Вы находитесь на странице: 1из 9

18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.

php

UFSM/CT/Prof. Righi - ApreEnsinagem na Borda


da Caixa (ABC)
O que é EABC? Ser ou não ser? Educação e sentido da vida A Guide for Perplexed
O Negócio é ser Pequeno ... Lidar com Pessoas Carl Gustav Jung Um pouco de história
Dewey e a Escola Nova Teoria da aprendizagem Atividade? Modelo Mental
Pedagogia de Projetos Sabor? Dor? Convergência Divergência Inteligência Emocional
Psicologia organizacional David Kolb Coach: sim ou não? CPS Educação Fora da Caixa
Complexidade Pluralidade Ludicidade Sagrado Eng. renascentista Maiose
Propostas de ensino Mapas e planos

A Fina Arte de Lidar com Pessoas - Uma receita de


seis mil anos de idade
Ivan Maia

Seja muito bem vindo (a)! Este curso certamente ajudará você a se aprimorar como pessoa e profissional, e
melhorar seus resultados financeiros, como já fez com centenas de outras pessoas. As aulas foram
desenvolvidas com base em modernas técnicas de aprendizado inconsciente, permitindo aos alunos
alcançarem o máximo de aproveitamento em cada módulo. Portanto, aproveite cada segundo e valorize seu
investimento! Abaixo descrevemos alguns conselhos preciosos para que isso se torne possível.

Pergunte: esclareça todas as suas dúvidas, não as leve para casa. Você pagou pelas aulas, e merece obter
respostas. Além disso, outros alunos se beneficiarão das suas respostas, e com isso o grupo cresce. Perguntar
é o verbo mais importante do mundo, pois é ele que abre as portas para os demais.

Concentre-se: esteja sempre em contato com aquela parte dentro de você que busca o aprimoramento; sinta
como certas informações tocarão as suas “cordas interiores”, e que tipo de reflexões elas produzirão. Anote
isso na sua apostila, pois essas são as chaves do aprendizado e do aprimoramento. Se quiser saber mais sobre
como usar essas chaves, basta usar o conselho acima.

Relaxe: o cérebro absorve mais informações quando estamos relaxados e confortáveis, por isso, busque a
melhor posição e use roupas confortáveis durante as aulas. E acima de tudo, divirta-se. Nossa equipe de
apoio estará à sua disposição para ajuda-lo no que for preciso e atender suas necessidades, e o professor
também. Nosso desejo é que você saia satisfeito e sinta-se beneficiado com os amplos resultados que
certamente alcançará.

O “Segredo de Esopo”

Somos os únicos seres que possuem a capacidade de falar. Cada palavra que falamos produz um efeito em
nossa vida e na vida das pessoas ao nosso redor. Devemos usar esse poder com muita responsabilidade, pois
palavras se tornam pensamentos, que se tornam sentimentos, que geram comportamentos, que criam
resultados. Muito dinheiro é perdido, incontáveis dias são gastos inutilmente, vidas são destruídas e
oportunidades perdidas porque o ser humano ignora esse tão importante fato. É claro que algumas pessoas
acreditam que existem dois tipos de crítica (a construtiva e a destrutiva), mas enganam-se terrivelmente e

http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 1/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

vivem suas vidas numa penumbra cinzenta, tropeçando sucessivamente e ignorando que são as próprias
responsáveis por suas desventuras. Como pessoa, dia a dia você se torna aquilo que diz; e como pai, mãe,
professor e líder você torna as pessoas aquilo que diz sobre elas e para elas.

