Вы находитесь на странице: 1из 3

Aula 4 – Direito civil I- Parte Geral- 08/05

Revisão
Costumes
Contra legem (contra a lei) – Jogo do bicho
Praeter Legem ( na falta da lei, além da lei)- Cheque pré datado
Sucumbum Legem- Art. 569, II, CC- Se locador/ locatário não ajustarem o prazo para o
pagamento, esse prazo será determinado pelos costumes do local./ Art. 596 e597- pagamento
do serviço/ Art. 615, cc.
1.5.3 Jurisprudência- É uma função atípica da jusrisdição. São decisões reiteradas, constantes
e práticas do poder judiciário sobre determinada matéria num determinado sentido. Não é
necessário que a jurisprudência seja sumulada para ser fonte do direito. Existe três posições
quanto a jurisprudência.
Tese=doutrina. Doutrina difere de jurisprudência.
Corrente negativista- A jurisprudência não é fonte de direito.
Corrente Jurisprudencialista- Tudo se resolve pela jurisprudência.
Corrente eclética (realista)- A jurisprudência pode ser usada desde que tenha conteúdo
científico.

Súmula vinculante
Pontos favoráveis
Igualdade sistêmica
Limita o número de recursos para matéria amplamente discutidas, desafogando o judiciário.

Pontos desfavoráveis
Torna o direito estático
Lei 11.417/06- Regulamenta o art. 103ª da CF/88 e Lei 9.784/99 disciplina a edição, revisão e
o cancelamento das S. V pelo STF.

Sumula- conjunto de decisões


Sumula vinculante- a interpretação pacífica ou majoritária adotada por um Tribunal a respeito
de um tema específico, a partir do julgamento de diversos casos análogos, com a dupla
finalidade de tornar pública a jurisprudência para a sociedade.
Direito civil rege a relação entre as pessoas.
1.5.4 Doutrina- Chamada de direito científico. É o conjunto das pesquisas e pareceres por
cientistas do direito.
Há duas orientações.
Formalista- O doutrinador é o doutor em direito. Até a década de 60 essa era a orientação
pacífica.
O doutor coloca a opinião dele no que escreve.
Informal- Não precisa ter conteúdo doutoral para ser doutrina.
1.5.5 Princípios gerais do Direito
São os que estão implícita ou explicitamente expostos no sistema jurídico. Os princípios
gerais não tem existência própria, havendo a necessidade da existência de um substrato
jurídico.
1.5.6 Brocardos jurídicos- São frases, sentenças concisas que encerram uma verdade jurídica.
EX. “Ne proceda judex ex officio” (A justiça só se movimenta quando provocada)
2. Eficácia da lei no tempo
2.1. Princípios
- Obrigatoriedade (art. 3º, LINDB): A norma jurídica é obrigatória a todos e ninguém,
poderá descumpri-la, alegando ignorância
- Dec. Lei 16/66 – Fazer açúcar em casa- Det. 2m a 2a
- Lei 6.766/79 - Iniciar loteamento sem registro - Rec 1 a 4 a
- Lei 7.643/87 – molestar baleia (qualquer ato que prejudique ela) - Rec 2 a 5 a
- Continuidade- Art 2º da LINDB, caput. Uma norma permanente só perderá a eficácia se
uma outra vier a modifica-la e revoga-la.
- Irretroatividade: Art. 6º da LINDB. A Lei nova não pode retroagir para abraçar situação
consolidada por lei anterior.

2.2. Vacation Legis- Período de tempo que decorre entre a publicação e a vigência da lei. A
Lei não produzirá efeitos nesse período. Art. 1º LINDB.
Motivos para a vacation- a) Congnitivo: Para que a lei seja levada ao conhecimento do
destinatário antes de sua vigência;
b) Instrumental: Para a preparação das condições materiais; A lei complementar 95/98, art. 8º
dispõe que: a) Não haverá mais a presunção da vacation legis, ou seja, a norma deverá
informa-la.
b) As leis de pequenos efeitos entrarão em vigor na data de sus publicação e as leis e gde
efeito deverão conter expressamente o prazo de vacation.
Critério técnico científico: Salvo disposições contrárias, a lei começa a vigorar em todo o país
45 dias após oficialmente publicada e 3 meses no exterior (Art 1º §1º LINDB).
Critério hierárquico: Lei revoga decreto.
Critério cronológico: Lei posterior revoga lei anterior;
OBS: As normas podem ser publicadas com um período preciso.