Вы находитесь на странице: 1из 7

1

ETEC DE ITARARÉ CLASSE DESCENTRALIZADA RIVERSUL – SP


TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS

STRESSE ORGANIZACIONAL

RIVERSUL
2019
2

Sumário

O que é estresse organizacional? ...................................................................... 3


Estresse no Trabalho ......................................................................................... 3
DICAS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA LIDAR COM O ESTRESSE
ORGANIZACIONAL ........................................................................................... 6
Evite levar trabalho para casa ............................................................ 6
Valorize as pausas durante o expediente ....................................... 6
Aprenda a dizer não .............................................................................. 6
Desenvolva sua Inteligência Emocional .......................................... 6
Impacto do Estresse Organizacional do Desempenho do Funcionário .............. 6
Como a Empresa Pode Evitar o Estresse Organizacional? ............................... 7
3

O que é estresse organizacional?

“O estresse tem sido considerado como um dos problemas que mais frequentemente
agem sobre o ser humano, e interfere na homeostase de seu organismo, devido à
grande quantidade de tensões que enfrenta diariamente” (CAMELO; ANGERAMI,
2008, p. 232).

Estresse no Trabalho

O estresse no trabalho vem gerando grande interesse na literatura científica


nos últimos anos, sendo que a razão para esses determinados estudos devem-se
ao impacto negativo que o estresse ocupacional causa nos empregados, podendo
afetar em diversos aspectos como a saúde, o bem estar, o funcionamento e a
efetividade dos colaboradores dentro da organização (PASCHOAL; TAMAYO,
2004).

Limongi-França (2002 apud OLIVEIRA; BARDAGI, 2009) definem o estresse


no trabalho quando o indivíduo percebe alguma situação ocorrida como ameaçadora
dentro de seu ambiente de trabalho, a qual ele não consegue lidar podendo ser
prejudicial ao seu crescimento pessoal, profissional e também a sua saúde física e
psíquica.

De acordo com Gibson et al. (2006) o excesso de estresse aumenta a


insatisfação no trabalho, ocasionando várias consequências ao profissional como
aumento de rotatividade, absenteísmo e redução do desempenho dentro da
organização.

“Os principais fatores psicossociais geradores de estresse que podem estar


presentes no meio ambiente do trabalho envolvem aspectos de organização,
administração, sistema de trabalho e a qualidade das relações humanas” (CAMELO;
ANGERAMI, 2008, p. 238).

Robbins (2005) destaca três conjuntos de fatores que agem como fontes
potenciais ao estresse:
4

1. Fatores ambientais: as incertezas ambientais acabam influenciando o nível


de estresse dos funcionários dentro da organização sendo ela políticas,
econômicas e tecnológicas.
2. Fatores organizacionais: existem vários fatores dentro de uma organização
que podem levar o funcionário ao estresse, alguns desses fatores estão
relacionados às demandas de tarefas, demandas de papéis, demandas
interpessoais, estrutura organizacional, liderança organizacional e o estagio de
vida de uma organização.
3. Fatores individuais: são os fatores provocados no próprio indivíduo como
problemas econômicos, familiares, pessoais, conjugais e também da própria
personalidade do indivíduo.

De acordo com o pensamento de Hanzelmann e Passos (2010) o estresse


afeta a vida pessoal como também o desempenho profissional do indivíduo, e ele
está presente em toda situação desenvolvida e vivenciada pelo ser humano sendo
que cada um reage a formas diferentes aos agentes estressores. A forma como cada
ser humano reage a esses estressores é o que vai direcionar o nível de estresse ao
qual esta sendo submetido, e as consequências e mudanças que o mesmo poderá
causar. Uma vez que duas pessoas podem passar pelo mesmo evento estressor,
mas em uma delas o efeito pode ser menor do que na outra, isso irá depender de
como o indivíduo recebe e percebe o evento estressor.

São vários os fatores geradores de estresse dentro do ambiente de trabalho.


Em uma pesquisa realizada por Pereira, Braga e Marques (2008) mostram em seus
resultados que os fatores mais importantes relacionadas à tensão excessiva no
trabalho que causam o estresse estão relacionados à insegurança na relação de
trabalho, no convívio com indivíduos de personalidade difícil podendo gerar
discriminação entre os colegas, na dificuldade da administração do tempo e trabalhar
com funcionários que vão além das necessidades da empresa. De acordo com
Pafaro e Martino (2004, p. 159) “É fundamental descobrir a causa do problema e
desenvolver estratégias de enfrentamento para lidar não só com o episódio presente,
mas também com futuras ameaças de estresse excessivo”.
5

O estresse organizacional é um problema relacionado à dificuldade


para lidar com todas as exigências do ambiente corporativo o que envolve
as demandas excessivas, os prazos apertados, as dificuldades com a rotina
na empresa e a tensão nas relações com colegas, clientes e superiores.