“O homem comum é exigente com os outros; o homem superior é exigente consigo mesmo´´.
(Marco Aurélio)

Removendo Barreiras
A maneira mais potente de abandonar um hábito é substitui-lo por outro. Já que você se torna aquilo que diz
(como vimos acima), desenvolva em si mesmo o hábito mais poderoso do mundo: elogiar. Para isso você só
precisa querer, nada mais. Observe as pessoas e verá que todas elas possuem qualidades (ou características
positivas). Elogie pelo menos uma pessoa por dia, e em pouco tempo sua vida se alterará para melhor com
tanta intensidade que você ficará surpreso. O elogio pode ser feito com gestos, expressões faciais, palavras
diretas, cartões, mensagens fonadas, toques físicos e muitas outras formas. Ele pode ser “direto” (dito para a
própria pessoa) ou “transportado”(usando-se um fofoqueiro ou vários). Comece já!

“Nós não nos libertamos, atirando-o pela janela: é preciso fazê-lo descer a escada, degrau
por degrau”. (Mark Twain)

A Maior Arma de Vendas e Relacionamentos

A maioria das pessoas está sempre buscando conhecimentos e técnicas mirabolantes para aumentar seus
resultados. Tais pessoas buscam sempre coisas difíceis, complicadas na aplicação, dispendiosas e que
demoram para dar frutos. Enquanto isso, existe uma minoria que usa coisas mais simples, que já aprendemos
desde a infância, e alcançam resultados amplos e positivos.

O sorriso é a maior arma que existe. Ele beneficia quem o recebe, mas não tanto quanto o faz para quem o
dá. Ele abre portas e amolece até os mais duros, suaviza ambientes e muda a cor do dia. Uma das maiores e
mais importantes descobertas da psicologia moderna foi a de que a ação vem ANTES da sensação. Então não
espere mais, comece já!

“O passarinho não canta porque está feliz. Ele está feliz porque canta”. (Prof. William
James)

Eco Emocional - I (solicitações)


Cada vez que você fala com alguém, uma entre duas coisas acontece: ou a pessoa fica a seu favor ou
totalmente contra você. O nosso tom de voz é o piloto que dirige as outras pessoas, nunca pela razão, sempre
pela emoção. Sendo assim, COMO falar é muito mais importante do que O QUE falar. As pessoas que
conseguem ser amadas, admiradas e respeitadas são aquelas que já descobriram a “combinação mágica”: o
que, quando, onde e como dizer algo para alguém. Sempre que for dizer algo, lembre-se desse importante
fator, e pergunte-se primeiro como gostaria que alguém te dissesse aquilo. É uma ferramenta que jamais
falha!

“Nós nos transformamos naquilo que praticamos com freqüência. A Excelência, portanto,
não é um ato isolado. É um hábito”. (Aristóteles)

A Arte de ser Diferente - I (atuação)

O mundo está repleto de faladores compulsivos. São como matracas eletrônicas, falam sem nem mesmo
parar para respirar, e emendam assuntos uns nos outros, sem se preocupar com quem está ouvindo. E além
disso, falam todos ao mesmo tempo. Se você deseja obter sucesso por onde passar, seja diferente! Fale
sempre menos do que deseja. E quando for sua vez de falar, use as Regras Máximas:

(parte 1): Jamais fale o tempo todo. Cuidado para não falar somente sobre o que você gosta. Jamais
demonstre ser muito entendido em algum assunto (ou em todos). Aprenda primeiro a ouvir e depois a escutar
realmente. Quando uma pessoa estiver falando com você, use as Regras Máximas.
http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 2/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

(parte 2): Jamais interrompa. Jamais bloqueie (seja com gestos ou expressões faciais). Jamais demonstre
ansiedade. Jamais interrompa o fluxo da comunicação.

“Aquele que cala escuta, não dissipa o que sabe e aprende o que ignora”. ( Autor
desconhecido)

Reversão de Interesses
Todos os dias você pode escolher o que fazer com seu tempo, ou seja, investir em pessoas e resultados ou
desperdiçar oportunidades. Os maiores líderes da história conheciam e dominavam essa ferramenta: eles
sempre encontravam tempo para se interessar pelas outras pessoas.

Dedique 15 minutos de cada dia de vida e pratique isso. Interessar-se por alguém significa prestar atenção,
saber que a pessoa existe, ouvir, olhar para a pessoa enquanto ela fala, parafrasear de vez em quando,
certificando-se de que realmente está entendendo. Não há como descrever corretamente a imensidão de
benefícios que você terá com isso!

