Вы находитесь на странице: 1из 32

MANUAL

DE BOAS PRÁTICAS
DO GEEKIE LAB
Sugestões de uso para
engajar professores e alunos
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

ÍNDICE
1. Introdução

2. O que é o Geekie Lab

3. Pontos a serem observados

4. Sugestões de uso

5. A importância do
monitoramento do processo
de aprendizagem
6. Dicas de conteúdos
complementares

2
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

1. INTRODUÇÃO

“Não há nada mais difícil de se


empreender, mais perigoso de se
conduzir, do que assumir a liderança na
introdução de uma nova ordem social,
porque a inovação terá como inimigos
todos aqueles que têm se dado bem sob
as antigas condições.”
Nicolau Maquiavel, O Príncipe (1532)

Essa afirmação deve soar bastante familiar para todos que, no


contexto atual de crise do modelo educacional vigente, buscam
alternativas capazes de reverter a profunda desconexão que
existe entre a geração atual de estudantes e os modelos de ensino
tradicionais. Ainda assim, entre aqueles que resistem às mudanças
e os que já embarcaram em experimentos de novas maneiras de
educar, existe um fator comum com o qual grande parte deve
concordar: ou a educação, a escola, os professores, as metodologias
de ensino se reinventam, ou corremos grande risco de que a escola
deixe de ser uma das principais instituições responsáveis pela
preparação das novas gerações.

Desse contexto, de grande inquietação e poucas respostas, surgem


pessoas e organizações que aceitam o desafio e dedicam seu
trabalho para construir soluções práticas e inovadoras. Muitas
dessas iniciativas vêm encontrando na tecnologia digital um aliado
que pode ajudar a reverter parte dos novos problemas com os
quais a educação vem se deparando nos últimos anos. A Geekie,
um empreendimento social que tem como missão levar educação
personalizada para todos, é uma delas.

Apesar das proporções desmesuradas de tal missão, algo


impensável de se atingir com os métodos tradicionais de ensino,
acreditamos que a tecnologia tem um papel fundamental nessa
empreitada, embora não seja, sozinha, o suficiente para que ocorra

3
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

uma profunda transformação na educação. Como sabemos, as


ferramentas digitais, assim como qualquer tecnologia, são um
meio, instrumento de potencialização de nossas práticas. Sem
o engajamento de toda a comunidade escolar e a sociedade, a
discussão e a construção de novos caminhos para a educação não
ganharão força, efetividade e profundidade.

Isso é o que podemos observar em nosso dia a dia na Geekie. A


nossa plataforma de aprendizagem e ensino adaptativo Geekie
Lab é geralmente recebida por professores, alunos e gestores como
uma inovação que pode ajudar muito na rotina escolar, permitindo
a personalização do ensino, trazendo uma linguagem atraente e
sendo um facilitador para uma série de processos educacionais
e de acompanhamento dos alunos. Ainda assim, percebemos
que muitas das nossas escolas parceiras enfrentam dificuldade
na implementação da plataforma, algo que é bastante normal
no começo da experiência e que nos serve como confirmação da
necessidade do envolvimento dos diversos atores no processo de
transformação das práticas de ensino e aprendizado.

Sabemos bem que cada escola é um universo único, com suas


particularidades e formas de ser no mundo. Por isso não
acreditamos em soluções prontas, capazes de atender às muitas
diferenças e necessidades específicas de cada uma. Em função
disso, o que nos resta como caminho é a colaboração, a construção
compartilhada de experimentos capazes de nos ensinar o que
funciona ou não, quais são as principais dificuldades no processo
e onde precisamos investir para que essas novas metodologias
possam ganhar força.

Pensando nisso escrevemos este guia de boas práticas, um


compilado das observações que coletamos em campo e de nossas
ideias a partir de muitas discussões com educadores e alunos sobre
as melhores maneiras de utilizar o Geekie Lab na rotina de sua
escola. Temos a forte convicção de que a troca de experiências e o
suporte mútuo de todos que se dedicam a construir uma educação
de qualidade e alinhada com as necessidades atuais são um fator
decisivo.

Precisamos deixar de ter medo da inovação e das transformações


que ela pode acarretar. É claro que inovar envolve riscos que
podem ter consequências importantes para os alunos. Mas

4
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

também aí a tecnologia de uma plataforma como o Geekie Lab


oferece uma grande vantagem: ela permite medir em tempo real
os resultados da metodologia adotada e fazer ajustes e correções
com agilidade para que melhor se atenda às necessidades de cada
turma - e até mesmo de cada aluno.

É desse exercício de erro e acerto, e de experimentação de novas


possibilidades, que nascem inovações, muitas vezes tímidas no
início, mas que com o tempo podem ganhar dimensões mais
profundas e disruptivas. É dessa prática que vemos surgir
caminhos pelos quais poderemos construir um futuro próximo
no qual a escola e a educação renovam sua força de estruturação
social e preparação dos jovens para os grandes desafios que os
aguardam. Vamos começar?

Pedro Camarote, assessor pedagógico da Geekie

* * *

5
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

2. O GEEKIE LAB
O Geekie Lab é
uma plataforma de
aprendizagem adaptativa
desenvolvida pela
Geekie. Ela reúne o
conteúdo preparado por
um competente time de
professores brasileiros
e utiliza inteligência
artificial para guiar o
aluno por mais de 600
aulas, 1.200 vídeos e mais
de 5000 exercícios.

Por meio de avaliações diagnósticas, o Geekie Lab identifica os


pontos de maior domínio e dificuldade de cada aluno e, com
base nesses resultados, traça um plano de estudos personalizado.
Quanto mais o usuário interage, mais eficiente a solução se torna.
O objetivo é garantir que a aprendizagem ocorra no ritmo e de
acordo com as necessidades do usuário.
As escolas, por sua vez, têm acesso a indicadores para um
acompanhamento em diferentes níveis, potencializando a tomada
de decisões pedagógicas.

