Вы находитесь на странице: 1из 19

Interbits – SuperPro ® Web

1. Admita que em um trator semelhante ao da foto a relação entre o raio dos pneus de trás
(rT ) e o raio dos pneus da frente (rF ) é rT  1,5  rF .

Chamando de v T e v F os módulos das velocidades de pontos desses pneus em contato com


o solo e de fT e fF as suas respectivas frequências de rotação, pode-se afirmar que, quando
esse trator se movimenta, sem derrapar, são válidas as relações:
a) v T  vF e fT  fF .
b) v T  vF e 1,5  fT  fF .
c) v T  vF e fT  1,5  fF .
d) v T  1,5  vF e fT  fF .
e) 1,5  v T  vF e fT  fF .

2. No mundial de 2007, o americano Bernard Lagat, usando pela primeira vez uma sapatilha
34% mais leve do que a média, conquistou o ouro na corrida de 1.500 metros com um tempo
de 3,58 minutos. No ano anterior, em 2006, ele havia ganhado medalha de ouro com um
tempo de 3,65 minutos nos mesmos 1.500 metros.

Revista Veja, São Paulo, ago. 2008 (adaptado).

Sendo assim, a velocidade média do atleta aumentou em aproximadamente


a) 1,05%.
b) 2,00%.
c) 4,11%.
d) 4,19%.
e) 7,00%.

3. Um motociclista dirige uma motocicleta ao longo de uma estrada reta como mostrado no
diagrama velocidade x tempo.

Página 1 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

A respeito dessa situação, assinale a alternativa correta:


a) Entre os instantes t = 3 s e t = 5 s o movimento é acelerado.
b) A aceleração no intervalo de tempo entre t = 5 s e t = 7 s vale – 4 m/s2.
c) O deslocamento do motociclista entre os instantes t = 3 s e t = 5 s foi de 20 m.
d) A aceleração no intervalo de tempo entre t = 5 s e t = 7 s vale 2 m/s2 .
e) A aceleração no intervalo de tempo entre t = 0 e t = 3 s é nula.

4. Ao abrir uma garrafa de refrigerante com gás, muitas bolhas de gás carbônico ali formadas
sobem desde o fundo da garrafa com um movimento acelerado. Supondo-se que as bolhas
têm o mesmo tamanho e a mesma quantidade de gás durante toda subida e desprezando-se
quaisquer perdas de energia por resistência ao movimento. Dos gráficos a seguir aqueles que
representam, respectivamente, a posição e a velocidade das bolhas são:

a) I e IV
b) I e VI
c) II e V
d) II e VI
e) III e V

5. Uma pedra, lançada para cima a partir do topo de um edifício de 10 m de altura com
velocidade inicial v0 = 10 m/s, faz um ângulo de 30° com a horizontal. Ela sobe e, em seguida,
desce em direção ao solo. Considerando-o como referência, é correto afirmar que a(o)
a) máxima altura atingida é igual a 15 m.
b) intervalo de tempo da subida vale 3,0 s.
c) tempo gasto para chegar ao solo é 5,0 s.
d) velocidade ao passar pelo nível inicial é 10m/s.

6. Toda vez que o vetor velocidade sofre alguma variação, significa que existe uma
aceleração atuando. Existem a aceleração tangencial ou linear e a aceleração centrípeta.

Página 2 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Assinale a alternativa correta que caracteriza cada uma dessas duas acelerações.
a) Aceleração tangencial é consequência da variação no módulo do vetor velocidade;
aceleração
centrípeta é consequência da variação na direção do vetor velocidade.
b) Aceleração tangencial é consequência da variação na direção do vetor velocidade;
aceleração
centrípeta é consequência da variação no módulo do vetor velocidade.
c) Aceleração tangencial só aparece no MRUV; aceleração centrípeta só aparece no MCU.
d) Aceleração tangencial tem sempre a mesma direção e sentido do vetor velocidade;
aceleração
centrípeta é sempre perpendicular ao vetor velocidade.
e) Aceleração centrípeta tem sempre a mesma direção e sentido do vetor velocidade;
aceleração
tangencial é sempre perpendicular ao vetor velocidade.

7.

