Вы находитесь на странице: 1из 198

DOSSIÊ VUNESP 2018 E 2019

Em julho lançaremos o nosso super curso de provas comentadas da VUNESP! Por isso, treine para ficar
entre os melhores sempre. =]
Índice
Prova Ano Página
RESIDÊNCIA 2018 1
Gabarito 12
PREFEITURA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO 2018 13
gabarito 27
PREFEITURA DE GUAÍRA 2018 28
gabarito 42
PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRANA 2018 43
gabarito 58
PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRETOS 2018 59
gabarito 74
PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2018 75
gabarito 85
PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PONTAL 2018 86
gabarito 101
PREFEITURA DE GUAÍRA 2018 102
gabarito 116
PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARARAPES 2018 117
gabarito 129
PREFEITURA DE GUARULHOS 2019 130
gabarito 141
PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPEVI 2019 142
gabarito 155
PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS
CRUZES 2019 156
gabarito 167
PREFEITURA MUNICIPAL DE SUZANO 2019 168
gabarito 181
UFABC 2019 182
gabarito 196

Deu muito trabalho fazer essa compilação e agradeço a cada aluno que
compartilhou a prova. Conseguir provas da VUNESP é algo muito complicado...
Portanto, não esqueça de tirar uma foto com esse material original e compilado
especialmente para você e nos marcar Instagram: @psicologianova

Professor Alyson Barros


professor alyson barros

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
ESCOLA MUNICIPAL DE SAÚDE / GERÊNCIA DE ENSINO

seleção pública para residência uni e multiprofissional – 2018

009. Prova objetiva


psicologia
(opção: 009)

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Deverão permanecer em cada uma das salas de prova os 3 últimos candidatos, até que o último deles entregue sua
prova, assinando termo respectivo.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

psicologia nova 26.11.2017

1
sus e Políticas Públicas de saúde 03. Quanto às medidas em saúde coletiva, é correto afirmar:
professor alyson barros
(A) calcula-se o coeficiente de prevalência, que é uma
01. Assinale a alternativa que, corretamente, associa-se ao medida de risco, pela divisão entre o número total de
conceito de Bioética. casos de uma determinada doença (descontados os
casos novos), registrados em um período pré-esta-
(A) Ciência da vida que indica os limites da intervenção belecido, e o número de suscetíveis àquela doença.
do homem na natureza, condenando as suas ações
que, mesmo inconscientemente, possam compro- (B) a razão de mortalidade materna foi instituída para
meter o progresso científico e tecnológico. medir-se exclusivamente a qualidade de prestação
dos serviços de saúde nos períodos de assistência
(B) Campo do conhecimento que pode ser identificado ao parto e puerpério.
com a afirmação: nem tudo que é cientificamente
possível é eticamente aceitável. (C) o risco atribuível é uma medida de associação que
estima a probabilidade de uma determinada doença
(C) Ramo do conhecimento que introduz, particularmente endêmica estar, apenas indireta e parcialmente, rela-
no campo da saúde, a utilização dos valores éticos cionada com o suposto agente etiológico.
para abordar e resolver, especificamente, os conflitos
entre os profissionais da saúde e usuários. (D) o indicador, segundo Rouquayrol, é o índice crítico
capaz de orientar a tomada de decisão, isto é, diz
(D) Ciência que tem, como essencial para sua prática, que é o momento, a hora, o tempo e o lugar para que
uma metodologia multidisciplinar, restrita aos profis- se desencadeie uma ação.
sionais da saúde que se dedicam, por excelência, à
abordagem do ser humano em situação de risco. (E) a taxa de mortalidade específica por causas exter-
nas serve como subsídio para processos de planeja-
(E) Área da pesquisa que coloca em evidência a preocu- mento, gestão e avaliação de políticas públicas nes-
pação com determinadas práticas, especificamente sa área, excluindo-se os acidentes de trânsito, pela
no âmbito da saúde, que não estão devidamente imprecisão dos seus registros em nível nacional.
validadas por observações científicas de cunho
experimental.
04. Um princípio que perpassa por todas as políticas públi-
cas de saúde, pós-Constituição Federal de 1988, é o que
considera o processo saúde-doença como resultado da
02. A Educação Permanente em Saúde
interação entre fatores de diferentes naturezas. Dentro
(A) foi instituída, na forma de Política Nacional, para dessa perspectiva, insere-se o conceito da determinação
formalizar um mecanismo de repasse de recursos social da doença que ganhou relevância
oficiais às universidades públicas e privadas.
(A) após a grande migração dos trabalhadores do cam-
(B) é uma forma de dar à população a oportunidade para po, na década de 1950, com a consequente queda
adquirir conhecimentos úteis sobre saúde e, com na produção rural, perdas de patrimônio familiar,
isso, contribuir para a redução da busca desneces- aumento de doenças endêmicas e reflexos na qua-
sária por atendimentos em serviços de saúde. lidade de vida das populações que não migraram.

(C) visa agregar, em trabalhadores da saúde, o aprendi- (B) pela revolução industrial e tecnológica que se insta-
zado, a reflexão crítica sobre o trabalho e a resoluti- lou na segunda metade do século vinte, introduzindo
vidade da clínica e da promoção da saúde coletiva. a automação e reduzindo o emprego, com conse-
quente inversão do fluxo migratório para a zona rural,
(D) foi criada pelo Ministério da Saúde para oferecer, difundindo doenças próprias dos grandes centros.
especificamente aos profissionais médicos e de en-
fermagem que atuam no programa “Mais Médicos”, (C) a partir do entendimento de que as intervenções
o suporte de conhecimentos imprescindíveis às suas curativas e orientadas para o risco de adoecer eram
práticas. insuficientes para a produção da saúde e da qualida-
de de vida de uma sociedade.
(E) repassa as informações essenciais sobre os riscos
prevalentes nas pequenas comunidades, com espe- (D) com a ideia de que, com o controle das doenças
cial atenção às endemias, com o objetivo de unifor- infecciosas pelos órgãos sanitários, um modelo ideal
mizar o conhecimento e as práticas dos profissionais de atenção à saúde deveria privilegiar, como paradig-
da saúde. ma, a prevenção e o tratamento das doenças crôni-
cas não transmissíveis.

(E) ao se perceber que a prática médica, antes elitizada


e amparada no atendimento individual, mostrava,
no atendimento às camadas menos favorecidas da
população, uma grande demanda espontânea com
carência por recursos assistenciais de maior com-
plexidade.
psicologia nova
SMSD1702/009-Psicologia 2
2
05. Uma das grandes contribuições da Reforma Sanitária foi 07. A Atenção Básica é desenvolvida com o mais alto
professor alyson barros
grau de descentralização e capilaridade, ocorrendo no
(A) institucionalizar um modelo de atenção à saúde que local mais próximo da vida das pessoas. Ela deve ser
levasse em conta a integralidade no atendimento. o contato preferencial dos usuários, a principal porta
de entrada e centro de comunicação com toda a Rede
(B) sugerir a adoção de práticas assistenciais que estimu- de Atenção à Saúde. Em relação à Atenção Básica, é
lassem a demanda espontânea, permitindo ao poder correto afirmar:
público ampliar os conhecimentos sobre o estado de
saúde da população e adequar os programas preven- (A) suas unidades devem ser resolutivas, isto é, ser
tivos. dotadas de equipes, equipamentos e estrutura física
capazes de atender e resolver as demandas de
(C) promover a atenção à saúde segundo um modelo saúde em todos as suas modalidades: clínicas, cirúr-
de compartilhamento entre poder público e iniciativa gicas, obstétricas e de reabilitação.
privada, atribuindo ao primeiro a responsabilidade
pela atenção básica e, ao segundo, a cobertura aos (B) segundo a Política Nacional, a estratégia prioritária
níveis de maior complexidade. para expansão e consolidação da atenção básica é
a Saúde da Família, configurando um processo pro-
(D) estabelecer como regra a centralização dos serviços gressivo e singular que considera e inclui as especi-
de saúde, classificados de acordo com sua capaci- ficidades locorregionais.
dade de atendimento para uma demanda distribuída
em escala ascendente, dos mais simples aos mais (C) as equipes de atendimento, sempre segmentadas
graves. por especialidade, devem desenvolver ações sem
priorizar grupos específicos, de forma a ampliar a
(E) estimular uma política pública de saúde que priori- linha de cuidados e o seu alcance. Só a partir dessa
zasse as campanhas estruturadas que, ao longo do visão geral, poderá detectar grupos com riscos espe-
tempo e nos dias atuais, têm-se revelado extrema- cíficos e, para estes, dar uma atenção especializada.
mente exitosas, como o combate à dengue.
(D) em cada unidade, o processo de territorialização
e mapeamento da área de atuação, identificando
grupos, famílias e indivíduos expostos a riscos, são
06. Apesar de todos os avanços proporcionados pelo SUS, atribuições de todos os profissionais, com exceção
ainda permanecem lacunas essenciais que comprome- do médico, cuja jornada será dedicada ao atendi-
tem a qualidade da atenção à saúde. É o caso, por exem- mento.
plo, das iniquidades em saúde, que seriam superadas
(E) a Política Nacional de Atenção Básica, segundo a
(A) levando os recursos assistenciais, em grau de priori- Portaria no 2.436 de setembro de 2017, estabelece
dade, para as populações mais periféricas, em nível mecanismos regulares de avaliação das equipes das
de igualdade com os grandes centros. unidades pelos gestores em cada esfera de governo.
(B) adotando modelos interativos que incorporassem
as ações individuais e coletivas, do mesmo grau de
complexidade, num mesmo nível de atenção. 08. Segundo a Política Nacional de Atenção Básica, em
situações específicas, a responsabilidade pela atenção
(C) disseminando a prática do autocuidado, em igual-
à saúde da população em situação de rua é das equipes
dade de condições, para todos os níveis de clientes
dos Consultórios na Rua, que são equipes da atenção
dos serviços de saúde.
básica que desenvolvem suas atividades de forma itine-
(D) privilegiando, exclusivamente, a atenção básica e os rante
atendimentos de menor complexidade.
(A) utilizando instalações específicas sem vincular-se a
(E) oferecendo serviços de saúde de todos os níveis qualquer unidade básica de saúde.
de acordo com as necessidades específicas de cada
(B) articulando-se e desenvolvendo ações em parce-
região ou grupo populacional.
ria com as demais equipes de atenção básica do
território.

(C) vinculando-se exclusivamente aos Centros de Aten-


ção Psicossocial.

(D) subordinando-se diretamente à unidade hospitalar


mais próxima do território de atuação.

(E) alternando o atendimento entre a rua e o serviço de


saúde, assumindo neste, integralmente, o tratamento
do atendido.

psicologia nova
3 SMSD1702/009-Psicologia
3
09. Sobre o modelo médico-assistencial privatista, é correto 12. Assinale a alternativa que apresenta corretamente um
professor alyson barros
afirmar que é um modelo de atenção à saúde novo princípio recentemente incorporado pelo SUS por
meio de lei específica, Lei no 13.427/2017.
(A) condenado e abolido com o advento da reforma
sanitária.
(A) Preservação da autonomia das pessoas na defesa
(B) que caracteriza a assistência médica individual, de sua integridade física e moral.
exclusivo do setor privado.
(B) Divulgação de informações quanto ao potencial dos
(C) voltado para os indivíduos que, na dependência do serviços de saúde e à sua utilização pelo usuário.
seu grau de conhecimento e/ou sofrimento, procu-
ram os serviços de saúde por “livre iniciativa”. (C) Integração em nível executivo das ações de saúde,
(D) que se notabiliza por adotar as grandes campanhas meio ambiente e saneamento básico.
setoriais, como a vacinação, por exemplo, como prá-
tica de excelência em atenção à saúde coletiva e (D) Organização dos serviços públicos de modo a evitar
assim atingir grandes populações. duplicidade de meios para fins idênticos.

(E) fundamentado no atendimento hospitalar, no qual (E) Organização de atendimento público específico e
o hospital seria a unidade central circundada pelos especializado para mulheres e vítimas de violência
ambulatórios de especialidades, facilitando e agili- doméstica em geral.
zando o fluxo de indivíduos, seja para exames, seja
para internação.

13. O Decreto no 7.508/11 foi editado para regulamentar a


10. Como enfatiza a Lei Orgânica da Saúde, em seu art. 3 , o Lei no 8.080/90 e dispõe sobre a organização do SUS,
os níveis de saúde o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a arti-
culação Interfederativa, além de dar outras providências.
(A) refletem a mortalidade por causas externas em um
Segundo ele,
período determinado.
(B) retratam a escassez de recursos disponibilizados (A) as portas de entrada do Sistema são: a atenção pri-
regularmente para as intervenções de natureza co- mária, principal porta e ordenadora aos demais níveis
letiva. de complexidade; a urgência e emergência; a saúde
mental e seus serviços como o CAPS – Centro de
(C) devem ser classificados regionalmente e segundo as
Atenção Psicossocial e serviços especiais de acesso
necessidades assistenciais do grupo populacional
aberto.
em análise.
(D) expressam a organização social e econômica do (B) as Comissões Intergestores são instâncias de pac-
país, tendo a saúde como determinantes e condicio- tuação consensual, com representantes comunitá-
nantes, entre outros, a alimentação e a moradia. rios, segmentadas por municípios e responsáveis
exclusivamente pela utilização dos recursos finan-
(E) têm sido, pela sua subjetividade, desconsiderados
ceiros disponibilizados pelo SUS.
como parâmetros apropriados para análises de po-
lítica econômica e social. (C) Mapa da Saúde é a distribuição geográfica da mor-
bidade, mortalidade, nível socioeconômico e outros
parâmetros utilizados na definição de estratégias de
11. Estão incluídas no campo de atuações do SUS, segun-
atuação.
do o art. 6o da Lei no 8.080/90, a execução de ações de
vigilâncias sanitária e epidemiológica. Entende-se por (D) Rede de Atenção à Saúde é o conjunto de ações e
vigilância sanitária serviços compartilhados por unidades básicas de
(A) a área responsável pela formulação de políticas, saúde situadas geograficamente num perímetro não
financiamento, execução e fiscalização de ações de maior que 30 quilômetros.
saneamento básico.
(E) Protocolo Clínico e Diretriz Terapêutica é o docu-
(B) um conjunto de ações que proporcionam o conhe- mento que estabelece os critérios especiais para o
cimento, a detecção ou prevenção de qualquer mu- fluxo dos portadores de doenças infectocontagiosas
dança nos fatores determinantes e condicionantes de grande risco à comunidade.
de saúde individual ou coletiva.
(C) a responsável pelo controle dos bens de consumo
que, direta ou indiretamente, relacionem-se com a
saúde, com autonomia para intervir apenas na etapa
do consumo.
(D) aquela que participa em estudos, pesquisas, avalia-
ção e controle dos riscos e agravos potenciais à saú-
de existentes no processo de trabalho.
(E) a responsável pelo controle da prestação de servi-
ços que se relacionam direta ou indiretamente com
apsicologia
saúde. nova
SMSD1702/009-Psicologia 4
4
14. A participação da comunidade na fiscalização e na con- conHecimentos esPecíficos
professor alyson barros
dução das políticas de saúde, o chamado controle social,
está garantida pela Lei no 8.142/90, com a criação dos
Conselhos e Conferências de Saúde. Quanto a seu fun- 16. Os princípios da Política de Saúde Mental brasileira cos-
cionamento, é correto afirmar que tumam ser sintetizados com base nas resoluções da De-
claração de Caracas. Uma dessas resoluções preconiza
(A) as Conferências de Saúde são fóruns promovidos que a reestruturação da assistência psiquiátrica, ligada
apenas na instância federal a cada quatro anos, reu- ao atendimento primário da saúde, deve
nindo segmentos representativos da sociedade, para
(A) estimular a promoção de modelos alternativos, cen-
conferir a execução correta do que foi aprovado no
trados na comunidade e dentro de sua rede social.
fórum anterior.
(B) enfatizar o papel hegemônico e centralizador do hos-
(B) o Conselho de Saúde é um órgão colegiado, sem pital psiquiátrico na prestação de serviços em saúde
poder de decisão sobre recursos financeiros, com- mental.
posto por segmentos da sociedade, apenas no nível
(C) pautar a escolha de recursos para tratamento e cui-
municipal.
dado dos doentes mentais em critérios universal-
(C) as Conferências de Saúde são fóruns regulares pro- mente estabelecidos.
movidos em níveis municipal, estadual e federal com (D) propiciar o acolhimento dos portadores de transtor-
poder para definir prioridades e linhas de ação sobre nos mentais em ambientes protegidos e controlados.
saúde.
(E) acatar as decisões da comunidade, em que se insere
(D) o Conselho de Saúde é um órgão colegiado de cará- o doente mental, no que se refere às estratégias para
ter permanente e deliberativo. reinserção social.

(E) tanto as Conferências quanto os Conselhos de Saú-


17. A Política de Saúde Mental brasileira evoluiu ao longo da
de subordinam-se às diretrizes definidas pelo Minis-
história do Sistema Único de Saúde de maneira
tério da Saúde.
(A) uniforme, contemplando toda a diversidade de prin-
cípios que orientam as práticas em saúde mental.
15. A Política Nacional de Humanização (PNH) busca
(B) instável, abrigando em seu escopo, fundamental-
colocar em prática os princípios do SUS no cotidiano dos
mente, estratégias de atendimento de caráter assis-
serviços de saúde, produzindo mudanças nos modos
tencialista.
de gerir e cuidar. Com relação a essa política, é correto
afirmar que (C) coerente, integrando de forma harmoniosa as prin-
cipais diretrizes para a efetivação de uma atenção
(A) um de seus fundamentos é: um SUS humanizado é inovadora em saúde mental.
aquele que reconhece o outro como legítimo cidadão
(D) caótica, demonstrando a impossibilidade de se con-
de direitos, valorizando os diferentes sujeitos impli-
cretizar a política de desospitalização dos doentes
cados no processo de produção de saúde.
mentais.
(B) adota a prática da transversalidade na Rede de Aten- (E) híbrida, conjugando valores e princípios que por ve-
ção à Saúde como um compromisso inalienável, zes se revelam contraditórios ou ambivalentes.
implementada exclusivamente nas unidades princi-
pais onde estão sediados os gestores e responsáveis
18. A principal referência para o Brasil no que se refere à
por administrar esse fluxo.
formulação de políticas de saúde é a Organização Mun-
(C) estabelece a criação de vínculos solidários e de dial de Saúde – OMS. Segundo as concepções da OMS,
participação coletiva no processo de gestão, isto é, para que um sistema de saúde de um país ou região seja
abre a possibilidade para que todos os profissionais efetivo em promover a saúde, prevenir e tratar doenças,
da saúde, cuja formação seja universitária, comparti- suas ações devem
lhem a responsabilidade de gerir a unidade. (A) priorizar o atendimento às populações vulneráveis,
uma vez que os indivíduos que possuem recursos po-
(D) resgata um dos fundamentos básicos que norteiam
dem procurar a rede privada de atenção em saúde.
as práticas de saúde no SUS, ao reconhecer os
“gestores e usuários” como sujeitos ativos e prota- (B) atender aos valores e princípios universais para o
gonistas das ações de saúde. Com a aproximação cuidado da população, eliminando as diferenças so-
desses dois polos, busca-se minimizar as situações ciais existentes e garantindo a qualidade de vida.
de conflito, frequentemente geradas entre trabalha- (C) ser realizadas de maneira compatível com os valo-
dores das unidades e os usuários. res da população, e acessível a todos, independen-
temente de seus recursos financeiros.
(E) um de seus méritos é estimular o trabalho em rede
com equipes multiprofissionais, reuniões grupais (D) adotar um conjunto de valores capaz de garantir que
regulares e assertivas, embora desautorize a prática todos os indivíduos de uma sociedade recebam o mes-
da transdisciplinaridade, a fim de evitar os constran- mo tratamento e usufruam das mesmas condições.
gimentos comuns nessas situações. (E) ser elaboradas a partir da consulta aos experts na
área sanitária, e baseadas nas experiências bem su-
psicologia nova cedidas dos países modelos que integram a OMS.
5 SMSD1702/009-Psicologia
5
19. As críticas ao modelo de assistência em Saúde Mental, 22. Atualmente, para reforçar a ideia de saúde como um es-
professor alyson barros
centrado nos hospitais psiquiátricos e a ocorrência de tado que está além da ausência de doença, a Organiza-
práticas inovadoras para o atendimento dos portadores ção Mundial de Saúde – OMS – utiliza a expressão
de transtornos mentais,
(A) saúde mental positiva.
(A) mobilizaram os diversos segmentos da população
e as diferentes categorias profissionais no final dos (B) pleno bem-estar.
anos 70, quando surgiu a nova legislação em Saúde
(C) bem-estar dinâmico.
Mental.
(B) sempre foram identificadas no cenário brasileiro, (D) saúde integral.
mas somente em 1960 é que a Reforma Psiquiátri- (E) capital social.
ca brasileira se consolidou como atenção em Saúde
Mental.
(C) instalaram-se como questões relevantes entre os
profissionais de Saúde Mental somente a partir de 23. De acordo com as concepções atuais, consideram-se
1990, quando se estabeleceu o Sistema Único de como determinantes fundamentais para a saúde dos in-
Saúde – SUS. divíduos

(D) intensificaram-se a partir de 1960, mas somente no (A) a qualidade da alimentação e a estimulação recebi-
final dos anos 80 é que a Reforma Psiquiátrica bra- das no período intrauterino.
sileira tomou vulto e implantou-se como política de
(B) o estilo de vida e a prática regular de atividades de
governo.
lazer e entretenimento.
(E) possibilitaram que diversos fatores de mudanças se
integrassem para que, em 1990, a Reforma Psiquiá- (C) a ausência de pressões no cotidiano de vida e traba-
trica brasileira pudesse se estabelecer como prática lho e a interação social.
em Saúde Mental. (D) o sentimento de pertinência e participação na comu-
nidade e o apoio social.
20. Especialmente a partir da segunda metade do século XX,
(E) a realização de campanhas a respeito de hábitos
diversos fatores despertaram críticas severas ao hospi-
saudáveis e o controle do consumo do álcool.
tal psiquiátrico e às políticas de saúde mental centradas
nessa instituição. Nesse contexto, um dos teóricos da luta
antimanicomial descreveu um quadro que frequentemen-
te acomete pacientes internados por longos períodos em 24. As Unidades Básicas de Saúde, como pontos de aten-
hospitais psiquiátricos, caracterizado por perda de interes- ção da Rede de Atenção Psicossocial, têm como uma de
se, apatia e ausência de iniciativa. Esse quadro é conhe- suas responsabilidades a
cido como
(A) síndrome de burnout. (A) coleta de dados e sistematização de informações
para classificação de riscos e planejamento do cui-
(B) neurose institucional. dado da população em situações de urgência e
(C) depressão anaclítica. emergência.
(D) hospitalismo. (B) atenção às diversas intercorrências e emergências
(E) síndrome de Estocolmo. em saúde mental identificadas em um território, de-
finindo a necessidade de exames e interconsultas.

21. O direito à saúde no Brasil é fruto da luta do Movimento (C) orientação aos portadores de transtornos mentais
da Reforma Sanitária e está garantido pela constituição. em relação à medicação apropriada ao seu trata-
No texto constitucional, a saúde é mento, assim como a dosagem ideal a ser ingerida.
(A) entendida de maneira ampliada e trata, prioritaria- (D) recepção aos casos novos de portadores de trans-
mente, das ações e políticas destinadas à assistên- tornos mentais graves que chegam em crise à uni-
cia médico-sanitária da população. dade, para evitar encaminhamentos para os serviços
(B) fruto das ações empreendidas pelos diversos servi- especializados.
ços de saúde públicos e privados, no sentido de pro-
(E) promoção de ações para redução de danos e cui-
mover condições de higiene para as comunidades.
dado às pessoas com necessidades decorrentes do
(C) decorrente do acesso das pessoas e coletividades uso de crack, álcool e de outras drogas.
aos bens e serviços públicos oferecidos pelas políti-
cas sociais universais.
(D) resultado de todas as estratégias executadas pelo
Sistema Único de Saúde – SUS – com caráter huma-
nista e assistencialista.
(E) uma condição de bem-estar que pode ser atingida,
independentemente das condições socioculturais
presentes no cotidiano de uma população.
psicologia nova
SMSD1702/009-Psicologia 6
6
25. De acordo com a lógica da Rede de Atenção Psicosso- 27. Dois profissionais de uma equipe de saúde de uma Uni-
professor alyson barros
cial, um indivíduo diagnosticado com uma depressão mo- dade Básica realizam uma visita domiciliar para acom-
derada, com ideação suicida intermitente, que trabalha, panhamento de um paciente com um transtorno mental
mas vem correndo o risco de perder o emprego por faltas grave e sua família. Durante a visita, os profissionais
e por queda de rendimento no trabalho, deve ser aten- identificam informações perturbadoras e relevantes so-
dido bre o caso, que podem interferir no atendimento. A dis-
cussão sobre essas informações deve ser realizada
(A) pelo psiquiatra da equipe de saúde mental do am-
bulatório que é referência para a Unidade Básica de (A) conjuntamente pelos profissionais, o paciente e sua
Saúde próxima ao seu local de moradia. família, na própria residência, em respeito à condi-
ção de sujeito social do paciente.
(B) pela equipe de saúde da família, que poderá ser su-
pervisionada pelo psiquiatra ou psicólogo do Núcleo (B) entre o paciente e sua família, cabendo aos profis-
de Atenção à Saúde da Família – NASF. sionais respeitar as decisões do grupo familiar em
relação à situação.
(C) pelo Centro de Atenção Psicossocial I – CAPS I,
unidade de saúde responsável pelo atendimento de (C) entre os profissionais da equipe, na Unidade de Saú-
transtornos mentais leves. de, e as decisões tomadas serão informadas poste-
riormente ao paciente e à sua família, se for o caso.
(D) pelo clínico geral da Unidade Básica de Saúde mais
próxima de sua residência, sem a necessidade de (D) pelos profissionais, na presença do paciente e de
outros encaminhamentos ou intervenções. sua família, mas sem envolvê-los nas questões que
serão discutidas, que cabem somente à equipe.
(E) pela Rede de Atenção a Urgências e Emergências,
serviço que dispõe de profissionais e recursos para (E) pelos supervisores dos profissionais em sua Unida-
atender aos casos de transtornos mentais graves. de de Saúde, para que as medidas adotadas não so-
fram interferência da família do paciente.

26. Entre as técnicas que têm se revelado mais apropriadas


para efetivar o atendimento às questões de saúde mental 28. Na Atenção Primária em Saúde, é muito importante o
na Atenção Primária em Saúde, de acordo com a lógica conhecimento a respeito da situação apresentada por
de um atendimento integral em saúde, merece destaque um paciente, a composição de sua família, assim como
a realização de o conhecimento sobre as características das relações no
grupo familiar, dados que podem ser úteis no seu proces-
(A) treinamentos da equipe de saúde em universidades
so de recuperação. Um recurso que tem se revelado útil
públicas e privadas.
para atender a esse propósito é o
(B) palestras teórico-práticas com profissionais do
(A) genograma.
Núcleo de Apoio à Família.
(B) grupo operativo.
(C) leitura de material didático a respeito da atenção
integral pelos agentes de saúde. (C) exame psíquico.

(D) encaminhamentos mais rápidos para os serviços de (D) sociodrama.


atenção especializados.
(E) inventário de interesses.
(E) discussões conjuntas a respeito dos casos entre os
diversos profissionais e os usuários.
29. No processo de trabalho das Unidades Básicas de Saúde,
a participação de profissionais de outras especialidades
médicas e de outras categorias profissionais junto aos
de Atenção Básica, com o objetivo de aumentar a reso-
lutividade na atenção primária e capacitar os profissio-
nais para uma ação mais integrada para o atendimento
à saúde da população, é denominada, na documentação
oficial, prática

(A) paliativa.

(B) humanizada.

(C) matricial.

(D) continuada.

(E) holística.

psicologia nova
7 SMSD1702/009-Psicologia
7
30. Paciente adulto foi diagnosticado com uma doença car- 32. Em uma equipe de saúde mental identifica-se uma que-
professor alyson barros
díaca crônica. Com o propósito específico de estimular bra na hierarquia, porque a figura do psiquiatra não defi-
a adesão desse paciente ao tratamento, o psicólogo en- ne os rumos dos tratamentos adotados, que são estabe-
carregado deve eleger como foco de sua intervenção a lecidos a partir de decisões consensuais entre técnicos e
identificação usuários. A equipe se contrapõe às forças identificadas
como antagônicas ao modelo de atendimento preconiza-
(A) do tipo de mecanismo de defesa predominantemen-
do pela política de Saúde Mental, e os conflitos internos
te utilizado pelo paciente.
na equipe são solucionados pelos seus membros, sem a
(B) do potencial cognitivo do paciente para resolução de interferência de supervisores da Secretaria de Saúde e
problemas. sem a participação dos usuários.
Essa equipe
(C) das estratégias de enfrentamento adotadas pelo pa-
ciente. (A) legitima as práticas institucionais e caracteriza toda
a operacionalidade esperada de um equipamento de
(D) do nível de estresse que o paciente demonstra em saúde mental.
situações de pressão.
(B) descaracteriza a atuação esperada das equipes de
(E) das expectativas que o paciente tem em relação à saúde mental no que se refere ao atendimento aos
sua cura ou melhora. usuários do serviço.

(C) traduz um movimento de oposição em relação à


31. Na prática da atenção psicossocial é importante diferen- ideia de que os atendimentos em saúde mental de-
ciar as interrelações que se estabelecem entre discipli- vem ocorrer em rede.
nas do saber e entre categorias profissionais, pois uma
(D) indica que a equipe precisa da intervenção de um
(A) abordagem interdisciplinar não pode ocorrer entre supervisor da Secretaria da Saúde, para retomar os
profissionais da mesma categoria. seus objetivos de trabalho.
(B) equipe transdisciplinar descaracteriza-se quando (E) caracteriza uma perspectiva de atendimento huma-
sua intervenção traduz uma fusão entre disciplinas. nizado, mas fere os princípios definidos pela Política
de Saúde Mental.
(C) abordagem multidisciplinar só acontece quando se
cria um núcleo de saberes no qual são mantidas as
características de cada categoria. 33. Uma equipe de profissionais que trabalha em um centro
(D) equipe com profissionais de diferentes categorias de terapia intensiva de um hospital enfrenta muitas pres-
não é necessariamente multi ou interdisciplinar. sões em seu cotidiano, e se depara frequentemente com
a dor, a morte, o sofrimento e os sentimentos de impotên-
(E) abordagem multiprofissional naturalmente se esta- cia. A equipe solicita a intervenção do psicólogo do grupo,
belece quando diferentes categorias atuam conjun- e esse sugere que ela divida o trabalho realizado, e con-
tamente. centre-se nos aspectos essenciais de sua especialidade,
para atender às necessidades dos pacientes. A sugestão
do psicólogo

(A) contribui para a diminuição dos conflitos na equipe,


pois evita a sobrecarga emocional e impede a ex-
pressão inapropriada de sentimentos de frustração.

(B) estimula o corporativismo e a estereotipia na iden-


tidade profissional, elevando sentimentos de onipo-
tência e impedindo a comunicação na equipe.

(C) favorece a manutenção da integridade psíquica dos


membros da equipe, pois muda o foco dos profissio-
nais para suas possibilidades de atuação.

(D) promove o bem-estar e estabilidade da equipe, mas


diminui sua eficiência para atender às necessidades
dos pacientes sob seus cuidados.

(E) provoca a repressão de sentimentos inadequados


nos membros da equipe, que pode desencadear cri-
ses de agressividade contra os pacientes atendidos.

psicologia nova
SMSD1702/009-Psicologia 8
8
34. De acordo com Kubler-Ross, os pacientes em estágio 37. A demência acomete 5% dos indivíduos com mais de 65
professor alyson barros
terminal podem ser acometidos por dois tipos de depres- anos de idade e 20% das pessoas com mais de oitenta
são: a reativa e a preparatória. A depressão anos. É uma síndrome que pode ter várias etiologias e
cuja característica básica é a presença de múltiplas de-
(A) reativa leva em conta as perdas que estão por vir,
ficiências. O sintoma mais frequente e importante desse
e demanda do psicólogo uma atitude de aceitação
quadro é o comprometimento
e acolhimento das fantasias associadas à perda da
autonomia. (A) do humor.

(B) preparatória refere-se às perdas narcísicas que atin- (B) da memória.


gem o paciente, e requer do psicólogo um trabalho
(C) da psicomotricidade.
clínico que permita o desinvestimento dos objetos
pulsionais. (D) da percepção.
(C) reativa revela uma verdadeira preparação para a (E) do pensamento.
morte, impedindo que o psicólogo tenha qualquer
tipo de intervenção do ponto de vista psicológico.
38. O matriciamento é uma ferramenta para transformação
(D) preparatória representa uma tentativa progressiva
da realidade de trabalho de equipes interdisciplinares e
de se desligar do mundo, convocando o psicólogo a
de suas relações com as pessoas e comunidade. Nesse
adotar uma intervenção diretiva e otimista do caso.
tipo de perspectiva de atendimento, é fundamental que
(E) reativa trata de uma resposta às perdas provocadas
(A) a intervenção psicossocial seja realizada exclusiva-
pela doença, solicitando do psicólogo, além de um
mente pelo profissional eleito como matriciador da
trabalho interpretativo, um certo manejo de situações
equipe.
concretas.
(B) os atendimentos psiquiátrico e psicológico dos pa-
cientes diagnosticados com transtornos mentais se-
35. Os transtornos alimentares afetam principalmente ado- jam realizados individualmente.
lescentes do sexo feminino, embora o quadro também
esteja aumentando a sua incidência entre crianças, le- (C) os profissionais envolvidos com os casos atendidos
vando a prejuízos biopsicossociais com elevada taxa de estabeleçam uma efetiva comunicação e coordena-
morbidade e mortalidade. Esse tipo de paciente, em situ- ção dos cuidados.
ação de hospitalização, (D) as ações necessárias ao cuidado dos usuários do
(A) costuma sabotar o tratamento que recebe. serviço sejam realizadas prioritariamente no nível
ambulatorial de atenção.
(B) demonstra comportamento muito dependente.
(E) os diferentes serviços envolvidos com o atendimento
(C) é violento com os profissionais que o atendem. aos usuários tenham autonomia para decidir sobre
as estratégias a serem adotadas em cada caso.
(D) sofre com alucinações auditivas e olfativas.

(E) aceita os procedimentos médicos facilmente.


39. A condição de LGBT incorre em hábitos corporais e prá-
ticas sexuais que podem guardar alguma relação com o
36. Menina de dez anos, que está se recuperando de uma grau de vulnerabilidade dessas pessoas em relação à
cirurgia ortopédica, queixa-se ao psicólogo que acompa- sua saúde. No entanto, o maior e mais profundo sofri-
nha seu caso de que tem sido cobrada pela sua famí- mento enfrentado por essa população é decorrente
lia em relação à realização de atividades e movimentos,
(A) do uso de hormônios femininos.
apesar de suas queixas de dor e insegurança. Nesse
caso, o psicólogo identifica um comportamento de (B) do comportamento de automutilação.
(A) acomodação por parte da menina, que resiste às ten- (C) da falta de visibilidade social.
tativas da família para estimular a sua recuperação.
(D) do estresse ao qual está submetida.
(B) apoio da família, que demonstra capacidade para
enfrentar as resistências da menina para superar (E) da discriminação e do preconceito.
seus temores.

(C) oposição da menina, que tenta, por meio da mobili-


zação de culpa na família, obter ganhos secundários
com seu adoecimento.

(D) hostilidade familiar, que, por meio de um “pseudoa-


poio”, exige resultados que estão além da capacida-
de da menina.

(E) evitação por parte da menina, que demonstra dificul-


dades para enfrentar as adversidades inerentes ao
seu processo de recuperação.
psicologia nova
9 SMSD1702/009-Psicologia
9
40. Na dinâmica das relações transferenciais que se esta- 43. No pronto-atendimento de hospitais, as situações que
professor alyson barros
belecem na cena hospitalar, o psicólogo deve ser capaz, mais demandam a atenção do psicólogo são: a síndro-
quando atende aos pacientes internados, de fazer uma me do pânico, a ansiedade generalizada, os casos de
distinção entre uma solicitação por atendimento psicoló- estresse pós-traumático e os distúrbios somatoformes. A
gico e uma demanda por atendimento psicológico. A de- intervenção emergencial dedicada a esses casos deve
manda ter como objetivo

(A) é uma ação, e, por isso, pode ser apresentada por (A) resolver a crise atual e facilitar a aderência a um tra-
uma pessoa relacionada ao paciente, que identifica tamento ambulatorial posterior.
a necessidade de atendimento psicológico.
(B) permitir a descarga da tensão acumulada, eliminan-
(B) é um estado psicológico caracterizado por um ques- do a necessidade do tratamento medicamentoso.
tionamento ou incômodo, do próprio paciente, em
(C) esclarecer ao paciente que ele não tem nada, para
relação à maneira como ele vivencia o seu adoeci-
que a situação de estresse diminua.
mento.
(D) dedicar ao paciente toda a atenção que puder, com o
(C) é um pedido para que o psicólogo atenda a um
objetivo de eliminar os sintomas.
paciente, que pode ser formulado pelo próprio
paciente, pela família ou pela equipe de saúde. (E) esclarecer que sua queixa é emocional, para que ele
consiga controlar seus impulsos.
(D) é uma necessidade apontada sempre pela equipe de
saúde, quando ela identifica fracasso nos procedi-
mentos adotados para recuperação do paciente.
44. Um psicólogo está incumbido da avaliação psicológica de
(E) é um pedido que deve ser atendido somente quando um paciente para que seja submetido a um transplante
um paciente hospitalizado tem algum distúrbio psico- de rim. Um dos fatores que pode contraindicar o procedi-
lógico que pode se intensificar durante a internação. mento e solicitar uma discussão pela equipe mais profun-
da sobre o caso é a

(A) identificação de fraca aderência ao processo


41. Senhora é socorrida em um pronto-atendimento e identi-
dialítico.
fica-se que ela apresenta uma grave insuficiência renal. A
equipe de saúde solicita a avaliação do psicólogo, porque (B) consciência de que o procedimento pode fracassar.
após o atendimento, de repente, a paciente apresentou
diminuição da atenção voluntária, desorientação tempo- (C) presença de traços de ansiedade elevados.
roespacial, prejuízos na memória e desorganização do (D) ausência de motivação para o autocuidado.
pensamento. Os sinais descritos pela equipe
(E) dúvida do paciente em relação à sua recuperação.
(A) identificam um episódio depressivo.

(B) sugerem a presença de um transtorno de personali-


dade borderline. 45. Os pacientes epilépticos, por causa das crises e da am-
nésia pós-ictal, frequentemente negam alterações em
(C) indicam a presença de uma crise de pânico. seu comportamento. Tendo em vista esse dado, durante
a avaliação psicológica, para fins de encaminhamento de
(D) revelam um quadro de histeria de conversão.
um paciente diagnosticado com epilepsia,
(E) correspondem à síndrome denominada delirium.
(A) é necessária a aplicação de testes psicológicos para
identificar prejuízos na memória.
42. As práticas de cura identificadas entre a população indí- (B) torna-se relevante a utilização de instrumentos de
gena são produto de sua relação particular com o mun- investigação do tipo projetivo.
do espiritual e com os seres do ambiente em que vivem.
Portanto, de acordo com a Política Nacional de Atenção (C) são imprescindíveis as informações fornecidas por
à Saúde dos Povos Indígenas, para melhorar o estado familiares e terceiros.
de saúde dessa população, as propostas de promoção e (D) é indispensável a observação do paciente em seu
educação em saúde devem cotidiano de vida.
(A) possibilitar uma mudança radical nas suas práticas (E) é recomendável a utilização da técnica de hipnose.
tradicionais de cura.

(B) impedir a utilização das práticas tradicionais em ca-


sos de adoecimento grave.

(C) respeitar o sistema tradicional de saúde desses po-


vos, assim como sua cultura.

(D) substituir as práticas de cura tradicionais por estraté-


gias de cura reconhecidas.

(E) integrar, às técnicas de cura tradicionais, elementos


das técnicas de cura científicas.
psicologia nova
SMSD1702/009-Psicologia 10
10
46. Quando um psicólogo hospitalar constrói uma visão pa- 49. Psicólogo participa de um grupo que realiza pesquisas
professor alyson barros
norâmica da vida de um paciente, enfatizando as áreas em um serviço de atendimento à saúde da população.
não diretamente relacionadas à doença, mas que influen- Nesse caso, os resultados obtidos com as pesquisas
ciam e são por ela influenciadas, por exemplo: vida psí- realizadas
quica, vida social, vida cultural e dimensão corporal do
(A) serão informados somente aos responsáveis pelo
adoecimento, ele está realizando um diagnóstico
serviço de saúde no qual as pesquisas foram rea-
(A) reacional. lizadas.

(B) compreensivo. (B) deverão ser informados a todos os participantes das


pesquisas, se eles assim o desejarem.
(C) transferencial.
(C) deverão ser mantidos em sigilo, porque se referem
(D) situacional.
às questões de saúde da coletividade.
(E) diferencial.
(D) deverão ser publicados em documentos oficiais da
União, para conhecimento de toda a população.
47. Paciente internado em uma unidade hospitalar recebeu (E) poderão ser divulgados se não forem identificados
recentemente a notícia de que é portador de uma doença dados críticos por intermédio da investigação con-
grave e incurável. Durante a avaliação desse paciente, duzida.
o psicólogo identifica uma situação de risco aumentado
para suicídio, pois ele comenta sobre seus planos para
acabar com seu sofrimento. Nesse caso, o psicólogo 50. No Brasil, a biossegurança possui duas vertentes: a legal
deve e a praticada. A vertente praticada

(A) comunicar o fato imediatamente à equipe médica, e (A) trata dos riscos presentes em laboratórios que se de-
posteriormente aos familiares. dicam à manipulação de organismos geneticamente
modificados.
(B) solicitar uma interconsulta com o psiquiatra da equi-
pe, para que ele tome as medidas necessárias. (B) dedica suas atividades ao controle e regulamenta-
ção das pesquisas envolvendo células-tronco em-
(C) informar à família sobre as intenções do paciente,
brionárias.
para que ele seja contido.
(C) controla o consumo e a distribuição dos alimentos
(D) manter a avaliação em sigilo, trabalhando analitica-
transgênicos produzidos, assegurando o bem-estar
mente a ideação suicida do paciente.
da população.
(E) tratar a intenção do paciente como uma reação es-
(D) aplica medidas de punição aos casos de descum-
perada diante de um diagnóstico crítico.
primento das regras para manipulação de agentes
nocivos à saúde.
48. Paciente religioso rejeitou um tratamento médico indica- (E) envolve os riscos por agentes químicos, físicos, bio-
do, por questões religiosas, apesar de os esforços profis- lógicos, ergonômicos e psicossociais identificados
sionais esclarecerem a importância do tratamento para a nas instituições de saúde.
sua recuperação. O psicólogo da equipe de saúde que o
atende esclareceu à equipe sobre a importância de res-
peitar a convicção que é válida e significativa no universo
psicológico e cultural desse paciente. Do ponto de vista
ético, esse psicólogo

(A) negou ao paciente informações importantes sobre os


objetivos de seu tratamento.

(B) respeitou a subjetividade do paciente e o direito de


professar a sua fé.

(C) praticou ação que indica negligência no cuidado a


uma pessoa por ele atendida.

(D) violou o direito à saúde desse paciente durante a


prestação de serviços.

(E) assumiu responsabilidades para as quais não está


teórica e tecnicamente habilitado.

psicologia nova
11 SMSD1702/009-Psicologia
11
professor alyson barros

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
ESCOLA MUNICIPAL DE SAÚDE / GERÊNCIA DE ENSINO

SELEÇÃO PÚBLICA PARA RESIDÊNCIA UNI E MULTIPROFISSIONAL – 2018

26.11.2017

009. PROVA OBJETIVA

PSICOLOGIA
(OPÇÃO: 009)

1-B 2-C 3-D 4-C 5-A 6-E 7-B 8-B 9-C 10 - D


11 - E 12 - E 13 - A 14 - D 15 - A 16 - A 17 - E 18 - C 19 - D 20 - B
21 - C 22 - A 23 - D 24 - E 25 - B 26 - E 27 - C 28 - A 29 - C 30 - E
31 - D 32 - A 33 - B 34 - E 35 - A 36 - D 37 - B 38 - C 39 - E 40 - B
41 - E 42 - C 43 - A 44 - D 45 - C 46 - D 47 - A 48 - B 49 - B 50 - E

SMSD1702

psicologia nova

12
professor alyson barros

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO


ESTADO DE SÃO PAULO

Concurso Público

029. Prova objetiva

Psicólogo
(Cód. 032)

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta esferográfica de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que
você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

RG Inscrição Prédio Sala Carteira

psicologia nova 25.03.2018 | manhã

13
ConheCimentos Gerais 02. O vocábulo também, em destaque no primeiro parágrafo,
professor alyson barros
enfatiza
(A) as ações políticas desencadeadoras da evolução
Língua Portuguesa tecnológica.
(B) os obstáculos que atrasaram o início da evolução
tecnológica.
Leia o texto para responder às questões de números 01 a 03. (C) as consequências ambivalentes da evolução tecno-
lógica.
O combate à notícia falsa (D) as transformações históricas que antecederam a
evolução tecnológica.
Da mesma forma que a evolução tecnológica tornou a in-
formação mais acessível e ampliou os espaços de discussão (E) os mecanismos de poder que justificaram a evolução
de ideias – avanços que são especialmente saudáveis para tecnológica.
a democracia –, ela também trouxe novos desafios. Caso
paradigmático de efeito colateral negativo das redes sociais é
a disseminação de notícias falsas, que podem, em último ter- 03. No trecho do primeiro parágrafo – ... notícias falsas, que
mo, colocar em risco o ambiente de liberdade de expressão, podem, em último termo, colocar em risco o ambiente
fundamental para uma democracia. de liberdade de expressão... –, a construção destacada
De forma pioneira, a Alemanha apresentou uma possível contribui para
solução para o problema das notícias falsas. No dia 1o de (A) atribuir ao enunciado um status de verdade compro-
janeiro, entrou em vigor uma lei, aprovada em junho do ano vada.
passado, que obriga as redes sociais a removerem conteú-
dos impróprios, como discurso de ódio e notícias falsas, de (B) chamar a atenção para os efeitos das notícias falsas.
suas plataformas em até 24 horas após terem sido legalmen- (C) apontar o significado explicitamente contraditório da
te notificadas. As empresas que não cumprirem as novas nor- afirmação.
mas poderão ser multadas em até € 50 milhões.
(D) reforçar o traço pejorativo do vocábulo “liberdade” no
A nova lei aplica-se a sites e redes sociais com mais de
contexto.
2 milhões de membros. Facebook, Twitter e YouTube serão
os principais afetados. (E) descrever as “notícias falsas” como um problema in-
Com a entrada da lei em vigor, o governo alemão anun- corrigível.
ciou que oferecerá formulários digitais para que os cidadãos
possam denunciar quando as redes sociais não removerem
o conteúdo denunciado dentro do prazo estipulado. Recen- 04. Assinale a alternativa correta quanto à concordância, de
temente, o Facebook informou que contratou centenas de acordo com a norma-padrão da língua.
novos funcionários na Alemanha para lidar com as denúncias
(A) Ampliar os espaços de debates constituem um as-
no país dentro do novo marco legal. É um primeiro passo.
pecto positivo da revolução digital.
(O Estado de S.Paulo. http://opiniao.estadao.com.br. 07.01.2018. Adaptado)
(B) Talvez tenha sido encontrado uma solução para o
problema das notícias falsas.
01. É correto afirmar que o texto, referente à lei alemã para
coibir a disseminação de notícias falsas, (C) Deve-se remover os conteúdos impróprios, qualquer
que sejam, em até 24 horas.
(A) dá como certa a eficácia de sua aplicação, como se
(D) Cinquenta milhões de euros é o valor máximo a que
observa em: “... aplica-se a sites e redes sociais...”
poderão chegar as multas.
(3o parágrafo).
(E) Formulários digitais serão entregue à população
(B) faz uma crítica à morosidade de sua implementação,
para denunciar as redes sociais.
como se evidencia em: “De forma pioneira...” (2o pa-
rágrafo).

(C) contesta o caráter arbitrário dessa medida, como se 05. Da mesma forma que a evolução tecnológica tor-
verifica em: “... obriga as redes sociais a removerem nou a informação mais acessível pessoas,
conteúdos impróprios...” (2o parágrafo). ela trouxe novos desafios, entre estão
as falsas notícias.
(D) questiona a burocracia desnecessária envolvida em
sua execução, como se nota em: “... o governo ale- De acordo com a norma-padrão, as lacunas da frase de-
mão anunciou que oferecerá formulários digitais...” vem ser preenchidas, respectivamente, com:
(4o parágrafo). (A) às … lhes … os quais
(E) posiciona-se favoravelmente a essa iniciativa, como (B) as … lhes … as quais
se sugere em: “... uma possível solução para o pro-
(C) às … lhe … aos quais
blema...” (2o parágrafo).
(D) as … lhe … os quais
(E) às … lhes … às quais
psicologia nova
3 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
14
Considere a crônica para responder às questões de números 07. Com a expressão “chave inglesa”, no terceiro parágrafo,
professor alyson barros
06 a 09. o autor

(A) defende a ideia de que a língua portuguesa dispõe


Sobre o ‘sobre’ de muito mais recursos de comunicação que a língua
De um ano pra cá, comecei a ouvir frases do tipo “não é inglesa.
sobre opinião, é sobre respeito” ou “não é sobre direitos, é (B) sugere que as pessoas que eventualmente empre-
sobre deveres”. gam palavras ou frases de origem estrangeira são
A primeira vez que me deparei com este novo uso do “so- arrogantes.
bre”, pensei que estavam falando “sobre” algum filme, livro
ou peça de teatro. A respeito de “Superman I”, por exemplo, (C) frisa que há ideias que simplesmente não podem ser
poderíamos dizer que “não é sobre superpoderes, é sobre traduzidas do inglês para o português.
amor”. Assim como “Casa de Bonecas”, do Ibsen, “não é (D) explicita seu ponto de vista terminantemente contra
sobre um casamento, é sobre a liberdade”. Prestando mais as teorias que endossam as recentes traduções de
atenção, porém, percebi que o sentido era outro. Era o “so- obras da língua inglesa.
bre” como “ter a ver com”. Trata-se de uma tradução troncha
de “it’s not about”, que os anglófonos usam a torto e a direito. (E) reforça a crítica à inadequação do emprego do vocá-
Ou melhor, nós usamos torto, eles usam direito. bulo “sobre” como uma tradução malfeita da constru-
Palavras são ferramentas, chaves que se encaixam per- ção inglesa “it’s not about”.
feitamente nas delicadas fendas dos significados. Quando a
gente usa a ferramenta errada, espana o parafuso. O que au-
menta meu desconforto com o “sobre” é que, nas frases em 08. O emprego das aspas no último parágrafo serve ao pro-
que ele é empregado, tem sempre alguém nos dando uma pósito de
lição e dizendo que não entendemos lhufas do assunto. É
(A) explicitar a citação da opinião de um terceiro.
como se eu estivesse tentando aparafusar uma estante na
parede, me afastassem da tarefa e assumissem o meu lugar (B) evidenciar a presença da intenção sarcástica.
usando uma faca de cozinha. Ou, para ligar a imagem à ori-
gem do problema: usando uma chave inglesa. (C) destacar expressões com sentido figurado.
Não quero parecer arrogante. “Não é sobre preciosismo”, (D) anular o propósito crítico do comentário.
eu diria, aderindo à moda, “é sobre lógica”. Há frases que
fazem sentido, outras que não. Já está tão difícil nos enten- (E) realçar um uso preciosista da língua.
dermos em bom português, imagina com todo mundo usando
faca em parafuso e desrosqueando porca com alicate: aca-
baremos por estropiar de vez a fragilíssima máquina da co- 09. Atendo-se à regência da norma-padrão, o vocábulo des-
municação. tacado em – Era o “sobre” como “ter a ver com”. (2o pa-
rágrafo) – está corretamente substituído por:
(Antônio Prata. Folha de S.Paulo. www.folha.uol.com.br.
29.10.2018. Adaptado) (A) em analogia contra

(B) em paralelo por


06. Um dos problemas que o autor aponta no uso de “sobre”
em frases do tipo “não é sobre direitos, é sobre deveres” (C) em equivalência de
está relacionado ao fato de que esse uso
(D) em correspondência com
(A) revela pouco refinamento e afeta a melodia da língua. (E) em consonância de
(B) impede uma compreensão profunda do preciosismo
da língua.
10. Assinale a alternativa correta quanto à pontuação e à co-
(C) acarreta desvio de sentido e prejudica a compreensão. locação pronominal, de acordo com a norma-padrão.