O Geekie Lab para o Aluno


Além de montar um roteiro de estudos
personalizado, o Geekie Lab oferece
visibilidade aos alunos sobre seu desempenho
nos diferentes assuntos abordados pelas aulas
e exercícios. Essa visibilidade é de extrema
importância para que eles tenham maior
controle sobre seus resultados e possam atuar
de forma mais autônoma, investindo seu
tempo onde querem se aprofundar ou onde
precisam se recuperar.

6
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

O Geekie Lab para o Professor


Podemos dizer que o Geekie Lab é um facilitador
tanto para a implementação de dinâmicas de
personalização do ensino quanto para uso de
metodologias de ensino híbrido, que aliam o
aprendizado online com o offline. A plataforma
oferece aos professores, de forma simples e rápida,
relatórios que compilam informações sobre o
domínio dos alunos em cada assunto de suas
disciplinas. Além disso, agiliza os trabalhos mais
operacionais como a elaboração e correção de
listas de exercícios por meio da ferramenta Tarefa
de Casa, permitindo que o professor tenha mais
tempo para interagir com os alunos e preparar
aulas e atividades que atendam às necessidades de
suas turmas com maior precisão.

O Geekie Lab para os Diretores e


Coordenadores
Aos os gestores, diretores e coordenadores, o
Geekie Lab entrega dados importantes para
o planejamento de ações pedagógicas bem
embasadas: são relatórios detalhados, embora
apresentados de forma descomplicada, sobre como
está o domínio dos diversos assuntos por cada
aluno, turma, ano ou unidade (caso de trate de
uma rede de escolas). Isso proporciona uma visão
abrangente, permitindo ações que visem diminuir
a evasão escolar, construir novas metodologias
que atendam às demandas dos alunos do
século 21, reduzir disparidades e defasagem de
aprendizado e inovar de forma consistente.

7
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

3. PONTOS A SEREM
OBSERVADOS
Todas as indicações de boas práticas que elencamos neste
manual buscam oferecer opções para integrar o Geekie Lab na
rotina da escola, mas vale salientar que essas indicações não
são as únicas possíveis. Sabemos que cada instituição possui
um ambiente e que as melhores práticas estão atreladas às suas
condições particulares. No entanto, cabe ressaltar também alguns
mecanismos que já conhecemos e que não aconselhamos para
estimular o uso da plataforma nas escolas:

ATRELAR NOTA AO USO DA PLATAFORMA


Essa prática tende a estimular o uso, mas fica atrelado à
quantidade e não à qualidade desse uso – o que pode fazer com
que o aluno perca de vista o objetivo da ferramenta e a veja como
apenas mais uma obrigação.

ATRELAR NOTA AOS TESTES DE PROFICIÊNCIA


CONTIDOS NAS AULAS
Dar notas de acordo com os resultados dos exercícios contidos
nas aulas do Geekie Lab acaba distanciando-o do aprendizado,
que é o foco principal, e transformando-o em uma plataforma de
avaliação. Os exercícios ali servem para gerar um diagnóstico dos
alunos e possibilitar a recomendação de aulas que atendam às
suas necessidades. Ao se sentir obrigado a acertar para conseguir
uma boa nota, o usuário pode acabar fazendo pesquisas para
responder às questões, o que gera um resultado menos realista
sobre o seu conhecimento e reduz a eficácia da plataforma como
auxiliar do aprendizado.

UTILIZAR DADOS DA PLATAFORMA COMO


MECANISMO DE AVALIAÇÃO DOCENTE
Essa prática tende a afastar professores do uso da plataforma,
além de desviá-la da função original, que é dar insumos para
a jornada pedagógica de estudantes e educadores de modo
colaborativo.

8
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

A seguir, apresentamos sete práticas que podem não só estimular


o uso do Geekie Lab nas escolas, mas também auxiliar práticas
pedagógicas inovadoras e facilitar a inserção da plataforma na
rotina escolar:

9
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

4. SUGESTÕES DE USO
1. USANDO O GEEKIE LAB NO LABORATÓRIO
DE INFORMÁTICA DA ESCOLA
Imagine a seguinte situação: em uma escola, os estudantes
têm duas aulas semanais de uma determinada disciplina, com
duração de 50 minutos cada. Na sala de aula já não vemos mais
as antigas fileiras de cadeira e o ambiente parece bastante vivo.
De longe percebemos ao menos quatro diferentes espaços de
concentração de alunos: em um deles vemos crianças com fones
de ouvido enquanto utilizam tablets e computadores para estudar
individualmente e em silêncio. Um outro grupo de alunos está
envolvido em uma discussão animada, para a qual convidam o
professor em alguns momentos de dúvida ou impasse. O terceiro
grupo está também em silêncio, num canto mais isolado e, ao que
tudo indica, resolvendo uma lista de exercícios - talvez fazendo
uma breve avaliação. Por fim, vemos um grupo de cinco alunos
completamente imersos na explicação que o professor oferece em
um outro canto da sala.

Esse método, chamado rotação por estações (station rotation),


é uma das formas de se implantar o ensino híbrido (ou blended
learning) na escola. O ambiente da sala de aula é dividido
em estações que possuem diferentes propostas e objetivos de
aprendizado e envolvem atividades online e offline, com os
alunos passando a duração da aula se alternando entre elas. Esse
modelo pode ser bastante complexo e envolver transformações
substancias não só na metodologia utilizada por professores, mas
na proposta pedagógica da escola como um todo. Outras propostas
menos disruptivas são possíveis e é sobre uma delas que vamos
falar neste tópico.

A proposta
Utilizar o Geekie Lab no laboratório de informática para que os
alunos estudem na plataforma conceitos básicos que não precisem
necessariamente ser tratados pelo professor em uma aula

10
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

expositiva. A ideia é utilizar o tempo que seria gasto em exposições


para outras dinâmicas na sala de aula – desenvolvendo projetos,
realizando debates, trabalhando exercícios de contextualização do
conteúdo ou tirando dúvidas, por exemplo.

