Вы находитесь на странице: 1из 14

SUMÁRIO

Revit em 5 passos.......................................................................................................................................... 2
Passo 1 – Objetivo ..................................................................................................................................... 6
Passo 2 - Escolha da equipe e equipamentos ........................................................................................... 7
Passo 3 - Treinamento .............................................................................................................................. 8
Passo 4 - Tempo ........................................................................................................................................ 9
Passo 5 – Implementação Total .............................................................................................................. 10
Conclusão ................................................................................................................................................ 12
EXTRAS .................................................................................................................................................... 13
REVIT EM 5 PASSOS
Implementação Total Obrigatória

Por que você ainda não usa o Revit em seus Projetos?


Palestra Online
Se você já utiliza o Revit, já entende perfeitamente seu funcionamento e já o utiliza 100% em seus
projetos, esta matéria e palestra não são para você. Caso contrário, tratarei de técnicas que utilizo em
minhas implementações definitivas de Revit nos escritórios, focando nos passos iniciais desta mudança
de processos.

É de conhecimento comum que o que o Revit pode te oferecer em termos de produtividade e


qualidade para seu Projeto é várias vezes mais eficaz que algum software CAD. Será tudo uma questão de
tempo até que a metodologia BIM substitua completamente a maneira de projetar que conhecemos hoje
com desenhos praticamente “manuscritos” em CAD. Não é o intuito desta matéria mostrar ou provar as
vantagens desta situação.

Além disto, se você está lendo este material, assim como a maioria das pessoas que tentam,
também não conseguiram implementar o Revit em seus projetos pessoais ou nos de seu escritório. Alguns
ainda não ouviram falar; a maioria sequer ainda iniciou um plano de aprendizado, apesar do interesse;
outros vários já até iniciaram um treinamento, mas ainda não o concluíram ou ainda não se sentiram
confiantes em elaborar seu primeiro projeto, seja porque não conseguiu acompanhar o treinamento de
maneira eficaz ou por falta de tempo, devido a correria do dia a dia. Eu sei como é complicado aprender
a utilizar um software, especialmente de maneira auto didática. Durante meus tempos de estudante, por
volta de 2004, quando comecei a utilizar o 3D Studio 4 interrompi e desisti por 2 vezes e só toquei pra
frente mesmo quando consegui organizar este aprendizado. Eu ainda não tinha criado os passos, naquele
tempo, não conscientemente.

Recentemente, conversando com outros colegas/professores igualmente experientes chegamos


a uma conclusão informal, sem cunhos de pesquisa ou afins, que somente cerca de 30% dos alunos de
cada turma dão continuidade a utilização desta nova ferramenta. Cada aluno passa pelo mesmo
treinamento, pelas mesmas condições e horários de todo o restante da turma e alguns deles são ainda
mais atarefados que os demais, mas por que eles conseguem e os demais não? Seriam eles gênios, seria
fruto de uma dedicação extra-normal ou quem sabe ele tem muito tempo disponível. Talvez algum dos
casos, mas na maioria deles, nenhuma das alternativas será completamente verdadeira.

Agora imagine que você consiga implementar o uso de um software que irá te ajudar a fazer seus
projetos mais rápidas e/ou com mais qualidade. Você terá mais tempo pra sua família, mais tempo para
descansar, viajar ou mesmo para fazer mais dinheiro pegando cada vez mais projetos. Eu quero a te ajudar
a chegar neste momento mais rapidamente.