(D) compromete o purismo necessário à preservação do (A) O sentido da palavra, segundo o autor, apresentava-
idioma. -se como uma tradução duvidosa da língua inglesa.

(E) é elitista, pois se restringe a falantes de uma língua (B) São relativamente novas, as frases em que empre-
estrangeira. ga-se o “sobre” com o sentido, de “ter a ver com”.

(C) É verdade que algumas traduções literais, não adap-


tam-se com naturalidade, à língua de chegada.

(D) Muitos não têm apercebido-se da forte influência, da


cultura anglófona sobre a nossa.

(E) Os filmes estrangeiros normalmente apresentam-se re-


pletos, de expressões que soam estranhas ao ouvido.

psicologia nova
PMST1703/029-Psicólogo-Manhã 4
15
MateMática r a s C u n h o
professor alyson barros

11. Jonas leu 3 livros no mês de janeiro, sendo um livro


de 348 páginas, outro de 441 páginas e um terceiro de

235 páginas. No dia primeiro de janeiro, ele leu 1 do


16
total de páginas desses três livros e, em cada um dos
demais dias do mês, ele leu o mesmo número de páginas.
Jonas lia todo um livro antes de passar para o próximo e,
no dia 21, ele terminou de ler o livro com o maior número
de páginas. O dia de janeiro em que Jonas terminou de
ler o primeiro livro foi

(A) 6.

(B) 7.

(C) 8.

(D) 9.

(E) 10.

12. Certo tipo de peça é produzido por uma máquina A em


32 minutos. Esse tipo de peça é produzido por uma máqui-
na B, a cada 36 minutos, e por uma máquina C, a cada
48 minutos. Essas três máquinas são ligadas ao mesmo
tempo e começam a produzir essas peças. No momento
em que as três máquinas finalizarem uma peça ao mesmo
tempo, o total de peças que já terão sido produzidas será

(A) 23.

(B) 27.

(C) 31.

(D) 35.

(E) 39.

13. Um aeromodelista possui 0,5 litro de um combustível


comum e 3 litros de um combustível especial. Ele deseja
fazer uma mistura apenas com esses dois combustíveis,
de modo que contenha 80% de combustível especial.
Nessas condições, o volume máximo dessa mistura que
ele conseguirá fazer será, em litros, igual a

(A) 2,4.

(B) 2,5.

(C) 2,7.

(D) 2,8.

(E) 3,0.

psicologia nova
5 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
16
14. João coleciona selos e moedas. No dia 8 de janeiro, ele r a s C u n h o
professor alyson barros
tinha 9 selos para cada 4 moedas. No dia 9 de janeiro, ele
ganhou alguns selos e 46 moedas e, agora, para cada
9 selos, João tem 5 moedas. Se a soma do número de
selos com o número de moedas que João passou a ter
no dia 9 é igual a 420, o número de selos que ele ganhou
nesse dia foi

(A) 12.

(B) 18.

(C) 24.

(D) 30.

(E) 36.

15. Um acampamento escolar comprou 900 picolés para a


temporada de férias de maneira que cada aluno acam-
pado ganhasse um picolé por dia, durante os 12 dias
da temporada. O acampamento começou com 75 alu-
nos, mas no quinto dia, antes da distribuição de picolés,
5 novos alunos chegaram, e, no oitavo dia, depois da
distribuição de picolés, alguns alunos decidiram sair do
acampamento e voltar para casa. Quando a temporada
de férias terminou, ainda havia 8 picolés em estoque.
Logo, o número de alunos que saíram do acampamento
no oitavo dia foi

(A) 10.

(B) 11.

(C) 12.

(D) 13.

(E) 14.

16. Para limpar uma sala de cinema, 3 funcionários de igual


capacidade trabalharam por 2h30. Para limpar quatro salas
iguais à primeira, 8 funcionários irão trabalhar por

(A) 3h15.

(B) 3h30.

(C) 3h45.

(D) 4h.

(E) 4h15.

17. Em uma sala de aula havia 3 meninos a mais do que


meninas. Cada menina escreveu um bilhete para cada
menino e cada menino escreveu um bilhete para cada
menina, num total de 176 bilhetes. O número de meninas
nessa sala é um divisor de

(A) 24.

(B) 30.

(C) 36.

(D) 42.

(E) 50.

psicologia nova
PMST1703/029-Psicólogo-Manhã 6
17
18. Em uma turma escolar, a média das massas dos 12 meni- r a s C u n h o
professor alyson barros
nos é 2 kg a mais do que a média das massas das meninas.
Excluindo o menino de menor massa, que tem 32 kg, a dife-
rença entre a média das massas dos 11 meninos e a média
das massas das meninas passa a ser de 2,2 kg. A média
das massas das meninas dessa turma, em kg, é igual a
(A) 31,4.
(B) 31,6.
(C) 31,8.
(D) 32,2.
(E) 32,4.

19. O ponto J pertence ao lado FI do retângulo FGHI, conforme


mostra a figura.
F J I

G H

A área do triângulo HIJ é 40% da área do retângulo FGHI,


e a razão entre os lados FG e GH é 1,6. Sendo a medida
do segmento HJ igual a 4 5 cm, a área do retângulo
FGHI, em cm2, é:
(A) 24.
(B) 28.
(C) 32.
(D) 36.
(E) 40.

20. Os pontos D e E pertencem aos lados de um triângulo


ABC, de maneira que o segmento DE é paralelo ao seg-
mento BC, conforme mostra a figura.

O perímetro, em cm, do triângulo ABC é


(A) 20.
(B) 23.
(C) 26.
(D) 29.
(E) 32.
psicologia nova
7 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
18
atuaLidades 23. Ícone da bossa nova, o cantor e compositor de 86 anos
professor alyson barros
está, desde outubro, sob os cuidados da filha. A ação da
filha “põe fim aos negócios temerários que o pai vinha
21. A ONU disse, neste domingo (22.10), que o número de sendo orientado a firmar, que resultaram na atual condi-
refugiados rohingyas já ultrapassa os 600 mil. [...] A ONU ção de quase miserabilidade do artista”.
classificou a situação como uma “emergência humanitária (Folha de S.Paulo – goo.gl/LgXbXw. Acesso em 27.12.2017. Adaptado)
crítica” e afirmou que os refugiados, após esgotarem seus
recursos na viagem, dependem de ajuda para comer e so- O famoso cantor citado na notícia é
breviver.
(Agência Brasil – goo.gl/on24ay – acesso em 27.12.2017. Adaptado)
(A) João Gilberto.

O grupo rohingya (B) Milton Nascimento.

(A) vive no Iêmen e se tornou perseguido por não renun- (C) Emílio Santiago.
ciar à religião budista.
(D) Djavan.
(B) tem procurado se estabelecer no sul da Europa onde
vive em campos de refugiados. (E) Fagner.
(C) é uma minoria muçulmana perseguida que vive em
Mianmar, país do sul da Ásia.

(D) ocupa parte do Afeganistão, mas tem perdido as ter- 24. O julgamento sobre o tema se arrastava no STF há pelo
ras para os radicais Talibãs. menos 13 anos. Por 7 votos a 2, o STF (Supremo Tribunal
Federal) decidiu, em 29 de novembro, proibir, em todo o
(E) vive ao norte da Índia e constitui minoria tratada país, o uso desse produto, que é utilizado na fabricação de
como estrangeira em suas próprias terras. telhas e caixas d’água. Até então, embora “reconhecida-
mente cancerígena”, essa fibra podia ser comercializada
no Brasil.
22. Anualmente, a revista norte-americana TIME elege “a (UOL – goo.gl/Qg5aPk. Acesso em 27.12.2017. Adaptado)
personalidade do ano” e a homenageia em sua capa.
Esta capa da TIME, de 06.12, foi reproduzida em todo o O produto a que a notícia se refere, e que agora está
mundo por causa de seu significado. proibido no Brasil, é

(A) a cassiterita.

(B) o estanho.

(C) o amianto.

(D) a argila.
THE
SILENCE
BREAKERS
(E) o antimônio.
THE VOICES
THAT LAUNCHED
A MOVEMENT

25. Leia a reportagem de 09 de agosto.


No Brasil, em dez anos, este problema de saúde avançou
em todas as faixas etárias, mas quase dobrou entre jovens
de 18 a 24 anos – de 4,4% para 8,5%. E, embora a preva-
lência ainda seja maior entre pessoas com menor escolari-
dade, a doença tem avançado também entre aqueles com
níveis médio e alto de estudo. A preocupação dos especia-
listas é que essa doença acarreta o surgimento de outras,
como o diabetes.
(Folha de S.Paulo – goo.gl/iCsBC. Acesso em 28.12.2017. Adaptado)
(G1 – goo.gl/WnwzZY Acesso em 27.12.2017)

A doença apontada na reportagem é a


As mulheres representadas na capa iniciaram um movi-
mento (A) osteoporose.
(A) a favor da liberação do aborto. (B) hipertensão arterial.
(B) de incentivo à igualdade de gênero. (C) trombose.
(C) de restrição às práticas homofóbicas. (D) herpes.
(D) de denúncia contra o assédio sexual.
(E) obesidade.
(E) contrário à segregação racial.
psicologia nova
PMST1703/029-Psicólogo-Manhã 8
19
noções de inforMática 28. Na Área de Trabalho do MS-Windows 7, em sua confi-
professor alyson barros
guração padrão, o usuário pode desfazer o envio de um
arquivo para a Lixeira, que acaba de ser realizado, utili-
26. Observe a tabela a seguir, extraída do MS-Excel 2010,
zando o atalho de teclado
em sua configuração padrão. O intervalo B2:B5 contém
valores no formato Moeda, com duas casas decimais. (A) Ctrl+V

(B) Ctrl+C

(C) Ctrl+X

(D) Ctrl+A

(E) Ctrl+Z

29. No MS-Outlook 2010, em sua configuração padrão,


Assinale a alternativa que apresenta o novo valor da cé- quando uma mensagem está sendo preparada, o usuário
lula B4, quando nela for aplicada, apenas uma vez, o re- pode indicar aos destinatários que a mensagem precisa
de atenção utilizando a marca de . Esse
curso associado ao botão , do grupo Número, da recurso pode ser encontrado no grupo Marcas, da guia
guia Página Inicial. Mensagem.
(A) R$ 2.323,34 Assinale a alternativa que apresenta a opção que preen-
(B) R$ 2.323,3 che corretamente a lacuna do enunciado.
(C) R$ 2.323 (A) SPAM.
(D) R$ 2.323,0 (B) Alta Prioridade.
(E) R$ 2.323,00
(C) Baixa Prioridade.

27. Observe as imagens a seguir, extraídas do MS-Word (D) Assinatura Personalizada.


2010, em sua configuração padrão. Elas apresentam um (E) Arquivo Anexado.
texto em dois momentos: ANTES e DEPOIS da aplica-
ção de novas configurações de parágrafo, que podem ser
acessadas a partir do iniciador de caixa de diálogo, do 30. Considere a imagem a seguir, extraída do Internet Explo-
grupo Parágrafo, da guia Página Inicial. rer 11, em sua configuração padrão. A página exibida no
ANTES navegador foi completamente carregada.

DEPOIS

Ao pressionar o botão F5 do teclado, a página exibida


será
Assinale a alternativa que contém o nome das configura-
ções modificadas entre os dois momentos apresentados (A) imediatamente fechada.
nas figuras.
(B) enviada para impressão.
(A) Recuo à Direita e Recuo Especial da Primeira linha.
(C) atualizada.
(B) Recuo à Direita e Espaçamento Antes.
(D) enviada por e-mail.
(C) Recuo à Direita e Alinhamento à Direita.
(D) Recuo à Esquerda e Recuo Especial da Primeira linha. (E) aberta em uma nova aba.

(E) Recuo à Esquerda e Alinhamento à Esquerda.


psicologia nova
9 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
20
ConheCimentos esPeCÍFiCos 34. O Estatuto da Criança e do Adolescente, em seu art. 5o,
professor alyson barros
assegura que “nenhuma criança e adolescente seja ob-
jeto de qualquer forma de negligência, discriminação, ex-
31. No atendimento e na orientação às demandas que as fa- ploração, violência, crueldade e opressão”. No entanto,
mílias enfrentam na atualidade identifica-se uma multipli- as causas externas (acidentes e violências) são a primei-
cidade de abordagens. No entanto, existe uma coerência ra explicação para as mortes de crianças a partir de 1 ano
epistemológica que une as práticas pós-modernas em de idade. Para atender a essa demanda, o Ministério da
terapia familiar em torno de alguns pressupostos teóricos Saúde estabeleceu, em 2010, a Linha de Cuidado para
comuns. Um desses pressupostos trata da a Atenção Integral à Saúde de Crianças, Adolescentes e
(A) concepção essencialista de self, compreendido suas Famílias em Situação de Violência, que
como uma construção em um contexto de relações e
(A) treina os profissionais dos serviços de atendimento
práticas discursivas entre os integrantes da família.
emergencial em saúde da população para identificar
(B) crença de que toda mudança na situação de crise fa- quando uma criança ou jovem foi alvo de violência.
miliar é responsabilidade e especialidade do terapeu-
ta, elemento que dirige a conversação terapêutica. (B) registra todos os casos de violência contra crianças
(C) consciência de que o terapeuta constrói no sistema e adolescentes reportados ao Ministério da Justiça,
terapêutico, em ação conjunta com a família, a defini- para identificação do perfil dessa população.
ção do problema e das possibilidades para mudança.
(C) promove o acolhimento institucional e oferece aten-
(D) confiança de que os recursos para resolução dos dimento a todas as crianças e aos adolescentes que
problemas familiares independem da situação que foram alvo de qualquer ato de violência ou agressão.
se identifica na comunidade na qual um grupo fami-
liar está inserido. (D) orienta ações e serviços para o acolhimento, aten-
dimento, notificação e seguimento dessa população
(E) ideia de que a reflexão e o diálogo entre os diferen-
nos três níveis de atenção à saúde.
tes membros do grupo familiar precisa, para se esta-
belecer, da intervenção da figura do terapeuta.
(E) estabelece as medidas punitivas apropriadas para
as famílias que cometem atos de violência ou negli-
32. Diante de um processo de separação de um casal com gência contra crianças e adolescentes.
filhos, é importante que os pais sejam esclarecidos sobre
a importância de que
(A) as comemorações em família sejam completamente 35. Uma das atribuições de um psicólogo que atua, segundo
abolidas. uma abordagem psicodinâmica, frente a uma equipe psi-
quiátrica multiprofissional, é a de
(B) os novos relacionamentos dos pais sejam apresen-
tados assim que se estabelecem. (A) conscientizar os membros da equipe de que vão vi-
(C) a circulação da criança nos ambientes familiares ex- venciar sentimentos poderosos em relação aos pa-
tensos seja restrita. cientes, que podem ser usados como ferramentas
diagnóstica e terapêutica.
(D) as crianças só sejam informadas sobre a separação
após o divórcio legal. (B) ajudar os membros da equipe a conterem, sem ex-
(E) as mudanças no ambiente externo das crianças se- pressar, sentimentos contratransferenciais em rela-
jam mínimas. ção aos pacientes, mesmo em reuniões da equipe.

(C) diagnosticar cada um dos membros da equipe em


33. Frequentemente crianças que sofrem violência ou abuso
relação à sua capacidade de contenção de afetos,
por parte dos pais não têm perto de si figuras afetivas
para que a fragilidade da equipe não impeça a atua-
que possam ajudá-las a superarem ou aliviarem o trauma
ção do grupo.
sofrido. Na falta dessas pessoas, as vítimas
(A) investem o próprio ego de características reparado- (D) colaborar para que o foco das reuniões da equipe
ras e reconfortantes, o que impede a fragmentação se concentre nas tarefas a serem executadas com
psíquica diante da violência e do abuso sofrido. os pacientes, evitando a interferência de elementos
contratransferenciais.
(B) repetem o padrão traumático de relacionamento, na
tentativa de dominarem de modo ativo o trauma pas- (E) interpretar, durante as reuniões da equipe, os con-
sivamente experimentado. flitos individuais dos membros do grupo que podem
(C) estabelecem padrões de relacionamento simbióti- comprometer o atendimento às demandas dos pa-
cos, uma vez que precisam se reassegurar de que cientes.
estarão seguras diante de qualquer ameaça.
(D) desenvolvem um comportamento autossuficiente e
independente, com capacidade elevada para menta-
lização diante de qualquer situação crítica.
(E) recordam a violência e o abuso sofridos sistematica-
mente, o que as impede de estabelecer qualquer tipo
de relacionamento afetivo.
psicologia nova
PMST1703/029-Psicólogo-Manhã 10
21
36. Segundo Thomas Kuhn, o desenvolvimento de uma ciên- 38. A psicoterapia de grupo é uma estratégia muito utilizada
professor alyson barros
cia atinge o estágio mais avançado quando se estabele- no tratamento de alguns transtornos mentais. É correto
ce um paradigma, ou uma forma de pensamento aceita afirmar que essa abordagem terapêutica é especialmen-
na disciplina e provedora de perguntas e respostas fun- te benéfica para os pacientes com transtorno de perso-
damentais. Nesse sentido, a psicologia nalidade

(A) é considerada pré-paradigmática, pois os profissio- (A) borderline, desde que possam descarregar livremen-
nais e teóricos da área adotaram, para escolas dife- te sua agressividade nos elementos do grupo, que
rentes, um único objeto de estudo: a psique humana. atuarão como um bloqueio externo.
(B) narcisista, pois eles encontram no setting grupal ex-
(B) recebe o status de paradigmática, porque sempre re-
pectadores apropriados para suas necessidades de
jeita os pontos fracos de teorias antigas, substituin-
admiração e afirmação pessoal.
do-os por novas definições e conceitos capazes de
sustentar suas bases. (C) antissocial, que encontram na configuração grupal
um ambiente apropriado para o controle de sua ten-
(C) rejeita a ideia de paradigma, pois se dedica a inter- dência à regressão.
venções e objetos de estudo que não podem ser
quantificados nos mesmos termos que as outras (D) esquizoide, uma vez que as reações positivas dos
ciências. membros do grupo podem ajudá-lo a se sentir mais
confortável na interação social.
(D) supera o conceito de paradigma, pois todas as pes-
(E) obssessivo-compulsiva, que podem, nesse tipo de
quisas na área foram realizadas de acordo com os
processo, se concentrar no universo do diálogo com
padrões estabelecidos para todas as outras áreas do
os pares, evitando contato direto com seus próprios
conhecimento.
sentimentos.
(E) ainda não atingiu o estágio paradigmático, porque o
seu campo de atuação é fragmentado e composto por 39. Em uma sessão de ludoterapia um garoto de sete anos,
uma série de “psicologias” que não se comunicam. primeiramente, identifica-se com o herói de um jogo de
vídeo game e enfrenta seus inimigos sacudindo um ob-
jeto de sua caixa lúdica, que descreve como o escudo
37. Durante um processo de psicoterapia individual, o esta-
que o protege de todos os ataques. Em seguida, resol-
belecimento de uma aliança terapêutica entre o pacien-
ve que vai alimentar todos os animais da floresta fazen-
te e o terapeuta é fundamental. É correto afirmar que a
do um doce especial, cuja receita só ele conhece. Afirma
aliança terapêutica
que, depois de comerem esse doce, todos os animais vão
(A) trata, especificamente, da consciência racional que o ficar fortes e poderosos. Nessa sessão, o garoto expressa
paciente demonstra sobre sua necessidade de rece- (A) modalidade de brincadeira plástica e utilização de
ber ajuda do terapeuta. defesa maníaca.

(B) é sinônimo de transferência positiva e seu oposto é a (B) personificação e baixa tolerância à frustração.
transferência negativa.
(C) dificuldades motoras e ansiedades do tipo persecu-
(C) pode ser considerada um pré-requisito para o esta- tórias.
belecimento da neurose de transferência. (D) onipotência e estereotipia de comportamentos e ver-
balizações.
(D) sustenta a sua atuação nas funções autônomas do
superego do paciente que solicita ajuda. (E) dificuldade de adequação à realidade e labilidade de
humor.
(E) decorre da atualização de experiências prévias do
paciente que o levam simplesmente a repetir o pas-
sado no setting. 40. Crianças pequenas emitem, espontaneamente, sons sem
sentido, o que inicialmente é estimulado pelos pais com
sorrisos e palavras de incentivo. Passado algum tempo,
os pais recompensam de forma mais enfática os sons
que se aproximam de palavras e, à medida que o proces-
so continua, o incentivo dos pais torna-se mais restrito
e é oferecido apenas quando palavras e frases são pro-
nunciadas corretamente. O procedimento experimental
descrito para a aquisição da linguagem é denominado
(A) esquema de razão fixa.
(B) reforço vicário.
(C) método de aproximação sucessiva.
(D) autoeficácia.
(E) desensibilização sistemática.
psicologia nova
11 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
22
41. O elemento mais importante para a identificação de um 44. Segundo o filósofo Karl Popper, tanto a teoria de Karl Marx
professor alyson barros
delineamento de pesquisa é o procedimento adotado quanto a teoria de Sigmund Freud são consideradas
para a coleta de dados. Se um pesquisador determinou
(A) científicas, porque se baseiam nos princípios da in-
um objeto de estudo, selecionou as variáveis que seriam
dução.
capazes de influenciá-lo, definindo as formas de controle
e de observação dos efeitos que a variável produz no (B) pseudociência, porque não são falsificáveis.
objeto, ele está realizando
(C) positivistas, pois estabelecem relações causais entre
fenômenos.
(A) um levantamento.
(D) metafísicas, uma vez que respondem às questões
(B) uma pesquisa experimental. basais da natureza humana.

(C) um estudo de caso. (E) dualistas, porque concebem a mente a partir da inte-
ração entre forças antagônicas.
(D) um estudo de campo.

(E) uma pesquisa de ação. 45. Segundo as concepções de René Spitz, o recém-nascido
(A) conta com uma percepção e uma atividade suficien-
temente organizadas.
42. Um psicólogo atua no departamento de recursos huma-
nos em uma organização de trabalho. Um dos funcioná- (B) consegue distinguir o ambiente externo do ambiente
rios dessa organização solicita que ele atenda sua filha interno.
adolescente, que já tentou suicídio uma vez. Nesse caso,
(C) exibe a primeira manifestação de ansiedade após o
o psicólogo deve
trauma do nascimento.
(A) atender o funcionário em relação ao seu sofrimen- (D) apresenta atividade mental nas primeiras semanas
to, que caracteriza uma situação emergencial e, por subsequentes ao parto.
isso, demanda atenção diferenciada e terapêutica do
(E) pode expressar reações de quietude e desprazer as-
psicólogo.
sim que nasce.
(B) esclarecer ao profissional que as informações por
ele prestadas devem ser compartilhadas com os res- 46. Em suas primeiras publicações sobre o desenvolvimento,
ponsáveis pela organização, em função do risco que Jean Piaget apresentou os resultados de suas pesquisas
envolvem. sobre o comportamento linguístico e a lógica que carac-
teriza a mentalidade particular das crianças. Em um de
(C) assumir o atendimento da filha do funcionário, desde
seus experimentos, ele identificou que crianças entre cin-
que seja em um ambiente com condições apropria-
co e seis anos, que têm um irmão ou uma irmã, não con-
das à natureza do serviço que deverá ser prestado.
seguem entender que elas próprias também possuem
(D) esclarecer que não poderá se envolver com a situa- relações fraternas com esse irmão ou essa irmã. Piaget
ção, pois a relação que o funcionário quer estabele- designou tal atitude como
cer com ele pode interferir negativamente nos objeti- (A) antropomorfismo.
vos da organização.
(B) narcisismo.
(E) oferecer ao funcionário as informações necessárias (C) egocentrismo.
para o encaminhamento apropriado do caso e asse-
gurar a ele o sigilo sobre as informações reveladas. (D) perseveração.
(E) reversibilidade.

43. Em estatística, uma maneira conveniente de descrever


um grupo como um todo é achar um número único que 47. Historicamente, o insight e a compreensão foram sempre
represente o que é mais frequente naquele grupo de da- considerados os objetivos finais da psicoterapia apoiada
dos. Em pesquisa social, esse valor é chamado de ten- nos princípios psicanalíticos. De acordo com a perspectiva
dência central. A tendência central que identifica o valor de Donald D. Winnicott, o foco do trabalho terapêutico é
mais frequente, mais típico ou mais comum em uma dis-
(A) o desenvolvimento da autenticidade ou do “verdadei-
tribuição é denominada
ro self”.
(A) média harmônica. (B) a ampliação da capacidade de mentalização e con-
trole.
(B) mediana.
(C) a melhoria na qualidade das relações da pessoa com
(C) média ponderada. o ambiente.
(D) a reintegração dos objetos perdidos por meio da
(D) moda.
identificação projetiva.
(E) média aritmética. (E) a supressão do conflito inconsciente e o fortaleci-
mento das defesas.
psicologia nova
PMST1703/029-Psicólogo-Manhã 12
23
48. O modelo cognitivo para compreensão e intervenção jun- 51. A observação lúdica é um recurso utilizado pelo psicólo-
professor alyson barros
to aos pacientes com depressão postula três princípios go, durante a realização de um processo psicodiagnósti-
para explicar o substrato psicológico desse transtorno. co, para conhecer a realidade da criança que foi trazida
Esses princípios são: para o atendimento. É correto afirmar que, durante a ob-
servação lúdica, a criança
(A) o evento similar, a alexitimia e a dissonância cogni-
tiva. (A) tem a possibilidade de brincar, em um contexto par-
ticular, sem um enquadramento específico e sem ex-
(B) a tríade cognitiva, os esquemas e as distorções cog- plicitação de papéis, o que lhe permite total liberdade
nitivas. expressiva.

(C) a expectativa de fracasso, a instabilidade e o pensa- (B) ainda não estabeleceu um vínculo transferencial
mento mágico. com o terapeuta, por isso, o campo da entrevista
organiza-se, basicamente, pelas variáveis da perso-
(D) a fobia social, o pensamento negativo e a falta de nalidade da criança.
resiliência.
(C) expressa somente um segmento de seu repertório,
(E) o deslize mental, a incongruência e o sentimento de reatualizando no presente um conjunto de fantasias
inadequação. que irão se sobrepor ao campo de estímulo.

(D) comunica suas fantasias sem a interferência do pro-


49. Quando um terapeuta enfatiza a importância de um clima cesso primário, o que facilita a compreensão dos
emocional de apoio no ambiente terapêutico e trabalha conflitos responsáveis pela sua sintomatologia.
para clarificar, ao invés de interpretar, os sentimentos ex-
pressados por seus pacientes, ele adota estratégias da (E) expressa, por meio da linguagem e do uso apropria-
do dos verbos e das leis de pensamento, a natureza
(A) abordagem analítica. das fantasias que dominam seu mundo interno.
(B) abordagem psicossomática.
52. A conduta adotada para encaminhamento de pacientes
(C) abordagem psicodramática.
com transtorno de pânico geralmente associa o uso de
(D) terapia centrada no cliente. medicamentos e a psicoterapia psicodinâmica. Essa con-
duta é
(E) terapia comportamental.
(A) desaconselhável, porque a medicação impede a
mentalização e compromete o entendimento das
50. O psicodiagnóstico é um processo científico que parte de fantasias agressivas características desse tipo de
perguntas específicas, cujas respostas prováveis estru- paciente.
turam-se na forma de hipóteses que serão confirmadas
ou não ao longo de cada uma de suas etapas. Durante (B) acertada, pois permite que a ansiedade antecipatória
desses pacientes seja eliminada, o que favorece a
(A) o contrato, o psicólogo define, com o paciente ou compreensão da angústia de castração característi-
responsáveis, os tipos de informes necessários, e ca desse transtorno.
quem terá acesso aos dados do exame realizado.
(C) inadequada, uma vez que, eliminados os temores
(B) o planejamento da bateria de testes, o paciente deci- por meio da medicação, é impossível acessar os
de, juntamente com o psicólogo, os recursos e testes conteúdos inconscientes que produzem e sustentam
mais apropriados para investigar os seus sintomas. as crises de pânico.

(C) a aplicação de testes psicológicos, o psicólogo pre- (D) adequada, uma vez que os ataques de pânico e a
cisa eliminar qualquer traço de ansiedade da pessoa agorafobia podem ser controlados farmacologica-
avaliada, para obter resultados confiáveis. mente e a terapia ajuda os pacientes a superarem
seus temores.
(D) a anamnese, o psicólogo deve registrar somente as
informações que forem trazidas espontaneamente (E) questionável, pois o controle das crises de pânico e
pela pessoa, que é alvo da avaliação. da ansiedade antecipatória desses pacientes torna
inócua a interpretação dos conteúdos que provocam
(E) a entrevista devolutiva, o psicólogo deve oferecer à a crise.
pessoa avaliada o seu diagnóstico, seu prognóstico
e a classificação nosológica de seu transtorno.

psicologia nova
13 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
24
53. O atendimento domiciliar em psicologia é uma modali- 56. Os Centros de Convivência e Cooperativa foram criados,
professor alyson barros
dade de atuação que tem levantado algumas questões em 1989, na cidade de São Paulo, como um
relativas à sua natureza e aos problemas éticos que pode
(A) meio para atuar nas lacunas identificadas em outras
envolver. Em um atendimento domiciliar, o psicólogo
instituições de saúde, com o objetivo de recuperar
(A) pode se envolver nas questões familiares de seus a cidadania dos portadores de transtornos mentais.
pacientes, que constituem impedimentos para a
(B) ambiente para conectar as pessoas pelas suas pato-
recuperação do doente.
logias, favorecendo o encontro entre os iguais para o
(B) deve abordar, durante os atendimentos, somente o compartilhamento de experiências.
conteúdo que o paciente trouxer ou as situações que
(C) modo para oferecer assistência psiquiátrica e psico-
tenha presenciado.
lógica com caráter mais individualizado aos portado-
(C) evita qualquer tipo de contato com os familiares do res de transtornos psíquicos.
paciente, para garantir a confidencialidade dos da-
(D) serviço que tinha como função prioritária na rede de
dos por ele fornecidos.
saúde a inclusão dos usuários das unidades em saú-
(D) comparece à casa do paciente sem a necessidade de mental no tecido social.
de estabelecer nenhum horário ou dia fixo, em res-
(E) dispositivo para garantir a renda de portadores de
peito às limitações do paciente.
transtornos mentais que, devido à sua condição, não
(E) estabelece as condições do setting de maneira rígi- conseguem inserção no mercado de trabalho.
da, uma vez que as condições nas quais o atendi-
mento ocorre são geralmente muito precárias.
57. As oficinas terapêuticas são uma das principais formas
de tratamento oferecidas pelos Centros de Atenção
54. Os pacientes borderline, na visão de Otto Kernberg, um Psicossocial – CAPS. As oficinais terapêuticas propõem
dos principais teóricos que abordou esse tipo de organi- uma série de atividades que
zação da personalidade,
(A) devem atender, fundamentalmente, aos interesses
(A) perseveram em uma modalidade de pensamento determinados pelos técnicos encarregados do servi-
psicótico, independentemente das condições com as ço para a reabilitação dos usuários.
quais se deparam no ambiente externo.
(B) podem ser definidas de acordo com os interesses
(B) utilizam como principal estratégia defensiva a racio- dos usuários, das possibilidades dos técnicos ou das
nalização, o que impede o contato com os afetos re- necessidades do serviço de saúde.
primidos e com o seu temor de entrar em conflito nos
(C) visam, prioritariamente, a recuperação da capacida-
relacionamentos.
de produtiva e a recomposição da renda dos porta-
(C) exibem capacidade para sublimação somente quan- dores de transtornos mentais.
do se deparam com situações de pressão no am-
(D) possibilitam aos portadores de transtornos mentais
biente externo que podem provocar um colapso.
um contato mais profundo com a sua dinâmica psí-
(D) demonstram desconforto em situações de proximi- quica e com as suas limitações afetivas.
dade física e não gostam de se envolver em relacio-
(E) eliminam as angústias dos usuários do serviço, favo-
namentos íntimos, por medo da dependência.
recendo sua aderência ao tratamento e às estraté-
(E) são incapazes de reunir forças do ego para retardar gias adotadas para sua recuperação.
a descarga de impulsos, para modular manifesta-
ções afetivas e orientar o comportamento.
58. De acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde
(SUS), a integralidade
55. Pesquisas recentes na área da neurobiologia comprovam
(A) garante à população o acesso imediato às ações e
que tanto a psicoterapia quanto o tratamento em farma-
aos serviços públicos em todos os níveis de atenção
coterapia afetam o cérebro. Essas pesquisas permitem
em saúde.
afirmar que
(B) reafirma a necessidade de se reduzir as disparida-
(A) ambos podem ser considerados tratamentos biológi-
des sociais e regionais no que se refere à atenção e
cos, em um sentido extremamente real.
recuperação da saúde das comunidades.
(B) a psicoterapia modifica as mesmas estruturas cere-
(C) preconiza que a atenção em saúde deve levar em
brais alteradas pelo uso da medicação.
consideração as necessidades específicas de gru-
(C) a farmacoterapia tem a mesma eficácia da psicotera- pos de pessoas, ainda que minoritários em relação
pia no tratamento dos transtornos mentais. à população.
(D) a psicoterapia pode substituir com sucesso a utili- (D) gerencia as atribuições dos gestores municipais e
zação da medicação no tratamento dos transtornos estaduais para garantir a eficiência e efetividade das
psíquicos. ações de saúde para a população.
(E) tanto a psicoterapia quanto a farmacoterapia são in- (E) reassegura a formação e o funcionamento dos Con-
capazes de atuar no nível simbólico do sofrimento selhos de Saúde, impulsionando a participação da
psíquico.
psicologia nova
população na elaboração de políticas públicas.
PMST1703/029-Psicólogo-Manhã 14
25
59. Um idoso deu entrada em um pronto-atendimento de um
professor alyson barros
hospital geral, inconsciente, trazido por uma ambulância.
Ele não estava acompanhado no momento em que che-
gou ao hospital, porque o atendimento emergencial foi
solicitado por desconhecidos. Os exames iniciais identifi-
caram risco de morte e a necessidade de uma interven-
ção cirúrgica imediata. Nesse caso,

(A) o procedimento pode ser autorizado pelo médico que


o atendeu.

(B) a intervenção deverá aguardar a presença e autori-


zação de um familiar do idoso.

(C) o atendimento deverá ser adiado até que o idoso


possa autorizar conscientemente a intervenção.

(D) a cirurgia deverá ser autorizada por um curador, por-


que o idoso está interditado.

(E) a operação pode ser realizada sem autorização, por-


que envolve risco imediato.

60. Jovem deficiente, em situação de curatela, que tem um


impedimento de longo prazo de natureza intelectual e
sensorial, é trazido para atendimento em um serviço de
atenção básica em saúde. Ele precisa submeter-se a um
tratamento prolongado, em função de um comprometi-
mento de sua saúde física. Nesse caso, o consentimento
prévio, livre e esclarecido para a realização desse trata-
mento

(A) é desnecessário, porque o jovem é uma pessoa com


deficiência.

(B) só precisa ser solicitado ao representante legal des-


se jovem com deficiência.

(C) precisa ser obtido junto a uma autoridade judicial.

(D) é dispensável, pois a limitação descrita compromete


o entendimento da situação.

(E) é indispensável, e a participação do jovem deve ser


assegurada no maior grau possível.

psicologia nova
15 PMST1703/029-Psicólogo-Manhã
26
professor alyson barros

Concurso Público

25.03.2018

029. PROVA OBJETIVA

Psicólogo
(Cód. 032)

1-E 2-C 3-B 4-D 5-A 6-C 7-E 8-B 9-D 10 - A


11 - B 12 - A 13 - B 14 - E 15 - C 16 - C 17 - A 18 - D 19 - E 20 - D
21 - C 22 - D 23 - A 24 - C 25 - E 26 - B 27 - D 28 - E 29 - B 30 - C
31 - C 32 - E 33 - B 34 - D 35 - A 36 - E 37 - C 38 - D 39 - A 40 - C
41 - B 42 - E 43 - D 44 - B 45 - E 46 - C 47 - A 48 - B 49 - D 50 - A
51 - C 52 - D 53 - B 54 - E 55 - A 56 - D 57 - B 58 - C 59 - A 60 - E

PMST1703

psicologia nova

27
professor alyson barros

PREFEITURA DE GUAÍRA
ESTADO DE SÃO PAULO

concurso público

035. Prova objetiva

psicólogo
(cód. 035)

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

psicologia nova 24.06.2018 | manhã

28
conhecimentos gerais 01. O autor do texto apresenta uma crítica
professor alyson barros
(A) à falta de ousadia e criatividade dos cientistas que se
Língua Portuguesa dedicam ao estudo da Inteligência Artificial.

(B) à escassez de recursos que os governantes desti-


nam a pesquisas sobre a Inteligência Artificial.
Leia o texto para responder às questões de números 01 a 07.
(C) à descrença de que a Inteligência Artificial tem po-
tencial para substituir o homem nas mais variadas
Máquinas espertas, mas sem bom senso tarefas.

Como disse Arthur Clarke nos anos sessenta: “Qualquer (D) ao excesso de confiança que as pessoas têm depo-
tecnologia suficientemente avançada não pode ser diferen- sitado nos avanços da Inteligência Artificial.
ciada da magia”. Na inteligência artificial (IA) acontece o
(E) ao modo acelerado como a Inteligência Artificial vem
mesmo. Parece que seu potencial não tem limites, mas na
se apropriando de valores humanos.
realidade a IA permanece empacada há mais de 50 anos em
uma questão fundamental: como dotar as máquinas de bom
senso?
Qual é a situação real da IA? Vamos nos concentrar nos 02. Uma expressão que estabelece relação de causa está
espetaculares resultados obtidos recentemente com o que se destacada em:
conhece como deep learning (aprendizagem profunda), que
permitiram que um software chamado AlphaZero tenha con- (A) Parece que seu potencial não tem limites, mas na
seguido, depois de jogar contra si mesmo durante algumas realidade a IA permanece empacada há mais de 50
horas, aprender a jogar xadrez em níveis nunca antes alcan- anos em uma questão fundamental... (1o parágrafo)
çados, superando e muito os melhores jogadores humanos
(B) … esses sistemas de aprendizagem profunda são
e também os melhores jogadores software. Pois bem, esses
extremamente limitados, já que são unicamente
sistemas de aprendizagem profunda são extremamente limi-
capazes de aprender a reconhecer padrões analisando
tados, já que são unicamente capazes de aprender a reco-
enormes quantidades de dados. (2o parágrafo)
nhecer padrões analisando enormes quantidades de dados.
Não é exagero afirmar que não aprendem realmente nada no (C) … na realidade não sabem nada novo depois de
sentido humano do que entendemos por aprender. Ou seja, terem sido treinados para adquirir uma competência.
na realidade não sabem nada novo depois de terem sido trei- (2o parágrafo)
nados para adquirir uma competência.
O excessivo antropomorfismo creio que seja o motivo (D) Quando as conquistas espetaculares de uma IA
pelo qual a sociedade tem em grande medida uma percepção específica são apresentadas, como no caso do
errônea do que é IA. Quando as conquistas espetaculares de AlphaZero, tendemos a generalizar... (3o parágrafo)
uma IA específica são apresentadas, como no caso do Alpha-
(E) O fato de serem inteligências alheias à humana,
Zero, tendemos a generalizar e atribuímos à IA a capacidade
e portanto alheias aos valores e necessidades
de fazer praticamente qualquer coisa que os seres humanos
humanos, nos deveria fazer refletir sobre possíveis
fazem e de uma forma muito melhor. Em outras palavras,
limitações éticas... (4o parágrafo)
acreditamos que a IA não tem limites quando de fato é muito
limitada e, o que é mais importante, não tem quase nada a
ver com a inteligência humana.
O fato de serem inteligências alheias à humana, e portanto 03. Considere o trecho do último parágrafo:
alheias aos valores e necessidades humanos, nos deveria fazer
O perigo da IA não é a existência de futuras hipotéticas
refletir sobre possíveis limitações éticas no desenvolvimento da
superinteligências artificiais. Não, os verdadeiros perigos
IA. Em particular, nenhuma máquina deveria tomar decisões de
já estão aqui...
forma completamente autônoma.
O perigo da IA não é a existência de futuras hipotéticas No contexto, o vocábulo destacado exprime circunstân-
superinteligências artificiais. Não, os verdadeiros perigos já cia de
estão aqui e têm a ver com a privacidade (vigilância e con-
(A) lugar.
trole massivo dos cidadãos), a autonomia dos sistemas de
IA (armas autônomas, operações nos mercados de ações), (B) modo.
a excessiva confiança em suas capacidades (substituição de
pessoas por máquinas em praticamente qualquer posto de (C) tempo.
trabalho), os algoritmos de aprendizagem e as consequentes (D) qualidade.
decisões erradas que implicam, a incapacidade de prestar
contas quando a decisão é errada e a impossibilidade de (E) dúvida.
explicar essas decisões em uma linguagem simples para as
pessoas.
(Ramón López de Mántaras. https://brasil.elpais.com. 19.03.2018. Adaptado)

psicologia nova
3 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
29
04. O trecho “... acreditamos que a IA não tem limites quando Leia o texto para responder às questões de números 08 a 10.
professor alyson barros
de fato é muito limitada...” (3o parágrafo) permanece
correto, com o acréscimo das vírgulas, em:
Para comer depois
(A) ... acreditamos que a IA não tem limites, quando
de fato, é muito limitada... Na minha cidade, nos domingos de tarde,
as pessoas se põem na sombra com faca e laranjas.
(B) ... acreditamos, que a IA não tem limites quando
Tomam a fresca e riem do rapaz da bicicleta,
de fato é, muito, limitada...
a campainha desatada, o aro enfeitado de laranjas:
(C) ... acreditamos que, a IA não tem limites, quando ‘Eh bobagem!’
de fato é muito limitada...
Daqui a muito progresso tecno-ilógico,
(D) ... acreditamos, que a IA não tem limites quando,
de fato, é muito limitada... quando for impossível detectar o domingo
pelo sumo das laranjas no ar e bicicletas,
(E) ... acreditamos que a IA não tem limites, quando,
em meu país de memória e sentimento,
de fato, é muito limitada...
basta fechar os olhos:

É domingo, é domingo, é domingo.


05. No que se refere precisamente à regência da norma-
-padrão, a expressão destacada em “... os algoritmos de (Adélia Prado. Poesia reunida. São Paulo, Siciliano, 1991, p. 43)
aprendizagem e as consequentes decisões erradas que
implicam...” (último parágrafo) pode ser substituída por
(A) de que estão sujeitos 08. Considerando o contexto global do poema, pode-se
entender que o título, “Para comer depois”, remete
(B) em se submetem
(A) à lembrança de uma cena que o eu lírico viveu em
(C) com que acarretam um passado remoto.
(D) a que dão margem (B) à intenção do eu lírico em registrar na memória uma
(E) com que são passíveis experiência vivida.
(C) ao instante em que o eu lírico prova as laranjas que
recebeu do ciclista.
06. Considere a seguinte frase, formulada a partir do texto:
(D) ao progresso que alterou a rotina do eu lírico e
Aparentemente, o potencial das máquinas é ilimitado, daqueles com quem convivia.
mas há anos pesquisadores buscam um meio de dotar
(E) aos hábitos que o eu lírico pretende abandonar com
as máquinas de bom senso, conferindo às máquinas
a chegada do progresso.
atributos que aproximem as máquinas dos humanos.

Para eliminar as viciosas repetições da frase, de acordo


com a norma-padrão, as expressões destacadas devem 09. Duas palavras que remetem a ideias opostas, no poema,
ser substituídas, respectivamente, por são:
(A) dotá-las; conferindo-lhes; as aproximem. (A) cidade; tarde.
(B) dotá-las; conferindo-lhes; aproximem-as. (B) sombra; fresca.
(C) dotar-lhes; conferindo-as; aproximem-nas. (C) progresso; bicicletas.
(D) dotar-lhes; conferindo-as; lhes aproximem. (D) memória; sentimento.
(E) dotá-las; conferindo-lhes; aproximem-lhes. (E) domingo; laranjas.

07. Assinale a alternativa em que a concordância está em 10. O sinal indicativo de crase está empregado corretamente
conformidade com a norma-padrão. na frase:
(A) Talvez não seja assim tão espetaculares os avanços (A) Os risos se dirigem à bicicleta enfeitada com laranjas.
da Inteligência Artificial.
(B) No poema, há referência à uma tarde de domingo.
(B) Algumas horas de jogo foram suficiente para o
(C) O sumo das laranjas no ar remete à momentos felizes.
AlphaZero aprender a jogar xadrez.
(D) O rapaz na bicicleta se pôs à buzinar desenfreada-
(C) Esses sistemas de aprendizagem profunda contém
mente.
limitações muito sérias.
(E) Ele voltou-se à algumas das pessoas que comiam
(D) Quando é adquirido uma nova competência, nada de
laranjas.
novo pode ser aprendido.
(E) A existência de futuras hipotéticas superinteligências
artificiais não apresenta riscos.
psicologia nova
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 4
30
MateMática r a s c u n h o
professor alyson barros

11. Um percurso destinado a caminhadas tem o formato de


um trapézio, cujas medidas, em metros, estão expressas
na figura a seguir.

O comprimento de uma volta nesse percurso é igual a

(A) 162 m.

(B) 300 m.

(C) 312 m.

(D) 325 m.

(E) 328 m.

12. As dimensões do piso de uma sala retangular são 10 e


4 metros. Esse piso será recoberto por placas quadra-
das de porcelanato cuja medida do lado é igual a 40 cm.
Assim, o número de placas necessárias para recobrir
esse piso é igual a
Dado: Desconsiderar, no cálculo, os espaços para rejun-
tes.

(A) 225.

(B) 250.

(C) 275.

(D) 300.

(E) 325.

13. Os chamados TRUX são tais que, quando estão juntos, o


número de TRUX aumenta em 50% após a primeira hora.
Após a segunda hora, o número de TRUX diminui em
25%. Após a terceira hora, o número de TRUX aumenta
em 50%. Após a quarta hora, o número de TRUX dimi-
nui em 25%. E assim sucessivamente. Foram colocados
juntos 128 TRUX. Após 3 horas, o número de TRUX que
havia é igual a

(A) 178.

(B) 192.

(C) 208.

(D) 216.

(E) 256.

psicologia nova
5 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
31
14. Considere que, sempre em linha reta e em um terreno r a s c u n h o
professor alyson barros
plano, uma pessoa, partindo do ponto P, caminha 10 me-
tros até o ponto A. Ela gira 90º para direita e caminha
mais 50 metros nessa nova direção até o ponto B. Gira
90º para direita e caminha mais 130 metros nessa nova
direção até o ponto C. Do ponto C até o ponto P, a distân-
cia em linha reta é igual a

(A) 100 m.

(B) 110 m.

(C) 120 m.

(D) 130 m.

(E) 140 m.

15. Hoje, a soma da minha idade com a idade do meu filho


é 96 anos. Há 20 anos, eu tinha o triplo da idade dele. O
número de anos que eu sou mais velho que ele é igual a

(A) 24 anos.

(B) 28 anos.

(C) 32 anos.

(D) 36 anos.

(E) 40 anos.

16. Para ser aprovada em um concurso, Juliana precisa obter


uma média igual ou superior a 7. Essa média é obtida
por meio de três notas: P, Q e R, que são ponderadas,
respectivamente, pelos pesos 2, 5 e 8. Juliana tem nota
P igual a 5 e nota R igual a 6. Para Juliana ser aprovada
nesse concurso, ela precisará ter uma nota Q pelo menos
igual a

(A) 7,8.

(B) 8,2.

(C) 8,7.

(D) 9,4.

(E) 10,0.

17. Douglas pratica caminhada todos os dias. Em uma


segunda-feira, ele percorreu determinada distância e, na
terça-feira, percorreu 50% a mais do que havia percorri-
do no dia anterior. Na quarta-feira e na quinta-feira, ele
percorreu, em cada dia, a mesma distância que havia
percorrido na terça-feira. Nesses quatro dias, Douglas
percorreu, ao todo, a distância de 19 580 m. Desse modo,
a distância percorrida por Douglas, nessa segunda-feira,
é igual a

(A) 3 560 m.

(B) 3 580 m.

(C) 3 610 m.

(D) 3 620 m.

(E) 3 630 m.
psicologia nova
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 6
32
18. Paulo e Marcos trabalham em um supermercado como r a s c u n h o
professor alyson barros
repositores de produtos. No período da manhã, Paulo
realizou 12 viagens nas quais utilizou um carrinho que
transportava sempre 10 caixas com 24 mangas em cada
caixa. No período da tarde, Marcos trabalhou com um
carrinho que transportava sempre 8 caixas com 18 man-
gas em cada caixa. Se, ao final do período da tarde, Mar-
cos havia feito a reposição de da quantidade de man-

gas que Paulo havia reposto no período da manhã, o


número de viagens feitas por Marcos foi igual a

(A) 22.

(B) 20.

(C) 18.

(D) 16.

(E) 15.

19. Ontem Lucas percorreu 4 260 metros em uma corrida de


25 minutos. Hoje ele aumentou a distância da sua corrida
em da distância percorrida no dia anterior

e com um tempo a menos do que o tempo gasto no dia

anterior. Desse modo, pode-se afirmar corretamente que,


se Lucas tivesse mantido o mesmo ritmo durante uma
hora, no dia de hoje, ele teria percorrido uma distância
de, aproximadamente,

(A) 16 km.

(B) 18 km.

(C) 19 km.

(D) 21 km.

(E) 22 km.

20. A área de um retângulo é 130 m2. A largura desse


retângulo é x metros e seu comprimento é (x + 3) metros.
Sendo assim, é correto afirmar que o perímetro desse
retângulo é igual a

(A) 38 m.

(B) 42 m.

(C) 46 m.

(D) 50 m.

