Вы находитесь на странице: 1из 3

INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ

DEPARTAMENTO DE ARTES

CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS – CLAV

DISCIPLINA: METODOLOGIA DO ENSINO DAS ARTES NA EDUCAÇÃO BÁSICA

MATRÍCULA: 20172014040207 ALUNA: NAIANA RODRIGUES

FICHAMENTO DA SEÇÃO ‘ARTES’ DO LIVRO ‘BASES NACIONAIS


CURRICULARES DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Este trabalho é um exercício de fichamento para a disciplina Metodologia do Ensino das Artes na Educação Básica,
do curso de Artes Visuais, IFCE.

PÁGINA TRECHO COMENTÁRIO


195 “O componente curricular contribui,
ainda, para a interação crítica dos
alunos com a complexidade do
mundo, além de favorecer o
respeitos às diferenças e o diálogo
(...)”
195 “A aprendizagem de Arte precisa Isto é muito verdade quando analiso
alcançar a experiência e a vivência minhas experiências anteriores como
artísticas como prática social, professora. Quando considerei as
permitindo que os alunos sejam vivências dos meus alunos e parti
protagonistas e criadores.” desse ponto para ministrar
conteúdos, vi que eles ficavam muito
mais engajados. E o completo oposto
ocorria quando eu me prendia a um
plano de aula rígido e que não
considerava o ‘mundo’ que o aluno
vive, se insere.
196 - Dimensões do conhecimento “Refere-se às impressões que Este ponto é absolutamente crucial
(Crítica) impulsionam os sujeitos em direção na formação de um indivíduo crítico
a novas compreensões do espaço em e consciente da nossa sociedade,
que vivem, com base no porém é a que vejo sendo menos
estabelecimento de relações (...) trabalhada e menos exigida pelos
entre as diversas experiências e professores, em troca de uma
manifestações artísticas e culturais exposição extremamente conteudista
vividas e conhecidas.” de vários movimentos e correntes
artísticas, sem a devida reflexão e
análise, apenas para que o aluno
tenha conteúdo para o ENEM.
196 – Dimensões do conhecimento “Refere-se à experiência sensível dos Aqui aprendi uma palavra para algo
(Estesia) sujeitos (...) [que] articula a que não sabia que tinha um nome
sensibilidade e a percepção, tomadas específico, e que vejo que é uma das
como forma de conhecer a si mesmo, sensações mais difíceis de despertar
o outro e o mundo.” em meus alunos (e na graduação,
observo que quase nenhum professor
de Artes conseguiu fazer isso com
minha turma)
197 “As Artes visuais possibilitam aos
alunos explorar múltiplas culturas
visuais, dialogar com as diferenças e
conhecer outros espaços e
possibilidades inventivas e
expressivas, de modo a ampliar os
limites escolares e criar novas
formas de interação artística e de
produção cultural, sejam elas
concretas ou simbólicas.”
198 “É importante que o componente
curricular Arte leve em conta o
diálogo entre essas linguagens, o
diálogo com a literatura, além de
possibilitar o contato e a reflexão
acerca das formas estéticas híbridas
(...).”
203 - Habilidades “(EF15AR07) Reconhecer algumas Esta habilidade me chama a atenção
categorias do sistema das artes pela sua imensa importância na
visuais (museus, galerias, formação da criança como pessoa e
instituições, artistas, artesãos, artista, mas também por ser algo tão
curadores etc.)” pouco realizado no Ensino
Fundamental pelos professores, seja
por falta de tempo ou incentivo dos
seus superiores (coordenadores,
diretores, etc)
205 – Habilidades (Continuação) “(EF15AR23) Reconhecer e É imprescindível que a criança não
experimentar, em projetos temáticos, só entre em contato com os
as relações processuais entre diferentes tipos de manifestações
diversas linguagens artísticas.” artísticas, mas também veja que
nenhuma delas estão isoladas e todas
se interligam em várias
oportunidades diferentes. É exemplar
que as BNCC reconheçam isto, e é
obrigatório que nós, professores de
Artes (e os professores de Teatro e
Música) saibam manejar este fato e
saibam interligar as diferentes Artes
da forma apropriada às crianças.
213 – Habilidades – Anos finais do “(EF69AR33) Analisar aspectos Formidáveis trechos que não
Ens. Fundamental históricos, sociais e políticos da esperava estar escritos nas BNCC de
produção artística, Artes. Pessoalmente, como não me
problematizando as narrativas lembro de ter tido aulas de Artes no
eurocêntricas e as diversas Ensino Fundamental, não posso
categorizações da arte (arte, atestar a nível anedótico se isto é
artesanato, folclore, design etc.).” obedecido, e claro, a obediência ou
não da execução do que está no
“(EF69AR34) Analisar e valorizar o trecho também acaba dependendo da
patrimônio cultural, material e linha
imaterial, de culturas didática/metodológica/ideológica
diversas, em especial a brasileira, que o professor segue e a liberdade
incluindo suas matrizes indígenas, que o mesmo tem para tal a partir do
africanas e europeias, que diretoria, coordenadoria e pais
de diferentes épocas, e favorecendo a dos alunos determinam em reuniões
construção de vocabulário e e exigências.
repertório relativos às
diferentes linguagens artísticas.”