“Qualquer um pode ser negligente, mas uma vez que você se compromete a fazer algo sério,
esse algo entra em seu sangue e aí é muito difícil alguém conseguir impedi-lo”. (Bill Cosby)

Construindo Oportunidades

Todas as pessoas são boas em algumas coisas. Todas elas possuem características, habilidades,
conhecimentos ou coisas que admiramos e gostaríamos de ter. Passe a mencionar esse tipo de coisa às
pessoas com quem você convive, ou com as quais se encontra ocasionalmente, e você perceberá os
resultados fantásticos do uso dessa ferramenta. Fale honesta e abertamente sobre as razões pelas quais
você admira aquilo. Tais palavras são como o bálsamo que alivia dores físicas, e nos aproximam das outras
pessoas de modo maravilhoso. Além disso, ao construir oportunidades para outros, você o fará também por
você mesmo.

“A franqueza não consiste em dizer tudo o que se pensa, mas em pensar tudo o que se diz!”
(Victor Hugo)

Respeite os Nomes
Um casal, muitas vezes, leva nove meses para escolher o nome de uma criança. Anos se passam e aí alguém
aparece e se acha no direito de substituir tal nome por um apelido. Outros se juntam a esse pernicioso hábito,
pois a mediocridade sempre aglutina pessoas semelhantes. Fuja disso! Ao conhecer uma pessoa, pergunte a
ela como gosta de ser chamada. Algumas possuem dois nomes, outras preferem o sobrenome, e uma minoria
bem pequenina prefere apelidos. Seja como for, chame-a da forma como ela prefere. A história do mundo
está repleta de exemplos da absurda importância que os seres humanos dão a esse fator, portanto, respeite-o.

“A grande diferença está nos detalhes. Um vinho pode custar dez ou vinte vezes mais do que
outro, por ser um pouco melhor. Ele nunca será dez ou vinte vezes melhor”. (Heitor
Herculano de Paula Presidente da Azaléia)

Coerência e Confluência

Existem duas ferramentas que devem sempre ser usadas em conjunto, se você deseja viver melhor, vender
mais e ter paz de espírito.

A primeira é o Recuo Estratégico: sempre que perceber que uma nuvem de discussão está se formando,
retire-se do cenário, pois nada de bom pode advir do fato de ficar.

A Segunda é a Confluência: sempre que alguém discordar de você, das suas idéias, te apresentar uma queixa,
objeção ou tentar te agredir verbalmente, coloque-se no lugar dela (tentando ver as coisas sob o seu ponto
de vista), e lembre-se de que existem três estratégias dentro dessa ferramenta. Cada uma delas é usada num

http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 3/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

certo tipo de situação, e todas são potentes, pois te colocam favoravelmente em relação ao seu interlocutor,
como abaixo demonstrado.

Confluência Plena: se perceber que a outra pessoa tem toda a razão, diga a ela que ela está certa e pergunte
como a situação pode ser resolvida.

Confluência de Idéias: diga a ela que deve existir uma outra informação que ela tem em mãos e você
desconhece, e por isso é natural que ela pense de outro modo. Faça isso de forma interrogativa, alavancando
sempre uma resposta.

Confluência de Razões: diga a ela que deve existir uma razão (motivo) que ela sabe e você não, e por isso é
natural que ela esteja se sentindo daquele modo. Faça isso também de forma interrogativa, alavancando
sempre uma resposta.

Em todos os três casos, abre-se uma nova porta para a sequência da conversa ou negociação, suaviza-se os
temperamentos, e soluções positivas são alavancadas. No final de tudo, a pessoa se aproxima de você, pois
“algo” diz a ela que você é diferente das outras pessoas. Novos negócios tornam-se possíveis a partir disso.