Eu conheci o Revit desde 2005, na versão 6, no escritório em que estagiava onde um colega tinha
ouvido falar do programa. Eu já tinha passado por uma experiência de procrastinação anteriormente
(3DsMax), mas que consegui superar. De imediato fui pesquisar e percebi que não existia nenhum
material de estudo: livros, apostilas, youtube, nada. A internet no Brasil ainda estava engatinhando com
velocidades de 56k, utilizando-se modems e conexão discada. Eu precisei estudar pelo help do próprio
programa, organizado não de maneira didática, mas topificado por assuntos, então precisei desenvolver
uma metodologia de aprendizado. Em 2-3 meses, sem nenhum mentor, sem nenhuma ajuda externa
(exceto os helps) e sem internet, já não utilizava mais o AutoCad e pouco depois já estava lançando
gratuitamente o primeiro Template de Revit brasileiro, totalmente dentro das normas técnicas da ABNT
e que foi utilizado em larga escala pela maioria dos novos utilizadores de todo o Brasil que o utilizaram
para montar seus próprios templates e projetos. Então sou a prova viva de que é muito simples, basta
foco, dedicação saudável e seguir os 5 passos que mostrarei nesta palestra.
Pensando nestas pessoas que estão pensando em implementar o Revit em sua vida profissional
e, especialmente nas que tentaram fazer algum treinamento e ainda não conseguiram avançar com a
utilização, gravei uma palestra explicando 5 passos fundamentais para uma implementação de sucesso. É
um “segredo” que passo pra cada pessoa que tem interesse em aprender e a maioria deles chegou ao
grau pleno de seu objetivo com o Revit.

Para acessar ao conteúdo fazendo pagamento diretamente pelo Pagseguro, no valor simbólico de
R$ 9,90 até o dia do lançamento e, 28/04/2014. Após esta data, o valor será de R$ 49,00 por passos que
vão lhe levar a uma garantia de uma implementação de sucesso. Em ambos os casos, você irá receber:

 Link para palestra: Revit em 5 passos: implementação obrigatória;


 Ebook com o conteúdo resumido da palestra;
 Planilhas para preencher e auxiliar a implementação;
 Auxílio, nos comentários deste post, às suas dúvidas e para preenchimento das planilhas;

Olá, eu sou Alan Araújo da ProjetoAcg e do Grupo Bloco. Duas empresas que me deram bastante
experiência tanto nos treinamento e implementação de Revit e BIM como na concepção e
compatibilização de todas as disciplinas de Projeto de arquitetura e engenharia.

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a Bruno Capanema pela oportunidade de passar para
vocês um pouco desta minha experiência no I Congresso Virtual de Arquitetura

Hoje eu falar sobre 5 passos para Implementar definitivamente o Revit no seu dia a dia. São passos
que eu sempre indico para meus alunos e em minhas implementações nos escritórios. Ela é, na verdade,
uma adaptação das áreas de gerenciamento de Projeto, em que eu levanto os principais pontos. E ela é
focada em estratégias e documentos para auxiliar aquelas pessoas que querem ou que tentaram iniciar
seus projetos com o Revit ou um outro software BIM e ainda não conseguiram.

Não conseguiram, por exemplo, por:

 Falta de tempo, seja


 Porque não puderam parar o que estava fazendo no escritório para aprender um novo
software
 É estudante e apertou a entrega dos trabalhos da faculdade, resolveu adiar e já tem mais
de um ano que você adiou;
 Seu colega ou parceiro ainda usa o CAD e você precisava se adaptar ao grupo;
 Seu computador não é muito bom e você não está conseguindo usar o Revit;
 Achou o programa complicado e preferiu continuar com o CAD;
 Você não encontrou uma pessoal para te ajudar no escritório;
 Enfim, são vários os motivos pelos quais as pessoas adiam projetos em sua vida, mesmo
que eles saibam que precisam fazer aqui, pois será melhor pra eles.
PASSO 1 – ESCOPO E OBJETIVO

Primeiro de tudo é necessário destacar um objetivo claro. Qual o objetivo de sua empresa com o
Revit? É acelerar o projeto legal de sua arquitetura? É fazer modelos para extração perfeita de
quantitativos ou uma quantitativo estimado é suficiente? É pensar num modelo executivo, super
detalhado ou talvez elaborar uma representação mais visual? Quem sabe uma mescla de alguns destes
ou ainda outros. Em minhas implementações nos escritórios pelo Brasil todo, costumo definir como ponto
inicial, chegar ao mesmo nível de apresentação de projeto e informação que eles já fazem, sem inventar,
sem querer abraçar o mundo. Num segundo momento e terceiro momentos, somente, partir para uma
segunda etapa. Cada novo passo será cada vez mais fácil, mas em cada um deles deverá haver uma
definição clara do que se pretende. Defina estes marcos e siga passo a passo resolvendo cada uma das
questões.

