Вы находитесь на странице: 1из 5

Let’s Eat

Caio Vinicius de Paula Oliveira, Carlos Vitor Caetano da Silva, Kelvyn Lima
Pinheiro, Gustavo Augusto Rodrigues, Igor Kaliel Nunes Dutra, Willian Sady
Cardoso Gomes.

Faculdade Impacta de Tecnologia


São Paulo – SP – Brasil

contato.letseat@gmail.com
Abstract. This article brings in detail what will be developed in the Let's Eat
project. In this case, how was the choice made by the client, process for data
collection and filtering and in fact, application development focused on the
actual need of the client.
Resumo. Este artigo traz de forma detalhada o que será desenvolvido no
projeto Let’s Eat. No caso, como foi feito a escolha do cliente, processo para
coleta e filtragem de dados e de fato, desenvolvimento da aplicação voltada
para a real necessidade do cliente.

1. Introdução
Visando sanar o problema que muitos restaurantes enfrentam com a gestão e
administração dos clientes, o aplicativo Let’s Eat chega com a proposta de auxiliar tanto
o comerciante quanto o cliente, do momento em que ele chega no local até sua saída.
O cliente escolhido se chama MT (Máquina do tempo), um restaurante localizado
na região de Pinheiros, centro da capital de São Paulo.
A solução resultará na satisfação do cliente, vinda de novos clientes, expansão do
negócio.

1.1. Apresentação do Problema


Atualmente o restaurante recebe uma grande quantidade de clientes em seu
estabelecimento e faz a anotação dos pedidos em papéis ou anotam o pedido e a mesa de
cabeça e por muitas vezes os atendentes acabam esquecendo os pedidos que foram
solicitados.
Os clientes têm dificuldades de chamar um atendente tendo que ficar levantando
a mão para chamar ou até mesmo assobiando diversas vezes até que sejam atendidos, em
alguns casos acabam perdendo a vontade de fazer um novo pedido.
Alguns pedidos acabam sendo passados na frente causando desconforto e estresse
aos clientes que estão no restaurante.
O restaurante hoje não tem uma visão de quais os pratos que os clientes mais
gostam, como está a satisfação do cliente.
1.2. Objetivo

● Objetivo Geral

O objetivo geral deste trabalho é desenvolver um aplicativo móvel para atender a


demandas de pedidos na área de “Restaurante”, agilizando os processos de
atendimento entre o consumidor e o fornecedor.

● Objetivo Específico
Os objetivos específicos deste trabalho:
1. Analisar os processos atendimentos de pedidos
2. Entender os processos de atendimento de cada estabelecimento
3. Desenvolver o aplicativo customizado conforme as necessidades de cada Cliente
4. Elaborar materiais funcionais do aplicativo.
5. Avaliar o Software conforme as necessidades pedida

2. Estudo de Viabilidade
Atendendo a expectativa do nosso cliente para atender, as soluções de processos
de atendimento de seus clientes, o ‘Let’s Eat’ facilitará a forma de agregar valor no
desempenho de estratégia de relacionamento dos processos de atendimento. Fazendo uma
análise de comparativo a outros produtos de mercado, identificamos as dificuldades de
outros aplicativos no mercado de restaurante em relação às adversidades são a lentidão
no processo de pedidos, a indisponibilidade do sistema na hora efetuar o pedido e perda
de dados no envio de pedidos para efetivar as conclusões dos pedidos. No Let’s Eat, além
de robustez nos processos de pedido específico, ao tipo de hardware que é utilizado,
oferecendo que chamamos de botões customizados de fácil entendimento para o cliente
direto, que facilita na hora de fazer o pedido sem perder performance das informações
para conclusão do pedido.

2.1 Soluções de Mercado e OPE


Lentidão no processo de tirar o pedido: O mercado tem colocado algumas diretrizes
de hardware que podem ser eficazes, para diminuição da lentidão dos processos como:
Processadores rápidos e eficientes para os equipamentos Tablets ou celulares que forem
utilizados para gestão do aplicativo na gestão de pedido para restaurantes.
Perda de informações de pedido da mesa para o balcão: Banco de dados em "nuvem"
permite a utilização de celulares ou tablets para a realização de pedidos. Dessa maneira
os funcionários podem trabalhar com comandas eletrônicas que facilitam e geram muita
rapidez no atendimento.