“Há três tipos de pessoas no mundo: As que aprendem com os próprios erros: são sábias. As
que aprendem com os erros dos outros: são afortunadas. E as que não aprendem nem com os
próprios erros, nem com os dos outros: são imbecis”. (Anônimo)

“Não há progresso sem mudança. E quem não consegue mudar a si mesmo, acaba não
mudando coisa alguma!” (Geoge Bernard Shaw)

Eco Emocional - II (repreensões)

Agora que você já conhece as implicações que nossas palavras têm e a importância do nosso tom de voz
(conforme visto no primeiro período), imagine o cuidado que deve ter quando se trata de repreender alguém.
O grande segredo é jamais falar quando se está nervoso, ou no momento em que o fato acontece. Enquanto
não perceber que a fagulha emocional negativa não se apagou, permaneça em silêncio sobre o fato. Aguarde
o esfriamento mental, que produz lucidez. Quando falar seja franco e austero se desejar ou se a situação
exigir, mas sempre usando a delicadeza ou a diplomacia. Fazendo isso você jamais se arrependerá, pois
além de não abrir feridas que não poderão ser curadas, os resultados serão amplos e positivos.

“O verdadeiro valor de um homem não pode ser encontrado nele mesmo, mas nas cores e
texturas que faz surgir nos outros”. (Albert Schweitzer)

Matemática Emocional
Sempre que estiver numa situação onde tiver que vender uma idéia para alguém, mostrar a uma pessoa um
ponto de vista que difere do dela, ou estiver conversando com uma dessas pessoas que discordam de tudo o
que você diz, lembre-se que esse tipo de emoção segue uma fórmula matemática simples. Desde o início da
sua fala, consiga que outra pessoa fique num estado mental favorável a você. Não permita que ela diga
um “não”.

Deixe evidente (com palavras, gestos, olhar e tom de voz) que você deseja o mesmo objetivo que ela, faça
perguntas oportunas e coerentes. Antes de perguntar algo, elabore a pergunta de forma que a resposta seja
positiva. Após cada resposta, concorde e mantenha o rumo de forma positiva. Ajude a pessoa a “navegar”
pelo assunto e você verá como ela mesma reconhecerá a incoerência sem, no entanto, ofender-se. As pessoas
tendem a se agarrar às primeiras palavras e pensamentos que se formam em suas mentes.

“É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito”. (Albert Einstein)

A Arte de ser Diferente - II (construção)

Agora que você já sabe que o segredo é tornar-se um escutador num mundo de faladores (conforme
vimos no primeiro período), aprenda a construir possibilidades positivas, solidificar amizades e deixar
http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 4/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

marcas emocionais construtivas. Incentive as pessoas a falarem sobre os assuntos que são importantes
para elas.

Resista à tentação de ser como a maioria. Fazendo isso você aprenderá muitas coisas importantes. Faça
perguntas pertinentes (sem parecer um interrogatório), parafraseie (sem parecer um relógio de repetição),
comente pequenos elogios em apreciação a certos fatos (usando sempre a sinceridade), explane pontos de
dúvidas (mostrando coerência e inteligência). Se em alguma ocasião um determinado assunto realmente o
incomodar ou não interessar, diga isso de forma educada, gentil e sincera, mas uma única vez e sempre
acompanhado de um “sinto muito”. Logo a seguir mude de assunto e se abra para ouvir novamente. A outra
pessoa, além de não se magoar ou ressentir, permanece aberta ao convívio futuro com você.

“Se quiser ter inimigos, sobreponha-se aos seus amigos; se quiser ter amigos, deixe que os
outros se sobreponham a você”. (Dale Carnegie)

Prefira a Segunda Fileira


Na convivência com outras pessoas, seja no trabalho, na família ou nas relações sociais, jamais faça esforços
para tornar público os resultados das suas idéias. Deixe que as coisas aconteçam naturalmente, pois as
pessoas tendem a se colocar contra as suas idéias, se fizer o contrário.