Não tentar fazer do seu primeiro projeto, o projeto perfeito, pois será somente uma tentativa
frustrada ou ainda pior: iniciar sem um objetivo fixo definido. Com auxílio de um profissional já experiente
tente definir estas etapas, gradativas, em nível de complexidade. Selecione o primeiro e corra atrás dele.
Anote também os próximos, mas foque seu resultado, um a um, mas só passe para o próximo depois de
concluído o primeiro. Você não vai querer ter 4 projetos inacabados em sua estante: novamente será uma
tentativa frustrada.

Considere como seu objetivo inicial algo mais básico como, por exemplo, criar projetos para
prefeitura de maneira mais rápida e produtiva. Isto já é algo que você já faz no seu escritório e agora quer,
“apenas” chegar ao mesmo resultado. Mesmo este passo não será fácil, mas será simples se seguir uma
metodologia coerente. Comece pelo primeiro! Este será o mais difícil, pois sua equipe estará ainda em
fase de treinamento, você ainda não tem noção de tudo que o software pode oferecer (pode chegar onde
você quiser, não se limite a crença de algumas pessoas que o software limita sua criação, ele apenas não
sabe utilizar a ferramenta) e não sabe ainda, completamente, como chegar ao resultado desejado.

RESUMO

 Defina seu objetivo inicial, o mais simples possível (ex. elaborar projeto para prefeitura conforme
padrão do escritório);
 Anote seus futuros objetivos avançando em nível de complexidade (criar famílias; elaborar
projeto executivo; melhorar representação gráfica, etc)
PASSO 2 - ESCOLHA DA EQUIPE E EQUIPAMENTOS

Objetivo pensado, converse com o professor que pretende fazer o treinamento. Ele irá te
direcionar melhor este objetivo e adaptar algo ou sugerir melhorias. Estude com ele uma forma de montar
a equipe. Se no seu escritório já há alguém que trabalhe bem com o Revit, ele deverá fazer o curso e
aperfeiçoar o aprendizado junto com uma quantidade de funcionários (ou mesmo todos). Desta equipe,
um deles deverá tomar a frente da implementação de Revit em seu escritório. Não tenha medo de investir
nesta consultoria, pois dela poderá depender todo o sucesso da operação. Nem sempre será aquele que
já sabe utilizar o programa, mas muitas vezes alguém com mais desenvoltura, entusiasmo ou qualidades
de liderança. Contrate também alguém com mais experiência, temporariamente em regime de
consultoria, o próprio professor poderá estar disposto. Você conhece sua equipe, converse com eles,
escute seus anseios, sinta sua empolgação, vontade de aprender e vontade de inovar e descarte aqueles
com pensamentos negativos de que o Revit não funciona por isso ou por aquilo. Ele irá desestimular os
demais. Descarte também aqueles que você percebe que já está com data para sair do escritório ou que
você percebe que não tem foco ou interesse em aprender e desenvolver. Aqueles que, durante a hora de
trabalho ficam grande parte do tempo no facebook ou what’s app tente mudar suas posturas e se não for
bem sucedido, descarte também. Uma única maçã podre, irá contaminar todas as demais. A menos que
você seja uma ONG ou esteja fazendo caridade, exclua não só do curso, mas da equipe. Aos que
permanecerem na equipe atribua-lhes responsabilidades, prazos e metas; ofereça prêmios; exija
comprometimento

Quanto aos equipamentos, você irá necessitar de algumas boas máquinas. Não adianta pensar
mais naqueles seu notebook de 6 anos atrás que é você acha ótimo porque nunca quebrou. Pense grande,
você vai estar na vanguarda e terá cada vez mais clientes e projetos maiores. Pense grande, mas haja com
os pés no chão. Não adianta também adquirir todos os computadores top de linha sem uma perspectiva
de retorno. Poderia comprar um ou outro top, outros mais simples, mas todos respeitando as
configurações mínimas exigidas pelo Revit, que podem ser conferidas no site da Autodesk. Existem
financiamentos com juros muito baixos para equipamentos. Informe-se sobre isto. O investimento com
os softwares também é pesado, mas existem soluções com valores reduzidos para versões LT, pacotes de
softwares ou mesmo aluguel diretamente com a Autodesk. Procure o representante mais próximo ou
entre em contato comigo que lhe encaminharei para alguém de confiança.