Alunos de escola do Tatuapé,


zona Leste de São Paulo, utilizam
o Geekie Lab no laboratório de
informática (Foto: Ana Prado/
Geekie)

O nome desse modelo é rotação de laboratório (lab rotation) e em


muitos aspectos ele é similar à rotação por estações. A diferença
básica é que, em vez de circularem por estações distribuídas em
um mesmo ambiente, os alunos mudam de salas, deslocando-se de
aulas tradicionais para laboratórios de informática, de acordo com
as instruções ou programação definida pelo professor.

Embora muitas escolas usem laboratórios de informática há


décadas, o lab rotation envolve uma ação fundamental que
só recentemente vem sendo aplicada: integrar o tempo no
computador com o tempo em sala de aula para criar um curso
contínuo e gerar uma potencialização do aprendizado, valendo-se
da integração entre o que há de melhor nos dois mundos (virtual e
presencial).

Com isso, a ferramenta fica mais profundamente integrada


à rotina escolar e, principalmente, à proposta pedagógica da
escola. Também se torna possível dar atenção individualizada às
necessidades dos estudantes e acompanhá-los de maneira mais
próxima, uma vez que o professor acaba ganhando tempo quando
transfere para a plataforma o estudo de parte do conteúdo que
teria de expor em sala de aula.

11
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Além de poder ter uma relação mais significativa com o professor


e o conhecimento, o aluno, por sua vez, ganha mais autonomia nos
estudos, podendo se aprofundar no tema ou dar um passo para
trás, a fim de aprender conceitos anteriores.

Sugestão para implementação


É importante que o plano de aulas do professor contemple o
conteúdo do Geekie Lab e inclua um planejamento de horários para
o uso da plataforma no laboratório de informática. As atividades
virtuais e presenciais devem ser complementares e pensadas de
modo a se potencializarem mutuamente e terem como resultado um
aprendizado cada vez mais significativo. As tarefas desenvolvidas
online não devem substituir a interação com o professor e vice-versa.

Ao fazer seu planejamento, sugerimos que o professor assista às aulas


da plataforma e faça algumas perguntas que podem ajudá-lo a pensar
em como integrá-las às suas próprias aulas:

1- Quais são os conteúdos que devem necessariamente ser


trabalhados em uma aula expositiva e quais são os que o aluno
pode estudar de maneira individual e autônoma?
A resposta a essa pergunta deve mostrar ao professor quais são os
temas que ele pode recomendar para que os alunos estudem na
plataforma e quais devem ser abordados exclusivamente em sala de
aula.

2- Quais serão as dinâmicas/atividades/exercícios que utilizarei


em sala de aula para trabalhar com aquilo que meus alunos
estudaram na plataforma?
A resposta a essa pergunta ajudará o professor a criar um banco de
dinâmicas e atividades que ele pode utilizar com seus alunos a fim de
aprofundar, relacionar, fixar, avaliar, contextualizar e praticar em
sala de aula aquilo que os alunos estudaram online.

3- Quais questões e exercícios meus alunos levarão para o


laboratório?
A resposta a essa pergunta ajudará o professor a propor atividades
e direcionamentos que ajudarão o aluno a prestar mais atenção à
aula online e, consequentemente absorver melhor o conteúdo. (Por
exemplo: escrever um breve resumo da aula, definir os conceitos x, y
e z que serão apresentados ou responder a questões específicas cuja
resposta será apresentada ali).

12
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Dicas para ajudar o aluno a aprender


com as aulas online
- Os alunos precisam ser estimulados a aprender com as aulas da plataforma.
Para isso, podem ser orientados a levar seus cadernos ou usar um editor de
texto do computador para fazer anotações (desde que elas possam ser salvas
e mantidas entre os arquivos do estudante). Essa integração os ajuda a ver a
plataforma não como apenas mais uma tarefa extra, mas como algo que está
integrado ao seu processo de aprendizagem e que é um recurso tão válido
quantos todos os outros oferecidos pela escola.

- Também é importante incentivá-los a anotar suas dúvidas e outros pontos


que acharem interessantes para que sejam discutidos com o professor
posteriormente. Dificuldades que aparecerem nas questões da própria
plataforma também podem ser levadas para discussão.

REQUISITOS
O que fica bastante claro, quando observamos mais de perto exemplos de
escolas que utilizam essa metodologia, é que existe a necessidade de um
plano pedagógico muito bem estruturado e bastante tempo de planejamento,
assim como professores, gestores e pais de alunos dispostos e abertos às
transformações que podem resultar dela.

Em relação à infraestrutura, a escola


precisa ter computadores ou tablets
e uma boa conexão com a internet. RESUMO
Muitos colégios têm seus equipamentos
configurados para restringir o acesso A ideia: utilizar o Geekie Lab
apenas a alguns sites permitidos, no laboratório de informática
garantindo assim que a turma não da escola para que os alunos
se disperse e não acesse conteúdo tenham um contato inicial com
impróprio. Cabe à escola decidir se isso o tema a ser explorado. O tem-
é necessário. Também é indispensável po na sala de aula será usado
que os alunos tenham fones de ouvidos para outras dinâmicas, como o
para que possam se concentrar e ouvir desenvolvimento de projetos,
com clareza as videoaulas. realização de debates, resolução
de exercícios e contextualização
do conteúdo.

13
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

2. CRIANDO UMA AGENDA DE ESTUDOS NO


CONTRATURNO

O contraturno é uma boa


oportunidade para trabalhar formas
complementares de aprendizagem
que possam ultrapassar os limites da
sala de aula e criar uma cultura de
estudo e autonomia para os alunos.
Dispondo de maior flexibilidade
do que dentro da sala de aula, eles
têm aí a chance de explorar seus
interesses e dificuldades específicas,
podendo aprender no seu próprio
ritmo. O GeekieLab é uma excelente
plataforma para facilitar dinâmicas
dessa natureza. Além de oferecer
aulas, exercícios e planos de estudo
personalizados, ela ainda fornece a professores e alunos um
diagnóstico preciso do progresso e dos resultados obtidos.

