Вы находитесь на странице: 1из 27

Almeida

Questões comentadas do
Marcelo Cavalcanti Almeida
Marcelo Cavalcanti Almeida Para ter acesso ao Simulado, basta
é especialista em IFRS e CPC, seguir alguns passos:
com experiência de 40 anos
na Deloitte, sendo os últimos
EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC 1. acesse <www.grupogen.com.br>;

25 anos como sócio de 2. se você já tem uma conta no


auditoria, e autor de diversos nosso site, faça o login no canto
Este livro contempla um conjunto de provas oficiais do Exame de Suficiência
livros de contabilidade e superior direito;
do CFC, com as resoluções das questões comentadas e fundamentadas e com
auditoria publicados pelo

Questões comentadas do
os respectivos gabaritos. 3. caso contrário, clique em
GEN |Atlas: Cadastre-se, no canto superior
O objetivo principal da obra é preparar o estudante de Ciências Contábeis para
■ Análise das demonstrações direito;
obter sucesso no Exame de Suficiência. Aqui, você encontrará questões das

EXAME DE
contábeis em IFRS e CPC 4. preencha seus dados pessoais
seguintes áreas:

EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC


Questões comentadas do
■ Auditoria: abordagem para criar sua conta;
■ Contabilidade geral;
moderna e completa 5. após confirmar sua senha,
■ Contabilidade de custos;
■ Contabilidade introdutória em clique em Enviar;
IFRS e CPC: textos, exemplos ■ Teoria da contabilidade;

SUFICIÊNCIA
6. pronto: sua conta foi criada.
e exercícios resolvidos ■ Princípios de contabilidade e normas brasileiras de contabilidade;
■ Contabilidade intermediária: ■ Auditoria contábil;
textos, exemplos e exercícios Depois de fazer o login:
■ Legislação e ética profissional;
resolvidos 1. clique em GEN-IO, no canto
■ Contabilidade aplicada ao setor público;
superior direito. Uma nova aba será

DO
■ Contabilidade societária: ■ Contabilidade gerencial;
interpretações dos artigos aberta;
contábeis da Lei no 6.404/76
■ Noções de direito e legislação aplicada;
2. veja seu código de acesso na
■ Matemática financeira e estatística; etiqueta abaixo;
■ Curso de contabilidade
avançada em IFRS e CPC ■ Perícia contábil;
3. no menu retrátil, insira os
■ IFRS na prática
■ Língua portuguesa aplicada; e caracteres da etiqueta no campo
■ Controladoria. Cupom/PIN;
■ Iniciação à contabilidade
em IFRS e CPC: facilitada Uma das áreas de maior impacto para quem irá prestar o Exame de Suficiência 4. clique em Enviar Cupom/PIN.
e sistematizada é, sem dúvida, a de contabilidade geral, que tem representado, em média, mais
Novas mudanças contábeis de 50% da prova. Por isso, no livro a área tem destaque especial.
■ Agora você já pode acessar as
nas IFRS videoaulas.
■ Regulamentação fiscal das Bons estudos!
normas contábeis do IFRS
e CPC: Lei no 12.973/14
(em coautoria)
Aplicação: Obra recomendada para o curso de Ciências Contábeis. Leitura Com mais de Seu código de acesso:
complementar para atualização e aprimoramento de contabilistas, controladores,
Professor de contabilidade e
Conselheiro do CFC (indicado
auditores, economistas e administradores. 600 QUESTÕES
pelo CRC-RJ).
mcavalcanti@deloitte.com

INCLUI
SIMULADO
ON-LINE

almeida_cfc_CAPA_08.indd 1 16/04/2019 15:32


Questões comentadas do

EXAME DE 
SUFICIÊNCIA
DO

almeida_cfc_MIOLO.indd 1 14/04/2019 15:37


O GEN | Grupo Editorial Nacional – maior plataforma editorial brasileira no segmento
científico, técnico e profissional – publica conteúdos nas áreas de ciências sociais aplicadas,
exatas, humanas, jurídicas e da saúde, além de prover serviços direcionados à educação
continuada e à preparação para concursos.
As editoras que integram o GEN, das mais respeitadas no mercado editorial, construíram
catálogos inigualáveis, com obras decisivas para a formação acadêmica e o aperfeiçoamento
de várias gerações de profissionais e estudantes, tendo se tornado sinônimo de qualidade
e seriedade.
A missão do GEN e dos núcleos de conteúdo que o compõem é prover a melhor informa­
ção científica e distribuí­la de maneira flexível e conveniente, a preços justos, gerando
benefícios e servindo a autores, docentes, livreiros, funcionários, colaboradores e acionistas.
Nosso comportamento ético incondicional e nossa responsabilidade social e ambiental
são reforçados pela natureza educacional de nossa atividade e dão sustentabilidade ao
crescimento contínuo e à rentabilidade do grupo.

almeida_cfc_MIOLO.indd 2 14/04/2019 15:37


Marcelo Cavalcanti Almeida

Questões comentadas do

EXAME DE 
SUFICIÊNCIA
DO

Com mais de
600 QUESTÕES

INCLUI 
SIMULADO 
ON-LINE

almeida_cfc_MIOLO.indd 3 14/04/2019 15:37


O autor e a editora empenharam-se para citar adequadamente e dar o devido crédito a todos os detentores dos direitos autorais de qualquer
material utilizado neste livro, dispondo-se a possíveis acertos caso, inadvertidamente, a identificação de algum deles tenha sido omitida.
Não é responsabilidade da editora nem do autor a ocorrência de eventuais perdas ou danos a pessoas ou bens que tenham origem no uso
desta publicação.
Apesar dos melhores esforços do autor, do editor e dos revisores, é inevitável que surjam erros no texto. Assim, são bem-vindas as
comunicações de usuários sobre correções ou sugestões referentes ao conteúdo ou ao nível pedagógico que auxiliem o aprimoramento de
edições futuras. Os comentários dos leitores podem ser encaminhados à Editora Atlas Ltda. pelo e-mail faleconosco@grupogen.com.br.
Direitos exclusivos para a língua portuguesa
Copyright © 2019 by
Editora Atlas Ltda.
Uma editora integrante do GEN | Grupo Editorial Nacional
Reservados todos os direitos. É proibida a duplicação ou reprodução deste volume, no todo ou em parte, sob quaisquer formas ou por quaisquer
meios (eletrônico, mecânico, gravação, fotocópia, distribuição na internet ou outros), sem permissão expressa da editora.
Rua Conselheiro Nébias, 1384
Campos Elísios, São Paulo, SP — CEP 01203-904
Tels.: 21-3543-0770/11-5080-0770
faleconosco@grupogen.com.br
www.grupogen.com.br
Designer de capa: Caio Cardoso
Editoração eletrônica: Caio Cardoso

