtidos em


operações conjugadas, realizadas nos mercados
de opções de compra e de venda em bolsas de
valores, de mercadorias e de futuros (Box),
no mercado a termo nas bolsas de valores,
de mercadorias e de futuros, em operações
de venda coberta e sem ajustes diários, e no
mercado de balcão.

Exemplo de Cálculo do IR em Operação de Bolsa

Um investidor pessoa física cadastrou-se numa R$21.500,00 (Venda) —R$20.000,00 (Compra) =


Corretora de Valores e efetuou as seguintes R$1.500,00 (Lucro Bruto)
operações: comprou X ações da PETR4 por
R$20.000,00 pagando R$125,21 de corretagem. R$1.500,00 —R$125,21 (Corretagem Compra)
Meses depois vendeu X ações da PETR4 por —R$132,71 (Corretagem Venda) =
R$21.500,00 pagando R$132,71 de corretagem.
Ganho líquido = R$1.242,08
Temos a seguinte apuração fiscal:
IR Devido = R$186,31 (R$1.242,08 x 15%)

Atenção! Pontos importantes:

a) A isenção de IR nas operações até R$ 20.000,00 Imobiliários ou outros fundos negociados em


no mês somente se aplica para o mercado à vista de Bolsa;
ações. Não há isenção para operações em Contratos
Futuros, Opções, Operações a Termo, ETF’s, Fundos b) Para as operações de Day-trade também não há
qualquer tipo de isenção;

48 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

c) Você somente poderá compensar prejuízos em f) Para operações day trade existe 1% de alíquota
Day-trades com Day-trades. O mesmo vale para de IRRF, ele poderá ser deduzido do imposto
prejuízos em operações não Day-trades. Só podem incidente sobre os ganhos líquidos do mês. Você
ser compensadas com lucros em operações não também pode usar o IRRF para compensar com o IR
Day-trades; dos meses seguintes;

d) Poderão ser compensados prejuízos de qualquer g) Ao final do ano, por ocasião da declaração de
mercado com qualquer outro mercado (opções ajuste anual, se houver saldo de imposto retido na
e ações, por exemplo). Mas jamais poderão ser fonte a compensar, fica facultado à pessoa física
misturadas operações de naturezas diferentes ou à pessoa jurídica isenta ou optante solicitar sua
(Day-trade e não Day-trade); restituição;

e) Na apuração dos lucros você pode considerar h) Haverá isenção do recolhimento do imposto de
custos e despesas envolvidos nas transações como renda na fonte sobre as novas incidências, caso o
corretagens e emolumentos. Portanto lembre-se valor do imposto, somando-se todas as operações
de descontá-los; realizadas no mês, seja igual ou inferior a R$ 1,00.

Recolhimento do IR

A responsabilidade pelo recolhimento do IR é do Os códigos de recolhimento são: 6015 para


próprio investidor que deverá fazê-lo, via DARF, até investidores PF e 3317 para investidores PJ.
o último dia útil do mês subsequente a realização
das operações.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 49


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo IV
Índices de Ações

Os índices de ações servem como ponto de c- podem servir ainda como instrumentos de
referência (benchmark) para medir determinado negociação no mercado futuro.
mercado.
A movimentação do mercado de ações é medida por
Cumprem basicamente três objetivos: uma variedade de índices. Estes baseiam-se numa
carteira virtual de papéis, escolhidos de acordo
a- demonstram a variação de preços do mercado, com critérios preestabelecidos, como volume de
negócios, tamanho da empresa, setor da economia,
b- oferecem um parâmetro para a avaliação da etc.
performance dos portfolios e,

principais índices brasileiros

• Índice Bovesta - Ibovespa • Índice Imobiliário - IMOB

• índice Brasil 50 - IBrX50 • Índice de Ações com Governança Corporativa


Diferenciada - IGC
• Índice Brasil - IBrX
• Índice de Ações com TAg Along Diferenciado -
• Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE ITAG

• Índide Setorial de Telecomunicaçoes - ITEL • Índice Mid-Large Cap - MLCX

• Índice de Energia Elétrica - IEE • Índice Small Cao - SMLL

• Índice do Setor Industrial - INDX • Índice Valor Bovespa - IVBX-2

• Índice de Consumo - ICON • Índice Financeiro - IFNC

50 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Índice ibovespa

O principal índice do mercado brasileiro de ações é a - pelos papéis que alcançam 85% de participação
o Ibovespa, Índice da BM&FBovespa. acumulada em número de negócios e volume
financeiro nos 12 meses anteriores;
É o valor atual de uma carteira teórica de ações a
partir de uma aplicação hipotética. A carteira do b- tiveram presença em pelo menos 80% das
Ibovespa teve início em 1968, com valor definido sessões de pregão desse período;
em 100 pontos. Desde então, o aumento ou redução
desse número traduz a tendência geral dos preços c – tenham negociação média diária superior a 0,1%
das ações negociadas na Bolsa. O Índice Bovespa é do volume total de negócios da bolsa;
o mais importante indicador do desempenho médio
das cotações do mercado de ações brasileiro. Sua d- ponderação de pesos no índice é feita pelo valor
relevância advém do fato do Ibovespa retratar o de mercado do free float.
comportamento dos principais papéis negociados
na BM&FBOVESPA e também de sua tradição, pois o Reavaliações quadrimestrais (com base nos 12
índice manteve a integridade de sua série histórica meses anteriores) servem para atribuir novos pesos
e não sofreu grandes modificações metodológicas de ponderação às diferentes ações que compõem a
desde sua implementação em 1968. Em 2013 carteira do Ibovespa. O critério para escolha dessas
foram feitos alguns ajustes e melhorias na fórmula ações baseia-se sobretudo em sua participação no
de cálculo e regras de participação dos ativos. volume de negócios e valor de mercado (avaliado
pelo seu free float). Veja abaixo, como um exemplo,
A carteira é composta de acordo com os quatro a composição da carteira Ibovespa em 2014:
critérios abaixo:

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 51


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

histórico ibovespa

Veja a evolução do Ibovespa desde a sua criação em 1968 (gráfico dolarizado):

Outros índices importantes

IBrX-100 Índice Brasil: calculado pela Bovespa, 50 ações mais negociadas no BMF&FBovespa,
mede o desempenho das 100 ações mais ponderadas também pelo seu valor de mercado.
negociadas, ponderadas pelo seu valor de mercado
(número de ações disponíveis multiplicado pelo FGV100: calculado pela Fundação Getúlio
valor da ação). Vargas, avalia o desempenho das 100 empresas
privadas não-financeiras mais capitalizadas na
IBrX-50 Índice Brasil: mede o desempenho das BM&FBovespa.

principais índices internacionais

52 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Dow Jones – EUA

É um dos índices mais antigos e mais utilizados pelo


mercado em todo o mundo. Ele é composto por 30
ações - as mais importantes e mais representativas
de cada setor da economia americana. Essas ações
representam cerca de um quinto de todas as ações
negociadas nos EUA, e cerca de um quarto das
negociadas na Bolsa de Valores de New York, a
NYSE. Alguns exemplos de empresas que fazem
parte do índice: Coca-Cola, Walt Disney, General
Motors, Intel, Mcdonalds, IBM e Microsoft.

S&P 500 – EUA

O S&P 500 Index é formado pelas principais


empresas norte-americanas, de acordo com: valor
de mercado, representatividade no setor em
que atuam e liquidez das ações. O peso de cada
companhia no índice está relacionado ao seu valor
total de mercado. Atualmente, cerca de 75% das
empresas que fazem parte do índice são do setor
industrial, 8% do setor de serviços, 15% do setor
financeiro e 2% do setor de transportes. É um
índice muito importante, largamente utilizado nos
mercados norte-americano e internacional.

Nasdaq – EUA

O índice representa todos os ativos, norte-


americanos e estrangeiros, listados na National
Association of Securities Dealers Automated
Quotation System (Nasdaq). O índice da Nasdaq é
ponderado pelo valor de mercado das empresas.
Esse valor é calculado multiplicando-se o preço de
fechamento pelo número total de ações da empresa.
Desse modo, cada ativo afeta o índice apenas na
proporção de seu valor de mercado. O índice da
Nasdaq é composto atualmente por cerca de mais
de 4.000 companhias. Devido à sua abrangência,
esse índice é muito acompanhado pelo mercado
financeiro.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 53


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo V
Gerenciamento
de Risco

Conceituação de Risco

A parcela inesperada do retorno, resultante de capital renderá 5, 10 ou 20% no mês, pois trata-se
surpresas, representa o verdadeiro risco de qualquer de renda variável.
investimento. Sempre que se recebe exatamente o
que se espera, o investimento será perfeitamente Por serem de risco, são também os investimentos
previsível e, por definição, será livre de risco. Em capazes de gerar grandes rendimentos,
outras palavras, o risco de se possuir um ativo principalmente no longo prazo. É preciso então
decorre de surpresas e eventos inesperados. reduzir esse risco ao máximo. Não é possível
eliminar o risco do mercado, sendo necessário
Ações são considerados investimentos de risco, gerenciá-lo. Umas das formas de minimização do
porque não existe forma de garantir que seu risco é pela diversificação.

Gerenciamento de Risco

Princípio de Diversificação

Comprar ações de diversas empresas, de diferentes investimentos neste mercado. Existem dois tipos
setores da economia e mercados é a maneira mais de riscos que envolvem o mercado de capitais. Você
eficiente de se reduzir o risco de uma carteira de verá agora como gerenciá-los.

Risco sistemático

É aquele que influencia um grande número riscos sistemáticos, com a mesma amplitude e não
de ações, em grau maior ou menor. Também é diversificáveis.
chamado de risco de mercado, uma vez que são

54 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Risco não-sistemático

Um risco não-sistemático é o que afeta uma única em princípio, ser muito diferentes dos riscos dos
ação ou um grupo pequeno de ações. São riscos ativos que a compõem.
diversificáveis. Os riscos de uma carteira podem,

A redução do risco do negócio através da diversificação

Risco diversificável

Risco de mercado ou risco não diversificável


Risco

Número de ativos na carteira

0 10 20 30 40 50

Uma parte do risco associado a ativos individuais de diversificação. Esse nível mínimo é denominado
pode ser eliminada através da formação de carteiras. risco não diversificável. Em conjunto, esses dois
O processo de distribuição de investimento por pontos representam uma outra lição importante
vários ativos (formando uma carteira) é denominado que se extrai da história do mercado de capitais:
diversificação. O princípio da diversificação diz a diversificação reduz o risco, mas somente até
que a distribuição de aplicações por muitos ativos certo ponto, ou seja, parte do risco é diversificável,
eliminará parte do risco, o que é chamado de risco e outra parte não é.
diversificável. É a parte que pode ser eliminada por
meio da diversificação. Número de eliminação de
setores risco
No eixo vertical da figura que vimos, é medido o
risco e, no eixo horizontal, está o número de ações 2 46%
incluídas na carteira. Note que os benefícios da 4 72%
adição de títulos, em termos de redução de risco,
caem à medida que o número de ações aumenta. 8 91%
Com 8 ações, a maior parte do efeito já aconteceu e,
16 93%
quando se chega a 30 ações, não há praticamente
qualquer benefício adicional a ser obtido. 32 96%

64 97%
Existe, porém, um nível mínimo de risco que não
pode ser eliminado simplesmente pelo processo 500 99%

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 55


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Veja, a seguir, exemplo de montagem de carteira com distribuição em 5 (cinco) diferentes setores:

Mineiração

Financeiro

Indústria/consumo

Petróleo

Varejo/têxtil

Uso do Stop

Stop significa parar. Na análise gráfica, significa um consideráveis em virtude da falta de atitude
nível de preço que, quando alcançado, revela que a perante o mercado, ou seja, quando o investidor
estratégia operacional utilizada pelo investidor na se depara com uma queda muito forte dos preços
operação de compra ou venda está saindo do previsto de seus ativos, ele fica inerte, ou como se diz no
e deve ser interrompida. O objeto de seu uso, em um mercado, “congelado” diante da situação, e muito
primeiro momento, é resguardar seu capital, com uma tempo terá que se passar até que ele tenha o seu
pequena perda para que possa voltar ao mercado em capital investido de volta.
outro momento que julgue mais adequado.
Em teoria, parece fácil adotar a postura de colocar
Em um segundo momento, se sua operação inicial um stop e cumpri-lo; na prática, não é tão fácil
estiver evoluindo favoravelmente, sua função assim. Reluta-se em reconhecer quando se erra,
passa a ser a de proteger uma parte dos lucros principalmente porque, quando isso acontece, já
auferidos até aquele momento. se está perdendo algum dinheiro e fica sempre
a esperança de que o mercado possa retomar a
Grande parte dos investidores entra em operações direção da operação e recuperar o dinheiro que se
sem o stop definido, ocasionando perdas está perdendo naquele momento.