A proposta
A escola estipula uma agenda de estudos envolvendo a plataforma
como parte de suas atividades para o contraturno.
O conteúdo será indicado por cada professor conforme objetivos
específicos (revisar conteúdos, avaliar os conhecimentos prévios
da turma sobre determinado assunto ou retomar assuntos que já
foram vistos como preparação para a próxima aula, por exemplo)
e pode envolver fazer as aulas ou resolver uma lista de exercícios
criada na seção Tarefa de Casa.
O professor também pode optar por fazer com que esse conteúdo
dê suporte ao que está acontecendo em sala ou por seguir uma
linha paralela, a fim de trabalhar coisas que não esteja priorizando
em seu plano de aulas.
Todas as atividades realizadas no Geekie Lab se transformam em
dados que alimentam os relatórios da plataforma. É fundamental
que o professor mantenha o hábito de ler os relatórios e
acompanhar os resultados obtidos pela turma. São esses dados
que lhe permitirão conhecer melhor as habilidades e dificuldades

14
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Sugestão para implementação

Ao fazer o planejamento de suas aulas, cada professor vai criando


também uma agenda para sua turma envolvendo conteúdo do
Geekie Lab a ser explorado no contraturno. Acesse a lista completa
dos conteúdos Geekie de cada matéria neste link.

Antes da aula sobre um tópico específico, o professor pode, por


exemplo, querer sondar previamente o domínio de seus alunos
nesse conteúdo.

Assim, a atividade de
contraturno pode envolver
a resolução de exercícios
contidos em uma aula ou
escolhidos pelo próprio
professor na seção Tarefa
de Casa (veja o passo a
passo para utilizá-la aqui).

Por ter acesso a um relatório da tarefa com a taxa de acerto por


turma, por aluno e por questão e com a porcentagem de alunos
que marcaram cada alternativa, o professor já chega à aula com
um bom diagnóstico do conhecimento da turma sobre aquele
tópico – o que lhe permite planejar uma aula que atenda melhor às
suas necessidades. Ele pode
descobrir, por exemplo,
que é preciso rever um
conhecimento antes de
iniciar esse tópico, ou
que não precisa dar tanta
atenção a certos pontos
com os quais os alunos já
têm mais familiaridade.

15
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

O professor também pode não apenas propor exercícios, mas


também sugerir que o aluno busque determinadas aulas na
plataforma para garantir que chegue à sala com o embasamento
necessário para as discussões que pretende desenvolver. O mesmo
pode ser feito depois de uma aula, para descobrir se a turma
entendeu de fato um conteúdo ou para ajudar a fixá-lo melhor.
Por fim, também se pode incentivar os alunos a utilizar o seu
próprio plano de estudos. Como a plataforma identifica os pontos
fortes e fracos de cada um, ela própria também é capaz de sugerir
os conteúdos necessários e o professor poderá acompanhar
sua evolução utilizando os relatórios gerados. Essa proposta é
interessante não só para reforçar os conteúdos abordados em sala,
mas também para detectar e suprir defasagens de aprendizado
que precisariam de atenção individualizada para a qual o
professor geralmente não tem muito tempo.

REQUISITOS

Nessa dinâmica, o planejamento e os


objetivos de uso do Geekie Lab devem
RESUMO
ser conhecidos por todos os alunos.
Esse planejamento é complementar ao
A ideia: estipular uma agenda
plano de aulas regular do professor,
de estudos para o contraturno
mas ainda assim deve ser tratado com
envolvendo as aulas do Geekie
o mesmo comprometimento.
Lab. O conteúdo será indicado
Como já foi apontado, também é
por cada professor conforme
essencial que os professores utilizem
objetivos específicos e pode
frequentemente os relatórios gerados
envolver tanto a fixação de um
pela plataforma para acompanhar a
conteúdo já abordado, quanto
frequência de uso e a evolução de cada
a preparação da turma para a
aluno, bem como para avaliar e refinar
aula seguinte. Para isso, pode-se
as atividades propostas.
recomendar que a turma assista
Em termos de infraestrutura, é preciso
a uma aula ou resolva uma lista
se certificar de que todos os alunos
de exercícios montada direto na
tenham acesso a um computador
plataforma por meio da função
ou tablet conectado à internet
Tarefa de Casa.
durante o contraturno. Isso envolve
disponibilizar esses equipamentos na
própria escola para aqueles que não os
possuírem em casa (e, é claro, permitir
o seu uso fora do horário das aulas).

16
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

3. USANDO O GEEKIE LAB NA PREPARAÇÃO


DOS ALUNOS PARA AS AVALIAÇÕES

Mesmo usando plataformas tecnológicas e métodos diferenciados


de aprendizagem, a grande maioria das escolas precisa cumprir
uma agenda de provas convencionais. O Geekie Lab também pode
ser útil para alunos e professores durante esse período.

A proposta
Encorajar os alunos a usar o Geekie Lab como atividade
preparatória para as avaliações. Como a plataforma dispõe
de textos, videoaulas, resumos e exercícios, o aluno tem à sua
disposição uma variedade de opções para revisar o conteúdo ou
entender melhor os pontos nos quais ainda apresenta alguma
dificuldade.
Além disso, os testes contidos em cada aula e os exercícios
disponíveis na seção Tarefa de Casa são elaborados
cuidadosamente para que possam identificar o nível de domínio
do usuário, oferecendo-lhe não apenas um treino para a prova
real, mas também recursos que o ajudem a avaliar se está
preparado para a prova. Caso não esteja, ele terá clareza sobre

17
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

os tópicos mais problemáticos para que possa pedir a ajuda do


professor ou buscar aulas de reforço na própria plataforma.
Junto com esse diagnóstico, o próprio plano de estudos do Geekie
Lab se adapta de modo a recomendar ao aluno outras aulas com
o conteúdo necessário para que ele chegue a um nível satisfatório
de domínio do tema. Se a prova para a qual está se preparando
envolve porcentagem e ele está com muita dificuldade nesse
tópico, é possível que lhe seja recomendada uma aula sobre
frações, por exemplo.
Trata-se de uma assistência personalizada que seria difícil de
se conseguir quando temos apenas um professor trabalhando
com uma turma numerosa de alunos com diferentes níveis de
conhecimento. Depois de estudar por ali, o aluno pode endereçar
ao professor dúvidas mais específicas, que podem ser resolvidas
em menor tempo.
Essa prática confere ao aluno autonomia e senso de
responsabilidade para cuidar de seu próprio aprendizado e pode
elevar seu nível de confiança para encarar as provas.