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO


SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ

A449q
Almeida, Marcelo Cavalcanti
Questões comentadas do exame de suficiência do CFC : (mais de 600 questões) / Marcelo Cavalcanti Almeida. – São Paulo : Atlas, 2019.
ISBN 978-85-97-02066-3
1. Conselho Federal de Contabilidade (Brasil) – Exames. 2. Contabilidade – Problemas, questões, exercícios. I. Título.
19-55994 CDD:657
CDU: 657
Vanessa Mafra Xavier Salgado – Bibliotecária – CRB-7/6644

almeida_cfc_MIOLO.indd 4 14/04/2019 15:37


PREFÁCIO

O Exame de Suficiência tem por objetivo comprovar conhecimentos médios, consoante conteúdos programá-
ticos desenvolvidos no curso Bacharelando em Ciências Contábeis, para fins de obtenção do registro profis-
sional como contador no CRC – Conselho Regional de Contabilidade.
Entre os anos de 2000 e 2004, foram realizados 10 Exames de Suficiência pelo CFC – Conselho Federal de
Contabilidade, com base em norma que foi revogada.
O atual formato do Exame de Suficiência retornou em 2011, de acordo com o disposto no art. 12 do Decre-
to-Lei no 9.295/46, com redação dada pela Lei no 12.249/10.
São realizadas duas provas por ano. A prova é composta de 50 (cinquenta) questões objetivas, valendo um
ponto cada uma.
Apresento a seguir as áreas de conhecimento exigidas pela Resolução no 1.486/2015 do CFC e estatística da
prova do 1o exame de 2018:

% de questões
a) Contabilidade geral 46
b) Contabilidade de custos 6
c) Teoria da contabilidade 12
d) Princípios de contabilidade e normas brasileiras de contabilidade 0
e) Auditoria contábil 4
f) Legislação e ética profissional 4
g) Contabilidade aplicada ao setor público 6
h) Contabilidade gerencial 8
i) Noções de direito e legislação aplicada 6
j) Matemática financeira e estatística 0
l) Perícia contábil 4
m) Língua portuguesa aplicada 4
n) Controladoria 0
Total 100

Este livro contempla mais de 600 questões de provas realizadas desde 2011, respondidas com comentários e
com as respectivas fundamentações.
O objetivo principal desta obra é preparar o bacharel em Ciências Contábeis para fazer com sucesso o
Exame de Suficiência. Esta obra foi desmembrada em capítulos, segundo as áreas de conhecimento exigidas
pela Resolução no 1.486/2015 do CFC.
Agradeço antecipadamente sugestões construtivas dos leitores, para aprimoramento de futuras edições.

O Autor

almeida_cfc_MIOLO.indd 5 14/04/2019 15:37


SIMULADO DO EXAME DE
SUFICIÊNCIA DO CFC

Em nosso Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), você tem acesso a um simulado para testar seus conhecimentos e se
preparar para o Exame do CFC.
A prova é composta de 50 questões, que abrangem os temas Contabilidade geral, Contabilidade de custos, Contabili-
dade pública, Contabilidade gerencial, Teoria da contabilidade, Auditoria, Perícia contábil, Matemática financeira, Ética e
Português.
O teste lhe proporcionará uma experiência muito semelhante à da realização do Exame do CFC.

Para acessar o simulado, siga o passo a passo que consta na 1a orelha do livro.

Boa prova!

almeida_cfc_MIOLO.indd 6 14/04/2019 15:37


SUMÁRIO

 CAPÍTULO 1 1 1.8. Estoques, 40 Gabarito, 78


Contabilidade geral, 1 Questões, 40 Resolução das questões, 78
Gabarito, 48
1.1. Balanço patrimonial, 1 1.16. Provisões, passivos contingentes
Resolução das questões, 48 e ativos contingentes, 79
Questões, 1
Gabarito, 7 1.9. Instrumentos financeiros, 55 Questões, 79
Questões, 55 Gabarito, 80
Resolução das questões, 7
Gabarito, 58 Resolução das questões, 81
1.2. Demonstração do resultado, 11 Resolução das questões, 59 1.17. Subvenção e assistência
Questões, 11 governamentais, 82
Gabarito, 15 1.10. Investimento em coligada,
Questões, 82
em controlada e em
Resolução das questões, 15 Gabarito, 82
empreendimento controlado em
conjunto, 61 Resolução das questões, 83
1.3. Demonstração do resultado
abrangente, 18 Questões, 61 1.18. Tributos sobre o lucro, 83
Questões, 18 Gabarito, 62 Questões, 83
Gabarito, 18 Resolução das questões, 62 Gabarito, 84
Resolução das questões, 19 Resolução das questões, 84
1.11. Propriedade para
1.4. Demonstração das mutações investimento, 63 1.19. Ativo não circulante mantido
do patrimônio líquido, 19 Questões, 63 para venda e operação
Questões, 19 Gabarito, 64 descontinuada, 84
Gabarito, 23 Resolução das questões, 64 Questões, 84
Resolução das questões, 23 Gabarito, 84
1.12. Ativo imobilizado, 64
Resolução das questões, 84
1.5. Demonstração dos fluxos de Questões, 64
caixa, 26 Gabarito, 68 1.20. Ajuste a valor presente, 85
Resolução das questões, 68 Questões, 85
Questões, 26
Gabarito, 85
Gabarito, 29 1.13. Ativo intangível, 73 Resolução das questões, 85
Resolução das questões, 30 Questões, 73
Gabarito, 74 1.21. Mensuração do valor justo, 86
1.6. Demonstração do valor
Resolução das questões, 74 Questões, 86
adicionado, 32
Gabarito, 87
Questões, 32 1.14. Operações de arrendamento Resolução das questões, 87
Gabarito, 34 mercantil, 75
Resolução das questões, 34 Questões, 75 1.22. Efeitos das mudanças nas
Gabarito, 76 taxas de câmbio e conversão de
1.7. Notas explicativas, 36 demonstrações contábeis, 87
Resolução das questões, 76
Questões, 36 Questões, 87
Gabarito, 38 1.15. Benefícios a empregados, 76 Gabarito, 88
Resolução das questões, 38 Questões, 76 Resolução das questões, 89

almeida_cfc_MIOLO.indd 7 14/04/2019 15:37


viii  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

1.23. Políticas contábeis, mudança de  CAPÍTULO 2 1  CAPÍTULO 8 1


estimativa e retificação de erro, 90 Contabilidade de custos, 107 Auditoria contábil, 181
Questões, 90
Questões, 107 Questões, 181
Gabarito, 90
Gabarito, 116 Gabarito, 189
Resolução das questões, 90
Resolução das questões, 116 Resolução das questões, 189
1.24. Redução ao valor recuperável de Referências, 123 Referências, 195
ativos, 91
Questões, 91  CAPÍTULO 3 1  CAPÍTULO 9 1

Gabarito, 92 Contabilidade gerencial, 125 Contabilidade aplicada ao


Resolução das questões, 92 Questões, 125 setor público, 197
1.25. Apresentação das Gabarito, 134 Questões, 197
demonstrações contábeis, 93 Resolução das questões, 135 Gabarito, 204
Questões, 93 Referências, 147 Resolução das questões, 204
Gabarito, 94 Referências, 215
 CAPÍTULO 4 1
Resolução das questões, 94
Controladoria, 149  CAPÍTULO 10 1
1.26. Receitas, 95 Questões, 149 Noções de direito, 217
Questões, 95 Gabarito, 150 Questões, 217
Gabarito, 97 Resolução das questões, 150
Resolução das questões, 97 Gabarito, 223
Referências, 150 Resolução das questões, 223
1.27. Combinação de negócios, 99 Referências, 230
 CAPÍTULO 5 1
Questões, 99
Gabarito, 100 Teoria da contabilidade, 151  CAPÍTULO 11 1