Tipos de Stop

Existem vários tipos de ordem stop. Os mais comuns valor exato para venda.
são:
• Valor da venda: é o valor desejado para a venda
Ordem Stop Limitada ou Stop Loss das ações. Esse valor deve ser um pouco menor
que o valor do disparo, para que a ordem seja
O investidor especifica a quantidade e o preço para executada imediatamente, passando à frente
venda. Assim que o preço do ativo atingir o valor das outras ordens do livro de ofertas.
especificado, a ordem é enviada. Quando se usa
esse tipo de ordem, se deve informar dois valores: Ordem Stop Móvel

• Valor de disparo: quando a cotação atingir esse Com essa ordem o investidor aproveita toda a
valor, sua ordem será lançada à Bolsa. O valor comodidade do Stop Loss e ainda conta com um
de disparo deve ser um pouco maior do que o mecanismo diferenciado que possibilita proteção

56 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

extra em seus investimentos. Com o Stop Móvel, possível alta do papel. Dessa forma, delimita o espaço
você configura parâmetros para um ajuste livre para oscilação dos preços, protegendo-se caso o
automático no valor de disparo de sua ordem, ou mercado caia e garantindo o lucro, caso suba.
seja, toda vez que o preço do seu ativo subir, o seu
stop será ajustado com essa valorização, assim Nas ferramentas Home Broker e XP Pró (XP
você não perde uma possível valorização antes da Investimentos) o próprio investidor define os stops
queda no preço do ativo. e a corretora os executará automaticamente quando
os preços definidos forem atingidos. Observe um
Sempre use o stop móvel na direção do lucro, ou exemplo abaixo.
seja, jamais altere seu preço de stop para pior mas
sim para melhor.

Ordem Stop Gain

O investidor especifica a quantidade e o preço para


venda num patamar superior, imaginando uma alta
do papel. Assim que a cotação atingir o valor pré-
determinado, a ordem de venda será disparada,
garantindo o lucro.

Ordem Stop Loss e Stop Gain Simultâneas

O investidor especifica a quantidade e o preço para


venda, tanto numa situação de queda, como numa

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 57


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo VI
Escolas de Análise
de Investimentos

A análise de investimento para operações em distintas, a saber: a “Escola Fundamentalista” e a


mercados de bolsas pode ser agrupada em correntes “Escola Técnica”.
de pensamento que seguem duas “escolas”

Escola de Análise Fundamentalista

A análise dos fundamentos de uma companhia é a intervenção estatal na área de atuação (controle
ferramenta usada pelos analistas para determinar de preços, proteção tributária, subsídios, etc), por
o potencial de desempenho de uma ação. Para seu programa de investimentos, por sua política
determinar o “preço justo” de um ativo, os analistas de distribuição de lucros e pelo cálculo do valor
realizam a projeção das diversas variáveis do presente dos lucros futuros estimados.
ambiente macroeconômico e setorial que afetam a
companhia. Por exemplo, se uma petroquímica paga De acordo com a visão fundamentalista, quando o
a matéria-prima em dólar e não consegue repassar valor intrínseco do ativo se situa acima do preço de
a variação da moeda para seus preços, certamente mercado este indica compra; ao contrário, quando
terá problemas no faturamento. o preço de mercado for superior ao valor intrínseco
indica conveniência de venda.
O fundamento teórico desta escola repousa na tese
de que existe uma correlação lógica entre o valor
intrínseco de uma ação e seu preço de mercado.
O valor intrínseco para a escola fundamentalista
é representado pela avaliação do patrimônio
da empresa, seu desempenho e sua posição no
respectivo setor de atuação, pela intensidade
da concorrência e pela existência de produtos e
serviços alternativos, pelo grau de atualização
tecnológica do empreendimento, pelo nível de

58 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Etapas de Avaliação de uma Ação pela Análise Fundamentalista

a) perspectivas para o comportamento das insumos, quantidades produzidas e vendidas nos


principais variáveis macroeconômicas - juros, mercados interno e externo;
câmbio e inflação;
c) projeção de resultados e das principais contas do
b) perspectivas para o setor e para a empresa objeto balanço patrimonial em cada trimestre civil.
de análise – preços dos produtos e dos principais

Pontos críticos na elaboração da projeção – riscos macroeconômicos e riscos microeconômicos

Riscos macroeconômicos: Riscos microeconômicos:

• taxa de inflação; • concorrências interna e externa;

• taxa de juros; • surgimento de produtos substitutos;

• taxa de câmbio; • custos e oferta de insumos nos mercados


interno e externo;
• preço do petróleo;
• regulamentação ambiental;
• recessão mundial;
• mudanças na tributação;
• crescimento mundial.
• venda do controle acionário e/ou mudanças na
gestão da companhia.

Também conhecido como valor real ou preço alvo, é em sua perspectiva de crescimento, no perfil de
baseado nas características financeiras da empresa, risco e nos fluxos de caixa futuros esperados.

Métodos de Análise de Empresas através dos Fundamentos

Método de Avaliação por Múltiplos

A análise por “múltiplos ou quantitativa” leva em Retorno sobre o patrimônio líquido: Compara o lucro
conta o desempenho da ação no mercado como que a empresa está gerando com o capital próprio.
parâmetro de comparação com os resultados Procura avaliar se a empresa está gerando uma boa
esperados da empresa. Pode basear-se em diversas rentabilidade para os recursos dos acionistas.
variáveis.

Lucro por ação: Indica qual foi o lucro líquido gerado para cada ação. Quanto maior melhor.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 59


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Dividend Yield: Revela a percentagem do preço dividendos, no último balanço. Quanto maior
da ação que voltou ao acionista sob a forma de melhor.

Preço/Lucro (P/L): Mostra em quanto tempo (anos) setor. Quanto menor o índice, mais barata está a
haverá o retorno do capital investido. Compara a ação em relação ao seu lucro.
empresa com o passado e com outras do mesmo

Considerações:

a) os múltiplos nunca devem ser analisados


isoladamente;

b) além dos indicadores, devem integrar a análise de


estudos estratégicos sobre o futuro da companhia,
seus concorrentes e o mercado consumidor;

c) é uma boa ferramenta de análise do passado e


do presente, mas não do futuro.

Escola de Análise Técnica

A análise técnica é o estudo da dinâmica do mercado


através dos sinais que o próprio mercado emite. O
analista técnico acredita que todos os fatores que
podem influenciar no preço de um determinado
produto são descontados pelo mercado no
processo contínuo de negociação que determina
esse preço. O analista técnico conclui que, mesmo
que alguém tenha conhecimento de todos os
fatores fundamentais que afetam o preço de uma
mercadoria, tais como clima, greves, decisões a formação dos preços, porque não são esses dados
políticas, fatores de demanda, ele ainda assim não em si que os afetam, mas sim a maneira pela qual
terá todos os dados necessários para compreender os participantes do mercado reagem a ele.

Breve Histórico da Análise Técnica

Os princípios que norteiam a moderna análise econômicas do mercado bursátil de New York.
técnica baseiam-se na Teoria de Dow. Charles
Dow e Edward Jones fundaram, em 1882, a “Dow Charles Dow, a quem é creditada a invenção dos
Jones & Company”, editando um informe financeiro índices do mercado de ações, em artigos escritos
com a finalidade de divulgar cotações e notícias para Wall Street Journal, no qual era o editor chefe,

60 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

definiu os conceitos básicos do que viria a se


tornar uma teoria. Após sua morte, em 1902, seu
sucessor no editorial do jornal, William P. Hamilton,
continuou escrevendo, nos 27 anos seguintes,
novos editoriais e dando forma àquilo que hoje é
mundialmente conhecido como a “Teoria de Dow”,
que embasa a análise técnica.

Teoria de Dow

Estudiosos do mercado utilizaram as ideias de Os estudos de Dow provocaram um grande


Charles Dow e desenvolveram os princípios da interesse nos participantes do mercado, mostrando
Teoria de Dow. que o ambiente não precisava ser considerado
como jogo de azar ou baseado apenas na análise
Destacamos quatro princípios da Teoria de Dow: fundamentalista. Com a Teoria foi possível
encontrar meios de diminuir as incertezas e,
a) todos os fatores externos já estão embutidos no consequentemente, floresceram ramificações da
último preço da ação; análise técnica.

b) os preços se movimentam em tendência; Com o advento da tecnologia da informação, o


desenvolvimento da análise técnica ganhou força
c) o futuro repete o passado; e hoje há centenas de processos que colaboram
para a criação de indicadores que permitem aos
d) o volume deve confirmar a tendência. investidores desenvolverem técnicas avançadas
para maximizar os rendimentos.

Tipos de Gráficos

Gráfico de Linha

Os mais utilizados são o gráfico de linha, de barras


e o de velas (candles ou candlestick).

O gráfico de linha é produzido conectando-se os


vários preços de fechamento ao longo do tempo.
Esse gráfico não permite a visualização dos preços
de abertura, máximo e mínimo.

Gráfico de Barras

O mais popular pela sua praticidade e facilidade


de elaboração é o gráfico de barras. Construído
por barras que ligam o preço máximo ao preço
mínimo em que foi negociado o ativo durante o
pregão, tendo-se um pequeno traço horizontal à
direita assinalando o preço de fechamento. Utiliza-
se também um traço horizontal à esquerda para
assinalar o preço de abertura.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 61


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Gráfico de Candles

A técnica de análise gráfica denominada Candelabro


Japonês, ou candlestick surgiu no início do século
XVIII, criada por Munehisa Homma, filho de uma
próspera família de comerciantes de arroz, na
cidade portuária de Sakata. O gráfico de candles
é, atualmente, amplamente utilizado no mercado
por analistas e investidores e uma importante
ferramenta na tomada de decisão.

Muito parecida com a barra da análise gráfica


convencional, a barra do candlestick, contém as
mesmas informações da barra clássica. Também
incorpora um preço de abertura, um preço de
fechamento, a máxima e a mínima. Entretanto, sua
construção é diferente. Aqui toda ênfase é dada
aos preços de abertura e fechamento, à batalha
entre os investidores que fazem a abertura e os
que fazem o fechamento.

O investidor que quiser ser um vencedor em ler a linguagem dos preços. Essa técnica chegou
mercados de ações tem que aprender a captar as ao ocidente no início da década de 1980 e hoje
mensagens desses sinais através dos gráficos. Os rivaliza com o gráfico de barras na preferência dos
gráficos são importantes armas para que se possa analistas técnicos.

Tempos Gráficos

Em um gráfico, temos 2 eixos.

O eixo do y (ordenadas) calibrado com os preços.

O eixo do x (abscissas) calibrado com o tempo.

No eixo do x, o tempo poderá variar entre mensal,


semanal, diário e intraday. No intraday podemos
calibrar o tempo em horas ou minutos de acordo
com a perspectiva gráfica do investidor.

Comparando Tempos Gráficos

Como citado anteriormente, os gráficos podem representa uma semana, e assim sucessivamente.
variar quanto à periodicidade, podendo ser intraday O exemplo abaixo ilustra o comportamento de uma
(1, 5, 15, 20, 40 e 60 min), diário, semanal, mensal, ação durante uma semana, analisada pelo gráfico
trimestral. Nesse sentido, cada candle representa diário e pelo gráfico semanal. É evidente que
um período, ou seja, no gráfico diário, cada candle quanto menor o tempo gráfico, mais detalhado será
representa um dia, no semanal, cada candle o comportamento da ação.

62 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Gráficos diário X semanal

Os tempos gráficos analisados refletem o perfil


de cada investidor associado ao risco considerado.
O objetivo do investidor é conseguir adequar
seus objetivos operacionais com o tempo gráfico
considerado, lembrando que o mesmo pode montar
carteiras de longo, curto ou curtíssimo prazos
(especulação).

