Вы находитесь на странице: 1из 5

Proposta de Trabalho

1. INTRODUÇÃO E JUSTIFICATIVA

Este projeto tem como objetivo geral analisar indicadores pedagógicos da unidade
escolar Prof. Abilio Fontes, bem como, elencar práticas pedagógicas que promovam o
desenvolvimento humano, principios da gestão democrática, convivencia ética ,com base
nos direitos humanos fundamentais, desta forma garantindo o acesso a educação de
qualidade aos alunos, semeando o desenvolvimento socioeconômico da comunidade.
As razões que me motivaram integrar um projeto pedagógico como coordenador
vem do amadurecimento da minha vida profissional como Professor de Educação Básica,
ao longo de 8 anos, atuando na rede pública e privada, com alunos do ensino fundamental
II e principalmente com alunos do ensino médio. Já trabalhei com alunos de cursinho em
escolas particulares, em São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Itapetininga, onde ministrava
aulas de Geografia e Filosofia. Na rede publica do Estado de São Paulo, atuei em escolas
do centro e da periferia do município de Itapetininga, ministrando aulas de Sociologia e
História.
Neste momento me sinto motivado para encarar um novo desafio na minha
carreira, apesar de gostar muito da docência acredito necessário vivenciar outras funções
dentro da estrutura educacional, pois isso só tem muita a somar ao meu desenvolvimento
profissional e humano.
Finalizando este tópico ressalto que é necessário ir além do conhecimento teórico,
que é de fundamental importância, mas para acompanhar o trabalho pedagógico e
estimular a equipe de professores é preciso percepção, sensibilidade e empatia para
identificar as necessidades dos alunos e educadores, sempre buscando atualização,
pesquisando fontes de informação e refletindo sobre as práticas pedagógicas.

2.OBJETIVOS

· Diagnosticar os pontos nevrálgicos do processo de ensino aprendizagem ;


· Propor e desenvolver atividades, práticas que tenham como fim o aperfeiçoamento
do trabalho pedagógico;
· Propor diferentes olhares nas práticas pedagógicas, buscando os fundamentos do
conhecimento educativo nos pensadores clássicos da educação;
· Evidenciar a importância do coletivo na construção do conhecimento e do trabalho
educativo;
· Oportunizar momentos de formação, de estudo e de reflexão sobre a prática docente
e explorar alternativas de trabalho que permita a concretização da proposta pedagógica;
· Estimular a leitura, análise, reflexão de subsídios e avaliar a sistematização durante
todo o processo.

3. MÉTODO E PLANO DE TRABALHO

Para desenvolver este projeto proponho o método de investigação etnográfica, ou


seja, buscar o maior numero de dados sobre os alunos, sobre o corpo docente e sobre a
comunidade em que a escola está inserida. Tendo como base os dados fornecidos pela
secretaria de educação do estado de São Paulo.
Analisando o IDESP da UE do ano de 2017, podemos entender alguns nós que
precisam ser desatados para promover melhores indices. A UE tem como perfil clientela
dede ensino fundamental II, segmento onde o Brasil encontra uma das maiores
dificuldades para desenvolver.
Com base no Idespda U.E. observamos uma evolução nos indicadores de
desempenho em matemática e em lingua portuguesa no ano de 2017, em relação ao ano
de 2016. Observa-se que o IDESP da unidade escolar está acima da média do estado e da
diretoria além de ter atingido um indice além da meta estabelecida.
Com base nos números pode-se concluir que o maior desafio é manter a qualidade
que a equipe vem entregando e conseguir avançar, ainda mais.

Disponível em< http://idesp.edunet.sp.gov.br/arquivos2017/015039.pdf > acesso em 29 de janeiro de 2019.

·
Como plano de trabalho tenho como objetivo a promoção do protagonismo juvenil,
identificar elementos da cultura local e utilizar como ferramenta para promover a leitura,
a escrita e o deselvolvimento do pensamento lógico.
Para atingir este objetivo, o coordenador tem que se colocar como um promotor e
facilitador dos projetos pedagógicos, que serão desenvolvidos por professores, alunos e
equipe gestora.

PRINCÍPIOS:

· Analisar aspectos econômicos, geográficos e culturais da clientela da escola Prof.


Modeto Tavares de Lima;
· Promover a gestão democrática, subsídiando e orientando as ações do grêmio
estudantil, desta forma objetivando a participação de toda a comunidade em benfício do
processo educativo;
· Propor aulas diversificadas, para motivar os alunos e integrá-los no processo ensino
– aprendizagem;
· Promover a integração dos docentes nos horários de ATPCs;
· Monitorar atividades e leituras para enriquecer e diversificar o trabalho dos
professores;
· Promover, acompanhar e avaliar dos projetos desenvolvidos pela equipe escolar;
· Preparação do conselho de classe, para analisar e avaliar junto com os professores
as causas e consequências que levam o aluno a não adquirirem as habilidades propostas
no período.
· ATPC para estudo e reflexões sobre a prática pedagógica;
· Divulgar e analisar resultados da aprendizagem junto com professor;

4.METAS
· Dar atenção individual e coletiva a todos envolvidos no processo de ensino –
aprendizagem;
· Coordenar e subsidiar a elaboração dos diagnósticos da realidade escolar;
· Pesquisar e acompanhar as causas da repetência e o rendimento escolar dos alunos;
· Propiciar o trabalho em conjunto por área, por ano para analisar, discutir, estudar
e aperfeiçoar as questões pertinentes ao processo de ensino – aprendizagem;

· Incentivar e promover condições para dar continuidade aos projetos já existentes


assim como dar inicio a novos atendendo as necessidades da unidade escolar;
· Trocar experiências e procurar sempre ouvir os professores e atende-los sempre
que possível;

· Solicitar dos professores sempre que necessário uma avaliação do trabalho


desenvolvido para que possa ser melhorado e diversificado cada vez mais a atuação
pedagógica do grupo envolvido.

5. CONCLUSÃO

Para atingir os objetivo e metas indicados é necessário estabelecer uma forte


parceria com todos os educadores da escola, ganhar aliados importantes na comunidade
escolar, desta forma trabalhar para que o estudante atinja o principal objetivo da escola,
aprender os conhecimentos culturalmente valorizados da humanidade, formando
cidadãos capazes de entender o que acontece em sua volta, desenvolvendo a capacidade
laborativa dos jovens para que alcancem condições de se inserirem do mercado de
trabalho.
Avaliar é um processo contínuo e sistemático que visa o processo de quem está sendo
avaliado no domínio dos seus conhecimentos e no desenvolvimento de habilidades e
atitudes exigidas pela formação cientifica e o exercício profissional,
O uso de registros e anotações dos fatos e atividades realizadas no cotidiano do
exercício profissional e permite a consulta posterior, ou seja, é uma fonte onde através
das informações registradas e analisadas da auto avaliação meio pelo qual acredito seja
possível uma reflexão sobre a prática para novas ações.

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
SÃO PAULO. Secretaria da Educação do Estado. IDESP. Programa de Qualidade da
Escola. São Paulo, 2018. Disponível em<
http://idesp.edunet.sp.gov.br/arquivos2017/015039.pdf > acesso em 7 de junho de 2018.

Похожие интересы