Quando tiver uma idéia ótima, que der um resultado impressionante, o importante é que você saiba que ela é
sua. Sempre que for possível, deixe que a outra pessoa pense que e idéia é dela. Troque o mérito pelo
lucro. Quando alguém te atribuir um mérito, agradeça humildemente e de coração, mas dê um jeito de dividir
as fatias com sua equipe, esposa, filhos e outras pessoas que te ajudaram. Entenda que ninguém faz nada
sozinho nesse mundo.

Não alardeie seus sucessos, apenas comemore-os com alegria. Em público, prefira falar mais sobre as
vitórias e conquistas dos outros. No trabalho, quando quiser que uma idéia sua seja posta em prática, saiba
fazer com que alguém hierárquicamente acima de você pense como se a idéia fosse dele próprio, pois as
pessoas tendem a gostar mais das próprias idéias do que das dos outros. A história do mundo está repleta de
casos assim, e até a Bíblia fala sobre isso.

“O que mais precisamos na vida é de alguém que nos leve a realizar o que podemos realizar
e o que de útil podemos fazer”. (Ralph Waldo Emerson)

Compartilhamento de Emoções

Você sabe o principal motivo pelo qual somente 5% das pessoas consegue reunir fortunas durante a vida? É
que tais pessoas fazem o contrário da maioria, ou seja, ao invés de julgar as pessoas por serem como são, elas
se perguntam: por que as pessoas são como são? Tal pergunta abre espaço no cérebro para as mais variadas
respostas, e com isso vem a compreensão, que traz a chave para a personalidade das pessoas, e tal chave abre
os cofres do Universo.

A habilidade da empatia só é desenvolvida por pessoas de mente aberta, coração dedicado e que buscam a
excelência como seres humanos. Essa habilidade abre portas, produz imensos resultados, altera destinos,
remove barreiras, transforma corações e comportamentos. Através da compreensão dos outros nos
aproximamos mais e mais do auto-conhecimento. É impossível prejudicar alguém sem fazer o mesmo a si
próprio; o contrário é igualmente verdadeiro.

“Abençoados os que não têm nada a dizer, e se mantêm em silêncio, não se deixando
persuadir do contrário”. (James Russel Lowell)

“O muito falar gera transgressão, mas o que modera os lábios é prudente”. (Provérbios
10:19)

Ampliando a Compreensão

http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 5/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

Os seres humanos possuem três canais no cérebro: Visual, Auditivo e Cinestésico. Sempre que estiver
falando com outras pessoas lembre-se disso: as pessoas entendem, compreendem e aprendem de maneiras
diferentes. Pessoas não são máquinas e ignorar isso produz muitos problemas.

Quando for ensinar algo, pedir algo, transmitir uma informação ou contar algo, leve em conta o seguinte
fato: algumas pessoas só entenderão se você desenhar, para outras você terá que falar pausadamente e
caprichar na riqueza de detalhes, e outras só entenderão se você fizer uma vez com elas ou deixar que elas
façam ao seu lado.

Mas se você desenvolver a habilidade de despertar emoções ao falar, conseguirá entender e ser entendido por
todas elas.

“Além de respeitar as pessoas como elas são, você pode ser mais eficaz, ajudando-as a se
aperfeiçoarem”. (John Gardner)

A Chave Oculta
Você acredita que as pessoas só fazem as coisas por dinheiro? Acredita que as equipes mais produtivas são
aquelas que ganham mais? Que o ser humano só desempenha o seu melhor papel quando tem muito dinheiro
em jogo? Se for esse o seu caso, é tempo de atualizar seus conceitos, antes que seja tarde demais.

Talvez você deva observar melhor ao seu redor, nos raros lugares onde encontrar pessoas super produtivas e
excelentes. Talvez deva exercitar um pouco sua memória, e tentar se lembrar de ocasiões onde deu o melhor
de si, no trabalho ou na vida pessoal, e perguntar-se quanto dinheiro estava envolvido na ocasião. Talvez
deva conversar com pessoas que trabalham entusiasticamente por horas a fio, e perguntar quanto ganham por
mês. Existe algo maior e mais forte que todo o dinheiro do mundo: o desafio.