A figura mostra dois corpos de mesmo material que estão empilhados e em repouso sobre uma
superfície horizontal. Pode-se afirmar que, em módulo, a força que o corpo A exerce sobre o
corpo B é
a) nula.
b) igual à força que B exerce sobre A.
c) maior do que a força que B exerce sobre A.
d) menor do que a força que B exerce sobre A.
e) aumentada à medida que o tempo vai passando.

8. É comum as embalagens de mercadorias apresentarem a expressão "Peso líquido". O


termo líquido sugere que o valor indicado na embalagem corresponde apenas ao seu
conteúdo. Em um pote de mel pode-se ler a frase: "Peso líquido 500g". Nesse sentido, analise
quanto à coerência com os sistemas de unidades adotados na Física, se as afirmativas a
seguir são falsas ou verdadeiras, na medida em que a frase indicada na embalagem:

I. está errada, porque o peso é uma força e só pode ser expresso em newtons (N).
II. estaria certa, se o peso líquido fosse expresso em gf (grama-força).
III. está certa, porque g é o campo gravitacional e P = mg.
IV. está errada, porque o peso não pode ser expresso em gramas.

Considerando as afirmativas, a combinação correta é:


a) I e II verdadeiras / III e IV falsas
b) I e III falsas / II e IV verdadeiras
c) I e IV falsas / II e III verdadeiras
d) I, II e III falsas / IV verdadeira
e) I, III e IV verdadeiras / II falsa

9. Considere as seguintes afirmações a respeito de um passageiro de um ônibus que segura


um balão através de um barbante:

Página 3 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

I. Quando o ônibus freia, o balão se desloca para trás.


II. Quando o ônibus acelera para frente, o balão se desloca para trás.
III. Quando o ônibus acelera para frente, o barbante permanece na vertical.
IV. Quando o ônibus freia, o barbante permanece na vertical.

Assinale a opção que indica a(s) afirmativa(s) correta(s).


a) III e IV
b) I e II
c) Somente I
d) Somente II
e) Nenhuma das afirmações é verdadeira.

10. Dois blocos A e B, de massas mA  1,5 kg e mB  0,5 kg, respectivamente, estão


dispostos de forma que o bloco B está sobre o bloco A e este último sobre uma superfície
horizontal sem atrito. O coeficiente de atrito estático entre os blocos é   0,4.
Considerando g  10 m/s2 , qual é a maior força que pode ser aplicada horizontalmente sobre o
bloco A, de tal forma que os dois blocos se movam juntos?
a) 4 N
b) 8 N
c) 16 N
d) 32 N

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Um cubo de massa 1,0 Kg, maciço e homogêneo, está em repouso sobre uma superfície plana
horizontal. Os coeficientes de atrito estático e cinético entre o cubo e a superfície valem,
respectivamente, 0,30 e 0,25. Uma força F, horizontal, é então aplicada sobre o centro de
massa do cubo.

(Considere o módulo de aceleração da gravidade igual a 10,0 m/s2.)

11. Se a intensidade da força F é igual a 2,0 N, a força de atrito estático vale


a) 0,0 N.
b) 2,0 N.
c) 2,5 N.
d) 3,0 N.
e) 10,0 N.

12. Um balde de 400 g é suspenso por um fio ideal que tem uma extremidade presa a um
bloco de massa 12 kg. O conjunto está em repouso, quando se abre a torneira, que
proporciona uma vazão de água ( ρ = 1 kg/L), constante é igual a 0,2 L/s.

Página 4 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Sabendo-se que o coeficiente de atrito estático entre o bloco e a superfície horizontal que o
suporta μ E = 0,4 e que a polia é ideal, esse bloco iniciará seu deslocamento no instante
imediatamente após

Dado: g =10 m/s2


a) 22 s
b) 20 s
c) 18 s
d) 16 s
e) 14 s

13. Um corpo de peso 30 N repousa sobre uma superfície horizontal de coeficiente de atrito
estático 0,4. Por meio de uma mola de massa desprezível, de comprimento natural 20 cm e
N
constante elástica 20 , prende-se esse corpo em uma parede como mostra a figura. A
m
máxima distância a que podemos manter esse corpo da parede e em equilíbrio será de

a) 26 cm
b) 40 cm
c) 80 cm
d) 90 cm
e) 100 cm

14. Três blocos A, B e C, de massas MA = 1,0 kg e MB = MC = 2,0 kg, estão acoplados através
de fios inextensíveis e de pesos desprezíveis, conforme o esquema abaixo.