2.2. Justificativa
Processadores rápidos Faz com que, todos os pedidos realizado seja por celular ou Tablets
direto com o cliente tenha uma agilidade de performance eficiente.
Banco de dados em "nuvem”: Sem perda de informações entre, pois sempre estará
direcionado ou configurado para “backup” dos pedidos exigidos.

3. Arquitetura da Solução
3.1. Diagrama de Componentes Commented [1]: Seria interessante antes de mostar o
diagrama ter o texto explicativo.

3.2. Infraestrutura
● O restaurante MT (Máquina do tempo não utiliza nenhum tipo de tecnologia).
● Cabeamento Estruturado
● Rede Sem fio
● Internet velocidade 30MB (Operadora à critério do cliente)
● Desktop 7ª geração dos Processadores Intel® Core™ i5-7200U
● Tablets ou celulares compatíveis ao aplicativo.
3.3. Tecnologias Utilizadas

Tabela 1. Exemplo de tecnologias utilizadas

Tecnologia Sistema/Subsistema Justificativa

Internet Comunicação dos dados Velocidade do processo


de pedido
Modo seguro para
Cloud Server Servidor de guardar as informações
Armazenamento do cliente
Gerenciador do banco
SQL ou Oracle Servidor de Banco de de cadastros dos
Dados produtos e cliente

4. Resultados Obtidos Commented [2]: Resultados obtidos era esperado o


resultado referente a implantação da solução ou os
testes realizados.
4.1. Comparativo com Soluções
Atendendo as necessidades do cliente MT (Máquina do tempo), em relação ao
aplicativo Let’s Eats fizemos um comparativo do antes e depois dos processos tangente
aos pedidos de seus clientes, ou seja, a forma de melhoria, após a integração dos processos
pelo aplicativo constatamos uma velocidade significativa no atendimento.
Pedido era feito via comanda manuscrita pelo atendente, que depois de suas
anotações passava para o gerente aonde, o mesmo enviava para a cozinha para verificação
depois para produção do lanche o tempo estimado para o processo de atendimento 30
minutos. Com Let’s Eat o pedido feito eletronicamente através do tablete ou celular feito
direto para cozinha que fazendo o check up do pedido, processo de atendimento ficou em
torno entre o cliente, pedido e cozinha de 15 minutos.

4.2. Protótipo
4.3. Considerações Finais
Ao fazer um teste do aplicativo Let’s EatApp, verificou-se que as partes mais
complexas e desgastantes do processo foi o levantamento de requisitos do cliente,
customização e desenvolvimento do aplicativo que demandou dias e horas para serem
concluídos. Houve um grande sucesso do aplicativo trazendo uma grande satisfação do
cliente para com o nosso produto. Sendo assim, agradecemos a todos os participantes
envolvidos no projeto sempre com objetivo de apresentar o melhor para os nossos
clientes.

Referências:

DALL'OGLIO, Pablo. PHP - Programando com Orientação a Objetos. 4. Ed. São


Paulo: Novatec, 2018.

CARDOSO, Andre; ANICHE, Maurício. Test-Driven Development - Teste e Design


no Mundo Real com PHP. São Paulo: Casa do Código, 2015.

SCHMITZ, Daniel. Criando Sistemas Restful Com Php e Jquery - Uma Abordagem
Prática na Criação de Um Sistema de Vendas. São Paulo: Novatec, 2013.

NIEDERAUER, Juliano. Php Para Quem Conhece Php 5.Ed. São Paulo: Novatec,
2017.

SILVA, Maurício Samy. Ajax com Jquery - Requisições Ajax com a Simplicidade
de Jquery. São Paulo: Novatec, 2009.

PEREIRA , Rogério. User Experience Design. São Paulo: Casa Do Código, 2018.