RESUMO

 Troque ideias com seu professor/consultor;


 Selecione a dedo o líder de sua equipe;
 Comprometimento da equipe;
 Contrate temporariamente alguém experiente ou consultoria;
 Descarte funcionários com atitudes negativas;
 Compre os melhores computadores que o orçamento segura. Mescle 1 top de linha pra cada 4
menos robustos;
 Procure seu revendedor Autodesk mais próximo;
PASSO 3 - TREINAMENTO

O passo fundamental para uma implementação eficaz é um bom treinamento básico, de iniciação.
Na internet existem uma série de treinamentos gratuitos e, em sua cidade ou próxima a ela,
provavelmente existirá uma professor de Revit disposto a te ajudar. É preciso, porém, ter cuidado com
este investimento, seja de tempo ou seja de dinheiro, pois muitas vezes são somente ciladas. Imagino que
seu plano seja aprender o mais rápido possível pra ganhar horas de sono, pra aumentar a produtividade
do seu escritório então, sem dúvida, o melhor custo-benefício será uma curso em que o professor se
disponibilize a te ajudar ao vivo (online ou presencialmente). Não somente pelo conteúdo, mas pela
contato direto que você terá com ele que irá te orientar o melhor caminho e a melhor solução para cada
caso. Vocês poderão virar parceiros de projetos no futuro ou trocar bastante experiência. Faça um curso
direcionado, com sequência. Evite vídeos aleatórios no youtube, exceto para consultas específicas, mas
nunca por uma metodologia de aprendizado. Você irá perder muito tempo e seu objetivo final é ganhar
dinheiro, não é ficar procrastinando aprendizado.

Como citei no início, quando comecei a aprender 3D Studio, somando minhas 3 tentativas, levei
cerca de 1 ano e meio entre estímulos de aprendizado e meses de pausa, por falta de tempo ou mudança
de foco. Naquele momento eu era estudante de arquitetura que precisava concluir os trabalhos
universitários, somava o estágio num escritório de arquitetura e algum lazer e, desta maneira, me distraía
fácil, por motivos diversos quer agregassem conhecimento ou não. Agora vamos fazer uma comparação
simples: imagine que você faça um treinamento de R$ 1000,00. Este treinamento irá durar 2 meses. Um
treinamento bem direcionado nas boas práticas e experiência real. Eu já teria 13 meses de vantagem
sobre mim mesmo, se tivesse feito um curso ao vivo. Imagine que eu fizesse um trabalho simples por mês,
ajudando um arquiteto a desenvolver o projeto legal dele; elaborando alguns renders em algum free
lance. Eu era estudante, ainda estava aprendendo a valorizar meu trabalho, mas digamos que eu cobrasse
somente R$ 500,00 em cada um desses projetos. Algo simples, trabalhando em casa e com ajuda do
professor, ainda durante o treinamento de 2 meses, eu tiraria este valor investido. Nos meses seguintes
eu passaria a pegar 2 ou 3 por mês, fazendo uma renda de 1000-1500 mensais. A princípio um sonho pra
um estagiário. O mesmo exemplo aplica-se para um escritório de arquitetura que fecha um pacote de R$
3000,00 para treinar sua equipe de 4 funcionários. A partir do momento em que sua equipe estiver
treinada, o tempo que você levava para fazer um projeto de R$ 10.000,00 ou 100.000,00 te garanto que
fará na metade do tempo. Agora calcule quanto dinheiro você economizou.

Verifique as credenciais do seu professor, sua experiência em sala de aula; sua experiência com
projetos reais e até sua experiência em obra, pois agora você precisará construir no sistema BIM, não
somente desenhar. Leve em conta o valor do curso, mas não opte pelo mais barato, pois provavelmente
será de alguém sem experiência. O contrário também é válido, o mais caro, nem sempre será o melhor.
Se possível tente ingressar numa turma com alunos mais experientes, já graduados, pós graduados ou
com experiência prática real, pois a experiência será mais abundante.