Resolução das questões, 100 Questões, 151 Matemática financeira


Gabarito , 156 e estatística, 231
1.28. Demonstração
Resolução das questões, 156
consolidadas, 100 Questões, 231
Referências, 160
Questões, 100 Gabarito, 234
Gabarito, 101  CAPÍTULO 6 1
Resolução das questões, 234
Resolução das questões, 101 Referências, 239
Legislação e ética
1.29. Contratos de concessão, 102 profissional, 161  CAPÍTULO 12 1
Questões, 102 Questões, 161 Perícia contábil, 241
Gabarito, 103 Gabarito, 168
Resolução da questão, 103 Questões, 241
Resolução das questões, 168
Gabarito, 247
1.30. Contabilidade para pequenas e Referências, 173
Resolução das questões, 247
médias empresas, 103 Referências, 251
 CAPÍTULO 7 1
Questões, 103
Gabarito, 103 Princípios de contabilidade  CAPÍTULO 13 1
Resolução da questão, 103 e normas brasileiras de
contabilidade, 175 Língua portuguesa
1.31. Modelo contábil para aplicada, 253
Questões, 175
microempresa e empresa de Questões, 253
Gabarito, 178
pequeno porte, 104 Gabarito, 265
Resolução das questões, 178
Questões, 104 Resolução das questões, 265
Referências, 180
Gabarito, 104 Referências, 270
Resolução das questões, 104
Referências, 105 Bibiliografia básica, 271

almeida_cfc_MIOLO.indd 8 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE
DE CUSTOS
2
QUESTÕES

01.  (Exame suficiência, 01/2011) 03.  (Exame suficiência, 01/2011)


Uma indústria apresenta os seguintes dados: Uma determinada empresa, no mês de agosto de 2010,
apresentou custos com materiais diretos no valor de
Aluguel de setor administrativo R$ 80.000,00 R$ 30,00 por unidade e custos com mão de obra direta no
Aluguel do setor de produção R$ 56.000,00 valor de R$ 28,00 por unidade. Os custos fixos totais do
Depreciação da área de produção R$ 38.000,00 período foram de R$ 160.000,00. Sabendo-se que a empresa
Mão de Obra Direta de produção R$ 100.000,00 produziu no mês 10.000 unidades totalmente acabadas, o
Mão de Obra Direta de vendas R$ 26.000,00 custo unitário de produção pelo Método do Custeio por
Material requisitado: diretos R$ 82.000,00 Absorção e Custeio Variável é, respectivamente:
Material requisitado: indiretos R$ 70.000,00 a) R$ 46,00 e R$ 44,00. c) R$ 74,00 e R$ 58,00.
Salários da diretoria de vendas R$ 34.000,00 b) R$ 58,00 e R$ 46,00. d) R$ 74,00 e R$ 74,00.
Seguro da área de produção R$ 38.000,00

A na l is a ndo -se os d ados aci ma , a s si na le a opç ão 04.  (Exame suficiência, 01/2011)


CORRETA. Uma empresa industrial aplicou no processo produtivo,
a) O custo de t ra nsformação da indúst ria tota lizou no mês de agosto de 2010, R$ 50.000,00 de matéria-prima,
R$ 302.000,00, pois o custo de transformação é a soma R$ 40.000,00 de mão de obra direta e R$ 30.000,00 de gas-
da mão de obra direta e custos Indiretos de fabricação. tos gerais de fabricação. O saldo dos Estoques de Produtos
b) O custo do período da indústria totalizou R$ 444.000,00, em Elaboração, em 31.7.2010, era no valor de R$ 15.000,00
pois o custo da empresa é a soma de todos os itens de sua e, em 31.8.2010, de R$ 20.000,00.
atividade. O Custo dos Produtos Vendidos, no mês de agosto, foi de
c) O custo do período da indústria totalizou R$ 524.000,00, R$ 80.000,00 e não havia Estoque de Produtos Acabados
pois o custo da empresa é a soma de todos os itens em 31.7.2010. Com base nas informações, assinale a opção
apresentados. que apresenta o saldo final, em 31.8.2010, dos Estoques de
d) O custo primário da indústria totalizou R$ 208.000,00, Produtos Acabados.
pois o custo primário leva em consideração a soma da a) R$ 35.000,00.
mão de obra e do material direto.
b) R$ 55.000,00.
c) R$ 120.000,00.
02.  (Exame suficiência, 01/2011)
d) R$ 135.000,00.
No mês de setembro de 2010, foi iniciada a produção de
1.500 unidades de um determinado produto. Ao final
do mês, 1.200 unidades estavam totalmente concluídas e 05.  (Exame suficiência, 02/2011)
restaram 300 unidades em processo. O percentual de con- No primeiro semestre de 2011, uma determinada indústria
clusão das unidades em processo é de 65%. O custo total tem os seguintes custos indiretos em seu departamento de
de produção do período foi de R$ 558.000,00. O Custo de
colocação de tampas em garrafas.
Produção dos Produtos Acabados e o Custo de Produção
dos Produtos em Processo são, respectivamente: Mão de Obra Indireta R$ 11.200,00
a) R$ 446.400,00 e R$ 111.600,00. Lubrificantes R$ 2.450,00
Energia Elétrica R$ 3.325,00
b) R$ 480.000,00 e R$ 78.000,00.
Depreciação R$ 1.750,00
c) R$ 558.000,00 e R$ 0,00.
Custos Indiretos Diversos R$ 4.200,00
d) R$ 558.000,00 e R$ 64.194,00.

almeida_cfc_MIOLO.indd 107 14/04/2019 15:37


108  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

a) A garrafa de 1,0 litro totalizou custos indiretos na ordem a) R$ 105.350,00 e R$ 105.350,00.