Cada aula na plataforma conta com textos, vídeos,


exercícios e resumos

18
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Sugestão para implementação


Ao marcar uma prova, o professor indica as aulas da plataforma
que cobrem o conteúdo a ser avaliado ou monta uma lista de
exercícios por meio da Tarefa de Casa.
Deve ficar combinado com os alunos que, caso encontrem
dificuldades e o resultado dos exercícios na plataforma não sejam
positivos, eles devem conversar com o professor para tirar suas
dúvidas e buscar ajuda.
Esta é uma ótima oportunidade para discutir com a turma a
importância de se tomar a iniciativa e buscar autonomia no
aprendizado – e de incentivar o acompanhamento (e a celebração)
do seu progresso.

REQUISITOS RESUMO

É importante que o professor conheça A ideia: propor atividades


o conteúdo da plataforma tanto para específicas no Geekie Lab a
saber quais aulas e atividades indicar, fim de preparar os alunos
quanto para verificar se existe alguma para provas e lhes conferir
disparidade entre esse material e o autonomia para aperfeiçoar
modo como ele prefere abordar o tema seu entendimento sobre os
em sua aula. temas que serão cobrados.
Além disso, é necessário que a Tais atividades podem
atividade seja apresentada à turma envolver listas de exercícios
com antecedência: deve haver ou a indicação de aulas na
tempo suficiente para que os alunos plataforma.
que identificarem déficits em seus
conhecimentos possam se recuperar.

19
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

4. USANDO O GEEKIE LAB COM ALUNOS DE


RECUPERAÇÃO

Uma pesquisa realizada pela Geekie com sua rede de escolas


particulares parceiras mostrou que a principal causa da evasão
escolar, depois de problemas financeiros dos pais, é a dificuldade
dos alunos em acompanhar o ensino. Muitos pais acabam tirando
os filhos da escola para evitar que eles repitam de ano, ou acabam
não fazendo a rematrícula. Existe ainda a possibilidade, em um
cenário mais extremo, de o aluno simplesmente abandonar os
estudos.
Naturalmente, o objetivo de se frequentar a escola não se resume
a passar de ano; o objetivo é aprender. Mas, tanto em um aspecto
quanto no outro, o Geekie Lab pode ser de grande ajuda – e não
só para o período de recuperação final, mas principalmente nos
períodos de recuperação bimestrais, antes de a tensão e a corrida
contra o tempo tomarem conta dos envolvidos.

A proposta
Usar o Geekie Lab como ferramenta para a recuperação escolar.
Se aplicada logo nos primeiros bimestres, essa prática serve
como ajuda para que o estudante coloque em dia os conteúdos
necessários, algo que pode contribuir para a diminuição do
acúmulo de defasagens e por consequência permitir a ele chegar
ao final do ano mais bem preparado.

Sugestão para implementação


O professor deve analisar a lista de conteúdos Geekie para a
sua disciplina e selecionar aqueles que serão trabalhados na
recuperação. Em seguida, usando a ferramenta Tarefa de Casa
da plataforma, cria uma lista de exercícios sobre os assuntos
escolhidos. Depois disso, o Geekie Lab entrega, em tempo real, as
estatísticas sobre quem realizou as tarefas e seu índice de acerto.
É importante que a tarefa tenha um mínimo de quatro questões
para que a plataforma seja capaz de recomendar aulas
automaticamente para o aluno com base em seus erros e acertos.
Isso permitirá a ele economizar tempo e pular as aulas que já

20
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

domina para focar nos seus pontos fracos, o que lhe dá mais
chance de conseguir estudar tudo o que precisa. Além disso,
dependendo dos seus erros, a plataforma poderá identificar e
recomendar conteúdos anteriores para embasar o que ele terá
de estudar para a prova, ajudando-o a realmente entender o
conteúdo.
Os professores também se beneficiam ao economizar o tempo
que teriam de gastar com a correção de exercícios e ainda têm
acesso aos relatórios de forma simples e rápida. Ao analisar os
resultados dos exercícios, eles podem realizar ações como passar
novas tarefas sobre um mesmo assunto ou explorar determinadas
questões em sala, e, principalmente, podem acompanhar evolução
de cada aluno, entendendo melhor onde estão suas principais
dificuldades.
Outra possibilidade é o próprio professor indicar as aulas
da plataforma que abordem o conteúdo necessário para a
recuperação. À medida que estuda, o aluno pode acompanhar o
seu rendimento, o que lhe permite assumir o controle sobre o seu
aprendizado e sua evolução. Caso surjam dúvidas, elas podem ser
esclarecidas na sala de aula.

REQUISITOS RESUMO
O professor precisa ter acesso ao A ideia: usar o Geekie Lab
conteúdo das aulas e disponibilidade como ferramenta para a
para dar um atendimento recuperação escolar, seja por
personalizado aos alunos. É importante meio da aplicação de listas de
que, qualquer que seja a opção exercícios pela seção Tarefa de
estratégica feita pelo professor, ela Casa, seja por meio da indicação
possa ser aplicada em uma época de aulas específicas a serem
que permita uma margem de tempo estudadas. O ideal é que a
suficiente para o aluno correr atrás do prática seja adotada logo nos
tempo perdido. primeiros bimestres, permitindo
O ideal seria fazer um trabalho que os estudantes com maior
contínuo com aqueles que apresentam dificuldade tenham tempo não
dificuldades mais sérias, utilizando apenas de recuperar a nota,
a plataforma ao longo do ano para mas de realmente suprir suas
detectar e suprir déficits relacionados a defasagens de conteúdo.
conteúdos estruturantes.
21
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

5. INCENTIVAR O USO DA PLATAFORMA


COMO FONTE PARA PESQUISAS E TRABALHOS
ESCOLARES

É comum que os professores


proponham trabalhos e pesquisas para
que os alunos possam aprofundar
seus conhecimentos em determinados
tópicos e tenham sua capacidade
investigativa estimulada. O Geekie Lab
pode ser um bom recurso para isso.