(E) 52 m.

psicologia nova
7 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
33
atuaLidades 23. O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta
professor alyson barros
quinta-feira (8 de março) a criação de novas taxas para
a importação ao país. O país cobrará uma sobretaxa de
21. Pálido e aparentemente tenso, o CEO e fundador do 10% a 25%. A medida vale para o que entrar nos EUA a
Facebook, Mark Zuckerberg, respondeu nesta terça-feira partir de 23 de março.
(10 de abril) a uma série de questionamentos do Senado (G1, 8 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/4JPsZu>. Adaptado)
americano sobre o que os senadores chamaram de
À época do anúncio feito por Donald Trump, o objetivo
“desconexão entre suas promessas e a realidade”.
era sobretaxar
(Folha de S. Paulo, 10 abr.18.
Disponível em: <https://goo.gl/tXZzr8>. Adaptado) (A) a soja e o suco de laranja.
(B) os produtos de tecnologia.
O depoimento oficial de Zuckerberg no Senado foi convo-
cado após vir à tona que (C) o trigo e o algodão.
(A) a Rússia utilizou a rede social para coletar dados (D) os veículos automotores.
pessoais e espionar funcionários do governo dos
(E) o aço e o alumínio.
EUA com objetivos geopolíticos associados à guerra
civil na Síria.
(B) muitos usuários da rede social tiveram seus dados 24. Após a decisão do Banco Central desta quarta-feira
violados por meio de um aplicativo utilizado para (21 de março) de cortar novamente a taxa Selic, para
coletar informações pessoais no intuito de montar 6,5% ao ano, economistas disseram que o Comitê de
campanhas políticas. Política Monetária (Copom) surpreendeu ao não deixar
muitas dúvidas em seu comunicado de que ainda fará
(C) o governo chinês encontrou brechas na rede social uma nova redução na taxa de juros em sua próxima
que lhe permitiram reconhecer hábitos e padrões reunião, antes de encerrar o ciclo de cortes na Selic.
de consumo de parcela importante da população (G1, 21 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/gN6Knf>. Adaptado)
dos EUA.
(D) a rede social coletava ilegalmente informações Os cortes de juros estão relacionados a um cenário de
privadas e sigilosas dos usuários com o objetivo (A) recessão persistente acompanhada de deflação.
de vendê-las a grandes corporações, tais como a
(B) forte crescimento econômico e baixo desemprego.
Apple e o Google.
(C) baixa inflação e lenta recuperação econômica.
(E) alguns cidadãos norte-americanos estavam sendo
espionados pelo seu próprio governo por meio de (D) forte instabilidade econômica internacional.
ferramentas de coleta de dados criadas e utilizadas
(E) queda significativa dos juros nos EUA.
pela rede social.

25. A empresa norueguesa Hydro está envolvida num dos


22. Agentes dos EUA e da Coreia do Norte têm mantido con- mais recentes desastres ambientais no Brasil. Desde
tatos secretos nos quais Pyongyang enviou diretamente a a confirmação no final de fevereiro de vazamentos de
mensagem de sua disposição de manter o encontro entre rejeitos de uma de suas instalações no Pará, o gover-
os respectivos presidentes. Até o momento, Washington no da Noruega, dono de 34,4% das ações da empresa,
tem confiado nas garantias da Coreia do Sul sobre as mantém silêncio, alegando apenas não ter envolvimento
intenções do líder norte-coreano. na gestão da companhia.
(UOL, 13 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/fgo4KK>. Adaptado)
(G1, 8 abr.18. Disponível em: <https://goo.gl/4o8NfV>. Adaptado)

A principal exigência dos Estados Unidos em relação à O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos
negociação com a Coreia do Norte diz respeito Naturais Renováveis (Ibama) determinou nesta sexta-
-feira que a empresa Anglo American suspendesse suas
(A) ao fim do regime comunista no país. operações após um novo vazamento no mineroduto que
transporta a produção da empresa entre Minas Gerais e
(B) à sucessão democrática de Kim Jong-un. o Rio de Janeiro. O acidente foi registrado na quinta-feira
(29 de março). Esse já é o segundo problema em um mês
(C) à reunificação das duas Coreias.
na mesma região.
(D) à desnuclearização da península coreana. (O Globo, 30 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/uX4295>. Adaptado)

(E) à abertura do país para os estrangeiros. Os acidentes ambientais envolveram, respectivamente,


a produção de
(A) alumínio e ferro.
(B) cobre e bauxita.
(C) aço e manganês.
(D) nióbio e prata.
(E) ouro e zinco.
psicologia nova
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 8
34
noções de inforMática 28. As imagens a seguir foram extraídas do MS-PowerPoint
professor alyson barros
2010, em sua configuração padrão. Elas apresentam o
momento ANTES e DEPOIS da manipulação de cinco
objetos inseridos na apresentação: quadrado, triângulo,
26. O conteúdo da planilha a seguir foi importado de um círculo, seta e cilindro.
arquivo chamado Anotacoes.csv, utilizando o item De
Texto, do grupo Obter Dados Externos, da guia Dados,
do MS-Excel 2010, em sua configuração padrão.

O arquivo foi importado a partir da primeira linha, utilizan-


do o delimitador ponto e vírgula ( ; ) para separar os cam-
pos, o caractere vírgula ( , ) como separador de decimal e
definindo o formato das colunas como Geral.
Assinale a alternativa que contém uma linha válida do
arquivo Anotacoes.csv que possibilitou gerar a linha 4 da
planilha apresentada.

(A) Carlos | 8 | 6,5 | 4

(B) Carlos, 8, 6.5, 4

(C) Carlos; 8; 6.5; 4

(D) Carlos; 8; 6,5; 4

(E) [Carlos] [8] [6.5] [4]

27. Considere a imagem a seguir, extraída do item Quebras,


do MS-Word 2010, em sua configuração padrão. Este
item pode ser acessado no grupo Configurar Página, da Assinale a alternativa que contém o ícone do item Ali-
guia Layout da Página. A imagem apresenta uma das nhar, do grupo Organizar, da guia Ferramentas de
opções de quebra de seção, cuja descrição foi masca- Desenho > Formatar, responsável pela ação executada
rada propositalmente. entre os dois momentos: ANTES e DEPOIS.

(A)

(B)

A opção apresentada na figura insere uma quebra de


seção e inicia uma nova seção

(A) na página seguinte. (C)

(B) na coluna seguinte.

(C) na próxima página com número ímpar. (D)

(D) na próxima página com número par.

(E) na mesma página.


(E)

psicologia nova
9 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
35
29. No Windows Explorer, do MS-Windows 7, em sua con- conhecimentos esPecÍficos
professor alyson barros
figuração padrão, o usuário está manipulando arquivos
da Biblioteca de Documentos e decide excluir o docu-
mento de texto Referencias.docx. Ele abre o menu de 31. As práticas pós-modernas em terapia familiar, concebi-
contexto ao clicar com o botão secundário do mouse das como práticas sociais transformadoras, solicitam que
sobre o documento, clica na opção “Excluir” e confir- o terapeuta conduza suas intervenções no sentido de
ma o envio do arquivo para a Lixeira. Contudo, imedia-
(A) assumir plena responsabilidade pela organização e
tamente após enviar o arquivo para a Lixeira, ele se
condução da conversação terapêutica.
arrepende. Para desfazer essa ação, ele utiliza o atalho
de teclado , que tira o documento (B) definir claramente os problemas da família e sinali-
Referencias.docx da Lixeira e o devolve para a sua zar o potencial de cada um de seus integrantes para
pasta de origem. mudança.
Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacu- (C) enfatizar a visão de que as pessoas são autoras de
na do enunciado. sua história e existência e competentes para agir e
(A) Ctrl+D escolher.

(B) Ctrl+Alt+Del (D) identificar e esclarecer os significados atribuídos por


cada membro da família para as queixas do grupo.
(C) Ctrl+A
(E) fortalecer os recursos da família para enfrentamento
(D) Ctrl+Z
de suas dificuldades, de forma autossuficiente e in-
(E) Ctrl+V dependente.

30. No mecanismo de busca da Google, acessado no Google 32. Um casal com dois filhos, um menino de cinco anos e
Chrome, versão 65.0.3325.181, na sua configuração uma menina de oito anos, se separou há três anos. Dois
padrão, o usuário realiza duas buscas distintas utilizando anos após a separação, o pai das crianças se casou no-
o mesmo conjunto de palavras, mas, na segunda busca, vamente, e os filhos frequentam a casa nova do pai e da
as palavras são delimitadas por aspas duplas ( “ ” ). madrasta aos finais de semana. Nessa situação, a disci-
plina e os limites
Busca 1
(A) precisam ser definidos pela mãe das crianças, pois
ela convive com os filhos no seu cotidiano.

(B) devem ser distintos na casa do pai e na da mãe, de


Busca 2 modo que as crianças tenham maior probabilidade
de adaptação às demandas sociais.

(C) podem ser flexibilizados na casa do pai, para que


a adaptação das crianças ao novo relacionamento
O buscador da Google consegue resultados relevantes paterno seja favorecida.
para o conteúdo da primeira busca, mas não obtém resul-
(D) precisam ser suprimidos temporariamente nos dois
tados para o conteúdo da segunda.
ambientes familiares, para facilitar a reorganização
Assinale a alternativa que descreve corretamente a fun- familiar.
ção das aspas duplas na delimitação das palavras, no
(E) devem ser mantidos nas duas casas, por todas as
contexto da segunda busca.
figuras adultas, inclusive pela madrasta.
(A) Subtrair da busca as palavras delimitadas.
(B) Mudar o idioma das palavras delimitadas para outro
33. Crianças que sofreram violência sexual podem, durante
idioma, necessariamente diferente.
os atendimentos psicológicos a elas oferecidos, recordar
(C) Restringir a busca aos resultados publicados na a situação de violência sofrida. Nessas ocasiões, fre-
última hora. quentemente elas
(D) Forçar a busca de resultados que contenham as (A) culpam a si próprias pelos eventos que ocorreram
palavras delimitadas, em qualquer sequência, inde- com elas.
pendente de como foram digitadas.
(B) solicitam contato físico afetivo por parte dos tera-
(E) Forçar a busca de resultados que contenham as peutas.
palavras delimitadas, exatamente na sequência em
que foram digitadas. (C) apresentam tremores e paralisias nos membros su-
periores.

(D) dirigem acusações aos terapeutas em função de seu


desamparo.

(E) alcançam uma integração psíquica suficientemente


estável.
psicologia nova
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 10
36
34. Um jovem cometeu atos graves de violência, e um juiz 37. Um paciente em atendimento tem demonstrado uma di-
professor alyson barros
determinou, como medida socioeducativa, a sua interna- ficuldade sistemática de defender seus próprios interes-
ção em um estabelecimento educacional. Nesse ambien- ses. Em determinada sessão, queixa-se de que a fatura
te, após cometer um ato de violência contra outro jovem de seu celular apresenta valores exorbitantes, mas de-
internado, ele foi castigado fisicamente por um dos agen- clara que esperará a próxima fatura para verificar se de
tes públicos encarregados de sua educação e proteção. fato a operadora está cobrando valores indevidos. Diante
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, dessa situação, o terapeuta lhe diz: “De fato é frustrante
lidar com situações desse tipo, mas sua dificuldade espe-
(A) os dois jovens devem ser encaminhados à autorida-
cífica nesses assuntos revela o lado masoquista de sua
de judiciária para que as medidas adotadas em seus
personalidade.”
casos sejam revistas.
A intervenção do terapeuta, identificada em sua fala inte-
(B) o agente público deve esclarecer ao garoto que foi
gral, pode ser classificada como uma
punido sobre as razões de sua conduta, e não mais
castigá-lo fisicamente. (A) confrontação.
(C) o juiz deve encaminhar esse adolescente para uma
(B) validação empática.
detenção comum, pois ele perdeu a condição de
inimputabilidade. (C) observação.
(D) o agente público deve ser denunciado à autoridade
(D) interpretação.
judiciária, para que seja alvo das medidas cabíveis
em relação à sua conduta. (E) clarificação.
(E) o adolescente deve ter o tempo de sua internação
revisto pela autoridade judiciária, uma vez que de-
monstra comportamento inaceitável.
38. A psicoterapia de grupo pode ser indicada para pacien-
tes com transtornos de personalidade, incluindo os de
35. O projeto terapêutico singular adotado para condução tipo histérico, obsessivo-compulsivo e alguns pacientes
dos casos encaminhados aos serviços públicos de aten- do tipo borderline. Essa indicação se mostra apropriada
dimento em saúde mental é elaborado por uma equipe quando o objetivo terapêutico é o de
multidisciplinar. É responsabilidade dos profissionais que
elaboram esse projeto (A) estimular o estabelecimento de ligações afetivas es-
táveis com as pessoas ao seu redor.
(A) informar e discutir as ações definidas para o atendi-
mento com os usuários que delas vão se beneficiar. (B) facilitar a comunicação de suas necessidades e ex-
pectativas aos seus pares.
(B) seguir os protocolos definidos pela coordenação de
sua unidade para formulação do plano de atendimento. (C) possibilitar uma reflexão sobre como os seus pa-
(C) incluir ações de todos os profissionais da equipe no drões de caráter afetam os outros.
plano de atendimento formulado para cada um dos
(D) bloquear a expressão de conteúdos que denotem
usuários.
hostilidade em relação ao ambiente.
(D) escolher, entre todos os profissionais da equipe,
aquele com mais condições de atender à principal (E) enfatizar a importância da convivência social para a
demanda de cada caso. supressão de seus sintomas.

(E) atender, durante a construção desse projeto, às de-


mandas identificadas pelos usuários do serviço.
39. Durante a realização de uma sessão de ludoterapia, as
36. A realização de um programa de prevenção contra a vio- (A) verbalizações da criança traduzem, invariavelmente,
lência familiar que tenha como objetivo uma mudança na suas fantasias de onipotência e de cura.
cultura da violência, segundo a Organização Mundial de
Saúde (OMS), deve ocorrer em três níveis de atenção. (B) mensagens não verbais da criança devem ser de-
Considerando-se o nível de atenção secundária, uma tectadas e utilizadas para compreensão do conteúdo
das estratégias adotadas poderia ser: que ela expressa.
(A) encaminhamento e tratamento das vítimas que já so- (C) reações das crianças às intervenções e manifesta-
frem com os danos da violência. ções do terapeuta serão sempre pré-verbais.
(B) realização de palestras sobre violência com os pais
(D) manifestações não verbais da criança representam
das crianças e jovens da comunidade.
dificuldades para entrar em contato com o conteúdo
(C) treinamento de professores e agentes de saúde para latente.
identificação dos danos causados pela violência.
(E) mensagens verbais das crianças devem ser estimu-
(D) encaminhamento de adultos agressores, na comuni- ladas, pois é impossível identificar o significado das
dade, para as autoridades policiais. mensagens pré-verbais.
(E) realização de visitas domiciliares para prover cuida-
dos às famílias
psicologia nova dos grupos de risco.
11 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
37
40. Um garoto de seis anos está gritando com os pais, que 43. Durante o tratamento estatístico de dados de pesquisa,
professor alyson barros
acabaram de chegar, cansados do trabalho, porque eles as distribuições de frequências podem assumir diversas
não o deixam ligar o videogame. Os pais acabam ceden- formas. Uma distribuição com a qual os pesquisadores
do e o garoto para de gritar. Na situação apresentada, na área da psicologia estão muito familiarizados é a dis-
tribuição em uma curva normal. Uma das características
(A) o fato de os pais cederem aos gritos do garoto é um da curva normal é o fato de que, nesse tipo de distribui-
reforço vicário para o seu comportamento de gritar. ção,
(B) tanto o comportamento dos pais de cederem aos (A) o desenho da curva de distribuição é assimétrico.
apelos do filho, quanto o fato de o filho gritar são
reforços primários. (B) a média, a mediana e a moda não coincidem.

(C) o comportamento de gritar do garoto é uma forma (C) as extremidades tocam a reta-base.
de punição em relação ao comportamento dos pais. (D) a curvatura é extremamente acentuada.
(D) o fato de o garoto parar de gritar é um reforço nega- (E) só existe um ponto de máxima probabilidade.
tivo para o comportamento dos pais.

(E) o comportamento dos pais de cederem aos gritos do 44. “Nossos cinco sentidos são incapazes de fornecer co-
filho é uma punição contra o comportamento inade- nhecimento das ideias – revelam apenas um mundo
quado do filho. cambiante de sombras. Por isso, somente por meio da
reflexão filosófica podemos chegar ao verdadeiro conhe-
cimento: conhecimento das eternas, imutáveis e perfeitas
41. O estudo de caso vem sendo utilizado com frequência ideias”.
cada vez maior pelos pesquisadores sociais, uma vez Essa asserção reflete o pensamento de
que atende a diferentes propósitos de investigação. Um
desses propósitos é o de (A) John Locke.

(A) estudar um grupo único, apenas uma vez, após a (B) Aristóteles.
realização de uma intervenção ou mudança. (C) Renè Descartes
(B) inferir sobre a relação direta entre duas variáveis (D) Platão.
sem uma observação direta do fenômeno.
(E) Martin Heidegger.
(C) explorar em profundidade situações da vida real
cujos limites não estão claramente definidos.
45. Entre dois e cinco anos, aproximadamente, a criança ad-
(D) interrogar, diretamente, o maior número de indivíduos quire a capacidade de se expressar por meio da lingua-
cujo comportamento ou opinião se deseja conhecer. gem e forma, de alguma maneira, um sistema de ima-
gens. Segundo Jean Piaget, nesse período,
(E) estudar um grupo único ou comunidade, ressaltando
a interação entre os seus integrantes. (A) a linguagem tem o mesmo valor que tem para o adulto.

(B) a palavra ainda não tem um valor de conceito.

42. A política de redução de danos é uma estratégia de cui- (C) o sistema de signos permite evocar a realidade social.
dado utilizada para minimizar as consequências do con- (D) a linguagem é informativa e não alusiva.
sumo de drogas. Esse tipo de estratégia, de acordo com
o que se apresenta no Código de Ética dos Psicólogos, (E) a palavra reflete a capacidade de generalizar.

(A) é adequada porque pressupõe um entendimento in-


tegral da pessoa, atuando para promoção e garantia 46. O domínio do “não” (gesto e palavra), apresentado por
de seus direitos. René Spitz como um indicador tangível do terceiro orga-
nizador da psique, é um fato que tem consequências de
(B) viola os princípios do código de ética, porque incenti- longo alcance para o desenvolvimento das crianças porque
va a utilização de substâncias e compromete a saúde
da coletividade. (A) revela que elas já podem assumir as consequências
pelos seus atos.
(C) contribui para o reconhecimento de técnicas e co-
(B) pressupõe que a criança é incapaz de se identificar
nhecimentos fundamentados na ciência psicológica.
com o objeto libidinal.
(D) induz convicções políticas e ideológicas durante o
(C) indica dificuldades para tolerar situações de frustra-
exercício profissional, o que é inaceitável como prá-
ção e oposição.
tica profissional.
(D) supõe a aquisição elementar da capacidade de jul-
(E) prolonga, desnecessariamente, a prestação de ser- gamento e de negação.
viços psicológicos, porque reforça a dependência
dos usuários. (E) significa que o intercâmbio na comunicação com a
mãe foi interrompido.
psicologia nova
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 12
38
47. Para a escola de psicossomática americana, no discurso 50. Um psicólogo precisa realizar uma avaliação psicológica
professor alyson barros
dos doentes psicossomáticos predominam os conteúdos sobre o potencial cognitivo e a maturidade percepto-mo-
pragmáticos do pensamento, e, por esse motivo, as emo- tora de uma criança que tem nove anos de idade. Quais
ções não podem ser descritas e expressas por palavras. dos instrumentos apresentados são adequados para
Essa condição é denominada compor a bateria de testes utilizada nessa investigação?

(A) alexitimia. (A) Teste de Reprodução de Figuras – RF e Teste das


Matrizes Progressivas de Raven – Escala Geral.
(B) pensamento operatório.
(B) Teste gestáltico visomotor de Bender – Sistema de
(C) neurose de órgão. Pontuação Gradual e Escala de Maturidade Mental
Colúmbia - CMMS.
(D) liberdade fantasmática.
(C) Teste de Apercepção Temática Infantil – CAT e Teste
(E) síndrome fisiológica. das Figuras Complexas de Rey.

(D) Desenho da Figura Humana de Weschler – DFH III e


Pirâmides Coloridas de Pfister.
48. A premissa teórica básica da abordagem em terapia cog-
nitiva-comportamental afirma que (E) Escala Wechsler de Inteligência para Crianças –
WISC IV e Teste de Piaget-Head.
(A) os elementos que caracterizam uma situação deter-
minam o modo como uma pessoa se sente.
51. Durante a realização de uma observação lúdica, em
(B) o modo como uma pessoa se comporta determina
um processo psicodiagnóstico com uma criança de três
o sistema de valores que adota para conduzir seus
anos, um terapeuta identifica que o jogo por ela realizado
atos.
tem caráter egocêntrico. Ela faz perguntas ao terapeuta
e pede sua ajuda para realização de algumas atividades,
(C) o comportamento e as emoções das pessoas são in-
mas não o inclui em sua brincadeira. Sua atividade lúdica
fluenciados por suas concepções das situações.
é espontânea e lábil, passando de um jogo ao outro com
(D) os padrões de comportamento disfuncionais de facilidade. Além disso, sua atenção parece voltada para
uma pessoa determinam e mantêm seu sistema de a investigação dos objetos com os quais se depara, aos
crenças. quais atribui uma funcionalidade subjetiva. Esse tipo de
jogo caracteriza o brincar de uma criança com
(E) as escolhas e os comportamentos das pessoas
independem de seu sistema de valores. (A) desenvolvimento cognitivo e comportamentos típicos
em relação à sua idade cronológica.

(B) dificuldades para interação social e prejuízos na ava-


49. A Gestalt-terapia pode ser classificada como uma terapia liação dos dados de realidade.

(A) psicodinâmica, porque enfatiza a importância da per- (C) baixa tolerância à frustração e instabilidade motora
cepção para a adaptação ao ambiente e aos seus que impede a organização de suas atividades.
princípios organizadores.
(D) evidente dependência em relação às figuras de auto-
(B) de insight, pois enfatiza a importância da reestrutu- ridade e comportamento impulsivo.
ração da personalidade para a integração psíquica
(E) ansiedades do tipo paranoide e muita inconstância
dos indivíduos.
em relação aos propósitos de suas ações.
(C) expressiva, porque procura canalizar as emoções
despertadas diante dos dilemas humanos universais
de forma produtiva. 52. Muitos transtornos psiquiátricos diferentes podem pro-
vocar tentativas de suicídio. Entretanto, as tentativas de
(D) de apoio, pois busca mobilizar os recursos e o po- suicídio efetivas estão relacionadas de forma mais proe-
tencial dos seres humanos para o enfrentamento das minente aos transtornos
situações críticas.
(A) de conduta.
(E) humanística, porque promove a ideia do homem
como centro, como valor positivo, como capaz de (B) da personalidade histérica ou histriônica.
autogerir-se e regular-se.
(C) de ansiedade.

(D) aditivos e alimentares.

(E) afetivos maiores.

psicologia nova
13 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
39
53. O atendimento domiciliar é uma modalidade de atuação 56. Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) são unida-
professor alyson barros
destinada aos pacientes que apresentam dificuldades ou des de atendimento em saúde mental do Sistema Único
impedimentos para locomoção, devido a patologias ou de Saúde – SUS. As práticas realizadas nesses centros
outros motivos que as impedem de ir ao consultório ou e os projetos nele conduzidos, com a finalidade de trata-
se dirigir a um hospital. O pedido ou indicação para o mento e reinserção social de seus usuários,
atendimento psicológico domiciliar
(A) sempre acontecem em ambientes privados e estru-
(A) precisa ser efetuado pelo médico que atende esse turados, pois destinam-se ao tratamento de pessoas
tipo de paciente, porque só esse profissional pode com transtornos mentais graves.
constatar o impedimento para locomoção.
(B) são formulados a partir das decisões da comunida-
(B) pode ser solicitado pelo paciente, por seus familia- de, contando com a participação dos técnicos do ser-
res, pelo médico ou pela equipe de saúde encarre- viço apenas para a sua execução.
gada de seus cuidados.
(C) tem como principal objetivo a avaliação diagnóstica,
(C) deve ser autorizado pelos familiares que moram com elemento fundamental para o planejamento e a exe-
o paciente que será atendido, uma vez que eles tam- cução de todas as ações da equipe do serviço.
bém frequentam o domicílio.
(D) muitas vezes ultrapassam a estrutura física do servi-
(D) atende exclusivamente ao desejo do paciente, sendo ço, em busca de suporte da rede social, que poten-
inócua a sua realização quando a solicitação ocorre cializa as ações do serviço.
atendendo ao desejo de familiares ou médicos.
(E) são realizados sem a necessidade de sistematiza-
(E) deve ser formalizado pelo psicólogo que atenderá ção, para atender aos usuários em sua singularida-
o caso, único profissional capacitado para avaliar a de, sua história, sua cultura e seu cotidiano de vida.
real necessidade desse tipo de intervenção.

57. Os Centros de Convivência e Cooperativa foram criados


54. Dados atuais da literatura científica embasam a associa- como dispositivos para garantir aos portadores de trans-
ção entre o transtorno da personalidade e o desenvolvi- tornos mentais
mento de adição a drogas. Esses estudos demonstram
que parte dessa associação pode ser explicada por tra- (A) participação em um projeto transversal de inclusão,
ços de personalidade comuns subjacentes aos indivíduos de convivência e de criação.
acometidos pelos dois tipos de transtornos, que são:
(B) práticas cotidianas e terapêuticas mais voltadas para
(A) labilidade do humor e perfeccionismo. a assistência às suas patologias.

(B) perseveração e estereotipia de comportamentos. (C) oportunidades de se vincularem aos seus sintomas
de forma produtiva.
(C) impulsividade e comportamento de autolesão.
(D) circulação em um espaço protegido para realização
(D) rigidez e emocionalidade contida. de ações culturais e esportivas.

(E) desconfiança e onipotência exacerbada. (E) capacitação profissional para serem inseridos no
mercado de trabalho.

55. No tratamento aos casos de esquizofrenia, identifica-se


que a utilização criteriosa de medicamentos antipsicóticos 58. A organização da Atenção Básica em Saúde tem como
fundamento os princípios do Sistema Único de Saúde –
(A) interfere negativamente na realização de interven- SUS. O princípio que trata da responsabilização mútua
ções psicossociais. entre os serviços de saúde e a comunidade e do estreita-
mento dos vínculos entre as equipes de profissionais e a
(B) é altamente eficaz para o manejo dos sintomas posi-
população é denominado
tivos do transtorno.
(A) universalidade.
(C) elimina significativamente os sintomas negativos as-
sociados ao transtorno. (B) humanização do atendimento.

(D) estimula o estabelecimento de relações interpes- (C) resolutividade.


soais de qualidade.
(D) intersetorialidade.
(E) elimina o aparecimento dos efeitos colaterais asso-
ciados ao uso de medicação. (E) integralidade da assistência.

psicologia nova
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 14
40
59. Dois idosos comparecem ao serviço de pronto-atendi-
professor alyson barros
mento em um hospital geral. Um deles tem sessenta e
cinco anos, e o outro idoso tem oitenta e três anos. Nesse
caso, o Estatuto do Idoso determina que a prioridade de
atendimento

(A) é sempre do idoso que tem mais de oitenta anos,


desde que sua condição de saúde seja emergencial.

(B) é do idoso que compareceu ao serviço de pronto-


-atendimento em primeiro lugar.

(C) é do idoso com mais de oitenta anos porque, nessa


idade, todo atendimento é considerado emergencial.

(D) é do idoso que estiver desacompanhado no momen-


to da consulta no serviço de atendimento.

(E) é do idoso com mais de oitenta anos, desde que


o caso do outro idoso não se configure como uma
emergência.

60. De acordo com o art. 36 do Estatuto da Pessoa com


Deficiência, o poder público deve implementar serviços
e programas completos de habilitação profissional e de
reabilitação profissional para que a pessoa com deficiên-
cia possa ingressar, continuar ou retornar ao campo do
trabalho, respeitados sua livre escolha, sua vocação e
seu interesse. Esses serviços de habilitação profissional,
de reabilitação profissional e de educação profissional

(A) contam com recursos para atender exclusivamente


os casos de pessoas com deficiência que têm impe-
dimento de longo prazo, de natureza física.

(B) dispõem de profissionais capacitados para os casos


de deficiência mental ou intelectual, desde que não
tenham nenhuma deficiência física.

(C) devem ser dotados de recursos necessários para


atender toda pessoa com deficiência, independente-
mente de sua característica específica.

(D) podem atender as pessoas que tenham deficiência


mental ou física sem nenhum comprometimento do
ponto de vista cognitivo.

(E) atendem as pessoas com deficiências mentais, físi-


cas e cognitivas, mas não dispõem de profissionais
capacitados para atender os casos de deficiência
sensorial.

psicologia nova
15 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
41
professor alyson barros

CONCURSO PÚBLICO

24.06.2018

035. PROVA OBJETIVA

PSICÓLOGO
(CÓD. 035)
1– D 2– B 3– C 4– E 5– D 6– A 7– E 8– B 9– C 10– A
11– C 12– B 13– D 14– D 15– B 16– D 17– A 18– E 19– A 20– C
21– B 22– D 23– E 24– C 25– A 26– D 27– A 28– B 29– D 30– E
31– C 32– E 33– A 34– D 35– A 36– E 37– D 38– C 39– B 40– D
41– C 42– A 43– E 44– D 45– B 46– D 47– A 48– C 49– E 50– B
51– A 52– E 53– B 54– C 55– B 56– D 57– A 58– B 59– E 60– C

psicologia nova PMGI1701

42
professor alyson barros

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRANA


ESTADO DE SÃO PAULO

concurso público

055. Prova objetiva

psicólogo

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Deverão permanecer em cada uma das salas de prova os 3 últimos candidatos, até que o último deles entregue sua
prova, assinando termo respectivo.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

psicologia nova 24.06.2018 | manhã

43
conhecimentos gerais 01. É correto deduzir, a partir do texto, que o advento de
professor alyson barros
máquinas providas de inteligência apresenta perspectivas
negativa e positiva para os humanos, respectivamente:
Língua Portuguesa
(A) o crescimento do desemprego entre os profissionais
não especializados; a extinção de atribuições na
Leia o texto, para responder às questões de números 01 a 08. indústria.

(B) a mecanização de processos em ritmo acelerado;


Elas vão substituir você
a necessidade de readaptação a novas exigências
Quando, em 1956, o cientista da computação americano tecnológicas.
John McCarthy cunhou o termo “inteligência artificial”, durante
uma conferência na universidade de Dartmouth, nos Estados (C) a possibilidade de os profissionais produzirem mais
Unidos, a intenção já era desenvolver máquinas capazes de em menos tempo; a exigência de rápida transforma-
livrar os seres humanos de tarefas de alguma complexidade, ção do trabalhador.
porém largamente enfadonhas.
(D) a possibilidade de se reduzirem drasticamente postos
“A proposta é usar todo o nosso conhecimento para
de trabalho; a criação de novas especialidades.
construir um programa de computador que saiba e, também,
conheça”, resumiu McCarthy, expressando uma ambição (E) prejuízos às áreas administrativas e de produção
que vem de muito antes de ele proferir tais palavras. Uma industrial; a mudança de comportamentos arraigados.
narrativa mitológica judaica, por exemplo, já apresentava,
milênios atrás, a ideia de um ser artificial pensante, o Golem,
feito de barro e que serviria os humanos. Na Idade Média,
alquimistas chegaram a sonhar em dar vida à criatura por 02. As referências ao Golem judaico e ao Homunculus dos
eles batizada de Homunculus. Era apenas um devaneio que alquimistas são uma forma de o autor
o tempo e a ciência se encarregaram de trazer para o plano
das realidades. (A) contextualizar a contemporânea Inteligência Artificial
E a inteligência artificial (IA) de hoje em dia, tal como foi no quadro de um histórico ideal criativo da humani-
formulada por McCarthy, é a concretização dessa aspiração dade.
que se confunde com a história. No entanto, no momento em
que a humanidade parece estar perto de construir um robô (B) expressar a magnitude da conquista humana de
capaz de substituir o homem em um sem-número de ativida- novas tecnologias para substituir velhos padrões.
des – o Golem do século XXI –, o que poderia ser motivo de
(C) apontar as contradições entre a modernidade e as
unânime comemoração arrasta consigo o pavor de que tais
visões de mundo que acreditavam no sobrenatural.
softwares deixem milhões de seres humanos desemprega-
dos. A preocupação é tamanha que o tema ganhou lugar de (D) esclarecer ao leitor que o desejo de criar substitutos
destaque na agenda do Fórum Econômico Mundial – evento eletrônicos para o homem é inconcebível e ilusório.
anual que reúne líderes políticos e empresariais em Davos.
Segundo levantamento feito pela organização do fórum, a (E) estabelecer parâmetros que delimitem a idealização
soma de empregos perdidos para a IA será de 5 milhões nos excessiva, afirmando a prevalência do cientificismo.
próximos dois anos. No estudo, as áreas de negócios mais
afetadas serão as administrativas e as industriais.
Um estudo publicado pela consultoria americana
McKinsey avalia que em torno de 50% das atividades tidas 03. O trecho iniciado pela conjunção “que”, destacado na pas-
como repetitivas serão automatizadas na próxima década. sagem – A preocupação é tamanha que o tema ganhou
Nesse período, no Brasil, 15,7 milhões de trabalhadores lugar de destaque na agenda do Fórum Econômico
serão afetados pela automação. Em todo o mundo, o legado Mundial –, expressa, em relação ao trecho que o precede,
da mecanização avançada será de até 800 milhões de o sentido de
pessoas à procura de oportunidades de trabalho. Desse
total, boa parte terá de se readaptar, mas 375 milhões deve- (A) causa.
rão aprender competências inteiramente novas para não cair
(B) consequência.
no desemprego.
Nem tudo, entretanto, é pessimismo. Os economistas (C) modo.
ingleses Richard e Daniel Susskind, ambos professores de
Oxford, defendem a ideia de que quando atribuições são (D) lugar.
extintas, ou modificadas, os seres humanos se transformam
no mesmo ritmo. “O benefício é que os profissionais farão (E) concessão.
mais, em menos tempo”, defendem. Para eles, a bonança
tecnológica levará à criação de novos tipos de emprego.
(Veja, 31.01.2018. Adaptado)

psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 2
44
04. Assinale a alternativa que reescreve livremente passa- 06. Na passagem – ... a intenção já era desenvolver máqui-
professor alyson barros
gem do texto de acordo com a norma-padrão de concor- nas capazes de livrar os seres humanos de tarefas de
dância e de regência. alguma complexidade, porém largamente enfadonhas. –
a conjunção destacada pode ser substituída, sem prejuízo
(A) Afirmam-se que resultados que poderiam resultar a de sentido, por:
uma unânime comemoração seja capaz de arrastar
consigo o medo que tais softwares ocasionem desem- (A) não obstante.
prego.
(B) ademais.
(B) Desejos humanos, que existe fazem séculos e até se
confundem com a história, concretiza-se pela Inteli- (C) caso.
gência Artificial.
(D) contanto que.
(C) Entre as narrativas mitológicas judaicas que haviam,
uma já mencionava ao Golem, ao qual se concebiam (E) visto que.
como ser artificial pensante feito de barro.

(D) Tanto o tempo quanto a ciência tratou de apontar


como devaneio a ideia dos alquimistas da Idade Mé-
dia, de gerar a uma criatura chamada Homunculus. 07. Assinale a alternativa em que a expressão posta entre
colchetes substitui corretamente a destacada no trecho,
(E) Realizam-se em Davos as reuniões do Fórum Eco- segundo a norma-culta de emprego e colocação do pro-
nômico Mundial; trata-se de reuniões das quais par- nome.
ticipam líderes políticos e empresariais.
(A) … um ser artificial pensante, o Golem, feito de barro
e que serviria os humanos. [serviria-os]

(B) Uma narrativa mitológica judaica, por exemplo, já


apresentava a ideia… [a apresentava]
05. Considere o sentido das palavras destacadas – legado
da mecanização (4o parágrafo) e bonança tecnológica (C) … alquimistas chegaram a sonhar em dar vida à
(5o parágrafo) – nos contextos em que se encontram. É criatura… [dá-la vida]
correto afirmar que
(D) … construir um robô capaz de substituir o homem…
(A) ambas estão empregadas em sentido próprio, signifi-
[substituir-lhe]
cando, respectivamente, testamento e avanço.
(E) …evento anual que reúne líderes políticos… [lhes
(B) ambas em sentido próprio, significando, respectiva-
reúne]
mente, posses e avanço.

(C) ambas estão empregadas em sentido figurado, signi-


ficando, respectivamente, aquilo que é transmitido,
como efeito, e boa fase. 08. Assinale a alternativa em que a relação de sentido que
existe entre as palavras pessimismo (5o parágrafo) e
(D) a primeira está empregada em sentido próprio, signi- otimismo está presente também entre as palavras desta-
ficando bens materiais; a segunda, em sentido figu- cadas nas expressões.
rado, significando fase posterior.
(A) arrasta o pavor / arrasta a repulsão.
(E) a primeira está empregada em sentido figurado, signi-
ficando bens transmitidos; a segunda, em sentido pró- (B) atribuições extintas / atribuições extensivas.
prio, significando bondade.
(C) concretização dessa aspiração / corporificação
dessa aspiração.

(D) expressando uma ambição / expressando um alento.

(E) tarefas enfadonhas / tarefas estimulantes.

psicologia nova
3 pser1701/055-psicólogo-Manhã
45
Leia a tira a seguir, para responder à questão de número 09. MateMática
professor alyson barros

11. Com relação ao número de atendimentos realizados


mensalmente por um departamento municipal, obser-
vou-se que em abril de 2018 houve um acréscimo de
20% em relação ao mês imediatamente anterior. Se em
abril o número de atendimentos realizados foi 462, então
no mês de março de 2018, o número de atendimentos
realizados foi

(A) 430.

(B) 415.

(C) 400.

(D) 385.

(E) 370.

12. Em uma repartição pública, o número de servidores não


(Quino, Toda Mafalda.) fumantes é 2 unidades maior que o quíntuplo do número
de servidores fumantes. Se a razão entre os números
de servidores fumantes e não fumantes é , então

09. O comentário de Mafalda à resposta de sua mãe revela a diferença entre os números de não fumantes e de
que, para a menina, fumantes é igual a

(A) a mãe tem a expectativa de fazer Mafalda crer em (A) 25.


ideais nobres para construir o futuro.
(B) 26.
(B) rir do futuro é uma boa maneira de enfrentar as roti-
(C) 27.
nas e melhorar as relações afetivas.
(D) 28.
(C) as convicções da mãe baseiam-se em uma concep-
ção de vida que desafia o senso comum. (E) 29.
(D) a afirmação de valores e propósitos, na fala da mãe,
não é algo que deva ser levado a sério.

(E) o destino de cada um está sujeito a reveses, que 13. A nota final de um concurso é calculada pela média arit-
acabam se transformando em piada. mética ponderada das notas das fases F1, F2 e F3, com
pesos 1, 2 e 3, respectivamente. Para ser classificado
nesse concurso, um candidato tem que ter nota final
maior ou igual a 7. Ana está participando do concurso
10. Assinale a alternativa que preenche, correta e respectiva- e suas notas, nas fases F1 e F2, foram 7,0 e 5,5, res-
mente, as lacunas do trecho. pectivamente. Para ser classificada, Ana tem que tirar, na
última fase do concurso, a nota mínima
Empresas brasileiras estão venda e vários grandes
grupos já saíram caça de bons alvos para aquisi- (A) 8.
ção. Em 16 de março foi anunciada fusão da X com
Y, operação que deu origem maior empresa de (B) 7,5.
celulose do mundo. (C) 7.
(A) à ... à ... a ... à ... a (D) 6,5.

(B) a ... à ...à ... a ... à (E) 6.

(C) à ... à ... a ... a ... à

(D) a ... a ... a ... à ... a

(E) à ... a ... a ... à ... à

psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 4
46
14. A tabela a seguir apresenta a distribuição percentual dos r a s c u n h o
professor alyson barros
funcionários com curso superior completo ou incompleto,
nos últimos 5 anos, em uma empresa.

Curso Superior

Incompleto Completo

2013 18% 82%

2014 23% 75%

2015 36% 62%

2016 38% 62%

2017 45% 55%

Com base apenas nas informações apresentadas, assi-


nale a alternativa contendo uma afirmação necessaria-
mente correta.

(A) O número de funcionários com o curso superior com-


pleto diminuiu de 2013 para 2014.

(B) O número de funcionários com o curso superior


incompleto aumentou de 2014 para 2015.

(C) O número de funcionários com curso superior com-


pleto não se alterou nos anos de 2015 e 2016.

(D) De 2013 a 2017 mais da metade do número de


funcionários tinha o curso superior completo.

(E) De 2013 a 2017 somente funcionários com curso


superior completo ou incompleto trabalharam nessa
empresa.

15. Uma lei que trata a respeito dos serviços de manu-


tenção em determinado município instituiu que a cada
dois anos devem ser realizados serviços de manuten-
ção em todas as escolas municipais, a cada três anos,
em todas as ruas e avenidas, e a cada 18 meses, de-
vem ser realizados serviços de manutenção em todas
as praças públicas. Em 2018, será a primeira vez em
que esses três serviços de manutenção serão rea-
lizados no mesmo ano. Se essa lei for obedecida, o
número total de vezes em que esses três serviços de
manutenção serão realizados, em um mesmo ano, até
2045, será

(A) 4.

(B) 5.

(C) 6.

(D) 7.

(E) 8.

psicologia nova
5 pser1701/055-psicólogo-Manhã
47
16. André fabrica e vende um produto líquido. Para a fabri- r a s c u n h o
professor alyson barros
cação desse produto, ele utiliza uma matéria prima que
é comprada ao preço de R$ 6,00 o litro, e, com 10 litros
dessa matéria prima, ele fabrica 35 litros do produto que
vende. Se André comercializa o produto que fabrica ao
preço de R$ 8,00 o litro, e, em determinado dia, ele ven-
deu o total de R$ 1.288,00 desse produto, então o custo
com a matéria prima para a fabricação da quantidade por
ele vendida, no referido dia, foi de

(A) R$ 390,00.

(B) R$ 354,00.

(C) R$ 318,00.

(D) R$ 294,00.

(E) R$ 276,00.

17. Carlos e João compraram quantidades iguais de um


mesmo produto para revenderem e estabeleceram, como
meta, obter receitas totais iguais na revenda de todas as
unidades que compraram. Carlos revendeu cada unida-
de de toda a quantidade por ele comprada a R$ 45,00 e
superou a meta estabelecida em R$ 432,00. João não
conseguiu revender 40 unidades da quantidade por ele
comprada, e cada unidade que vendeu, o fez a R$ 46,00,
totalizando um valor que ficou R$ 1.264,00 abaixo da
meta estabelecida. A quantidade de unidades vendidas
por João foi

(A) 102.

(B) 103.

(C) 104.

(D) 105.

(E) 106.

18. Uma parede retangular será totalmente revestida com


placas cerâmicas, todas iguais e no formato de quadrado.
Desprezando-se os vãos entre as placas, sabe-se que se
forem utilizadas 52 placas completas, ficará uma área de
0,312 metros quadrados sem revestimento; se forem uti-
lizadas 56 placas completas, a área de revestimento será
excedida em 1,128 metros quadrados. Sendo assim, a
área que será revestida mede, em metros quadrados,

(A) 17,912.

(B) 18,088.

(C) 19,032.

(D) 20,826.

(E) 21,125.

psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 6
48
19. Uma caixa d’água com formato interno de paralelepí- r a s c u n h o
professor alyson barros
pedo retangular reto tem altura de 10 metros e a base
quadrada. Se nessa caixa há 2 025 metros cúbicos de
água, o que corresponde a 90% do seu volume to-
tal, então o perímetro da base dessa caixa d’água, em
metros, é igual a

(A) 60.

(B) 65.

(C) 70.

(D) 75.

(E) 80.

20. Em um terreno em forma de trapézio retangular, uma


área triangular, com o maior lado medindo 130 metros e
o menor lado medindo 50 metros, foi separada para ser
reflorestada, conforme representado na figura a seguir:

fora de escala

Sabendo-se que a área da região que será reflorestada

corresponde a da área total do terreno, a área total

do terreno mede, em metros quadrados,

(A) 8 000.

(B) 8 200.

(C) 8 400.

(D) 8 600.

(E) 8 800.

psicologia nova
7 pser1701/055-psicólogo-Manhã
49
atuaLidades 23. Roraima virou o principal destino no Brasil de quem
professor alyson barros
foge da crise econômica e política na Venezuela. Nos
registros da Polícia Federal, mais de 24 mil entraram no
21. O governo anunciou nesta segunda-feira, 26 de feve- estado nos dois primeiros meses deste ano. A prefeitura
reiro, o general da reserva do Exército Joaquim Silva e de Boa Vista calcula que 40 mil estejam vivendo na capi-
Luna como novo ministro da Defesa. Ele substituirá Raul tal, inclusive em abrigos e praças. O governo de Roraima
Jungmann, deslocado para o recém-criado Ministério afirma que não tem condições de lidar com a entrada de
Extraordinário da Segurança Pública. tantos venezuelanos no estado.
(Exame, fev. 2018. Disponível em: <https://goo.gl/FL9oUo>. Adaptado) (G1, abr. 2018. Disponível em: <https://goo.gl/zf44Ca>. Adaptado)

O anúncio chamou a atenção A situação descrita no trecho levou o governo estadual de


Roraima a solicitar
(A) pelo fato de ter sido a primeira vez que um militar
assume o Ministério da Defesa. (A) a transferência dos imigrantes para outros estados.

(B) pelos inúmeros processos e denúncias de corrupção (B) o fechamento da fronteira com a Venezuela.
que recaem sobre o indicado.
(C) uma intervenção militar na segurança pública.
(C) pela falta de familiaridade do indicado com os temas (D) a expulsão dos venezuelanos atualmente no país.
da Defesa e da segurança pública.
(E) a autorização de uso da moeda venezuelana no Brasil.
(D) pelas declarações polêmicas, favoráveis à ditadura,
feitas recentemente pelo indicado.
24. Os Estados Unidos e seus aliados anunciaram na noite
(E) pelo perfil militarista e beligerante que a pasta assu- desta sexta-feira (13 de abril) que lançaram um ataque
miu após a sua troca de comando. em conjunto contra estabelecimentos de armas químicas
na Síria, em resposta ao suposto ataque químico no dia
7 de abril. O regime sírio nega o uso de armas químicas,
22. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse nesta terça- que são proibidas por convenções da ONU. As forças
-feira (17 de abril) que o Brasil vai entrar com uma ação aéreas e marinhas dos três países lançaram os primeiros
na Organização Mundial do Comércio (OMC) por causa ataques por volta das 21h de Washington (22h, no horá-
do embargo às importações brasileiras. rio de Brasília).
(Época, abr. 2018. Disponível em: <https://goo.gl/YmQKKB>. Adaptado) (G1, abr. 2018. Disponível em: <https://goo.gl/o7QujL>. Adaptado)

A notícia trata do embargo à importação Os EUA foram responsáveis pelo ataque junto com

(A) pela Rússia da carne de vaca produzida na região (A) a Turquia e a Rússia.
Centro-Oeste, sob a alegação de haver uso exces- (B) o Canadá e a Irlanda.
sivo de conservantes como o ácido ascórbico, com-
prometendo a qualidade da carne. (C) o Reino Unido e a França.

(B) pela China da soja produzida por alguns conglome- (D) a Alemanha e a Áustria.
rados, sob a alegação de estarem desmatando áre- (E) a Austrália e o Japão.
as de proteção ambiental para dedicar à pecuária e
à produção agrícola.
25. O candidato governista no Paraguai, Mario Abdo Benítez,
(C) pelos EUA do suco de laranja produzido no interior
venceu as eleições presidenciais no domingo com a pro-
de São Paulo, sob a alegação de haver uma alta
messa de manter o rumo econômico e atrair mais investi-
concentração de agrotóxicos que aumenta o proble-
mentos ao país.
ma da toxicidade do produto.
(Terra, abr. 2018. Disponível em: <https://goo.gl/7Zpoki>. Adaptado)
(D) pela Índia da carne de porco produzida em pequenas
e médias propriedades, sob a alegação de não res- Mario Abdo Benítez é um
peitarem os procedimentos exigidos pelos indianos
(A) líder oriundo das camadas populares e ligado à
hindus para o consumo de suínos.
esquerda.
(E) pela União Europeia da carne de frango produzida (B) político tradicional que luta por pautas da centro-
por alguns frigoríficos, sob a alegação de terem des- -esquerda.
cumprido a regra relacionada à presença de salmo-
nela. (C) militante dos povos nativos que luta pela reforma
agrária.

(D) jovem conservador com laços com a última ditadura


do país.

(E) religioso ligado aos católicos e defensor do conser-


vadorismo moral.
psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 8
50
noções de inforMática 28. A partir do Microsoft Word 2010, em sua configuração
professor alyson barros
original, um usuário está editando o seguinte documento
e clicou uma vez com o botão principal do mouse sobre
26. A partir do Microsoft Windows 7, em sua configuração o número 1 da lista numerada, deixando esse marcador
original, um usuário com permissão de acesso para selecionado e os demais destacados, conforme a ima-
leitura e gravação em todas as pastas abriu a pasta gem a seguir.
C:\ARQUIVOS, selecionou o arquivo Projetos.txt e pres-
sionou as teclas CTRL+C. Em seguida, abriu a pasta
C:\TEMPORARIO e pressionou as teclas CTRL+V.
Finalmente, abriu a pasta C:\PROJETOS e pressionou as
teclas CTRL+V novamente. Considerando que as pas-
tas C:\TEMPORARIO e C:\PROJETOS estavam original-
mente vazias, assinale a alternativa correta.

(A) O arquivo Projetos.txt existe apenas nas pastas Assinale a alternativa que apresenta o resultado correto
C:\ARQUIVOS e C:\TEMPORARIO. quando o usuário pressiona a tecla DEL.
(B) O arquivo Projetos.txt existe apenas nas pastas
C:\ARQUIVOS e C:\ PROJETOS. (A)
(C) O arquivo Projetos.txt existe apenas na pasta
C:\PROJETOS.

(D) O arquivo Projetos.txt existe nas 3 pastas menciona-


das no enunciado.

(E) O arquivo Projetos.txt existe apenas na pasta


(B)
C:\TEMPORARIO.

27. Um usuário copiou e colou uma relação de cidades do


estado de SP com códigos de um determinado sistema,
para uma planilha do Microsoft Excel 2010, em sua con-
figuração padrão, na coluna A. O conteúdo é o código
(C)
e a cidade, separados por um traço, como é exibido na
imagem a seguir.

(D)

(E)

Assinale a alternativa que indica corretamente a fórmula


que deve ser aplicada na célula B2 para que seja exibido
apenas o código numérico da cidade da célula A2 que
está antes do traço.

(A) =ESQUERDA(A2;3)

(B) =ESQUERDA(A2;3) & = LOCALIZAR("-";A2;1)

(C) =LOCALIZAR("-";A2;1)

(D) =LOCALIZAR("-";ESQUERDA(A2);1)

(E) =ESQUERDA(A2; LOCALIZAR("-";A2;1)-1)


psicologia nova
9 pser1701/055-psicólogo-Manhã
51
29. Usando o Microsoft PowerPoint 2010, em sua configura- conhecimentos esPecÍficos
professor alyson barros
ção original, um usuário criou a seguinte apresentação,
com um Botão de Ação no slide 1, configurado com o
comando Hiperlink para Último slide. 31. Um importante aspecto a ser conhecido pelos psicólogos
que orientam famílias trata do fato de que a violência ma-
nifestada por negligência, abandono, maus-tratos físicos
e psicológicos ou abuso sexual, é encontrada com mais
frequência em grupos familiares

(A) com diferenciação rígida de papéis e ausência de fi-


gura de autoridade.
Algum tempo depois, o usuário incluiu nessa apresenta-
(B) que apresentam distribuição rígida e desigual de au-
ção um novo slide, com um triângulo. Em outro momento,
toridade e poder.
incluiu mais um slide, com uma estrela. Finalmente, mo-
vimentou o slide 2, do quadrado, para a última posição,
(C) com dificuldades para manifestação de conflitos e
ficando a apresentação com o seguinte aspecto.
dificuldades financeiras.

(D) que apresentam excesso de diálogo e elevado senso


de autossuficiência.

(E) com baixo nível de autonomia e estrutura permeável


ao contato externo.

