Вы находитесь на странице: 1из 4

1

1. Com referência a responsabilidade dos sócios, diante do falimento da empresa da qual são sócios quotistas, pode-
se afirmar?: ( Valor =1,0)
a) A responsabilidade patrimonial do sócio de uma sociedade limitada está restrita ao valor de sua quota de capital
devidamente integralizada, devendo, pois, propiciar o depósito de referida quantia a favor da massa falida.
b) O sócio de responsabilidade limitada que, ao se retirar do quadro societário, leva consigo parte do ativo da
empresa estará sempre obrigado a devolver o referido bem ou o seu equivalente em dinheiro.
c) A responsabilidade patrimonial do sócio solidário está restrita ao valor de sua quota de capital devidamente
integralizada, ou seja, em regra, integralizado o capital cessa-se a responsabilidade pessoal do sócio.
d) A responsabilidade patrimonial do sócio solidário é ilimitada, atingindo o seu patrimônio pessoal, de forma
subsidiária, arrecadando-se imediatamente o seu patrimônio juntamente com o patrimônio da empresa.
e) A responsabilidade do sócio de responsabilidade limitada tornar-se-á solidária, caso ocorra transgressão a lei, ao
contrato ou estatuto social, ou com prática de atos com excesso de mandato, com a prolação da sentença falimentar.

2. TT LTDA. teve a sua falência decretada. O administrador judicial ( antigo síndico ) apurou que os
sócios: ARIVIELSON e JANEVALDO, que já haviam integralizado as quotas de capital que se
comprometeram a realizar, praticaram atos contra o estatuído no contrato social constitutivo que, por
conseqüência, corroboraram para a bancarrota dos negócios. Qual a responsabilidade dos referidos sócios, em
face da falência da empresa da qual eram sócios quotistas:? ( valor = 2,0 )
a) Opera-se a desconsideração da personalidade jurídica, no momento da prolação da sentença falimentar,
arrecadando os bens dos sócios, excetuando os bens impenhoráveis e, se forem casados, será respeitada a
meação do patrimônio do casal.
b) Nenhuma, pois trata-se de uma sociedade limitada e o capital social já se encontra integralizado.
c) A despeito da sentença que decretou o falimento, não se pode caracterizar a desconsideração da
personalidade jurídica antes que, em outra demanda obtenha-se a delimitação da responsabilidade dos
sócios
d) Os sócios tornam-se solidários entre si pelo valor do ativo que retiraram da sociedade.
e) A convolação da responsabilidade limitada para ilimitada nasce com a sentença que decreta o falimento.

3. ARIVIELSON era sócio de uma sociedade limitada denominada JX LTDA., tendo se retirado do quadro
societário em novembro de 2015, levando consigo uma máquina industrial da empresa. Em março do
corrente ano, a empresa JX LTDA. teve a sua falência decretada, em decorrência de obrigações
assumidas há mais de dois anos do falimento. JOTAVIANO, que ingressara no quadro societário em
substituição ao sócio ARIVIELSON, e a outra sócia remanescente ALEJANDRA já haviam
integralizado todo o capital social à época do falimento. Contudo, o administrador judicial ( antigo
síndico ) vislumbrou na contabilidade da empresa falida que, às vésperas do falimento, atos ilícitos
foram praticados, que corroboraram para a bancarrota da empresa.

3.1 Diante de tais fatos, em face do falimento da empresa, qual a responsabilidade do sócio
ARIVIELSON?: ( valor = 1,0 )
a) Nenhuma das alternativas abaixo.
b) Tornou-se sócio de responsabilidade ilimitada.
c) Responde apenas pelo capital social integralizado.
d) Tendo em vista o fato de que levou parte do ativo da empresa, deverá devolver o correspondente ao valor
desses bens (ativo).
e) Não detém qualquer responsabilidade.
2
3.2. No mesmo diapasão, qual a responsabilidade de JOTAVIANO E ALEJANDRA?: ( valor
= 1,0 )
a) ALEJANDRA não detém qualquer responsabilidade, enquanto que JOTAVIANO deverá integralizar o valor
das quotas que comprometera realizar.
b) Ambos tornaram-se solidários apenas pelo capital a integralizar.
c) Não há responsabilidade, visto que são sócios de responsabilidade limitada
d) A sentença falimentar não convola a responsabilidade limitada em ilimitada, contudo, outra demanda,
agora, impetrada pelo administrador judicial ( antigo síndico ), precisará a responsabilidade de cada sócio e,
então, transitado em julgado, para possibilitar a arrecadação dos bens particulares dos sócios.
e) Ambos tornaram-se sócios solidários por toda a dívida social, e a sentença falimentar impõe a arrecadação
imediata de seus bens, excetuando os bens impenhoráveis, bem como excetuando a meação do patrimônio do
casal, no caso dos sócios serem casados.