Cursos intensivos? Fuja deles, exceto se houver uma abertura de consultoria pós-curso.
Aprendizado é prática e prática exige tempo. Quanto mais você puder sugar do seu professor, melhor.
Num treinamento de 2 semanas, a maioria dos professores irão desaparecer e você terá que se virar com
tudo o que você acha que aprendeu. Até vai lembrar de muita coisa, mas já terá esquecido 70% do
apreendido, fora o que você percebeu que ele não passou durante a aula por ser conteúdo avançado.
Existem alguns cursos que te prometem uma assessoria gratuita ou paga, pós curso e, para estes casos,
se a única alternativa foi aquele curso intensivo, leve em consideração quanto mais precisará ser investido
(nos casos de consultoria paga). Em casos de ajuda ou direcionamentos gratuitos, após o curso, aproveite
isto, não tenha vergonha de perguntar. Se o professor gosta do que faz, ele vai gostar ainda mais de te
ajudar e, serão estes alunos que estarão visados por ele para uma indicação num emprego, para uma
parceria ou para terceirização de serviço.

No primeiro passo, tratamos de objetivo. Que tal fechar com seu professor um curso específico
para aquele objetivo? Você é engenheiro e quer focar nos quantitativos ou no projeto de elétrica e
hidráulica. De repente você já é um usuário avançado e quer aperfeiçoar tais pontos. Converse com seu
professor, ele poderá estar disposto a fechar um pacote específico para você ou seu escritório. Mesmo
que não seja focado, que tal chegar mais cedo, ou sair 15 minutos mais tarde para trocar uma ideia com
seu professor sobre o projeto que você iniciou, isto lhe abrirá portas de conhecimento e de possíveis
negócios juntos.

RESUMO

 Priorize cursos ao vivo, online ou presencial, mas que haja contato direto com o professor;
 Não procrastine aprendizado (treinamentos não sequenciados ou aleatoriamente dispostos no
youtube, vimeo ou em em dvds), mas fique longe de cursos intensivos, exceto se houver uma boa
plataforma de consultoria pós-curso;
 Opte por um curso com 1 ou 2 aulas na semana, para que dê tempo você praticar e levar seu
projeto iniciado para tirar dúvidas com o professor;
 Verifique o currículo do professor e tente ingressar em turmas com alunos mais experientes;
 Tente fechar grupos ou turmas completas com objetivos específicos e cobre que seu professor
foque no interesse da turma;

PASSO 4 - TEMPO

Assim como tudo na vida, é necessário dedicação para se chegar ao auge. Quanto mais se dedicar,
mais rápido e melhor você será. Eu falo para cada uma de minhas turmas: não adianta vocês fazerem
simplesmente o curso, chegar em casa, voltar na próxima aula e sequer ter aberto o Revit. Infelizmente
nem todos têm foco, nem todo mundo tem interesse. Todo mundo tem tempo, só não o utiliza com
produtivamente. Eu não falo em um noite inteira de treinamento todos os dias, falo somente de 15
minutos, meia hora, talvez uma ou mais horas por dia, que você esteja livre. Não tem? Claro que tem. Na
hora do almoço, comendo e com o notebook do lado; na hora que você está em casa no facebook ou
assistindo tv; durma 1 hora mais tarde; um momento ocioso no trabalho ou no que lhe restar do horário
do almoço. Se você acha que não consegue nem isso, desista de aprender Revit, desista de aprender coisas
que você não tem interesse em aprender. Seja sincero com você e somente com você: eu posso me dar
ao luxo de ficar aqui sem fazer nada útil ou posso pensar em minha carreira.

Muitos de meus alunos, especialmente quando seus chefes os acompanham, tenho o hábito de
sugerir para eles minha técnica Menos para Mais. Consiste numa técnica simples e fácil de cumprir em
que você utiliza menos tempo do horário de trabalho para se chegar num resultado maior. Sempre
contínuo. Reserve a última meia hora de cada dia para iniciar o projeto piloto, tratado no passo a seguir.
Aquilo será sagrado, não importa o que precise ser feito ainda. Em todos os escritórios e alunos
individualmente, digo 100% deles que utilizaram esta técnica, em algum momento passaram a utilizar o
Revit em todos os seus projetos. Se seu chefe não lhe dá esse tempo ou se você é seu próprio chefe,
consiga esse tempo extra. Converse com a equipe e fique meia hora a mais no escritório todos os dias.
Hoje só se destaca da multidão quem faz a mais.