A proposta
Os professores podem propor à turma uma pesquisa sobre
um conceito que será explorado em sala ou um trabalho de
aprofundamento em algo que já tenha sido abordado, indicando
como fonte (ou como uma das fontes possíveis) as aulas do Geekie
Lab.

Ao trabalhar as aulas com um foco pré-determinado, o aluno pode


ter mais clareza sobre quais são os principais conhecimentos
esperados dele acerca daquele tema. Além disso, saber que
precisará elaborar uma apresentação (oral ou escrita) sobre
aquela aula exigirá dele um bom nível de atenção, assim como
a prática de outras habilidades importantes, tais como síntese,
interpretação, estabelecimento de relações, entre outras.

Sugestão para implementação


Tendo definido o tema a ser explorado, o professor orienta os
alunos a utilizarem palavras-chave relacionadas ao tema da
pesquisa no campo “Outras Aulas” do Geekie Lab.

22
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Dependendo da abrangência do tema, ele pode ser abordado em


uma ou várias aulas diferentes, e de disciplinas variadas. Se assim
desejarem, professores de diferentes disciplinas poderão combinar
entre si para propor um trabalho interdisciplinar.

Para que a dinâmica seja mais participativa, o professor pode


sugerir que os alunos façam uma apresentação dos conceitos e
utilizem alguns dos exercícios da aula Geekie como apoio para
propor perguntas à turma.

REQUISITOS
RESUMO
Embora este uso do Geekie Lab não
precise ocorrer dentro do horário A ideia: propor pesquisas
escolar, a instituição deve garantir que escolares usando como base
os alunos que não tiverem condições as aulas do Geekie Lab para
de acessar a plataforma em suas casas que os alunos aprofundem
possam fazê-lo na escola. seus conhecimentos e treinem
sua capacidade investigativa.
Além disso, como em outras práticas, O trabalho pode ser proposto
o professor deve conhecer o conteúdo como uma atividade
das aulas para que possa dar instruções interdisciplinar, uma vez que
realistas em relação ao trabalho e para alguns temas são abordados na
que possa auxiliar os alunos em sua plataforma sob o ponto de vista
busca pelo conhecimento pedido. de diferentes disciplinas.

23
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

6. UTILIZAÇÃO DO GEEKIE LAB COMO


RECURSO DIDÁTICO DURANTE A AULA
Usar diferentes linguagens e meios para transmitir conhecimento
em uma aula pode ser de grande ajuda para despertar o interesse
dos alunos e gerar maior engajamento. O professor pode fazer isso
utilizando os recursos do Geekie Lab como parte de sua aula – seja
como um elemento extra ou central.

A proposta
Integrar o conteúdo do Geekie Lab ao dia a dia da escola,
explorando-o no horário regular de aula. A forma como isso pode
ser feito dependerá do tema a ser abordado, das necessidades
específicas de cada turma e também do estilo e criatividade de
cada professor. A seguir, apresentamos algumas abordagens
possíveis.

Sugestão para implementação


O professor pode utilizar as aulas da plataforma de forma integral
ou parcial.

No uso parcial, é possível usar apenas um dos vídeos de uma aula


para antecipar ou reforçar algum assunto, por exemplo. Ou então
trabalhar somente com os exercícios, seja para treinar o conteúdo,
mapear o desempenho de seus alunos em algum assunto ou ter
uma compreensão de como os alunos receberam um conteúdo
apresentado em sala de aula.

O uso integral requer um esforço um pouco maior de


planejamento e estudo de metodologias híbridas de ensino. Neste
tipo de abordagem é possível, por exemplo, criar várias estações
na sala de aula com diferentes objetivos de aprendizagem, tendo
em pelo menos uma delas o suporte do Geekie Lab. Os alunos
então circulariam pelo espaço de acordo com a orientação do
professor. É possível ter uma estação com atividades de avaliação,
uma para estudo livre ou desenvolvimento de projetos e uma

24
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

para trabalhos colaborativos, entre muitas opções que se valem


de outros recursos didáticos. Neste contexto, o professor assume
outra posição: em vez de detentor único do conhecimento que
irá transmiti-lo para uma sala de aula passiva, ele deixa que
os próprios alunos assumam a responsabilidade de buscar o
aprendizado e se coloca no papel de orientador e facilitador dos
estudos, tirando dúvidas e arquitetando experiências que desafiem
sua turma a se desenvolver ainda mais.

Tanto no uso parcial quanto no integral do Geekie Lab, as


possibilidades são muitas e podem incluir até mesmo atividades
interdisciplinares, em que o professor utiliza conteúdos de outras
disciplinas para fortalecer o aprendizado de seus alunos em
questões estratégicas.

Dica
Gestores e professores de escolas que fazem uso de
metodologias híbridas aconselham que se façam
experimentos menores no começo, valorizando
seu aspecto qualitativo e não o quantitativo. Isso
permitirá que todos os envolvidos se adaptem ao
novo modelo e que se chegue à dinâmica que melhor
funciona para cada turma. Assim, o que começa
como um pequeno projeto ou experimento pode
ganhar maiores proporções.

25
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

REQUISITOS

Esta prática requer elementos importantes que precisam ser garantidos para que
as experiências tenham maiores chances de sucesso, principalmente quando nos
encaminhamos para o uso integral e articulado ao plano de aulas do professor:

- Apoio institucional: os professores necessitam do suporte da escola, de


coordenadores pedagógicos e diretores para que possam experimentar e
aprender com os erros caso necessário.