Quando alguém é desafiado positivamente ele sabe, no inconsciente, que é uma oportunidade para dar vazão
ao que possui de melhor dentro de si mesmo: seu potencial humano. Os maiores líderes da história mundial
conheciam muito bem essa chave esquecida, ignorada e menosprezada; eles a usavam com frequência e
maestria, por isso foram seguidos e amados por multidões.

“Existem pessoas que diante de um grupo vêem apenas um grupo. Mas as pessoas que
caminham com o Guerreiro Interior, diante de um grupo, vêem várias pessoas, cada uma
com seus anseios, cada uma com seus medos, cada uma diferente das demais”. (Gal. Norman
SchwarskopF-adaptada)

O Exemplo da Natureza

Ao observarmos um lavrador iniciando o trabalho do plantio, percebemos que, antes de colocar as sementes
no interior da terra, ele ara o solo e o remexe, preparando-o para o que vai ser feito. Depois disso, durante um
longo tempo ele rega, cuida e estimula o crescimento, para que os frutos surjam. Lidar com pessoas requer
o mesmo processo estudo, preparo e dedicação.

Sempre que estiver diante uma situação onde tenha que repreender alguém por um erro cometido ou uma
falha de comportamento, você deve proceder assim: pegue uma folha de papel em branco e escreva um
cabeçalho, com o nome da pessoa (e o cargo dela, se for um liderado seu). Divida a folha verticalmente,
traçando uma linha no centro dela. No topo de uma coluna escreva a palavra “pontos fortes”, e na outra
“limitações”. Na primeira coluna escreva todas as qualidades daquela pessoa, em detalhes plenos e
profundos, mas sem exageros ou inverdades. Na segunda desenhe um ponto de interrogação tão grande
quanto o espaço permita. Chame a pessoa para uma conversa particular, e deixando a folha bem à mostra
sobre a mesa, comece a conversa enumerando e descrevendo o que ela possui de positivo, pergunte se ela
entendeu tudo, e depois finalize com uma pergunta provocativa (exemplos dados no curso, pelo professor).

“Se nós quisermos atingir resultados nunca antes atingidos, devemos utilizar métodos nunca
antes utilizados!”. (Sir Francis Bacon)

A Ponte sobre o passado


http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 6/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

Sempre que alguém nos aborda para falar de uma falha nossa, ou de algo que não gosta em nós, temos uma
tendência de achar que aquela pessoa está se colocando como superior a nós, e detestamos isso. Muitas vezes
a ferida é tão profunda, que jamais esquecemos o infeliz episódio. Portanto, se você vai repreender alguém
por um erro, e no passado você já errou naquele mesmo ponto, comece dizendo o fato, e conte como
conseguiu mudar. Se nunca errou naquele ponto, busque na memória um ponto onde tenha errado e use o
mesmo processo. Quando usamos pequenas palavras de humilhação de nós mesmos, percebemos como as
outras pessoas mudam sua forma de agir e pensar em relação a nós. Essa é uma das maiores ferramentas de
transformação de comportamentos que existe!

“Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância”. (John F.
Kennedy)

“Sempre faço o que não consigo fazer para aprender o que ainda não sei”. (Pablo Picasso)

Eco Emocional - III (execuções)

Se já sabemos a suprema importância das palavras, e da forma como falamos (conforme vimos nos primeiros
dois períodos), podemos imaginar como isso atua nas situações onde temos que dar ordens. Quando alguém
nos dá uma ordem, ou fala algo de um jeito que entendemos como uma ordem, nos ressentimos
imediatamente, e algo dentro de nós luta contra aquilo e aquela pessoa. E mesmo reconhecendo que aquilo é
necessário e correto, no nível inconsciente nos rebelamos.