Obviamente quanto mais tempo dedicar-se, mais rápido chegará ao seu objetivo. Você deverá ter
em mente uma data limite para implementação e definam pequenas autopunições que vocês possam
cumprir e sigam aquilo à risca, como sugere meu amigo Seiti Arata. Se eu não praticar hoje, não vou tomar
sorvete até semana que vem; se não atingir esta meta semanal, não vou pra esta festa; se este objetivo
não for cumprido até o final do mês, eu pago uma rodada no restaurante mais caro para todos do
escritório (nesta confraternização, volte a citar a necessidade da implementação, defina nova data e desta
vez cumpra).

RESUMO

 Tempo é fruto de seu interesse;


 Defina uma data limite para cada etapa;
 Treine alguns minutos ou algumas horas por dia;
 Utilize a técnica Menos para Mais;
 Utilize seu tempo livre;

PASSO 5 – IMPLEMENTAÇÃO TOTAL

Este é o passo mais complexo do método Projete em Revit em 5 passos. Irá depender de cada
situação e cada caso, mas tentarei expor algumas situações corriqueiras. Neste momento você já tem sua
equipe formada: seu líder, seu expert (BIM – Manager) e os demais interessados ou somente você, se for
o caso. Também já montou sua estrutura com computadores, espaço físico e está pronto para iniciar. Se
não montou ainda, o processo não será perfeito, mas melhor começar imperfeito a nunca começar. O
bom é inimigo do ótimo: se você esperar o momento perfeito, a situação ideal, o projeto de ouro do
escritório, etc. É bem provável que você nunca desenvolva seu trabalho com Revit enquanto que seus
colegas de aula já podem ter improvisado no desktop de casa, na cozinha, com sua mãe reclamando do
lado. Ele começou em condições adversas e já está à sua frente. É necessário iniciar, independentemente
da situação.
Por onde começar? É necessário minimizar os riscos reais, investir tempo e dinheiro, mas sem
comprometer o resultado. Selecione um projeto piloto básico. Será o projeto que você irá começar a sentir
as dificuldades de uma mudança completa de metodologia de projeto. O mais comum é que a
produtividade sofra uma redução e, você leve até mais tempo que faria comparando-se com o processo
tradicional. Não desanime! Este é somente o primeiro, no próximo você já terá uma boa base de
conhecimento e de material que poderá ser reaproveitado e a cada novo projeto esta tarefa se tornará
cada vez mais simples e rápida. Se você está na Universidade, qualquer projeto que esteja prestes a iniciar
será seu projeto piloto. Pode confiar. Você pode até tirar uma nota mais baixa por conta de uma
representação gráfica aqui e ali que você ainda não sabia ajeitar, mas, a menos que você queira seguir
carreira acadêmica, não deverá nunca se preocupar com notas em detrimento ao seu conhecimento
adquirido, ao sua vivência real da prática que você levará para além do curso. Ninguém vai lembrar que
você tirou 7 ou 10 naquele projeto, mas seu cliente vai lembrar do quanto ágil é você ao desenvolver seus
projetos. Pense no seu cliente, pense em você tendo mais tempo livre para viver sua vida ou pense ou
com mais tempo para iniciar novos projetos. Se você já está na vida real, na correria do escritório, seu
cliente é prioridade. Nunca entregue um trabalho medíocre a ele e culpe o software por isto, pois você
estará se portando com um papel inexperiente e ineficaz. O mesmo se você é incapaz de conseguir
entregar um trabalho, mesmo na faculdade, com umas poucas falhas a mais(...) Nestes casos, costumo
indicar que meus clientes iniciem por um o projeto paralelo que já tenha sido elaborado noutro momento.
O objetivo será replicar em todos os detalhes a representação e apresentação do projeto no mesmo nível
do anterior. Será uma excelente maneira de iniciar, mantendo compromisso consigo, mas sem
comprometer o cliente. Utilize a técnica Menos para Mais (citada no passo anterior) e avance, sempre
que possível, no tempo ocioso no escritório.