32. Mulher teve dois filhos com um homem que, após a se-
paração, foi morar em outro estado. O pai das crianças
mantém contato esporádico com elas, mas paga pensão
Assinale a alternativa que indica corretamente qual slide alimentícia regularmente e sempre liga para saber no-
será exibido quando o usuário clicar no botão de ação do tícias delas. Essa mulher procura um psicólogo porque
slide 1, no modo de apresentação. seu companheiro atual quer que esse contato entre as
(A) 2, o slide com o círculo. crianças e seu pai seja interrompido, porque, após o seu
casamento, ele quer assumir inteiramente o papel de pai
(B) 3, o slide com o triângulo.
das crianças.
(C) 4, o slide com a estrela.
Essa situação pode
(D) 5, o slide com o quadrado.
(A) beneficiar as crianças, uma vez que a convivência
(E) Não será exibido nenhum slide.
diária com uma figura paterna estável pode fazer
com que elas superem a angústia pela ausência
30. Paulo preparou uma mensagem de correio eletrônico do pai.
usando o Microsoft Outlook 2010, em sua configuração
original, com as características a seguir. (B) comprometer o desenvolvimento das crianças, pois
a atitude do padrasto demonstra total indiferença em
De: paulo@site.com.br relação às necessidades das crianças e da compa-
nheira.
Para: hidalgo@site.com.br, bruna@outrosite.com.br
Cc: isabela@site.com.br (C) fortalecer a relação do padrasto com as crianças,
Cco: rogerio@site.com.br uma vez que a atitude dele demonstra que seu afeto
Assunto: ata da reunião não se dirige somente à sua mãe, mas também a
elas.
Anexo: ata_reuniao.docx
(D) prejudicar as crianças, uma vez que é importante
Isabela respondeu depois de algum tempo, usando a
que os novos companheiros em situação de reca-
opção Responder a Todos, destacando no corpo do
samento assumam posição diferenciada da posição
e-mail alterações que precisam ser feitas na ata. Assinale
dos pais.
a alternativa que indica corretamente quais usuários re-
ceberam as alterações que precisam ser feitas na ata e, (E) aumentar a sensação de segurança da mãe, que
portanto, estão atualizados sobre o assunto. se sentirá mais amparada para oferecer às crianças
(A) Paulo, Hidalgo, Bruna e Rogerio. acolhimento e suporte em relação às suas necessi-
dades.
(B) Paulo, Hidalgo e Bruna, apenas.
(C) Paulo, apenas.
(D) Hidalgo, Bruna e Rogerio, apenas.
(E) Rogerio, apenas.
psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 10
52
33. Pessoas que sofreram abuso sexual por parte dos pais 36. Quando a psicologia começou a se identificar como uma
professor alyson barros
quando crianças frequentemente culpam a si próprios área do conhecimento distinta, o que ocorreu na segunda
pelo que aconteceu com elas. Quando os terapeutas ten- metade do século XIX, tinha como objeto de estudo
tam aliviar essa culpa, afirmando que o acontecido não
foi culpa delas, elas resistem e sentem-se mal compre- (A) a experiência consciente humana.
endidas. Do ponto de vista de uma abordagem psicodinâ-
mica, essa postura pode revelar um aspecto adaptativo (B) os elementos fundamentais da percepção.
nesses pacientes porque
(C) as motivações inconscientes.
(A) reduz a sensação de desamparo, uma vez que o
controle da situação é percebido como algo interno (D) o estudo sistemático das diferenças individuais.
e não externo.
(E) as leis essenciais para o condicionamento.
(B) impede a mentalização das situações dolorosas, o
que favorece a recuperação do trauma sofrido.

(C) preserva os sentimentos amorosos em relação à fi- 37. A primeira atitude que um psicólogo deve adotar para
gura parental e desloca o ódio para figuras fora do abordar um paciente com depressão, em um contexto
âmbito familiar. de psicoterapia individual, é o estabelecimento de uma
aliança terapêutica. Para constituir essa relação, o psi-
(D) favorece a clivagem mental, prevenindo o apareci- cólogo deve
mento de transtornos associados ao trauma pelo
abuso. (A) enfatizar os aspectos positivos da vida do paciente.

(E) promove a constituição de um self contínuo e suave, (B) confrontar a apatia do paciente, mobilizando sua
o que diminui o impacto do trauma no cotidiano de criatividade.
vida.
(C) destacar as qualidades e o potencial do paciente.

34. O Estatuto da Criança e do Adolescente determina que (D) identificar os estressores presentes na vida do
as medidas específicas de proteção à criança e ao ado- paciente.
lescente sejam aplicadas sempre que seus direitos sejam
(E) ouvir e empatizar com o ponto de vista do paciente.
violados ou ameaçados. A intervenção precoce das auto-
ridades competentes, nesses casos, deve ser efetuada

(A) somente quando for solicitada pelo Conselho Tutelar. 38. A composição de um grupo para atendimento em psico-
(B) a pedido dos familiares ou dos responsáveis pelo jo- terapia dinâmica pode variar consideravelmente. O con-
vem ou criança. senso entre os profissionais que atuam com essa técnica
indica que grupos
(C) após o acolhimento da criança ou adolescente em
um abrigo. (A) homogêneos conseguem, mais facilmente, atingir ní-
veis mais profundos e positivos de interação.
(D) atendendo a um pedido expedido por uma autorida-
de judiciária. (B) heterogêneos podem ser disfuncionais em decorrên-
(E) logo que a situação de violação ou perigo seja co- cia da falta de uma base comum entre seus integran-
nhecida. tes.

(C) homogêneos devem ser adotados como estratégia


de intervenção preferencial para os pacientes de
35. As novas formas de atuação em saúde mental solicitam
difícil manejo.
uma intervenção em equipes multiprofissionais. A multi-
profissionalidade pressupõe (D) heterogêneos somente possibilitam trocas aparentes
(A) a extinção da perspectiva subjetiva para compreen- entre os seus integrantes, o que impede o trabalho
são dos diversos aspectos de um fenômeno (caso). terapêutico.

(B) a anulação dos conhecimentos específicos e a sua (E) homogêneos instalam sentimentos persecutórios en-
substituição por uma prática cuidadora comum a tre seus integrantes, que favorecem a cisão grupal.
todos.

(C) a inclusão do saber especializado em um saber am-


plo de cuidado à saúde a partir de uma atitude aco-
lhedora.

(D) a adoção de estratégias para o cuidado que inclua


a intervenção de todos os profissionais da equipe.

(E) a centralização do processo de trabalho na perspec-


tiva psicológica, principal foco de atenção em saúde
mental.
psicologia nova
11 pser1701/055-psicólogo-Manhã
53
39. Segundo uma abordagem psicanalítica, durante a reali- 42. Uma equipe multiprofissional de um serviço de saúde
professor alyson barros
zação de uma observação lúdica, o papel do psicólogo é mental marca uma reunião entre todos os seus integran-
tes, para discussão de um caso grave. O psiquiatra da
(A) ambíguo, pois ele deve limitar a expressão dos afe- equipe solicita ao psicólogo que apresente os dados
tos negativos da criança e favorecer a expressão de sobre as consultas realizadas com o paciente atendido,
suas necessidades e recursos. para ponderar sobre alterações na medicação utilizada
para tratamento do caso. O psicólogo apresenta, verbal-
(B) colaborativo, uma vez que cabe ao psicólogo esco- mente, todos os dados sobre o caso, assim como os re-
lher os jogos e as atividades mais apropriadas para sultados de toda a avaliação por ele realizada ao longo
a manifestação das fantasias da criança. do período de acompanhamento desse paciente. Do pon-
to de vista ético, a atitude do psicólogo foi
(C) passivo, já que ele atua no setting simplesmente
como um observador da atividade lúdica da criança (A) incorreta, pois o psicólogo deveria oferecer ao médi-
e da ansiedade que ela desperta. co uma cópia do registro documental do paciente e
evitar responder qualquer outra questão.
(D) ativo, na medida em que sua atitude atenta e aberta
permite a compreensão e formulação de hipóteses (B) correta, porque todos os membros de uma equipe
sobre a problemática do entrevistado. multiprofissional, nesse contexto, estão comprometi-
dos com as questões do sigilo sobre o caso.
(E) limitado, pois ele cria as condições favoráveis para
(C) incorreta, porque as informações solicitadas por ou-
que a criança brinque com a maior espontaneidade
tros profissionais sobre um caso devem ser apresen-
possível, mas não pode ser incluído no jogo.
tadas na forma de um laudo.
(D) correta, pois, quando um psicólogo faz parte de uma
equipe multiprofissional, as questões do sigilo não
40. Uma professora promete aos seus alunos que aumentará
se aplicam.
a nota final de sua disciplina em meio ponto a cada cinco
exercícios que os seus alunos entregarem a ela nos pra- (E) incorreta, pois ele deveria ter apresentado somente
zos definidos. Esse tipo de programa de reforço os dados necessários para orientar o psiquiatra em
sua conduta.
(A) produz alta incidência do comportamento dos alunos
de entregarem os exercícios no prazo definido.
43. De modo geral, as pesquisas sociais abrangem um uni-
(B) aumenta a incidência do comportamento de entregar verso de elementos tão grande que se torna impossível
os exercícios imediatamente, e baixa incidência de- considerá-los em sua totalidade. Por isso, nesse tipo de
pois de um curto intervalo de tempo. pesquisa, é muito frequente o trabalho com os diversos
tipos de amostragem. A amostragem por acessibilidade
(C) provoca uma baixa incidência do comportamento de
ou por conveniência
entregar os exercícios no prazo, mas o comporta-
mento se mantém estável. (A) é uma variação da amostragem aleatória simples.

(D) promoveria a entrega dos exercícios nos prazos so- (B) pode ser proporcional ou não proporcional.
mente se o número de exercícios solicitado fosse (C) é destituída de qualquer rigor estatístico.
muito maior.
(D) é o procedimento básico da amostragem científica.
(E) gera uma extinção do comportamento de entregar os
(E) compara vários estratos de uma população.
exercícios nos prazos definidos pela professora.

44. A filosofia distingue duas grandes modalidades de ati-


41. O elemento mais importante para a identificação de um vidade racional realizadas pela razão subjetiva ou pelo
delineamento de pesquisa é o sujeito do conhecimento: a razão intuitiva e a razão dis-
cursiva. A razão discursiva
(A) meio adotado para composição da amostra.
(A) é uma compreensão global e completa de uma ver-
(B) tipo de tratamento estatístico adotado para análise dade, de um objeto, ou de um fato.
dos dados. (B) atinge, de uma só vez, todas as relações que consti-
tuem a realidade e a verdade da coisa intuída.
(C) procedimento adotado para a coleta de dados.
(C) percebe, de um só lance, um caminho para solucio-
(D) tipo de variáveis que serão investigadas. nar um problema prático, científico, filosófico, moral
ou vital.
(E) sistema adotado para formulação do problema de
pesquisa. (D) chega ao objeto passando por etapas sucessivas de
conhecimento, para chegar ao conceito do objeto.
(E) é o conhecimento sistemático que um indivíduo atin-
ge, a todo momento, de sua presença e interferência
na realidade.
psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 12
54
45. O primeiro indicador da transição de uma condição de 49. Franz Alexandre, um dos pioneiros da abordagem psi-
professor alyson barros
completa passividade do bebê para o início do comporta- cossomática, concebeu a doença como uma função de
mento ativo, de acordo com a perspectiva de Renè Spitz, é diversas variáveis e acreditava que, por meio do método
biográfico, seria possível estabelecer correlações entre
(A) a reação de sorriso. algumas doenças e certos tipos de perfis psicológicos.
Para o teórico, isso seria possível porque
(B) a sucção do seio materno.
(A) a causalidade da doença, apesar de ser multideter-
(C) o choro diante de estranhos. minada, é linear e unívoca na produção de sintomas.

(D) o comportamento de oposição. (B) a situação que precipita o adoecimento psíquico tem,
para todos os indivíduos, uma significação única.
(E) a aquisição da linguagem.
(C) o substrato psíquico que sustenta todo o adoeci-
mento físico está relacionado à ocorrência de uma
emoção-choque.
46. Segundo a perspectiva de Jean Piaget, o fator central
para o desenvolvimento mental é a (D) a especificidade de um transtorno emocional abriga
a especificidade do transtorno orgânico funcional.
(A) maturação nervosa.
(E) a modulação dos afetos, pela tensão emocional crô-
(B) equilibração. nica que produz, leva automaticamente à lesão or-
gânica.
(C) transmissão social.

(D) bagagem genética.


50. A entrevista clínica é um recurso importante para o tra-
balho de um psicólogo em qualquer contexto. É correto
(E) reversibilidade.
afirmar que a entrevista é o único procedimento, pelas
suas características, capaz de

47. A concepção de que as pessoas são basicamente boas (A) se adaptar à diversidade de situações clínicas com
e dotadas de uma tendência para a autorrealização, a as quais se deparam os psicólogos.
menos que sejam frustradas por um ambiente que inibe o (B) investigar aspectos mais profundos e menos eviden-
seu desenvolvimento, caracteriza a abordagem tes da personalidade de uma pessoa.
(A) analítica. (C) garantir o estabelecimento de uma aliança terapêuti-
ca positiva em situação de atendimento.
(B) psicodramática.
(D) diminuir as fantasias persecutórias que são caracte-
(C) corporal. rísticas de todo processo de avaliação diagnóstica.
(D) existencialista. (E) validar os dados obtidos por meio de outros instru-
mentos durante a realização de um psicodiagnóstico.
(E) centrada na pessoa.

51. Durante a realização de uma sessão de ludoterapia, um


48. Segundo a abordagem de D.W. Winnicott, todo ser hu- garoto de dez anos recorta muitas tiras das folhas de
mano é dotado de uma tendência inata ao amadureci- papel disponíveis em sua caixa lúdica. Depois, monta,
mento. Essa concepção apoia-se no fato de que com as tiras recortadas, uma cerca, e leva nessa ativi-
dade boa parte da sessão. Esse comportamento denota
(A) o indivíduo aceita fazer parte de uma estrutura da
(A) ausência total de simbolização, ou pseudobrincadei-
qual é perpetuador.
ra, atividade característica de uma estrutura psicótica.
(B) todo ser humano é essencialmente um ser temporal.
(B) escolha de brincadeira criativa, que indica elevada
tolerância à frustração e comportamento típico para
(C) a relação entre as pulsões de vida e de morte é vital
a idade.
para a constituição psíquica.
(C) modalidade de brincadeira monótona e pouco criati-
(D) o ser surge inequivocamente do conflito entre o id e
va, característica de crianças neuróticas.
a realidade.
(D) carência de discriminação de elementos da realida-
(E) a história vital de um indivíduo é sempre a teoria que de, comportamento típico de crianças psicóticas.
ele tem de si mesmo.
(E) capacidade simbólica comprometida, em função de
interesses e dificuldades próprias dessa idade.

psicologia nova
13 pser1701/055-psicólogo-Manhã
55
52. A nova edição do Diagnostic and Statistical Manual of 55. Os achados e as pesquisas sobre a neurobiologia atual-
professor alyson barros
Mental Disorders – DSM-5 – agrupou todas as manifes- mente aumentaram o entendimento sobre os efeitos da
tações de abuso e de dependência de substância sob a psicoterapia sobre o cérebro. Esses achados demons-
designação “transtornos por abuso de substâncias”. Essa tram que a psicoterapia
mudança incluiu, entre os critérios para diagnóstico des-
(A) tem apenas um efeito discreto nas conexões cere-
ses transtornos,
brais.
(A) a ocorrência de problemas legais recorrentes rela- (B) pode alterar as características genéticas dos orga-
cionados à substância. nismos.
(B) a facilidade de ser influenciado pelo ambiente. (C) tem um impacto importante sobre a atividade neural
do cérebro.
(C) o desconforto diante de situações de exposição.
(D) desencadeia processos adversos na condução de
(D) o desrespeito pela segurança alheia. impulsos.

(E) o sintoma de fissura pela droga. (E) obstrui a atividade neural do sistema nervoso.

56. Diferentemente de outras unidades de saúde, que têm


53. Psicólogo recebeu a incumbência de realizar um diag- suas práticas cotidianas mais voltadas para a assistência
nóstico para identificar se um paciente atendido por sua em patologias mentais, os Centros de Convivência e
equipe é um psicopata ou apresenta um comportamento Cooperativa (CECCOs) foram criados
antissocial. Um dos elementos que permitem excluir a hi-
pótese de que uma pessoa é psicopata, e aponta antes (A) com o objetivo de fortalecer o vínculo dos indivíduos
para um comportamento antissocial, é o fato de que o com transtornos mentais com as instituições encar-
comportamento antissocial regadas de seu atendimento clínico.

(A) é consequência de um grave prejuízo da internali- (B) como equipamentos para adaptar os usuários dos
zação. serviços em saúde mental à lógica e à dinâmica do
mundo do trabalho em condições protegidas.
(B) pode se manifestar pela pressão dos pares.
(C) com o propósito de criar espaços homogêneos, nos
(C) ocorre pela ausência de qualquer senso moral. quais o sofrimento psíquico pode ser superado para
se transformar em individualismo.
(D) atende aos desejos de um narcisismo maligno.
(D) como um projeto híbrido de produção de saúde por
meio da promoção de encontros com outras esferas
(E) resulta de um déficit no processamento e expressão
sociais.
dos afetos.
(E) como um dispositivo para conectar os portadores de
transtornos mentais com os padrões majoritários de
54. O atendimento psicológico prestado a um paciente diag- comportamento identificados no seu território.
nosticado com Alzheimer deve ter como foco

(A) a psicoterapia individual de orientação psicodinâmi- 57. Psicólogo que trabalha em um Centro de Atenção Psi-
ca, para possibilitar ao paciente um insight sobre as cossocial (CAPs) programa a realização de uma oficina
suas limitações e sobre a inevitabilidade da morte. de alfabetização para os usuários do serviço. Esse tipo
de oficina
(B) o treinamento da memória remota, para compensar
as dificuldades que o paciente enfrenta para a reali- (A) contribui para que os usuários que não tiveram aces-
zação das atividades de rotina diária. so à escola possam exercitar a escrita e a leitura,
recurso importante para reconstrução da cidadania.
(C) o treino de habilidades sociais, para diminuir os con- (B) distorce os objetivos fundamentais desse tipo de es-
flitos que esse tipo de paciente enfrenta no relacio- tratégia para reinserção social, pois se dedica à prá-
namento interpessoal. tica de ações pedagógicas.
(D) a avaliação do potencial cognitivo do paciente, para (C) fere aos princípios de atendimento estabelecidos por
estimular e compensar os déficits cognitivos caracte- esse serviço de saúde, que deve enfatizar o aspecto
rísticos desse transtorno. clínico do sofrimento psíquico.

(E) a intervenção junto aos familiares do paciente, que (D) contribui significativamente para a adaptação social
precisam enfrentar a culpa, a raiva e a tristeza mobi- dos usuários do serviço, que podem se reinserir na
lizadas pelo inevitável declínio do paciente. comunidade como membros produtivos.

(E) promove o incremento da ansiedade dos usuários,


que podem se deparar com solicitações que não po-
dem atender em função de seu adoecimento.

psicologia nova
pser1701/055-psicólogo-Manhã 14
56
58. Os princípios básicos do Sistema Único de Saúde (SUS)
professor alyson barros
são a universalidade, a equidade e a integralidade nos
serviços e nas ações de saúde. Em relação às ações de
saúde, a proposta do SUS dá prioridade às ações

(A) assistencialistas, com vistas à recuperação das per-


das econômicas sofridas pela população carente.

(B) preventivas como forma de promover a saúde e não


somente a cura de doenças, como ocorria no passado.

(C) curativas, uma vez que a condição de saúde da


maioria da população ainda é precária e exige inter-
venções específicas.

(D) educativas, com o objetivo esclarecer a população


e diminuir o fluxo de usuários que sobrecarrega os
serviços de saúde.

(E) paliativas, uma vez que a condição de saúde da po-


pulação é muito crítica, o que impede um atendimen-
to mais sistematizado em saúde.

59. Idoso mora com seus dois filhos em uma casa. Um dos
vizinhos presencia uma cena de agressão de um desses
filhos contra o idoso. De acordo com o que dispõe o Es-
tatuto do Idoso, esse vizinho deve

(A) acompanhar o idoso até um serviço de proteção social.

(B) solicitar o acolhimento do idoso em uma instituição


de longa permanência.

(C) contatar outros familiares do idoso para que esses


resolvam o conflito.

(D) informar a uma autoridade policial sobre a agressão


ocorrida.

(E) acolher o idoso até que o Conselho Municipal do Ido-


so seja acionado.

60. Jovem portador de deficiência física precisou ser interna-


do em uma unidade hospitalar para acompanhamento de
um problema renal crônico. Nesses casos, a presença de
um acompanhante ou atendente pessoal

(A) precisa ser autorizada pela equipe médica encar-


regada do atendimento, uma vez que o jovem não
apresenta nenhuma dificuldade para compreensão
de sua situação.

(B) pode ser liberada, desde que o jovem solicite à equipe


médica a presença de um acompanhante e formalize
sua decisão por meio da assinatura de um termo.

(C) deve ser assegurada pela instituição hospitalar, que,


também, deve proporcionar ao acompanhante con-
dições adequadas para a sua permanência no local
em tempo integral.

(D) deve ser avaliada pela equipe de profissionais encar-


regada do atendimento, que designará um dos mem-
bros da própria equipe para assumir essa tarefa.

(E) é desnecessária, uma vez que os atendentes que


acompanham todos os pacientes em unidades hos-
pitalares podem dar conta da limitação que o jovem
apresenta.
psicologia nova
15 pser1701/055-psicólogo-Manhã
57
professor alyson barros

CONCURSO PÚBLICO

24.06.2018

055. PROVA OBJETIVA

PSICÓLOGO

1-D 2-A 3-B 4-E 5-C 6-A 7-B 8-E 9-D 10 - C

11 - D 12 - B 13 - A 14 - D 15 - B 16 - E 17 - C 18 - C 19 - A 20 - E

21 - A 22 - E 23 - B 24 - C 25 - D 26 - D 27 - E 28 - A 29 - D 30 - B

31 - B 32 - D 33 - A 34 - E 35 - C 36 - A 37 - E 38 - B 39 - D 40 - A

41 - C 42 - E 43 - C 44 - D 45 - A 46 - B 47 - E 48 - B 49 - D 50 - A

51 - C 52 - E 53 - B 54 - E 55 - C 56 - D 57 - A 58 - B 59 - D 60 - C

PSER1701

psicologia nova

58
professor alyson barros

concurso público

077. Prova objetiva

psicólogo

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

psicologia nova 08.04.2018 | manhã

59
conhecimentos gerais 01. O autor do texto traz uma reflexão sobre uma mudança
professor alyson barros
de comportamento na sociedade atual. Trata-se da

(A) maneira como a televisão se viu obrigada a bana-


Língua Portuguesa lizar sua programação, em prejuízo da cobertura
de notícias relevantes, como uma forma de garantir
audiência.
Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.
(B) busca incessante de alguns indivíduos por uma pre-
Recentemente, acabei me detendo num debate sobre miação ou por conseguir praticar um ato que lhes pos-
o conceito de reputação. Antes a reputação era apenas boa sa garantir reconhecimento e uma boa reputação.
ou ruim e, diante do risco de ter uma má reputação, muitos
(C) perda da privacidade como elemento preponderante
tentavam resgatá-la com o suicídio ou com crimes de honra.
para que as pessoas passassem a refletir sobre o
Naturalmente, todos desejavam ter uma boa reputação.
valor até então dado à notoriedade a qualquer custo.
Mas há muito tempo o conceito de reputação deu lugar
ao de notoriedade. (D) disposição das pessoas em se submeterem a situa-
O que conta é ser “reconhecido” pelos próprios seme- ções antes consideradas vexatórias como um meio
lhantes, mas não no sentido do reconhecimento como estima de satisfazer a necessidade de serem percebidas.
ou prêmio, mas naquele mais banal que faz com que alguém
(E) perda gradual do valor que se dava à notoriedade
possa dizer ao vê-lo na rua: “Olhe, é ele mesmo!”. O valor
com a conscientização de que, para aparecer,
predominante é aparecer e naturalmente o meio mais seguro
não raro as pessoas eram submetidas a situações
é a TV. E não é necessário ser um renomado economista ou
humilhantes.
um médico agraciado com o prêmio Nobel, basta confessar
num programa lacrimogêneo que foi traído pelo cônjuge.
Assim, gradualmente, foi aceita a ideia de que para apa- 02. A ideia de boa reputação, apresentada no início do texto,
recer de modo constante e evidente era preciso fazer coi- é utilizada pelo autor
sas que antigamente só garantiam uma péssima reputação.
(A) para reforçar o ponto de vista por ele defendido de
E não é que as pessoas não almejem uma boa reputação,
que é impossível construir uma boa imagem quando
mas é muito difícil conquistá-la, é preciso protagonizar um ato
ações importantes são banalizadas pela mídia.
heroico, ganhar um Nobel, e estas não são coisas ao alcance
de qualquer um. Mais fácil atrair interesse, melhor ainda se (B) como base para o desenvolvimento de sua argumen-
for mórbido, por ter ido para a cama por dinheiro com uma tação sobre a perda do zelo com a própria imagem
pessoa famosa ou por ter sido acusado de peculato. Passa- numa sociedade em que o importante é aparecer.
ram-se décadas desde que alguém teve a vida destruída por
ter sido fotografado algemado. (C) a fim de mostrar como o reconhecimento é efêmero,
já que uma pessoa que ganha um prêmio impor-
O tema da perda da vergonha está presente em várias
tante na área de medicina pode ser esquecida no
reflexões sobre os costumes contemporâneos.
dia seguinte.
Ora, este frenesi de aparecer (e a notoriedade a qualquer
custo, embora o preço seja algo que antigamente seria a mar- (D) para refutar a postura daqueles que enxergam fal-
ca da vergonha) nasce da perda da vergonha ou perde-se o ta de limites e descuido com a própria imagem na
senso de vergonha porque o valor dominante é aparecer seja maneira como as pessoas se esforçam para serem
como for, ainda que o preço seja cobrir-se de vergonha? Sou vistas.
mais inclinado para a última hipótese. Ser visto, ser objeto
(E) para demonstrar que esse conceito passou por mudan-
de discurso é um valor tão dominante que as pessoas estão
ças, pois atitudes que antes melhoravam atualmente
prontas a renunciar àquilo que outrora se chamava pudor (ou
comprometem a reputação de uma pessoa.
sentimento zeloso da própria privacidade).
Também é sinal de falta de vergonha falar aos berros ao
celular, obrigando todo mundo a tomar conhecimento das 03. Assinale a alternativa em que o trecho do texto apresenta
próprias questões particulares, que antigamente eram sus- relação de causa e consequência.
surradas ao ouvido. Não é que a pessoa não perceba que
(A) Mas há muito tempo o conceito de reputação deu
os outros estão ouvindo, é que inconscientemente ela quer
lugar ao de notoriedade.
que a ouçam, mesmo que suas histórias privadas sejam
irrelevantes. (B) O que conta é ser “reconhecido” pelos próprios
Li que não sei qual movimento eclesiástico quer retornar semelhantes, mas não no sentido do reconheci-
à confissão pública. Claro, que graça pode ter contar as pró- mento como estima ou prêmio…
prias vergonhas apenas para o confessor?
(C) O valor predominante é aparecer e naturalmente o
(Umberto Eco. Por que só a Virgem Maria? Pape satàn aleppe:
meio mais seguro é a TV.
Crônicas de uma sociedade líquida. Editora Record,
Rio de Janeiro: 2017. Adaptado) (D) Assim, gradualmente, foi aceita a ideia de que para
aparecer de modo constante e evidente era preciso
fazer coisas…

(E) Passaram-se décadas desde que alguém teve a vida


destruída por ter sido fotografado algemado.
psicologia nova
3 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
60
Para responder às questões de números 04 e 05, considere 07. Considere o seguinte trecho do texto:
professor alyson barros
a seguinte passagem do texto:
Não é que a pessoa não perceba que os outros estão
ouvindo, é que inconscientemente ela quer que a ouçam,
•   E não é que as pessoas não almejem uma boa repu tação,  mesmo que suas histórias privadas sejam irrelevantes.
mas é muito difícil conquistá-la, é preciso protagonizar um (7o parágrafo)
ato heroico, ganhar um Nobel, e estas não são coisas ao
A mesma relação de sentido criada pela expressão em
alcance de qualquer um.
destaque no trecho é estabelecida pelo termo desta-
cado em:

04. Os termos em destaque nos trechos – … almejem uma boa (A) Mas há muito tempo o conceito de reputação deu
reputação… / … protagonizar um ato heroico – podem ser lugar ao de notoriedade.
substituídos, sem prejuízo de sentido à passagem, correta
e respectivamente, por (B) Assim, gradualmente, foi aceita a ideia de que para
aparecer de modo constante e evidente…
(A) desejem ardentemente / ser o agente principal de
(C) … para aparecer de modo constante e evidente era
(B) desejem morbidamente / desempenhar o papel de preciso fazer coisas que antigamente só garantiam
uma péssima reputação.
(C) identifiquem-se com / revelar-se pronto para
(D) … a notoriedade a qualquer custo, embora o pre-
(D) sejam solidárias com / ser capaz de realizar ço seja algo que antigamente seria a marca da ver-
gonha…
(E) pretendam para si / agir conforme
(E) … ou perde-se o senso de vergonha porque o valor
dominante é aparecer seja como for…

05. Assinale a alternativa que substitui corretamente as


expressões destacadas nos trechos “… não almejem
uma boa reputação… / … é preciso protagonizar um ato 08. As expressões destacadas nos segmentos “… era pre-
heroico…”, de acordo com a norma-padrão de emprego ciso fazer coisas que antigamente só garantiam uma
e de colocação de pronomes. péssima reputação. / Passaram-se décadas desde que
alguém teve a vida destruída por ter sido fotografado
(A) … não almejem-na... / … é preciso protagonizá-lo… algemado.”, ainda que pertencentes a diferentes classe
gramaticais, exprimem ambas ideia de
(B) … não a almejem... / … é preciso protagonizar-lhe…
(A) modo.
(C) … não lhe almejem... / … é preciso lhe protagonizar…
(B) tempo.
(D) … não a almejem... / … é preciso protagonizá-lo…
(C) causa.
(E) … não almejem-lhe... / … é preciso o protagonizar…
(D) finalidade.

(E) intensidade.
06. Nas frases do 3o parágrafo – O que conta é ser “reconhe-
cido”… / “Olhe, é ele mesmo!”. –, as aspas são emprega-
das, respectivamente, para
09. Há muito tempo o conceito de reputação vem sendo
(A) intensificar o sentido da palavra / destacar a ironia transformado, passando, aos poucos, adqui-
presente na expressão. rir uma nova representação, até, finalmente, dar lugar
ideia de notoriedade, segundo qual o impor-
(B) questionar o sentido da palavra / acentuar o valor tante é ser percebido, vezes a qualquer custo.
significativo da expressão.
De acordo com a norma-padrão de uso do acento indi-
(C) relativizar o sentido da palavra / indicar uma fala atri- cativo de crase, as lacunas do trecho escrito a partir do
buída a outra pessoa. texto devem ser preenchidas, correta e respectivamente,
com:
(D) acentuar o significado da palavra no texto / indicar
que a expressão introduz um diálogo. (A) a … à … a … às

(E) realçar a ironia presente na palavra / destacar o (B) à … à … a … as


efeito de sentido da expressão no texto.
(C) a … a … à … às

(D) a … à … à … as

(E) à … a … a … às
psicologia nova
PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã 4
61
Leia o texto para responder às questões de números 10 a 12. Leia o texto para responder às questões de números 13 a 17.
professor alyson barros

Vivemos tempos histéricos. Não que isso seja o fim dos Há uma razão simples para o manual de escrita de
tempos. A democracia liberal permite aos cidadãos serem tão William Zinsser ter se tornado um best-seller e um clássico
hiperbólicos quanto desejarem. contemporâneo: o livro é ótimo.
Apesar de o exagero ser permitido, não creio que seja “Como Escrever Bem” difere de guias de redação con-
bom conselheiro. Ao contrário, penso que uma análise equi- vencionais que reinavam absolutos na literatura americana
librada dos fatos é o ponto de partida necessário para deci- desde 1959. Não que ele menospreze gramática e técnica.
sões sábias. Voltado para a não ficção, o manual cobre fundamentos do
(Hélio Schwartsman. Tempos de histeria. estilo de texto jornalístico aperfeiçoado nos EUA ao longo do
Folha de S.Paulo. 29.10.2017. Adaptado) século 20 e elevado a arte nos anos 1960.
Não faltam conselhos para fugir da geleia de mediocri-
dade à qual tende toda escrita, como vem provando mais
10. O autor do texto defende que decisões sábias requerem uma vez a safra internética: perseguir clareza e simplicidade,
valorizar verbos e substantivos, desconfiar de adjetivos e
(A) resignação e aceitação. advérbios, reescrever, cortar tudo que for supérfluo, pulveri-
zar clichês e palavras pomposas etc.
(B) reflexão e desregramento.
São lições importantes, mas batidas, que Zinsser revi-
(C) ponderação e comedimento. taliza com frases lapidares: “Não há muita coisa a ser dita
sobre o ponto final, a não ser que a maioria dos escritores
(D) exaltação e persistência. não chega a ele tão cedo quanto deveria”. Ou ainda: “Poucas
pessoas se dão conta de como escrevem mal”.
(E) constatação e entendimento. Contudo, o livro é melhor quando vai além da técnica,
revelando um autor apaixonado que não se furta de tomar
partido e expor idiossincrasias*. O ofício de escrever aparece
11. O termo hiperbólicos, em destaque no primeiro pará- como algo vivo, condicionado por miudezas objetivas e com-
grafo, tem relação de sentido com a seguinte ideia pre- plicações subjetivas.
sente no contexto do texto: A questão do gosto, tão difícil de definir quanto de igno-
rar, tem sido tratada como falsa pelo pensamento acadêmico.
(A) exagero. O autor não foge da briga: “O gosto é uma corrente invisível
que atravessa a escrita, e você precisa estar ciente dele”.
(B) bom conselheiro.
A tradução, correta e fluida em linhas gerais, tem o mérito
maior de preservar o humor de Zinsser. Inevitavelmente, há
(C) análise equilibrada.
momentos em que a obra perde na transposição, como ao
(D) ponto de partida. tratar de modismos e inovações vocabulares do inglês. Nada
que passe perto de empanar o brilho de um livro necessário
(E) decisões sábias. como nunca.

* Idiossincrasia: predisposição de um indivíduo para reagir de maneira pes-


soal à influência de agentes exteriores.
12. Assinale a alternativa em que a reescrita de passagem
(Sérgio Rodrigues. Com frases lapidares, autor ensina a fugir da
do texto está adequada quanto à concordância, de acor-
escrita medíocre. Folha de S.Paulo, 12.01.2018.Adaptado)
do com a norma-padrão da língua.

(A) Vivemos naturalmente imerso na histeria dos tempos 13. Conforme o autor do texto, uma das qualidades do livro
modernos. “Como Escrever Bem”, de William Zinsser, consiste em:

(B) Permitem-se aos cidadãos, na democracia liberal, (A) desconsiderar a gramática e o tecnicismo, priori-
serem hiperbólicos. zando a abordagem dos fundamentos de estilo do
texto jornalístico.
(C) Vivem-se tempos histéricos que inviabilizam a aná-
(B) trazer orientações sobre como evitar uma escrita de
lise equilibrada dos fatos.
qualidade questionável, como geralmente é o caso
(D) A análise equilibrada dos fatos levam-nos a decisões da linguagem usual na internet.
sábias. (C) destacar a importância da escrita marcada pela cla-
reza e pela simplicidade, além do uso de frases de
(E) Apesar de permitidos, o exagero não é bom conse-
efeito e palavras rebuscadas.
lheiro para decisões sábias.
(D) ir além da técnica, evitando assuntos já muito dis-
cutidos em outros manuais, como a valorização da
clareza e a escolha cuidadosa das palavras.

(E) fugir da discussão sobre a questão do gosto, con-


siderada de difícil definição, evitando assim cair na
mesma pretensão do pensamento acadêmico.
psicologia nova
5 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
62
14. Com a frase – “Não há muita coisa a ser dita sobre o 17. Assinale a alternativa em que a frase, reescrita a par-
professor alyson barros
ponto final, a não ser que a maioria dos escritores não tir do quinto parágrafo do texto, está correta quanto à
chega a ele tão cedo quanto deveria”. – Zinsser faz uma norma-padrão de pontuação.
crítica aos escritores
(A) O livro, contudo, é melhor quando vai além da técnica:
(A) concisos, que expressam apenas o essencial. o ofício de escrever aparece como algo vivo, condicio-
nado por miudezas objetivas.
(B) subjetivos, que expressam sentimentos muito íntimos.
(B) O livro contudo, é melhor quando vai além da técnica,
(C) objetivos, muito práticos no modo de se expressar. o ofício de escrever: aparece como algo vivo, condi-
cionado por miudezas objetivas.
(D) confusos, incapazes de se expressar com clareza.
(C) O livro contudo é, melhor quando vai além da técnica,
(E) prolixos, que se estendem demais para se expressar. o ofício de escrever, aparece: como algo vivo, condi-
cionado por miudezas objetivas.

(D) O livro, contudo é melhor quando, vai além da técnica,


15. Assinale a alternativa em que o autor aponta um aspecto o ofício de escrever aparece como algo vivo: condicio-
negativo na obra “Como escrever bem”, que chega às nado por miudezas objetivas.
mãos do leitor de língua portuguesa.
(E) O livro, contudo é melhor quando vai além da técnica,
(A) “Como Escrever Bem” difere de guias de redação o ofício de escrever aparece como algo vivo, condicio-
convencionais que reinavam absoluto na literatura nado por miudezas: objetivas.
americana desde 1959.

(B) Voltado para a não ficção, o manual cobre funda-


mentos do estilo de texto jornalístico aperfeiçoado 18. Assinale a alternativa em que tanto a concordância
nos EUA ao longo do século 20… quanto a regência estão de acordo com a norma-padrão
da língua.
(C) Não faltam conselhos para fugir da geleia de medio-
cridade à qual tende toda escrita, como vem provan- (A) Consciente que tudo que escrevia, inclusive as men-
do mais uma vez a safra internética… sagens nas redes sociais, eram lidos pelo pai, pas-
sou a censurar-se.
(D) O ofício de escrever aparece como algo vivo, con-
dicionado por miudezas objetivas e complicações (B) Divulgados nos principais jornais do país, o escân-
subjetivas. dalo atingiu em cheio a vida das pessoas que ele
mais se dedicava.
(E) Inevitavelmente, há momentos em que a obra perde
na transposição, como ao tratar de modismos e ino- (C) Foi feito, naquele caso, diversas tentativas de acor-
vações vocabulares do inglês. do para resolver o conflito que as partes estavam
envolvidas.

(D) Escrever e falar com clareza sobre quaisquer temas


16. A seguinte passagem do texto caracteriza-se pelo empre- é uma das exigências impostas àqueles profissionais
go de palavra(s) em sentido figurado: atuantes nas mídias.

(A) “Como Escrever Bem” difere de guias de redação (E) Estando ciente que os atestados foram anexados
convencionais… ao e-mail, os funcionários deram prosseguimento do
inquérito.
(B) Não que ele menospreze gramática e técnica.

(C) São lições importantes, mas batidas, que Zinsser


revitaliza com frases lapidares…

(D) Contudo, o livro é melhor quando vai além da técnica…

(E) A questão do gosto, tão difícil de definir quanto de


ignorar, tem sido tratada como falsa…

psicologia nova
PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã 6
63
MateMática r a s c u n h o
professor alyson barros

19. Estavam presentes, para assistir a uma palestra, vários


profissionais de diversas áreas de atuação. A tabela
apresenta algumas informações relacionadas ao número
de profissionais por área, e as porcentagens em relação
ao número total de profissionais presentes.

No de Porcentagem
Área de atuação
profissionais do total
Exatas x+9
Biológicas
Humanas 96 32%
T.I x 12%
Total 100%

Sabendo que cada profissional presente pagou R$ 50,00


para assistir à palestra, o valor arrecadado com os profis-
sionais da área de Biológicas foi

(A) R$ 6.100,00.

(B) R$ 6.150,00.

(C) R$ 6.200,00.

(D) R$ 6.250,00.

(E) R$ 6.300,00.

20. Uma empresa comprou 3 tipos de peças, A, B e C, num


total de 150 unidades. O número de peças do tipo A é
igual a do número de peças dos tipos B e C juntas, e o

número de peças do tipo B supera o número de peças do


tipo C em 10 unidades. Em relação ao número total de
peças compradas, as peças do tipo B representam

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

psicologia nova
7 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
64
21. Um carro popular, com velocidade constante de 80 km/h, r a s c u n h o
professor alyson barros
faz determinado percurso em 1 hora e 10 minutos. Um
carro esportivo, também com velocidade constante, faz o
mesmo percurso em do tempo do carro popular. A dife-
rença entre as velocidades dos dois carros é de
(A) 32 km/h.
(B) 35 km/h.
(C) 38 km/h.
(D) 43 km/h.
(E) 45 km/h.

22. Um canteiro retangular ABCD foi dividido em dois seto-


res, conforme mostra a figura.

O perímetro do setor Ι e a área do setor ΙΙ são, respecti-
vamente,
(A) 50 m e 180 m2.
(B) 56 m e 155 m2.
(C) 56 m e 150 m2.
(D) 60 m e 180 m2.
(E) 60 m e 155 m2.

23. A tabela apresenta quase todos os números de DVDs


comprados por uma pessoa, o gênero e o respectivo
valor unitário.

Gênero No de DVDs Valor unitário


Policial ? R$ 20,00
Ficção 6 R$ 18,00
Drama 4 R$ 17,00
Comédia 2 R$ 15,00

Considerando-se o número total de DVDs comprados, na


média, cada um saiu por R$ 18,00. O número de DVDs
comprados do gênero policial foi:
(A) 8.
(B) 7.
(C) 6.
(D) 5.
(E) 4.
psicologia nova
PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã 8
65
atuaLidades noções de inforMática
professor alyson barros

24. Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e 27. No Microsoft Excel 2010, um usuário criou a planilha a
Desempregados), ferramenta do ministério do Trabalho seguir, que está com o recurso AutoFiltro ativado.
que monitora o comportamento do mercado de traba-
lho em todo o país, na cidade de Barretos, de janeiro a A B C D
novembro do ano passado (2017), 1 Nome Idade Profissão
(Jornal de Barretos – 04.01.18 – Acesso em 09.02.18. Adaptado) 2 Paulo 34 Analista
3 Angela R. 36 Gerente
(A) o setor de serviços foi o que fechou o maior número 4 Luana 35 Coordenador
postos de trabalho com carteira assinada. 5 Andre 46 Coordenador
6 Melissa 31 Analista
(B) as empresas de administração de imóveis foram res-
7 Angela L. 30 Analista
ponsáveis pelo maior número de contratações. 8
(C) alimentos, alojamentos e reparação foi o setor que
teve maior número de contratações no período. Ao clicar com o botão principal do mouse na seta à
direita na célula C1, é exibida uma lista na qual o usuário
(D) o serviço público foi o grande vilão na área do mer- terá opções de filtragem. Assinale a alternativa que
cado, demitindo quase cem servidores. apresenta as opções possíveis, logo após a opção
(E) o setor de ensino permaneceu estável no período e .
não registrou recuperação ou redução de postos de
trabalho. (A) Profissão

(B) Analista, Coordenador, Gerente


25. Dois ex-prefeitos da região foram presos na manhã desta (C) Profissão, Analista, Coordenador, Gerente
terça-feira (07.11) durante uma operação deflagrada pela
Polícia Federal (PF) de Jales (SP). A operação investiga (D) Analista, Coordenador, Gerente, 30, 31, 34, 35, 36, 46
fraudes e desvios de recursos públicos ocorridos durante (E) Profissão, Analista, Coordenador, Gerente, 30, 31, 34,
a administração das duas figuras públicas. Foram cum- 35, 36, 46, Andre, Angela L., Angela R., Luana, Melissa,
pridos dois mandados de prisão temporária e dois man- Paulo
dados de busca e apreensão.
(A Gazeta de Barretos Regional – 07.11.17 –
Acesso em 09.02.18. Adaptado) 28. No Microsoft Word 2010, em sua configuração original,
um usuário está editando o seguinte texto, com conteúdo
A PF nomeou a ação de Operação
em 2 linhas.
(A) Carne Fraca.

(B) Arca de Noé.

(C) Firula.

(D) Patmos.

(E) Cajado.

26. A presidente da Assembleia Constituinte determinou,


neste sábado (23/12), a expulsão do embaixador do
Brasil, o que levou o governo brasileiro a se dizer dis-
posto a tomar medida semelhante, abrindo uma crise Assinale a alternativa que indica como ficará o texto da
diplomática na relação entre os dois países, que já vinha segunda linha, ao se selecionar a primeira linha por com-
tensa nos últimos anos. pleto, clicar no ícone Pincel de Formatação, no grupo
(www.correiobraziliense.com.br – 23.12.17 – Área de Transferência, da guia Página Inicial, e depois
Acesso em 09.02.18. Adaptado) selecionar a segunda linha por completo.

(A) Prefeitura Municipal de Barretos


O chanceler brasileiro, Ruy Carlos Pereira, considerado
persona non grata foi expulso (B) Prefeitura municipal de Barretos
(A) da Bolívia. (C) Prefeitura Municipal de Barretos
(B) de Cuba. (D) Prefeitura Municipal de Barretos
(C) do México. (E) Prefeitura Municipal de Barretos
(D) da Argentina.

(E) da Venezuela.
psicologia nova
9 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
66
29. No navegador Google Chrome, um usuário acessou o site Assinale a alternativa que contém a resposta correta,
professor alyson barros
https://www.vunesp.com.br na primeira aba, abriu uma com resultado após clicar em Substituir Tudo.
nova aba e acessou o site https://www.barretos.sp.gov.br,
e abriu uma terceira aba e acessou o site (A)
https://www.google.com.br.

Com a terceira aba aberta, o usuário pressionou, aci-


dentalmente, as teclas CTRL+W, fechando a aba do
site Google. Em seguida, o usuário pressionou as teclas
SHIFT+CTRL+T. Assinale a alternativa que apresenta
qual(is) aba(s) o navegador apresenta como resultado
final.
(B)
(A) https://www.vunesp.com.br e https://www.barretos.
sp.gov.br.

(B) https://www.vunesp.com.br.

(C) https://www.google.com.br.

(D) https://www.vunesp.com.br, https://www.barretos.


sp.gov.br e https://www.google.com.br.

(E) https://www.vunesp.com.br, https://www.barretos. (C)


sp.gov.br e aba vazia.

30. Tem-se o seguinte conteúdo editado no Bloco de Notas,


do Microsoft Windows 7, em sua versão original.

(D)

Com o cursor posicionado antes do primeiro caractere, (E)


o usuário abriu a caixa de diálogo Substituir, utilizando o
menu Editar, opção Substituir... e preencheu os campos
Localizar: e Substituir por:, conforme imagem a seguir,
com um traço e dois-pontos, respectivamente.

psicologia nova
PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã 10
67
conhecimentos esPecíficos 34. O jogo que se estabelece em um setting terapêutico,
professor alyson barros
durante a realização de uma sessão de ludoterapia,
permite ao terapeuta avaliar de que forma uma criança
31. As emoções são reveladas não apenas pela excitação simboliza suas fantasias inconscientes. Nesse contexto,
física, mas também pelo comportamento. Em relação à quanto mais elementos a criança utiliza para expressar
expressão das emoções, é correto afirmar que seu mundo interno,
(A) culturas diferentes manifestam expressão facial (A) mais possibilidades egoicas para o enfrentamento
e expressão afetiva de modos distintos diante de de conflitos ela revela.
emoções básicas.
(B) mais facilmente ela aceita os limites que lhe são im-
(B) os gestos, expressões faciais e tons de voz se mani- postos pela realidade.
festam de forma similar em culturas distintas.
(C) mais severa se apresenta a atuação de seu supere-
(C) cada ser humano manifesta as emoções básicas go e seu julgamento moral.
com expressões faciais que são únicas e singulares.
(D) menor é a riqueza expressiva que ela demonstra
(D) embora culturas distintas partilhem uma linguagem para expressar suas dificuldades.
facial universal, algumas delas não expressam
emoções. (E) mais precária se revela a sua tolerância à frustração
diante das pressões do ambiente.
(E) todos os seres humanos expressam emoções
básicas por meio de expressões faciais similares.
35. O conceito de reforço, formulado por B. F. Skinner, é
importante para a compreensão de diversos fenômenos.
32. Durante uma sessão de psicoterapia individual, um te-
De acordo com a perspectiva da Psicologia Experimental,
rapeuta faz o seguinte comentário para o seu paciente:
existem diversos tipos de reforços. Pode-se afirmar que o
“Ao entrar no consultório, no início de cada uma de suas
reforço
sessões, você parece um pouco amedrontado e puxa a
cadeira em direção à parede antes de se sentar. O que (A) vicário aumenta a reação a um estímulo quando o
você pensa sobre isso?”. associa a uma resposta de alívio imediata.

A intervenção feita pelo terapeuta pode ser caracterizada (B) primário adquire seu poder pela associação com es-
como uma tados ou reações familiares a um sujeito.

(A) clarificação. (C) negativo aumenta a probabilidade de emissão de


um comportamento quando se remove um estímulo
(B) observação.
aversivo.
(C) validação empática.
(D) contínuo produz uma resistência muito maior à extin-
(D) confrontação. ção do que o reforço intermitente.
(E) aconselhamento. (E) parcial é eficiente para a aquisição de um comporta-
mento, mas pouco contribui para mantê-lo.

33. Vários tipos de pacientes podem ser tratados de forma


mais efetiva em um contexto de psicoterapia de grupo 36. Nem sempre em pesquisa social é possível manter
do que em um tratamento individual. É consenso que os total controle dos estímulos experimentais; nesses casos,
pacientes com pode-se adotar um tipo de delineamento de pesquisa
denominado ex post facto. Nesse tipo de pesquisa,
(A) somatização grave conseguem expressar mais facil-
mente seus conflitos emocionais quando são ques- (A) o pesquisador realiza um estudo especulativo sobre
tionados pelo grupo sobre seus sintomas físicos. variáveis independentes que, apesar de serem ma-
nipuláveis, já ocorreram.
(B) transtornos aditivos conseguem controlar mais facil-
mente sua dependência quando são confrontados (B) são feitas inferências sobre a relação entre variáveis,
pelos integrantes de um grupo terapêutico. sem a observação direta, a partir da variação conco-
mitante entre as variáveis independentes e depen-
(C) transtorno de personalidade antissocial conseguem
dentes.
controlar seus impulsos agressivos quando estabe-
lecem vínculos afetivos com integrantes de um grupo (C) um único grupo é estudado apenas uma vez, após
terapêutico. a aplicação de um tratamento ou procedimento que,
presumidamente, causará alguma mudança.
(D) ansiedade elevada em relação às figuras de autori-
dade se sentem mais confortáveis para se expressa- (D) realiza-se um estudo exaustivo e profundo de um ou
rem e se relacionarem quando frequentam um grupo de poucos casos, de modo a permitir um conheci-
terapêutico. mento amplo e detalhado sobre um tema.
(E) depressão sentem menos angústia em atendimentos (E) recorre-se à interrogação direta das pessoas cujo
grupais porque os integrantes do grupo tendem a re- comportamento ou opinião se deseja conhecer, para
forçar os aspectos positivos de sua vida. analisar os dados quantitativamente.

psicologia nova
11 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
68
37. Nossa sociedade tenta manter os nossos idosos vivos e 40. René Spitz colocou em evidência uma série de perturba-
professor alyson barros
saudáveis tanto tempo quanto possível, enquanto o povo ções que acometem os bebês, e que estão relacionadas
inuíte costumava abandonar seus idosos em bancos de à falta de qualidade e à carência que certas atitudes ma-
gelo para morrer, porque viviam em um ambiente hostil e ternas, associadas a predisposições da criança, provocam.
os idosos não podiam mais contribuir para o bem-estar De acordo com as proposições do teórico, a
da sociedade. Essa situação demonstra a
(A) solicitude primária excessiva da mãe provoca o apa-
(A) necessidade de se adotar um único referencial social recimento de um balanço contínuo em crianças até
para guiar as práticas éticas de todas as culturas e um ano de idade.
sociedades.
(B) oscilação entre o carinho e a hostilidade da mãe pro-
(B) premissa de que todas as práticas, de todas as socie- voca a cólica dos três primeiros meses em bebê que
dades, devem ser consideradas aceitáveis e éticas. nascem de parto normal.
(C) ausência de padrões éticos regulando os comporta- (C) hostilidade da mãe, mascarada em ansiedade, acar-
mentos e intenções dos membros de certas popula- reta o eczema infantil, particularmente entre os seis
ções e sociedades. e quinze meses de idade.
(D) impossibilidade da criação e adoção de práticas éticas (D) manifestação de uma hostilidade compensada pela
em sociedades que enfrentam condições adversas em mãe desencadeia o jogo fecal em crianças com menos
seu cotidiano. de dois anos.
(E) importância de se considerar os aspectos culturais (E) negligência e a apatia maternas acarretam dificuldades
ao julgar as práticas de certos povos como éticas ou para conciliar o sono em crianças a partir de um ano
antiéticas. de idade.

