Вы находитесь на странице: 1из 2

Núcleo de Justiça Restaurativa de Caxias do Sul 1

Central Judicial de Pacificação Restaurativa


______________________________________________________

Termo de Acordo do Procedimento Restaurativo

TERMO DE ACORDO EXTRAJUDICIAL

Nós, abaixo assinados, de livre e expontânea vontade, vimos através


deste documento acordar condições acerca dos cuidados com a criança H. S.
Z.. Assim, temos por bem pactuar os seguintes pontos:
1. A guarda da criança segue sob os cuidados exclusivos da genitora.
2. O genitor terá direito a receber a criança em visitação a cada quinze
dias, a começar no dia 08/06/2013.
3. As visitas acontecerão sempre aos sábados, na casa da avó paterna.
Caso haja a necessidade de uma eventual troca de dia para a visitação,
essa troca será feita em comum acordo entre as partes via contato
telefônico entre as avós.
4. Fica a cargo da avó materna a responsabilidade de levar a criança à casa
da avó paterna, bem como buscá-la.
5. Haverá um período de adaptação de 02 (dois) meses da criança ao
convívio do genitor; nesse período as visitas serão mais curtas, tendo
início às 14:00hs e encerrando por volta das 17:00hs. Nesse período a
avó materna ficará presente durante as visitas.
6. Após tal período de adaptação, as visitas se darão entre 08:30hs e
17:00hs. A partir de então, a avó materna não mais acompanhará as
visitas em tempo integral, mas continuará responsável por levar e buscar
a criança à casa da avó paterna.
7. Com relação a períodos de férias, como a criança está em idade pré-
escolar, este tópico será futuramente e ao tempo devido definido pelas
partes.
8. O genitor se compromete a contribuir mensalmente com a quantia de
R$200,00. A avó paterna se compromete a contribuir mensalmente com
a quantia de R$100,00. Esses valores, totalizando o montante de
R$300,00 mensais, serão pagos mediante depósito na conta corrente de
N. B. S., número ..., agência ... do banco Bradesco, servindo os
comprovantes de depósito como recibo de pagamento.
9. Em caso de despesas extraordinárias, o genitor e a avó paterna se
comprometem a colaborar, de acordo com suas possibilidades
financeiras. A avó materna se compromete a apresentar recibos de tais
despesas.
10. Caso o genitor seja internado no CASE, durante sua internação
passam a valer as seguintes combinações:
a. O genitor abre mão das visitas durante o período da internação. A
avó materna, ainda assim, se dispõe a levar a criança ao CASE,
caso o genitor assim solicite.
b. O genitor, durante a internação, deixará de depositar os R$200,00
mensais, com o que desde já a outra parte concorda. A avó
paterna continuará depositando R$100,00 mensalmente, e, sendo
possível, acrescerá algum valor a maior.

1 1
Núcleo de Justiça Restaurativa de Caxias do Sul 2
Central Judicial de Pacificação Restaurativa
______________________________________________________

Termo de Acordo do Procedimento Restaurativo

c. Caso o genitor, durante a internação, seja beneficiado com a


inclusão no programa “Jovem Aprendiz”, se compromete a alcançar
mensalmente o valor de R$300,00. A avó paterna, nesse caso,
continuará depositando mensalmente a quantia de R$100,00.
d. Quando do Desligamento do Genitor da Medida Socioeducativa de
Internação, voltam a valer as combinações anteriores.
11. As partes, desde já, requerem a homologação do presente Termo
de Acordo Extrajudicial, a fim de que produza seus jurídicos e legais
efeitos. Outrossim, as partes se declaram cientes de que poderão ser
chamadas em audiência a fim de ratificar os termos do presente Acordo.

PARTICIPANTES

1. N. B. S. – Genitora
2. R. B. – Avó materna
3. J. Z. R. – Genitor
4. R. de A. Z. – Avó Paterna

Caxias do Sul, 28 de maio de 2013.

_____________________________ _____________________________
P. F. Paulo Henrique Moratelli
Facilitador do Procedimento Facilitador do Procedimento
Coordenador da Central

2 2