Suportes e Resistências

Os Suportes e Resistências representam as


barreiras psicológicas de preços, formadas
pela força dos compradores e vendedores. As
negociações envolvem uma disputa parecida com
aquela brincadeira do “cabo de guerra”, onde quem
tem mais força ganha. Sofrem influência das forças
de procura e de oferta, que tendem a se equilibrar.

Suporte

É o nível abaixo da cotação atual, sendo que naquele de rompê-lo pra baixo quando já estavam acima.
mesmo valor num momento anterior os preços do Neste nível de preço os compradores comparecem
ativo tiveram dificuldades em superá-lo, quando fazendo com que a procura supere a oferta e os
encontravam-se ainda abaixo ou tiveram dificuldade preços travam e tendem a subir.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 63


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Resistência

É o nível acima da cotação atual, sendo que a oferta dos compradores.


tem como finalidade impedir o aumento dos preços,
superando a procura. A trégua desta luta entre compradores e vendedores
é representada através de movimentos laterais,
A barreira fornecida pelos compradores empurra onde os níveis de SUPORTE e RESISTÊNCIA ocorrem
os preços para cima, esboçando uma Linha de simultaneamente. E posteriormente, compradores
Tendência de Alta (LTA), após conseguir quebrar as e vendedores estão prontos para iniciar nova luta.
RESISTÊNCIAS oferecidas pelos vendedores.
É importante saber que quanto mais lutas forem
Em contrapartida, os vendedores lutam contra esta travadas entre compradores e vendedores para
força, e quando conseguem vender fazem o preço tentar quebrar os suportes ou resistências e estes
cair, ilustrando uma Linha de Tendência de Baixa não se romperem, mais confiável é a barreira de
(LTB), demonstrando que foi quebrado o SUPORTE preço imposta.

Portanto, a luta entre compradores e vendedores devido ao movimento que o vencedor provoca no
gera novos SUPORTES e RESISTÊNCIAS. gráfico.

Quando os suportes são rompidos, ocorre uma A partir deste conhecimento, observando-se os
vitória dos vendedores, no inverso as resistências movimentos de compradores e vendedores, pode-se
são rompidas, sabemos que os vencedores foram fazer operações lucrativas comprando no suporte e
os compradores. vendendo posições na resistência. Torna-se necessário,
de qualquer forma estabelecer mecanismos de
Após uma quebra de suportes ou resistências proteção do capital com a utilização do stop loss, caso
acontecem movimentos acelerados nos preços, o ativo não respeite esse nível de preços.

Como Definir a Importância dos Suportes e Resistências?

É o nível acima da cotação atual, sendo que a oferta RESISTÊNCIAS oferecidas pelos vendedores.
tem como finalidade impedir o aumento dos preços,
superando a procura. Em contrapartida, os vendedores lutam contra esta
força, e quando conseguem vender fazem o preço
A barreira fornecida pelos compradores empurra cair, ilustrando uma Linha de Tendência de Baixa
os preços para cima, esboçando uma Linha de (LTB), demonstrando que foi quebrado o SUPORTE
Tendência de Alta (LTA), após conseguir quebrar as dos compradores.

64 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

A trégua desta luta entre compradores e vendedores É importante saber que quanto mais lutas forem
é representada através de movimentos laterais, travadas entre compradores e vendedores para
onde os níveis de SUPORTE e RESISTÊNCIA ocorrem tentar quebrar os suportes ou resistências e estes
simultaneamente. E posteriormente, compradores não se romperem, mais confiável é a barreira de
e vendedores estão prontos para iniciar nova luta. preço imposta.

Análise Fundamentalista ou Técnica: qual a melhor?

Normalmente os investidores se deparam com a Geralmente a análise fundamentalista é voltada


questão: qual então a melhor escola? É evidente para investimentos de prazos mais longos e a
que um analista técnico vai responder que é a análise técnica para prazos mais curtos. Por que
análise técnica e um fundamentalista que é esta então não usar a análise fundamentalista para
última. Ambas têm virtudes e deficiências e ambas selecionar as melhores empresas (ou pelo menos
nos parecem necessárias. O que não nos parece separar as “boas” empresas) e então usar a análise
necessário é ter que escolher entre uma ou outra. técnica para encontrar o melhor momento para
Por que não usar ambas? comprar ou vender papéis destas empresas? Esta
nos parece a melhor abordagem.

AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS

Termos Técnicos Utilizados no Dia a Dia da Bolsa de Valores

Conheça agora alguns dos termos mais usados com grande frequência, já que não existe um padrão
pelos analistas e especialistas do mercado. único adotado pelos analistas.

Na hora de acompanhar os relatórios de analistas Além disso, considerando a importante participação


fundamentalistas sobre empresas listadas em dos investidores estrangeiros no mercado brasileiro,
Bolsas, muita gente ainda mostra dúvidas em muitos relatórios trazem termos em inglês, muitos dos
relação a alguns dos termos usados. Isso ocorre quais não têm uma tradução direta para o português.

Análise Relativa ou Absoluta

A primeira distinção que deve ser feita é checar Por outro lado, alguns analistas utilizam uma
se a análise se refere ao comportamento absoluto metodologia diferente. Por exemplo, a classificação
ou relativo do ativo. Algumas recomendações de OUTPERFORM indica que a cotação do ativo em
COMPRA, por exemplo, são absolutas, ou seja, o questão, na opinião do analista, deve superar algum
analista espera que o preço da ação vá subir em índice de referência, como, por exemplo, o Ibovespa
relação à cotação atual, com possibilidade de gerar ou mesmo um índice setorial.
ganhos ao investidor.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 65


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

A melhor forma de identificar qual o critério adotado que atuam neste mercado, traz uma descrição
é de posse do relatório, checar as últimas páginas mais detalhada da metodologia e dos critérios
da análise, que, para a maioria das instituições adotados.

Alguns Termos em Português

Os termos mais usados pela maioria dos analistas relatórios, em geral indicando os papéis "preferidos"
que publicam seus relatórios em português são os pelos analistas ou com potencial de valorização
tradicionais COMPRA, MANUTENÇÃO E VENDA. No significativo.
entanto, é comum também a utilização de termos
como NEUTRA ou MANTER para ativos nos quais Outra expressão usada por muitos analistas é
os analistas esperam um desempenho em linha nos RESTRITO, que indica que o banco ou corretora
próximos meses. não está divulgando sua recomendação sobre o
ativo. Isso geralmente ocorre quando a instituição
Alguns analistas também usam a expressão está trabalhando em algum projeto de finanças
ATRAENTE, muitas vezes dentro de uma conceito corporativas com a empresa, de forma que não seria
intermediário entre MANUTENÇÃO e COMPRA. ético à instituição revelar sua recomendação, pois
Já o termo FORTE COMPRA aparece em alguns pode estar de posse de informações confidenciais.

Expressões em Inglês

Se alguns investidores encontram dificuldades aplicada a carteiras recomendadas, muitos analistas


em entender as recomendações em português, o usam termos como OVERWEIGHT, NEUTRAL ou
problema se agrava quando os relatórios usam termos UNDERWEIGHT, indicando que o investidor deve
em inglês. No entanto, assim como em português, aumentar sua exposição, mantê-la inalterada ou
boa parte dos relatórios em inglês usa as expressões reduzi-la, respectivamente.
BUY, HOLD e SELL, referindo-se, respectivamente, à
COMPRA, MANUTENÇÃO E VENDA. Dentre os termos usados encontram-se também
REDUCE, que geralmente equivale à VENDA, e
Outra forma bastante utilizada, principalmente também FULLY VALUED, muitas vezes usado entre
quando a análise é relativa a um índice de MANUTENÇÃO e VENDA.
mercado ou setor, é a classificação que considera
OUTPERFORM (previsão de desempenho acima do Por fim, uma expressão muito usada, tanto
índice de referência), NEUTRAL ou PEER PERFORM em relatórios de instituições brasileiras como
(em linha) e UNDERPERFORM (expectativa de estrangeiras, é TOP PICK. Ela equivale de certa
desempenho inferior ao indicador em questão). forma, ao FORTE COMPRA, indicando uma ação na
qual o analista mostra uma preferência, geralmente
Utilizando uma metodologia similar, bastante fazendo parte de uma carteira recomendada.

66 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo VII
Como Participar do
Mercado de Capitais

Investindo Coletivamente

Clubes e Fundos de Investimento

Fundos de Investimento

Concentra capitais de vários investidores para


aplicação em uma carteira diversificada de títulos,
valores mobiliários, instrumentos financeiros,
derivativos ou commodities negociadas em bolsas
de mercadorias e futuros. Fundos não têm limitação
de número de cotistas e aceitam aplicações de
pessoas jurídicas.

Veja ao lado a mensagem de Eduardo Glitz – Diretor


da XP Investimentos.

Clubes de Investimento

Também concentram capitais de vários investidores Do ponto de vista prático, não há grandes diferenças
para aplicação em uma carteira diversificada de entre investir num fundo ou num clube. Nos dois
títulos e valores mobiliários, dentro de regras casos, o investidor estará juntando seus recursos
específicas estabelecidas pela CVM e pela aos de outros investidores e delegando a um gestor
BM&FBovespa. Ainda que seja uma pessoa jurídica, autorizado pela CVM a escolha da sua carteira
aparece nas estatísticas da Bolsa como negócio de de ações. E ambos, pelas novas regras, exigem
pessoas físicas. uma carteira com, no mínimo, 67% do patrimônio
investido em ações.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 67


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Principais Diferenças Entre Clubes e Fundos de Investimento

FUNDO DE AÇÕes clube

Aceita aplicações de pessoas jurídica e física É exclusivo para pessoas físicas

Não há limite máximo de cotistas Mínimo 3 cotistas e máximo 50 cotistas

Há obrigatoriedade de patrimônio mínimo Não há obrigatoriedade de patrimônio mínimo

Há limite mínimo de aplicação Não há limite mínimo de aplicação

Não há obrigatoriedade de publicação de


Obrigatoriedade de publicação de balanços
balanços

Não podem ser administrados nem geridos São administrados por Corretoras, Bancos ou
pelos próprios sócios e sim por empresas DTVM mas podem ser geridos pelos próprios
especializadas cotistas.

Principais Vantagens ao Investir em Fundos de Investimento

• Investidores compram cotas de uma carteira de • Proporciona ganhos em escala;


investimentos;
• Há redução de custos;
• Demanda menos tempo;
• Facilita a diversificação.
• É gerido por especialistas no assunto;

Exemplo de Fundo de Investimento

XP Investor Fundo de Investimento em Ações (FIA)

Este fundo, gerido pela XP Administradora de Política de investimento: A gestão do XP Investor


Recursos e distribuído pela XP Investimentos, tem não procura fazer market timing, mas investir em
como objetivo superar o retorno do Ibovespa, sem empresas escolhidas após profundo trabalho de
necessariamente acompanhá-lo, proporcionando análise fundamentalista desenvolvida internamente.
rentabilidade de longo prazo aos cotistas. O conceito é utilizar a bolsa de valores como

68 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

um instrumento para adquirir participação nas c) alinhamento de interesses entre controladores e


empresas destacadas. A gestão do fundo procura minoritários;
oportunidades de criação de valor para os cotistas,
com horizonte de investimento de longo prazo e d) remuneração dos executivos e alinhamento de
sem o uso de instrumentos de alavancagem ou seus interesses com os sócios da empresa;
derivativos.
e) governança corporativa;
Além da análise quantitativa dos índices financeiros
das empresas, os gestores do fundo utilizam o f) viabilidade e risco dos projetos de expansão da
método do fluxo de caixa descontado para precificar empresa;
as ações.
g) risco de influência política ou de órgãos
Também são avaliados os aspectos qualitativos das regulatórios;
empresas, entre os quais se destacam:
h) importância dada pela empresa à disciplina
a) análise do setor, suas barreiras de entrada e financeira.
potencial de crescimento;
Observe no gráfico a seguir a rentabilidade
b) poder de barganha da empresa com fornecedores comparativa acumulada com o Ibovespa:
e clientes;

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 69


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Estrutura e Funções Dentro dos Fundos de Investimentos

Veja no quadro abaixo quem são e quais as atribuições de todos os participantes nos fundos de investimentos.