4. ARIVIELSON era sócio de uma sociedade limitada denominada JX LTDA., tendo se retirado do quadro
societário em novembro de 2016, levando consigo uma máquina industrial da empresa. Em março do
corrente ano, a empresa JX LTDA. teve a sua falência decretada, em face de obrigações assumidas no ano
próximo passado. JOTAVIANO, que ingressara no quadro societário em substituição ao sócio
ARIVIELSON integralizou a sua quota de capital, sendo certo que a outra sócia remanescente:
ALEJANDRA não integralizou a quota de capital que prometera realizar.

4.1 Diante de tais fatos, em face do falimento da empresa, qual a responsabilidade do sócio
ARIVIELSON?: ( valor = 1,0 )
a) Nenhuma das alternativas abaixo.
b) Tendo em vista o fato de que levou parte do ativo da empresa ( parte do capital ),
deverá devolver o equivalente em dinheiro ou o referido bem.
c) Tornou-se sócio de responsabilidade ilimitada.
d) Responde apenas pelo capital social integralizado.
e) Não detém qualquer responsabilidade.

4.2. No mesmo diapasão, qual a responsabilidade de JOTAVIANO E ALEJANDRA?: ( valor


= 1,0 )
a) JOTAVIANO não detém qualquer responsabilidade, enquanto que ALEJANDRA
deverá integralizar o valor das quotas que prometera realizar.
b) Ambos responderão solidariamente apenas pelo valor do capital não integralizado.
c) Somente o sócio administrador ( gerente ), de direito ou de fato, poderá ser
responsabilizado, portanto, uma ação ordinária deverá ser impetrada, não bastando a
sentença declaratória falimentar, para determinar referida responsabilidade.
d) Ambos tornaram-se sócios solidários por toda a dívida social, e seus bens serão
arrecadados conjuntamente com os bens da falida.
e) Não há responsabilidade, visto que são sócios de responsabilidade limitada

5. A seguinte assertiva está correta: “no instituto falimentar a solidariedade pelo valor do capital a realizar impõe a
responsabilidade solidária pelo total do débito social”?: ( valor = 1,0 )
a) Sim, pois a solidariedade decorre de expressa disposição legal.
b) Não, pois a solidariedade se verifica entre o sócios pelo “quantum” a realizar.
c) Sim, pois os sócios não são falidos, mas respondem pelas mesmas obrigações e direitos da empresa falida.
d) Sim, pois o patrimônio do empresário, que exerce a atividade empresarial em nome de sua pessoa natural, será
arrecadado juntamente com o patrimônio da pessoa natural.
e) Não, pois o patrimônio do empresário, que exerce a atividade empresarial em nome de sua pessoa natural, não será
arrecadado juntamente com o patrimônio da pessoa natural, este último dependerá de ação ordinária para apurar a
responsabilidade.
3

6. SIDNELSON é proprietário de uma lanchonete, exercendo a atividade empresarial em nome de sua pessoa
natural. Em decorrência do exercício de seu ramo de negócio teve a sua falência decretada. O administrador
judicial ( antigo síndico ) requereu a arrecadação de todos os bens da firma individual, bem como todos os bens
de propriedade da sua pessoa natural, de forma indistinta. É certo, ainda que SIDNELSON é casado com
JUSSANARA pelo regime da separação total de bens. A arrecadação supra mencionada está correta?:
a) Não, pois o falimento de uma sociedade não importa na falência dos sócios.
b) Não, pois excetuam-se apenas os bens impenhoráveis da pessoa natural.
c) Não, pois excetuam-se apenas a meação do patrimônio do casal.
d) Não, pois a responsabilidade se atem apenas ao capital social a realizar.
e) Não, pois excetuam-se os bens impenhoráveis da pessoa natural e a meação do patrimônio do casal.