O problema, que afeta muitos trabalhadores em todo o mundo, pode


trazer variadas consequências para a saúde física e emocional de
profissionais. A classe médica diz que o estresse pode ser responsável pelo
desenvolvimento diversas patologias, tais como:

 Ansiedade;

 Insegurança;

 Distúrbios do sono;

 Isolamento social;

 Problemas cardiovasculares;

 Depressão;

 Enxaqueca;

 Problemas estomacais.

Quando o indivíduo está estressado, a produção de cortisol no seu


organismo aumenta muito mais do que o necessário, causando diversos
distúrbios. Apesar de este ser um hormônio fundamental para os seres
humanos — que funciona como um mecanismo de defesa e garante que o
organismo produza a adrenalina necessária para se manter motivado e
revigorado —, é preciso encontrar um equil íbrio para que o sistema
imunológico não fique enfraquecido, deixando o profissional sujeito a
doenças e transtornos psicológicos
6

DICAS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA LIDAR COM O ESTRESSE


ORGANIZACIONAL
Evite levar trabalho para casa

Levar trabalho para casa e deixar para resolver pendências durante a noite
ou no final de semana é um hábito que impede o descanso do profissional
e aumenta consideravelmente seu nível de estresse. Tenha em mente que
sua casa precisa ser um local de descanso: quando estiver no ambiente
doméstico, dedique-se ao relacionamento com os familiares e a atividades
que proporcionem prazer.

Valorize as pausas durante o expediente

Para render da maneira necessária, os profissionais precisam aprender a


valorizar seu horário de almoço e as pausas ao longo do dia. Esses
momentos são muito importantes para descansar a cabeça e interagir com
as pessoas.

Aprenda a dizer não

Um bom profissional sabe o momento de dizer não e reconhecer quando


não tem condições de assumir uma nova demanda ou projet o. Trata-se de
uma atitude responsável consigo mesmo e com a empresa. Portanto, não
tenha medo de dizer não ou delegar tarefas e tenha sempre em mente que
quantidade não significa qualidade: vale mais um trabalho bem feito do que
entregar vários projetos que deixam a desejar.

Desenvolva sua Inteligência Emocional

Para administrar todos os desafios da carreira de maneira saudável e evitar


doenças, é fundamental desenvolver sua Inteligência Emocional. Dessa
forma, é possível encontrar ferramentas importantes que para melhorar sua
saúde no trabalho, alavancar sua carreira e deixar suas relações
profissionais mais harmoniosas e produtivas.

Impacto do Estresse Organizacional do Desempenho do Funcionário


7

O estresse também pode afetar a capacidade de o colaborador executar bem o


seu trabalho. Ele atrapalha a concentração e a memória, diminui drasticamente sua
motivação, impedindo que o indivíduo se concentre para executar atividades mais
complexas, mesmo que elas façam parte de sua rotina.

Assim, o profissional pode deixar de concluir determinadas tarefas importantes


ou se esquecer de realizar uma parte fundamental de um processo. Se a gestão não
possui uma abordagem motivadora, o membro da equipe sente que não há nenhuma
razão para que ele se dedique ao trabalho. Além disso, o estresse pode causar
sentimentos de negatividade, falta de entusiasmo e apatia e, nos casos mais graves,
levar a depressão no trabalho.
Um profissional sobrecarregado e exausto dificilmente conseguirá cumprir
prazos, pois o estresse pode afetar a sua capacidade de priorizar. Então, há a
sensação de que ele não tem controle sobre seu trabalho. Já os funcionários que
possuem certa autonomia para desempenhar suas funções e participam no processo
de tomada de decisões da empresa, embora também sofram bastante pressão, são
considerados menos propensos a sofrer deste estresse.

Como a Empresa Pode Evitar o Estresse Organizacional?

Depois de entender o que é estresse organizacional é importante saber o que


pode ser feito para que ele não ocorra em sua empresa. O segredo está em manter a
atenção em relação ao bem-estar no trabalho geral dos funcionários, o que inclui
cuidar da: ergonomia, saúde, valorização, reconhecimento, pertencimento, estar
atento à sobrecarga de funções, à forma como as cobranças são feitas e cuidar
também da relação com colegas e supervisores.

Preocupar-se com o bem-estar dos seus colaboradores é fundamental, já que


eles são os ativos mais valiosos que uma empresa pode ter. Sem profissionais
competentes e envolvidos nenhuma empresa consegue sair do lugar esse destacar
no mercado. Por isso, cuide muito bem dos seus profissionais e faça deles aliados
poderosos do sucesso de sua organização.