Вы находитесь на странице: 1из 2

Maio de 2019

Apresentamos o Jornal Refundação, órgão do Comitê Distrital do Partido da Refundação Comunista/DF. Será um
instrumento de luta da classe trabalhadora de Brasília e entorno, assim como uma ferramenta em prol da construção
da unidade entre as forças democráticas, progressistas e setores populares do DF.
jornal n° 1 - órgão do PRC - DF

IBANEIS GOVERNA PARA OS


RICOS E O SETOR PRIVADO NO DF
O
governo Ibaneis já ultrapassou os cem da população de Brasília, pois aprofundará as 4. Criar fóruns em defesa da saúde pública e
dias de gestão e demonstrou que, injustiças sociais, levando milhares de famílias do SUS, com a participação de associações
nesse período, governa para manter os trabalhadoras à miséria. de moradores, sindicatos, usuários e traba-
interesses do setor privado e dos segmentos Nesse cenário, o povo não pode esperar lhadores da saúde pública.
mais ricos do DF, principalmente do setor da as eleições de 2022 para garantir os seus inte- 5. Definir ações pela redução dos preços do
construção civil, seguindo a lógica de outros resses e ter as suas necessidades atendidas, botijão de gás, energia e água para popu-
governos liberais. pois a realidade é dura e precisamos garantir lação de baixa renda.
Nesse curto período de governo, “Inganeis” nossos direitos. 6. Fazer um grande movimento unificado con-
tentou retirar o direito dos estudantes ao passe Portanto, a população deve se organi- tra a reforma de previdência, envolvendo
livre, fez gestos para garantir que os moradores zar e criar alternativas práticas para mudar as centrais sindicais, partidos, setores pro-
do Lago Sul e Norte, as áreas mais nobres do a realidade do DF: gressistas e movimentos populares.
DF, voltassem a usar as margens do lago Para- 1. Criar comitês de desempregados nas ci- O Partido da Refundação Comunista-
noá de forma privada, prejudicando o acesso dades satélites, fazer debates e cadastrar -PRC: tem clareza de que só mudaremos
da população de outras regiões administrati- pessoas que precisam de emprego nessas esse cenário com a organização popular.
vas (ambas as medidas foram questionadas localidades a fim de estabelecer ações Apenas o povo organizado poderá garantir
pela população, fazendo o governador rever concretas para resolver a questão do de- propostas alternativas. Não podemos ficar
seu posicionamento). Além disso, apresenta a semprego. parados esperando que governadores e
intenção de privatizar importantes empresas 2. Procurar dialogar com sindicatos, escolas o governo federal, na maioria ligados aos
públicas, indo contra as reivindicações do e igrejas. patrões, empreiteiras e bancos, façam volun-
funcionalismo público local, que luta pela 3. Apresentar o conjunto de reivindicações tariamente as mudanças de que a população
valorização e melhoria dos serviços prestados dos trabalhadores ao governo do Distrito trabalhadora necessita. Somos favoráveis à
à população do DF, sobretudo a mais carente. Federal e entidades patronais, exigindo criação de uma frente ampla no DF que atue
Outra imagem do enganador veio pelo a retomada de obras públicas e frentes a partir de um programa político comum,
não pagamento de reajustes e gratificações de trabalho de massa para gerar renda e o qual atenda aos interesses da maioria da
dos trabalhadores do setor público, a exemplo combater o desemprego. população.
da GATA, gratificação destinada aos servidores
técnicos da área de saúde, e da não quitação
da 3ª parcela do reajuste de 32 carreiras. CAPITALISTAS POVO
Por outro lado, de modo oportunista e em
desconsideração aos interesses das outras
carreiras, o governo Ibaneis sinaliza beneficiar
as categorias da área de segurança, a exemplo
do aumento anunciado aos policiais civis. Na
ótica do governo, a pretensão de melhorar
as condições salariais de setores da polícia
objetiva, principalmente, garantir os interesses
dos setores mais ricos de Brasília e fortalecer
o aparato de repressão contra setores e movi-
mentos populares.
A economia do DF está em recessão: os
salários estão congelados, não há previsão de
concursos para os próximos anos e o desem-
prego e fechamento de pequenos comércios
só aumentam. A situação dos trabalhadores
fica mais difícil, pois a chamada “reforma
trabalhista”, aprovada pelo governo Temer e
defendida pelo governo Bolsonaro/Guedes,
tirou vários direitos, piorando as condições
de trabalho. Temos ainda a chamada “reforma
da previdência”, que pode prejudicar a maioria
JORNAL DE VERDADE - ‘. 184 - Março de 2016