de R$ 9.651,43. b) R$ 190.309,68 e R$ 20.390,32.
b) A
 garrafa de 1,5 litro totalizou custos indiretos na ordem c) R$ 195.480,06 e R$ 15.219,94.
de R$ 9.050,79. d) R$ 202.874,83 e R$ 7.825,17.
c) As garrafas de 0,5 e 1,0 litro totalizaram custos indiretos
na ordem de R$ 17.193,75.
08.  (Exame suficiência, 01/2012)
d) As garrafas de 1,0 e 1,5 litro totalizaram custos indiretos
Relacione o tipo de custo descrito na primeira coluna com
na ordem de R$ 18.702,22.
os conceitos na segunda coluna e, em seguida, assinale a
opção CORRETA.
06.  (Exame suficiência, 02/2011) (1) Custo Fixo
As seguintes informações foram extraídas do departa- (2) Custo Variável
mento de escuderia de uma indústria, no mês de junho de (3) Custo Direto
2011, que utiliza o Sistema de Custeio ABC:
(4) Custo Indireto
Pedidos de (5) Custo Controlável
Materiais Mão de obra
Produto alterações de Quilowatt-hora
diretos direta
engenharia (  ) É custo de natureza mais genérica, não sendo possível
A R$ 22.000,00 R$ 8.000,00 15 7.000 W identificar imediatamente como parte do custo de
B R$ 28.000,00 R$ 12.000,00 25 13.000 W determinado produto.
Total R$ 50.000,00 R$ 20.000,00 40 20.000 W (  ) Um custo que pode ser diretamente controlado em
determinado nível de autoridade administrativa, seja
Foram identificadas as seguintes atividades relevantes: em curto, seja em longo prazo.
Atividade Direcionador de custo (  ) Um custo que, em determinado período e volume de
Realizar engenharia Pedidos de alterações de engenharia
produção, não se altera em seu valor total, mas vai
Energizar Quilowatt-hora
ficando cada vez menor em termos unitários com o
aumento do volume de produção.
Os custos indiretos de manufatura para o mês foram: (  ) É custo incorrido em determinado produto, identifi-
cando-se como parte do respectivo custo.
Realizar engenharia R$ 84.000
(  ) Um custo uniforme por unidade, mas que varia no
Energizar R$ 15.000
total na proporção direta das variações da atividade
Total dos custos indiretos de manufatura R$ 99.000
total ou do volume de produção relacionado.
Com base nos dados apresentados, assinale a opção que A sequência CORRETA é:
apresenta o custo total do Produto “A” e do Produto “B”, a) 4, 5, 1, 3, 2. c) 1, 3, 4, 5, 2.
utilizando o método ABC, respectivamente: b) 1, 5, 4, 3, 2. d) 4, 3, 1, 5, 2.
a) R$ 66.750,00 e R$ 102.250,00.
b) R$ 69.600,00 e R$ 99.400,00. 09.  (Exame suficiência, 02/2012)
c) R$ 72.429,00 e R$ 96.571,00. Uma sociedade empresária apresentou os seguintes gastos
d) R$ 73.560,00 e R$ 95.440,00. efetuados no mês de agosto de 2012.

Aquisição de matéria-prima para industrialização sem R$ 15.000,00


07.  (Exame suficiência, 02/2011) incidência de tributos
Uma determinada empresa iniciou suas atividades no mês Fretes para transporte da matéria-prima adquirida R$ 400,00
de agosto fabricando mesas escolares. Nesse mês, foram Gastos com pessoal para transformação da matéria- R$ 1.800,00
prima em produto acabado
acabadas 700 unidades e 75 ficaram na produção em anda-
Gastos com depreciação das máquinas da fábrica R$ 230,00
mento com acabamento médio de 36%.
Gastos com pessoal da área administrativo-financeira R$ 1.200,00
Custos: e jurídico
Gasto com frete da venda dos produtos acabados R$ 300,00
Matéria-prima R$ 124.000,00
Gastos com comissão de vendedores R$ 900,00
Mão de Obra Direta R$ 50.000,00
Depreciação do veículo utilizado na entrega de R$ 320,00
Custos Indiretos R$ 36.700,00
produtos vendidos

A matéria-prima é totalmente requisitada do almoxari- Considerando que 50% da matéria-prima adquirida foi
fado antes de se iniciar a produção. consumida na produção, e que a empresa apresentava no
Os custos da produção acabada e da produção em anda- início do mês de agosto e no fim do mês de agosto estoque
mento são, respectivamente, de: de produtos em elaboração zero e, ainda, que vendeu 60%

almeida_cfc_MIOLO.indd 108 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  109
da sua produção, o Custo dos Produtos Vendidos apurados • No início do período não havia Estoque de matéria-prima.
pelo custeio por absorção é de: • Durante o período, foram comprados 50.000 kg de maté-
a) R$ 5.718,00. c) R$ 6.090,00. ria-prima ao custo total de R$ 205.000,00.
b) R$ 5.838,00. d) R$ 6.210,00. Considerando os dados e a apuração de custos, é COR-
RETO afirmar que, em relação à quantidade:
10.  (Exame suficiência, 02/2012) a) a variação da Matéria-prima é R$ 1.200,00 negativa e a
variação da Mão de obra é R$ 1.550,00 positiva.
Uma empresa industrial, no mês de julho de 2012, utili-
b) a variação da Matéria-prima é R$ 8.000,00 negativa e a
zou em seu processo produtivo o valor de R$ 25.000,00
variação da Mão de obra é R$ 1.000,00 negativa.
de matéria-prima; R$ 20.000,00 de mão de obra direta; e
R$ 15.000,00 de gastos gerais de fabricação. c) a variação da Matéria-prima é R$ 8.000,00 positiva e a
variação da Mão de obra é R$ 1.000,00 positiva.
O saldo dos Estoques de Produtos em Elaboração, em
30.6.2012, era no valor de R$ 7.500,00 e, em 31.7.2012, de d) a variação da Matéria-prima é R$ 9.200,00 negativa e a
R$ 10.000,00. variação da Mão de obra é R$ 550,00 positiva.
O Custo dos Produtos Vendidos, no mês de julho, foi de
R$ 40.000,00 e não havia Estoque de Produtos Acabados 13.  (Exame suficiência, 01/2013)
em 30.6.2012. Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis
Com base nas informações, assinale a opção que apre- de uma empresa industrial:
senta o saldo final dos Estoques de Produtos Acabados em
Matéria-prima consumida 300.000,00
31.7.2012.
Mão de obra direta 190.000,00
a) R$ 17.500,00. c) R$ 57.500,00. Mão de obra indireta 65.000,00
b) R$ 20.000,00. d) R$ 60.000,00. Energia elétrica 35.000,00
Seguro da fábrica 6.000,00
11.  (Exame suficiência, 02/2012) Depreciação de máquinas 18.500,00
Frete pago para transporte de produtos vendidos 10.000,00
No primeiro trimestre de 2012, uma Indústria concluiu a
produção de 600 unidades de um produto, tendo vendido Com base nos dados apresentados, calcule o valor do
400 unidades ao preço unitário de R$ 120,00. No mesmo Custo de Transformação.
período, foram coletadas as informações abaixo:
a) R$ 555.000,00. c) R$ 324.500,00.
Custo Variável Unitário R$ 20,00 b) R$ 490.000,00. d) R$ 314.500,00.
Total de Custos Fixos R$ 18.000,00
Despesas Variáveis de Vendas R$ 2,00 por unidade 14.  (Exame suficiência, 01/2013)
Estoque Inicial de Produtos Acabados R$0,00 Uma indústria apresentou, no mês de fevereiro de 2013, os
seguintes custos de produção:
Com base nas informações acima, feitas as devidas apu-
rações, o Custo dos Produtos Vendidos calculado, respec- Matéria-Prima R$ 83.500,00
tivamente, por meio do Custeio por Absorção e do Custeio
Mão de Obra Direta R$ 66.800,00
Variável, alcançou os seguintes valores:
Custos Indiretos de Fabricação R$ 41.750,00
a) R$ 18.000,00 e R$ 8.000,00.
b) R$ 18.000,00 e R$ 8.800,00. Os saldos dos Estoques de Produtos em Elaboração eram:
c) R$ 20.000,00 e R$ 8.000,00. Inicial R$ 25.050,00
d) R$ 20.000,00 e R$ 8.800,00. Final R$ 33.400,00

O Custo dos Produtos Vendidos, no mês de fevereiro, foi


12.  (Exame suficiência, 02/2012) de R$ 133.600,00 e não havia Estoques de Produtos Acaba-
Uma sociedade estabeleceu os seguintes padrões para sua dos em 31.1.2013.
principal matéria-prima e para a mão de obra direta: Com base nos dados acima, o saldo de Estoques de Pro-
dutos Acabados, em 28.2.2013, é de:
Consumo Preço
a) R$ 50.100,00. c) R$ 183.700,00.
Matéria-prima 2kg por unidade R$ 4,00/kg
Mão de obra 3 horas por unidade R$ 2,00/hora
b) R$ 58.450,00. d) R$ 192.050,00.