38. Um psicólogo está criando um teste psicológico. Após uma 41. Jean Piaget concebe que o desenvolvimento das estru-
aplicação piloto do instrumento em trinta participantes, turas da inteligência ocorre por meio de um conjunto de
para realizar os primeiros ajustes, ele pretende verificar a etapas características, chamadas estádios. Essa divisão
variabilidade usando uma medida de dispersão rápida e em estádios não é arbitrária; corresponde a critérios defi-
simples, que não leve em conta todos os escores obser- nidos. Um dos critérios para delimitação de cada um dos
vados no grupo testado. A medida adequada aos objetivos estádios formulados pelo teórico afirma que
desse psicólogo seria
(A) a ordem de sucessão de cada estádio não é cons-
(A) o desvio padrão. tante, e pode se alterar em função das particularida-
des do desenvolvimento de cada criança.
(B) a variância.
(B) os estádios não têm caráter integrativo, o que significa
(C) a correlação.
que as estruturas construídas em um estádio são subs-
(D) a amplitude. tituídas no estádio seguinte.
(E) o desvio médio. (C) os caracteres lógicos ou aquisições que caracteri-
zam o desenvolvimento em sua totalidade podem
ser atingidos em qualquer um dos estádios.
39. A obra do filósofo Immanuel Kant é caracterizada como
uma ponte entre as tradições racionalistas e empiristas (D) a manifestação e a ordem de sucessão dos estádios
do século XVIII, e sua revolução na epistemologia e na independem da maturação de uma criança e de suas
metafísica talvez seja o desenvolvimento filosófico mais experiências anteriores.
importante dos tempos modernos. Para o filósofo, (E) cada estádio comporta ao mesmo tempo um nível
(A) o nosso conhecimento é determinado pela natureza de preparação para o estádio seguinte e de encerra-
do nosso aparelho sensorial e cognitivo. mento do estádio anterior.

(B) a razão é e deve ser apenas escrava das paixões, e


nunca deve aspirar nenhum outro objetivo. 42. Um princípio da Gestalt-teoria incorporado aos preceitos
da Gestalt-terapia é o de que é possível compreender
(C) o espírito crítico e o reconhecimento da ignorância
uma situação-problema mais facilmente quando
são fundamentais para o conhecimento.
(A) cada um dos detalhes do problema é analisado par-
(D) o conhecimento só pode advir da formulação de
ticularmente.
ideias e de objetos que não mudam ou perecem.
(B) uma série de erros é cometida em direção à desco-
(E) o conhecimento pertence ao mundo físico, e não
berta de uma solução oculta.
pode descrever a transcendência do ser humano.
(C) seus elementos são organizados em uma unidade
com sentido.
(D) os diversos dados da situação são associados de
uma forma lógica.
(E) alguns padrões são repetidos exaustivamente para
fortalecer associações.
psicologia nova
PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã 12
69
43. De acordo com as concepções de Carl Jung, o estágio 46. Um psicólogo precisa realizar um psicodiagnóstico com
professor alyson barros
mais importante para a individuação é o período um garoto de quatorze anos que não está alfabetizado,
porque nunca frequentou a escola, para identificar seu
(A) da meia-idade, quando o homem, já tendo construí-
potencial cognitivo e algumas características de sua per-
do sua vida de relações de modo satisfatório, volta-se
sonalidade. Considerando-se os grupos a que se desti-
mais para seu mundo interior.
nam e os objetivos de cada instrumento, os testes psico-
(B) da infância, até os dois anos de idade, quando o rela- lógicos mais apropriados para compor a bateria de testes
cionamento com as figuras parentais é mais intenso. dessa avaliação são:

(C) da adolescência, entre os doze e os dezoito anos, (A) Teste das Matrizes Progressivas de Raven – Escala
quando o impulso para a autorrealização atinge seu Geral e Teste de Apercepção Temática – TAT.
ápice. (B) Escala de Inteligência Wechsler para Crianças –
WISC IV e Teste de Apercepção Infantil – CAT.
(D) da vida intrauterina, momento em que o feto fica
exposto às influências do inconsciente coletivo. (C) Escala de Maturidade Mental Colúmbia – CMMS
e Pirâmides Coloridas de Pfister.
(E) da velhice, após os sessenta anos de idade, quando
a personalidade do indivíduo está mais suscetível às (D) Escala de Inteligência Wechsler Abreviada – WASI e
mudanças. Teste do Desenho da Casa da Árvore e da Pessoa
– HTP.
(E) Teste Não Verbal de Inteligência e Teste do Desenho
44. Diante de um paciente com depressão, um terapeuta que
da Figura Humana de Weschler – DFH III.
adote a abordagem coginitivo-comportamental concen-
trará seus esforços

(A) na evocação e reforço de memórias positivas que 47. O elenco de hipóteses que um psicólogo precisa inves-
promovam uma mudança de humor. tigar durante a realização de um processo psicodiag-
nóstico deve ser norteado pelo objetivo do processo.
(B) no desenvolvimento de processos cognitivos incom- Isso significa que
patíveis com disposições negativas.
(A) o tempo de duração do processo psicodiagnóstico
(C) no acolhimento e na escuta compreensiva que favo- não pode ser estimado.
reçam a confiança no ambiente.
(B) o levantamento das hipóteses deve ser realizado
(D) na produção de mudanças nos pensamentos e nas juntamente com a pessoa avaliada.
crenças do paciente sobre seu estado.
(C) todas as hipóteses levantadas devem se relacionar
(E) no treino de técnicas para o controle consciente das estritamente à queixa formulada.
manifestações psicofisiológicas típicas da depressão.
(D) nem todas as hipóteses levantadas sobre o caso
devem ser necessariamente testadas.
45. Os doentes psicossomáticos se mostram aparentemen- (E) a formulação de hipóteses só é necessária quando
te bem adaptados socialmente e não deixam transpare- o psicodiagnóstico tem um objetivo.
cer nenhuma manifestação afetiva. Sua frieza impede a
emergência de desejos ou de representações, e sua vida
mental, intelectual, onírica e fantasmática está reduzida 48. A maioria dos terapeutas que trabalha com pacientes al-
a um papel unicamente pragmático e instrumental. Esse coolistas em processos de psicoterapia individual levantou
tipo de funcionamento mental foi denominado por Pierre evidências e argumenta que a conduta necessária para
Marty como que a psicoterapia seja efetiva envolve a

(A) alexitimia. (A) permissão do consumo moderado de álcool e a acei-


tação incondicional das situações nas quais o paciente
(B) pensamento operatório. volta ao consumo abusivo.
(C) mentalização. (B) solicitação da abstinência de álcool e o trabalho com
a motivação desses pacientes para evitar recaídas e
(D) formação de compromisso.
o estresse que elas provocam.
(E) despersonalização.
(C) adoção de estratégias rígidas para o controle do con-
sumo de álcool e a interrupção do processo terapêu-
tico em caso de recaída.
(D) substituição do álcool pela utilização de metadona e
a utilização sistemática da técnica de confrontação
durante os atendimentos.
(E) investigação das motivações inconscientes para o
consumo do álcool e a renúncia a qualquer aborda-
gem direta sobre o consumo de álcool pelo paciente.

psicologia nova
13 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
70
49. Uma prática comum em equipes interdisciplinares que 52. Antes das publicações de Sigmund Freud, os psiquia-
professor alyson barros
atuam no atendimento à saúde mental da população é a tras julgavam existir pessoas ditas “normais” e pessoas
discussão de casos pelos integrantes da equipe. Espe- identificadas como “doentes mentais”, que agrupavam
ra-se que, durante essas discussões, globalmente, apesar de todas as distinções admitidas,
os neuróticos e os psicóticos. A observação clínica dos
(A) o médico assuma a coordenação das ações do grupo, profissionais que atuam, segundo uma abordagem psico-
e defina as responsabilidades de cada integrante da dinâmica, em Saúde Mental atualmente demonstra que
equipe em relação ao caso discutido.
(A) um paciente psicótico, mesmo tratado precocemente,
(B) os vários profissionais da equipe elejam, de acordo não recupera as suas chances de retornar a uma con-
com a principal queixa identificada, o profissional dição de “normalidade”.
que deverá assumir a condução do atendimento.
(B) as pessoas neuróticas, em função da estrutura de seu
(C) cada profissional da equipe, de acordo com a sua psiquismo, estão imunes às manifestações patológi-
especialidade, analise o caso discutido e anuncie cas mais severas.
sua contribuição para o atendimento.
(C) os psicóticos, devido à sua estrutura psíquica frag-
(D) os profissionais da equipe apontem as necessidades mentada, são incapazes de atingir um estado de
identificadas em cada caso, cabendo ao psicólogo adaptação a si mesmo e aos outros.
conduzir a integração das ações da equipe. (D) uma personalidade reputada como normal pode
(E) os vários profissionais, detentores de visões e sabe- entrar, em qualquer momento de sua existência, na
res distintos, construam uma compreensão do caso patologia mental.
de forma ampliada e integrada. (E) uma pessoa se encontra em um estado “normal”
somente quando sua estrutura profunda não apre-
senta conflitos severos.
50. A prática em atendimento domiciliar na área da saúde
vem crescendo, nos setores público e privado, com ar-
gumentos que vão desde a relação custo-benefício até 53. A esquizofrenia é uma doença heterogênea com mani-
a busca da humanização do tratamento. O atendimento festações clínicas de formas variadas. Uma organiza-
domiciliar ção útil da sintomatologia descritiva do transtorno pode
ser feita considerando os sintomas positivos, os sinto-
(A) deve acontecer somente quando é solicitado pelo mas negativos e as relações pessoais transtornadas.
próprio paciente que dele vai se beneficiar. Os sintomas positivos incluem
(B) desobriga o psicólogo da realização de uma avalia- (A) afeto restrito, pobreza de pensamento e relaciona-
ção para identificar as necessidades do caso. mentos pessoais transtornados.
(C) pode envolver o atendimento à família ou ao respon- (B) perturbações do conteúdo do pensamento, perturba-
sável pelos cuidados prescritos a um paciente. ções da percepção e manifestações corporais.

(D) tem como objetivo coletar informações sobre o pa- (C) adaptação pré-morbida baixa, baixo desempenho
ciente para apresentar um feedback sobre as ações escolar e resposta insatisfatória ao tratamento.
da equipe de saúde. (D) retraimento social, afeto embotado e empobrecimento
(E) exige que o psicólogo analise e intervenha sobre aparente do pensamento e do raciocínio lógico.
todas as situações com as quais se depara na resi- (E) apatia generalizada, dificuldades para manter vínculos
dência do paciente. com o trabalho e anedonia.

51. Famílias nas quais se identificam problemas que se refe- 54. Dona de casa, de 49 anos, relatou ao seu terapeuta que
rem à violência, perversões sexuais, abandono ou abuso ela é uma pessoa totalmente sem valor e contou ainda
de poder enfrentam um distúrbio que, quando pequena, seu pai batia frequentemente nela
por ela ser uma menina muito má. O terapeuta identificou
(A) no comportamento intrafamiliar. que, às vezes, a introjeção do pai abusivo e odiado era
(B) na estrutura familiar. absorvida na visão que a paciente tinha de seu próprio
self, e ela se cortava como uma forma de se punir ou
(C) na identidade do grupo familiar. como uma forma de atacar o objeto interno. A paciente
comentou ainda, que, por vezes, ouvia uma voz interna
(D) na forma como se estabelecem os vínculos familiares.
que a acusava de ser má e merecer a morte. O extrato de
(E) na comunicação familiar. caso clínico apresentado ilustra um
(A) surto de uma personalidade histriônica.
(B) transtorno de personalidade paranoide.
(C) episódio maníaco.
(D) transtorno de estresse pós-traumático.
(E) quadro de depressão psicótica.
psicologia nova
PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã 14
71
55. O termo pacientes antissociais é empregado de forma 58. Uma etapa importante para a elaboração de um progra-
professor alyson barros
genérica para descrever pacientes ao longo de um ma para enfrentamento de questões relevantes relacio-
continuum e que mostram graus variáveis de compor- nadas à saúde mental de um território é o diagnóstico
tamento antissocial, que podem variar de um compor- comunitário. Assinale os métodos adequados para a
tamento antissocial, como parte de uma neurose sinto- realização desse diagnóstico visando à implementação
mática, até a psicopatia. A presença de uma psicopatia de um programa comunitário por uma equipe de saúde.
verdadeira pode ser efetivamente descartada, por defi-
nição, quando o paciente avaliado (A) O parecer dos profissionais da equipe e a consulta
aos dados do senso demográfico e dos registros
(A) manifestou comportamento impulsivo. policiais.
(B) justificou seus comportamentos violentos de forma (B) A escuta, o exame do estado mental dos usuários e
racional. o levantamento da renda média da população local.
(C) apresentou um episódio depressivo maior.
(C) As entrevistas com informantes-chave da comunidade,
(D) fez uso de substâncias psicoativas desde a infância. a pesquisa ação e a observação in loco.

(E) aceitou fazer uso da medicação prescrita para o seu (D) Os estudos epidemiológicos locais, a testagem psi-
caso. cológica dos usuários do serviço e os grupos focais.

(E) O diagnóstico do perfil psicológico dos usuários do


56. O legado do dualismo mente/corpo polarizou as aborda- serviço, as demandas dos líderes locais e a obser-
gens dinâmicas e farmacológicas em relação aos trans- vação do território.
tornos psiquiátricos por muitos anos. Na atualidade, o
uso combinado de medicamentos e psicoterapia

(A) pode ser uma conduta adotada tanto para condições 59. Se uma pessoa solicita espontaneamente sua internação
psicóticas quanto não psicóticas. para tratamento de uma dependência química, um laudo
médico circunstanciado que caracterize os motivos da
(B) só é adotado para os casos de transtornos mentais internação é
considerados muito graves.
(A) dispensável, uma vez que a internação é voluntária.
(C) é recomendado para todas as manifestações afeti-
vas que produzem sofrimento ou tensão. (B) fundamental para que a solicitação seja atendida.
(D) é prejudicial nos casos em que se diagnosticou um (C) desejável, mas não essencial para que a solicitação
transtorno de ansiedade. seja atendida.
(E) seguramente prejudica a adesão dos pacientes aos (D) necessário se a pessoa que solicita a internação não
processos de psicoterapia. comunicou seus familiares.

(E) indispensável somente no primeiro episódio de inter-


57. Um psicólogo trabalha em uma equipe multidisciplinar nação.
que atua em um serviço de atendimento à saúde mental
da população. Nesse contexto, o psicólogo estaria agin-
do de acordo com os princípios do Código de Ética de 60. As políticas de saúde mental adotam o princípio norteador
sua profissão se de que o doente mental deve
(A) registrasse no prontuário que orienta todas as ações (A) residir em instituições hospitalares que assegurem a
da equipe todos os dados e informações dos casos correta administração dos medicamentos prescritos
por ele atendidos. para o caso durante o período de tratamento.
(B) participasse de uma greve organizada pelos profis- (B) morar com a família ou com um responsável, que se
sionais do serviço, para reivindicar melhores condi- responsabilizará pelos seus cuidados com higiene,
ções de trabalho, mesmo sem informar os usuários. pela sua alimentação e pelo seu tratamento.
(C) realizasse atendimento eventual de um adolescente
(C) receber treinamento profissional como parte de seu
que não tem ninguém responsável por ele, sem soli-
tratamento, a fim de que possa exercer uma profis-
citar autorização das autoridades competentes.
são ao ser desinstitucionalizado.
(D) aceitasse prestar atendimento psicológico a um dos
membros da sua equipe, garantindo o sigilo e confi- (D) ser reintegrado à sociedade, de modo a recuperar a
dencialidade das informações a ele prestadas. cidadania perdida com a institucionalização e conse-
quente exclusão social.
(E) prestasse serviço psicológico a um paciente, que
vem sendo atendido por outro psicólogo da equipe, e (E) encontrar na comunidade os mesmos recursos ofe-
chega ao serviço afirmando que irá cometer suicídio. recidos pelas instituições hospitalares para sua plena
recuperação.

psicologia nova
15 PMBR1601/077-Psicólogo-Manhã
72
professor alyson barros

psicologia nova

73
professor alyson barros

CONCURSO PÚBLICO

08.04.2018

077. PROVA OBJETIVA

PSICÓLOGO

1-D 2-B 3-E 4-A 5-D 6-C 7-D 8-B 9-A 10 - C


11 - A 12 - C 13 - B 14 - E 15 - E 16 - C 17 - A 18 - D 19 - B 20 - C
21 - A 22 - E 23 - D 24 - A 25 - E 26 - E 27 - B 28 - E 29 - D 30 - A
31 - E 32 - B 33 - D 34 - A 35 - C 36 - B 37 - E 38 - D 39 - A 40 - C
41 - E 42 - C 43 - A 44 - D 45 - B 46 - A 47 - D 48 - B 49 - E 50 - C
51 - A 52 - D 53 - B 54 - E 55 - C 56 - A 57 - E 58 - C 59 - B 60 - D

PMBR1601

psicologia nova

74
concurso público

011. Prova objetiva

analista em saúde – psicólogo

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

09.12.2018 | manhã

75
conhecimentos gerais Leia o texto para responder às questões de números 02 a 06.

Característica básica da inovação social é ser criação


daqueles que dela vão se beneficiar. Por isso não é possí-
Língua Portuguesa
vel replicar experiências inovadoras, como se elas pudessem
gerar modelos prontos.
A relevância das experiências inovadoras no debate sobre
01. Leia a tira.
a transformação do sistema educacional está no fato de que
elas criam novos conceitos, processos, estruturas e metodolo-
gias, que podem indicar as mudanças necessárias nos vários
elementos que constituem o ecossistema da educação.
Vejamos, então, algumas experiências inovadoras. Para
ficarmos na América do Sul, na Argentina, a QMark High School,
em Bariloche, decidiu inovar observando sua paisagem.
Os dias começam e terminam com longas caminhadas
na montanha, e os estudantes têm oportunidade de identi-
ficar os problemas em sua comunidade e desenvolver pes-
quisas que possibilitem enfrentá-los, usando as ferramentas
disponíveis em seu ambiente. Foi assim que eles construíram
um banheiro seco em 2016, que não polui o meio ambiente e,
em 2017, criaram um aplicativo que ajuda os turistas a não se
perderem nas estradas da montanha.
Novas propostas pedagógicas também ganham cada vez
mais espaço entre as escolas brasileiras. Na Escola Estadual
Alan Pinho Tabosa, na cidade de Pentecoste (CE), de ensino
médio, não há aulas como conhecemos.
Os estudantes, sob orientação dos professores, se orga-
nizam em células de aprendizagem e colaboram para resol-
ver problemas. Reconhecem-se dessa forma como agentes
de mudança, pensando criticamente sobre o mundo e traba-
lhando em equipe.
(Adão Iturrusgarai, “A vida como ela yeah”. O que essas iniciativas demonstram é que as aprendi-
Em: Folha de S.Paulo. 22.09.2018. Adaptado) zagens mais importantes para que os jovens possam produ-
zir mudanças positivas no mundo só podem acontecer em
Entre outros fatores, o humor da tira decorre organizações educativas (escolas ou não) que se identificam
como centros locais de produção e cultura, reinventando as
(A) do reconhecimento das vantagens do mundo moder- estruturas, os processos e as metodologias para isso.
no, para as quais o tempo tem sido mais escasso para (Antonio Lovato, Helena Singer e María Mérola,
que as pessoas possam desfrutá-las plenamente. “Empreendedorismo social e inovação na educação transformam o mundo”.
Em: https://www1.folha.uol.com.br. Adaptado)
(B) da exaltação ao mundo moderno que, apesar de tirar
uma fatia de tempo considerável das pessoas, traz a
elas uma série de comodidades e facilidades. 02. Ao referir-se à inovação, o texto assinala que o empreen-
dedorismo em educação se fortalece com
(C) da ambiguidade das ações humanas na moderni-
(A) a utilização de uma mesma ferramenta para resolver
dade que reportam as pessoas a uma vida de soli-
diferentes problemas, garantindo uma redução de
dão, deixando de interagir com os seus semelhantes.
processos e metodologias.
(D) da crítica às situações cotidianas que, além de mos- (B) a replicação de experiências de êxito, de tal forma
trarem a efemeridade do tempo, reforçam a ideia de que o sucesso em ações anteriores se repita com
que ele pode ser mal utilizado muitas vezes. perfeição e rapidez.

(E) do empenho das pessoas em potencializarem o uso (C) as mudanças no ecossistema em que esta se consti-
do tempo de forma mais produtiva, embora surjam tui, abandonando as práticas educativas tradicionais,
situações em que ele é, eventualmente, desperdiçado. dando espaço ao moderno.

(D) o reconhecimento da tradição escolar e seus valo-


res, de tal forma que as mudanças sejam sutis e não
criem impactos negativos.

(E) o conhecimento da comunidade onde a instituição


está inserida, para que seja possível identificar suas
necessidades e atendê-las.

3 pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã
76
03. O texto deixa claro que 06. Assinale a alternativa em que o enunciado atende à pon-
tuação de acordo com a norma-padrão.
(A) os empreendimentos educativos podem realizar-se
em organizações não educativas, nas quais não se (A) Em Bariloche, a QMark High School, decidiu inovar
produz cultura. observando sua paisagem quando acontecem longas
caminhadas dos estudantes na montanha.
(B) as práticas inovadoras podem ser vistas no cenário
educacional internacional, mas ainda não chegaram (B) Os estudantes, durante as caminhadas, têm oportu-
ao Brasil. nidade de identificar os problemas em sua comuni-
dade que, posteriormente, serão solucionados.
(C) as mudanças no sistema educacional implicam
revisar as estruturas, os processos e as metodolo- (C) Os estudantes, organizam-se em células de aprendi-
gias nas organizações educativas. zagem e colaboram para resolver problemas e dessa
forma, reconhecem-se como agentes de mudança.
(D) a criação de produtos que atendam a demandas
específicas de uma comunidade não pode ser vista
(D) Novos conceitos, processos, estruturas e metodolo-
realmente como inovação.
gias, que podem indicar as mudanças necessárias
(E) os maiores benefícios de uma transformação educa- são criados a partir das experiências inovadoras.
cional decorrem de estudos estratégicos alheios aos
(E) As aprendizagens mais importantes para produzir
interesses de uma comunidade.
mudanças positivas como demonstram as iniciativas,
só podem acontecer em organizações educativas.

04. Assinale a alternativa em que a frase reescrita a partir


das informações textuais atende à norma-padrão de con-
cordância. Leia a charge para responder às questões de números 07 e 08.

(A) Com as caminhadas é que os estudantes argentinos


identificaram problemas em sua comunidade.

(B) Na Escola Estadual Alan Pinho Tabosa, não acon-


tece as aulas da forma como as conhecemos.

(C) Reinventa-se, nos centros locais de produção e cul-


tura, as estruturas, os processos e as metodologias.

(D) A relevância das experiências inovadoras são impor-


tantes para o debate sobre a transformação do siste-
ma educacional.

(E) O banheiro seco e o aplicativo para os turistas mos-


tra como os alunos enfrentaram os problemas locais.
(Duke. Em: www.otempo.com.br)

05. Conforme o sentido que expressa, o período “Há muitos


outros exemplos, não só entre as escolas, mas também 07. A charge faz uma crítica
entre empreendimentos educativos de outra natureza”
(8o parágrafo) pode ser reescrito da seguinte forma: (A) à falta de diálogo entre as crianças na sociedade
contemporânea.
(A) Há muitos outros exemplos, não entre as escolas,
mas entre empreendimentos educativos de outra (B) ao desinteresse que as crianças demonstram por
natureza. brinquedos novos.

(B) Há muitos outros exemplos, entre as escolas e entre (C) à disseminação do sentimento de ódio no cotidiano
empreendimentos educativos de outra natureza. da sociedade.

(C) Há muitos outros exemplos, entre as escolas, apesar (D) às contradições dos adultos, que agem contra a von-
de empreendimentos educativos de outra natureza. tade das crianças.

(D) Há muitos outros exemplos, entre as escolas ou entre (E) ao comportamento das crianças, tratando de assun-
empreendimentos educativos de outra natureza. tos de adultos.

(E) Há muitos outros exemplos, entre as escolas, ainda


que entre empreendimentos educativos de outra
natureza.

pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã 4
77
08. No contexto de comunicação entre as personagens, a frase PoLíticas de saúde
do garoto poderia ser reescrita, de acordo com a norma-
-padrão e com o sentido da charge, da seguinte forma:
(A) Ganhei no dia das crianças, embora realmente troca-
11. As Comissões Intergestores Bipartite são instâncias
ria-os por mais paz e menos ódio!!!
(B) Ganhei no dia das crianças, e realmente até trocava (A) previstas em lei, de decisões sobre aspectos ope-
eles por mais paz e menos ódio!!! racionais, financeiros e administrativos da gestão
compartilhada do SUS, conforme planos aprovados
(C) Ganhei no dia das crianças, pois realmente trocaria- pelos conselhos de saúde.
-lhes por mais paz e menos ódio!!!
(D) Ganhei no dia das crianças, portanto realmente tro- (B) informais, de negociações entre gestores e parla-
co-os por mais paz e menos ódio!!! mentares sobre a organização da rede de serviços
de saúde das diferentes regiões do país.
(E) Ganhei no dia das crianças, porém realmente os tro-
caria por mais paz e menos ódio!!! (C) previstas em lei, compostas pelo Ministério da Saú-
de e secretários municipais de saúde, destinadas a
decidir questões referentes a aspectos financeiros
Leia o texto para responder às questões de números 09 e 10. do SUS.

Evitar campanhas de desinformação no Whatsapp pode (D) informais, destinadas a debater e disseminar ques-
ser uma tarefa hercúlea, principalmente em razão da crip- tões referentes à situação de saúde das regiões, jun-
tografia que impede que terceiros acessem as mensagens. tamente com os conselhos de saúde.
É o que explica Fabrício Benevenuto, professor de ciência
da computação da Universidade Federal de Minas Gerais (E) previstas em lei, de gestores do SUS e da Educação,
(UFMG). frente do projeto Eleições Sem Fake, o aca- para que possam traçar políticas comuns, com foco
dêmico reconhece que mentiras podem ser espalhadas em na educação em saúde.
qualquer meio, mas alguns fatores tornam o Whatsapp um
terreno especialmente fértil ao boato.
Aliadas descrença generalizada, as facilidades
que acompanham o Whatsapp enchem os olhos de muita 12. A Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde
gente. Benevenuto comentou que diversas operadoras ofe- (NOB-SUS) de 1996 definiu que
recem pacotes em que o uso do aplicativo é gratuito, mes-
mo que as pessoas não tenham internet para acessar outras (A) os gestores municipais são responsáveis pela aten-
plataformas. “Isso é perigoso no sentido de que a pessoa ção integral à saúde de sua população, por meio de
passa ver notícia através do Whatsapp. O acesso ações e serviços prestados por unidades municipais,
grande mídia é menor. A checagem de fatos tam- estaduais ou federais, sempre de caráter estatal, e a
bém é menor. Para ler alguns sites, é preciso pagar; mas no relação intermunicipal deve ser mediada pelo estado.
aplicativo, a informação de má qualidade chega gratuita e
(B) a totalidade das ações e de serviços de atenção à
incluída no plano.”
saúde, no âmbito do SUS, deve ser desenvolvida em
(https://epoca.globo.com. Adaptado)
um conjunto de estabelecimentos, organizados em
rede regionalizada e hierarquizada, segundo subsis-
09. Em conformidade com a norma-padrão, as lacunas do temas, um para cada município, e a relação intermu-
texto devem ser preenchidas, respectivamente, com: nicipal deve ser mediada pelo estado.
(A) À … à … a … à
(C) cada subsistema municipal deve proporcionar o
(B) A … a … à … a atendimento integral à saúde de sua população, por
(C) Há … a … a … à meio de estabelecimentos com sede no território do
município e sempre de caráter estatal, e a relação
(D) À … à … à … à intermunicipal deve ser mediada pelas esferas esta-
(E) A … à … à … a dual ou federal.

(D) os gestores municipais são responsáveis pela aten-


10. No texto, está empregada em sentido figurado e correta- ção integral à saúde de sua população, por meio de
mente associada ao seu significado a expressão estabelecimentos próprios, localizados em seu terri-
tório ou por unidades de referência estaduais.
(A) “tarefa hercúlea”, remetendo ao sentido de amenidade.
(B) “em qualquer meio”, remetendo ao sentido de mídia (E) a responsabilidade pela atenção integral à saúde dos
impressa. municípios cujas populações sejam menores que
50 000 habitantes é do estado.
(C) “terreno especialmente fértil”, remetendo ao sentido
de infecundo.
(D) “enchem os olhos”, remetendo ao sentido de atração.
(E) “é preciso pagar”, remetendo ao sentido de ser explo-
rado.

5 pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã
78
13. A Norma Operacional da Assistência à Saúde – NOAS-SUS 15. A prefeitura de um município, cujas atividades econômi-
01/02 cas giram em torno de um grande frigorífico e de plan-
tação de cana, estabelece como sua estratégia de pro-
(A) foi definida pelo Ministério da Saúde, sem que tenha moção de saúde uma campanha informativa para que a
sido discutida e negociada na Comissão Intergesto- população realize caminhadas diárias para prevenir do-
res Tripartite e tampouco no Conselho Nacional de enças cardiovasculares, de grande prevalência na popu-
Saúde. lação contemporânea. Trata-se de uma estratégia

(B) determinou o compartilhamento de responsabilida- (A) com capacidade imediata de adesão e aprovação,
des sobre a política de alta complexidade/custo entre principalmente entre os jovens.
o Ministério da Saúde e as gestões da esfera esta-
dual e municipal. (B) que expressa a concepção biomédica de promoção
da saúde.
(C) ampliou as responsabilidades dos municípios na
atenção básica, estabeleceu o processo de regiona- (C) de promoção da saúde em sintonia com a definição
lização como estratégia de hierarquização dos servi- de saúde expressa na Constituição Federal.
ços de saúde e de busca de maior equidade, entre (D) com efetividade comprovada e que vem tendo apoio
outros aspectos. da mídia, planos de saúde privados e empresas em
geral.
(D) criou mecanismos para o fortalecimento da capa-
cidade de gestão do SUS, ampliando as responsa- (E) que deverá dar resultados positivos em pouco tempo.
bilidades dos municípios na atenção básica e, na
ausência destes, transferindo as atribuições para a
gestão federal. 16. A atenção básica é conhecida como porta de entrada pre-
ferencial do SUS e
(E) definiu como áreas de atuação estratégicas o controle
da tuberculose e da AIDS, a eliminação da hanseníase (A) possui um espaço privilegiado de gestão do cuidado
e a saúde do trabalhador. das pessoas, cumprindo papel estratégico na rede
de atenção.

(B) tem como sua atribuição principal a de triar os casos


14. A estratégia de saúde da família tem como característica que devem ser encaminhados para os hospitais.
principal
(C) tem capacidade clínica reduzida pelo número insufi-
(A) valorizar o conhecimento popular sobre o processo ciente de médicos nas equipes.
saúde-doença, incorporando ao SUS conceitos e
(D) deve ser aprimorada com previsão prioritária de
práticas da comunidade para ações de prevenção e
ampliação de profissionais médicos especializados.
tratamento de doenças.
(E) deve ter sua territorialização redefinida e suas atri-
(B) economizar e otimizar recursos financeiros, conside- buições restritas à promoção da saúde e prevenção
rando-se que a verba destinada ao SUS é insuficien- de doenças.
te se comparada às responsabilidades a ele atribuí-
das na Constituição Federal.
17. Familiares de um paciente de 80 anos procuram o médico
(C) otimizar recursos humanos, particularmente médicos,
que o acompanha há longo tempo, solicitando que pre-
com delegação de atribuições de promoção à saúde
encha o atestado de óbito, pois relatam que o paciente
e prevenção de doenças a enfermeiros e agentes
havia falecido em casa uma hora antes, após uma queda.
comunitários de saúde.
O paciente teria tido morte imediata. Ao avaliar o pacien-
te, o médico constata um hematoma craniano de grande
(D) utilizar os recursos terapêuticos da comunidade
proporção, incompatível com a suposta causa do óbito.
como estratégia para conseguir adesão para os
A conduta adequada é
programas de prevenção e tratamento das doenças
mais prevalentes da população. (A) preencher o atestado de óbito mediante o valor de
uma consulta.
(E) constituir-se em uma reorientação do modelo assis-
tencial a partir da atenção básica, com articulação (B) preencher o atestado, pois o código de ética médica
de ações de promoção da saúde, prevenção e trata- determina esse procedimento, mesmo que o óbito
mento de doenças e reabilitação. tenha sido fora do hospital.

(C) encaminhar o corpo a um serviço de emergência


para avaliação minuciosa.

(D) encaminhar o corpo ao Instituto Médico Legal.

(E) preencher o atestado de óbito, pela idade do pacien-


te, mesmo suspeitando que a morte não tenha sido
acidental.

pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã 6
79
18. O artigo 196 da Constituição Federal determina que “a 21. Um macaco é encontrado morto em um município de
saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido pequeno porte. Esse evento deve ser notificado como
mediante políticas sociais e econômicas que visem à
redução do risco de doença e de outros agravos e ao (A) febre amarela, de notificação imediata.
acesso universal e igualitário às ações e serviços para
sua promoção, proteção e recuperação.” (B) febre amarela, de notificação semanal.

Assinale a alternativa que contenha uma afirmação em (C) epizootia, de notificação imediata.
sintonia com esse artigo da Constituição Federal.
(D) óbito por febre amarela, de notificação imediata.
(A) É ilegal que alguém seja privado do acesso às ações
e serviços de saúde dos quais necessite pelo sim- (E) óbito com suspeita de febre amarela, de notificação
ples fato de não ter renda. imediata.

(B) Está implícito que a saúde é direito de todos que


contribuam para que políticas sociais e econômicas
sejam implementadas nesse sentido. 22. Duas doenças, A e B, preocupam o gestor de saúde de
um município. A taxa de letalidade da doença A é maior
(C) Está implícito que a saúde, apesar de ser dever do do que a da doença B. Mas a taxa de mortalidade pela
Estado, depende também dos cidadãos, que devem doença B é maior do que a da doença A. A respeito des-
seguir orientações de proteção à saúde. sas informações, assinale a alternativa correta.

(D) A saúde tem uma relação direta com a renda do (A) A taxa de incidência da doença A é maior do que a
cidadão, e portanto, o Estado deve prioritariamente da doença B.
ter políticas de desenvolvimento econômico.
(B) A taxa de prevalência da doença A é maior do que a
(E) A redução do risco de doença e de outros agravos da doença B.
depende principalmente da informação e educação
em saúde. (C) Dos que são acometidos pela doença A, morrem
mais pessoas do que entre os acometidos pela
doença B.

19. Um dos critérios para a definição da lista de doenças e (D) O número de óbitos pela doença A é maior do que os
outros agravos de notificação compulsória é a magni- resultantes da doença B.
tude, que pode ser medida, entre outras, pela
(E) As taxas de incidência de ambas as doenças são
(A) vulnerabilidade, incidência e mortalidade. semelhantes.

(B) mortalidade, transmissibilidade e vulnerabilidade.

(C) letalidade, prevalência e mortalidade. 23. Considere dois municípios, A e B, de porte médio, com
características demográficas semelhantes. A taxa de
(D) incidência, mortalidade e anos potenciais de vida mortalidade de uma doença causada por um vírus, para
perdidos. o qual não há vacina e cujo agente transmissor é um
mosquito, apresenta comportamento diferente de um
(E) transmissibilidade, letalidade e incidência. ano para o outro. Enquanto se verifica um aumento de
3 vezes no município A, no município vizinho B, ela se
mantém semelhante. Assinale a alternativa que contém
a hipótese plausível para o aumento da taxa de mortali-
20. Assinale a alternativa que contém a periodicidade de
dade dessa doença no município A.
notificação dos três agravos a seguir: tuberculose pulmo-
nar, doença aguda pelo vírus Zika, acidente de trabalho (A) Patogenicidade diferente do mesmo vírus nos referi-
em crianças e adolescentes. dos municípios.
(A) Mensal, semanal e semanal, respectivamente. (B) Imunidade da população A menor do que a da popu-
lação B.
(B) Mensal, imediata e imediata, respectivamente.
(C) Existência de diferentes vírus resultando em doen-
(C) Imediata, imediata e imediata.
ças semelhantes.
(D) Semanal, imediata e imediata, respectivamente.
(D) Diminuição da subnotificação da doença no municí-
(E) Semanal, semanal e imediata, respectivamente. pio A.

(E) Existência de diferentes modos de transmissão nos


dois municípios.

7 pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã
80
24. Os agentes da raiva, AIDS e varicela são altamente pato- conhecimentos esPecÍficos
gênicos. A patogenicidade se refere à

(A) taxa de mortalidade. 26. É correto afirmar que nem todas as relações pautadas
pela violência contra a mulher funcionam da mesma ma-
(B) capacidade do agente infeccioso de poder alojar-se neira. Entretanto, nessas relações, geralmente pode ser
e multiplicar-se no hospedeiro. identificado um ciclo de violência que tende a se

(C) letalidade. (A) espaçar, à medida que o agressor se conscientiza


da agressão.
(D) virulência. (B) amenizar, à medida que a vítima começa a perdoar
as agressões.
(E) possibilidade de desenvolvimento de doença das
pessoas infectadas. (C) inverter, à medida que a vítima começa a reagir à
agressão.

(D) solucionar, à medida que o casal ingressa na fase de


25. Assinale a alternativa que apresenta corretamente atri- “lua-de-mel”.
buições de um agente comunitário de saúde. (E) intensificar, à medida que o ciclo de violência se re-
pete.
(A) Participar do gerenciamento dos insumos necessá-
rios para o adequado funcionamento da UBS e man-
ter os cadastros das pessoas atualizados.
27. Reflexões atuais voltadas para a escuta psicanalítica de
excluídos sociais, como infratores ou famílias em situa-
(B) Orientar as famílias quanto à utilização dos serviços
ção de miserabilidade, destacam que a especificidade da
de saúde disponíveis e cadastrar todas as pessoas
escuta clínica desses sujeitos é a necessidade de
de sua microárea.
(A) acolher a ausência do sujeito desejante própria des-
(C) Planejar, gerenciar e avaliar as ações desenvolvidas ses indivíduos.
pelos membros da equipe e realizar atividades pro-
gramadas e de atenção à demanda espontânea. (B) levar em consideração o lugar que esses sujeitos
ocupam no discurso social.
(D) Participar do gerenciamento dos insumos necessá-
rios para o adequado funcionamento da UBS e rea- (C) reverter a ausência de demanda expressa no discur-
lizar atividades programadas e de atenção à deman- so negativo dessas pessoas.
da espontânea. (D) reforçar que o desamparo social e o desamparo dis-
cursivo têm naturezas distintas.
(E) Conduzir atividades de educação permanente e par-
ticipar do gerenciamento dos insumos necessários (E) aceitar a baixa probabilidade de que a escuta psica-
para o adequado funcionamento da UBS. nalítica tenha um efeito organizador.

28. Na visão de John Bowlby, os padrões de apego estabe-


lecidos na infância

(A) são acentuadamente alterados com as experiências


de amizade que o jovem estabelece no período da
adolescência.

(B) oscilam entre padrões de aproximação e fuga na ida-


de adulta, dependendo da avaliação que o indivíduo
faz da situação presente.

(C) dependem essencialmente do quanto a mãe foi ca-


paz de suprir as primeiras necessidades de alimen-
tação do bebê.

(D) mantêm-se ao longo das diversas fases do ciclo vital,


embora sejam menos evidentes em adolescentes e
adultos.

(E) são voláteis, dado que sua relevância se restringe


às primeiras iniciativas de exploração do ambiente
pela criança.

pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã 8
81
29. Jovem de 16 anos tem preocupado a família por estar 33. Um teste de inteligência não verbal bastante difundido é
recebendo advertências na escola e assumindo uma ati- o Teste das Matrizes Progressivas de J. C. Raven. Esse
tude provocativa que vem perturbando o ambiente fami- instrumento avalia, mais especificamente,
liar. Para Erik Erikson, essas condutas fazem parte do
(A) raciocínio indutivo e capacidade de fazer analogias
processo de desenvolvimento da identidade próprio da
e comparações.
adolescência. A aceitação dessa experimentação juvenil
é denominada, pelo autor, (B) análise e síntese visuais e memória de longo prazo.
(A) latência psicossexual. (C) atenção visual seletiva e velocidade de processa-
(B) difusão da identidade. mento.

(C) moratória psicossocial. (D) compreensão dos princípios de causalidade e tem-


poralidade.
(D) crise da adolescência.
(E) capacidade de retenção da memória imediata e de
(E) distúrbio de conduta. concentração.

30. No processo psicodiagnóstico é importante estabelecer


um contrato com o paciente, de modo a explicitar que 34. Os teóricos da Psicanálise atuais defendem que a vio-
esse processo envolve lência é

(A) ampla compreensão e tratamento das dificuldades (A) uma conduta justificável somente nas culturas primi-
do cliente. tivas.

(B) um processo avaliativo que visa responder à deman- (B) fruto das relações assimétricas no contexto familiar.
da do encaminhamento. (C) uma reação a condições de vida desfavoráveis.
(C) duração indeterminada, podendo demandar sema- (D) um fenômeno inerente à cultura e à civilização.
nas ou meses.
(E) consequência da desigualdade social no contexto
(D) contato com outros profissionais, desde que autori-
capitalista.
zados pelo paciente.
(E) a aplicação de testes de inteligência, personalidade
e psicomotricidade. 35. Uma das vantagens do uso de testes psicológicos para o
diagnóstico na prática clínica é que
31. Paciente comenta com seu psicoterapeuta: “Bebo bas- (A) os resultados gerados são mais confiáveis do que os
tante, mas meu trabalho é estressante demais”. O tera- obtidos por entrevistas.
peuta de orientação psicodinâmica identificará, nessa
(B) o paciente pode ser estudado por meio de diferentes
fala, o mecanismo de defesa de
vias de comunicação.
(A) anulação.
(C) a validade das conclusões independe do grau de ex-
(B) projeção. periência do psicólogo.
(C) isolamento. (D) os dados obtidos a partir de testes não são afetados
(D) negação. pela resistência do paciente.

(E) racionalização. (E) transferência e contratransferência não interferem


nos dados gerados por testes.

32. A detecção precoce do Transtorno do Espectro Autista


(TEA) é muito importante, dado que, quanto mais cedo se 36. Um momento importante do processo diagnóstico é o da
iniciar a intervenção, melhor será a resposta da criança. entrevista devolutiva. No contexto clínico, ela deve ser
Um sinal de alerta para a presença de TEA no período de entendida como
6 a 12 meses de idade é (A) o encerramento formal do processo diagnóstico, no
(A) respostas de sorriso na presença de pessoas es- qual o psicólogo revela todas as suas conclusões
tranhas, indicando falta de discriminação da figura aos interessados.
materna. (B) a ocasião para mostrar aos envolvidos os erros que
(B) tendência a imitar os gestos do cuidador, como ace- cometeram no passado e como deverão repará-los
nos, bater palmas, indicando estereotipia. no futuro.

(C) choro indiferenciado, o que dificulta a compreensão, (C) uma transição para o processo psicoterapêutico pro-
pelo cuidador, das necessidades da criança. priamente dito, do qual é uma etapa preliminar.

(D) aceitação de mudanças na alimentação, com textu- (D) um passo adicional para a compreensão do caso,
ras e sabores diferentes, indicando passividade. podendo se estender por mais de uma sessão, se
necessário.
(E) comunicação acompanhada por expressões faciais
como arregalar os olhos, indicando emocionalidade (E) a oportunidade para o psicólogo submeter os aspec-
excessiva. tos técnicos do processo à aprovação dos envolvidos.
9 pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã
82
37. Os transtornos de personalidade 41. Dentre as diferentes tendências de trabalho com famílias,
destaca-se a do “terapeuta intervencionista”. Esse tipo de
(A) tendem a surgir no início da adolescência e a se re- terapeuta
solver à medida que o indivíduo se aproxima da ida-
de adulta. (A) focaliza o indivíduo como vítima de uma linguagem
constrangedora que implica um discurso invisível,
(B) constituem um padrão persistente de vivência íntima mas dominante, a ser desconstruído.
ou comportamento destoante das normas sociais e
da cultura vigente. (B) é o depositário das narrativas dos diferentes mem-
bros da família, a partir das quais poderá construir a
(C) são considerados doenças mentais porque envol- rede de significados do grupo familiar.
vem comprometimento significativo das funções
executivas. (C) prioriza a visão da família como sistema subordinado
às tensões socioculturais externas, passível de mo-
(D) costumam evoluir para psicopatologias mais graves, dificação pela conscientização política e social.
particularmente as esquizofrenias e os transtornos
bipolares. (D) propõe intervenções individualizadas de modo que
o produto final do processo seja um grupo familiar
(E) motivam o indivíduo a buscar ajuda psicológica, por mais coeso e saudável.
estarem associados a alto grau de ansiedade.
(E) desenvolve uma compreensão experiencial dos pa-
drões transacionais escolhidos pela família e pode
38. Na nosografia psicanalítica, o mecanismo central da es- usar suas respostas pessoais para orientar suas in-
trutura perversa é a tervenções.

(A) recusa da castração.


42. A terapia cognitivo-comportamental tem, como uma de
(B) inveja do pênis. suas características,
(C) identificação projetiva. (A) a duração de um a dois anos, dependendo da gravi-
dade do caso.
(D) alternância projeção-introjeção.
(B) a exploração do passado, particularmente a infância
(E) fantasia de onipotência.
do cliente.

(C) a ênfase na colaboração e na participação ativa do


39. Psicólogo de orientação psicanalítica é solicitado a con-
cliente.
tribuir para o diagnóstico de psicose de um paciente. As-
sinale a alternativa que apresenta uma ou mais carac- (D) sessões sem estrutura que favorecem a livre asso-
terísticas compatíveis com a visão psicanalítica desse ciação de ideias.
transtorno.
(E) estratégias voltadas predominantemente para a es-
(A) Contexto familiar excessivamente permeável ao am- pontaneidade.
biente externo.

(B) Predomínio das angústias de abandono e perda do 43. Psicólogo suspeita de que um paciente apresenta defi-
objeto de amor. ciência intelectual e pretende verificar essa possibilidade
usando os critérios do DSM-V. Para confirmar a hipótese
(C) Predomínio da lei paterna e da organização do su-
diagnóstica e definir o nível de gravidade com base nes-
perego.
ses critérios, o psicólogo considerará principalmente
(D) Ideias referenciadas pelas regras sociais e culturais.
(A) o Quociente de Inteligência obtido pelo paciente em
(E) Compreensão literal do discurso e dificuldade de testes de inteligência padronizados.
criar metáforas.
(B) déficits adaptativos que comprometam a autonomia
e a responsabilidade social.
40. Nas pessoas obsessivas, a defesa organizadora predo-
(C) critérios que diferenciam transtorno de desenvolvi-
minante é
mento e deficiência intelectual.
(A) o isolamento.
(D) antecedentes familiares e genéticos que predispo-
(B) a clivagem. nham à deficiência intelectual.

(C) a dissociação. (E) a presença de aspectos próprios dos Transtornos do


Espectro Autista.
(D) a identificação projetiva.

(E) a sublimação.
pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã 10
83
44. Pessoa procura um psicólogo de orientação psicodinâ- 48. A literatura dos serviços de atendimento em saúde mental
mica em um momento de crise. Dado o caráter agudo indica que a abertura dos ambulatórios para esse tipo de
da demanda apresentada, o profissional opta por realizar atendimento abrigou duas lógicas ou modos de funciona-
uma terapia de apoio. Isso significa que o psicólogo mento contrastantes e, ao mesmo tempo, resultantes da
convergência dos movimentos de reforma psiquiátrica e
(A) buscará as causas das questões trazidas pelo cliente.
sanitária, a saber:
(B) tentará eliminar as defesas adaptativas do cliente.
(A) o curativo e o assistencialista.
(C) adotará uma postura mais ativa, focada nos proble-
(B) o psicoterapêutico e o medicamentoso.
mas.
(C) o voluntário e o profissional.
(D) utilizará a livre associação como técnica mobilizado-
ra central. (D) o asilar e o psicossocial.
(E) estabelecerá a neurose de transferência o mais pre- (E) o individual e o coletivo.
cocemente possível.

49. A apresentação descritiva acerca de situações ou condi-


45. Um aspecto essencial da metodologia de trabalho em ções psicológicas e suas determinações históricas, so-
equipe é a comunicação. Um psicólogo que trabalha em ciais, políticas e culturais, pesquisadas no processo de
uma equipe multidisciplinar deve considerar, ao escolher avaliação psicológica, é denominada
os termos para se comunicar com os profissionais da
equipe oriundos de outras áreas, que (A) laudo psicológico.

(A) todos estão biologicamente equipados para compre- (B) parecer psicológico.
ender, tal e qual, a mensagem recebida.
(C) atestado psicológico.
(B) o ato de escutar é sempre passivo, daí a importância
(D) declaração psicológica.
da escolha adequada das palavras que comporão a
mensagem. (E) evidência psicológica.
(C) a afirmação de seu saber, pelo psicólogo, aumentará
a probabilidade de que os outros membros da equipe
50. Na gestão por competências, os conhecimentos, as ha-
respeitem sua opinião.
bilidades e as atitudes de um indivíduo são identificados
(D) o uso de termos técnicos impedirá a compreensão por meio da
equivocada, pelos colegas de equipe, daquilo que
(A) escuta qualificada do entrevistador durante as entre-
ele pretende transmitir.
vistas de seleção.
(E) os sentidos que cada profissional identificar na men-
(B) capacidade do indivíduo de trabalhar com rapidez.
sagem dependem da bagagem cultural de cada um
deles. (C) observação de determinados comportamentos no
desempenho do indivíduo.

46. A Política Nacional de Saúde Mental brasileira tem como (D) adequação das características psicológicas do indi-
eixo organizador a víduo ao perfil profissiográfico.

(A) saúde da família. (E) avaliação quantitativa do indivíduo em cursos de trei-


namento estruturados.
(B) clínica domiciliar.
(C) desmedicalização.
(D) desinstitucionalização.
(E) qualificação do usuário.

47. Família está sob os cuidados de uma equipe de referên-


cia. A equipe suspeita de que problemas psicológicos es-
tejam afetando a saúde de um dos membros do grupo
familiar. Para obter suporte para esclarecer essa ques-
tão, a equipe deverá solicitar
(A) um matriciamento.
(B) uma contrarreferência.
(C) uma transferência de responsabilidade.
(D) um desligamento da referência.
(E) uma referência cruzada.