O Brasil no olho do furacão imperialista


N
o início do século XX, Lênin identificou
certos elementos que compunham o
“Imperialismo”: (i) a tendência à criação
de monopólios e oligopólios nas principais ca-
deias produtivas, em função da concentração
e da centralização do capital; (ii) a hegemonia
do sistema financeiro internacional, surgido da
fusão entre o capital industrial e o capital ban-
cário; (iii) a completa submissão dos Estados-
-Nação aos interesses dos seus respectivos
oligopólios; (iv) a necessidade de exportação
de capitais e tecnologia por parte das eco-
nomias centrais, levando, em contrapartida,
à exigência de países dependentes que os
importem; (v) a partilha do mundo de acordo
com as pretensões das principais economias.
Um século depois, os latino-americanos
presenciam a justeza das constatações do líder
bolchevique. Rica em matéria-prima, energia,
biodiversidade e mão-de-obra passível de
superexploração, decorrente de sua precária
condição socioeconômica, a região tornou- dententor de quase metade da dívida interna Desse modo, percebemos que, para
-se imprescindível à recomposição das taxas federal (41%), o sistema bancário, associado garantir a sua sobrevivência, o capitalismo
médias de lucro do capitalismo internacional, aos fundos de investimento, pretende aboca- internacional lança mão de forma cada vez
ainda não reestabelecidas após a crise estru- nhar mais essa importante fatia do orçamento mais frequente de governos autoritários e
tural de 2008, bem como à constituição de um público federal, o que explica porque a elite antipopulares – alguns de corte “protofascista”,
lastro material capaz de dar substância à imensa financeira apoia a proposta de desmonte como o brasileiro e o colombiano –, capazes
massa de capital fictício circulante no mundo da previdência pública encaminhada por de colocar em movimento uma agenda de
(hoje, os dados mais recentes demonstram Bolsonaro e Paulo Guedes (um banqueiro) ao destruição dos direitos sociais, trabalhistas e
que, para cada dólar ancorado em um bem ou Congresso Nacional. Ao não tocar nos grandes políticos, de repressão aos coletivos organiza-
um serviço, aproximadamente dez circulam na devedores capitalistas, na “Desvinculação de dos dos trabalhadores, de destruição, entrega
jogatina financeira sem nada que lhes sustente). Receitas da União – DRU” ou na aposentado- e privatização dos bens naturais (florestas,
O avanço da extrema direita no Brasil, o ria dos militares e juízes, e colocar o peso da água, minérios etc.), dando sustentação mo-
cerco militar e econômico à Venezuela, a der- reestruturação nas costas da classe trabalha- mentânea e derradeira ao moribundo sistema
rubada e a perseguição judicial contra governos dora – acabando com o Benefício de Prestação de produção material da vida social ancorado
e lideranças políticas latinas (exemplos: Lula, Continuada (BPC), aumentando as idades no tripé “produção-consumo-desperdício” e
Rafael Correa) que tendiam, mínimas para os pedidos de nas incontornáveis desumanização e explora-
em maior ou menor medida, à “Em que o aposentadoria, dificultando ção da imensa maioria da população mundial
tendo, como consequência, no polo oposto, a
consolidação de forças sociais o acesso ao direito por par-
anti-imperialistas, desnudam desenvolvimento te dos trabalhadores rurais, concentração de riqueza nas mãos de poucos.
o estágio em que se encon- de cada um transformando o regime de Por fim, como forma de resistência, de-
tra o sistema hegemonizado repartição em modelo de capi- fendemos a criação de uma Frente Ampla, de
pela propriedade privada dos
seja condição talização, retirando, portanto, caráter democrático e progressista, reunindo
meios de produção e pelo tra- indispensável ao a contribuição do empregador partidos, setores de partidos, dirigentes
balho alienado (assalariado): desenvolvimento e do Estado na constituição políticos, militantes e ativistas que lutem, de
não há mais espaço para “de- da poupança do trabalha- forma unificada, pela: (i) defesa da soberania
mocracias” minimamente sig- de todos” dor, deixando-o, assim, como nacional e do patrimônio público, contra
nificativas, especialmente na único contribuinte de seu os interesses imperialistas e monopolista-
periferia composta pelos países dependentes, futuro, entre outras tantas desumanidades –, -financeiros; (ii) garantia das liberdades
mas, igualmente, no próprio centro do sistema o governo Bolsonaro demonstra claramente democráticas e civis, contra os atos autocrá-
(exemplo: a desumana política de austeridade a quem serve. ticos e as diferentes formas de opressão ou
imposta à população europeia contra a vontade Além disso, há que se destacar os juros discriminação; (iii) manutenção dos direitos
da imensa maioria da classe trabalhadora). exorbitantes no acesso ao crédito, no rota- populares e melhoria das condições de vida
Nesse caminho, o ataque à previdência tivo do cartão de crédito e cheque especial para as maiorias sociais, contra a barbárie ul-
social em nosso país é um dos elementos (123,71%, 299,45%, 322,74%, respectiva- traliberal e o arrocho salarial; (iv) liberdade de
que compõem a dinâmica de imposição dos mente) praticados pelo concentrado sistema Lula e punição dos mandantes e assassinos de
interesses do grande capital internacional na bancário brasileiro, que têm sufocado as Marielle. Sem perdermos de vista, contudo, a
América Latina. Segundo dados da auditoria pequenas empresas e as famílias de trabalha- necessidade de criarmos as condições de su-
cidadã da dívida pública (https://auditoriaci- dores, gerando dívidas praticamente impa- peração do capitalismo e de constituição de
dada.org.br/wp-content/uploads/2019/02/ gáveis! Assim, enquanto a economia afunda, uma sociedade “em que o desenvolvimento
grafico-2018.pdf ), em 2018, 24% do orça- o desemprego e as dívidas só aumentam, os de cada um seja condição indispensável ao
mento federal destinaram-se à previdência. Já bancos elevam os seus lucros. desenvolvimento de todos”. (K. Marx)

Похожие интересы