• A produção do período foi de 5.000 unidades. 15.  (Exame suficiência, 01/2013)


• Foram utilizados 12.000 kg de matéria-prima e 15.500 Uma indústria de confecções tem sua produção dividida em
horas de mão de obra direta. três setores: corte, costura e acabamento. No setor de corte,
• O custo de mão obra direta foi de R$ 29.450,00. um funcionário, com remuneração mensal de R$ 8.000,00,

almeida_cfc_MIOLO.indd 109 14/04/2019 15:37


110  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

tem como única atividade a supervisão do corte de 50 tipos • A empresa utiliza o critério de departamentalização para
de produto, executado por 10 funcionários. alocação dos custos aos produtos.
A remuneração do supervisor é um custo: • O aluguel é distribuído de acordo com a área e a energia
a) d ireto, independentemente de o objeto do custeio ser o elétrica é distribuída de acordo com o consumo de cada
produto ou o setor. Departamento.
b) d ireto, se o objeto do custeio for o produto e indireto, se • Os custos departamentais são distribuídos aos produtos
o objeto do custeio for o setor. nas seguintes proporções:
c) indireto, independentemente de o objeto do custeio ser o Departamento de Departamento de
Corte Costura
produto ou o setor.
Calça 40% 30%
d) indireto, se o objeto do custeio for o produto e direto, se
Camisa 60% 70%
o objeto do custeio for o setor.
• Quantidade de produção:
16.  (Exame suficiência, 01/2013) Quantidade Produzida
Uma empresa fabrica e vende os produtos A e B. Durante Calça 10.000 unidades
o mês de fevereiro de 2013, o departamento fabril reportou Camisa 7.000 unidades
para a contabilidade o seguinte relatório da produção:
Considerando que a empresa produziu no período 10.000
Itens de Custo Produto A Produto B Valor Total calças, o custo de produção de uma calça é de:
Matéria-prima consumida R$ 1.800,00 R$ 1.200,00 R$ 3.000,00 a) R$ 13,00. c) R$ 13,33.
Mão de obra direta R$ 1.000,00 R$ 1.000,00 R$ 2.000,00 b) R$ 13,22. d) R$ 13,46.
Unidades produzidas no período 4.000 12.000 16.000
Custos indiretos de fabricação R$ 10.000,00
18.  (Exame suficiência, 02/2013)
No referido mês, não havia saldos iniciais e finais de Uma indústria, em determinado período, apresentou os
produtos em elaboração. A empresa utiliza, como base de seguintes dados:
rateio dos Custos Indiretos de Fabricação, o valor da maté-
ria-prima consumida para cada produto. Descrição Valores
Com base nos dados acima, é CORRETO afirmar que o Compra de matéria-prima R$ 15.600,00
Custo Total do Produto A, no mês, é de: Custos indiretos de produção R$ 10.400,00
Despesas administrativas R$ 2.600,00
a) R$ 8.800,00. c) R$ 7.800,00.
Estoque final de matéria-prima R$ 9.100,00
b) R$ 8.400,00. d) R$ 5.300,00.
Estoque final de produtos em processo R$ 6.500,00
Estoque inicial de matéria-prima R$ 6.500,00
17.  (Exame suficiência, 02/2013) Estoque inicial de produtos acabados R$ 7.800,00
Uma sociedade industrial produz dois tipos de produtos: Estoque inicial de produtos em processo R$ 5.200,00
camisa e calça masculina. A produção se dá em dois depar- Mão de obra direta R$ 13.000,00
tamentos: Corte e Costura.
Considerando que o Estoque Final de Produtos Acabados
Sua estrutura de custos em determinado período foi a
é igual a zero, o Custo de Produção do Período é de:
seguinte: Custos diretos referentes aos produtos:
a) R$ 33.800,00. c) R$ 36.400,00.
Custos Diretos Totais b) R$ 35.100,00. d) R$ 42.900,00.
Calça R$ 126.000,00
Camisa R$ 54.000,00
19.  (Exame suficiência, 02/2013)
Custo indireto de produção comum aos dois produtos:
Aluguel R$ 6.500,00
Uma sociedade empresária prestadora de serviços apresen-
tou os seguintes dados no mês de julho de 2013.
Energia elétrica R$ 5.800,00

Outros dados coletados no período: Vendas de serviços R$ 250.000,00


Despesas financeiras R$ 8.200,00
• Área e consumo de energia de cada Departamento:
Custo de mão de obra R$ 65.000,00
Departamento Departamento Total Baixa por perda de bens do imobilizado R$ 25.000,00
de Corte de Costura
Depreciação de equipamento utilizado na prestação R$ 4.000,00
Área em m2 195 455 650 do serviço
Consumo de energia em 108 432 540 Impostos sobre serviços R$ 12.500,00
KWH
Custo do material aplicado R$ 45.000,00

almeida_cfc_MIOLO.indd 110 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  111
De acordo com os dados fornecidos acima, o valor do Estoque inicial de produto em elaboração R$ 0,00
custo dos serviços prestados corresponde a: Compra de matéria-prima no período R$ 20.000,00
a) R$ 114.000,00. c) R$ 139.000,00. Consumo de matéria-prima no período R$ 12.000,00

b) R$ 122.200,00. d) R$ 151.500,00. Mão de obra utilizada na produção no período R$ 8.000,00