Na próxima vez em que você tiver que dar uma ordem (ou pedir algo para alguém), experimente colocar em
forma de pergunta. Pode ser uma pergunta linear (quando há espaço para uma segunda opção), ou uma
pergunta em perspectiva (quando a coisa tem que ser feita de uma determinada forma). Seja uma pessoa
eficaz no trato com subordinados, filhos ou outras pessoas. E se você for um líder, seja capaz ao invés de
capataz!

“Quando procuramos o bem nas outras pessoas, descobrimos o que há de melhor em nós
mesmos”. (Martin Walsh)

O Maior de todos os Segredos


Em todos os lugares onde você for, em todas as empresas onde trabalhar, em todas as igrejas, associações e
agrupamentos de seres humanos você encontrará pessoas insensatas, ríspidas, mal educadas, rabugentas,
prepotentes, imbecis, cheias de si, inchadas em seu ego, medíocres que nadam no próprio vazio cerebral,
tratando pessoas como se fossem lixo, ofendendo empregados como se fossem objetos, gritando com os
outros como se fossem surdos, humilhando filhos e cônjuges na presença de terceiros, ignorando o que o ser
humano tem de mais sagrado: sua dignidade. Aprenda com tais pessoas! Nenhum ser humano é inútil, pois
em último caso ele serve de mau exemplo.

Portanto, olhe e aprenda a fazer o contrário. Se você deseja ser feliz e ter paz de espírito, jamais faça ou diga
algo que diminua uma pessoa diante de si mesma ou de outras. Jamais tenha explosões que diminuam a outra
pessoa. Jamais tome algo da mão de alguém, quando ele estiver se esforçando para fazer algo. Seja
cuidadoso com as brincadeiras e gozações que faz com outras pessoas, pois sem querer você pode destruir os
sonhos mais preciosos que elas possuem. E jamais, em qualquer circunstância, repreenda alguém na presença
de outra pessoa. Elogios são para fazer em público, repreensões em particular, sempre!

“Posto que sou imperfeito e necessito da tolerância e da bondade dos demais, também tenho
de tolerar os defeitos do mundo até que possa encontrar o segredo que me permita melhorá-
los”. (Mahatma Gandhi)

Cultivando Sequóias

Certa vez perguntaram a um xamã de uma tribo indígena como ele conseguia se manter sereno diante da
insensatez dos seres humanos, e viver em paz com as pessoas. O velho respondeu que ele tinha dentro de si
duas feras, uma boa e outra má, e todos os momentos do dia elas brigavam entre si para ver qual teria o
domínio sobre ele. Ao descobrir isso, contou ele, passou a dar cada vez mais alimento para a fera boa,
http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 7/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

enquanto que para a outra ele só dava migalhas; quando elas brigavam, a que estava melhor alimentada
sempre vencia a outra.

Um grande segredo de lidar com pessoas, e alterar seus destinos produtivamente é usar essa ferramenta:
Sempre que você repreender alguém, e a pessoa mudar o comportamento para melhor, mesmo que só um
pouco, elogie o novo progresso. Comente o quanto ela ficou melhor, e ela lutará com todas as forças para
melhorar ainda mais. Se notar outros progressos, mencione novamente. Esse tipo de palavra produz estímulo,
que é o combustível do espírito. Este, por sua vez, produz alegria que permite à alma respirar aliviada.
Agindo assim você planta pequeninas sementes, e quando percebe, anos depois, nasceram imensas e
frondosas sequóias.

“Trate as pessoas da forma como elas devem ser e ajude-as a se tornarem o que elas são
capazes de ser”. (Goethe)

Projetando Verdades
Era uma vez um escultor grego chamado Pigmalião ... você conhece essa história? O exemplo de Pigmalião
nos traz uma verdade inegável: tudo o que falamos tende a se concretizar, por isso as pessoas sempre são
aquilo que dizemos que são. Isso se aplica a filhos, empregados, sócios, amigos e circunstâncias variadas.