11 pmsj1802/011-Ansaúde-psicólogo-manhã
84
CONCURSO PÚBLICO

09.12.2018

011. PROVA OBJETIVA

ANALISTA EM SAÚDE – PSICÓLOGO

1-D 2-E 3-C 4-A 5-B 6-B 7-C 8-E 9-A 10 - D


11 - A 12 - B 13 - C 14 - E 15 - B 16 - A 17 - D 18 - A 19 - D 20 - E
21 - C 22 - C 23 - D 24 - E 25 - B 26 - E 27 - B 28 - D 29 - C 30 - B
31 - E 32 - C 33 - A 34 - D 35 - B 36 - D 37 - B 38 - A 39 - E 40 - A
41 - E 42 - C 43 - B 44 - C 45 - E 46 - D 47 - A 48 - D 49 - A 50 - C

PMSJ1802

85
PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PONTAL
ESTADO DE SÃO PAULO

concurso público

015. Prova objetiva

psicólogo

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Deverão permanecer em cada uma das salas de prova os 3 últimos candidatos, até que o último deles entregue sua
prova, assinando termo respectivo.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

29.07.2018 | manhã

86
conHecimentos gerais 02. Assinale a alternativa cujo termo entre parênteses
substitui, sem alteração de sentido, o termo destacado
no trecho do texto.
Língua Portuguesa
(A) … acaba adquirindo um conteúdo ultrafiltrado
(licencioso)…
Leia o texto de Hélio Schwartsman para responder às
questões de números 01 a 07. (B) … a prática tem alguns efeitos colaterais deletérios
(danosos).
“O Eu Diário”
(C) … nos pautar apenas por nossos gostos e idiossin-
Quando você acessa alguma rede social em busca de crasias (hesitações)…
notícias, acaba lendo um “jornal” que poderia muito bem rece-
(D) … os aspectos mais deliberativos de nossa
ber o nome de “O Eu Diário”. É que quem se informa apenas
democracia entram em colapso (inócuos).
pelas redes acaba adquirindo um conteúdo ultrafiltrado, que
exclui tudo o que o titular da conta não aprecia. O “noticiário” (E) … a questão não é se devemos ou não regular a
esportivo fala apenas do seu time; o político, do partido com o internet (eliminar)…
qual você se identifica; e as páginas de opinião trazem justa-
mente as opiniões com as quais você já concorda.
Para alguns, essa poderia ser a definição de vida perfeita: 03. Considere a primeira frase do texto:
um filtro que elimina tudo aquilo de que eu não gosto. Mas,
Quando você acessa alguma rede social em busca de
como o mundo não é tão simples, a prática tem alguns efeitos
notícias (1), acaba lendo um “jornal” que poderia muito
colaterais deletérios. É esse o tema central de “#republic”, de
bem receber o nome de “O Eu Diário” (2).
Cass Sunstein. Para o autor, as câmaras de eco em que as
redes sociais nos colocam acabam reforçando a fragmentação As expressões destacadas nessa frase contribuem para
e a polarização da sociedade. Sunstein analisa que as redes relacionar os trechos (1) e (2), respectivamente, pelas
tratam as pessoas como consumidoras e não como cidadãs, e ideias de
a diferença é importante para a democracia.
(A) condição e causa.
Se, no registro do consumo, podemos perfeitamente nos
pautar apenas por nossos gostos e idiossincrasias, no da (B) condição e comparação.
cidadania, precisamos nos expor a assuntos e ideias que não
fazem parte de nossa pauta favorita. É preciso até ouvir e (C) conformidade e oposição.
avaliar argumentos com os quais não concordamos. (D) tempo e concessão.
Sem isso, os aspectos mais deliberativos de nossa
democracia entram em colapso. E não é só. Sem uma base (E) tempo e consequência.
comum de problemas e ideias que valem a pena discutir, não
temos nem sequer uma linguagem que possa ser usada – e
compreendida – por todos. 04. Os dois-pontos empregados no segundo parágrafo e os
travessões empregados no quarto parágrafo têm,
Para Sunstein, a questão não é se devemos ou não regu-
respectivamente, a função de:
lar a internet e a liberdade de expressão, mas como fazê-lo
para preservar ao máximo as vantagens da rede, as liberda- (A) fazer uma retificação; especificar como a linguagem
des civis e a saúde da República. deve ser usada por todos.
(Folha de S.Paulo, 04.06.2017. Adaptado)
(B) introduzir uma explicação; ressaltar o sentido figurado
da palavra “compreendida”.
01. Assinale a alternativa que traz a conclusão correta a
respeito das ideias do texto. (C) esclarecer ideia previamente mencionada; enfatizar
que a linguagem deve ser inteligível.
(A) Atualmente, tanto redes sociais como mídias mais
convencionais têm oferecido aos indivíduos informa- (D) apresentar situação considerada exceção; eviden-
ções e pareceres imparciais. ciar a incompatibilidade entre os termos “usada” e
“compreendida”.
(B) A internet aproxima pessoas cujos interesses são
comuns, porém a intolerância entre grupos que não (E) estabelecer uma finalidade; atestar que uso e com-
aceitam opiniões divergentes pode gerar fragmenta- preensão da linguagem não são processos comple-
ção na sociedade. mentares.

(C) No universo da cidadania, e sobretudo no do con-


sumo, é imprescindível que os indivíduos estejam
predispostos a discutir uma pauta democrática.

(D) Cass Sunstein defende que, para preservarmos as


vantagens da rede e os interesses republicanos, é
necessário cercear a liberdade de expressão.

(E) Segundo Schwartsman, o mundo perfeito é viável,


desde que, para um convívio social harmonioso, as
pessoas deem relevância às preferências pessoais.
PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 2
87
05. Leia os trechos do texto. Leia o texto de Ricardo Araújo Pereira para responder às
questões de números 08 a 14.
•   É  que  quem  se  informa  apenas pelas redes acaba
adquirindo um conteúdo... (1o parágrafo)
A autoajuda me autoprejudica
•   ...  as  páginas  de  opinião  trazem  justamente  as 
opiniões com as quais você já concorda. (1o parágrafo) A filosofia oriental que valoriza o silêncio e a quietude
não tem, para mim, nada de exótico, uma vez que foi nesse
•   É preciso até ouvir e avaliar argumentos com os quais
ambiente cultural que cresci. Creio que minha avó era a única
não concordamos. (3o parágrafo)
budista mahayana de São Martinho de Coura*. Na verdade,
ela não sabia que o era, mas evidentemente partilhava aque-
Os termos destacados, no contexto em que se encon-
les valores. As frases que mais ouvi na infância foram “Está
tram, indicam, respectivamente:
sossegado um minuto, por amor de Deus” e “Ó, Ricardo,
(A) restrição; referência ao passado; inclusão. cala-te”. Está ali o amor pelo silêncio e o elogio da quietude
com uma intensidade da qual a maior parte dos gurus não é
(B) restrição; referência ao futuro; intensidade. capaz.
(C) reiteração; referência ao futuro; retificação. Mas creio que a razão pela qual minha avó foi a pessoa
mais importante da minha vida é esta: ela era uma espécie de
(D) reiteração; referência ao presente; inclusão. reverso dos livros de autoajuda. Em vez de “ama-te”, propu-
(E) exemplificação; referência ao passado; retificação. nha: “sê impiedoso contigo”. Não com essas palavras. Tinha
a segunda série e não era dada a máximas. Mas foi a dureza
dela que me ensinou uma coisa preciosa que, provavelmen-
06. Assinale a alternativa correta quanto ao emprego do sinal te, horroriza todos os profissionais da saúde mental: desvalo-
indicativo de crase. rizar os meus sentimentos. Primeiro, por serem sentimentos;
segundo, por serem meus. Primeiro, porque a maior parte
(A) O autor do texto dá destaque à algumas ideias de dos sentimentos goza de um prestígio que não merece;
Cass Sunstein publicadas em “#republic”. segundo, porque a minha importância é bastante relativa.
(B) As redes sociais são propensas à tratar os indivíduos Esse estratagema emocional afeiçoou-se muito bem ao
como elementos do mercado consumidor. meu caráter. Não consegui muito na vida, mas devo tudo o
que obtive a uma autoestima baixa. Quem se tem em pouca
(C) Em meio à incontáveis opções, o usuário recebe um conta esforça-se mais, desconfia de si mesmo, não perde de
conteúdo previamente selecionado. vista a sua insignificância. O melhor modo de não sermos
ridículos é mantermos presente que somos ridículos.
(D) As câmaras de eco às quais são submetidos os
usuários das redes reforçam a fragmentação da Todas as cartas de amor são ridículas, já se sabe. As
sociedade. mais ridículas de todas são as que eu escreveria para mim
mesmo, se minha avó não me tivesse dotado dessa caracte-
(E) É necessário que todos se atenham à uma lingua- rística tão higiênica, decente e fundamental num mundo
gem comum a fim de preservarmos a democracia. civilizado: a vergonha.
(Folha de S.Paulo, 19.05.2017. Adaptado)

07. Considere as passagens do texto: * São Martinho de Coura: vilarejo em Portugal.

•   Quando  você  acessa alguma rede social...


(1o parágrafo)
08. É correto afirmar que, do ponto de vista do autor, a avó
•   ...  analisa  que  as  redes  tratam as pessoas como
consumidoras... (2o parágrafo) (A) tinha pouca instrução e era autoritária e injusta com
o neto.
•   ... como fazê-lo para preservar ao máximo as vanta-
gens da rede... (último parágrafo) (B) partilhava os ensinamentos budistas e conhecia
provérbios de memória.
De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa,
os trechos destacados nessas passagens podem ser (C) era avessa à inquietação e à tagarelice e educava o
substituídos por: neto com firmeza.

(A) acessa-a; tratam-lhes; lhes preservar ao máximo. (D) menosprezava os profissionais da saúde e era
indiferente às solicitações do neto.
(B) acessa-a; as tratam; preservar-lhes ao máximo.
(E) considerava preciosos o silêncio e o sossego e era
(C) a acessa; lhes tratam; preservá-las ao máximo. permissiva com o neto.
(D) a acessa; as tratam; preservá-las ao máximo.

(E) a acessa; tratam-nas; lhes preservar ao máximo.

3 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
88
09. De acordo com o texto, é correto concluir que os livros 12. Considere as passagens do texto:
de autoajuda
•   A filosofia oriental que valoriza o silêncio e a quietude 
(A) prestigiam a insignificância do ser humano e a não tem, para mim, nada de exótico, uma vez que foi
necessidade de autoconhecimento. nesse ambiente cultural que cresci. (1o parágrafo)

(B) superestimam o amor-próprio e dão relevância à •   Não consegui muito na vida, mas devo tudo o que obtive
individualidade. a uma autoestima baixa. (3o parágrafo)

(C) valorizam as ações individuais em detrimento dos As expressões destacadas estabelecem, correta e
sentimentos pessoais. respectivamente, as relações de:

(D) atestam que a desconfiança de si mesmo é um (A) consequência, como em: Mesmo que o envelope
caminho seguro para o sucesso. estivesse aberto, não deveria ter lido a carta;

(E) consideram imprescindível a negação do egocen- conclusão, como em: Haverá justiça contanto que a
trismo. empresa pague a indenização.

(B) consequência, como em: Preparou-se tanto que se


10. Assinale a afirmação correta a respeito dos termos desta- sentiu seguro na hora de realizar a palestra;
cados nos trechos do texto.
conclusão, como em: Ela atrasou-se, de sorte que
(A) Em – As frases que mais ouvi na infância foram... não pôde assistir à cerimônia.
(1o parágrafo) –, preserva a ideia original do texto se
for substituído pela forma verbal “ouvia”. (C) tempo, como em: Sempre que visita a avó, sente-se
querido;
(B) Em – Está ali o amor pelo silêncio e o elogio da
quietude... (1o parágrafo) –, apresenta circunstância conformidade, como em: Todas as ações para o res-
adverbial de meio. gate foram seguidas conforme o protocolo.

(C) Em – ... uma coisa preciosa que, provavelmente, (D) causa, como em: Faça um bolo maior, assim todos
horroriza todos os profissionais da saúde mental... poderão repetir;
(2o parágrafo) –, apresenta circunstância adverbial
oposição, como em: Ela não só cuida das crianças,
de afirmação.
mas também dos pais idosos.
(D) Em – As mais ridículas de todas são as que eu
escreveria para mim mesmo... (último parágrafo) –, (E) causa, como em: Os familiares ficaram tranquilos,
preserva a ideia original do texto se for substituído visto que o bebê nasceu saudável;
pela forma verbal “escrevi”. oposição, como em: O medicamento é eficaz, contu-
(E) Em – ... não me tivesse dotado dessa característica do custa muito caro.
tão higiênica, decente e fundamental... (último pará-
grafo) –, minimiza o sentido dos adjetivos emprega-
13. Está redigida em conformidade com a norma-padrão de
dos na sequência.
emprego dos pronomes relativos a alternativa:

(A) As cartas cujo o autor escreveria hoje seriam ridícu-


11. Assinale a alternativa em que a reescrita do trecho do las se não fossem os ensinamentos da avó.
texto mantém o sentido original e segue a regência verbal
e/ou nominal prevista pela norma-padrão. (B) A vergonha foi a principal característica cujo o neto
diz ter herdado da avó.
(A) Na verdade, ela não sabia que o era... Na verdade,
ela não constatava de que o era... (C) Para o autor, a maioria dos sentimentos recebe um
prestígio onde não merece.
(B) ... mas evidentemente partilhava aqueles valores.
... mas evidentemente era adepta com aqueles (D) A filosofia nascida em países do Oriente, onde alguns
valores. praticam o Budismo, enaltece a paz e o recolhimento.

(C) ... ela era uma espécie de reverso dos livros de (E) Manter presente que somos ridículos é, segundo o
autoajuda. ... ela era uma espécie de polo oposto autor, uma atitude onde podemos nos beneficiar.
aos livros de autoajuda.

(D) ... horroriza todos os profissionais da saúde mental...


... causa temor com todos os profissionais da saúde
mental...

(E) ... se minha avó não me tivesse dotado dessa


característica... ... se minha avó não me tivesse
agraciado a essa característica...

PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 4
89
14. Nos trechos – … devo tudo o que obtive a uma autoes- MateMática
tima baixa. – e – … é mantermos presente que somos
ridículos… –, o autor empregou adequadamente os
verbos obter e manter. 16. De um determinado valor em dinheiro que Ana tinha
disponível, ela utilizou o correspondente a um sexto, para
Diante dos exemplos dados, assinale a alternativa em
o pagamento de algumas contas, e dois quintos do res-
que a forma verbal destacada está corretamente empre-
tante, para o pagamento da parcela do seu financiamento
gada.
imobiliário.
(A) Mesmo que o piloto obtém a autorização para deco- O valor utilizado para a parcela do financiamento imobi-
lar, não poderá fazê-lo neste momento. liário corresponde, do valor utilizado para o pagamento
(B) Quando o jovem obter o visto do consulado, poderá das contas,
viajar para os EUA. (A) a um terço.
(C) Embora eles não obtivessem a autorização formal, (B) à metade.
deram início ao empreendimento.
(C) a três quartos.
(D) Ele mantera a palavra dada e entregara os relatórios
no prazo. (D) ao dobro.

(E) Caso o prefeito mantesse o compromisso firmado, (E) ao triplo.


não teria perdido tantos votos.

17. Duzentas e oitenta folhas de sulfite, sendo cento e trinta


15. Considere a charge. na cor branca e o restante na cor amarela, precisam ser
separadas em pastas, cada uma delas contendo o mes-
mo número de folhas, de modo que em cada pasta haja
apenas folhas de mesma cor.
Para que nessa separação o número de folhas por pasta
seja o maior possível, o número de pastas contendo
folhas na cor amarela deverá exceder o número de
pastas contendo folhas na cor branca em

(A) uma unidade.

(B) duas unidades.

(C) três unidades.

(Reinaldo Batista Figueiredo. Desenhos de Humor. (D) quatro unidades.


Rio de Janeiro: Desiderata, 2007)
(E) cinco unidades.
A frase elaborada a partir da charge e em conformidade
com a norma-padrão de concordância verbal e nominal
encontra-se na alternativa: 18. Em uma repartição pública, a razão entre os números de
pessoas atendidas no período da manhã e no período
(A) Com as mudanças políticas, fazem semanas que da tarde de um determinado dia foi 0,4. Se naquele dia
não faltam notícias para os telespectadores, os quais foram atendidas 126 pessoas, então é correto afirmar
se sentem em meio a uma avalanche. que a diferença entre os números de pessoas atendidas
(B) A comicidade da cena deriva da inesperada inversão no período da tarde e no período da manhã foi
dos fatos, já que são atribuídos a falha aos telespec- (A) 48.
tadores e não à emissora de TV.
(B) 50.
(C) A tarefa de absorver e analisar tantas informações
que chegam até nós pela TV e por outras mídias têm (C) 52.
sido árdua.
(D) 54.
(D) Precisa haver condições e tempo para que pontos de
(E) 56.
vista e informações diversos possam ser avaliados
pelos cidadãos.

(E) A imagem do telespectador, visivelmente extenuado,


retratam as consequências do excesso de informa-
ções que nos é proposta diariamente.

5 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
90
19. No mês de junho, Alberto pagou R$ 420,00 na parcela r a s a c u n H o
de um financiamento, o que correspondeu a 15% do seu
salário bruto mensal. Se em julho Alberto recebeu uma
promoção e, devido a essa promoção, o seu salário bruto
teve um aumento de 10% em relação ao salário do mês
anterior, então é verdade que o referido salário passou a
ser de

(A) R$ 3.080,00.

(B) R$ 3.090,00.

(C) R$ 3.100,00.

(D) R$ 3.110,00.

(E) R$ 3.120,00.

20. A tabela apresenta o número de nascimentos em deter-


minada região, nos meses de janeiro a maio de 2018.

Mês Número de nascimentos
Janeiro 12
Fevereiro 10
Março 11
Abril 15
Maio 13

Sabendo que a média aritmética simples do número de


nascimentos ocorridos a cada mês no primeiro semestre
de 2018, nessa região, foi de 12 bebês, o número de
bebês nascidos no mês de junho foi igual ao número
de bebês nascidos no mês de

(A) janeiro.

(B) fevereiro.

(C) março.

(D) abril.

(E) maio.

21. Uma aplicação de 21 meses, à taxa de juros simples de


14% ao ano, rendeu R$ 612,50 de juros. O capital inves-
tido foi de

(A) R$ 2.100,00.

(B) R$ 2.200,00.

(C) R$ 2.300,00.

(D) R$ 2.400,00.

(E) R$ 2.500,00.

PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 6
91
22. O gráfico apresenta informações associadas ao atendi- r a s c u n H o
mento de crianças em determinado posto de saúde, nos
meses de maio e junho de 2018.

Com base nas informações apresentadas, assinale a


alternativa que contém uma afirmação necessariamente
verdadeira.

(A) Nos meses de maio e junho, o número de meninos


atendidos foi maior que o número de meninas aten-
didas.

(B) No mês de junho, o número de crianças atendidas


foi igual ao número de crianças atendidas no mês
de maio.

(C) No mês de junho, o número de crianças atendidas foi


diferente do número de crianças atendidas no mês
de maio.

(D) O número de meninas atendidas no mês de maio foi


o dobro do número de meninas atendidas no mês
de junho.

(E) O número de meninos atendidos no mês de maio foi


menor que o número de meninos atendidos no mês
de junho.

23. Para uma festa, foram comprados, ao todo, 3 300 uni-


dades de doces ou salgados. Em média, cada cento de
salgado foi comprado a R$ 30,00, e cada cento de doce,
a R$ 32,00, totalizando R$ 1.026,00. Dessa forma, é cor-
reto afirmar que o valor gasto com os

(A) doces excedeu, em R$ 104,00, o valor gasto com os


salgados.

(B) salgados excedeu, em R$ 104,00, o valor gasto com


os doces.

(C) doces foi igual ao valor gasto com os salgados.

(D) salgados excedeu, em R$ 126,00, o valor gasto com


os doces.

(E) doces excedeu, em R$ 126,00, o valor gasto com os


salgados.

7 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
92
24. Em um teatro, aos 20 minutos para iniciar uma peça, o noções de inforMática
número de assentos vazios na plateia correspondia a
35% do número total de acentos a ela disponíveis. Nos
10 minutos que se sucederam, 100 expectadores che- 26. No MS-PowerPoint 2010, em sua configuração padrão,
garam ao teatro e ocuparam os seus assentos e, aos 10 o usuário pode alterar a orientação de um slide utilizando
minutos para iniciar a peça, 490 acentos na plateia já o item “Orientação do Slide”, que pertence ao grupo
estavam ocupados. O restante dos acentos vazios foram Configurar Página, da guia Design.
ocupados antes do início da peça, o que correspondeu a
Observe as figuras a seguir. Elas apresentam o mesmo
(A) 100 assentos. slide de uma apresentação em dois momentos: ANTES
e DEPOIS.
(B) 110 assentos.

(C) 120 assentos.

(D) 130 assentos.

(E) 140 assentos.

25. Com relação a um terreno retangular de área 550 m2,


sabe-se que a diferença entre as medidas dos seus lados
é de 3 m.
O perímetro desse terreno, em metros, é igual a

(A) 90.

(B) 92.

(C) 94.

(D) 96.

(E) 98.

r a s c u n H o

Considerando que os slides estão todos dimensionados


para “Papel A4 (210 x 297mm)”, assinale a alternativa
que contém as opções de orientação do item “Orientação
do Slide” aplicadas nos dois momentos apresentados,
respectivamente.

(A) Em pé e Deitado.

(B) Retrato e Paisagem.

(C) Paisagem e Retrato.

(D) Deitado e Paisagem.

(E) Em pé e Retrato.

PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 8
93
27. Considere o documento apresentado a seguir, editado no 28. Um usuário do MS-Excel 2010, em sua configuração
MS-Word 2010, em sua configuração padrão. padrão, está editando a planilha apresentada a seguir.

A partir do momento apresentado na figura, em que a


célula G2 está selecionada, quando o usuário pressionar
o atalho de teclado Ctrl+C, selecionar a célula G4 e pres-
Esse documento contém um texto escrito em Arial 12pt, sionar o atalho de teclado Ctrl+V, o novo valor apresentado
com quatro parágrafos iniciados pelas letras A, B, C e D, na célula G4 será:
respectivamente.
(A) 3
Agora, considere a ferramenta “Pincel de Formatação”
(B) 4
, do grupo “Área de Transferência”, da guia Página
Inicial. (C) 6
Quando o usuário selecionar o parágrafo A, clicar uma
(D) 7
vez, com o botão principal do mouse, no ícone mencio-
nado, depois, selecionar o parágrafo D, em seguida, se-
(E) 10
lecionar o parágrafo C, dar um duplo-clique, com o botão
principal do mouse, no ícone mencionado, selecionar o
parágrafo A e, por fim, selecionar o parágrafo B, finalizan-
do o procedimento, a formatação dos parágrafos será: 29. A imagem a seguir foi extraída do aplicativo de correio
(A) eletrônico GMAIL, utilizando o navegador Google Chrome,
versão 66.0.3359.139.

(B)

Considerando a configuração apresentada na figura, o


usuário flavio@email.com
(A) irá receber uma cópia da mensagem, verá quem são
os outros destinatários, mas não poderá ser visto por
eles como destinatário.
(C)
(B) irá receber uma cópia da mensagem, não verá quem
são os outros destinatários, mas poderá ser visto por
eles como destinatário.
(C) irá receber uma cópia da mensagem, não verá quem
são os outros destinatários e não poderá ser visto
por eles como destinatário.
(D) (D) não irá receber uma cópia da mensagem, verá quem
são os outros destinatários, mas não poderá ser visto
por eles como destinatário.
(E) não irá receber uma cópia da mensagem, não verá
quem são os outros destinatários, mas poderá ser
visto por eles como destinatário.
(E)

9 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
94
30. Observe a Biblioteca de Documentos a seguir, extraída (A)
do Windows Explorer do MS-Windows 7, em sua confi-
guração padrão.

(B)

(C)

Considere que o usuário está organizando sua biblioteca


e selecionou o documento de texto “Municipio Pontal” e
arrastou para a pasta Geral; em seguida, selecionou a
imagem Photo001 e arrastou para a pasta Fotos; e, por
fim, selecionou a apresentação “Pauta da Reuniao” e ar- (D)
rastou para a pasta Outros.
Contudo, imediatamente após arrastar a apresentação, o
usuário ficou insatisfeito com o resultado e pressionou o
atalho de teclado Ctrl+Z duas vezes.
Assinale a alternativa que contém o resultado final obtido
pelo usuário após executar todos os procedimentos rela-
tados no parágrafo anterior.

(E)

PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 10
95
conHecimentos esPecÍficos 34. René Spitz realizou estudos comparando o desenvol-
vimento de bebês de mulheres que cumpriam pena, os
quais permaneceram com suas mães, na prisão, e o de-
31. Conforme determina o Estatuto da Criança e do Adoles- senvolvimento de bebês que foram afastados de suas
cente (ECA), no contexto jurídico, o juiz é assessorado mães custodiadas, logo após o nascimento, e enviados a
por uma equipe técnica, em geral composta, no mínimo, instituições de abrigamento. O autor observou, nas crian-
de um psicólogo e um assistente social. O ECA determi- ças afastadas de suas mães, uma tendência a apresentar
na ainda que as sentenças que envolvam direta ou indire-
(A) depressão anaclítica.
tamente criança ou adolescente fiquem a cargo
(B) apego ansioso.
(A) dos pais da criança ou adolescente, apoiados no
parecer do juiz e nos laudos técnicos, dado que a (C) angústia do oitavo mês.
decisão da família é soberana. (D) hiperatividade motora.
(B) do juiz, que, apesar de ter o mesmo status científi- (E) duplo vínculo.
co da equipe técnica, mantém-se como autoridade
suprema.
35. Um grupo de crianças entre 9 e 10 anos de idade joga
(C) de um consenso entre juiz e equipe técnica, de modo futebol durante o recreio da escola. No “campo” improvi-
que a tomada de decisões não seja monocrática. sado, observa-se que, em essência, o jogo obedece às
regras de falta, penalidade e gol, que não chegam a ser
(D) de uma comissão externa ao processo jurídico, a fim
questionadas. Na visão de Jean Piaget, essa aderência
de reduzir a interferência de variáveis processuais
às normas do jogo constitui um exemplo de
na decisão.
(A) anomia.
(E) da equipe técnica, cujo status científico é superior ao
do juiz e de outros operadores da lei envolvidos no (B) autarquia.
processo. (C) isonomia.
(D) autonomia.
32. Um grupo de psicólogos pretende trabalhar na rede pú- (E) heteronomia.
blica de atenção à saúde da população de um território,
no nível da intervenção secundária. Assinale a alternativa
que apresenta uma atividade compatível com esse nível. 36. O filósofo francês René Descartes influenciou profun-
damente a filosofia e a ciência da sociedade contempo-
(A) Fazer a preparação de pacientes para cirurgias no
rânea. O dualismo cartesiano considera que corpo (res
ambiente hospitalar.
extensa) e alma (res cogitans)
(B) Empreender visitas domiciliares e assistência fami-
(A) operam de modo absolutamente paralelo, dada sua
liar em áreas de poucos recursos.
natureza distinta.
(C) Organizar grupos informativos sobre evitação de (B) interagem por meio de um órgão intermediário, a
comportamentos de risco. glândula pineal.
(D) Oferecer assistência psicoterápica a crianças e ado- (C) funcionam em conjunto e por vezes alternando fun-
lescentes vítimas de violência. ções.
(E) Desenvolver atividades de recreação com crianças (D) são dois estados dos seres vivos, sendo em essên-
ou idosos no território. cia a mesma coisa.
(E) relacionam-se de modo hierárquico, com o domínio
33. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) represen- da alma sobre o corpo.
tou uma mudança de paradigma em relação à visão da
criança e do adolescente. Entre as inovações que o ECA
37. Uma psicóloga trabalha em uma instituição hospitalar e
trouxe, destaca-se a de
recomenda que um idoso de 85 anos se submeta a uma
(A) considerar que cabe ao Estado a responsabilidade psicoterapia breve a fim de prepará-lo para uma cirurgia.
pela saúde, educação e proteção à criança e ao ado- O paciente, entretanto, reluta em receber qualquer trata-
lescente. mento. Nesse caso, de acordo com o Estatuto do Idoso,
a decisão pelo tratamento caberá
(B) eliminar medidas de internação de crianças e adoles-
centes, substituindo-as por medidas socioeducativas. (A) ao médico, por ser o chefe da equipe multidisciplinar
de atendimento hospitalar.
(C) aplicar-se a todas as crianças e adolescentes, tor-
nando obsoleta a “doutrina da situação irregular”. (B) à psicóloga, por ser ela quem se responsabilizará
pela psicoterapia.
(D) responsabilizar a família pelas questões relativas à
proteção da criança e do adolescente, cabendo ao (C) à equipe multidisciplinar de atendimento, que res-
Estado intervir quando não existem familiares. ponde pelos encaminhamentos.
(D) ao paciente, se estiver de posse de suas faculdades
(E) definir como estupro as relações sexuais de adul-
mentais.
tos com adolescentes de 14 a 18 anos, mesmo que
consentidas e fora do contexto da prostituição e da (E) à família, responsável pelas decisões referentes a
exploração sexual. pacientes com mais de 80 anos.
11 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
96
38. Um casal procura a orientação de um psicólogo por se 41. Um paciente procura uma psicóloga, queixando-se de ser
opor ao casamento entre sua filha de 18 anos, com defi- uma pessoa desinteressante, pouco amada pelas pesso-
ciência mental, e um indivíduo de 20 anos, também com as em geral, sem perspectivas de ser feliz no futuro. De
deficiência, o qual ela conheceu em um grupo comunitá- acordo com a abordagem cognitivo-comportamental, o
rio. Com base no Estatuto da Pessoa com Deficiência, a discurso do paciente revela um dos pilares da depres-
psicóloga deve informar aos pais que são, a saber:

(A) a decisão pela união ficará a cargo dos pais ou res- (A) tríade cognitiva afetada.
ponsáveis em caso de quociente intelectual inferior (B) distorção aperceptiva recorrente.
a 79.
(C) inferência arbitrária singular.
(B) o Estatuto se aplica somente a pessoas com deficiên- (D) supergeneralização indevida.
cias físicas ou sensoriais, excluindo as pessoas com
deficiência mental. (E) ativação comportamental inadequada.

(C) em caso de deficiência mental, o Estatuto assegura


42. A abordagem psicoterapêutica existencial estimula o
o direito ao matrimônio, mas não à procriação.
cliente a
(D) o matrimônio entre pessoas com deficiência mental (A) procurar a causa de seu sofrimento nas experiências
é condicionado à concordância dos provedores de passadas.
sustento do casal.
(B) identificar os elementos de sua existência que pro-
(E) o Estatuto assegura o direito ao matrimônio a todas movam a cura.
as pessoas com deficiências físicas, sensoriais ou (C) refletir sobre as conceituações de nexo causal apon-
mentais. tadas pelo terapeuta.
(D) compreender que o fim último da ação e da própria
existência é o prazer.
39. Na Classificação Estatística Internacional de Doenças (E) assumir a liberdade como um dos principais valores
e Problemas Relacionados com a Saúde (CID-10), os da existência.
transtornos de personalidade são caracterizados como

(A) perturbações temporárias e benignas da personali- 43. No início de um processo psicoterapêutico de orientação
dade de um indivíduo em fases críticas como a ado- psicanalítica, uma paciente responde bem aos aponta-
lescência. mentos do terapeuta, e mudanças significativas são ob-
servadas. Entretanto, a partir de um dado momento, a
(B) dificuldades pessoais globais decorrentes de experi- paciente mostra dificuldade em fazer associações e pas-
ências traumáticas ocorridas no período da infância. sa a se comportar como se estivesse fora do tratamento.
Considerando-se exclusivamente o processo analítico,
(C) comportamentos clinicamente significativos que ten- essa mudança indica que a paciente
dem a persistir e são a expressão característica do
modo de viver e de interagir do indivíduo. (A) já completou o ciclo analítico e deve encerrar o trata-
mento com esse terapeuta.
(D) funcionamento desadaptado de um indivíduo decor-
(B) rompeu o vínculo afetivo que havia estabelecido com
rente de aguda sensibilidade e acentuada instabili-
o terapeuta.
dade emocional.
(C) está expressando a transferência negativa em rela-
(E) deficits das habilidades sociais que ocorrem no início ção ao terapeuta.
da idade adulta e que tendem a evoluir para transtor-
(D) ressente-se da indiferença do terapeuta às suas pro-
nos mentais mais significativos.
jeções libidinais.
(E) superou a neurose de transferência com o terapeuta.

40. Um sintoma psicopatológico central da anorexia é


44. Ao ser submetido ao teste de associação de palavras de
(A) o interesse sexual exacerbado. Carl Gustav Jung, um paciente apresenta algumas per-
turbações, como gaguejar e ter falhas de memória. Se-
(B) o medo patológico de engordar. gundo a psicologia analítica, essas reações indicam que
as palavras-estímulo em questão atingiram
(C) a idealização da imagem corporal.
(A) um complexo.
(D) o humor depressivo. (B) uma resistência.
(E) a conduta antissocial. (C) a sombra.
(D) um arquétipo.
(E) o consciente pessoal.

PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 12
97
45. José é um indivíduo que prefere fazer tudo sozinho. No 48. No tratamento estatístico, testes paramétricos são pre-
passado, ele não pôde contar com ninguém para agir es- feríveis aos testes não paramétricos porque são mais
pontaneamente na direção da satisfação de suas neces- rigorosos. Entretanto, devem ser usados testes não pa-
sidades. Como solução de vida, enrijeceu sua fronteira ramétricos quando
de contato com o meio e restringiu o seu mundo ao seu
(A) não se deseja rejeitar hipóteses sobre as amostras.
próprio universo psicológico. Sob a perspectiva da abor-
dagem gestáltica, esse mecanismo configura (B) as amostras têm distribuição normal.
(A) a introversão. (C) é necessário comparar amostras dependentes.

(B) a excentricidade. (D) as amostras derivam de distribuições distintas.

(C) o isolamento. (E) as amostras são de tamanho pequeno.

(D) a retroflexão.
49. Durante a primeira hora lúdica diagnóstica, uma crian-
(E) a confluência. ça de 6 anos permanece calada e não explora a caixa
lúdica. De acordo com as orientações mais atuais, uma
conduta admissível do psicólogo, nessa situação, seria
46. Em uma psicoterapia grupal, um paciente monopoliza
o grupo durante período um tanto longo, descrevendo (A) permanecer calado, de modo a respeitar a atitude
detalhadamente situações dolorosas de seu passado. À não intervencionista recomendada por Melanie Klein.
medida que a sessão avança, o terapeuta percebe que
(B) personificar a criança, mantendo-se recolhido por al-
os demais membros se mostram inquietos. Nessa cir-
guns instantes para então escolher algum brinquedo
cunstância, é recomendável que o terapeuta
e começar a brincar.
(A) espere que o grupo se manifeste quanto à conduta
(C) indicar para a criança que não poderá ajudá-la se
do paciente e ao conteúdo do seu discurso.
ela ficar quieta e não brincar com nada que está na
(B) aponte para o paciente como ele consome o tempo caixa.
dos outros, atribuindo-se mais direitos que aos de- (D) retomar a queixa trazida pelos pais e perguntar à
mais. criança qual é a sua opinião a respeito disso.
(C) aproveite o que está ocorrendo para apontar como o (E) compreender que a criança não está pronta para es-
grupo é insensível ao sofrimento alheio. tabelecer uma aliança terapêutica e encerrar a ses-
são precocemente.
(D) assuma o papel de porta-voz do grupo e expresse
sua irritação diante da conduta autocentrada do pa-
ciente.
50. Um jovem adulto é encaminhado para avaliação psicoló-
(E) interrompa o paciente e questione sobre como ele gica, com hipótese diagnóstica de transtorno de persona-
sente a reação dos demais participantes ao que está lidade esquizoide, e submetido ao teste da Casa-Árvore-
revelando. -Pessoa (HTP), de John Buck.
Assinale a alternativa que apresenta a característica do
desenho da casa compatível com a hipótese levantada.
47. Uma jovem de 25 anos procura um terapeuta e relata ter
se mudado há poucos meses para a cidade grande. Re- (A) Excesso de detalhes exteriores à casa.
vela que vem enfrentado problemas de adaptação e diz:
(B) Castelo no alto de uma montanha.
“Particularmente, as mulheres daqui me parecem fúteis.
São bonitas, não se pode negar, mas parecem nada ter (C) Interior visível por janela aberta.
além da aparência.”
(D) Ausência de telhado.
De acordo com a abordagem centrada no cliente, a res-
posta que indica compreensão por parte do terapeuta é: (E) Chaminé acentuada.

(A) Talvez você se sinta inferior às mulheres daqui por


considerá-las mais belas e atraentes que você. 51. A literatura indica a velocidade de processamento como
um aspecto importante do diagnóstico de transtor-
(B) Esse desconforto logo passará; é natural sentir isso no de deficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Na
quando se está diante de um ambiente novo. Escala Wechsler de Inteligência para Crianças, versão IV
(WISC-IV), esse aspecto é avaliado pelos subtestes
(C) Parece-me que é difícil para você enfrentar situa-
ções de rivalidade sem desqualificar o rival. (A) Labirinto e Completar Figuras.
(D) Você se considera diferente dessas mulheres que vê (B) Aritmética e Raciocínio Matricial.
como superficiais e sem conteúdo.
(C) Código e Procurar Símbolos.
(E) Você identifica esse padrão de beleza e futilidade em
(D) Cubos e Armar Objetos.
outras mulheres com quem já se relacionou?
(E) Sequência de Números e Letras e Dígitos.
13 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
98
52. Um jovem de 20 anos procura um psicólogo para falar de 55. O conceito de psico-higiene, cunhado por José Bleger, é,
seu irmão de 10 anos. O garoto tem se mostrado ansio- para o autor, a principal função do psicólogo institucional.
so, com sono agitado e ultimamente vem arrancando os Isso significa que, nesse contexto, a prioridade do traba-
próprios cabelos. Relata que os pais estão muito preocu- lho do psicólogo é
pados com suas próprias vidas e não dão a atenção devi-
da aos filhos. Após realizar o psicodiagnóstico da criança, (A) identificar e dissipar as tensões inconscientes que
entrevistar os pais e constatar uma significativa patologia provocam as denominadas patologias institucionais.
familiar, o psicólogo deve dar a entrevista devolutiva ini-
cialmente (B) promover condições que tendem a favorecer a saúde
e o bem-estar dos que se encontram na instituição.
(A) ao filho que trouxe a queixa.
(C) oferecer apoio psicológico aos indivíduos que pa-
(B) aos pais, que têm dificuldades de exercer a paren- decem de sofrimento biopsicológico decorrente das
talidade. condições de trabalho.

(C) à criança, que foi submetida ao psicodiagnóstico. (D) avaliar o desempenho dos trabalhadores, usando
instrumentos de avaliação objetivos como escalas e
(D) a todos os membros da família juntos, pois todos es- questionários.
tão doentes.
(E) aconselhar a alta gestão quanto a políticas de incen-
(E) à mãe, pois se trata da relação objetal mais signifi- tivo que promovam a maior produtividade.
cativa na família.

56. Os pais de Daniela, de 7 anos de idade, após um perío-


53. Ao realizar uma pesquisa com seres humanos, uma pes- do muito turbulento, decidem se separar, ficando Daniela
quisadora elabora um Termo de Consentimento Informa- com a mãe. Nesse caso, é desejável que
do a ser assinado pelos participantes. O principal objetivo
desse documento é assegurar que os participantes (A) mãe e filha continuem vivendo na mesma casa, para
manter o continuum do corpo e da afetividade da
(A) consentem em não divulgar os procedimentos da criança.
pesquisa.
(B) mãe e filha, assim como o pai, mudem-se para ou-
(B) se comprometem a permanecer no projeto até o final tras casas, a fim de possibilitar a elaboração do luto
da coleta de dados. pela criança.

(C) colaboram voluntariamente, embora desconheçam (C) mãe e filha mudem-se para outro local, mas o pai
os objetivos da pesquisa. permaneça na mesma casa, a fim de dar continuida-
de ao vínculo com o genitor afastado.
(D) terão seus direitos protegidos durante a coleta de
dados. (D) a criança permaneça na mesma escola, onde os vín-
culos não foram rompidos, sendo irrelevante se con-
(E) concordam com o tratamento dos dados previsto tinuará morando no mesmo local ou não.
pelo pesquisador.
(E) Daniela more por um período com avós ou tios que
possibilitem a elaboração do sofrimento psicológico
longe de quem os causou.
54. Wilhelm Wundt é considerado o pai da psicologia moder-
na, particularmente por ter fundado o primeiro laboratório
de psicologia experimental em Leipzig, Alemanha. Para o
autor, o objeto da psicologia é 57. A literatura tem demonstrado que a forma de incesto mais
devastadora é o incesto
(A) a experiência imediata dos sujeitos.
(A) irmão-irmã.
(B) as diferenças existentes entre as pessoas.
(B) avô-neta.
(C) as categorias a priori da consciência.
(C) padrasto-enteado.
(D) os conteúdos inconscientes.
(D) pai-filha.
(E) o estudo da alma e da moral.
(E) mãe-filho.

PPON1701/015-Psicólogo-Manhã 14
99
58. Não existe tratamento universal para as farmacodepen-
dências. Nenhuma modalidade terapêutica mostra-se
claramente superior para todos os pacientes. Entretan-
to, existem alguns princípios comuns que devem estar
presentes em qualquer abordagem terapêutica. Um dos
princípios fundamentais é

(A) a delimitação do foco na questão do consumo da


substância.

(B) a opção por um tipo de tratamento: medicamentoso


ou psicológico.

(C) a disponibilidade imediata do tratamento para o far-


macodependente.

(D) a definição de um plano de intervenções estável e de


longo prazo.

(E) a inadmissibilidade de recaídas no uso de drogas du-


rante o tratamento.

59. A inclusão profissional de pessoas com deficiência inte-


lectual contribui para a saúde e a inclusão social desses
indivíduos. A modalidade de atendimento voltada para a
capacitação profissional das pessoas com deficiência in-
telectual é a de

(A) programas comunitários.

(B) oficinas abrigadas.

(C) centros de atenção psicossocial II.

(D) comunidades terapêuticas.

(E) centros de convivência.

60. Assinale a alternativa compatível com os princípios do


Sistema Único de Saúde – SUS.

(A) Ações de promoção, proteção e recuperação da saú-


de devem ser consideradas separadamente e ficar a
cargo de profissionais de saúde distintos.

(B) As políticas públicas de saúde devem visar à cen-


tralização, de modo a assegurar a uniformidade dos
serviços prestados, seja qual for o território.

(C) Os serviços de saúde devem ser organizados em


níveis de complexidade crescente e incorporar fluxos
de referência e contrarreferência.

(D) Impactos coletivos sobre a saúde a partir de casos


individuais devem ser comunicados às esferas
administrativas superiores, que definirão as medidas
cabíveis.

(E) Cabe aos Conselhos de Saúde administrar os ser-


viços de saúde disponíveis em um dado território e
encaminhar os usuários para os diferentes níveis de
atendimento.

15 PPON1701/015-Psicólogo-Manhã
100
Diário Oficial
N⁰ 188 – Ano 2018 Terça-feira, 31 de Julho de 2018 Prefeitura Municipal Pontal/SP

CONCURSO PÚBLICO

29.07.2018

015. PROVA OBJETIVA

PSICÓLOGO

1-B 2-B 3-E 4-C 5-A 6-D 7-D 8-C 9-B 10 - A

11 - C 12 - E 13 - D 14 - C 15 - D 16 - D 17 - B 18 - D 19 - A 20 - C

21 - E 22 - A 23 - E 24 - B 25 - C 26 - B 27 - D 28 - C 29 - A 30 - B

31 - B 32 - D 33 - C 34 - A 35 - E 36 - B 37 - D 38 - E 39 - C 40 - B

41 - A 42 - E 43 - C 44 - A 45 - D 46 - E 47 - D 48 - E 49 - D 50 - B

51 - C 52 - A 53 - D 54 - A 55 - B 56 - A 57 - E 58 - C 59 - B 60 - C

Diário Oficial http://www.pontal.sp.gov.br/


ATOS OFICIAIS DO MUNICÍPIO DE PONTAL/SP
Imprensa Oficial do Município de Local/Administração/Redação/Impressão Índice Sequencial
Pontal Rua Guilherme Silva n° 337 – Centro Poder Executivo
CEP: 14.180-000 – Pontal – SP Poder Legislativo
CNPJ n° 45.352.267/0001-86
Prefeito Municipal
André Luis Carneiro
Telefones
Fone: (16) 3953-9999
Fax; (16) 3953-2699

E-mail: dompontal@yahoo.com.br
Certificado Digital acesse
pmpontal.domeletronico.com.br

101
PREFEITURA DE GUAÍRA
ESTADO DE SÃO PAULO

concurso público

035. Prova objetiva

psicólogo
(cód. 035)

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

24.06.2018 | manhã

102
conhecimentos gerais 01. O autor do texto apresenta uma crítica

(A) à falta de ousadia e criatividade dos cientistas que se


Língua Portuguesa dedicam ao estudo da Inteligência Artificial.

(B) à escassez de recursos que os governantes desti-


nam a pesquisas sobre a Inteligência Artificial.
Leia o texto para responder às questões de números 01 a 07.
(C) à descrença de que a Inteligência Artificial tem po-
tencial para substituir o homem nas mais variadas
Máquinas espertas, mas sem bom senso tarefas.

Como disse Arthur Clarke nos anos sessenta: “Qualquer (D) ao excesso de confiança que as pessoas têm depo-
tecnologia suficientemente avançada não pode ser diferen- sitado nos avanços da Inteligência Artificial.
ciada da magia”. Na inteligência artificial (IA) acontece o
(E) ao modo acelerado como a Inteligência Artificial vem
mesmo. Parece que seu potencial não tem limites, mas na
se apropriando de valores humanos.
realidade a IA permanece empacada há mais de 50 anos em
uma questão fundamental: como dotar as máquinas de bom
senso?
Qual é a situação real da IA? Vamos nos concentrar nos 02. Uma expressão que estabelece relação de causa está
espetaculares resultados obtidos recentemente com o que se destacada em:
conhece como deep learning (aprendizagem profunda), que
permitiram que um software chamado AlphaZero tenha con- (A) Parece que seu potencial não tem limites, mas na
seguido, depois de jogar contra si mesmo durante algumas realidade a IA permanece empacada há mais de 50
horas, aprender a jogar xadrez em níveis nunca antes alcan- anos em uma questão fundamental... (1o parágrafo)
çados, superando e muito os melhores jogadores humanos
(B) … esses sistemas de aprendizagem profunda são
e também os melhores jogadores software. Pois bem, esses
extremamente limitados, já que são unicamente
sistemas de aprendizagem profunda são extremamente limi-
capazes de aprender a reconhecer padrões analisando
tados, já que são unicamente capazes de aprender a reco-
enormes quantidades de dados. (2o parágrafo)
nhecer padrões analisando enormes quantidades de dados.
Não é exagero afirmar que não aprendem realmente nada no (C) … na realidade não sabem nada novo depois de
sentido humano do que entendemos por aprender. Ou seja, terem sido treinados para adquirir uma competência.
na realidade não sabem nada novo depois de terem sido trei- (2o parágrafo)
nados para adquirir uma competência.
O excessivo antropomorfismo creio que seja o motivo (D) Quando as conquistas espetaculares de uma IA
pelo qual a sociedade tem em grande medida uma percepção específica são apresentadas, como no caso do
errônea do que é IA. Quando as conquistas espetaculares de AlphaZero, tendemos a generalizar... (3o parágrafo)
uma IA específica são apresentadas, como no caso do Alpha-
(E) O fato de serem inteligências alheias à humana,
Zero, tendemos a generalizar e atribuímos à IA a capacidade
e portanto alheias aos valores e necessidades
de fazer praticamente qualquer coisa que os seres humanos
humanos, nos deveria fazer refletir sobre possíveis
fazem e de uma forma muito melhor. Em outras palavras,
limitações éticas... (4o parágrafo)
acreditamos que a IA não tem limites quando de fato é muito
limitada e, o que é mais importante, não tem quase nada a
ver com a inteligência humana.
O fato de serem inteligências alheias à humana, e portanto 03. Considere o trecho do último parágrafo:
alheias aos valores e necessidades humanos, nos deveria fazer
O perigo da IA não é a existência de futuras hipotéticas
refletir sobre possíveis limitações éticas no desenvolvimento da
superinteligências artificiais. Não, os verdadeiros perigos
IA. Em particular, nenhuma máquina deveria tomar decisões de
já estão aqui...
forma completamente autônoma.
O perigo da IA não é a existência de futuras hipotéticas No contexto, o vocábulo destacado exprime circunstân-
superinteligências artificiais. Não, os verdadeiros perigos já cia de
estão aqui e têm a ver com a privacidade (vigilância e con-
(A) lugar.
trole massivo dos cidadãos), a autonomia dos sistemas de
IA (armas autônomas, operações nos mercados de ações), (B) modo.
a excessiva confiança em suas capacidades (substituição de
pessoas por máquinas em praticamente qualquer posto de (C) tempo.
trabalho), os algoritmos de aprendizagem e as consequentes (D) qualidade.
decisões erradas que implicam, a incapacidade de prestar
contas quando a decisão é errada e a impossibilidade de (E) dúvida.
explicar essas decisões em uma linguagem simples para as
pessoas.
(Ramón López de Mántaras. https://brasil.elpais.com. 19.03.2018. Adaptado)

3 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
103
04. O trecho “... acreditamos que a IA não tem limites quando Leia o texto para responder às questões de números 08 a 10.
de fato é muito limitada...” (3o parágrafo) permanece
correto, com o acréscimo das vírgulas, em:
Para comer depois
(A) ... acreditamos que a IA não tem limites, quando
de fato, é muito limitada... Na minha cidade, nos domingos de tarde,
as pessoas se põem na sombra com faca e laranjas.
(B) ... acreditamos, que a IA não tem limites quando
Tomam a fresca e riem do rapaz da bicicleta,
de fato é, muito, limitada...
a campainha desatada, o aro enfeitado de laranjas:
(C) ... acreditamos que, a IA não tem limites, quando ‘Eh bobagem!’
de fato é muito limitada...
Daqui a muito progresso tecno-ilógico,
(D) ... acreditamos, que a IA não tem limites quando,
de fato, é muito limitada... quando for impossível detectar o domingo
pelo sumo das laranjas no ar e bicicletas,
(E) ... acreditamos que a IA não tem limites, quando,
em meu país de memória e sentimento,
de fato, é muito limitada...
basta fechar os olhos:

É domingo, é domingo, é domingo.


05. No que se refere precisamente à regência da norma-
-padrão, a expressão destacada em “... os algoritmos de (Adélia Prado. Poesia reunida. São Paulo, Siciliano, 1991, p. 43)
aprendizagem e as consequentes decisões erradas que
implicam...” (último parágrafo) pode ser substituída por
(A) de que estão sujeitos 08. Considerando o contexto global do poema, pode-se
entender que o título, “Para comer depois”, remete
(B) em se submetem
(A) à lembrança de uma cena que o eu lírico viveu em
(C) com que acarretam um passado remoto.
(D) a que dão margem (B) à intenção do eu lírico em registrar na memória uma
(E) com que são passíveis experiência vivida.
(C) ao instante em que o eu lírico prova as laranjas que
recebeu do ciclista.
06. Considere a seguinte frase, formulada a partir do texto:
(D) ao progresso que alterou a rotina do eu lírico e
Aparentemente, o potencial das máquinas é ilimitado, daqueles com quem convivia.
mas há anos pesquisadores buscam um meio de dotar
(E) aos hábitos que o eu lírico pretende abandonar com
as máquinas de bom senso, conferindo às máquinas
a chegada do progresso.
atributos que aproximem as máquinas dos humanos.