- Diálogo com alunos: é fundamental que os alunos sejam envolvidos, na


medida do possível, em discussões que esclareçam do que se tratam as novas
práticas e o que se espera deles. Apesar de geralmente estarem acostumados
a utilizar dispositivos tecnológicos, aprender de forma estruturada usando
tecnologia é um passo além, que precisa ser dado com orientação e
transparência. Além disso, os jovens vêm sendo educados em um modelo
de ensino que exige passividade. Neste novo contexto há uma inversão de
exigências, e para que uma postura ativa se construa e a participação seja efetiva
é importante que eles comecem a ser empoderados e sintam–se, na medido do
possível, parte constituinte do projeto de sua educação.

- Diálogos entre professores: para escolas ou professores que buscam


aplicar novas metodologias, é importante que exista um espaço de trocas de
experiências e de planejamento
coletivo. Aqui é que as dores e alegrias
do processo são acolhidas.
É também uma forma de dar força
para a iniciativa em sua escola: uma
RESUMO
vez que os alunos reconhecem unidade
A ideia: utilizar o conteúdo do
no projeto, eles tendem a ter maior
Geekie Lab no horário regular
engajamento.
de aula. O professor pode fazer
isso de forma parcial, utilizando
- Formação: neste caso, o estudo de
um dos vídeos da plataforma
novas metodologias é indispensável.
ou resolvendo alguns exercícios
Para isso, a escola pode contar com
com a turma, ou integrá-la mais
ações estruturadas para todos os
completamente às suas aulas, o
professores ou recorrer ao universo de
que exigirá uma reestruturação
cursos online que oferecem exemplos
maior da sua dinâmica de modo
e ferramentas pedagógicas para a
a abraçar práticas do ensino
inovação nos processos de ensino e
híbrido.
aprendizado. Veja uma dica de curso
aqui.

26
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

7. UTILIZAR A PLATAFORMA COMO


RECURSO DIDÁTICO PARA A APRENDIZAGEM
COLABORATIVA

A aprendizagem colaborativa é uma proposta pedagógica na qual


estudantes se ajudam (seja por meio de atividades de monitoria,
seja por meio de estudos em grupo) com o objetivo de construir
coletivamente, e com autonomia, o conhecimento sobre um
determinado objeto. Isso envolve a participação ativa do aluno,
com a mediação de professores ou tutores para, entre outras
coisas, estimular atividades práticas, bem como reflexões, debates
e questionamentos. De acordo com o que pudemos observar, o
Geekie Lab pode ser um bom facilitador nesse processo.

A proposta
Incentivar os estudantes que oferecem monitoria ou que estudam
em grupo a utilizar o Geekie Lab para auxiliá-los no entendimento
de conceitos e na fundamentação teórica do tema que pretendem
trabalhar. Desta forma, a plataforma se integra às rotinas de
estudos dos alunos e pode se consolidar como um dos meios de
troca de conhecimentos entre eles.

Sugestão para implementação


Os alunos que oferecem aulas de reforço se prepararam assistindo
às aulas na plataforma e a utilizam como recurso didático com
seus colegas, auxiliando-os na resolução de exercícios e na
compreensão de conteúdo.

A mesma dinâmica pode ser aplicada a grupos de estudo: os


participantes podem fazer as aulas antes dos encontros, como
preparação para suas discussões, ou durante, assistindo aos vídeos
e resolvendo os exercícios em conjunto.

27
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Nesse contexto, o Geekie Lab também serve como ferramenta de


organização dos estudos e de acompanhamento de resultados, uma
vez que o usuário tem acesso a um relatório pessoal com os tópicos
que já estudou e qual o seu nível de proficiência em cada um deles.
Por essa razão, é importante frisar que cada aluno deve usar seu
próprio login para as atividades na plataforma.

REQUISITOS

A escola deve disponibilizar


equipamentos e espaços nos quais
os alunos tenham acesso à internet,
RESUMO
seja no laboratório de informática, na
biblioteca ou via wi-fi.
A ideia: Estimular o uso do
Geekie Lab por alunos que
Seria interessante que algum professor
oferecem monitoria ou que
pudesse acompanhar essas atividades,
estudam em grupo para
ainda que de forma distanciada. Neste
auxiliá-los no entendimento
caso, ele deve conhecer os assuntos que
e na explicação de conceitos.
estão sendo trabalhados ou até mesmo
Professores podem acompanhar
ajudar os alunos a criar um plano de
o engajamento de cada aluno
estudos coerente com o andamento
pela própria plataforma.
das aulas ou suas necessidades
específicas. Também é recomendável
que o professor responsável pela
disciplina acompanhe o engajamento
e a evolução dos alunos por meio dos
relatórios individuais do Geekie Lab.

28
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

5. A IMPORTÂNCIA DO
MONITORAMENTO DO
PROCESSO DE APRENDIZAGEM
Inovar no ensino não é algo simples –
pelo contrário, exige planejamento e
deve ser feito de forma responsável.
Um erro, se não for corrigido a tempo,
pode afetar a formação de uma
turma inteira de alunos. Por outro
lado, quando se analisam os índices
relativos à educação nacional ou
mesmo quando se lida com as lacunas
dos estudantes no dia a dia das escolas,
cabe perguntar: será que os métodos
tradicionais estão funcionando tão bem
assim?

É importante ter em mente, no entanto, que quando pensamos


em inovar não podemos perder de vista o uso constante de
mecanismos de monitoramento dos resultados e a flexibilidade
necessária para realizar adaptações e correções de rota no plano
pedagógico de modo a garantir o aprendizado dos alunos. (Embora
seja verdade que esse cuidado deveria existir em qualquer sistema
de ensino).