Nos escritos religiosos encontramos duas variáveis para os dois mais importantes tipos de palavra: bendizer e
amaldiçoar. Nosso foco é a primeira delas. Do latim “benedicere”, bendizer significa dizer algo bom sobre
algo ou alguém, fazendo disso uma verdade. Significa que nos foi dado o poder de alterar nosso destino e o
das outras pessoas, através da escolha correta das nossas palavras. Sempre que desejar mudar alguém para
melhor, lembre-se disso!

Investigue sua vida e seu interior, vasculhe seu vocabulário e MUDE agora, se for esse o seu caso. Projete
novas verdades, e elas se concretizarão em sua vida ou ao seu redor.

“Transportai um punhado de terra todos os dias, e fareis uma montanha”. (Confúcio)

O Colosso Espiritual

Vivemos na mais atribulada época do mundo, onde as pessoas vivem correndo freneticamente atrás de
algo que jamais alcançarão, pois não sabem o que é. A maioria, quando erramos, se compraz ao publicar
nossos erros e imortaliza-los de forma que jamais possamos nos esquecer, instigando as demais pessoas a
fazerem o mesmo. É como se houvesse uma fábrica inconsciente de infelicidade atuando através de tais
pessoas. Seja diferente!

Quando confrontar alguém que errou gravemente, lembre-se de que muitas vezes só por ter errado a pessoa
já se sente desprezível e pequena, por isso, use palavras amenas e diminua o erro tanto quanto puder. Cada
homem ceifa sua própria messe, portanto, não cabe a outros o julgamento. Nada que você fizer ou disser
reparará o erro, mas você pode recuperar a pessoa, fazendo-a sentir-se melhor e recomeçar do ponto onde
parou. Muitos destinos foram assim transformados ao longo da história humana. Permita que o seu espírito
cresça, floresça e se torne um colosso. Neste mundo de amebas espirituais você se destacará!

“Praticamente qualquer um pode suportar a adversidade, mas se quer testar o caráter de


alguém, dê-lhe poder”. (Abraham Lincoln)

Critérios para Auto-Avaliação

Roda das Competências

Enumere alguns objetos pedagógicos que podem estar associados com as seguintes competências:

1. Auto-confiança
2. Comunicação
http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 8/9
18/01/2018 coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php

3. Paciência
4. Otimismo
5. Simpatia
6. Pontualidade
7. Dinamismo
8. Poder de Assimilação
9. Auto-estima
10. Trato com Pessoas
11. Bom Humor
12. Entusiasmo
13. Iniciativa
14. Comportamento
15. Poder de Persuasão
16. Capacidade de Perdoar

Revisão do Conteúdo

Descreva a melhor ação em cada caso, conforme o que estudamos neste curso:

a - Um dos seus filhos (ou funcionários), mesmo sendo excelente em muitos aspectos, comete sempre um
certo deslize, apesar de já ter sido advertido anteriormente. Que ferramentas você usaria? Como faria?

b - Uma pessoa do seu círculo familiar mais próximo, a quem você ama muito, anda desmotivada
ultimamente, e todos ao redor sentem o impacto negativo disso. Usando as ferramentas propostas neste
curso, como você agiria?

c - Um cliente seu vive reclamando da sua empresa ou do seu atendimento, e apesar dos seus constantes
esforços para agradar, nada muda. Como agir num caso assim? É possível aplicar algumas das ferramentas
propostas? Quais?

d - Um vizinho seu te procura, numa manhã qualquer, e se queixa de um comportamento mal educado dos
teus filhos. Você o tem observado e acha que ele é uma pessoa muito amarga e rabugenta, que reclama muito
e à toa. O que você faria nesse caso?

Por favor, escreva abaixo alguns comentários que possamos usar para convencer outras pessoas a participar
deste curso, destacando os pontos que você mais gostou ou achou interessante. Se você autorizar, usaremos
seu testemunhal em nosso website e nos materiais de divulgação dos próximos cursos.

http://coral.ufsm.br/righi/EPE/afinaartedelidar.php 9/9