Desconsiderando o atrito entre a superfície e os blocos e, também, nas polias, a aceleração do


sistema, em m/s2, é igual a
a) 2,0.
b) 3,0.
c) 4,0.
d) 5,0.

15. Um bloco escorrega a partir do repouso por um plano inclinado que faz um ângulo de 45º
com a horizontal. Sabendo que durante a queda a aceleração do bloco é de 5,0 m/s 2 e
considerando g= 10m/s2, podemos dizer que o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e o
plano é
a) 0,1
b) 0,2
c) 0,3
d) 0,4
e) 0,5

16. Um bloco de um determinado material é pressionado na parede pelo dedo de uma


pessoa, conforme figura, de maneira que a força F que o dedo faz sobre o bloco possui um

Página 5 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

ângulo de 60 graus com a horizontal e tem módulo igual a 40 Newtons. Se o coeficiente de


atrito cinético entre o bloco e a parede vale 0.5 e o bloco sobe verticalmente com velocidade
constante, qual é o valor que melhor representa a massa do bloco?

Considere que o módulo da aceleração da gravidade vale 10 metros por segundo ao quadrado.

a) 2,6 kg
b) 1,8 kg
c) 3,2 kg
d) 3,0 kg
e) 1,5 kg

17. Na preparação para a competição “O Homem mais Forte do Mundo”, um dedicado atleta
improvisa seu treinamento, fazendo uso de cordas resistentes, de dois cavalos do mesmo porte
e de uma árvore. As modalidades de treinamento são apresentadas nas figuras ao lado, onde
são indicadas as tensões nas cordas que o atleta segura.
Suponha que os cavalos exerçam forças idênticas em todas as situações, que todas as cordas
estejam na horizontal, e considere desprezíveis a massa das cordas e o atrito entre o atleta e o
chão.

Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela que descreve as relações entre as tensões nas
cordas quando os conjuntos estão em equilíbrio.
a) TA1 = TA2 = TB1 = TB2 = TC1 = TC2
b) (TA1 = TA2) < (TB1 = TB2) < (TC1 = TC2)
c) (TA2 = T B1 = TB2) < TC2 < (TA1 = TC1)
d) (TA1 = TA2 = T B1 = TB2) < (TC1 = TC2)
e) (TA1 = TC1) < (TA2 = TB2 = T B1) < TC2

Página 6 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Dois blocos, de massas m 1=3,0 kg e m2=1,0 kg, ligados por um fio inextensível, podem deslizar
sem atrito sobre um plano horizontal. Esses blocos são puxados por uma força horizontal F de
módulo F=6 N, conforme a figura a seguir.

(Desconsidere a massa do fio).

18. As forças resultantes sobre m 1 e m2 são, respectivamente,


a) 3,0 N e 1,5 N.
b) 4,5 N e 1,5 N.
c) 4,5 N e 3,0 N.
d) 6,0 N e 3,0 N.
e) 6,0 N e 4,5 N.

19. Uma pessoa de massa igual a 80 kg está dentro de um elevador sobre uma balança
calibrada que indica o peso em newtons, conforme desenho abaixo. Quando o elevador está
acelerado para cima com uma aceleração constante de intensidade a  2,0 m / s2 , a pessoa
observa que a balança indica o valor de

Dado: intensidade da aceleração da gravidade g  10 m / s2


a) 160 N
b) 640 N
c) 800 N
d) 960 N
e) 1600 N

20. Com relação às Leis de Newton, analise as proposições.


1.
I. Quando um corpo exerce força sobre o outro, este reage sobre o primeiro com uma força de
mesma intensidade, mesma direção e mesmo sentido.
II. A resultante das forças que atuam em um corpo de massa m é proporcional à aceleração
que este corpo adquire.
III. Todo corpo permanece em seu estado de repouso ou de movimento retilíneo uniforme, a
menos que uma força resultante, agindo sobre ele, altere a sua velocidade.
IV. A intensidade, a direção e o sentido da força resultante agindo em um corpo são iguais à
intensidade, à direção e ao sentido da aceleração que este corpo adquire.

Assinale a alternativa correta.


a) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.

