Вы находитесь на странице: 1из 1

MH8CDH © Porto Editora

6 Ficha 11

6.1 O Antigo Regime europeu: regra e exceção

Consulta as pp. 90 a 93 do Manual
Consulta as pp. 90 a 93 do Manual
Consulta as pp. 90 a 93 do Manual

Consulta as pp. 90 a 93 do Manual

Meta 11 Conhecer os elementos fundamentais de caracterização da economia do Antigo Regime europeu

1
1

Oberva e lê as fontes.

economia do Antigo Regime europeu 1 Oberva e lê as fontes. A A Ceifa , pintura

A

A Ceifa, pintura de Pieter Bruegel, 1565

B

O mercantilismo exalta o trabalho manufatu- reiro, a prática comercial e a aventura colonial. Preocupa-se muito menos com definir uma política agrícola, e esta negligência levanta um grave problema, numa época em que a grande maioria da população europeia continua a viver nos campos e da exploração da terra. Não há dúvida de que os mercantilistas se resignam à quase estagnação das técnicas agrícolas e à inelasticidade da produção e tam- bém não há dúvida de que a predominância da nobreza fundiária tolhe a intervenção do Estado. É sobre o comércio e as manufaturas que vai exercer-se a vontade de enriqueci- mento e de domínio.

Pierre Deyon, Teoria e Prática do Mercantilismo, 1983

1.1. Qual o peso da agricultura na economia do Antigo Regime?

1.2. Esse peso correspondia à produtividade agrícola? Justifica.

1.3. Caracteriza o mercantilismo.

1.4. Relaciona os objetivos das políticas mercantilistas com a sua adoção, ou não, por alguns países.

66