PARTICIPANTE FUNÇÃO EXEMPLO XP

Responsável pelo funcionamento do fundo.


Administrador Controla todos os prestadores de serviço, e
defende os interesses dos cotistas

Responsável pela compra e venda dos ativos do


Gestor fundo (gestão) segundo objetivos e política de
investimento estabelecida no regulamento.

Custodiante Responsável pela "guarda" dos ativos do fundo.

Distribuidor Responsável pela venda das cotas do fundo.

Responsável por fiscalizar se o fundo está de


Auditoria
acordo com as normals legais de operação.

Este é você. Grande ou pequeno investidor.


Ao aplicarem um fundo, todos recebem o
Cotista
mesmo tratamento e têm os mesmo direitos,
independente do valor aplicado.

XP Gestão – Alguns Prêmios e Destaques

70 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Invista em Fundos de Ações

• Faça uma poupança de longo prazo em um bom • No curto prazo as ações estão expostas a
fundo de ações; movimentos especulativos mas com o tempo
os bons fundamentos prevalecem e o preço das
• Comece o quanto antes. O horizonte de tempo ações refletem o desempenho das empresas.
é essencial e tem um efeito muito grande sobre
seus investimentos; Observe nesta simulação a importância do longo
prazo e da realização de aportes mensais:

Fundos de Investimento Imobiliário – FII’s

Operar no mercado imobiliário é muito mais do


que comprar e vender apartamentos, casas, salas
comerciais, terrenos, etc. Agora iremos apresentar
a você uma das mais interessantes alternativas de
investimentos em imóveis – os Fundos Imobiliários.

Assista no vídeo a explicação de Sílvio Paulo Hilgert


– Diretor Acadêmico da XP Educação.

Perspectivas para o Setor Imobiliário no Brasil

Brasil tem Condições Demográficas Favoráveis e • O número de famílias brasileiras em 20014


o segmento imobiliário deverá crescer muitos nos era de 62 milhões, com uma população de
próximos anos, principalmente considerando: 202,7 milhões. A estimativa é que, em 2030,
o número de famílias atinja 95,5 milhões,
Taxa de Crescimento da População correspondendo a 233,6 milhões de pessoas;

• À medida que a população cresce, aumenta • Este crescimento corresponde a uma formação
a demanda por habitações e espaços média anual de aproximadamente 1,5 milhões
empresariais; de novas famílias.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 71


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Parcela de Jovens da População • A expectativa, em 2030, é que esse número


seja reduzido para 2,5 pessoas, fazendo com
• O percentual de jovens (15 a 29 anos) na que a demanda por novas moradias aumente
população brasileira é bastante elevado; a uma taxa maior que a do crescimento
populacional simples.
• Em 2010, aproximadamente 56 milhões de
pessoas se encontravam nessa faixa de idade, Expansão da Renda Familiar
o que representava 29% da população de
acordo com o IBGE; • A recente estabilidade macroeconômica do
Brasil teve um impacto positivo sobre vários
• À medida que a parcela jovem da população indicadores socioeconômicos, resultando
envelhece há um aumento da demanda por na diminuição da desigualdade social e no
moradias; aumento do poder de compra;

• Em 2030, o Brasil deverá ter aproximadamente • O crescimento do salário mínimo real demonstra
51,1% de sua população com idade entre 25 o aumento da renda dos brasileiros.
e 59 anos, segundo dados do IBGE, faixa com
alto potencial de aquisição de imóveis. Programas Governamentais de Incentivo ao
Crescimento do Setor
Redução do Número de Pessoas por Moradia
• Programa Minha Casa, Minha Vida;
• O número médio de pessoas por moradia vem
decrescendo no país; • Redução do IPI para Materiais de Construção;

• Em 2010, o número atingiu 3,4 pessoas por • Ampliação da Concessão de Crédito


domicílio particular; Imobiliário.

O que é Fundo Imobiliário?

• O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) é • Do patrimônio de um fundo, podem participar


um veículo de investimento em imóveis com o um ou mais imóveis, parte de imóveis, direitos
objetivo de conseguir retorno pela exploração a eles relativos, entre outras opções;
de locação, arrendamento, venda do imóvel e
demais atividades do setor imobiliário; • Na maior parte dos FII´s o investimento se
resume a comprar um imóvel para receber
a renda do aluguel e se aproveitar da
valorização.

Mecânica de Distribuição de Resultados

• Os FII’s ao final do período determinado em • Assim, ao final de cada período o investidor


seu regulamento (em geral, ao final do mês) recebe o rendimento como se fosse o aluguel;
apuram o resultado que deve ser distribuído
aos quotistas; • A valorização do imóvel corresponde à
valorização da quota, ou seja, ao ganho de
• Por determinação legal, os FII’s devem distribuir capital observado por meio da cotação que
pelo menos 95% de todo lucro que auferir no evolui no mercado.
mês;

72 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Retorno Sobre o Investimento

• Há duas variáveis a serem acompanhadas para


avaliar a rentabilidade dos FII’s: Rendimentos
pagos e Evolução da cota.

Rendimentos Pagos

• É a medida de quanto o fundo está rendendo


em termos de distribuição de proventos ao
investidor em relação ao preço da cota – retorno
sobre o preço.

Evolução da Cota

• É a medida de evolução de preço, da mesma


forma que se calcula a rentabilidade de ações.

Tributação – IR sobre FII’s

Observe no quadro comparativo a seguir que o eficiência tributária:


Fundo Imobiliário é um investimento de grande

Imobiliário Renda Fixa Previdência Privada

• Insenção de impostos sovre • Fundos referenciados DI, • Plano Gerador de Benefício


os rendimentos distribuídos CDBs, debêntures, notas Livre (PGBL) e Vida Gerador
mensalmente aos cotistas promissórias, títulos públicos de Benefício Livre (VGBL).
Pessoas Físicas. e outros fundos de renda
fixa.
• Pessoas Jurídicas e demais ALÍQUOTA
PRAZO (dias)
pagam 20% de imposte DO IMPOSTO
sobre os rendimentos
Inferior a 2 35%
ALÍQUOTA
PRAZO (dias)
ALÍQUOTA DO IMPOSTO De 2 a 4 30%
INVESTIDOR
DO IMPOSTO Até 180 0% De 4 a 6 25%

Pessoa Física 0% De 180 a 360 20% De 6 a 8 20%


De 361 a 720 17,5% De 8 a 10 15%
Pessoa
20%
Jurídica Acima de 720 15% Acima de 10 10%

*A valorização das cotas é tributada em 20%

Comparativo entre Fundo Imobiliário e Compra de Imóvel Físico

Simplicidade

• Compra do Imóvel: Investidor precisa se • FII: Por meio do Home Broker o investidor
preocupar com escrituras, certidões, ITBI, negocia as suas quotas sem se preocupar com
locação, vacância, reforma, cobrança, etc. burocracia e dia-a-dia do investimento.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 73


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Liquidez

• Compra do Imóvel: A venda depende de diversas • FII: As quotas são negociadas em bolsa,
variáveis e complicações que tornam a venda mitigando o risco de não se conseguir vender
rápida de um imóvel uma tarefa difícil. o ativo, além de ser livre das complicações
burocráticas.

Custos de Entrada e Saída

• Compra do Imóvel: A média cobrada pelo • FII: O investidor paga apenas R$ 14,70 por
corretor de imóveis para realizar a venda é de 5 ordem ou 0,5% + fixo de corretagem para
a 6% sobre o valor da operação (venda). transacionar suas quotas no mercado.

Fracionamento dos Investimentos

• Compra do Imóvel: A compra de um imóvel • FII: O investimento em FII pode ser fracionado
diretamente implica dificuldades de se dividir em quotas e o investidor pode comprar/vender
o aporte com outros investidores, bem como, mais ou menos de um imóvel, tornando o
realizar venda parcial de imóveis. investimento acessível a mais investidores.

Vantagem Fiscal

• Compra do Imóvel: Os aluguéis provenientes dos • FII: Não há incidência de IR sobre o rendimento
imóveis de propriedade direta são tributados distribuído pelo fundo, o que aumenta o
pelo IRPF. retorno.

Risco

• Compra do Imóvel: A propriedade de um imóvel • FII: O FII investe em grandes empreendimentos,


faz com que o seu proprietário fique exposto com diversificação de inquilinos, não
ao risco de vacância e inadimplência. dependendo da qualidade financeira e presença
de um só inquilino.

Gestão

• Compra do Imóvel: O proprietário de um imóvel • FII: O fundo possui escala de recursos suficiente
de aluguel, em geral, não tem tempo para para contratar profissionais especializados no
observar o dia-a-dia do imóvel e encontrar setor que irão otimizar a rentabilidade.
maneiras de melhorar os seus ganhos.

Qualidade dos Imóveis

• Compra do Imóvel: O investidor fica restrito aos • FII: O FII pelo seu volume tem acesso a grandes
ativos que consegue encontrar e à qualidade empreendimentos de primeira linha, que,
de imóvel correspondente ao montante de que sozinho, o investidor não conseguiria acessar.
tem disponível.

74 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Riscos dos Fundos Imobiliários

O risco desse tipo de investimento recai sobre a cliente que é conhecido como bom pagador também
qualidade do imóvel e a qualidade do locatário. Essa tem risco baixo.
qualidade é medida pelo quão fácil é de se alugar
o espaço a outra pessoa/empresa e se o locatário é • Nesse tipo de fundo, no pior dos casos, vende-se o
bom pagador ou não. imóvel pelo valor de mercado, liquida-se o fundo e
paga-se os investidores, o que reduz drasticamente
Exemplo: um prédio de alto padrão em uma área o risco de perder o montante investido.
nobre de negócios, onde sempre faltam espaços
para alugar, dificilmente terá desvalorização. Um • A cota não pode ser resgatada. A saída do
imóvel com um contrato de longo prazo com o investimento deve ser via mercado.

Fundos Imobiliários x Compra e Venda de Imóveis

Perceba a eficiência em termos de custos de compra e venda dos FII’s em comparação ao imóvel físico:

COMPRA E VENDA DE APARTAMENTO NO RJ COMPRA DE COTAS DE FUNDO IMOBILIÁRIO

Valor de compra do imóvel: R$ 250.000,00 Valor de compra das cotas: R$ 250.000,00

Valor de venda do imóvel: R$ 300.000,00 Valor das cotas do fundo: R$ 300.000,00

Corretagem venda (6%): R$ 18.000,00 Corretagem compra (0,5% + 25,21): R$ 1.275,21

ITBI compra (2%): R$ 5.000,00 Corretagem venda: (0,5% + 25,21): R$ 1.575,21

Total de custos (8%): R$ 23.000,00 Total de custos (1,02%): R$ 2.850,42

Valor líquido na venda: R$ 277.000,00 Valor líquido na venda: R$ 297.149,58

Lucro da operação: R$ 27.000,00 Lucro da operação: R$ 47.149,58

I.R. (15%): R$ 4.050,00 I.R. (20%): R$ 9.429,92

Lucro líquido final: R$ 22.950,00 Lucro líquido final: R$ 37.719,66

Diferença de R$ 14.769,66 – favorável para os Fundos Imobiliários.

Exemplo de FII

Fundo: XP GAIA - FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII

Características: é um fundo imobiliário, constituído • Constituição: 28/6/2011


sob a forma de condomínio fechado, destinado à
aplicação preponderante em CRI podendo ainda • Administrador: Citibank S.A.
investir em LCI e LH.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 75


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Observe o desempenho do Fundo Imobiliário XP Gaia:

INVESTINDO INDIVIDUALMENTE

Mercado a Vista - Ações

Uma operação à vista é a compra ou venda de


uma determinada quantidade de ações a um
preço estabelecido em pregão. Assim, quando há
a realização de um negócio, ao comprador cabe
dispender o valor financeiro envolvido na operação
e ao vendedor a entrega dos títulos-objeto da
transação, nos prazos estabelecidos pela bolsa de
valores. Se a negociação se dá num dia D, tem-se.