Página 7 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.


d) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
e) Todas afirmativas são verdadeiras.

21. Duas forças perpendiculares entre si e de módulo 3,0 N e 4,0 N atuam sobre um objeto
de massa 10 kg.
Qual é o módulo da aceleração resultante no objeto, em m / s2 ?
a) 0,13
b) 0,36
c) 0,50
d) 2,0
e) 5,6

22. A imagem mostra um garoto sobre um skate em movimento com velocidade constante
que, em seguida, choca-se com um obstáculo e cai.

A queda do garoto justifica-se devido à(ao)


a) princípio da inércia.
b) ação de uma força externa.
c) princípio da ação e reação.
d) força de atrito exercida pelo obstáculo.

23. Quando um paraquedista salta de um avião sua velocidade aumenta até certo ponto,
mesmo antes de abrir o paraquedas. Isso significa que em determinado momento sua
velocidade de queda fica constante. A explicação física que justifica tal fato é:
a) ele perde velocidade na queda porque saiu do avião.
b) a força de atrito aumenta até equilibrar com a força peso.
c) a composição da força peso com a velocidade faz com que a última diminua.
d) ao longo de toda a queda a resultante das forças sobre o paraquedista é nula.

24. Uma mola, de constante elástica 50,0 N m, tem um comprimento relaxado igual a
10,0 cm. Ela é, então, presa a um bloco de massa 0,20 kg e sustentada no alto de uma rampa
com uma inclinação de 30 com a horizontal, como mostrado na figura. Não há atrito entre a
rampa e o bloco. Nessa situação, qual é o comprimento da mola, em cm ?

Considere: g  10 m s2

Página 8 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

sen 30  0,50


cos 30  0,87

a) 2,0
b) 3,5
c) 10,0
d) 12,0
e) 13,5

Página 9 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Gabarito:

Resposta da questão 1:
[B]

As velocidades são iguais à velocidade do próprio trator: (v T  vF ) .


Para as frequências temos:
vT  vF  2π fT rT  2π fF rF  fT 1,5 rF  fF rF  fF  1,5fT .

Resposta da questão 2:
[B]

Dados: d  1.500 m; t1  3,64 min; t 2  3,58 min.


d d
v1  e v2  . Dividindo membro a membro:
t1 t2

v2 d t v t 3,65 v 102
  1 2  1   2  1,02  v 2  v1  v 2  102%v1
v1 t 2 d v1 t 2 3,58 v1 100

Portanto, houve um aumento de, aproximadamente, 2,00% na velocidade média.

Resposta da questão 3:
[B]

Analisemos cada intervalo:


– De 0 a 3 s: o movimento é uniformemente acelerado; a aceleração escalar é

v1 8
a1 =   2,7 m/s2.
t1 3

O espaço percorrido é calculado pela “área” de 0 a 3 s


38
S1   12 m.
2

– De 3 s a 5 s: o movimento é uniforme, com velocidade escalar v2 = 8 m/s.


O espaço percorrido é:

S2 = v2 t2  8  2 = 16 m.

– De 5 s s 7 s: o movimento é uniformemente retardado; a aceleração escalar é:

v 3 0  8 8
a3 =    4 m/s2.
t 3 7  5 2

O espaço percorrido é:
28
S3   8 m.
2

Resposta da questão 4:
[D]

Página 10 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Durante a subida, agem na bolha o empuxo ( E ) e o peso ( P ), uma vez que as forças resistivas
são desprezíveis. Se, conforme supõe o enunciado, as bolhas têm o mesmo tamanho (ou
mesmo volume) e a mesma quantidade de gás, o empuxo e o peso são constantes.
Se uma bolha sobe em movimento acelerado, então E > P.

Aplicando o princípio fundamental da dinâmica:

Fres = E – P = m a.

Se E e P são constantes, a resultante é constante, logo a aceleração também é constante. Isso


significa que o movimento é uniformemente acelerado. Como a bolha parte do repouso, a
velocidade inicial é nula, portanto a função horária da velocidade é:

v = at. O gráfico da velocidade em função do tempo é uma reta, o que nos leva ao gráfico VI.

A função horária do espaço (S) para um movimento uniformemente variado, a partir do


repouso, supondo posição inicial nula é:
1
S  a t 2 . O gráfico correspondente é um arco de parábola que passa pela origem, o que nos
2
remete ao gráfico II.

