Вы находитесь на странице: 1из 8

REPÚBLICA DE ANGOLA

MINISTÉRIO DA SAÚDE

UNIVERSIDADE JEAN PIAGET DE ANGOLA

RELATÓRIO

Nome: Silvana Menina António

IIIº Ano

Período: Diurno

RELATÓRIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FISIOTERAPIA

LUANDA, NOVEMBRO DE 2018


0
INDICE

 INTRODUÇÃO

 OBJECTIVOS GERAL

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 DESCRIÇÃO DO ESPAÇO

 ACTIVIDADE DESENVOLVIDA

 CONCLUSSÃO

1
INTRODUÇÃO

O presente relatório refere-se às actividades desenvolvidas durante o


estágio supervisionado realizado no Centro de Medicina Fisica e
Reabilitação. Este relatório fala sobre o local do estágio bem como as
actividades e procedimentos realizados durante o período de 29/08/2018 à
22/11/2018 abordando as patologias mais frequentes de cada área e suas
respectivas condutas terapêuticas.

2
OBJECTIVOS GERAL

Determinar o nível de conhecimento durante o estágio no ambiente


hospitalar.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Identificar e tratar as patologias que acometem o sistema músculo-


esqueletico.

Proporcionar uma experiência prática no ambiente hospitalar.

3
DESCRIÇÃO DO ESPAÇO

O Centro de Medicina Fisica e Reabilitação tem um espaço de


estacionamento, tem duas entradas, rampa de acesso para cadeirantes, sala
de recepção para os pacientes e acompanhantes, banheiros para os
pacientes. O Centro de Medicina Fisica e Reabilitação tem as seguintes
áreas de tratamento:

- Pediatria (Fisioterapia Respiratória e Motora)

- Terapia Ocupacional

- Acumputura

- Ginásio

- Ortoprotesia (Secção das Órteses, Cintas, Sapataria, Proteses)

- Área de Amputação

- Consultório Médico

- Electroterapia

- Hidroterapia

O Centro possui equipamentos e instrumentos para os recursos


terapêuticos como: Bolas Suiças, espelhos quadriculados, macas, bicicletas
ergonometricas, escala de dedos, laser, ultrason, infravermelho, ondas
curtas, entre outros.

4
ACTIVIDADE DESENVOLVIDA

No dia 27/08/2018 todos os estudantes do curso de fisioteapia do 3º


ano foram ao Centro de Medicina Física e Reabilitação por volta das 8h00,
chegado lá tivemos uma reunião com a coordenadora da Universidade Jean
Piaget de Angola Drª Rosa de Nascimento, Drª Eva Pedro, professor e
supervisor do estágio Drº Milton Mbinda e a directora do centro Drª
Armanda Maria da Conceição nesta reunião foi dito que só poderiam
permanecer 20 alunos, mais chegou-se a conclusão que ficariam 45 alunos
onde 22 alunos ficariam no turno da manhã e 23 alunos ficariam no turno
da tarde.

Esta reunião teve como objectivo apresentação do Centro,


apresentação das áreas de tratamento, deram-nos algumas diretrizes,
metodologias e metas para o estágio.

O estágio foi realizado durante três (3) dias da semana Segunda,


Quarta e Quinta-Feira, fomos divididos em grupos de cinco (5) elementos
cada grupo foi distribuido em áreas diferentes, foi feita uma dinâmica em
que cada grupo só ficaria três (3) semanas nas suas respectivas áreas e
depois trocariam de área para que todos podessem passar em todas às áreas.

No dia 29/08/2018 começamos com o estágio, o meu grupo ficou na


Pediatria na área da Fisioterapia Respiratória, onde ficamos dois (2) dias.
Durante estes dia observamos e tivemos algumas explicações sobre as
técnicas e os aparelhos usados nesta área.

Na Fisioterapia Respiratória são usados os seguintes aparelhos:

- O ambul que serve para expandir a caixa torácica este aparelho é


composto pela máscara, corpo e cabeça, sempre que for para usar o ambul
devemos estar num único ritmo, o ambul é usado em paciêntes com baixa
saturação de oxigénio.

- Aerozol é composto pelo corpo, mangueira e a máscara, o aerozol é


usado com soro fisiologico e salbutamol que é aplicado na mangueira para
humidificar às secreções, o aerozol é contraindicado em paciêntes com
muita obstrução nasal.

Na Fisioterapia Respiratória aprendemos as seguintes técnicas:

- Técnica de AF que é o aumento do fluxo respiratório, esta técnica


faz-se com vibração na expiração, a técnica de AF tem como objectivo
mobilizar e facilitar a saida de secreções.
5
- Técnica de DDR

- Tosse Provocada

- Drenagem Altogênia.

No dia três (3) de Setembro mudamos de área e ficamos no


ortoprotesia na secção das órteses onde aprendemos a moldar e
confeccionar talas terapêuticas.
Depois de ficar alguns dias na secção das órteses fomos para secção
das cintas em seguida fomos até a sapataria onde aprendemos a fazer botas
ortopedica, durante a semana que ficamos na área da ortoprotesia todas as
quartas - feiras trabalhavamos na sala de gesso.
No dia 24/09/2018 fomos para o ginásio onde entramos em contacto
com alguns aparelhos terapêuticos que tivemos a oportunidade de
acompanhar individualmente cada paciente, as patologias mais frequentes
no ginásio são: Lombalgia e Sequelas de AVC.
O tratamento no ginásio basea-se no fortalecimento muscular,
mobilização articular, alongamento, trino de marcha...
No dia 08/10/2018 passamos para o turno da tarde e ficamos na área
da electroterapia onde tivemos algumas explicações sobre os aparelhos e
estavamos o tempo todo a ser acompanhados pela responsável da área do
turno da tarde Drª Maria Vasco, a electroterapia está dividida em correntes,
infravermelho e ondas curtas.
Na electroterapia comecei a trabalhar com as correntes, cada corrente
é aplicada dependendo do tipo de patologia, as correntes usadas foram
correntes de Tens, Interferencial, Diadinâmica e a corrente de Trabet, as
patologias mais frequentes tratadas na electroterapia foram:
- Artrose
- Artrite Reumatoide e a Lombalgia.
Depois de alguns dias na corrente trabalhei infravermelho que é um
calor superficial e serve para eliminar a dor, o infravermelho é muito usado
em pacientes com lombalgia. Infelizmente não trabalhei com as ondas
curtas.
No dia 22/10/2018 voltamos para pediatria na área da fisioterapia
motora onde trabalhamos com crianças que apresentam atrasso no
desenvolvimento psicomotor.
No dia 05/11/2018 regressamos na área da electroterapia.
6
CONCLUSSÃO

O estágio curricular supervisionado foi desenvolvido pelo curso de


Fisioterapia da Universidade Jean Piaget de Angola sobre coordenação da
Drª Rosa de Nascimento, o estágio foi benefico para mim porque adquiri
muita experiência, aprendi muito com os profissionais de cada área e gostei
muito da dinâmica dos seminários onde aprendi sobre diversas patologias
que foram abordadas.