Será muito importante durante esta fase um bom acompanhamento por parte do mentor do
grupo, aquele que conhece melhor os processos a fim de minimizar os riscos e acelerar o processo de
aprendizagem. Ele deverá apontar o melhor caminho a trilhar e, se estiver acontecendo algo pra sair dos
eixos, ele que deverá apontar como voltar para ele. Se esta pessoa está em sua equipe, perfeito. Se não,
você deverá procurar alguém para te ajudar com ideias, críticas e soluções em termos de ferramenta.
Poderá ser seu professor de Revit, um colega que já utilize o software há mais tempo.

Como mencionado anteriormente, o primeiro será o mais complicado. Se achar necessário,


mantenha a consultoria para o segundo projeto. Provavelmente não em tempo integral, mas em etapas
chaves do projeto. Neste momento você poderá já terá condições de iniciar um projeto totalmente no
Revit, já aprendeu com as experiências anteriores. Se não, não espere mais que este. Considere seu
terceiro projeto como limite para implementação total do software, exceto em ocasiões especiais em que
o objetivo final precise ser obrigatoriamente adiado. Troque ideias com alguém mais experiente e defina
se será realmente necessário adiar a implementação total naquele momento. Em cada novo projeto,
aumente o desafio, mude o responsável por aquele projeto, crie novos ânimos e desafios para melhorar
o nível de seu projeto, de acordo com os objetivos que você traçou lá no primeiro passo. Pense melhor
no quantitativo, trabalhe seu projeto executivo, melhore a representação gráfica, etc. Lembre-se do
mentor, ele terá ainda bastante ideia para te passar.

Por fim, entenda que uma implementação total talvez não tenha fim. Sempre haverá o que
melhorar, aperfeiçoar, acelerar, mas assim precisa ser ou pode-se perder o estímulo no trabalho. Inovar
enche e melhorar enche o espírito de quem tem vontade de mudar para melhor.
RESUMO

 Comece pelo primeiro: defina o Projeto Piloto;


 Eleve o nível de desafio de cada exercício;
 Redefina os líderes para cada novo objetivo;
 Obrigue-se a elaborar um projeto 100% em Revit!

CONCLUSÃO

Empenhe-se, dedique tempo, investigue a ferramenta, vá além da aula, faça seu próprio
diferencial sem culpar a ninguém por nada: somente você é responsável por seu sucesso profissional. Não
somente falando-se de Revit, mas em tudo na vida. Procure bons profissionais para serem seus mentores,
troque ideias em grupos, em sala, no escritório; busque melhores maneiras de fazer uma mesma coisa;
façam grupos de estudo, ajudem-se uns aos outros. Não é uma tarefa difícil, só é necessário
comprometimento.
EXTRAS

Integração, escopo, Tempo, comunicações, custo, risco, aquisições, qualidade, recursos humanos,

Olá pessoal!

Pensando especialmente naqueles que ainda não conseguiram implementar definitivamente o


Revit na execução de seus projetos, estarei ministrando uma palestra dia 28/04 sobre como fazê-
lo com sucesso em 5 passos. Nela irei tratar de documentos e estratégias para você conseguir
manter o foco e organizar cada passo até chegar ao seu objetivo final.

 Ganhar dinheiro para...


 Disciplina e foco
 Ganhar dinheiro para...

Maiores detalhes, acesse:


http://www.projetoacg.com/index.php/revitem5passos

 Oque é BIM? Nem eu sei. PRé construção inteligente. Retorno do investimento, não
somente desenhar mais rápido. Manual de BIM Chuck Eastman
 3d,4d,5d,6d,7d

Eu quero falar somente da auto-implantação.


Entender o cliente
4-12meses
O que é o Revit?

 Generalizar: estudantes, escritórios com 1, 2, 10, 50 funcionários, construtoras, etc


 Eu falo a mesma coisa para todo mundo. 95% do mérito é seu
 Ganhar dinheiro para...
 Disciplina e foco
 Comprometimento da equipe
 Mudar sem parar
 Todo dia para o plano B. Sem desfocar o interesse real.
 Não adianta investimento sem um bom planejamento
 Template: não espere que ele esteja 100% antes de começar. O bom é inimigo do ótimo
 Casos: modelagem, projeto legal, projeto executivo, quantitativo, estrutura,
hidrossanitários
 Se a equipe for maior, monte uma equipe exclusiva para implementação inicial e aumente
a carga horária