7. Complemente com a alternativa correta:


A decretação da falência sujeita todos os credores, que somente poderão exercer seus direitos,
a) sobre os bens da sociedade falida e do sócio, independentemente do tipo social pelo qual se rege a
sociedade;
b) exclusivamente sobre os bens da falida.
c) sobre os bens do empresário individual e de seus respectivos sócios, na forma da lei;
d) sobre os bens do falido e do sócio ilimitadamente responsável, na forma da lei;
e) exclusivamente sobre os bens da sociedade mercantil.

8. De acordo com a Lei 11.101/05, é incorreto afirmar:


a) As obrigações a título gratuito não são reclamadas na falência.
b) As despesas despendidas pelos credores para tomar parte na falência ou recuperação judicial são
inexigíveis, salvo aquelas decorrente de sucumbência em outros litígios com a falida.
c) No caso de pedido falitário, detendo a empresa ré sócios de responsabilidade ilimitada, referidos sócios
devem compor o pólo passivo da demanda, em litisconsórcio passivo necessário.
d) Na falência admite-se litisconsórcio ativo, notadamente para alcançar valor superior a 40 ( quarenta )
salários mínimos.
e) O administrador judicial exerce as mesmas funções que o gestor de judicial.

9. A seguinte assertiva está correta: “a morte do empresário que exerce a atividade em nome de sua pessoa
natural não impede o pedido de seu falimento”?:
a) Sim, os herdeiros responderão pelo débito da firma individual.
b) Não, com a morte extingue-se as obrigações do falido.
c) Sim, o falimento da sociedade importa em responsabilidade particular dos sócios solidários por toda
a dívida social.
d) Sim, o espólio responde com seu patrimônio até a partilha e, após referido evento, os herdeiros
respondem patrimonialmente por toda a dívida social.
e) Nenhuma das alternativas acima.

10. Em decorrência de acordo firmado por meio de petição, após a citação do devedor em pedido falimentar,
houve o parcelamento do débito. Referido acordo foi homologado por sentença. Não adimplindo com o
pactuado, a credora clamou pela decretação da falência do devedor. Diante de tais fatos, na condição de
Juiz(a) acolheria o pedido de falência?: ( valor = 1,0 )
a) Nenhuma das alternativas abaixo.
b) Sim, com respaldo no princípio de que os pactos hão de ser cumpridos.
c) Não, por tratar-se de causa de extinção do feito.
d) Não, visto que, doravante, é questão de inadimplemento.
e) Sim, trata-se de direito disponível.
4

18. No que concerne à legitimidade passiva e ativa no processo falimentar é correto afirmar: (valor= 1,0)
a) O proibido de exercer a atividade empresarial, ainda que o faça habitualmente, não estará sujeito a falência.
b) O falecimento do devedor não impede o falimento do espólio do devedor.
c) A mulher casada tem a decretação de sua falência condicionada à do marido.
d) a sociedade simples pode ter a sua falência decretada, porém não poderá requerer a de seus devedores.
e) nenhuma das alternativas acima.

19. Tratando-se de falência, é incorreto afirmar: ( valor = 1,0 )


f) o patrimônio do empresário, que exerce a atividade empresarial em nome de sua pessoa natural, será arrecadado juntamente com
o patrimônio da pessoa natural.
g) todos os sócios são solidariamente responsáveis pelo ato ilícito praticado individualmente por qualquer um deles.
h) o sócio de sociedade limitada pode ter a sua responsabilidade convolada em ilimitada, para responder com seu patrimônio pessoal
de forma solidária e subsidiária por toda dívida social, por meio de ação tendente a apuração da responsabilidade.
i) nem sempre o sócio que retirou parte do ativo está obrigado a repor o seu equivalente em dinheiro, seja por decurso de prazo ou
por situação fática verificada no momento de sua retirada – inexistência de dívidas ou, se existirem, forem quitadas até o
falimento.
j) a arrecadação dos bens do sócio solidário independe de ação ordinária tendente a apuração de sua responsabilidade.