Para eliminar as viciosas repetições da frase, de acordo


com a norma-padrão, as expressões destacadas devem 09. Duas palavras que remetem a ideias opostas, no poema,
ser substituídas, respectivamente, por são:
(A) dotá-las; conferindo-lhes; as aproximem. (A) cidade; tarde.
(B) dotá-las; conferindo-lhes; aproximem-as. (B) sombra; fresca.
(C) dotar-lhes; conferindo-as; aproximem-nas. (C) progresso; bicicletas.
(D) dotar-lhes; conferindo-as; lhes aproximem. (D) memória; sentimento.
(E) dotá-las; conferindo-lhes; aproximem-lhes. (E) domingo; laranjas.

07. Assinale a alternativa em que a concordância está em 10. O sinal indicativo de crase está empregado corretamente
conformidade com a norma-padrão. na frase:
(A) Talvez não seja assim tão espetaculares os avanços (A) Os risos se dirigem à bicicleta enfeitada com laranjas.
da Inteligência Artificial.
(B) No poema, há referência à uma tarde de domingo.
(B) Algumas horas de jogo foram suficiente para o
(C) O sumo das laranjas no ar remete à momentos felizes.
AlphaZero aprender a jogar xadrez.
(D) O rapaz na bicicleta se pôs à buzinar desenfreada-
(C) Esses sistemas de aprendizagem profunda contém
mente.
limitações muito sérias.
(E) Ele voltou-se à algumas das pessoas que comiam
(D) Quando é adquirido uma nova competência, nada de
laranjas.
novo pode ser aprendido.
(E) A existência de futuras hipotéticas superinteligências
artificiais não apresenta riscos.

pmgi1701/035-psicólogo-manhã 4
104
MateMática r a s c u n h o

11. Um percurso destinado a caminhadas tem o formato de


um trapézio, cujas medidas, em metros, estão expressas
na figura a seguir.

O comprimento de uma volta nesse percurso é igual a

(A) 162 m.

(B) 300 m.

(C) 312 m.

(D) 325 m.

(E) 328 m.

12. As dimensões do piso de uma sala retangular são 10 e


4 metros. Esse piso será recoberto por placas quadra-
das de porcelanato cuja medida do lado é igual a 40 cm.
Assim, o número de placas necessárias para recobrir
esse piso é igual a
Dado: Desconsiderar, no cálculo, os espaços para rejun-
tes.

(A) 225.

(B) 250.

(C) 275.

(D) 300.

(E) 325.

13. Os chamados TRUX são tais que, quando estão juntos, o


número de TRUX aumenta em 50% após a primeira hora.
Após a segunda hora, o número de TRUX diminui em
25%. Após a terceira hora, o número de TRUX aumenta
em 50%. Após a quarta hora, o número de TRUX dimi-
nui em 25%. E assim sucessivamente. Foram colocados
juntos 128 TRUX. Após 3 horas, o número de TRUX que
havia é igual a

(A) 178.

(B) 192.

(C) 208.

(D) 216.

(E) 256.

5 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
105
14. Considere que, sempre em linha reta e em um terreno r a s c u n h o
plano, uma pessoa, partindo do ponto P, caminha 10 me-
tros até o ponto A. Ela gira 90º para direita e caminha
mais 50 metros nessa nova direção até o ponto B. Gira
90º para direita e caminha mais 130 metros nessa nova
direção até o ponto C. Do ponto C até o ponto P, a distân-
cia em linha reta é igual a

(A) 100 m.

(B) 110 m.

(C) 120 m.

(D) 130 m.

(E) 140 m.

15. Hoje, a soma da minha idade com a idade do meu filho


é 96 anos. Há 20 anos, eu tinha o triplo da idade dele. O
número de anos que eu sou mais velho que ele é igual a

(A) 24 anos.

(B) 28 anos.

(C) 32 anos.

(D) 36 anos.

(E) 40 anos.

16. Para ser aprovada em um concurso, Juliana precisa obter


uma média igual ou superior a 7. Essa média é obtida
por meio de três notas: P, Q e R, que são ponderadas,
respectivamente, pelos pesos 2, 5 e 8. Juliana tem nota
P igual a 5 e nota R igual a 6. Para Juliana ser aprovada
nesse concurso, ela precisará ter uma nota Q pelo menos
igual a

(A) 7,8.

(B) 8,2.

(C) 8,7.

(D) 9,4.

(E) 10,0.

17. Douglas pratica caminhada todos os dias. Em uma


segunda-feira, ele percorreu determinada distância e, na
terça-feira, percorreu 50% a mais do que havia percorri-
do no dia anterior. Na quarta-feira e na quinta-feira, ele
percorreu, em cada dia, a mesma distância que havia
percorrido na terça-feira. Nesses quatro dias, Douglas
percorreu, ao todo, a distância de 19 580 m. Desse modo,
a distância percorrida por Douglas, nessa segunda-feira,
é igual a

(A) 3 560 m.

(B) 3 580 m.

(C) 3 610 m.

(D) 3 620 m.

(E) 3 630 m.

pmgi1701/035-psicólogo-manhã 6
106
18. Paulo e Marcos trabalham em um supermercado como r a s c u n h o
repositores de produtos. No período da manhã, Paulo
realizou 12 viagens nas quais utilizou um carrinho que
transportava sempre 10 caixas com 24 mangas em cada
caixa. No período da tarde, Marcos trabalhou com um
carrinho que transportava sempre 8 caixas com 18 man-
gas em cada caixa. Se, ao final do período da tarde, Mar-
cos havia feito a reposição de da quantidade de man-

gas que Paulo havia reposto no período da manhã, o


número de viagens feitas por Marcos foi igual a

(A) 22.

(B) 20.

(C) 18.

(D) 16.

(E) 15.

19. Ontem Lucas percorreu 4 260 metros em uma corrida de


25 minutos. Hoje ele aumentou a distância da sua corrida
em da distância percorrida no dia anterior

e com um tempo a menos do que o tempo gasto no dia

anterior. Desse modo, pode-se afirmar corretamente que,


se Lucas tivesse mantido o mesmo ritmo durante uma
hora, no dia de hoje, ele teria percorrido uma distância
de, aproximadamente,

(A) 16 km.

(B) 18 km.

(C) 19 km.

(D) 21 km.

(E) 22 km.

20. A área de um retângulo é 130 m2. A largura desse


retângulo é x metros e seu comprimento é (x + 3) metros.
Sendo assim, é correto afirmar que o perímetro desse
retângulo é igual a

(A) 38 m.

(B) 42 m.

(C) 46 m.

(D) 50 m.

(E) 52 m.

7 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
107
atuaLidades 23. O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta
quinta-feira (8 de março) a criação de novas taxas para
a importação ao país. O país cobrará uma sobretaxa de
21. Pálido e aparentemente tenso, o CEO e fundador do 10% a 25%. A medida vale para o que entrar nos EUA a
Facebook, Mark Zuckerberg, respondeu nesta terça-feira partir de 23 de março.
(10 de abril) a uma série de questionamentos do Senado (G1, 8 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/4JPsZu>. Adaptado)
americano sobre o que os senadores chamaram de
À época do anúncio feito por Donald Trump, o objetivo
“desconexão entre suas promessas e a realidade”.
era sobretaxar
(Folha de S. Paulo, 10 abr.18.
Disponível em: <https://goo.gl/tXZzr8>. Adaptado) (A) a soja e o suco de laranja.
(B) os produtos de tecnologia.
O depoimento oficial de Zuckerberg no Senado foi convo-
cado após vir à tona que (C) o trigo e o algodão.
(A) a Rússia utilizou a rede social para coletar dados (D) os veículos automotores.
pessoais e espionar funcionários do governo dos
(E) o aço e o alumínio.
EUA com objetivos geopolíticos associados à guerra
civil na Síria.
(B) muitos usuários da rede social tiveram seus dados 24. Após a decisão do Banco Central desta quarta-feira
violados por meio de um aplicativo utilizado para (21 de março) de cortar novamente a taxa Selic, para
coletar informações pessoais no intuito de montar 6,5% ao ano, economistas disseram que o Comitê de
campanhas políticas. Política Monetária (Copom) surpreendeu ao não deixar
muitas dúvidas em seu comunicado de que ainda fará
(C) o governo chinês encontrou brechas na rede social uma nova redução na taxa de juros em sua próxima
que lhe permitiram reconhecer hábitos e padrões reunião, antes de encerrar o ciclo de cortes na Selic.
de consumo de parcela importante da população (G1, 21 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/gN6Knf>. Adaptado)
dos EUA.
(D) a rede social coletava ilegalmente informações Os cortes de juros estão relacionados a um cenário de
privadas e sigilosas dos usuários com o objetivo (A) recessão persistente acompanhada de deflação.
de vendê-las a grandes corporações, tais como a
(B) forte crescimento econômico e baixo desemprego.
Apple e o Google.
(C) baixa inflação e lenta recuperação econômica.
(E) alguns cidadãos norte-americanos estavam sendo
espionados pelo seu próprio governo por meio de (D) forte instabilidade econômica internacional.
ferramentas de coleta de dados criadas e utilizadas
(E) queda significativa dos juros nos EUA.
pela rede social.

25. A empresa norueguesa Hydro está envolvida num dos


22. Agentes dos EUA e da Coreia do Norte têm mantido con- mais recentes desastres ambientais no Brasil. Desde
tatos secretos nos quais Pyongyang enviou diretamente a a confirmação no final de fevereiro de vazamentos de
mensagem de sua disposição de manter o encontro entre rejeitos de uma de suas instalações no Pará, o gover-
os respectivos presidentes. Até o momento, Washington no da Noruega, dono de 34,4% das ações da empresa,
tem confiado nas garantias da Coreia do Sul sobre as mantém silêncio, alegando apenas não ter envolvimento
intenções do líder norte-coreano. na gestão da companhia.
(UOL, 13 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/fgo4KK>. Adaptado)
(G1, 8 abr.18. Disponível em: <https://goo.gl/4o8NfV>. Adaptado)

A principal exigência dos Estados Unidos em relação à O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos
negociação com a Coreia do Norte diz respeito Naturais Renováveis (Ibama) determinou nesta sexta-
-feira que a empresa Anglo American suspendesse suas
(A) ao fim do regime comunista no país. operações após um novo vazamento no mineroduto que
transporta a produção da empresa entre Minas Gerais e
(B) à sucessão democrática de Kim Jong-un. o Rio de Janeiro. O acidente foi registrado na quinta-feira
(29 de março). Esse já é o segundo problema em um mês
(C) à reunificação das duas Coreias.
na mesma região.
(D) à desnuclearização da península coreana. (O Globo, 30 mar.18. Disponível em: <https://goo.gl/uX4295>. Adaptado)

(E) à abertura do país para os estrangeiros. Os acidentes ambientais envolveram, respectivamente,


a produção de
(A) alumínio e ferro.
(B) cobre e bauxita.
(C) aço e manganês.
(D) nióbio e prata.
(E) ouro e zinco.
pmgi1701/035-psicólogo-manhã 8
108
noções de inforMática 28. As imagens a seguir foram extraídas do MS-PowerPoint
2010, em sua configuração padrão. Elas apresentam o
momento ANTES e DEPOIS da manipulação de cinco
objetos inseridos na apresentação: quadrado, triângulo,
26. O conteúdo da planilha a seguir foi importado de um círculo, seta e cilindro.
arquivo chamado Anotacoes.csv, utilizando o item De
Texto, do grupo Obter Dados Externos, da guia Dados,
do MS-Excel 2010, em sua configuração padrão.

O arquivo foi importado a partir da primeira linha, utilizan-


do o delimitador ponto e vírgula ( ; ) para separar os cam-
pos, o caractere vírgula ( , ) como separador de decimal e
definindo o formato das colunas como Geral.
Assinale a alternativa que contém uma linha válida do
arquivo Anotacoes.csv que possibilitou gerar a linha 4 da
planilha apresentada.

(A) Carlos | 8 | 6,5 | 4

(B) Carlos, 8, 6.5, 4

(C) Carlos; 8; 6.5; 4

(D) Carlos; 8; 6,5; 4

(E) [Carlos] [8] [6.5] [4]

27. Considere a imagem a seguir, extraída do item Quebras,


do MS-Word 2010, em sua configuração padrão. Este
item pode ser acessado no grupo Configurar Página, da Assinale a alternativa que contém o ícone do item Ali-
guia Layout da Página. A imagem apresenta uma das nhar, do grupo Organizar, da guia Ferramentas de
opções de quebra de seção, cuja descrição foi masca- Desenho > Formatar, responsável pela ação executada
rada propositalmente. entre os dois momentos: ANTES e DEPOIS.

(A)

(B)

A opção apresentada na figura insere uma quebra de


seção e inicia uma nova seção

(A) na página seguinte. (C)

(B) na coluna seguinte.

(C) na próxima página com número ímpar. (D)

(D) na próxima página com número par.

(E) na mesma página.


(E)

9 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
109
29. No Windows Explorer, do MS-Windows 7, em sua con- conhecimentos esPecÍficos
figuração padrão, o usuário está manipulando arquivos
da Biblioteca de Documentos e decide excluir o docu-
mento de texto Referencias.docx. Ele abre o menu de 31. As práticas pós-modernas em terapia familiar, concebi-
contexto ao clicar com o botão secundário do mouse das como práticas sociais transformadoras, solicitam que
sobre o documento, clica na opção “Excluir” e confir- o terapeuta conduza suas intervenções no sentido de
ma o envio do arquivo para a Lixeira. Contudo, imedia-
(A) assumir plena responsabilidade pela organização e
tamente após enviar o arquivo para a Lixeira, ele se
condução da conversação terapêutica.
arrepende. Para desfazer essa ação, ele utiliza o atalho
de teclado , que tira o documento (B) definir claramente os problemas da família e sinali-
Referencias.docx da Lixeira e o devolve para a sua zar o potencial de cada um de seus integrantes para
pasta de origem. mudança.
Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacu- (C) enfatizar a visão de que as pessoas são autoras de
na do enunciado. sua história e existência e competentes para agir e
(A) Ctrl+D escolher.

(B) Ctrl+Alt+Del (D) identificar e esclarecer os significados atribuídos por


cada membro da família para as queixas do grupo.
(C) Ctrl+A
(E) fortalecer os recursos da família para enfrentamento
(D) Ctrl+Z
de suas dificuldades, de forma autossuficiente e in-
(E) Ctrl+V dependente.

30. No mecanismo de busca da Google, acessado no Google 32. Um casal com dois filhos, um menino de cinco anos e
Chrome, versão 65.0.3325.181, na sua configuração uma menina de oito anos, se separou há três anos. Dois
padrão, o usuário realiza duas buscas distintas utilizando anos após a separação, o pai das crianças se casou no-
o mesmo conjunto de palavras, mas, na segunda busca, vamente, e os filhos frequentam a casa nova do pai e da
as palavras são delimitadas por aspas duplas ( “ ” ). madrasta aos finais de semana. Nessa situação, a disci-
plina e os limites
Busca 1
(A) precisam ser definidos pela mãe das crianças, pois
ela convive com os filhos no seu cotidiano.

(B) devem ser distintos na casa do pai e na da mãe, de


Busca 2 modo que as crianças tenham maior probabilidade
de adaptação às demandas sociais.

(C) podem ser flexibilizados na casa do pai, para que


a adaptação das crianças ao novo relacionamento
O buscador da Google consegue resultados relevantes paterno seja favorecida.
para o conteúdo da primeira busca, mas não obtém resul-
(D) precisam ser suprimidos temporariamente nos dois
tados para o conteúdo da segunda.
ambientes familiares, para facilitar a reorganização
Assinale a alternativa que descreve corretamente a fun- familiar.
ção das aspas duplas na delimitação das palavras, no
(E) devem ser mantidos nas duas casas, por todas as
contexto da segunda busca.
figuras adultas, inclusive pela madrasta.
(A) Subtrair da busca as palavras delimitadas.
(B) Mudar o idioma das palavras delimitadas para outro
33. Crianças que sofreram violência sexual podem, durante
idioma, necessariamente diferente.
os atendimentos psicológicos a elas oferecidos, recordar
(C) Restringir a busca aos resultados publicados na a situação de violência sofrida. Nessas ocasiões, fre-
última hora. quentemente elas
(D) Forçar a busca de resultados que contenham as (A) culpam a si próprias pelos eventos que ocorreram
palavras delimitadas, em qualquer sequência, inde- com elas.
pendente de como foram digitadas.
(B) solicitam contato físico afetivo por parte dos tera-
(E) Forçar a busca de resultados que contenham as peutas.
palavras delimitadas, exatamente na sequência em
que foram digitadas. (C) apresentam tremores e paralisias nos membros su-
periores.

(D) dirigem acusações aos terapeutas em função de seu


desamparo.

(E) alcançam uma integração psíquica suficientemente


estável.

pmgi1701/035-psicólogo-manhã 10
110
34. Um jovem cometeu atos graves de violência, e um juiz 37. Um paciente em atendimento tem demonstrado uma di-
determinou, como medida socioeducativa, a sua interna- ficuldade sistemática de defender seus próprios interes-
ção em um estabelecimento educacional. Nesse ambien- ses. Em determinada sessão, queixa-se de que a fatura
te, após cometer um ato de violência contra outro jovem de seu celular apresenta valores exorbitantes, mas de-
internado, ele foi castigado fisicamente por um dos agen- clara que esperará a próxima fatura para verificar se de
tes públicos encarregados de sua educação e proteção. fato a operadora está cobrando valores indevidos. Diante
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, dessa situação, o terapeuta lhe diz: “De fato é frustrante
lidar com situações desse tipo, mas sua dificuldade espe-
(A) os dois jovens devem ser encaminhados à autorida-
cífica nesses assuntos revela o lado masoquista de sua
de judiciária para que as medidas adotadas em seus
personalidade.”
casos sejam revistas.
A intervenção do terapeuta, identificada em sua fala inte-
(B) o agente público deve esclarecer ao garoto que foi
gral, pode ser classificada como uma
punido sobre as razões de sua conduta, e não mais
castigá-lo fisicamente. (A) confrontação.
(C) o juiz deve encaminhar esse adolescente para uma
(B) validação empática.
detenção comum, pois ele perdeu a condição de
inimputabilidade. (C) observação.
(D) o agente público deve ser denunciado à autoridade
(D) interpretação.
judiciária, para que seja alvo das medidas cabíveis
em relação à sua conduta. (E) clarificação.
(E) o adolescente deve ter o tempo de sua internação
revisto pela autoridade judiciária, uma vez que de-
monstra comportamento inaceitável.
38. A psicoterapia de grupo pode ser indicada para pacien-
tes com transtornos de personalidade, incluindo os de
35. O projeto terapêutico singular adotado para condução tipo histérico, obsessivo-compulsivo e alguns pacientes
dos casos encaminhados aos serviços públicos de aten- do tipo borderline. Essa indicação se mostra apropriada
dimento em saúde mental é elaborado por uma equipe quando o objetivo terapêutico é o de
multidisciplinar. É responsabilidade dos profissionais que
elaboram esse projeto (A) estimular o estabelecimento de ligações afetivas es-
táveis com as pessoas ao seu redor.
(A) informar e discutir as ações definidas para o atendi-
mento com os usuários que delas vão se beneficiar. (B) facilitar a comunicação de suas necessidades e ex-
pectativas aos seus pares.
(B) seguir os protocolos definidos pela coordenação de
sua unidade para formulação do plano de atendimento. (C) possibilitar uma reflexão sobre como os seus pa-
(C) incluir ações de todos os profissionais da equipe no drões de caráter afetam os outros.
plano de atendimento formulado para cada um dos
(D) bloquear a expressão de conteúdos que denotem
usuários.
hostilidade em relação ao ambiente.
(D) escolher, entre todos os profissionais da equipe,
aquele com mais condições de atender à principal (E) enfatizar a importância da convivência social para a
demanda de cada caso. supressão de seus sintomas.

(E) atender, durante a construção desse projeto, às de-


mandas identificadas pelos usuários do serviço.
39. Durante a realização de uma sessão de ludoterapia, as
36. A realização de um programa de prevenção contra a vio- (A) verbalizações da criança traduzem, invariavelmente,
lência familiar que tenha como objetivo uma mudança na suas fantasias de onipotência e de cura.
cultura da violência, segundo a Organização Mundial de
Saúde (OMS), deve ocorrer em três níveis de atenção. (B) mensagens não verbais da criança devem ser de-
Considerando-se o nível de atenção secundária, uma tectadas e utilizadas para compreensão do conteúdo
das estratégias adotadas poderia ser: que ela expressa.
(A) encaminhamento e tratamento das vítimas que já so- (C) reações das crianças às intervenções e manifesta-
frem com os danos da violência. ções do terapeuta serão sempre pré-verbais.
(B) realização de palestras sobre violência com os pais
(D) manifestações não verbais da criança representam
das crianças e jovens da comunidade.
dificuldades para entrar em contato com o conteúdo
(C) treinamento de professores e agentes de saúde para latente.
identificação dos danos causados pela violência.
(E) mensagens verbais das crianças devem ser estimu-
(D) encaminhamento de adultos agressores, na comuni- ladas, pois é impossível identificar o significado das
dade, para as autoridades policiais. mensagens pré-verbais.
(E) realização de visitas domiciliares para prover cuida-
dos às famílias dos grupos de risco.
11 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
111
40. Um garoto de seis anos está gritando com os pais, que 43. Durante o tratamento estatístico de dados de pesquisa,
acabaram de chegar, cansados do trabalho, porque eles as distribuições de frequências podem assumir diversas
não o deixam ligar o videogame. Os pais acabam ceden- formas. Uma distribuição com a qual os pesquisadores
do e o garoto para de gritar. Na situação apresentada, na área da psicologia estão muito familiarizados é a dis-
tribuição em uma curva normal. Uma das características
(A) o fato de os pais cederem aos gritos do garoto é um da curva normal é o fato de que, nesse tipo de distribui-
reforço vicário para o seu comportamento de gritar. ção,
(B) tanto o comportamento dos pais de cederem aos (A) o desenho da curva de distribuição é assimétrico.
apelos do filho, quanto o fato de o filho gritar são
reforços primários. (B) a média, a mediana e a moda não coincidem.

(C) o comportamento de gritar do garoto é uma forma (C) as extremidades tocam a reta-base.
de punição em relação ao comportamento dos pais. (D) a curvatura é extremamente acentuada.
(D) o fato de o garoto parar de gritar é um reforço nega- (E) só existe um ponto de máxima probabilidade.
tivo para o comportamento dos pais.

(E) o comportamento dos pais de cederem aos gritos do 44. “Nossos cinco sentidos são incapazes de fornecer co-
filho é uma punição contra o comportamento inade- nhecimento das ideias – revelam apenas um mundo
quado do filho. cambiante de sombras. Por isso, somente por meio da
reflexão filosófica podemos chegar ao verdadeiro conhe-
cimento: conhecimento das eternas, imutáveis e perfeitas
41. O estudo de caso vem sendo utilizado com frequência ideias”.
cada vez maior pelos pesquisadores sociais, uma vez Essa asserção reflete o pensamento de
que atende a diferentes propósitos de investigação. Um
desses propósitos é o de (A) John Locke.

(A) estudar um grupo único, apenas uma vez, após a (B) Aristóteles.
realização de uma intervenção ou mudança. (C) Renè Descartes
(B) inferir sobre a relação direta entre duas variáveis (D) Platão.
sem uma observação direta do fenômeno.
(E) Martin Heidegger.
(C) explorar em profundidade situações da vida real
cujos limites não estão claramente definidos.
45. Entre dois e cinco anos, aproximadamente, a criança ad-
(D) interrogar, diretamente, o maior número de indivíduos quire a capacidade de se expressar por meio da lingua-
cujo comportamento ou opinião se deseja conhecer. gem e forma, de alguma maneira, um sistema de ima-
gens. Segundo Jean Piaget, nesse período,
(E) estudar um grupo único ou comunidade, ressaltando
a interação entre os seus integrantes. (A) a linguagem tem o mesmo valor que tem para o adulto.

(B) a palavra ainda não tem um valor de conceito.

42. A política de redução de danos é uma estratégia de cui- (C) o sistema de signos permite evocar a realidade social.
dado utilizada para minimizar as consequências do con- (D) a linguagem é informativa e não alusiva.
sumo de drogas. Esse tipo de estratégia, de acordo com
o que se apresenta no Código de Ética dos Psicólogos, (E) a palavra reflete a capacidade de generalizar.

(A) é adequada porque pressupõe um entendimento in-


tegral da pessoa, atuando para promoção e garantia 46. O domínio do “não” (gesto e palavra), apresentado por
de seus direitos. René Spitz como um indicador tangível do terceiro orga-
nizador da psique, é um fato que tem consequências de
(B) viola os princípios do código de ética, porque incenti- longo alcance para o desenvolvimento das crianças porque
va a utilização de substâncias e compromete a saúde
da coletividade. (A) revela que elas já podem assumir as consequências
pelos seus atos.
(C) contribui para o reconhecimento de técnicas e co-
(B) pressupõe que a criança é incapaz de se identificar
nhecimentos fundamentados na ciência psicológica.
com o objeto libidinal.
(D) induz convicções políticas e ideológicas durante o
(C) indica dificuldades para tolerar situações de frustra-
exercício profissional, o que é inaceitável como prá-
ção e oposição.
tica profissional.
(D) supõe a aquisição elementar da capacidade de jul-
(E) prolonga, desnecessariamente, a prestação de ser- gamento e de negação.
viços psicológicos, porque reforça a dependência
dos usuários. (E) significa que o intercâmbio na comunicação com a
mãe foi interrompido.

pmgi1701/035-psicólogo-manhã 12
112
47. Para a escola de psicossomática americana, no discurso 50. Um psicólogo precisa realizar uma avaliação psicológica
dos doentes psicossomáticos predominam os conteúdos sobre o potencial cognitivo e a maturidade percepto-mo-
pragmáticos do pensamento, e, por esse motivo, as emo- tora de uma criança que tem nove anos de idade. Quais
ções não podem ser descritas e expressas por palavras. dos instrumentos apresentados são adequados para
Essa condição é denominada compor a bateria de testes utilizada nessa investigação?

(A) alexitimia. (A) Teste de Reprodução de Figuras – RF e Teste das


Matrizes Progressivas de Raven – Escala Geral.
(B) pensamento operatório.
(B) Teste gestáltico visomotor de Bender – Sistema de
(C) neurose de órgão. Pontuação Gradual e Escala de Maturidade Mental
Colúmbia - CMMS.
(D) liberdade fantasmática.
(C) Teste de Apercepção Temática Infantil – CAT e Teste
(E) síndrome fisiológica. das Figuras Complexas de Rey.

(D) Desenho da Figura Humana de Weschler – DFH III e


Pirâmides Coloridas de Pfister.
48. A premissa teórica básica da abordagem em terapia cog-
nitiva-comportamental afirma que (E) Escala Wechsler de Inteligência para Crianças –
WISC IV e Teste de Piaget-Head.
(A) os elementos que caracterizam uma situação deter-
minam o modo como uma pessoa se sente.
51. Durante a realização de uma observação lúdica, em
(B) o modo como uma pessoa se comporta determina
um processo psicodiagnóstico com uma criança de três
o sistema de valores que adota para conduzir seus
anos, um terapeuta identifica que o jogo por ela realizado
atos.
tem caráter egocêntrico. Ela faz perguntas ao terapeuta
e pede sua ajuda para realização de algumas atividades,
(C) o comportamento e as emoções das pessoas são in-
mas não o inclui em sua brincadeira. Sua atividade lúdica
fluenciados por suas concepções das situações.
é espontânea e lábil, passando de um jogo ao outro com
(D) os padrões de comportamento disfuncionais de facilidade. Além disso, sua atenção parece voltada para
uma pessoa determinam e mantêm seu sistema de a investigação dos objetos com os quais se depara, aos
crenças. quais atribui uma funcionalidade subjetiva. Esse tipo de
jogo caracteriza o brincar de uma criança com
(E) as escolhas e os comportamentos das pessoas
independem de seu sistema de valores. (A) desenvolvimento cognitivo e comportamentos típicos
em relação à sua idade cronológica.

(B) dificuldades para interação social e prejuízos na ava-


49. A Gestalt-terapia pode ser classificada como uma terapia liação dos dados de realidade.

(A) psicodinâmica, porque enfatiza a importância da per- (C) baixa tolerância à frustração e instabilidade motora
cepção para a adaptação ao ambiente e aos seus que impede a organização de suas atividades.
princípios organizadores.
(D) evidente dependência em relação às figuras de auto-
(B) de insight, pois enfatiza a importância da reestrutu- ridade e comportamento impulsivo.
ração da personalidade para a integração psíquica
(E) ansiedades do tipo paranoide e muita inconstância
dos indivíduos.
em relação aos propósitos de suas ações.
(C) expressiva, porque procura canalizar as emoções
despertadas diante dos dilemas humanos universais
de forma produtiva. 52. Muitos transtornos psiquiátricos diferentes podem pro-
vocar tentativas de suicídio. Entretanto, as tentativas de
(D) de apoio, pois busca mobilizar os recursos e o po- suicídio efetivas estão relacionadas de forma mais proe-
tencial dos seres humanos para o enfrentamento das minente aos transtornos
situações críticas.
(A) de conduta.
(E) humanística, porque promove a ideia do homem
como centro, como valor positivo, como capaz de (B) da personalidade histérica ou histriônica.
autogerir-se e regular-se.
(C) de ansiedade.

(D) aditivos e alimentares.

(E) afetivos maiores.

13 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
113
53. O atendimento domiciliar é uma modalidade de atuação 56. Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) são unida-
destinada aos pacientes que apresentam dificuldades ou des de atendimento em saúde mental do Sistema Único
impedimentos para locomoção, devido a patologias ou de Saúde – SUS. As práticas realizadas nesses centros
outros motivos que as impedem de ir ao consultório ou e os projetos nele conduzidos, com a finalidade de trata-
se dirigir a um hospital. O pedido ou indicação para o mento e reinserção social de seus usuários,
atendimento psicológico domiciliar
(A) sempre acontecem em ambientes privados e estru-
(A) precisa ser efetuado pelo médico que atende esse turados, pois destinam-se ao tratamento de pessoas
tipo de paciente, porque só esse profissional pode com transtornos mentais graves.
constatar o impedimento para locomoção.
(B) são formulados a partir das decisões da comunida-
(B) pode ser solicitado pelo paciente, por seus familia- de, contando com a participação dos técnicos do ser-
res, pelo médico ou pela equipe de saúde encarre- viço apenas para a sua execução.
gada de seus cuidados.
(C) tem como principal objetivo a avaliação diagnóstica,
(C) deve ser autorizado pelos familiares que moram com elemento fundamental para o planejamento e a exe-
o paciente que será atendido, uma vez que eles tam- cução de todas as ações da equipe do serviço.
bém frequentam o domicílio.
(D) muitas vezes ultrapassam a estrutura física do servi-
(D) atende exclusivamente ao desejo do paciente, sendo ço, em busca de suporte da rede social, que poten-
inócua a sua realização quando a solicitação ocorre cializa as ações do serviço.
atendendo ao desejo de familiares ou médicos.
(E) são realizados sem a necessidade de sistematiza-
(E) deve ser formalizado pelo psicólogo que atenderá ção, para atender aos usuários em sua singularida-
o caso, único profissional capacitado para avaliar a de, sua história, sua cultura e seu cotidiano de vida.
real necessidade desse tipo de intervenção.

57. Os Centros de Convivência e Cooperativa foram criados


54. Dados atuais da literatura científica embasam a associa- como dispositivos para garantir aos portadores de trans-
ção entre o transtorno da personalidade e o desenvolvi- tornos mentais
mento de adição a drogas. Esses estudos demonstram
que parte dessa associação pode ser explicada por tra- (A) participação em um projeto transversal de inclusão,
ços de personalidade comuns subjacentes aos indivíduos de convivência e de criação.
acometidos pelos dois tipos de transtornos, que são:
(B) práticas cotidianas e terapêuticas mais voltadas para
(A) labilidade do humor e perfeccionismo. a assistência às suas patologias.

(B) perseveração e estereotipia de comportamentos. (C) oportunidades de se vincularem aos seus sintomas
de forma produtiva.
(C) impulsividade e comportamento de autolesão.
(D) circulação em um espaço protegido para realização
(D) rigidez e emocionalidade contida. de ações culturais e esportivas.

(E) desconfiança e onipotência exacerbada. (E) capacitação profissional para serem inseridos no
mercado de trabalho.

55. No tratamento aos casos de esquizofrenia, identifica-se


que a utilização criteriosa de medicamentos antipsicóticos 58. A organização da Atenção Básica em Saúde tem como
fundamento os princípios do Sistema Único de Saúde –
(A) interfere negativamente na realização de interven- SUS. O princípio que trata da responsabilização mútua
ções psicossociais. entre os serviços de saúde e a comunidade e do estreita-
mento dos vínculos entre as equipes de profissionais e a
(B) é altamente eficaz para o manejo dos sintomas posi-
população é denominado
tivos do transtorno.
(A) universalidade.
(C) elimina significativamente os sintomas negativos as-
sociados ao transtorno. (B) humanização do atendimento.

(D) estimula o estabelecimento de relações interpes- (C) resolutividade.


soais de qualidade.
(D) intersetorialidade.
(E) elimina o aparecimento dos efeitos colaterais asso-
ciados ao uso de medicação. (E) integralidade da assistência.

pmgi1701/035-psicólogo-manhã 14
114
59. Dois idosos comparecem ao serviço de pronto-atendi-
mento em um hospital geral. Um deles tem sessenta e
cinco anos, e o outro idoso tem oitenta e três anos. Nesse
caso, o Estatuto do Idoso determina que a prioridade de
atendimento

(A) é sempre do idoso que tem mais de oitenta anos,


desde que sua condição de saúde seja emergencial.

(B) é do idoso que compareceu ao serviço de pronto-


-atendimento em primeiro lugar.

(C) é do idoso com mais de oitenta anos porque, nessa


idade, todo atendimento é considerado emergencial.

(D) é do idoso que estiver desacompanhado no momen-


to da consulta no serviço de atendimento.

(E) é do idoso com mais de oitenta anos, desde que


o caso do outro idoso não se configure como uma
emergência.

60. De acordo com o art. 36 do Estatuto da Pessoa com


Deficiência, o poder público deve implementar serviços
e programas completos de habilitação profissional e de
reabilitação profissional para que a pessoa com deficiên-
cia possa ingressar, continuar ou retornar ao campo do
trabalho, respeitados sua livre escolha, sua vocação e
seu interesse. Esses serviços de habilitação profissional,
de reabilitação profissional e de educação profissional

(A) contam com recursos para atender exclusivamente


os casos de pessoas com deficiência que têm impe-
dimento de longo prazo, de natureza física.

(B) dispõem de profissionais capacitados para os casos


de deficiência mental ou intelectual, desde que não
tenham nenhuma deficiência física.

(C) devem ser dotados de recursos necessários para


atender toda pessoa com deficiência, independente-
mente de sua característica específica.

(D) podem atender as pessoas que tenham deficiência


mental ou física sem nenhum comprometimento do
ponto de vista cognitivo.

(E) atendem as pessoas com deficiências mentais, físi-


cas e cognitivas, mas não dispõem de profissionais
capacitados para atender os casos de deficiência
sensorial.

15 pmgi1701/035-psicólogo-manhã
115
CONCURSO PÚBLICO

24.06.2018

035. PROVA OBJETIVA

PSICÓLOGO
(CÓD. 035)
1– D 2– B 3– C 4– E 5– D 6– A 7– E 8– B 9– C 10– A
11– C 12– B 13– D 14– D 15– B 16– D 17– A 18– E 19– A 20– C
21– B 22– D 23– E 24– C 25– A 26– D 27– A 28– B 29– D 30– E
31– C 32– E 33– A 34– D 35– A 36– E 37– D 38– C 39– B 40– D
41– C 42– A 43– E 44– D 45– B 46– D 47– A 48– C 49– E 50– B
51– A 52– E 53– B 54– C 55– B 56– D 57– A 58– B 59– E 60– C

PMGI1701

116
CONCURSO PÚBLICO

018. Prova objetiva

PSICóLOgO

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

Rg Inscrição Prédio Sala Carteira

30.09.2018 | manhã

117
conhecimentos gerais 02. A pergunta da autora na passagem “Nada a estranhar:
quem se separa desses aparelhos hoje em dia?” equivale à
Língua Portuguesa (A) negação da ideia de que todo mundo tem smartphone.

(B) negação da ideia de que ninguém quer se separar


Leia o texto, para responder às questões de números 01 a 08.
do smartphone.

… E Graham Bell virou outra coisa (C) afirmação da ideia de que algumas pessoas não
sabem operar smartphones.
É possível que você esteja lendo esta reportagem em
um smartphone. E, se não for esse o caso, é provável que (D) afirmação da ideia de que as pessoas não se sepa-
ele se encontre ao alcance de sua mão. Nada a estranhar: ram dos smartphones.
quem se separa desses aparelhos hoje em dia? Nem à noite:
é para o celular que um número cada vez mais espantoso (E) afirmação da ideia de que ela sabe que há pessoas
de pessoas – já são 5,4 bilhões de linhas no planeta – dirige que não usam smartphone.
sua atenção antes de dormir; e é também para ele que elas
olham primeiro quando acordam. Aliás, existem aplicativos
que ajudam a pegar no sono e outros que despertam qual- Para responder às questões de números 03 a 05, considere a
quer um – como o alarme que só pode ser desabilitado se o seguinte passagem do segundo parágrafo do texto.
dono der alguns passos.
Não há notícia de nenhum gadget que tenha se tornado Na apresentação, ele enfatizou que estava “revolucio-
tão onipresente (e onipotente). É um recorde de popularida- nando o telefone” (embora já existissem smartphones, como
de. Com o aparelho que quase todo mundo carrega consigo, os da Black Berry). Isso porque num mesmo dispositivo seria
é possível realizar uma série de atividades que antes exigi- possível ouvir músicas, usar a internet e “até” fazer uma liga-
riam tempo, deslocamento e dinheiro. “De vez em quando ção. Sim, definitivamente “telefonar” passava a ser apenas
aparece um produto revolucionário que muda tudo”, disse “mais uma” função do telefone.
Steve Jobs no lançamento do iPhone, em 9 de janeiro de
2007 – data que pode ser considerada um desses extraor-
dinários “de vez em quando”. Na apresentação, ele enfati- 03. No contexto do segundo parágrafo, o pronome “isso”,
zou que estava “revolucionando o telefone” (embora já exis- destacado na passagem, refere-se à informação de que
tissem smartphones, como os da Black Berry). Isso porque
num mesmo dispositivo seria possível ouvir músicas, usar a (A) a criação do iPhone representava uma revolução
internet e “até” fazer uma ligação. Sim, definitivamente “tele- nos telefones.
fonar” passava a ser apenas “mais uma” função do telefone. (B) os smartphones da Black Berry precederam o iPhone.
A era dos smartphones trouxe consigo uma preocupação:
o risco da dependência. Uma pesquisa realizada pela Univer- (C) novas utilidades para o smartphone estavam sendo
sidade da Coreia, em Seul, revelou que a nomofobia – esse criadas.
é o termo empregado para se referir ao problema – pode ser
caracterizada como vício. E por um motivo simples: o uso (D) seria possível a partir de então usar o smartphone
excessivo do celular produz alterações químicas no cérebro como telefone.
que levam a reações que, em muitos aspectos, se asseme- (E) a apresentação de Steve Jobs foi surpreendente.
lham às que acometem os dependentes de drogas. Assim,
a sugestão quanto ao smartphone é incontornável: use com
moderação. Você pode, por exemplo, dormir sem ele. 04. Observe os trechos em que a autora emprega aspas:
(Mariana Amaro. Veja, 18.07.2018. Adaptado) (I) “revolucionando o telefone”; (II) “até”; (III) “telefonar”;
(IV) “mais uma”.
01. É correto afirmar que a autora do texto desenvolve as É correto afirmar que, nesses trechos, as aspas sinalizam
ideias acerca do smartphone
(A) a citação da fala de outrem em (I) e (III); e estranha-
(A) destacando as vantagens do aparelho para a execu- mento da autora diante das ideias que menciona, em
ção de tarefas, em cujo uso não vê restrições. (II) e (IV).
(B) apontando múltiplas utilidades do aparelho, sem (B) estranhamento da autora em relação à ideia que
descuidar de alertar para a possibilidade de relação cita, em (I) e (IV); e ênfase da autora às ideias que
viciosa com ele. expressa em (II) e (III).
(C) expondo os riscos do contato com aplicativos que (C) a citação de fala de outrem em (I); e ênfase da autora
interferem no repouso do usuário, especialmente no às ideias que expressa, nos demais trechos.
uso como despertador. (D) ênfase da autora à fala de outrem, em (I) e (III); e
(D) contrastando informações dadas pelo criador do estranhamento da autora diante das ideias expres-
iPhone a pesquisas acadêmicas de universidade de sas em (II) e (IV).
renome. (E) estranhamento da autora em relação às ideias de (I)
(E) comparando o revolucionário iPhone a outros dispo- a (IV), citadas por ela como falas de outrem.
sitivos do gênero que vêm causando dependência
nos usuários.
3 PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã
118
05. Assinale a alternativa que reescreve o trecho – … embora 09. Leia a tira.
já existissem smartphones, como os da Black Berry… –,
empregando conjunção que preserva o sentido do original e
de acordo com a norma-padrão de concordância.
(A) … contanto que já houvessem smartphones, assim
como os da Black Berry…
(B) … desde que já houvessem smartphones, tal qual os
da Black Berry…
(C) … no entanto já haviam smartphones, igual os da
Black Berry…
(D) … portanto já havia smartphones, tanto quanto os da
Black Berry…
(E) … apesar de já haver smartphones, tais quais os da
Black Berry…

06. Assinale a alternativa que emprega e coloca os prono- (Alexandre Beck. Armandinho. Disponível em:
mes de acordo com a norma-padrão, completando o https://tirasarmandinho.tumblr.com/. Acesso em: 28 jul 2018)
enunciado a seguir.
Quanto a … É correto concluir que a pergunta do garoto deixa

(A) tempo, deslocamento e dinheiro, há atividades que (A) explícita a ideia de que na escola não é possível
antes exigiriam-os. aprender a dar boas respostas.
(B) reações químicas no cérebro, o uso excessivo do
(B) explícita a ideia de que ele desconhece o momento
celular as produz.
certo de fazer perguntas.
(C) atividades que antes exigiriam tempo, é possível
realizar-lhes. (C) implícita a ideia de que perguntar é menos eficaz do
que responder o que se memorizou.
(D) esta reportagem, é possível que você esteja lendo
ela em um smartphone. (D) implícita a ideia de que saber perguntar pode ser
(E) telefones, ele enfatizou que lhes estava “revolucio- mais importante do que dar respostas.
nando”.
(E) implícita a ideia de que o que importa é aprender a
responder com inteligência.
07. As expressões destacadas Aliás (primeiro parágrafo) e
Assim (último parágrafo) têm seu sentido expresso, cor-
reta e respectivamente, em:
10. Assinale a alternativa que preenche as lacunas do trecho,
(A) No entanto e Desse modo. respectivamente e de acordo com a norma-padrão de con-
cordância e de emprego do sinal indicativo de crase.
(B) Ou melhor e E.
(C) A propósito e Portanto. as placas dos veículos, falhas
no sistema de cadastramento, quais não
(D) Além disso e Igualmente. se dera atenção no momento do cadastramento. Agora,
(E) De outro modo e Ademais. advertências, medidas puniti-
vas aos proprietários, como multas.
08. Assinale a alternativa que emprega adequadamente os (A) Aferido … constatou-se … às … dado as … suspen-
verbos, dando sequência à frase seguinte. dem-se qualquer… tal
Talvez…
(B) Aferido … constataram-se … as… dadas às … sus-
(A) a era dos smartphones trouxesse consigo uma pre- pende-se qualquer … tais
ocupação.
(B) não houve notícia de nenhum gadget que tivesse se (C) Aferidas … constataram-se … as … dado as … sus-
tornado tão onipresente. pende-se quaisquer… tal

(C) foi provável que ele se encontra ao alcance de (D) Aferidas … constatou-se … às … dado às … sus-
sua mão. pendem-se qualquer … tais
(D) num mesmo dispositivo era possível ouvir música. (E) Aferidas … constataram-se … às … dadas as …
(E) o uso excessivo do celular produzira alterações quí- suspendem-se quaisquer … tais
micas no cérebro.

PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã 4
119
MateMática r a s c u n h o

11. Durante as férias de julho, Marília montou 3 quebra-cabe-


ças: um com 400 peças, outro com 500 e outro com 600,
não necessariamente nessa ordem. Considerando o
total de peças dos 3 quebra-cabeças, no dia 1o de julho,
ela combinou um décimo das peças e, em cada um dos
demais 30 dias do mês, ela combinou um mesmo número
de peças. Marília montou um quebra-cabeça por vez e, no
dia em que terminava um, imediatamente começava
outro. No dia 20 de julho, Marília terminou de montar o
quebra-cabeça de 600 peças, então o dia de julho em
que ela terminou de montar o primeiro quebra-cabeça foi

(A) 6.

(B) 7.

(C) 8.

(D) 9.

(E) 10.

12. Em um parque aquático, dois toboáguas, A e B, estão


localizados lado a lado. A cada 12 segundos, uma pes-
soa desce pelo toboágua A, e, a cada 28 segundos, uma
pessoa desce pelo toboágua B. Em dado momento, duas
pessoas iniciaram a descida ao mesmo tempo pelos
toboáguas A e B.
Após esse momento, se mais 98 pessoas desceram pelo
toboágua A, então o número de vezes que duas pessoas
iniciaram a descida ao mesmo tempo pelos dois toboá-
guas foi

(A) 10.

(B) 12.

(C) 14.

(D) 16.

(E) 18.

13. Daniel estuda 4 horas de inglês para cada 7 horas de


japonês. No mês de agosto, ele estudou 27 horas a
mais de japonês do que de inglês. O número de horas
que Daniel dedicou ao estudo desses dois idiomas, no
mês de agosto, foi

(A) 99.

(B) 110.

(C) 121.

(D) 132.

(E) 143.

5 PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã
120
14. Em certo domingo, um espetáculo circense foi apresen- r a s c u n h o
tado em duas sessões. Na primeira sessão, o total de
mulheres na plateia representava 48% do público total e,
na segunda, o total de mulheres representava 54%. Se
na primeira sessão estiveram presentes 225 pessoas e
na segunda sessão 300 pessoas, o número de mulheres
que assistiram ao espetáculo nesse domingo superou o
número de homens em

(A) 5.

(B) 10.

(C) 15.

(D) 20.

(E) 25.

15. Para pintar 108 metros quadrados de uma cerca, 4 pes-


soas trabalharam 1,5 hora por dia durante 6 dias. Con-
siderando que cada pessoa consiga pintar um mesmo
número de metros quadrados por unidade de tempo,
para pintar 288 metros quadrados de uma outra cerca,
8 pessoas precisarão trabalhar 2 horas por dia durante

(A) 2 dias.

(B) 3 dias.

(C) 4 dias.

(D) 6 dias.

(E) 9 dias.

16. Paulo estudou por 5 semanas e, a partir da segunda


semana, estudou, por semana, 20 minutos a mais do que
havia estudado na semana anterior. Se nessas 5 semanas
Paulo estudou uma média de 3 horas e 40 minutos por
semana, então, na última semana, ele estudou

(A) 4 horas.

(B) 4 horas e 5 minutos.

(C) 4 horas e 10 minutos.

(D) 4 horas e 15 minutos.

(E) 4 horas e 20 minutos.

17. Camila leu um livro em 3 dias, tendo lido um quarto das


páginas no primeiro dia, um terço das páginas no segun-
do dia e 200 páginas no terceiro dia. Se ela tivesse lido
16 páginas por dia, ela levaria, para ler todo o livro,

(A) 12 dias.

(B) 18 dias.

(C) 20 dias.

(D) 24 dias.

(E) 30 dias.

PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã 6
121
18. Em uma reunião com 19 colecionadores de carros, al- r a s c u n h o
guns possuem 22 carros e outros possuem 26 carros.
Sabendo-se que essas pessoas juntas possuem um total
de 426 carros, o número de colecionadores que possuem
22 carros supera o número dos que possuem 26 carros
em

(A) 15.

(B) 14.

(C) 13.

(D) 12.

(E) 11.

19. Um retângulo ABCD foi dividido em um quadrado CDEF,


cujo perímetro é igual a 28 cm, e um retângulo ABFE,
cujo perímetro é igual a 22 cm, conforme a figura a seguir.

O perímetro do retângulo ABCD, em cm, é igual a

(A) 32.

(B) 36.

(C) 40.

(D) 44.

(E) 48.

20. Um reservatório, inicialmente vazio, possui a forma de


uma paralelepípedo reto-retângulo, cuja base é um retân-
gulo onde o lado maior mede 6 m. Se forem despejados
21 m3 de água nesse reservatório, a água atingirá uma
altura de 0,7 m em relação à base do reservatório.
O perímetro da base desse reservatório, em m, é igual a

(A) 19.

(B) 20.

(C) 21.

(D) 22.

(E) 23.

7 PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã
122
atuaLidades 23. Em 25 de junho, depois de quase quatro horas de discus-
são, a Comissão Especial da Câmara que analisa o Pro-
jeto de Lei dos Agrotóxicos (PL no 6.299/2002) aprovou o
21. A decisão do presidente Donald Trump de retirar o apoio relatório, por 18 votos a 9. Agora, o PL deve ser levado ao
americano ao comunicado final da cúpula do G7 por meio plenário da Câmara. A data da votação depende da pauta
uma mensagem no Twitter provocou reações da França fixada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia.
e da Alemanha neste domingo [10.06] e minou o que já (EXAME. https://abr.ai/2LwjnS7. 25.06.2018.
Acesso em 27.07.2018. Adaptado)
parecia ser um frágil consenso entre os Estados Unidos
e seus principais aliados. O Projeto de Lei em pauta
(G1. https://glo.bo/2OrHPlp. 10.06.2018. (A) tem gerado polêmica, principalmente entre os am-
Acesso em 28.07.2018. Adaptado) bientalistas e os ruralistas.
O ponto principal da cúpula e, também, da divergência (B) é defendido pelos pequenos e médios agricultores,
dos Estados Unidos foi porque vai baratear a produção.

(A) a influência das mudanças climáticas na agropecuá- (C) representa um avanço, porque deve tornar o Brasil o
ria dos países pobres da África. maior produtor agrícola do mundo.
(D) endurece a fiscalização sobre o uso de defensivos
(B) o aumento do desequilíbrio ambiental gerado pela agrícolas em todo o país.
poluição dos oceanos e mares.
(E) garante aos laboratórios brasileiros o controle sobre
(C) a repercussão da crise dos refugiados na economia a produção de agrotóxicos.
dos países mais industrializados.
24. A ativista paquistanesa Malala Yousafzai, em visita hoje
(D) o esforço das potências econômicas para a redução
[09.07] à capital paulista, participou de evento, no Audi-
dos armamentos nucleares.
tório Ibirapuera.
(Agência Brasil. https://bit.ly/2Jd4azm. 09.07.2018.
(E) a necessidade de os países reduzirem as barreiras
Acesso em 26.07.2018. Adaptado)
tarifárias no comércio mundial.
Assinale a alternativa que apresenta uma opinião expos-
ta por Malala no evento de 09 de julho.
22. Cuba se prepara para aprovar uma nova Constituição, (A) “Ter liberdade de escolher ser ou não ser mãe é um
que substituirá a vigente desde 1976. Aprovado no do- privilégio que deve ser estendido a todas as mulhe-
mingo [22.07] pela Assembleia Nacional, o projeto da res do mundo.”
nova Carta Magna será levado para consulta popular en-
(B) “A participação feminina na política é fundamental
tre 13 de agosto e 15 de novembro e, depois, submetido
para se atingir a democracia em sua plenitude; o femi-
a um referendo.
nismo é uma luta para todas as mulheres do mundo.”
(EXAME. https://abr.ai/2K2tLvc. 23.07.2018.
Acesso em 27.07.2018. Adaptado) (C) “A educação não melhora apenas a vida individual
das meninas, mas também o país todo – a democra-
Entre as principais mudanças da nova Constituição, cita-se cia, a economia, a estabilidade.”