• Liquidação Física: em D + 3, a corretora do D + 5 a D + 7: prazo para a corretora do comprador


vendedor entrega as ações. recomprar as ações em pregão; valor debitado à
corretora do vendedor.
• Liquidação Financeira: em D + 3, a corretora do
comprador paga o valor e recebe as ações. D + 8: prazo final para a corretora compradora
confirmar a execução de recompra.
Em caso de não-liquidação:
D + 9 : se a recompra não se realizar, reverter a
D + 3 e D + 4: entregas com atraso (paga multa). operação.

D + 5: a bolsa autoriza corretora do comprador Nota: Diferenças de preços debitada à corretora do


recomprar a ação. vendedor.

Mercado Futuro – BM&F

O que é um Contrato Futuro?

Contrato futuro é um acordo de intenções no qual


as partes envolvidas se comprometem a comprar
ou vender determinado ativo para liquidação física
ou financeira, em data futura, mas a um preço
estabelecido hoje.

Assista o vídeo do analista Tito Gusmão e saiba


mais sobre este fascinante mercado:

76 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

É difícil afirmar há quanto tempo existem de comprar ou vender, numa data futura, um
derivativos. Apesar de ser um termo relativamente determinado ativo que pode ser mercadorias
novo, existem evidências de que desde meados do (commodities), moedas ou instrumentos
século 19 a famosa Bolsa de Mercadorias de Chicago financeiros, por um valor que é fixado no momento
(EUA) já negociava contratos futuros de produtos da negociação. Como os contratos são padronizados,
agrícolas. Contrato futuro é uma das classes de existe a intercambialidade de posições, ou seja, o
derivativos. Além deles, existem os swaps (troca, compromisso assumido com uma contraparte poderá
em inglês), opções e contratos a termo, que são ser encerrado com qualquer outra contraparte, sem
uma variação dos futuros. a imposição de vínculo bilateral.

Para entender melhor como funciona na prática,


imagine se a pessoa "A" compra em Outubro de O que é Commodity?
2014 um contrato futuro de soja, com vencimento
em julho de 2015 ao preço de R$ 30,00 por saca. 1) Bem primário em estado bruto, produzido
Imagine que em julho, data da liquidação do contrato, em escala mundial e com características físicas
a soja esteja sendo negociada no mercado à vista homogêneas (café, açúcar, soja, algodão etc.)
por R$ 35,00 a saca. Neste caso, o comprador cujo preço é determinado pela oferta e procura
receberá R$ 5,00 por saca, que é a diferença entre internacional;
o preço que ele comprou e o preço no mercado no
dia do vencimento. 2) Mercadoria de importância internacional,
com pequeno grau de beneficiamento ou
No nosso exemplo, houve valorização do ativo, mas industrialização (carne, ouro etc);
poderia ter ocorrido uma desvalorização e daí, uma
correção para baixo. 3) Qualquer bem, direito, obrigação ou indicador
sobre o qual baseia-se um contrato futuro.
Para evitar que sejam realizados os acertos financeiros
apenas no vencimento, as Bolsas introduziram os Ajuste Diário de Posições
ajustes diários, que servem para quem compra e
quem vende receber diariamente créditos ou débitos Num contrato futuro, ambas as partes têm a
referentes às diferenças dos preços. obrigação de honrar o negócio, por isso não há
prêmio a ser pago ou recebido. O que existe é a
Além disto, para minimizar risco de inadimplência por exigência de um depósito de margem inicial de
conta das oscilações entre preços pré-acordados e ambas as partes a fim de evitar o risco do não
os praticados no mercado à vista, existe um sistema cumprimento do acordo. Se, ao final do dia, a
de margens de garantia que, no Brasil, é feito pela operação estiver tendo prejuízo, a BMFBOVESPA
câmara de compensação da BM&F BOVESPA. exigirá uma margem adicional. No caso da
estratégia fechar o dia em território positivo, o
Mercado Futuro resultado do ajuste diário será creditado. Através
desse mecanismo, tanto a conta do comprador
É o mercado no qual são negociados contratos que quanto a do vendedor do contrato serão ajustadas
estipulam que as partes tenham o compromisso diariamente (creditada ou debitada).

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 77


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Hedger

É uma estratégia de proteção financeira usada para de perdas futuras. O investidor, neste caso é um
minimizar ou até mesmo eliminar os riscos de um hedger. O hedger não busca ganhos na operação e
investimento durante um determinado período. Um sim proteção de posições.
hedge perfeito é aquele que elimina a possibilidade

Especulador

É aquele que compra ou vende um determinado na expectativa de obter ganhos. Justamente por
ativo com o único objetivo de obter lucro, aceitando o isso, ele é o agente que dá liquidez aos mercados e
risco que o hedger tenta evitar. Portanto, o risco que os torna mais eficientes devido à sua atuação nos
o hedger não quer assumir o especulador assume preços.

Alavancagem

O mercado Futuro permite ao investidor assumir por exemplo, poderá movimentar contratos no valor
posições bem superiores ao seu patrimônio. Isto de até R$ 100.000,00. Esta margem de garantia
chama-se alavancagem. Neste mercado é bastante poderá ser em dinheiro, ações em custódia, CDBs,
expressiva. Alguns ativos exigem depósito de títulos públicos federais ou ouro ativo financeiro.
apenas 8 ou 10% do valor total do contrato. Desta Veja o efeito da alavancagem no exemplo abaixo
forma, se você depositar na corretora R$ 10.000,00, de Boi Gordo:

Exemplo de Contrato Negociado na BM&F

Mini-Indice Futuro Bovespa

Contrato formulado para o pequeno investidor: • Ajustes diários;

• Cada ponto equivale a R$ 0,20; • Margem de garantia fixa (ações, dinheiro ou


CDB);
• O lote mínimo de operação é de 1 contrato;
• Corretagem reduzida/especial (por contrato);
• A cada 1.000 pontos, uma variação de R$
200,00; • Vencimento nos meses pares (na quarta-feira
mais próxima do dia 15).

78 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Meses de Vencimento dos Contratos de Mini-Índice

Exemplo de operação com mini-indice: MÊS DE VENCIMENTO

G - fevereiro
• Compra de 10 contratos de mini-índice a
57.060 pontos. J - abril

M - junho
• Estratégia Altista:
Q - agosto
• A operação será vencedora se o índice ficar
V - outubro
acima de 57.060 pontos.
Z - dezembro
Resultado da operação:

CENÁRIO A: Mercado vai a 57.500 pontos CENÁRIO B: Mercado desce a 56.800 pontos

• Compra a 57.060 e venda a 57.500. • Compra a 57.060 e vendo a 56.800.

• Saldo positivo de 440 pontos. • Saldo negativo de 260 pontos.

Assim: 10 x R$ 0,20 x (440) = R$ 880,00 de lucro. Assim: 10 x R$ 0,20 x (260) = R$ 520,00 de prejuízo.

Índice Futuro Bovespa

• Cada ponto equivale a R$1,00 • Margem de garantia: 15%

• Quantidade mínima: 05 contratos • Corretagem: 0,25% sobre o valor.

• Ajustes de posição: há ajustes diários

Negociação de Contratos Futuros no Home Broker

Através do seu Home Broker o investidor pode bem como realizar compras e vendas.
acompanhar em tempo real os contratos futuros

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 79


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Mercado de Opções

Opções: são contratos negociados nas bolsas de


valores, que concedem a seu titular o direito de
negociar algo em data futura por um preço pré-
determinado.

Assista o vídeo ao lado com o analista Luiz Augusto


Ceravolo (Guto) falando sobre as opções e sua
importância para os investidores:

• A opção de compra – call: garante ao seu titular


o direito de comprar um ativo (ação-base) em pago. O prêmio também será mais alto quanto
data futura por um preço pré-determinado. maior for o risco de furto ou acidente e quanto mais
longo for o período de cobertura de riscos (1 mês,
• A opção de venda – put: garante ao seu titular 1 ano, 2 anos). Ou seja, a compra de uma apólice
o direito de vender um ativo em data futura por de seguro se assemelha à compra de uma opção de
um preço pré-determinado. Ação-base é o ativo venda de um derivativo. O valor pago pelo seguro
da qual a opção é derivada. corresponde ao preço pago pelo segurado para ter
esta "opção de venda", que, no caso das opções
Vamos ilustrar o conceito com um exemplo simples. também é chamado de prêmio que o comprador
Quando você compra uma apólice de seguro de paga para ter um direito de vender um determinado
seu carro a seguradora vende um seguro que ativo a um preço no futuro. Portanto, a apólice de
valerá por determinado prazo e cobra um prêmio seguro é uma forma de derivativo porque seu preço
de seguro. Este prêmio é fixado pela seguradora depende do valor do objeto segurado e das outras
tomando-se em conta o valor do ativo-objeto (no variáveis (risco de furto, acidente, etc..) e caso
caso, seu carro). Quanto mais alto o preço do seu o veículo segurado tenha um sinistro, o detentor
carro, mais alta será a indenização exigida por você da apólice tem o direito de acionar a seguradora e
(comprador) e consequentemente o valor do prêmio receber o valor segurado.

Vencimento das Opções

As opções, ao contrário das ações, têm um prazo exercício. Essa data corresponde ao prazo final para
para negociação. O prazo final para negociação é exercício da opção. Após essa data, as opções não
conhecido como data de vencimento ou data de exercidas perdem o seu valor.

Exercício de opções

O exercício da opção é dado no momento em que exercícios acontecem mensalmente, na terceira


o investidor opta por negociar a ação sobre a qual segunda-feira do mês.
possui uma opção, pelo preço especificado. Os

Preço de Exercício e Prêmio

O preço especificado no contrato, que corresponde


ao valor a ser pago pelo ativo caso a opção seja
exercida, é conhecido como preço de exercício. O
valor pelo qual a opção é negociada (a cotação da
opção) é chamado de prêmio.

80 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Comprador e Lançador

Há duas pontas em cada contrato de opção. Numa específica de um ativo até determinada data pelo
delas o investidor assume a posição comprada, ou preço estabelecido.
seja, compra a opção (este é chamado de titular);
na outra está o lançador, que assume a posição Na prática, o comprador da opção de compra toma o risco, já
vendida (isto é, vende ou lança a opção). que se o valor da opção não superar o preço do ativo-base
na data do vencimento da opção, esta perde o seu valor.
O investidor que compra a opção de compra garante
o direito de comprar o ativo até determinada data O lançador, por sua vez, toma uma posição defensiva,
por certo preço, enquanto o lançador (vendedor) ou seja, garante a venda do ativo a determinado
de uma opção de compra recebe o dinheiro do preço, e lucra o valor do prêmio da opção caso o
prêmio, mas se compromete a vender a quantidade preço da ação-base apresente queda.

Exemplo de uma opção:

Códigos de Negociação de Opções de Compra

Tabela do código alfabético para o mês de vencimento:

MÊS DE VENCIMENTO Opções de compra

Janeiro A

Fevereiro B

Março C

Abril D

Maio E

Junho F

Julho G

Agosto H

Setembro I

Outubro J

Novembro K

Dezembro L

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 81


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Risco do Titular (comprador) da Opção de Compra

O risco do titular de uma opção está limitado ao No caso das opções de compra, se o titular permanecer
valor pago pelas opções (o prêmio). No entanto, de posse da opção até o vencimento e, nessa data,
é necessário que o investidor esteja consciente o preço à vista da ação estiver abaixo do preço de
de que ele poderá perder até a totalidade de seu exercício, ele não a exercerá (não seria vantajoso
investimento se o comportamento do preço à vista, comprar as ações por um preço maior do que o do
após a aquisição das opções e até o seu vencimento, mercado), nem tampouco conseguirá transferi-la para
não for favorável à sua posição (as opções são outro investidor. No jargão do mercado, a opção terá
válidas AP enas por determinado período, ao final “virado pó” e o investidor terá perdido integralmente
do qual expiram). a quantia que gastou para adquiri-la.

Risco na Venda a Descoberto (lançamento) de Opções de Compra

O lançamento de opções de compra a descoberto, A partir do momento em que a diferença entre o


ou seja, o recebimento de uma quantia em dinheiro preço à vista e o de exercício for maior que o prêmio
(o prêmio) para assumir o compromisso de vender recebido, o lançador estará incorrendo em prejuízo,
ações, que o investidor não possui, é uma estratégia o qual aumentará de acordo com a valorização da
que envolve um elevado grau de risco. cotação à vista.

