Вы находитесь на странице: 1из 1

Farmacologia Ilustrada 167

cautela em pacientes epilépticos. A alta incidência de agranulocitose


com clozapina pode limitar seu uso em pacientes que são resisten­ Pacientes recebendo o neuroléptico
tes a outros fármacos. Todos os antipsicóticos de segunda geração atípico risperidona apresentam
menos recaídas do que os tratados
recebem a advertência de que aumentam o risco de mortalidade com ha/operidol, um neuroléptico
se usados em pacientes idosos com transtornos comportamentais típico de alta potência.
relacionados à demência e psicose. O uso de antipsicóticos em pa­ �

'#.
100
cientes com transtornos do humor deve ser monitorado quanto ao -

Risperidona
seu agravamento e às ideias e comportamentos suicidas.
a/operidol
F. Tratamento de manutenção
Pacientes que apresentaram dois ou mais episódios psicóticos secundá­ º'---'--'---''-'--'-'--'
o 800
rios à esquizofrenia devem receber tratamento de manutenção por pelo Dias
menos cinco anos, e alguns especialistas preferem indicar tratamento por
tempo indefinido. Há grande ênfase em pesquisar e praticar a identifica­
ção e tratar agressivamente o primeiro episódio psicótico para determinar Figura 13.7
o benefício dos antipsicóticos nessa população. Doses baixas de anti­
psicóticos não são tão eficazes como as doses maiores no tratamento Taxas de recaídas entre pacientes com
de manutenção para prevenir recorrências. A taxa de recaídas pode ser esquizofrenia após tratamento de manu­
menor com os fármacos da segunda geração (Figura 13.7). A Figura 13.8 tenção com risperidona ou haloperidol.
resume os usos terapêuticos de alguns dos antipsicóticos.

Potencial moderado a alto para SEP; potencial moderado a alto para aumento de massa corporal, ortostasia, sedação e efeitos
C/orpromazina
antimuscarínicos.
A formulação oral tem alto potencial para SEP; baixo potencial para aumento de massa corporal , sedação e ortostasia; potencial
Flufenazina baixo a moderado para efeitos antimuscarínicos; o uso comum é da formulação LAI administrada a cada 2 a 3 semanas em
pacientes com esquizofrenia e anamnese de não aderência aos regimes antipsicóticos orais.
Alto potencial para SEP; baixo potencial para aumento de massa corporal; baixo potencial para efeitos antiadrenérgicos (ortostasia)
Haloperidol e antimuscarínicos; baixo potencial para aumento de massa corporal ou sedação; disponível em formulações LAI administrado a
cada 4 semanas.
:. • • : • :. : : •

Baixo potencial para SEP; baixo potencial para perda de massa corporal; baixo potencial para sedação e efeitos antimuscarínicos;
Aripiprazo/ aprovado também para o tratamento do transtorno bipolar; aprovado também para o transtorno autista em crianças e como
adjuvante no tratamento contra depressão.
Baixo potencial para SEP; baixo potencial para perda de massa corporal; baixo a moderado potencial para sedação; baixo
Asenapina
potencial para ortostasia; aprovado também para o tratamento do transtorno bipolar; disponível em formulação sublingual.
Potencial muito baixo para SEP; risco de discrasias do sangue (p. ex., agranulocitose -1°/o); risco de convulsões; risco de
=

C/ozapina miocardite; alto potencial para: sialorreia, aumento de massa corporal, efeitos antimuscarínicos, ortostasia e sedação.
Baixo potencial para SEP; potencial moderado a alto para aumento de massa corporal e sedação; baixo potencial para ortostasia;
O/anzapina
aprovado também para o tratamento do transtorno bipolar; disponível com formulação LAI administrada a cada 2 a 4 semanas.
Baixo a moderado potencial para SEP; baixo potencial para aumento de massa corporal; baixo potencial para sedação;
Paliperidona
disponível como formulação LAI administrada a cada 4 semanas; aprovada também para uso em transtornos esquizoafetivos.
Baixo potencial para SEP; potencial moderado para aumento de massa corporal; potencial moderado para ortostasia; potencial
Quetiapina moderado a alto para sedação; aprovado também para o tratamento de transtorno bipolar e como tratamento auxiliar contra a
depressão.
Potencial baixo a moderado para SEP; potencial baixo a moderado para aumento de massa corporal; potencial baixo a moderado
Risperidona para ortostasia; potencial baixo a moderado para sedação; aprovado também para o tratamento do transtorno bipolar; aprovado
também para o transtorno autista em crianças; disponível como formulação LAI administrada a cada 2 meses.
Baixo potencial para efeitos extrapiramidais; contraindicada em pacientes com anamnese de arritmias cardíacas; aumento de
Ziprasidona
massa corporal mínimo. Usado no tratamento da depressão bipolar.

Figura 13.8
Resumo dos fármacos antipsicóticos comumente usados para tratar a esquizofrenia. SEP = sinais extrapiramidais;
LAI = longa ação, injetável.