Resposta da questão 5:
[D]

Dados: v0 = 10 m/s; h0 = 10 m;  = 30°.

As componentes horizontal (v0x) e vertical (v0y) da velocidade inicial são:

v0x = v0 cos 30° = 10 (0,87) = 8,7 m/s;

v0y = vo sem 30° = 10 (0,5) = 5 m/s.

Verificando cada uma das opções:

a) A altura máxima atingida em relação ao ponto de lançamento é:

2
v 0y 52 25
h=    2,5 m.
g 10 10

Em relação ao solo:

H = 10 + 2,5  H = 12,5 m.

b) O tempo de subida é:

Página 11 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

v 0y 5
ts =   ts = 0,5 s.
g 10

c) Com referencial no solo e orientando a trajetória para cima, o tempo para chegar ao solo é
calculado pela função horária do espaço:

1 2
h = h0 + voy t – gt .
2

Substituindo valores:

h = 10 + 5 t – 5 t2. Ao chegar no solo, h = 0. Então:

0 = 10 + 5 t – 5 t2  t2 – t – 5 = 0 

Resolvendo a equação: t  2,8 s.

d) Correta. Ao passar novamente pela mesma altura a pedra possui a mesma energia potencial
inicial. Considerando o sistema conservativo, então a pedra tem também a mesma energia
cinética, portanto a mesma velocidade, em módulo.

Resposta da questão 6:
[A]

A componente centrípeta da aceleração ou aceleração centrípeta surge quando há variação no


módulo do vetor velocidade e a componente centrípeta surge quando há variação na direção
do vetor velocidade.

Resposta da questão 7:
[B]

Pelo princípio da ação-reação, essas forças têm mesma intensidade, mesma direção e
sentidos opostos.

Resposta da questão 8:
[B]

Justificando onde for necessário:


[I] Falsa. Peso é uma força e pode ser expresso em várias unidades: newton, dina, quilograma-
força, libra-força etc.
[II] Verdadeira.
[III] Falsa.
[IV] Verdadeira.

Resposta da questão 9:
[D]

Página 12 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Por inércia, quando o ônibus freia, o balão tende a continuar em movimento, e o barbante se
inclina para a frente do passageiro. Analogamente, quando o ônibus acelera para frente, o
barbante se inclina para trás. Apenas a afirmativa [II] é verdadeira, e a opção certa é a [D].

Resposta da questão 10:


[B]

A figura ilustra a situação descrita.

Dados: mA  1,5 kg ; mB  0,5 kg, ;   0,4. ; g  10 m/s2 .

A força F tem intensidade máxima quando as forças de atrito trocadas entre os blocos também
têm intensidade máxima, ou seja, o bloco B está na iminência de escorregar sobre o bloco A. A
intensidade dessas forças de atrito é:

Fat  NA  0,4 5  Fat  2 N.

Essa é a intensidade da força resultante no bloco B.


Fat  mBa  2  0,5a  a  4 m / s2.

A resultante no sistema é F . Então:


F  mA  mB  a  F  2  4  F  8 N.

Resposta da questão 11:


[B]

Dados: m = 1,0 kg; F = 2,0 N; e = 0,30 e C = 0,25.


A força de atrito estática máxima é:
Amax = e N. Como o corpo está sobre uma superfície horizontal, a normal (N) tem a mesma
intensidade do peso (P):
N = P = 10 N. Então:
Amax = 0,30  10 = 3 N.
Como F < Amax, o corpo não entra em movimento. Então, a força de atrito estática tem
intensidade igual a F:
Ae = F = 2 N.

Resposta da questão 12:


[A]

Dados: M = 12 kg; mB = 400 g = 0,4 kg; ρ = 1 kg/L; μ E = 0,4; Z = 0,2 L/s.

Na iminência de escorregamento, somados os módulos do peso do balde e do peso da água


nele contida devem ser igual ao módulo da força de atrito estática máxima.

Página 13 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

PB  PA  EN  mB  mA  g  E M g  0,4  mA  0,4 12  


mA  4,4 kg.

Como a densidade da água é 1 kg/L, o volume (V) despejado é 4,4 L.


A vazão (Z) é dada por:

V V 4,4
Z  t   
t Z 0,2
t  22 s.