O titular dessa opção (o investidor que pagou o Outro aspecto a ser considerado nessa estratégia
prêmio para o lançador assumir o compromisso) é que, durante toda a vigência de sua posição, o
somente vai exercê-la se isso for interessante para lançador descoberto estará obrigado a depositar
ele, ou seja, se o preço à vista do papel for superior garantias para cobrir os prejuízos potenciais da
ao preço de exercício da opção. Para o lançador, isso operação, cujo valor é calculado diariamente.
significa que ele será obrigado a adquirir as ações
no mercado à vista para entregá-las pelo preço de A venda de ações a descoberto, ou seja, sem
exercício. posição em custódia, não é permitida através do
sistema home broker.

82 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Estratégia de Financiamento com opções - Venda de Opções de Compra Coberta

Diz-se que uma opção é coberta quando o lançador para um valor igual ao preço à vista da ação-objeto,
deposita, em garantia, a totalidade das ações- menos o prêmio recebido.
objeto a que se refere a opção lançada. O objetivo
básico do lançamento é obter um retorno maior Com o mercado em baixa, o lançador coberto se
do que aquele que seria seguido com a simples protege até o ponto em que o preço à vista da
posse ou venda imediata das ações. Coberto o ação-objeto for igual ao preço que ele pagou por
lançamento, o aplicador reclassifica o seu nível ela, menos o valor do prêmio recebido. Somente a
de risco, deslocando o seu ponto teórico de venda partir desse ponto é que incorrerá em prejuízo.

Mercado a Termo

O que é uma Operação a Termo?

Operar a termo é comprar ou vender uma


determinada quantidade de ações, a um preço
fixado, para liquidação em prazo determinado,
a contar da data de sua realização em pregão,
resultando em um contrato entre as partes.

Todas as ações negociáveis na Bovespa podem ser


objetos de um contrato a termo.

Veja o vídeo ao lado com o especialista Caio Perez


falando sobre o tema:

Preço do Termo

O preço a termo de uma ação resulta da adição, livremente em mercado, em função do prazo do
ao valor cotado no mercado à vista, de uma contrato.
parcela correspondente aos juros, que são fixados

Garantias da Operação

A transação a termo requer um depósito de garantia A CBLC avalia a volatilidade e a liquidez das ações
na CBLC. O agente de compensação e a corretora, e as condições gerais das empresas emissoras,
responsáveis pela operação a termo, poderão classificando os papéis em diferentes intervalos
solicitar de seus clientes o depósito de garantias de margem. Como regra geral, os papéis com maior
adicionais àquelas exigidas pela CBLC. Essa garantia liquidez e menor volatilidade enquadram-se nos
é prestada em forma de margem. Essa margem menores intervalos de margem.
pode ser em dinheiro ou em títulos que constem da
relação específica publicada periodicamente pela Sempre que ocorrer redução no valor de garantia
Bolsa de Valores como ações, CDBs ou Títulos do do contrato, decorrente de oscilação na cotação dos
Tesouro Nacional. títulos depositados como margem e/ou dos títulos-
objeto da negociação, será necessário o reforço da
garantia inicial.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 83


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Vantagens de Operar a Termo

Os direitos e proventos distribuídos às ações-objeto


do contrato a termo pertencem ao comprador.
As principais vantagens desse tipo de operação
consistem em permitir ao investidor proteger
preços de compra, diversificar riscos, obter recursos
e alavancar seus ganhos.

Rentabilidade do Termo

O termo é uma operação de financiamento: o garante a lucratividade do vendido com o depósito


vendido no termo se assegura de uma renda sobre da margem.
a compra que financiou, e o comprado no termo
As taxas de financiamento acompanham
normalmente, as demais taxas do mercado
financeiro. Os financiadores sentem-se atraídos
pelo termo em face da possibilidade da liquidação
antecipada, caso em que terão um ganho marginal
potencialmente elevado; os financiados, em casos
de alta ou baixa pronunciadas, se interessarão em
antecipar a liquidação, para reciclar seu capital ou
parar de perder na ponta de baixa.

Liquidação do Termo

A liquidação de uma operação a termo, no A rolagem de um contrato a termo deverá ser feita
vencimento do contrato ou antecipadamente, se 3 dias antes da data de vencimento do mesmo.
assim o comprador o desejar, implica a entrega
dos títulos pelo vendedor e o pagamento do preço Essa liquidação é realizada na CBLC sob sua
estipulado no contrato pelo comprador. garantia, fiscalização e controle, o que assegura o
cumprimento dos compromissos, de acordo com o
A venda do papel comprado a termo só poderá ser que as partes envolvidas estipularam em pregão.
feita em d+4 (quatro dias úteis após a contratação
do termo) devido à necessidade de se esperar a Exemplo de operação a termo - oportunidade
liquidação da compra do termo. gráfica por cruzamento de médias móveis:

84 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Aluguel de Ações

Assim como quando se aluga uma casa ou um


automóvel, também no mercado acionário existe
a possibilidade de utilizar temporariamente a
propriedade de outros. Para quem está de posse
das ações e não pretende vendê-las no curto prazo,
isso pode representar uma fonte adicional de
receitas.

A operação é simples: através de uma corretora


se pode oferecer o aluguel de ações que estão • Doador: é aquele que é proprietário das ações
em poder do investidor. Do outro lado estão que estão sendo alugadas.
investidores que já assumiram posições vendidas
nestas ações e precisam dos papéis. Para tal, estão O tomador do aluguel estará com o ativo disponível
dispostos a pagar um preço. em sua carteira, durante o período de vigência do
contrato. Analogamente, o doador fica com o ativo
• Tomador: é aquele que demanda um empréstimo indisponível e não pode vendê-lo durante o período
de ações que não lhe pertence. do aluguel.

Vantagens para o Doador

Alugar ações pode ser uma excelente oportunidade locatário não pode negociar a propriedade, se encerra,
para alavancar ganhos de investidores com ele recebe o imóvel de volta. Caso queira vender após
perspectivas de longo prazo. o fim do contrato, estará sujeito às condições de
mercado. O mesmo ocorre no aluguel de ações.
A operação pode ser comparada, por exemplo,
com o aluguel de um apartamento. Ao alugar um Importante: Se o papel subir ou pagar proventos
apartamento de sua propriedade, o locatário fecha no período, é o proprietário, ou doador, que recebe
um contrato por tempo determinado e por um valor estes benefícios, obviamente correndo o risco no
definido. Quando o período de aluguel, no qual o caso das ações caírem.

Vantagens para quem Toma Emprestado (tomador)

Quem toma emprestado, após fazer o depósito de d) cobertura no lançamento de opções de compra.
garantias na CBLC, obtém títulos que facilitam a
montagem de várias estratégias operacionais, tais
como:

a) tomar uma ação emprestada e vendê-la à vista,


utilizando os recursos recebidos para comprar uma
outra ação que julgue estar abaixo do preço justo;

b) usar a ação emprestada para liquidar uma


operação de venda à vista,

c) garantia de operações em mercados de liquidação


futura,

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 85


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Riscos e Garantias

Embora o dono das ações continue correndo o


risco de qualquer variação do papel, a operação de
aluguel em si tem risco muito baixo para ele. A CBLC
(Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia) age
como reguladora da operação, exigindo garantia
para quem toma as ações emprestadas.

Para estes investidores, os tomadores, a CBLC exige


uma garantia que, em geral, fica em torno de 100%
do valor do aluguel mais um intervalo de margem
determinado pela própria reguladora, que deve
estar disponível quando a operação é fechada.
A garantia não precisa necessariamente ser em
Assim, como no mercado futuro, as margens são dinheiro. A CBLC aceita também outros ativos
ajustadas diariamente, de forma a proporcionar financeiros, entre os quais títulos públicos federais,
a garantia adequada. A margem varia de acordo ouro ativo financeiro, ações que compõem o
com fatores de risco, em geral ficando entre 10% Ibovespa, títulos privados, títulos da dívida externa,
e 30%. cartas de fiança bancária e seguros de crédito.

Remuneração e Custos

O custo do aluguel, equivalente a uma taxa de juros com o pagamento dos juros ocorrendo no primeiro dia
cobrada pelo período, varia de acordo com o mercado. útil após o encerramento do contrato.
Embora patamares em torno de 4% a 6% ao ano sejam
comuns, níveis abaixo ou acima podem ser registrados, As corretoras, que fazem a intermediação entre
dependendo do equilíbrio entre oferta e demanda, ou os clientes e a CBLC, também podem estabelecer
seja, entre ações disponíveis para aluguel e ações taxas sobre a operação no aluguel de ações. Embora
demandadas para aluguel. Esta taxa é expressa não exista uma padronização entre as corretoras,
em base anual e calculada pró-rata de acordo com o níveis próximos a 0,5% do valor total do aluguel
período definido, que pode variar, a partir de um dia. sejam comuns. A CBLC cobra uma taxa de registro
Vale lembrar que o prazo mais comum é de 30 dias, de 0,25% do tomador.

Modalidades e Valores

Existem dois tipos de operação de aluguel. ser realizada uma consulta com a corretora.

• a) Aluguel reversível, onde o tomador pode Para estas operações, que são sempre realizadas
encerrar a operação a partir da data de reversão através da mesa da corretora, é necessário, além de
estipulada no contrato. ter as ações em carteira pelo período do aluguel, ter
também um contrato de aluguel de ações em dia.
• b) Aluguel não reversível, onde o tomador fica
obrigado a manter a posição até o final do
contrato.

Não existem valores máximos ou mínimos, embora


a maioria das corretoras evite trabalhar com
operações abaixo de R$ 10 mil ou R$ 15 mil, em
função dos custos operacionais envolvidos. Deve

86 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Banco de Títulos BTC

O Banco de Títulos CBLC (BTC) é um serviço por do emolumento da CBLC. A taxa do aluguel é
meio do qual investidores disponibilizam títulos livremente pactuada entre as partes.
para empréstimos e os interessados os tomam
mediante aporte de garantias. O acesso ao serviço Veja neste exemplo, através do gráfico, uma
do BTC se dá por meio de um sistema eletrônico, oportunidade de venda de ativo para futura
e o tomador paga uma taxa ao doador, acrescida recompra com ganhos.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 87


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

módulo VIII
Estratégias
Operacionais

A Importância da Estratégia

As emoções fazem parte dos mercados de risco Acompanhe no vídeo ao lado o analista Marcos
e podem aumentar ou diminuir, tanto quanto o Moore falando sobre a importância das estratégias
investidor permita. Lidar dessa forma com o dinheiro e como montar uma boa estratégia.
gera uma inversão muito rápida de sentimentos e
pensamentos, muito acima do nível a que estamos
biologicamente acostumados a aceitar como normal.
Controlar o lado emocional é uma das tarefas mais
difíceis e, talvez, um dos principais motivos pelo
qual perde-se dinheiro nesse mercado. Muitos
investidores convivem com fortes emoções e
passam por essas sensações até que desenvolvam
suas próprias regras e estratégias de investimento.
A disciplina e boa estratégia são as melhores armas
para enfrentar essa volatilidade nos seus sentidos.

Muitos Não Sabem o que Fazem

Tanto a TV, quanto as revistas, sites, jornais, investidor, já dentro de uma posição, tem a razão
analistas, corretoras, entre outros, apresentam bloqueada pela emoção e não consegue tomar uma
apenas ideias do que é mais provável que aconteça atitude consciente para proteger seu capital. Pode
futuramente com o mercado. Essas ideias vão se acontecer tanto durante uma queda, como numa
misturando e formando uma nuvem que envolve o alta.
investidor indeciso, não levando-o a lugar algum.
Desta forma, os mesmos começam a achar, tentam Principais motivos que levam as pessoas a perderem
adivinhar, baseiam-se em sentimentos, seguem dinheiro nas Bolsas:
amigos, buscam dicas e adoram previsões.
• Não utilizar o stop de proteção;
O efeito paralisante é uma das piores sensações
a que pode-se experimentar. Ocorre quando o • Não estar seguro do motivo da compra;

88 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

• Não ter em mente o prazo para essa aplicação, • Estar investindo com um grau de risco alto;
ou seja, curto, médio ou longo;
• Não ter um plano de ação, ou seja, não saber
• Não olhar o mercado de forma ampla, tomando exatamente onde sair do mercado e qual é o
decisões precipitadas; objetivo a ser buscado;

• Estar aplicando uma parte muito grande do seu • Deixar que suas emoções se envolvam na
capital; operação.

