Вы находитесь на странице: 1из 3

História da África e do Negro no Brasil

Pós-Graduação lato sensu

Atenção: os livros escolhidos para as resenhas deverão ser informados nos


Estudos Dirigidos, atividade do MEP.

Livros para resenha

Cada aluno deverá realizar a resenha de um livro em cada disciplina, escolhido


da lista abaixo.

Disciplina I: “História da África até o século XIX”

1. ALENCASTRO, Luis Filipe de: “O trato dos viventes. Formação do


Brasil no Atlântico Sul”. São Paulo: Cia. Das Letras, 2000.
2. BÂ, Amadou Hampate. Amkoullel, o menino fula. São Paulo: Athena /
Casa das Áfricas, 2003.
3. DIAMOND, Jared: Armas, Germes e Aço – os destinos das sociedades
humanas. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2005.
4. LOVEJOY, Paul: A escravidão na África. Uma história de suas
transformações. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.
5. MEILLASSOUX, Claude: Mulheres, Celeiros e Capitais. Porto:
Afrontamento, 1977.
6. MEILLASSOUX, Claude: Antropologia da Escravidão. O ventre de
ferro e de dinheiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1995.
7. OLIVER, Roland: “A experiência africana”. Rio de Janeiro: Jorge Zahar
Ed. 1994.
8. PAULME, Denise: As Civilizações africanas. Lisboa: Europa-América,
1977.
9. PRIORE, Mary Del e VENANCIO, Renato Pinto: Ancestrais: uma
introdução à história da África Atlântica. Rio de Janeiro: Campus, 2004.
10.THORNTON, John. A África e os africanos na formação do mundo
atlântico (1400-1800). Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

1
Disciplina II – “História da África Colonizada” e
Disciplina III - “História da África Independente”

1. APPIAH, Kwame Anthony. Na Casa de Meu Pai. A África na Filosofia


da Cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.
2. BELLUCCI, Beluce: “Economia contemporânea em Moçambique.
Sociedade linhageira, colonialismo, socialismo, liberalismo.” Rio de
Janeiro: Educam, 2007. (disponível em formato digital)
3. CHAVES, Rita. A Formação do Romance Angolano. Entre intenções e
gestos. São Paulo: Via Atlântica,1999.
4. GEFFRAY, Christian. A Causa das Armas. Antropologia da guerra
contemporânea em Moçambique. Porto: Afrontamento, 1991.
5. GOUREVITCH, Philip. Gostaríamos de informá-lo de que amanhã
seremos mortos com nossas famílias: histórias de Ruanda. São Paulo:
Companhia das Letras, 2000.
6. HOCHSCHILD, Adam. O Fantasma do Rei Leopoldo. Uma história de
cobiça, terror e heroísmo na África colonial. São Paulo: Companhia das
Letras, 1999.
7. KAPUSCINSKI, Ryszard. Ébano. Minha vida na África. São Paulo:
Companhia das Letras, 2002.
8. LOPES, Carlos. O Compasso de Espera. O fundamental e o acessório
na crise africana. Porto: Afrontamento, 1997. (disponível em digital)
9. NUNES, Célia: “A armadilha. Incorporação e exclusão na sociedade do
trabalho” Rio de Janeiro: Educam/Clacso, 2000. (disponível em digital)
10.SARAIVA, José Flávio Sombra. O Lugar da África. A dimensão
atlântica da política externa brasileira (de 1946 a nossos dias). Brasília:
Editora Universidade de Brasília, 1996.
11.THOMAZ, Omar Ribeiro. Ecos do Atlântico Sul. Representações sobre
o terceiro império português. Rio de Janeiro: UFRJ; São Paulo: Fapesp,
2002.
12.WESSELING, H. L. Dividir Para Dominar. A Partilha da África (1880-
1914). Rio de Janeiro: UFRJ; Revan, 1998.

2
Disciplina IV: “História do Negro no Brasil”

1. AZEVEDO, Célia Maria Marinho. “Anti-racismo e seus paradoxos:


reflexões sobre cota racial, raça e racismo”. São Paulo: Annablume,
2004.
2. D´ADESKY, Jacques. “Racismos e Anti-Racismos no Brasil. Pluralismo
Étnico e Multiculturalismo”. Rio de Janeiro: Pallas, 2001.
3. GRINBERG, Keila. “Liberata. A lei da ambigüidade: as ações de
liberdade da Corte de Apelação do Rio de Janeiro no século XIX.” Rio
de Janeiro: Relume Dumará, 1994.
4. HASELBALG, Carlos A. “Discriminação e Desigualdades Raciais no
Brasil. Rio de Janeiro: Graal, 1979.
5. MATTOS, Hebe Maria: “Das cores do silêncio. Os significados da
liberdade no Sudoeste escravista”. Rio de Janeiro: Nova Fronteira,
1998.
6. MUNANGA, Kabenguele. “Rediscutindo a Mestiçagem no Brasil.
Identidade nacional versus identidade negra”. Petrópolis, RJ: Vozes,
1999.
7. NASCIMENTO, Abdias. “O Quilombismo. Documentos de uma
militância pan-africanista”. 2. ed. Brasília: Fundação Cultural Palmares;
Rio de Janeiro: OR Editor Produtor Editor, 2002.
8. OLIVEIRA, Iolanda (orgª). “Relações Raciais e Educação: Novos
Desafios”. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
9. REIS, João José: “Rebelião escrava no Brasil. A história do levante dos
Malês”. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. (edição revista)
10.RIOS, Ana Lugão, MATTOS Hebe. “Memórias do Cativeiro. Família,
Trabalho e Cidadania no pós-Abolição”. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 2005.
11.SALGUEIRO, Maria Aparecida A . “A República e a questão do negro
no Brasil”. Rio de Janeiro: Museu da República, 2005.
12.SOARES, Mariza de Carvalho: “Os Devotos da Cor. Identidade,
religiosidade e escravidão no Rio de Janeiro, século XVIII”. Rio de
Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.
13.SALLES, Ricardo Henrique, SOARES, Mariza de Carvalho. “Episódios
de História Afro-Brasileira”. Rio de Janeiro: DP&A;FASE, 2005.
14.SKIDMORE, Thomas E. “Preto no Branco. Raça e nacionalidade no
pensamento brasileiro”. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.
15.SOUZA, Marina de Mello e. “Reis Negros no Brasil escravista:
História da festa de coroação de Rei Congo”. Belo Horizonte: UFMG,
2002.

Оценить