Resposta da questão 13:


[C]

A máxima distância (d) do bloco à parede ocorre quando a força de atrito máxima (Amáx) tem a
mesma intensidade da força elástica (Fel).
P 0,4(30)
Assim: Amáx = Fel   P = k x  x =   x  0,6 m = 60 cm.
k 20
d = 60 + 20 = 80 cm.

Resposta da questão 14:


[B]

Dados: M A = 1 kg; MB = MC = 2 kg; sen 30° = 0,5.

A intensidade da resultante das forças externas no sistema é a diferença entre o peso do corpo
C (PC) e a componente tangencial do peso do corpo A (Px = PA sen 30°).

PC – Px = (MA + MB + MC) a  20 – 10 (0,5) = 5 a  15 = 5 a  a = 3 m/s2.

Resposta da questão 15:


[C]

Pt = P sen 45° = m g sen 45°;

N = Pn = P cos 45° = m g cos 45°

Dados: g = 10 m/s2; a = 5 m/s2;  = 45°.

Página 14 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Aplicando o princípio fundamental da dinâmica:

2 2
Pt – Fat = m a  m g sen45   m g cos 45  m a  10 –  10 =5 
2 2

=
5 2 5

5    1,4  1 = 0,29
2 1

5 2 5 2 1,4

  0,3.

Resposta da questão 16:


[A]

OBS: o examinador mostra desconhecimento sobre uma regra básica do Sistema Internacional
de Unidades: quando uma unidade é proveniente de nome próprio, ao ser escrita por extenso,
ela deve ser gravada em minúsculo. Assim, no enunciado, onde está 40 Newtons deveria
estar, corretamente, 40 newtons.

Dados: F = 40 N; C = 0,5.
A Fig 1 mostra as forças agindo no bloco. A Fig 2 mostra essas forças “passadas a limpo”.
Como se trata de MRU, pelo princípio da inércia, a resultante das forças é nula.

Assim, na horizontal:
N = Fn  N = F cos 60° = 40(0,5)  N = 20 newtons.

Na vertical:

P + Fat = Ft  m g +  N = F sen 60°  10 m + 0,5(20) = 40 (0,87) 


34,8  10
m= = 2,48 kg.
10

Opção mais próxima: m = 2,6 kg.

Resposta da questão 17:


[D]

Como o homem está em repouso nas três situações, em todas elas a resultante das forças é
nula, ou seja, as trações estão equilibradas.
Seja a F a intensidade da força aplicada por cada cavalo.

Página 15 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

– Na primeira figura: T1A  T2A  F .


– Na segunda figura: T1B  T2B  F .
– Na terceira figura: T1C  T2C  2 F.

   
Então: T1A  T2A  T1B  T2B  T1C  T2C .

Resposta da questão 18:


[B]

Aplicando o Princípio Fundamental da Dinâmica para calcular o módulo da aceleração do


sistema e, a seguir, o mesmo princípio em cada corpo:
6
F   m1  m2  a  6   3  1 a  a   a  1,5 m / s2 .
4

R1  m1 a  3 1,5   R1  4,5 N.



R2  m2 a  11,5   R2  1,5 N.

Resposta da questão 19:


[D]

Entendendo que a balança do enunciado seja na verdade um dinamômetro, a leitura indicada é


a intensidade (FN) da força normal que a plataforma do dinamômetro aplica nos pés da pessoa:

FN  P  m a  FN  800  80  2   FN  960 N.

Resposta da questão 20:


[D]

Analisando as alternativas, temos que:


[I] INCORRETA. Princípio da ação e reação (3ª Lei de Newton). O sentido da força de reação é
oposto ao sentido da força de ação.
[II] CORRETA. Pela 2ª Lei de Newton, tem-se que:
FR  m  a
Assim, a força resultante é proporcional à aceleração do corpo de massa m.
[III] CORRETA. 1ª Lei de Newton (Princípio da Inércia). Um corpo que está em repouso ou em
MRU tende a permanecer nesta situação até que uma força resultante não nula atue sobre o
corpo.