A Importância da Estratégia

Ganhar dinheiro no mercado de ações é algo Um pequeno prejuízo gera a esperança de que,
fantástico! Os primeiros ganhos, então, são com uma tacada maior, poderá ser recuperado
melhores ainda! A sensação é de independência todo o capital. Então, o prejuízo se repete e entra
total, entre muitas outras. É algo como se a “emoção negativa” por ter pedido duas vezes
tivéssemos descoberto o mapa da mina. Logo se seguidas. Novamente, aumenta a posição, por
questiona: Por que não iniciei antes? acreditar que agora “tem que dar certo”. E lá se vão
alguns milhares de reais. Daí a importância de se
O investidor empolgado arrisca-se mais do que ter uma boa estratégia.
deve, abre mão dos dispositivos de segurança,
como o stop, e parte para o ataque. Até que, então, Uma boa estratégia precisa: eliminar a percepção do
tem seu primeiro prejuízo, relativamente modesto, dia-a-dia, permitir a compra e venda de ativos pelos
mas, lá está ele, acontecendo de verdade. motivos certos e ser uma rastreadora de tendências.

Tendências

Os investidores tentam lucrar com mudanças nos Uma tendência se manifesta quando os preços
preços: comprando na baixa e vendendo na alta, continuam subindo ou descendo ao longo do tempo.
vendendo à descoberto na alta e cobrindo na baixa. Nas tendências de alta, cada subida do mercado
Olhando rapidamente alguns gráficos, é possível atinge um ponto mais alto do que o anterior e cada
notar que os mercados definem tendências. declínio para em ponto mais alto que o precedente.
Nas tendências de baixa, cada declínio cai para um
Um dos objetivos da análise técnica é identificar ponto mais baixo do que o anterior e cada subida
as tendências nos seus primeiros estágios, para cessa em nível mais baixo do que o precedente.
recomendar operações que se beneficiem desses
movimentos. Há um corolário à premissa de que os Uma tendência, dependendo da direção, pode ser
preços se movem em tendências: uma tendência de alta, de baixa ou lateral (indefinida).
em curso tem maiores possibilidades de continuar
do que de reverter, exatamente como enuncia Portanto, por definição, uma sequência de fundos e
o princípio da inércia, estabelecido por Isaac topos mais baixos que os antecedentes forma uma
Newton. Pode-se também dizer que uma tendência tendência de baixa. Por analogia, uma sequência
continuará na mesma direção até que reverta. de topos e fundos mais altos que os antecedentes
Parece uma coisa óbvia, mas a tarefa da análise define uma tendência de alta, conforme mostrado
técnica é identificar a existência de uma tendência nas figuras.
e perceber os sinais de sua reversão.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 89


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Tendência de Baixa:

Tendência de Alta:

Quando em tendência, os indicadores caminham ativo sobem ou caem com certo padrão. Os preços
em uma direção definida, podendo ser duradouros de um ativo não ficam sempre nos mesmos níveis.
ou não. Em uma abordagem mais objetiva, pode- Portanto, é preciso monitorar os preços.
se notar que em prazos maiores os preços de um

90 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Por que Monitorar Preços?

• Se os preços começam a subir é por que o


coletivo está comprando.

• Se os preços começam a cair é por que o coletivo


está vendendo.

Assista o vídeo abaixo e perceba como o mercado


cria tendências e os investidores seguem uns aos
outros, confirmando as altas e baixas. Este vídeo é
um trecho do filme “Um Bom Ano” de Ridley Scott.

Conclusão:

É preciso encontrar um modelo que elimine a de compra e pontos de venda, permita monitorar
percepção do dia-a-dia, que determine pontos preços e detectar tendências.

Médias Móveis

A média móvel é um dos rastreadores mais


versáteis, sendo amplamente utilizado, dentre
os analistas técnicos. Mas, isso tem um motivo,
baseia-se no fato dele ser bastante simples e útil.
Existem diversos tipos de médias como aritmética
(ou simples), exponencial, ponderada, Welles MMA: média móvel aritmética de N dias.
Wilder, etc. Contudo, o foco será em apenas duas: a
aritmética e a exponencial. PFN: preço de fechamento do dia N.

A média móvel aritmética (MMA) representa o valor Na fórmula acima, PF representa os diferentes
médio, normalmente dos preços de fechamento, preços, enquanto que N é a janela de tempo sobre
em um período de tempo. a qual se constrói a média. O parâmetro N é muito

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 91


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

importante quando trabalhamos com médias móveis às variações de preços.


na análise gráfica, pois é a variável ajustada para
obter melhores resultados. Modificando seu valor, Quando a média móvel traçada encontra-se abaixo do
a média irá responder mais ou menos rapidamente gráfico de candles, caracteriza-se o mercado de alta.

Quando esta média traçada encontrar-se acima dos candles no gráfico, o mercado é dito de baixa.

Quando se horizontalizam e os candles do gráfico em desenvolvimento lateral ou mercado “de lado”.


se alternam acima ou abaixo, o mercado é chamado

A palavra móvel está presente pelo fato de que 20 cotações é excluída do cálculo, enquanto que a
quando uma cotação entra no cálculo outra cotação mais recente entra. Assim, a média ”movimenta-se”
sai. Por exemplo, quando se usa uma média de 20 através do gráfico.
barras e surge uma nova cotação a última dessas

92 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Uma média móvel suaviza as flutuações nos preços A seguir tem-se a fórmula da média móvel
e apresenta claramente a tendência subjacente. exponencial (MME). O preço representa o
Apresenta resultados muito positivos em mercados fechamento do dia de hoje e MMEontem é o valor
com tendências definidas. anterior da média móvel exponencial e K é uma
variável dependente do período N como pode ser
Um sinal de compra é dado quando o preço do visto.
fechamento cruza a média móvel de baixo para
cima, devendo a posição comprada ser mantida
enquanto os preços se mantiverem acima da média
móvel. O contrário é válido para a venda. Para uma
confirmação adicional do sinal de compra ou de
venda, é comum que se espere até que a média
móvel comece a se movimentar na direção em que
ocorreu o cruzamento.

O uso de uma média de curto prazo faz com que Ao contrário da média simples, na exponencial
os preços de fechamento sejam acompanhados de os dados mais novos possuem uma importância
perto, ocorrendo desta forma vários cruzamentos. superior. Além disso, os valores mais antigos não
Este maior número de cruzamentos pode ser são diretamente descartados quando passam a
positivo ou negativo para o investidor já que, constar fora da janela de cálculo. Eles mantêm uma
se por um lado a defasagem com que o sinal é participação no valor da média exponencial que vai
dado é diminuída sensivelmente, por outro lado, ficando cada vez menor com o tempo.
serão geradas um maior número de operações
(maior corretagem) e um maior número de sinais Seja qual for o tipo de média que se utilize, o que
falsos devido a movimentos de curtíssimo prazo realmente importa é a direção de sua inclinação.
em sentido contrário ao da tendência (correções Quando sobe, indica otimismo do mercado, com
técnicas). A grande proeza está então, na uma possível alta. Quando ela desce, o inverso é
determinação do número de dias para que uma verdadeiro. O único detalhe a se observar é: se o
média móvel seja suficientemente sensível para mercado está mais altista do que antes, os preços
que os sinais não sejam muito defasados, mas sobem acima da média móvel e, quando está mais
suficientemente insensível a ponto das correções baixista do que antes, os preços caem abaixo da
técnicas não tirarem o investidor do mercado. MM.

Estratégias com Médias Móveis

Como observado anteriormente, as duas médias Na prática, o investidor irá comprar um determinado
tem características distintas, sendo uma melhor ativo quando a Média Móvel Exponencial (MME)
para um período e a outra melhor para o outro, cruzar para cima a Média Móvel Aritmética (MMA).
portanto, utiliza-se a combinação das duas, uma Esse cruzamento pode nos indicar o início de uma
média mais longa e menos sensível às pequenas tendência, que pode se confirmar ou não. Se a
correções para definir a tendência; e uma mais expectativa de alta não se confirmar, é importante
curta, para caracterizar melhor o comportamento ter um plano B, o stop. O investidor inteligente
do mercado. deve especular, mas nunca torcer.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 93


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

O cruzamento de médias móveis, quando os preços Da mesma forma, o investidor pode tomar decisões
de curto prazo estiverem acima de uma média de venda de ativos, ou stop de compra, quando
histórica, revela que existem investidores dispostos a média exponencial cruzar para baixo a média
a pagar mais do que o mercado até então dava aritmética. Vender nesse cruzamento é uma
como justo. A compra neste ponto é interessante, possível saída do mercado antes de uma tendência
pois pode iniciar ali uma grande alta. de queda.

Por que Acreditar nas Médias Móveis?

Porque no longo prazo o mercado segue Quando a tendência se confirma há possibilidade


tendências. de altos ganhos

• Porque é possível verificar se as pessoas estão • Porque não se faz previsões!


comprando mais ou vendendo mais.
Importante: Os pontos de compra e venda não
• Porque sempre compra-se uma boa relação garantem certeza de nada. Apenas indicam a
risco x retorno. tomada de decisão.

Quando a tendência não se confirma reduz-se as


perdas.

Estratégia XP Investimentos com Médias Móveis

• Gráficos diário, semanal e mensal • Por que 9/40?

Cruzamento das médias 9 períodos (exponencial) e Porque os backtestes realizados por vários
40 períodos (aritmética). anos, analisando inúmeros ativos e operações,
demonstraram que estas configurações
apresentaram as melhores performances, em
termos de rentabilidade, para o perfil da maioria
dos clientes da corretora.

94 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Ponto de compra: Sempre que a média exponencial cruzar a média aritmética para cima.

Ponto de venda: Sempre que a média exponencial cruzar a média aritmética para baixo.

Montagem e Gerenciamento de Carteira

Os determinantes na rentabilidade da administração O quadro a seguir, mostra um exemplo de


de uma carteira de ações são a capacidade de acompanhamento e diversificação de carteira com
trading (habilidade para comprar e vender), market base na estratégia das médias móveis. Perceba que
timing (antecipar os movimentos do mercado) nem todas as operações realizadas são vencedoras,
e stock picking (seleção das ações com maior no entanto, suas chances de acertar aumentam
potencial de apreciação). quando se utiliza a estratégia. O importante não é
ganhar sempre e sim, ganhar mais do que se perde,
ao longo do tempo.

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 95


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Perfil do Investidor

A estratégia adotada deve se adaptar perfeitamente devem fazer sentido e estar relacionados com o
ao perfil de cada investidor. As médias móveis mais perfil e a estratégia adotada.
curtas ou mais longas bem como os stops utilizados

Tomada de Decisão

Há grandes diferenças entre investidor disciplinado Portanto, depois das informações obtidas, cabe ao
e investidor indisciplinado. O primeiro segue uma investidor planejar e verificar de quanto dispõe.
estratégia, tem uma visão objetiva do mercado Que nível de motivação pessoal terá para assumir
e opera buscando retorno de acordo com seus um determinado risco. Determinar o momento e a
objetivos. Já o segundo baseia suas decisões em estratégia que irá adotar. Enfim, estar seguro para
impulsos e intuição. tomar a decisão e ingressar seus investimentos em
ações.

96 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Próximos passos/
Nosso diretor Maurício Benvenutti tem um importante recado pra você:

Marque sua aula prática e receba gratuitamente uma avaliação da sua atual carteira de investimentos
bem como uma recomendação para melhorar sua rentabilidade;

Faça gratuitamente seu cadastro na corretora, conheça seu perfil de investidor e tenha acessa a um
mundo de investimentos em Bolsa de Valores, Renda Fixa, Fundos de Investimento, Previdência Privada;

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 97


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Comece a acompanhar o mercado e mantenha-se informado sobre tudo o que está acontecendo;

Participe de cursos mais avançados e palestras. Leia e estude muito sobre o assunto;

Alguns valores estão sempre em alta! Conhecimento é um deles!

98 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Escolha um dos planos abaixo da XP e comece a operar agora mesmo. Não espere mais!