Energia elétrica consumida na produção R$ 1.000,00
Despesas administrativas do período R$ 10.000,00
20.  (Exame suficiência, 02/2013)
Custo da produção acabada no período R$ 6.000,00
Uma sociedade empresária apresenta os seguintes itens de
custo projetado para a produção de 500 unidades do Pro- Considerando os dados apresentados, o saldo do Estoque
duto A e 300 unidades do Produto B: de Produtos em Elaboração, em 31.1.2014, é de:
• Aluguel do galpão da área de produção no valor de a) R$ 15.000,00. c) R$ 27.000,00.
R$ 4.000,00 mensais. b) R$ 25.000,00. d) R$ 35.000,00.
• Custo de matéria-prima: R$ 2,00 por unidade para o Pro-
duto A e R$ 3,00 por unidade para o produto B. 23.  (Exame suficiência, 01/2014)
• Custo com mão de obra direta: R$ 6,00 por unidade Uma indústria fabrica dois produtos. Em um determinado
tanto para o Produto A quanto para o Produto B. mês, o departamento de produção envia para a contabili-
• Custo com depreciação das máquinas utilizadas na dade os seguintes dados da produção:
produção de ambos os produtos, calculado pelo método
linear, no valor mensal de R$ 1.000,00. Custos Produto X Produto Z Valor Total
No que diz respeito à relação com os produtos, é COR- Matéria-Prima R$ 8.000,00 R$ 10.000,00 R$ 18.000,00
Consumida
RETO afirmar que:
Mão de Obra Direta R$ 6.000,00 R$ 6.000,00 R$ 12.000,00
a) o custo com aluguel é um custo variável e indireto. Consumida
b) o custo com depreciação é fixo e direto. Unidades Produzidas 1.000 500 1.500
no Mês
c) o custo com mão de obra é fixo e indireto.
CIF – Custo Indireto de R$ 15.000,00
d) o custo com matéria-prima é um custo variável e direto. Fabricação

Sabendo-se que a indústria distribui seus custos indiretos


21.  (Exame suficiência, 01/2014) de fabricação de acordo com as unidades produzidas, os
Uma Indústria produz apenas um produto e incorreu nos custos unitários dos produtos X e Z são, respectivamente:
seguintes gastos durante o mês de fevereiro de 2014: a) R$ 24,00 e R$ 42,00. c) R$ 21,00 e R$ 48,00.
Mão de obra direta R$ 99.000,00
b) R$ 20,67 e R$ 48,67. d) R$ 21,50 e R$ 47,00.
Salário da supervisão da fábrica R$ 22.500,00
Salário da administração geral da empresa R$ 31.500,00 24.  (Exame suficiência, 01/2014)
Comissões dos vendedores R$ 18.000,00 Uma empresa industrial apresentou os seguintes dados
Outros custos de fabricação R$ 36.000,00 referentes a um mês de produção.
Compra de matéria-prima (líquida dos tributos R$ 45.000,00
recuperáveis) Saldo Inicial Saldo Final
Produtos em Elaboração R$ 320,00 R$ 560,00
Saldos em fevereiro de 2014:
Produtos Acabados R$ 930,00 R$ 330,00
Estoque Inicial de Produtos em Processo R$ 54.000,00
Estoque Final de Produtos em Processo R$ 9.000,00 Foram contabilizados no período os seguintes gastos:
Estoque Inicial de Matéria-Prima R$ 13.500,00
Consumo de matérias-primas R$ 1.980,00
Estoque Final de Matéria-Prima R$ 31.500,00
Mão de obra direta R$ 890,00
O Custo da Produção Acabada em fevereiro de 2014, pelo Impostos sobre as vendas R$ 200,00
Método de Custeio por Absorção, é de: Gastos gerais de fabricação R$ 670,00
a) R$ 184.500,00. c) R$ 211.500,00.
Com base nos dados acima, é CORRETO afirmar que
b) R$ 202.500,00. d) R$ 229.500,00. o valor apurado como Custo dos Produtos Vendidos no
período é de:
22.  (Exame suficiência, 01/2014) a) R$ 3.300,00.
Uma sociedade industrial fabrica e vende um único pro- b) R$ 3.540,00.
duto. No mês de janeiro de 2014, foram apresentados os c) R$ 3.740,00.
seguintes dados:
d) R$ 3.900,00.

almeida_cfc_MIOLO.indd 111 14/04/2019 15:37


112  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

25.  (Exame suficiência, 02/2014) a) R$ 1.812,50 e R$ 2.062,50.


Uma Sociedade Empresária tem custos fixos totais de b) R$ 1.812,50 e R$ 4.262,50.
R$ 190.000,00 por mês, custos variáveis de R$ 12,00 por c) R$ 2.000,00 e R$ 1.500,00.
unidade produzida e despesas variáveis com vendas de R$ d) R$ 2.000,00 e R$ 4.000,00.
2,00 por unidade vendida.
No mês de junho de 2014, o volume produzido foi de
10.000 unidades, e todas as unidades produzidas no mês 28.  (Exame suficiência, 02/2014)
foram vendidas ao preço de R$ 60,00 por unidade, líquido Durante o mês de julho de 2014, uma indústria que produz
de impostos. seus produtos em ambientes separados do local de comer-
Não havia estoques iniciais. cialização obteve os seguintes gastos:
Utilizando-se o Custeio por Absorção, é CORRETO Aluguel do prédio da área de vendas R$ 3.620,00
afirmar que o Lucro Bruto, em junho de 2014, foi de: Depreciação das máquinas da produção R$ 3.180,00
a) R$ 270.000,00. c) R$ 410.000,00. Energia elétrica consumida pela fábrica R$ 5.240,00
b) R$ 290.000,00. d) R$ 460.000,00. Mão de obra direta utilizada na produção R$ 42.400,00
Matéria-prima consumida R$ 31.800,00

26.  (Exame suficiência, 02/2014) Telefone utilizado pelo setor comercial R$ 530,00

Relacione os métodos de custeio, enumerados na primeira Informações adicionais:


coluna, com as respectivas descrições na segunda coluna e, • Todas as unidades iniciadas fora m concluídas no
em seguida, assinale a opção CORRETA.
período.
(1) Custeio Baseado em Atividades
• Não havia produtos em processo no início e no final do
(2) Custeio por Absorção período.
(3) Custeio Variável Com base nos dados acima, assinale a opção CORRETA.
(4) Custeio Pleno ou RKW a) O Custo da Produção Acabada no período foi de
(  ) Método que aloca os custos variáveis aos produtos e R$ 86.770,00.
considera os custos fixos como despesa do período, b) O Custo de Produção do período foi de R$ 86.240,00.
afetando o resultado desse período.
c) O Custo de Transformação no período foi de R$ 8.420,00.
(  ) Forma de alocação de custos que consiste no rateio dos
d) O Custo Primário no período foi de R$ 74.200,00.
custos de produção e de todas as despesas da empresa,
inclusive as financeiras, a todos os produtos.
(  ) Procura reduzir as distorções provocadas pelo rateio 29.  (Exame suficiência, 01/2015)
arbitrário dos custos indiretos, por meio da utilização Uma determinada indústria iniciou suas atividades em
de direcionadores de custos. fevereiro de 2015 e apresentou os seguintes dados, em
(  ) C onsiste na apropriação de todos os custos de produ- 28.2.2015:
ção aos bens elaborados. Todos os gastos relativos ao
esforço de produção são distribuídos para todos os Depreciação do Equipamento de Produção R$ 700,00
produtos ou serviços feitos. Mão de Obra Indireta R$ 9.400,00
Custos Indiretos Consumidos na Fábrica R$ 12.530,00
A sequência CORRETA é:
Estoque Final de Matérias-Primas R$ 15.600,00
a) 2, 1, 4, 3. c) 3, 1, 4, 2.
Mão de Obra Direta R$ 18.800,00
b) 2, 4, 1, 3. d) 3, 4, 1, 2. Estoque Final de Produtos Acabados R$ 25.300,00
Matérias-Primas Compradas R$ 37.600,00
27.  (Exame suficiência, 02/2014)
Considerando o Custeio de Absorção e que não havia
Uma indústria produz um determinado produto e apresen- outros saldos, o valor de matéria-prima consumida no
tou as seguintes movimentações em determinado período. período é de:
Estoque inicial de produtos acabados zero unidade a) R$ 15.600,00. c) R$ 37.600,00.
Quantidade produzida no período 200 unidades b) R$ 22.000,00. d) R$ 63.430,00.
Quantidade vendida no período 150 unidades
Preço de venda unitário R$ 50,00 30.  (Exame suficiência, 01/2015)
Custo fixo total R$ 5.000,00
Uma determinada indústria fabrica dois produtos: A e B.
Custo variável por unidade R$ 15,00
No mês de fevereiro de 2015, a indústria incorreu em Cus-
Com base no Custeio por Absorção, e desconsiderando os tos Indiretos de Fabricação no total de R$ 15.000,00.
tributos incidentes, os valores do Estoque Final e do Resultado Nesse mesmo mês, foram produzidas 2.000 unidades de
Líquido com Mercadorias, respectivamente, são de: cada produto.