Resposta da questão 21:


[C]

De acordo com o Teorema de Pitágoras, temos a Força resultante sobre o corpo:


FR  32  42  25  5 N

Página 16 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

E com a força resultante e a massa, usando a 2ª lei de Newton, achamos a aceleração:


F
FR  m  a  a  R
m
5N
a  0,50 m / s2
10 kg

Resposta da questão 22:


[A]

Quando o skate choca-se com o obstáculo, o garoto, por inércia, continua em movimento e
cai.

Resposta da questão 23:


[B]

Qualquer objeto, quando cai em queda livre, é acelerado pela gravidade até certo ponto, depois
desse ponto a força peso se iguala com a força de atrito do ar e ele começa a cair em
movimento retilíneo uniforme, com aceleração igual a zero.
No caso do paraquedista, acontece a mesma coisa, é por causa disso que, nos filmes, os
vemos contando até dez pra abrir o paraquedas. E caso o paraquedas se abra antes da força
peso se igualar com a força de atrito do ar, ele irá se romper.

Resposta da questão 24:


[D]

Fmola  m  g  sen30
Fmola  k  Δx
m  g  sen30  k  Δx
m  g  sen30 0,2  10  0,5
Δx   Δx   Δx  2,0 cm
k 50

Logo, o comprimento da mola será: 10  2  12 cm.

Página 17 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

Resumo das questões selecionadas nesta atividade

Data de elaboração: 11/10/2019 às 19:42


Nome do arquivo: SIMULADO F?SICA EEAR PIABET? CINEM?TICA E DIN?MICA

Legenda:
Q/Prova = número da questão na prova
Q/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro®

Q/prova Q/DB Grau/Dif. Matéria Fonte Tipo

1 ............. 104418 ..... Baixa ............. Física............. Unesp/2009.......................... Múltipla escolha

2 ............. 91845 ....... Baixa ............. Física............. Enem cancelado/2009 ......... Múltipla escolha

3 ............. 97489 ....... Baixa ............. Física............. Pucpr/2010........................... Múltipla escolha

4 ............. 96652 ....... Baixa ............. Física............. Ufg/2010 .............................. Múltipla escolha

5 ............. 92853 ....... Baixa ............. Física............. G1 - cftmg/2010 ................... Múltipla escolha

6 ............. 100211 ..... Baixa ............. Física............. G1 - cftsc/2010..................... Múltipla escolha

7 ............. 33970 ....... Baixa ............. Física............. Ufsm/2000............................ Múltipla escolha

8 ............. 43150 ....... Baixa ............. Física............. Unirio/2002........................... Múltipla escolha

9 ............. 52508 ....... Baixa ............. Física............. Pucrj/2004 ............................ Múltipla escolha

10 ........... 107278 ..... Baixa ............. Física............. Uece/2009............................ Múltipla escolha

11 ........... 91069 ....... Baixa ............. Física............. Ufrgs/2010 ........................... Múltipla escolha

12 ........... 95624 ....... Baixa ............. Física............. Mackenzie/2010 ................... Múltipla escolha

13 ........... 91368 ....... Baixa ............. Física............. Mackenzie/2010 ................... Múltipla escolha

14 ........... 99716 ....... Baixa ............. Física............. G1 - cftmg/2010 ................... Múltipla escolha

15 ........... 98749 ....... Baixa ............. Física............. Pucrj/2010 ............................ Múltipla escolha

16 ........... 96515 ....... Baixa ............. Física............. Uft/2010 ............................... Múltipla escolha

17 ........... 100658 ..... Baixa ............. Física............. Uff/2011 ............................... Múltipla escolha

18 ........... 112628 ..... Baixa ............. Física............. Ufrgs/2012 ........................... Múltipla escolha

19 ........... 134982 ..... Baixa ............. Física............. Espcex (Aman)/2015 ........... Múltipla escolha

20 ........... 138464 ..... Baixa ............. Física............. Udesc/2015 .......................... Múltipla escolha

21 ........... 135670 ..... Baixa ............. Física............. Pucrj/2015 ............................ Múltipla escolha

22 ........... 138223 ..... Baixa ............. Física............. G1 - cftmg/2015 ................... Múltipla escolha

23 ........... 162800 ..... Baixa ............. Física............. Eear/2016 ............................ Múltipla escolha

Página 18 de 19
Interbits – SuperPro ® Web

24 ........... 160221 ..... Baixa ............. Física............. Pucrj/2016 ............................ Múltipla escolha

Página 19 de 19