COMPARE OS PLANOS

EXPRESS PRIVATE

Taxa de Corretagem

Via assessor de investimento - Tabela Bovespa

Via Home Broker (por ordem) R$ 14,90* Tabela Bovespa

Via mesa de operações Tabela Bovespa Tabela Bovespa

Taxa de custódia (mensal) R$ 6,90 R$ 14,90

Vantagens XP

Investimento mínimo R$ 10 mil R$ 10 mil

Conteúdo exclusivo do portal Grátis GRÁTIS

Custódia remunerada GRÁTIS GRÁTIS

Desconto nos cursos XP - -

Plataformas e Ferramentas

Home Broker GRÁTIS GRÁTIS

Ferramenta gráfica
GRÁTIS GRÁTIS
profissional

XP Pro GRÁTIS GRÁTIS

XP Mobile GRÁTIS GRÁTIS

Calculadora IR R$ 30,00/mês R$ 30,00/mês

“Investir quando se tem pouca ou nenhuma base de


conhecimento costuma resultar em grandes prejuízos”
(Thomas Stanley, no Milionário Mora ao Lado)

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 99


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Anotações/

100 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Bibliografia/

BREALEY, Richard A.; MYERS, Stewart C. Princípios de Finanças Empresariais. 3. ed. Portugal: McGraw-Hill.

CAVALCANTE, Francisco; MISUMI, Jorge Y.; RUDGE, Luiz Fernando. Mercado de Capitais. O que é, como funciona.

Rio de Janeiro: Elseiver, 2005.

COPELAND, Thomas; KOLLER; TIM; MURRIN, Jack. Avaliação de Empresas. São Paulo: Makron Books, 1999.

DAMODARAN, Aswath. Avaliação de Investimentos: Ferramentas e Técnicas para a Determinação do Valor de

Qualquer Ativo. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.

ELDER, Alexandre. Como se transformar em um operador e um investidor de sucesso. Rio de Janeiro: Elseiver,

2004.

FIUZA, Guilherme. 3.000 dias no bunker. Um plano na cabeça e um país na mão. Rio de Janeiro: Record, 2006.

FORTUNA, Eduardo. Mercado financeiro: produtos e serviços. 14. ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2000.

HALFELD, Mauro. Investimentos. São Paulo: Fundamentos.

LUQUET, Mara; ROCCO, Nelson. Guia Valor Econômico de Investimentos em ações. São Paulo: Globo, 2005.

MACEDO Júnior, Jurandir Sell. A árvore do Dinheiro: guia para cultivar a sua independência financeira. Rio de

Janeiro: Elsevier, 2007.

NORONHA, Márcio. Análise Técnica: Ferramentas Estratégicas. Rio de Janeiro: Editec, 1995.

PIAZZA, Marcelo C. Bem-vindo à Bolsa de Valores: Chegou a sua vez de Investir em ações. São Paulo: Novo

Conceito, 2008.

RASSIER, Leandro H.; GLITZ, Eduardo LUCE. Organize suas finanças: Saiba como analisar suas despesas para

cortar sem sufoco os gastos que consomem seu salário e tenha dinheiro no final do mês para investir sempre.

São Paulo: Editora abri, 2007. Coleção Você S/A de Finanças Pessoais.

ROSS, S.A.; WESTERFIELD, R. W.; JAFFE, J. F. Administração Financeira Corporate Finance. Tradução Antonio

APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/ 101


Atenção aluno(a): na apostila original da XP Educação, esta frase está impressa na cor amarela. Não aceite cópia deste material.

Zoratto Sanvincente. São Paulo: Atlas, 1995.

SANVICENTE, Antônio Zoratto; MELLAGI FILHO, Armando. Mercado de Capitais e estratégias de investimentos.

São Paulo: Atlas 1996.

SILVA NETO, Lauro de Araújo. Guia de investimentos. São Paulo: Atlas, 2003.

SMARRITO, Marcelo; Desmistificando a bolsa de Valores: quem disse que ela não é para você?. Rio de Janeiro,

Elsevier, 2007

TIER, Mark. Investimentos: Os Segredos de George Soros & Warren Buffett. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus

2005.

Sites
<www.apligraf.com.br> <www.bmf.com.br>

<www.broadcast.com.br> <www.cblc.com.br>

<www.agenciaestado.com.br> <www.cvm.com.br>

<http://about.reuters.com/brazil/> <www.revistacapitalaberto.com.br>

<www.folhaonline.com.br> <www.mulherinvestindo.com.br>

<www.gazeta.com.br> <www.xpgestao.com.br>

<www.bacen.gov.br> <www.economatica.com.br>

<www.xpi.com.br> <www.infomoney.com.br>

<www.xpe.com.br> <http://money.cnn.com/markets/morning_call/>

<www.bovespa.com.br> <http://finance.lycos.com/>

102 APRENDA A INVESTIR NA BOLSA DE VALORES/


CURSOS DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA - XP EDUCAÇÃO

Finanças pessoais: segredos de sucesso sem mudanças resistências e suportes, rastreadores e osciladores de mercado.
radicais Ao final do curso, o aluno estará apto para entender e analisar
as principais técnicas utilizadas por profissionais de mercado,
A proposta deste curso é proporcionar mudanças de atitude podendo, desta maneira, encontrar os melhores pontos de
diante das finanças, trabalhando, sobretudo, o comprometimento, compra e venda dos ativos, buscando sempre uma melhor
a disciplina e a criatividade. O aluno conhecerá as regras que o relação risco x retorno.
levarão, primeiramente, à estabilidade financeira, para que, em
seguida, atinja a acumulação de capital. O curso leva os conceitos Aprenda as 7 estratégias mais vencedoras na bolsa de
contábeis das empresas para a vida pessoal, de forma simples e valores
inteligente, propiciando ao aluno a oportunidade de avaliar suas
finanças de forma prática e estabelecer mudanças para melhorar Curso recomendado para pessoas que têm conhecimento
sua relação com o dinheiro. Ao final do curso, o aluno estará apto superficial sobre o mercado de capitais e desejam aprofundar
a priorizar investimentos e otimizar seu orçamento. o seu poder de decisão através de estratégias operacionais
conservadoras e agressivas envolvendo ações e opções.
Casais inteligentes enriquecem juntos – multiplique seus Extremamente prático e dinâmico, este curso demonstra
sonhos por dois as principais operações e as estratégias disponíveis aos
investidores nos mercados à vista e de derivativos com foco em
Inspirado no best-seller de Gustavo Cerbasi, o curso Casais opções e contratos futuros.
inteligentes enriquecem juntos é recomendado para casais
em qualquer fase da vida, sejam namorados, noivos e casados Mercado futuro: aprenda a operar contratos futuros
com ou sem filhos. O curso ensina estratégias para casais financeiros e de commodities
administrarem suas finanças, construírem riqueza e realizarem
sonhos. Nele, são abordados temas, como perfis financeiros Este curso é recomendado para pessoas com conhecimento
dos casais, a dificuldade de fazer um planejamento financeiro intermediário sobre o mercado de bolsa. A proposta do curso
e como se comportam as finanças em diferenças etapas da vida é demonstrar as principais operações realizadas com mercados
a dois, como no namoro e noivado, depois como recém-casados futuros, principalmente em operações de índices, dólar e
e, finalmente, dos casais com filhos. Além disso, neste curso, commodities agrícolas. Serão abordados temas que vão desde
você aprenderá a buscar e selecionar as melhores alternativas conceitos básicos até estratégias avançadas de alavancagem
de investimentos disponíveis no mercado financeiro, quanto (especulação) e proteção (hedge). Ao final do curso, o investidor
e aonde aplicar seus recursos, quem pode ajudá-lo enquanto estará apto a realizar operações neste mercado, podendo
investidor e quais as melhores estratégias. Ao final do curso, o avaliar as melhores relações risco X retorno de acordo com a sua
casal estará preparado para respeitar o planejamento financeiro estratégia e perfil.
e garantir a riqueza para realizar os sonhos.
Análise fundamentalista: como analisar e escolher
Aprenda a investir o seu dinheiro – quebrando mitos empresas

Neste curso, o aluno faz uma verdadeira viagem pelo mundo Este curso é recomendado para pessoas que buscam
dos investimentos. Busca formar investidores conscientes e especialização em análise fundamentalista. O objetivo do
dispostos a sair do óbvio, ou seja, deixar de lado a tradicional curso é capacitar o aluno a escolher as melhores empresas e
caderneta de poupança e a compra de imóveis e partir para cujas ações possuam maior potencial de valorização através
alternativas de maior rentabilidade, sem abrir mão da segurança. de análise fundamentalista. Serão abordadas técnicas da
Conhecendo melhor os produtos, o investidor terá condições valuation e os principais indicadores fundamentalistas, entre
de montar carteiras diversificadas e de qualidade, sempre eles P/L, EV/EBITDA, dividend yield, liquidez corrente etc. Ao
de acordo com seu perfil e sua estratégia. Aborda questões final do curso, o aluno estará apto a fazer suas próprias análises
importantes ligadas a finanças pessoais, sistema financeiro, fundamentalistas, além de conseguir interpretar as opiniões
perfil do investidor e produtos de investimentos. Aliando teoria e os relatórios de especialistas e analistas dos principais
e prática, este curso apresenta, de forma objetiva e dinâmica, as participantes do mercado financeiro com bancos e corretoras.
principais alternativas de investimento disponíveis no mercado
brasileiro. São apresentadas as características e os benefícios Mercado de opções: operações estruturadas, proteção e
de investimento, como: títulos públicos, CDBs, fundos de alavancagem
investimento, fundos imobiliários, ações, previdência privada,
ICAs, ICIs, CRIs e debêntures. Este curso é recomendado para pessoas que já possuam algum
conhecimento do mercado de capitais. A proposta do curso é
Aprenda a investir na bolsa de valores – ênfase em análise demonstrar as principais operações que podem ser realizadas
técnica com estes derivativos, como: operações de financiamento, travas
de alta e de baixa, mesas, borboletas, operações de spread,
Este curso é recomendado para iniciantes no mercado de capitais Pop Fence, venda protegida, compra com seguro, entre outras.
que pretendem ter uma visão completa de como começar os Também serão apresentados os conceitos da árvore trinomial e
seus investimentos diretamente na bolsa de valores. O curso o modelo de Black & Scholes. Ao final do curso, o aluno estará
aborda desde definições básicas e jargões do mercado, explica apto a iniciar suas operações no mercado de opções, bem como
as responsabilidades de todos os participantes do mercado, para avaliar com precisão as diferentes relações risco x retorno
demonstra as diferenças entre os métodos de análise de ações - existentes neste mercado. A ênfase prática, com exemplos do
fundamentalista e grafista -, exemplifica a compra e a venda de dia a dia, é muito importante.
ações através do Home Broker, mostra as diferentes operações
que podem ser realizadas na bolsa envolvendo ações, ETFs, Estratégias de sucesso para day trade
opções, contratos futuros e fundos imobiliários, bem como os
custos e a tributação sobre cada uma destas operações. Na Curso recomendado para investidores que já possuem algum
conclusão do curso, é apresentada uma estratégia operacional conhecimento sobre operações em bolsas de valores. O
que capacita o aluno a iniciar seus investimentos de forma aluno aprende a controlar seu risco e realizar operações no
objetiva, coerente e com favorável relação risco x retorno. curtíssimo, aproveitando-se da volatilidade e das oscilações do
mercado. O sobe e desce dos preços dos ativos no dia a dia abre
Análise técnica: aprenda a usar os gráficos para ter sucesso oportunidades muito interessantes de operar para aqueles que
na bolsa conhecem e entendem a dinâmica do mercado. Trata-se de um
curso extremamente prático onde os conceitos apresentados
Este curso é recomendado para pessoas de conhecimento em sala são sempre conectados com a prática e a vivência dos
intermediário. A proposta é demonstrar aos participantes como investidores através de exemplos e operações reais. A base
entender o mercado acionário através da análise técnica. O do conteúdo é a análise técnica, explorada e analisada sob a
curso é focado no ensino das principais ferramentas gráficas/ ótica do curtíssimo prazo com vários setups de operações para
técnicas existentes, como: formações gráficas, médias móveis, o intraday.
CA
APA