A tecnologia do Geekie Lab permite que isso seja feito com


agilidade e segurança, e em tempo real. Isso porque a plataforma
oferece relatórios que apontam desde a assiduidade nos estudos
até o desempenho geral da escola na comparação com a média
das escolas brasileiras no Enem. Cabe então aos gestores traçar
dinâmicas de análise e desenvolvimento de planos de ação
tanto em escala micro (levando em conta cada disciplina e cada
aluno, por exemplo), quanto em escala macro (levando em conta
o direcionamento da escola para o Enem e os vestibulares, o
direcionamento da equipe em pontos estratégicos, a adoção de
métodos de ensino adaptativo etc.).

29
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

Os relatórios oferecidos pelo Geekie Lab


Todos os dados coletados pela plataforma geram quatro relatórios
disponíveis no ambiente do Geekie Lab:

- Relatório de Proficiência: disponível para professores e


gestores, esse relatório apresenta domínio de cada disciplina por
ano ou turma, seguindo as categorias 1 (domínio insuficiente) a 4
(domínio avançado). Vamos considerar geografia como exemplo.
O relatório fornece tanto o domínio médio de cada classe na
disciplina quanto em cada um dos assuntos nos quais o conteúdo
de geografia é dividido na plataforma. Aqui a escola pode
identificar pontos frágeis e mapear experiências e abordagens
pedagógicas bem-sucedidas desenvolvidas pelos professores.

- Tabela de Proficiência: apresenta os mesmos dados do anterior,


mas desta vez discriminados por aluno. É o mapa da mina da
personalização, que mostra os pontos fortes e fracos de cada um e
dá subsídios para que o professor conheça a evolução do aluno em
sua individualidade e realize um acompanhamento mais específico
no dia a dia.

- Relatório de Uso: o mais simples dos quatro, indica quantos


alunos navegaram no Geekie Lab em um determinado espaço de
tempo, que pode ser definido pelo usuário. Ele dá uma ideia clara
do nível de engajamento na plataforma do conjunto de estudantes.
Com base nesses dados, o diretor, coordenador ou professor pode
investigar por que alunos de uma determinada classe navegam
mais no Geekie Lab que os de outra e avaliar, por exemplo, a
eficiência de práticas de engajamento adotadas.

Para compreender ainda como funciona o relatório da Tarefa de


Casa, acesse este link.

Com esses dados em mãos, a escola pode desenvolver um plano


de ações pedagógicas que permitam testar abordagens mais
inovadoras com a segurança de que seus resultados poderão ser
medidos no dia a dia, permitindo a correção da rota caso seja
necessário.

30
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

6. DICAS DE CONTEÚDOS
COMPLEMENTARES
Reunimos alguns links de acesso a materiais que ajudarão você a
continuar se informando sobre os temas abordados neste manual.

E-BOOKS

Por que os educadores precisam ir além do data show


Como a tecnologia pode ser usada na escola? Quais as
possibilidades e benefícios para educadores? Essas e outras
perguntas são respondidas neste e-book, que aborda com
linguagem simples e clara um tema que ainda gera muita
discussão no meio educacional. Leia e ganhe novas perspectivas
sobre o futuro da educação no Brasil e no mundo.

Entendendo o aluno do século 21 - e como ensinar a


essa geração
Neste e-book, apresentamos uma visão do aluno do século 21 que
aborda como eles se relacionam e usam a tecnologia nos estudos
e como os professores podem se aproximar deles com o uso da
tecnologia.

Estudo de caso: como escolas aperfeiçoaram o ensino


com as tecnologias da Geekie
Conheça os Colégios Franciscano Pio XII e Agostiniano Mendel:
ranqueados entre os melhores do país, os coordenadores contam
como fizeram uso da tecnologia para inovar e melhorar o
desempenho de professores e alunos.

A história da TRI: entenda a régua de avaliação do


ENEM
Você sabe como são calculadas as notas do ENEM? Conhecido
como Teoria de Resposta ao Item, esse método de cálculo
revolucionou o critério pelo qual alunos se qualificam para as
melhores universidades brasileiras, e conhecê-lo “por dentro”
pode revolucionar também a maneira como sua escola os ajuda na
preparação para o exame nacional.

31
MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO GEEKIE LAB

VÍDEOS

Como a Geekie ajuda alunos e escolas?


A Geekie tem orgulho de ser uma empresa pioneira na promoção
do aprendizado personalizado no Brasil ao usar a tecnologia para
adaptar o ensino ao perfil de cada aluno. Conheça detalhadamente
o caso de algumas escolas dentre as mais de 4.200 instituições
públicas e privadas que contam com as nossas soluções.

Educação de qualidade para todos: como os alunos


da rede pública de São Paulo usaram o Geekie Lab
para a preparação para o ENEM
Um negócio social é aquele que tem como finalidade não apenas
o lucro financeiro, mas também a promoção da melhoria da
sociedade em que ele se insere. Desde a fundação da Geekie,
milhões de alunos já se prepararam para o ENEM gratuitamente,
com conteúdo e tecnologia de ponta. Conheça o Geekie+, um dos
principais projetos sociais da Geekie.

A escola do futuro, agora


Muitas vezes, a melhor forma de explicar é desenhando. Nesta
animação de 2 minutos, você vai entender de uma vez por todas
o que a Geekie faz e como milhares de escolas brasileiras usam
nossa tecnologia no dia a dia.

ARTIGOS
A tecnologia na escola pode aumentar as matrículas?
Conheça o caso do Colégio Decisão
Os pais percebem o potencial das soluções tecnológicas para
engajar seus filhos nos estudos; a questão é escolher o pacote certo
e comunicar isso de forma eficiente. Saiba como o Colégio Decisão
conseguiu crescer significativamente ao fazer isso.

Como professores e computadores trabalharão juntos


no futuro
É uma preocupação comum: as máquinas têm substituído os
humanos em muitas ocupações. E a tecnologia tem se inserido
cada vez mais na educação. Isso quer dizer que o emprego dos
professores está ameaçado? Eles podem ser substituídos por essas
tecnologias? O que será das escolas do futuro?

32