(A) a mudança do sistema educacional, antes baseado (D) “Os conflitos entre as nações precisam ser eliminados;
no modelo soviético. uma simples divergência de fronteira não pode termi-
nar com a morte de centenas de adultos e crianças.”
(B) a retirada do termo “sociedade comunista” de um (E) “A diversidade deve ser respeitada; a convivência
artigo do documento. entre etnias diferentes não deve significar gestos de
intolerância e, muito menos, conflitos.”
(C) a redução dos entraves à abertura diplomática para
os países da América Latina.
25. O Brasil atingiu a marca de 208,4 milhões de habitantes
(D) a criação de planos de saúde privados para reduzir em 2018, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasilei-
os gastos públicos. ro de Geografia e Estatística) divulgada nesta quarta-feira
[24.07]. Em 2017, a população total era de 207,6 milhões.
(E) o fim dos embargos econômicos impostos por Cuba
(Folha S.Paulo. https://bit.ly/2NUIOt5. 25.07.2018.
aos países da América do Norte. Acesso em 28.07.2018. Adaptado)

Também foi destacado pelo IBGE que


(A) a taxa de mortalidade infantil diminuiu em todo o país.
(B) a população idosa está em declínio nas grandes
cidades.
(C) a desigualdade social foi reduzida no último ano.
(D) o crescimento populacional tem desacelerado.
(E) os estados sulinos tiveram maior crescimento demo-
gráfico.
PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã 8
123
noções de inforMática

26. Um usuário está utilizando a configuração padrão do Windows Explorer do MS-Windows 7, para organizar sua
pasta “C:\Documentos”. Em um dado momento, ele entrou na pasta “C:\Documentos\Importante” no Painel de Navega-
ção e pressionou o atalho de teclado Ctrl+A. Logo depois, pressionou o atalho de teclado Ctrl+C, entrou na pasta
“C:\Documentos\Backup” no Painel de Navegação, que estava vazia, e, por fim, pressionou o atalho de teclado Ctrl+V.

Assinale a alternativa que descreve o resultado das ações executadas pelo usuário.

(A) A pasta “Importante” foi movida para a pasta “Backup”, com todos os seus arquivos.

(B) A pasta “Importante” foi copiada para a pasta “Backup”, com todos os seus arquivos.

(C) Todos os arquivos da pasta “Importante” foram movidos para a pasta “Backup”.

(D) Todos os arquivos da pasta “Importante” foram copiados para a pasta “Backup”.

(E) Apenas o primeiro arquivo da pasta “Importante” foi movido para a pasta “Backup”.

27. Observe a imagem a seguir, extraída do MS-Word 2010, em sua configuração padrão. Ela apresenta um documento de
texto contendo um parágrafo único, e, em frente ao texto, no centro do parágrafo, está uma caixa de texto contendo uma
imagem; ambos extraídos do endereço www.guararapes.sp.gov.br.

Quando o usuário selecionar a caixa de texto e clicar na opção “Quadrado” do item “Quebra de Texto Automática”, que
pertence ao grupo Organizar da guia Formatar, a caixa de texto

(A) continuará se sobrepondo ao texto, na mesma posição.

(B) continuará se sobrepondo ao texto e será reposicionada na parte superior esquerda do parágrafo.

(C) continuará se sobrepondo ao texto e será reposicionada na parte superior do parágrafo.

(D) não irá mais se sobrepor ao texto, e uma quebra de página será inserida entre caixa de texto e o parágrafo.

(E) não irá mais se sobrepor ao texto, manterá a sua posição e ficará rodeada pelo texto.

9 PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã
124
28. No MS-Excel 2010, em sua configuração padrão, o usuá- 29. No MS-PowerPoint 2010, em sua configuração padrão, o
rio está editando uma tabela que contém um cabeçalho usuário pode utilizar guias de desenho ajustáveis como
na primeira linha e outras 10 linhas subsequentes com referência para alinhar objetos em um slide. Ao clicar no
ordens de serviço. Cada linha contém o nome de um item Guias, do grupo Mostrar, da guia Exibição pela pri-
bairro, a quantidade de ordens de serviço solicitadas, a meira vez,
quantidade de ordens de serviço realizadas naquele bair-
ro e a quantidade de ordens abertas, ou seja, que não (A) seis linhas verticais e seis linhas horizontais serão
foram realizadas. O cabeçalho está posicionado a partir posicionadas com um espaçamento de 0,2 cm em
da célula A1. cada direção.

(B) quatro linhas verticais e quatro linhas horizontais


serão posicionadas com um espaçamento de 0,4 cm
em cada direção.

(C) uma linha vertical e uma linha horizontal serão posi-


cionadas no centro do slide.

(D) uma linha vertical será posicionada na extremidade


direita, e uma linha horizontal será posicionada na
extremidade inferior do slide.

(E) uma linha vertical será posicionada na extremidade


esquerda, e uma linha horizontal será posicionada
Assinale a alternativa que contém a fórmula que, ao ser na extremidade superior do slide.
inserida na célula D12, irá contar o número de bairros que
ainda tem ordens de serviço abertas para serem realiza-
das. Considere que o caractere ponto e vírgula (;) está
configurado como separador dos argumentos da fórmula.
(A) =CONT.SE(D2:D11;”>0”)
(B) =MAIOR(D2:D11;2)
(C) =SE(D2>0; 10; 0)
(D) =CONT.NÚM(D2:D11)
(E) =CONT.VALORES(D2:D11)

30. Na imagem a seguir, o usuário está visualizando o resultado da pesquisa “prefeitura de guararapes sp” realizada no
buscador Google, utilizando o Internet Explorer 11, em sua configuração padrão.

Quando ele posicionar o mouse sobre um link, por exemplo, “Prefeitura de Guararapes / SP”, pressionar o botão secundá-
rio do mouse e clicar no item “Copiar atalho”, ele estará
(A) salvando os arquivos da página na Área de Transferência.
(B) salvando o endereço do link na Área de Transferência.
(C) salvando os arquivos da página na Área de Trabalho.
(D) criando um atalho para a página na Área de Trabalho.
(E) criando um atalho para a página na pasta Documentos.

PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã 10
125
conhecimentos esPecíficos 35. Para René Spitz, o fator mais importante para que uma
criança construa uma imagem coerente do ambiente ao
seu redor advém da reciprocidade na interação entre mãe
31. Assinale a alternativa que explicita corretamente um dos e bebê. Nessa interação, estabelece-se um ciclo progres-
objetivos de um atendimento psicológico individual, carac- sivo de ação-reação-ação que torna a criança capaz de
terizado como psicoterapia de apoio.
(A) perceber adequadamente os estímulos provenientes
(A) Desenvolver a autenticidade e o verdadeiro self.
do ambiente, integrando-os.
(B) Tornar conscientes as motivações inconscientes.
(B) superar a fase de dependência absoluta em direção
(C) Facilitar a capacidade adaptativa para lidar com o à sua independência relativa.
estresse.
(C) integrar as pulsões e os esboços de funções egoicas
(D) Reintegrar aspectos do self que foram perdidos pela
em um self diferenciado.
identificação projetiva.

(E) Melhorar a capacidade de mentalização e insight. (D) permitir o deslocamento das cargas libidinais do
interior do corpo para a sua periferia.

32. A ideia de que a complexidade da natureza pode ser (E) transformar gradualmente os estímulos sem signifi-
entendida pela redução dos objetos a seus elementos cado em signos significativos.
básicos é denominada atomismo, e constitui um pres-
suposto de muitos dos primeiros sistemas da psicologia.
Um desses sistemas é

(A) o behaviorismo de John Watson. 36. Segundo Sigmund Freud, a ansiedade manifestada por
meio de uma forma avassaladora de pânico, acompanhada
(B) a fenomenologia de Jean Paul Sartre. de manifestações de descarga autonômica, incluindo sudo-
rese profunda, frequências cardíaca e respiratória aumen-
(C) a gestalt de Max Wertheimer.
tadas, diarreia e sensação subjetiva de terror é o resultado
(D) a psicanálise de Sigmund Freud.
(A) de uma preocupação difusa que se origina da repres-
(E) o funcionalismo de William James. são de desejos.

(B) do acúmulo fisiológico da libido relacionada à falta de


33. Uma pesquisa foi realizada e constatou que quanto atividade sexual.
maior o nível de escolaridade identificado na população
pesquisada menor o preconceito contra minorias. Essa (C) de uma falha na resolução da posição esquizopara-
constatação indica, do ponto de vista de uma análise noide.
estatística, uma correlação
(D) do medo de perder o senso do self pela fusão com
(A) curvilínea entre os aspectos analisados.
um objeto idealizado.
(B) negativa entre as variáveis pesquisadas.
(E) da ausência de qualquer tipo de estratégia para lidar
(C) perfeita entre os fatores estudados. com a angústia.
(D) não linear entre fenômenos investigados.

(E) positiva entre os dados pesquisados.


37. Uma pessoa, que está em terapia, sonha que está em um
lugar sagrado, participando de um ritual durante o qual
34. Segundo as concepções de Jean Piaget, o pensamen-
todas as pessoas se sentam ao redor de um círculo de
to das crianças entre dois e sete anos está domina-
fogo, fazendo orações e pedidos. De acordo com uma
do pela representação imagética de caráter simbólico.
abordagem junguiana, o material desse sonho ilustra o
Isso significa que, nesse período, as crianças
conceito de
(A) ainda não conseguem pensar efetuando relações
entre os objetos. (A) sombra.

(B) respondem às solicitações do ambiente de forma (B) inconsciente pessoal.


estereotipada e reativa.

(C) são capazes de buscar ativamente comprovação (C) arquétipo.


para suas hipóteses sobre os fatos.
(D) couraça.
(D) tratam as imagens como verdadeiros substitutos dos
objetos. (E) persona.

(E) repetem ações e resultados de experiências que


foram obtidas por acaso.

11 PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã
126
38. Um jovem acredita que é um bom aluno, que se esforça 42. Um profissional de saúde mental, que está encarrega-
muito para realizar todas as suas tarefas escolares e que do de cuidar de uma paciente deprimida, faz o seguinte
isso se deve ao fato de ser uma pessoa inteligente. Durante comentário: “Você tem muitas qualidades boas e, quan-
o período de avaliação escolar, ele obteve notas abaixo da do estiver se sentindo melhor, verá que a vida vale a
média na maioria das disciplinas. Carl Rogers explica essa pena!”. Esse tipo de comentário é experimentado pelas
discrepância entre a imagem que esse jovem construiu pessoas deprimidas como
sobre si e os dados da realidade por meio do conceito de
(A) um suporte para diminuir a desesperança.
(A) incongruência.
(B) ansiedade aflitiva. (B) uma crítica necessária à sua recuperação.

(C) dissonância cognitiva. (C) uma falha profunda de empatia.


(D) falso self. (D) um alívio contra a solidão.
(E) primazia do significante.
(E) uma atitude que denota oposição.

39. Uma equipe de profissionais de um serviço de atendimen-


to em saúde mental solicitou a um psicólogo, de outra ins-
tituição, que realizasse uma avaliação neuropsicológica de 43. O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos
um de seus pacientes, identificando o potencial e os deficit Mentais – DSM 5 – agrupou todas as manifestações de
encontrados, para o planejamento do tratamento desse abuso e de dependência de substâncias sobre o título
paciente. Essa avaliação psicológica tem como objetivo de transtornos por abuso de substâncias, e eliminou um
(A) uma classificação simples. dos critérios anteriormente definidos para caracteriza-
ção desse tipo de transtorno. O critério eliminado foi:
(B) um diagnóstico diferencial.
(A) problemas legais recorrentes relacionados ao
(C) um entendimento dinâmico do caso.
consumo de substâncias.
(D) uma descrição da condição do paciente.
(B) fissura pela droga ou pela substância.
(E) uma avaliação compreensiva.
(C) uso de drogas em situações de exposição a riscos.
40. Uma mulher foi submetida ao Teste do Desenho da Casa, (D) manutenção do uso de drogas apesar de prejuízos
da Árvore e da Pessoa (HTP) e desenhou uma casa com físicos.
paredes transparentes e, por isso, os objetos do interior
da casa podiam ser vistos. Esse elemento presente no (E) restrição do repertório de vida.
desenho indica
(A) utilização de defesas compensatórias.
(B) imaturidade em termos de habilidade conceitual. 44. Pacientes com transtorno de personalidade paranoide
podem, facilmente, tornar-se violentos; por isso, uma
(C) incapacidade de devanear e fantasiar.
conduta importante a ser adotada durante o atendimento
(D) revolta contra valores sociais tradicionais. a esse tipo de caso é a de
(E) falha no teste de realidade.
(A) mostrar-se extremamente amistoso, para se opor às
frequentes suspeitas que esses pacientes demons-
41. Uma família composta por pai, mãe, uma filha adolescente tram.
e um filho de 21 anos, que foi diagnosticado como psicóti-
(B) demonstrar preocupação com a perda de controle
co, comparece para um atendimento familiar. Na primeira
entrevista, os pais e a irmã colaboram para oferecer ao desses pacientes, evitando o incremento de sua
terapeuta familiar todos os dados sobre o diagnóstico rea- ansiedade.
lizado, colocando-se à disposição para ajudarem no trata-
(C) estimular a expressão da raiva contida nesses
mento do rapaz adoecido. Essa atitude dos pais e da irmã
pacientes, para aumentar a confiança no vínculo
deve ser entendida pelo terapeuta como uma
terapêutico.
(A) prova do estabelecimento de uma aliança terapêutica
sólida entre terapeuta e família. (D) buscar o contato físico com esses pacientes, para
aliviar os seus sentimentos de inadequação.
(B) ruptura nos vínculos estabelecidos entre o membro
psicótico e os membros sadios do grupo. (E) ser empático com a desconfiança desses pacientes,
(C) indicação de que o prognóstico do atendimento familiar não desafiando sua crença de que estão sendo per-
será muito positivo. seguidos.

(D) situação defensiva, que impede o contato com as


dificuldades do grupo familiar.
(E) evidência de que a família foi o agente determinante
do adoecimento desse jovem.

PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã 12
127
45. Existem algumas diretrizes que devem ser consideradas 48. Um homem, alcoolista, foi internado involuntariamente
quando são utilizados medicamentos para o tratamento em uma instituição psiquiátrica pelos seus familiares, por-
de pacientes com transtorno de personalidade borderline. que teve uma crise e ficou muito violento com a esposa
Uma delas solicita que o psicólogo e filhos. Logo após a internação, ele fugiu da instituição.
Nesse caso, a situação
(A) indique a utilização de benzodiazepínicos, que sedam
o paciente e resultam em desinibição de comporta- (A) precisa ser reportada aos familiares ou responsáveis
mentos. legais pelo paciente, que decidirão se o fato deverá
ser informado à autoridade sanitária responsável.
(B) colabore com o paciente para a identificação dos
sintomas-alvo e dos efeitos colaterais da medicação. (B) pode ser comunicada aos familiares somente após
o conhecimento e permissão da autoridade sanitária
(C) determine que o uso dos medicamentos utilizados
responsável, a quem cabe tomar providências legais.
jamais será interrompido, independentemente das
reações provocadas. (C) deve ser informada, pelo diretor da unidade, aos fami-
liares e à autoridade sanitária responsável no período
(D) decida pela interrupção do uso de medicamentos, no
máximo de vinte e quatro horas após o ocorrido.
caso de serem identificados humor deprimido, impul-
sividade ou raiva. (D) precisa ser notificada à Secretaria da Saúde, que noti-
ficará a Secretaria de Segurança no prazo máximo de
(E) enfatize que a medicação é fundamental para a estabi-
quarenta e oito horas.
lidade do paciente, e que o atendimento psicoterápico
é secundário. (E) precisa ser relatada somente ao diretor da institui-
ção, uma vez que os pacientes internados involunta-
riamente passam a ser responsabilidade do Estado.
46. Para cada usuário do Centro de Atenção Psicossocial –
CAPS – é estabelecido um projeto terapêutico individual,
o que inclui um conjunto de atendimentos que respeita a 49. A Política de Saúde Mental propõe, atualmente, um
sua particularidade. A assistência domiciliar é uma forma tratamento aos portadores de transtornos mentais que
de atendimento garantida aos usuários do CAPS, os mantém na comunidade e transforma essa ação
em um recurso terapêutico. Essa perspectiva parte do
(A) especificamente, quando estão fazendo uso de
pressuposto de que
medicação.
(A) a normalização do social é desejável e necessária
(B) que não necessitam mais de atenção direta da equipe
para o tratamento do transtorno mental.
do CAPS.
(B) o atendimento comunitário é o único recurso eficaz
(C) cujos familiares participam ativamente das ativida-
para suprimir a doença mental.
des propostas pelo CAPS.
(C) a doença mental produzida em um ambiente social
(D) em atendimento não intensivo, semi-intensivo ou
só pode ser contida nesse mesmo ambiente.
intensivo.
(D) as ações mais adequadas para a recuperação de um
(E) no caso do não comparecimento ao CAPS para reali-
transtorno mental já estão disponíveis na comunidade.
zação de seu atendimento.
(E) é possível ao portador de um transtorno mental, tal
como ele é, habitar o ambiente social.
47. Uma usuária de um serviço público de atendimento em
saúde mental comenta, durante um atendimento indivi-
dual, com o psicólogo da equipe que a atende, que inter- 50. A utilização da estratégia de psicoterapia de grupo com
rompeu o uso dos medicamentos prescritos pelo psiquia- pacientes esquizofrênicos
tra da equipe do serviço. Nesse caso, o psicólogo deve
(A) é recomendável quando o paciente está passando
(A) comunicar à paciente que o fato precisa ser informa- pela fase aguda da doença e fica mais sensível aos
do ao psiquiatra, e discutir a questão com a usuária. estímulos externos.

(B) informar o fato, confidencialmente, ao psiquiatra (B) pode ser útil quando os sintomas positivos se esta-
da equipe, para não prejudicar o seu vínculo com bilizaram por meio da intervenção medicamentosa.
a usuária.
(C) é desaconselhável para qualquer forma da doença e
(C) comunicar à paciente que o atendimento psicológico em qualquer momento de sua manifestação.
será interrompido até que a situação da medicação
(D) pode ser indicada nos casos em que o uso da medi-
seja resolvida.
cação foi suspenso ou considerado ineficaz.
(D) manter-se neutro sobre a informação, em respeito ao
(E) é altamente eficaz em qualquer momento do trata-
voto de sigilo que a psicoterapia individual exige.
mento, quer seja na fase aguda ou na fase crônica
(E) discutir o fato com a equipe, antes de informar à da doença.
usuária sobre as medidas que serão adotadas dian-
te do caso.

13 PGAR1801/018-Psicólogo-Manhã
128
018. PROVA OBJETIVA
PSICÓLOGO
1-B 2-D 3-A 4-C 5-E 6-B 7-C 8-A 9-D 10 - E
11 - B 12 - C 13 - A 14 - C 15 - D 16 - E 17 - E 18 - A 19 - B 20 - D
21 - E 22 - B 23 - A 24 - C 25 - D 26 - D 27 - E 28 - A 29 - C 30 - B
31 - C 32 - A 33 - B 34 - D 35 - E 36 - B 37 - C 38 - A 39 - D 40 - E
41 - D 42 - C 43 - A 44 - E 45 - B 46 - D 47 - A 48 - C 49 - E 50 - B

E, para que chegue ao conhecimento de todos é expedido o presente Edital.

Guararapes, 01 de outubro de 2018.

129
PREFEITURA DE GUARULHOS
ESTADO DE SÃO PAULO

concurso público

008. Prova objetiva

especialista em saúde
(psicologia)

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorridos 75% do tempo de duração da prova.
� Deverão permanecer em cada uma das salas de prova os 3 últimos candidatos, até que o último deles entregue sua
prova, assinando termo respectivo.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo levar apenas o rascunho de gabarito,
localizado em sua carteira, para futura conferência.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questões.

Nome do candidato

rg Inscrição Prédio sala carteira

16.06.2019

130
conhecimentos gerais 01. Assinale a alternativa que apresenta uma interpretação
adequada para o texto.
Língua Portuguesa (A) Com sua paródia, Sokal defende que citações de
especialistas e emprego de vocabulário técnico são
insuficientes para fazer com que um artigo acadêmico
Leia o texto de Jairo José da Silva para responder às ques- ofereça uma contribuição relevante para a ciência.
tões de números 01 a 10.
(B) O artigo de Sokal foi aceito para publicação na
revista Social Text porque argumentava que é possí-
Imposturas intelectuais: algumas reflexões vel combinar diferentes teorias científicas para des-
A história é conhecida, mas convém relembrá-la. Em crever objetivamente um fenômeno verdadeiro.
1996, um professor de Física da Universidade de Nova York, (C) Sokal foi movido por interesses progressistas ao
Alan Sokal, publicou, na revista de estudos culturais Social escrever seu artigo, o que permite concluir que ele
Text, um artigo com o suspeito título “Transgredindo as fron- estava alinhado, ao menos parcialmente, com os
teiras: em direção a uma hermenêutica transformativa da princípios básicos dos pós-modernistas que ele
gravitação quântica”. Social Text é uma revista simpática mesmo criticava.
ao ideário pós-moderno, o que significa dizer que, para ela,
alguns dos pressupostos mais basilares das ciências natu- (D) Ao escrever seu artigo, Sokal pretendia demonstrar,
rais, como a existência de uma realidade independente e a por meio de dados empíricos, que as teorias cien-
possibilidade de se obterem verdades objetivas a seu res- tíficas da atualidade não são mais do que pseudo-
peito, não passam de instrumentos ideológicos a serviço de ciência, já que o ideário pós-moderno vigora no meio
interesses mais ou menos escusos. acadêmico.
O artigo de Sokal acenava na direção de uma nascente (E) O primeiro artigo de Sokal teve um impacto negativo
ciência pós-moderna livre dos conceitos de verdade e reali- sobre os leitores da Social Text, que logo percebe-
dade objetivas e a serviço de fins e interesses progressistas. ram se tratar de uma tentativa de ridicularizar suas
Na busca afoita desses objetivos, o autor desse artigo supos- linhas teóricas, o que ficou evidente ao ignorarem
tamente sério massacra a ciência e o bom senso todas as seu segundo artigo.
vezes que pode, colocando em pé de igualdade teorias cien-
tíficas e pseudocientíficas. Sokal temperou esse caldo indi-
gesto de modo a torná-lo apetecível ao gosto pós-moderno 02. É correto afirmar que o texto de Jairo José da Silva apre-
com uma quantidade enorme de citações e referências biblio- senta
gráficas – sempre verídicas –, cuja função precípua era subs- (A) uma descrição imparcial da maneira como Sokal e
tituir o argumento e a lógica pela força da autoridade, além do Bricmont escreveram seu livro.
uso frequente de termos “pós-modernos”, como complexida-
de, não-linearidade, não-localidade, descontinuidade e tais. (B) uma repreensão ao modo acintoso como Sokal e
Social Text aceitou o artigo e publicou-o. Ato contínuo, Bricmont parodiam a ciência pós-moderna.
Sokal escreveu outro artigo revelando que tudo não passara (C) potencialidades e falhas na crítica que Sokal e
de uma paródia escrita com a finalidade de desmascarar Bricmont conduzem em seu livro.
absurdos pós-modernistas que passam por reflexão séria.
Pega com as calças nas mãos, a Social Text decidiu não (D) argumentos que depõem a favor daqueles que se
publicar esse segundo artigo. Mas a confissão da farsa foi sentiram ofendidos por Sokal e Bricmont.
publicada, ainda em 1996, em outras revistas. No ano (E) um convite para que se aprecie o livro de Sokal e
seguinte, em associação com o professor de Física Teórica Bricmont com imparcialidade.
da Universidade de Louvain, Jean Bricmont, Sokal publica
na França o livro Impostures Intellectuelles (Imposturas
Intelectuais), em que a paródia de “Transgredindo as frontei- 03. Considere o sentido veiculado pelas expressões em
ras” adquire os contornos de uma crítica articulada às claras. destaque nos trechos a seguir:
E, principalmente, dão-se nomes aos bois, todos gordos bois
•   ...  não  passam  de  instrumentos  ideológicos  a  serviço 
franceses.
de interesses mais ou menos escusos. (1o parágrafo)
A reação dos criticados e seus seguidores (inclusive no
Brasil) foi irada. Sokal e Bricmont foram acusados de tudo o •   ... cuja função precípua era substituir o argumento e a
que há de mau e pior. Mas quem quer que leia com atenção e lógica pela força da autoridade... (2o parágrafo)
sem partido o seu livro há de reconhecer que os autores são •   ... dão-se nomes aos bois, todos gordos bois franceses.
extremamente cautelosos com suas críticas, sempre muito (3o parágrafo)
bem focadas e substanciadas, evitando generalizações inde-
Nos contextos em que são empregadas, as expressões
vidas e extrapolações indesejadas.
destacadas podem ser, respectivamente, substituídas por
(Jairo José da Silva. Natureza Humana.
http://pepsic.bvsalud.org. Adaptado) (A) obsoletos ... aparente ... abastados cidadãos
(B) recônditos ... inicial ... emergentes pesquisadores
(C) patentes ... principal ... célebres acadêmicos
(D) suspeitosos ... essencial ... renomados intelectuais
(E) ilícitos ... previsível ... obscuros cientistas

pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia 2
131
04. No que se refere à pontuação, está correto o que se 06. Considere a seguinte passagem do texto:
afirma em:
Mas quem quer que leia com atenção e sem partido
(A) Os dois pontos no título Imposturas intelectuais: o seu livro há de reconhecer que os autores são extre-
algumas reflexões introduzem uma expressão sinô- mamente cautelosos com suas críticas... (4o parágrafo)
nima daquela que a antecede. Preservando-se o paralelismo entre as formas verbais,
os trechos sublinhados podem ser substituídos, respec-
(B) Os travessões no segundo parágrafo isolam uma
tivamente, por
informação indispensável para a compreensão do
sentido corrente de “referências bibliográficas”. (A) quaisquer pessoas que lessem ... hajam

(C) As aspas ao final do segundo parágrafo sinalizam ao (B) quaisquer pessoas que lerem ... haverão
leitor que a expressão “pós-modernos” foi empregada
com reservas pelo autor. (C) quaisquer pessoas que leem ... teriam havido

(D) quaisquer pessoas que terem lido ... haviam


(D) As vírgulas separando os termos complexidade,
não-linearidade, não-localidade, descontinuidade, (E) quaisquer pessoas que tenham lido ... houvessem
no segundo parágrafo, estabelecem uma sequência
cronológica.

(E) Os parênteses, no último parágrafo, isolam uma 07. Está escrita em conformidade com as regras de concor-
expressão que traduz, em outros termos, um sentido dância da norma-padrão a seguinte frase elaborada a
já expresso anteriormente. partir do texto:

(A) A existência de uma realidade independente e a pos-


sibilidade de se obterem verdades objetivas a seu
05. Assinale a alternativa em que está corretamente identi- respeito equivalem àquilo que é rejeitado pelos pós-
ficada, nos colchetes, a relação de sentido que o trecho -modernos.
destacado estabelece no contexto.
(B) No artigo de Sokal, era defendido uma nascente
(A) ... o autor desse artigo supostamente sério massacra ciência pós-moderna livre dos conceitos de verdade
a ciência e o bom senso todas as vezes que pode, e realidade objetivas e a serviço de fins e interesses
colocando em pé de igualdade teorias científicas e progressistas.
pseudocientíficas. [restrição]
(C) No afã de atacar a ciência e o bom senso, no artigo
de Sokal eram postos em pé de igualdade teorias
(B) ... Sokal escreveu outro artigo revelando que tudo
científicas e pseudocientíficas.
não passara de uma paródia escrita com a finalidade
de desmascarar absurdos pós-modernistas que (D) Uma quantidade enorme de citações e referências
passam por reflexão séria. [condição] bibliográficas contribuíram para que o texto de Sokal
se integrassem às publicações da revista Social Text.
(C) ... Sokal temperou esse caldo indigesto de modo a
torná-lo apetecível ao gosto pós-moderno com uma (E) Com seu texto, Sokal queria ver desmascarado os
quantidade enorme de citações e referências biblio- absurdos pós-modernistas que costumam passar
gráficas... [concessão] por reflexão séria.

(D) Pega com as calças nas mãos, a Social Text decidiu


não publicar esse segundo artigo. [causa]
08. Preservando-se o sentido e atendendo-se às regras
(E) ... Sokal publica na França o livro Impostures de regência da norma-padrão da língua, o trecho subli-
Intellectuelles (Imposturas Intelectuais), em que a nhado em “... escreveu outro artigo revelando que tudo
paródia de “Transgredindo as fronteiras” adquire não passara de uma paródia...” (3o parágrafo) pode ser
os contornos de uma crítica articulada às claras. substituído por
[consequência]
(A) com a revelação sobre que tudo consistia por uma
mera paródia

(B) com a revelação a que tudo consistia de uma mera


paródia

(C) com a revelação em que tudo consistia sobre uma


mera paródia

(D) com a revelação que tudo consistia a uma mera


paródia

(E) com a revelação de que tudo consistia em uma mera


paródia

3 pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia
132
09. Assinale a alternativa em que a frase está reescrita em noções de InformátIca
conformidade com a norma-padrão da língua com a
expressão sublinhada substituída por um pronome.

(A) Em seu artigo supostamente sério, Sokal fazia crítica 11. Tem-se os seguintes comandos executados por um usuá-
à ciência e ao bom senso. rio no sistema operacional Linux Ubuntu versão 18.10,
Em seu artigo supostamente sério, Sokal fazia-os em sua configuração original, com todas as permissões
crítica. devidas concedidas.

(B) Sokal queria que seu artigo inspirasse seriedade aos I. cd teste
leitores da revista. II. mkdir teste
Sokal queria que seu artigo os inspirasse seriedade. III. ls
IV. cd..
(C) O livro de Sokal e Bricmont deixou os criticados e
seus seguidores irados. Considerando que o usuário está no diretório raiz, assi-
O livro de Sokal e Bricmont lhes deixou irados. nale a alternativa que contém a sequência correta para
entrar no diretório já existente teste, listar os arquivos
(D) Acusaram Sokal e Bricmont de tudo o que há de
existentes, criar um novo diretório dentro de teste com
mau e pior.
esse mesmo nome, e voltar para o diretório raiz.
Acusaram-nos de tudo o que há de mau e pior.
(A) I, III, II, IV.
(E) Os autores evitam generalizações indevidas e
extrapolações indesejadas. (B) I, IV, II, III.
Os autores evitam-lhes.
(C) II, III, I, IV.

(D) II, IV, I, III.


10. Com atenção ao emprego do sinal indicativo de crase,
assinale a alternativa em que a expressão destacada (E) IV, II, III, I.
pode ser corretamente substituída pelo que está entre
colchetes, sem demais alterações na frase.

(A) ... convém relembrá-la. [voltar à ela] 12. No Microsoft Windows 7, em sua configuração original, um
usuário com todos os direitos de leitura e gravação sele-
(B) ... uma revista simpática ao ideário pós-moderno... cionou o arquivo texto tarefas.txt e clicou sobre ele com o
[à doutrina pós-moderna] botão invertido do mouse para abrir o menu de contexto.
Em seguida, clicou com o botão principal do mouse sobre
(C) ... instrumentos ideológicos a serviço de fins e inte- a opção Copiar.
resses progressistas. [que atendem à]
Assinale a alternativa correta a respeito do resultado.
(D) ... Social Text decidiu não publicar esse segundo
artigo. [recusou-se à] (A) O conteúdo do arquivo texto tarefas.txt foi copiado
para a Área de Transferência. Isso significa que se o
(E) .... os autores são extremamente cautelosos com usuário abrir o Microsoft Word e pressionar CTRL+V,
suas críticas... [imprimem extrema cautela à] todo o texto existente dentro do arquivo tarefas.txt
será colado no Word.

(B) O arquivo foi copiado para a Área de Transferência.


Se o usuário abrir outro diretório que não tenha
nenhum outro arquivo com esse nome, ele será
copiado para esse diretório ao se pressionar CTRL+V.

(C) O arquivo foi duplicado, sendo o novo arquivo cha-


mado de tarefas(2).txt.

(D) O conteúdo do arquivo foi duplicado dentro do pró-


prio arquivo tarefas.txt.

(E) O arquivo foi copiado para a Área de Trabalho do


Windows.

pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia 4
133
13. Assinale a alternativa correta, considerando o resultado PoLítIca de saúde
do termo de pesquisa 10 * 100 no site de pesquisas
Google, em sua configuração original.
16. A organização do Sistema Único de Saúde (SUS), segun-
(A) Serão exibidos apenas 10 resultados por página, do a Constituição Federal do Brasil, está fundamentada
com máximo de 100 páginas. em três diretrizes. Uma delas estabelece que a sua ação
deve
(B) Apenas sites com o texto “10 * 100” exato serão
(A) ser essencialmente assistencial, direcionada para os
exibidos.
problemas de saúde mais comuns nas comunidades
(C) Todas as páginas com o número 10, limitado a cadastradas.
100 ocorrências, serão exibidos. (B) priorizar as atividades assistenciais para as doenças
crônicas.
(D) O Google apresenta o resultado da operação aritmé-
tica, que é 1000. (C) ser assistencial para todos os usuários e preventiva
para gestantes, crianças até 10 anos e idosos a par-
(E) Serão exibidos web sites com o texto 10, em tir dos 60 anos.
100 ocorrências, em apenas uma única página.
(D) ser integral com prioridade para as atividades pre-
ventivas.
(E) privilegiar os casos agudos, direcionando as ativida-
14. No site de pesquisas Google, em sua configuração ori- des preventivas para centros especializados próprios.
ginal, é possível colocar um caractere antes de uma
palavra, fazendo com que essa palavra seja eliminada
dos resultados da pesquisa. 17. Assinale a alternativa que está de acordo com o artigo
194 da Constituição Federal do Brasil sobre a seguridade
Assinale a alternativa que contém o caractere que exclui social.
termos de uma pesquisa, como descrito no enunciado.
(A) Admite a participação na gestão e execução das
(A) * ações de saúde, de determinados serviços privados,
selecionados pela qualidade de sua atuação no setor
(B) ! de prestação de serviços de saúde.
(B) Sua organização deve ter como um dos objetivos,
(C) –
assegurar os direitos universais à cobertura e ao
atendimento.
(D) /
(C) Compreende um conjunto integrado de ações de ini-
(E) ~ ciativa exclusiva dos poderes públicos que, em situ-
ações especiais, preestabelecidas, admitem a parti-
cipação da sociedade.

15. Assinale a alternativa com os elementos que preenchem (D) Os benefícios e serviços prestados às populações
urbanas e rurais, embora uniformes, devem diferir na
correta e respectivamente as lacunas do texto a seguir.
sua equivalência em função da região selecionada.
Ao preparar uma mensagem de correio eletrôni-
(E) Será direcionada exclusivamente na distribuição dos
co usando o serviço de webmail Gmail, em sua con-
benefícios às populações de baixa renda.
figuração padrão, os anexos dessa mensagem
para poderem ser efetiva-
mente anexados à mensagem. Tendo sido a mensagem 18. Segundo a Portaria no 2.436/17 do Ministério da Saúde,
criada e enviada pelo webmail, quando o destinatário a Atenção Básica
receber a mensagem, ele baixar (A) não poderá ser a porta de entrada da RAS (Rede
esses anexos para seu computador. de Atenção à Saúde), mas será a coordenadora do
cuidado e ordenadora das ações e serviços disponi-
(A) devem estar obrigatoriamente na nuvem … não bilizados na rede.
pode jamais
(B) será ofertada integralmente a todas as pessoas,
(B) podem estar localmente no computador do emitente … mas, gratuitamente, apenas àquelas que comprova-
não pode jamais rem renda familiar inferior a dois salários-mínimos.
(C) será a principal porta de entrada e centro de comu-
(C) só podem ser do tipo texto e PDF … pode nicação da RAS.
(D) só podem ser do tipo texto e PDF … não pode jamais (D) está autorizada a utilizar o “estado de saúde” como
um critério objetivo de exclusão em seus atendimen-
(E) podem estar localmente no computador do emitente … tos, em razão de seus recursos terapêuticos serem
pode de baixa complexidade.
(E) não deve atuar nos mesmos segmentos assisten-
ciais e territórios onde já estão previamente fixadas
as equipes da Saúde da Família.

5 pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia
134
19. No delineamento de um estudo epidemiológico analítico, 23. Assinale a alternativa que está de acordo com a Portaria
o pesquisador poderá adotar três diferentes caminhos, a no 204/2016 do Ministério da Saúde.
saber: partir da doença para conhecer a exposição que
(A) A notificação compulsória de doenças é obrigatória
é o estudo ; partir da exposição para
para qualquer cidadão que tenha dela conhecimento.
conhecer a doença que é o estudo ;
partir da doença e da exposição, concomitantemente, (B) Epizootia é a morte de animal ou grupo de animais,
que é o estudo . por doenças adquiridas em contato com o homem.
Assinale a alternativa que, correta e respectivamente, (C) A notificação compulsória semanal, à semelhança do
preenche as lacunas. Distrito Federal, será feita à Secretaria de Saúde do
Estado do local de atendimento do paciente.
(A) de coorte … de caso e controle … transversal
(D) As autoridades de saúde garantirão que não have-
(B) de coorte … transversal … de caso e controle
rá sigilo das informações pessoais, integrantes da
(C) de caso e controle … de coorte … transversal notificação compulsória, que estejam sob sua res-
ponsabilidade.
(D) transversal … de coorte … de caso e controle
(E) Fica instituído o serviço de notificação compulsória
(E) de caso e controle … transversal … de coorte de violência contra a mulher cuja ficha será utilizada
em todo o território nacional.

20. A medida da natalidade no Brasil pode ser realizada por


meio de indicadores. Dois deles são: o coeficiente de 24. O Conselho de Saúde, órgão colegiado composto por
natalidade, que se relaciona com o tamanho da popula- representantes do governo, prestadores de serviço, pro-
ção e o coeficiente de fecundidade, que se relaciona com fissionais de saúde e usuários, atua na formulação de
estratégias e no controle da execução da política de saú-
(A) o número de mulheres em qualquer idade. de na instância correspondente, inclusive nos aspectos
(B) o número de mulheres em idade fértil. econômicos e financeiros, cujas resoluções

(C) o número de crianças nascidas de mulheres acima (A) devem ser avalizadas por discussão e votação
de 18 anos. na câmara municipal dos municípios com mais de
50.000 habitantes.
(D) a média de partos de termo em mulheres até 40 anos.
(B) dependem de confirmação da autoridade sanitária,
(E) a média de crianças nascidas por mulher até os representando o governo estadual.
45 anos.
(C) estão subordinadas às diretrizes do Ministério da Eco-
nomia, que condiciona os gastos proporcionalmente
21. A territorialização insere-se em um modelo de vigilância aos recursos disponíveis na Secretaria da Saúde.
em saúde incorporado pelos pressupostos do Sistema (D) são discutidas e aprovadas pelo Ministério da Saú-
Único de Saúde (SUS) e é caracterizada de, se estiverem de acordo com diretrizes preesta-
belecidas.
(A) pelo desenvolvimento de ações setoriais e interseto-
riais com foco em um território específico. (E) serão homologadas pelo chefe do poder legalmente
constituído em cada esfera de governo.
(B) pela distribuição dos serviços segundo o poder eco-
nômico dos entes federativos.
25. Para garantir a integralidade da assistência à saúde,
(C) pela distribuição das verbas orçamentárias que obe-
segundo o Decreto no 7.508/2011, que regulamenta a Lei
decem ao número de usuários por unidade.
no 8.080/90,
(D) pelo número de unidades de assistência farmacêu-
(A) a Rede de Atenção à Saúde deve constituir-se no
tica básica.
conjunto de ações e serviços de saúde articulados,
(E) pelo número de comunidades assistidas em cada independentes do nível de complexidade.
Estado da Federação.
(B) o Mapa da Saúde deve descrever a distribuição das
doenças na população concentrada em território de-
finido, previamente, pelo número de atendimentos
22. No Calendário Nacional de Vacinação (MS-2019), a vaci-
nas unidades.
nação contra o HPV está indicada para
(C) a Região de Saúde deve ser constituída pelos esta-
(A) meninas na faixa de 9 a 14 anos, em dose dupla.
dos da federação, delimitada pelo espaço geográfico
(B) meninas na faixa de 9 a 14 anos, em dose única. de suas fronteiras.

(C) meninos na faixa de 10 a 15 anos, em dose dupla. (D) a Rede de Atenção à Saúde deve constituir-se no
conjunto de ações e serviços de saúde articulados
(D) meninos na faixa de 10 a 15 anos, em dose única. em níveis de complexidade crescente.
(E) meninas e meninos a partir de 15 anos, em dose dupla. (E) as portas de entrada simples devem ser substituídas
por serviços com capacidade para atendimentos de
maior complexidade.
pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia 6
135
conhecimentos esPecÍficos 28. Durante a realização de uma sessão de ludoterapia, se-
gundo uma abordagem psicanalítica, uma criança per-
gunta ao terapeuta se pode trazer o seu celular para
mostrar algumas fotos de seu animal de estimação e de
26. Durante a realização de uma sessão de psicoterapia seus amigos. Essa atitude da criança deve ser
individual de uma abordagem psicanalítica, o paciente
permaneceu silencioso por um longo período. Esse fato (A) desestimulada, uma vez que os brinquedos e jogos
aconteceu pela primeira vez, após um ano de atendi- oferecidos pelo terapeuta oferecem todas as condi-
mento. Essa atitude do paciente ções para que a criança expresse seus desejos e
conflitos.
(A) é um obstáculo intransponível à continuidade do pro-
(B) substituída por outra atividade, normalmente a técni-
cesso de psicoterapia.
ca do desenho livre, que permite que a necessidade
(B) revela uma conduta negativista do paciente em rela- da criança seja atendida respeitando os pressupos-
ção à figura do analista. tos da abordagem.

(C) rejeitada abertamente, pois indica uma tentativa de


(C) trata de uma forma de comunicação que precisa ser ataque ao setting analítico e à figura do terapeuta,
decodificada. vivida como insuficiente e pouco acolhedora.
(D) demonstra, inequivocamente, uma resistência ao (D) permitida, pois constitui mais uma forma de conhe-
trabalho do analista. cer a criança que está sendo atendida, assim como
de explorar seus interesses e necessidades.
(E) impede que se mantenha o vínculo transferencial já
estabelecido no processo. (E) ignorada, para que o conteúdo associado ao pedido
da criança possa se manifestar de uma forma que
permita a expressão e a interpretação dos conflitos
da criança.
27. Um psicólogo foi encarregado de realizar um grupo tera-
pêutico com adolescentes, para colaborar com as ações
29. O supervisor de um departamento de uma empresa pre-
envolvidas em um programa para a prevenção de bullying
cisa que os profissionais de sua equipe mantenham os
nas escolas. Essa estratégia para o trabalho terapêutico
registros sobre suas atividades diárias em dia. Ele com-
com adolescentes,
binou com eles que iria inspecionar e conferir os registros
(A) é muito favorável, uma vez que os adolescentes têm de cada um e que, ao final de cada mês, o funcionário
uma tendência natural para se agruparem. que estivesse com os registros atualizados teria direito a
um dia de folga. De acordo com os princípios da psicolo-
(B) é inadequada, pois os sentimentos transferenciais gia experimental de B.F. Skinner, o programa de reforço
nesse período de vida são mais intensos e amea- escolhido por esse supervisor aumenta a probabilidade
çadores. de que os registros sejam realizados

(C) é desaconselhável, uma vez que nessa etapa do de- (A) diariamente.
senvolvimento a prioridade é a estruturação da iden- (B) ao final do prazo definido.
tidade individual.
(C) conforme a personalidade de cada funcionário.
(D) é inócua, porque os adolescentes são indivíduos
(D) nos primeiros dias após o combinado.
especialmente refratários às questões sociais e cul-
turais. (E) de maneira um pouco imprevisível.

(E) é crítica, pois a atitude naturalmente agressiva e


contestadora dos adolescentes impede o trabalho do 30. Um pesquisador idealizou uma pesquisa para estudar os
terapeuta. efeitos da privação na infância no desenvolvimento cog-
nitivo futuro. Para dar conta desse objetivo, ele identificou
grupos de indivíduos que passaram por diversas priva-
ções nos primeiros anos de vida, e acompanhou o seu
desenvolvimento ao longo do processo de escolarização,
identificando seu aproveitamento escolar. Esse tipo de
delineamento é característico de uma pesquisa

(A) quase-experimental.

(B) documental.

(C) pré-experimental.

(D) experimental.

(E) ex-post-facto.

7 pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia
136
31. Um paciente, que é atendido pela equipe multiprofissio- 34. Uma jovem tem um filho e cuida dele com amor, o que
nal de um serviço de atenção em saúde mental, compa- pode ser constatado pelo desenvolvimento saudável
rece ao serviço muito alterado, dizendo que vai cometer do bebê nos seis primeiros meses de vida. Nessa fase,
suicídio e procurando por seu terapeuta, que não se en- porém, ela precisa ser separada do bebê por motivo de
contra na unidade. De acordo com o Código de Ética dos saúde. Após o primeiro mês de separação ininterrupta,
psicólogos, nesse caso, de acordo com os estudos de René Spitz, é provável que
o bebê
(A) outro psicólogo da equipe pode atendê-lo em caráter
emergencial, desde que comunique o fato ao tera- (A) mantenha-se tranquilo, pois os cuidados recebidos
peuta do paciente assim que for possível. da mãe lhe asseguram resiliência.

(B) qualquer profissional da equipe pode prestar atendi- (B) apresente condutas maníacas, na tentativa de suprir
mento ao paciente, desde que leia os registros docu- a ausência materna.
mentais elaborados pelo terapeuta.
(C) desenvolva pensamentos fantasiosos próximos a
(C) outro profissional da equipe pode atender o paciente, alucinações do tipo psicóticas.
desde que assuma completa e total responsabilida-
(D) se desinteresse pelo ambiente e permaneça a maior
de pelo caso a partir de então.
parte do tempo de bruços.
(D) nenhum dos outros profissionais poderá atender o
(E) se torne choroso e exigente, apegando-se a quem
paciente, pois isso caracterizaria uma intervenção na
interaja regularmente com ele.
prestação de serviços de um colega de equipe.

(E) o paciente deverá ser contido pelo médico da equi-


pe, até que seu terapeuta seja localizado e possa
prestar atendimento ao seu paciente. 35. Antes da realização de uma terapia cognitivo-compor-
tamental, é necessária a realização de um processo de
avaliação. Esse processo
32. Diversos procedimentos estatísticos têm sido elaborados
(A) pressupõe uma atitude de aceitação do terapeuta
para possibilitar a inferência de relações causais a par-
em relação aos instrumentos e recursos escolhidos
tir da realização de pesquisas não experimentais. Esses
pelo paciente para sua avaliação.
procedimentos procuram estabelecer relações entre mui-
tas variáveis, sendo um dos mais conhecidos (B) ajuda o paciente na aprendizagem do modelo cogni-
tivo, e pode beneficiá-lo na psicoeducação em rela-
(A) o teste de x2.
ção ao diagnóstico e ao tratamento.
(B) a média aritmética.
(C) deve ser realizado por meio de entrevistas, pois durante
(C) o desvio-padrão. o processo de avaliação, nessa abordagem, não são
utilizados instrumentos ou técnicas psicológicas.
(D) a análise fatorial.
(D) tem caráter informativo, e não enfatiza uma mudan-
(E) a correlação de Pearson. ça nos comportamentos do paciente, mas uma acei-
tação em relação ao seu padrão de conduta.
33. Em meados do século XIV começou na Itália um período (E) adota como foco a investigação das reações emocio-
de crescimento e inovação, que teve como pano de fundo nais do paciente, pois são essas reações que sus-
mudanças sociais e econômicas radicais decorrentes da tentam a sua sintomatologia e suas queixas.
rápida expansão das cidades. Esse movimento intelectual
e filosófico ficou conhecido como

(A) Ceticismo, e introduziu no cenário social a crença de 36. A personalidade é a obra a que se chega pela máxima
que a aparência é um bom guia da realidade e uma coragem de viver, pela afirmação absoluta do ser indivi-
condição para o conhecimento. dual, e pela adaptação, a mais perfeita possível, a tudo
(B) Idealismo, e resgatou a ideia de que a consciência o que existe de universal, e tudo isso aliado à máxima
humana é um fato metafísico e que é refletindo sobre liberdade de decisão própria.
o eu que se atinge a verdade. Essa afirmação caracteriza o conceito de personalidade
da abordagem
(C) Humanismo, e representou a emergência de uma
nova perspectiva para as artes e de uma série de (A) comportamental de Fritz Perls.
descoberta nas ciências.
(B) psicodinâmica de Wilfred Bion.
(D) Materialismo histórico, e promoveu uma mudança
significativa no entendimento sobre as relações en- (C) corporal de Wilhelm Reich.
tre o capital e o trabalho. (D) analítica de Carl Gustav Jung.
(E) Relativismo, e preconizou que as diferentes práticas (E) psicossomática de Pierre Marty.
éticas refletem as diferentes condições ambientais
em que as culturas se situam.

pmgr1803/008-EspSaúde-psicologia 8
137
37. Durante a realização de um processo psicodiagnóstico, a 40. Os três mecanismos de defesa que são acionados du-
demanda trazida pela pessoa que procura um psicólogo rante a formação de sintomas neuróticos em um quadro
de fobia são
(A) precisa ser transformada em hipóteses que possam
ser confirmadas ou não durante a realização do pro- (A) a repressão, a identificação e a negação.
cesso de investigação.
(B) a supressão, a condensação e a anulação.
(B) deve ser atendida, ao longo do processo, da maneira
como a pessoa a formulou durante a realização da (C) a cisão, a formação reativa e a introjeção.
primeira entrevista.
(D) o deslocamento, a projeção e a evitação.
(C) precisa ter um caráter amplo, uma vez que o psico-
diagnóstico visa à descrição dos diversos aspectos (E) o recalque, a racionalização e a antecipação.
da personalidade da pessoa avaliada.

(D) deve tratar de questões pertinentes à área da psico-


logia, uma vez que o processo não implica em enca- 41. Segundo a concepção de Jean Piaget, a evolução das
minhamentos a outros profissionais. capacidades sensoriais, motoras e intelectuais de uma
criança
(E) precisa justificar a realização futura de uma interven-
ção psicológica, para que não sejam mobilizadas, (A) pode variar no seu ritmo e qualidade, mas inevita-
desnecessariamente, as defesas da pessoa avaliada. velmente obedece a uma sequência neurofisiológica
pré-determinada.

(B) é determinada pelas condições do aparato neurofisio-


38. Quando o objetivo de um psicólogo, durante a realiza- lógico dessa criança, no momento de seu nascimento.
ção de uma avaliação psicológica, é o de identificar a
presença de focos conflitivos, assim como de processos (C) pode assumir qualquer configuração, desde que as
mentais que podem estar provocando desajustamentos condições do ambiente forneçam estimulação diver-
ou comprometimentos emocionais, em indivíduos de sificada e abundante.
ambos os sexos, de qualquer faixa etária, desde que
tenham condições de desenhar e verbalizar, o recurso (D) resulta da integração dos aspectos destrutivos e
apropriado é o(a) amorosos de sua personalidade, durante o primeiro
ano de vida.
(A) Teste das Pirâmides Coloridas de Pfister.
(E) é fruto de sua tendência inata ao amadurecimento,
(B) Desenho da Figura Humana – Escala Sisto. que é colocada em ação pela atitude da mãe sufi-
cientemente boa.
(C) Teste de Zulliger.

(D) Escala de Maturidade Mental Colúmbia.

(E) Procedimento de Desenhos-Estórias. 42. Os pacientes com transtorno de personalidade borderline


frequentemente fazem cortes superficiais em si próprios,