almeida_cfc_MIOLO.indd 112 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  113
Para produzir o produto A, foram consumidas 3.000 (continuação)
horas-máquina e, para produzir o produto B, foram consu- Mão de obra direta R$ 28.200,00
midas 7.000 horas-máquina. Mão de obra indireta R$ 14.100,00
Os Custos Indiretos de Fabricação são apropriados aos Matérias-primas compradas R$ 56.400,00
produtos, com base nas horas-máquina consumidas. Receita Bruta de Vendas R$ 72.850,00
Os custos variáveis de cada um dos produtos são de
R$ 5,00 por unidade. Considerando o Método de Custeio por Absorção e que
não havia outros saldos, o Custo dos Produtos Vendidos
Considerando os dados acima, o custo unitário total do
será de:
produto A, calculado pelo Custeio por Absorção, no mês de
fevereiro, é de: a) R$ 15.792,00. c) R$ 57.058,00.
a) R$ 7,25. c) R$ 8,75. b) R$ 32.900,00. d) R$ 95.034,00.
b) R$ 7,50. d) R$ 10,25.
33.  (Exame suficiência, 02/2015)
31.  (Exame suficiência, 01/2015) Uma Indústria apresenta os seguintes custos de produção
referentes ao mês de janeiro de 2015:
O Departamento de Custos de uma sociedade industrial
apresentou os seguintes dados: Produtos Matéria-Prima Mão de Obra
I. Referentes à produção do período: A R$ 9.100,00 R$ 12.000,00
Produto 1 Produto 2 Total B R$ 2.600,00 R$ 3.000,00
Produção (unidades) 10.000 200 10.200 C R$ 1.300,00 R$ 2.000,00
Custo Direto (por unidade) R$ 15,00 R$ 10,00
Os Custos Fixos do mês totalizaram R$ 6.500,00. Esses
Custo Direto R$ 150.000,00 R$ 2.000,00 R$ 152.000,00
custos fixos são indiretos e distribuídos entre os produtos
Custo Indireto de R$ 223.400,00
na proporção da matéria-prima consumida, nos casos em
Número de lotes recebidos e 50 30 80
produzidos
que o critério exige alocação de tais custos.
Quantidade de ordens de 16 4 20 Com base nos dados acima, é CORRETO afirmar que:
produção
a) o custo do produto A, calculado com base no Custeio
Horas-máquina para operação 900 400 1.300
do equipamento
Variável, é de R$ 21.100,00.
b) o custo do produto A, calculado com base no Custeio
II. Referentes à distribuição dos Custos Indiretos de Variável, é de R$ 25.650,00.
Fabricação:
c) o custo do produto B, calculado com base no Custeio por
Gasto Valor Direcionador de custo Absorção, é de R$ 5.600,00.
Recebimento e R$ 72.400,00 Número de lotes recebidos e d) o custo do produto C, calculado com base no Custeio
Movimentação de produzidos
Material
por Absorção, é de R$ 3.300,00.
Planejamento R$ 47.000,00 Quantidade de ordens de
e Controle de produção 34.  (Exame suficiência, 02/2015)
Produção
Operação do R$ 104.000,00 Horas-máquina para operação
Uma Sociedade Empresária apresentou os seguintes gastos
Equipamento do equipamento mensais:
Total R$ 223.400,00
Aquisição de matéria-prima no período 25.000,00
Considerando que a empresa adota o Custeio Baseado em Comissão devida aos vendedores pelas vendas dos 5.000,00
Atividades, o custo de produção do produto 1 é de: produtos no mês

a) R$ 284.040,00. c) R$ 304.850,00. Tributos sobre o lucro 2.000,00


Imobilizado adquirido a prazo 60.000,00
b) R$ 289.625,00. d) R$ 328.720,00.
Considerando-se as terminologias utilizadas em custos,
32.  (Exame suficiência, 01/2015) assinale a opção CORRETA.
Uma determinada indústria iniciou suas atividades em feve- a) O total dos investimentos é de R$ 60.000,00; e o total das
reiro de 2015 e apresentou os seguintes dados, em 28.2.2015: despesas é de R$ 32.000,00.
b) O total dos investimentos é de R$ 60.000,00; o total
Comissão dos vendedores R$ 846,00 dos custos é de R$ 25.000,00; e o total das despesas é de
Custos indiretos consumidos na fábrica R$ 18.800,00 R$ 7.000,00.
Depreciação do equipamento de produção R$ 1.034,00 c) O total dos investimentos é de R$ 85.000,00; e o total das
Despesas administrativas R$ 8.460,00 despesas é de R$ 7.000,00.
Estoque final de matérias-primas R$ 23.500,00 d) O total dos investimentos é de R$ 85.000,00; o total
Estoque final de produtos acabados R$ 37.976,00 dos custos é de R$ 2.000,00; e o total das despesas é de
(continua) R$ 5.000,00.

almeida_cfc_MIOLO.indd 113 14/04/2019 15:37


114  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

35.  (Exame suficiência, 02/2015) Com base nos saldos apresentados e considerando-se
Uma Sociedade Empresária apresentou, no mês de agosto como objeto de custeio os produtos, o valor total dos Cus-
de 2015, os saldos abaixo: tos Indiretos é:
a) R$ 243.200,00. c) R$ 332.800,00.
Contas Inicial Final b) R$ 268.800,00. d) R$ 345.600,00.
Matéria-prima 18.000,00 13.500,00
Produtos em processo 9.000,00 11.250,00
Produtos acabados 6.750,00 33.750,00
38.  (Exame suficiência, 01/2016)
Uma Sociedade Industrial produz e comercializa dois pro-
Informações adicionais: dutos: Produto A e Produto B.
• Os custos de mão de obra direta foram de R$ 22.500,00. Durante o mês de fevereiro, apresentou os seguintes sal-
• Os custos indiretos de fabricação foram de R$ 27.000,00. dos dos Custos Diretos:
• Não foram feitas compras de matérias-primas no período.
Produto A Produto B Total
• Não houve registros de perdas por redução ao valor reali- Matéria-Prima R$ 25.000,00 R$ 5.000,00 R$ 30.000,00
zado líquido ou de outras perdas em estoque. Material Consumido R$ 7.000,00 R$ 11.000,00 R$ 18.000,00
O custo dos produtos vendidos no período foi de: Custos Diretos R$ 32.000,00 R$ 16.000,00 R$ 48.000,00
a) R$ 20.250,00. c) R$ 49.500,00.
Durante o mesmo mês, foram produzidas e acabadas 800
b) R$ 24.750,00. d) R$ 58.500,00. unidades do Produto A e 200 unidades do Produto B.
No mês houve os seguintes Custos Indiretos adicionais:
36.  (Exame suficiência, 02/2015)
Uma Indústria produz apenas um produto. No mês de agosto Depreciação do Período R$ 4.800,00
de 2015, produziu e vendeu 300 unidades desse produto. Energia Elétrica R$ 19.200,00
Total R$ 24.000,00
Os custos e as despesas para produzir e vender os produ-
tos foram os seguintes: A empresa adota o método de Custeio por Absorção e
• R$ 10,00 por unidade de custos variáveis. faz o rateio dos Custos Indiretos aos produtos com base na
• R$ 8,00 por unidade de despesas variáveis. quantidade produzida e acabada de cada produto no mês.
• R$ 12,00 por unidade de custos fixos. Com base nos dados apresentados, o Custo Unitário do
• R$ 7,00 por unidade de despesas fixas. Produto A no mês de fevereiro é de:
Com base nos dados acima e considerando-se que não a) R$ 40,00. c) R$ 64,00.
havia saldo inicial, o custo total dos produtos produzidos e b) R$ 60,00. d) R$ 65,00.
vendidos, utilizando-se o Custeio por Absorção, foi de:
a) R$ 5.700,00. c) R$ 8.100,00. 39.  (Exame suficiência, 01/2016)
b) R$ 6.600,00. d) R$ 11.100,00. Em relação à apuração dos custos por produto, consideran-
do-se uma determinada capacidade instalada, classifique
37.  (Exame suficiência, 01/2016) os custos a seguir como fixos ou variáveis e, em seguida,
assinale a opção CORRETA.
Uma indústria que fabrica três modelos de mesas apre-
sentou, em um determinado período, os saldos de gastos I. Custo com material de embalagem componente do
abaixo: produto.
II. Custo com depreciação das máquinas, apurada pelo
Itens Saldos Método Linear.
Aluguel do escritório comercial R$ 38.400,00 III. Custo com salário e encargos do supervisor da pro-
Comissões sobre vendas R$ 192.000,00 dução, a quem estão subordinadas as equipes respon-
Depreciação de máquina utilizada na fabricação dos R$ 89.600,00 sáveis pela fabricação de três tipos de produto, todos
três modelos de mesa produzidos no período.
ICMS sobre vendas R$ 384.000,00
A sequência CORRETA é:
Mão de obra direta R$ 140.800,00
Mão de obra indireta R$ 102.400,00
a) Fixo, Fixo, Variável.
Material direto de embalagem utilizado na Produção R$ 25.600,00 b) Fixo, Variável, Variável.
Matéria-prima consumida R$ 345.000,00 c) Variável, Fixo, Fixo.
Aluguel da fábrica – Setor de produção R$ 76.800,00 d) Variável, Variável, Fixo.
Salário dos vendedores R$ 12.800,00

almeida_cfc_MIOLO.indd 114 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  115

40.  (Exame suficiência, 02/2016) Considerando-se que não houve nenhuma venda no
Uma Indústria fabrica dois produtos, denominados “A” e período e diante apenas das informações apresentadas, o
“B”, e utiliza o Método de Custeio por Absorção para apu- valor do Estoque de Produtos Acabados, em 31.12.2015,
ração do custo dos seus produtos. é  de:
A Indústria apresentou os seg uintes dados da sua a) R$ 1.970,00. c) R$ 1.770,00.
produção: b) R$ 1.840,00. d) R$ 1.640,00.

Dados Produto “A” Produto “B”


Matéria-prima consumida R$ 12,00 por R$ 32,00 por
42.  (Exame suficiência, 02/2016)
unidade unidade Em 1o.7.2016, uma Indústria apresentou os seguintes dados:
Mão de obra direta R$ 30,00 por R$ 60,00 por
unidade unidade
• Estoque de 100 unidades de produtos acabados no mon-
Produção acabada no período 1.000 unidades 1.500 unidades
tante total de R$ 500.000,00.
Custo fixo no período R$ 60.000,00 • Estoque de Matéria-prima no montante de R$ 200.000,00.
Durante o mês de julho de 2016, não ocorreu nenhuma
• Os custos fixos são apropriados aos produtos na propor-
venda, e os gastos apresentados pela Indústria foram:
ção do valor total da matéria-prima consumida.
• Os dados apresentados representam o volume normal de Gastos com matéria-prima R$ 175.000,00
produção. Gastos com propaganda R$ 50.000,00
Considerando-se apenas as informações apresentadas, o Gastos com mão de obra R$ 300.000,00
custo unitário de produção do produto “A” é de: Gasto com depreciação de máquinas R$ 80.000,00

a) R$ 72,00. c) R$ 57,00. Gastos com energia elétrica da indústria R$ 120.000,00

b) R$ 66,00. d) R$ 54,00. No mês de julho de 2016, foram iniciadas 250 unidades e


acabadas 50 unidades.
41.  (Exame suficiência, 02/2016) Toda a matéria-prima necessária para a produção das 250
Uma Indústria apresentou os seguintes gastos no mês de unidades já foi alocada, tanto às unidades acabadas quanto
dezembro de 2015: às unidades em elaboração.
Para fins de alocação dos demais custos, o processo de
Gastos Valor fabricação das 200 unidades em elaboração encontra-se em
Aquisição de matéria-prima R$ 1.100,00 um estágio de 25% de acabamento.
Frete sobre compra de matéria-prima R$ 40,00
Considerando-se que a Indústria adota o Custeio por
Seguro sobre compra de matéria-prima R$ 30,00
Absorção, o saldo final do Estoque de Produtos Acabados,
Mão de Obra Direta R$ 500,00
em 31.7.2016, é de:
Mão de Obra Indireta R$ 200,00
Propaganda R$ 200,00
a) R$ 785.000,00. c) R$ 675.000,00.
b) R$ 810.000,00. d) R$ 600.000,00.
Observações sobre os eventos:
• A aquisição de matéria-prima ocorreu no dia 10.12.2015,
43.  (Exame suficiência, 01/2017)
mediante Nota Fiscal com valor total de R$ 1.100,00, na
qual constava o destaque de R$ 100,00 em tributos recu- Uma Indústria fabrica os produtos “A”, “B” e “C”. No mês
peráveis e R$ 100,00 em tributos não recuperáveis. de fevereiro, apresentou as seguintes informações:
• Os gastos com frete e seguro foram realizados para que a Produtos
matéria-prima chegasse até a entidade e foram pagos pela Informações
“A” “B” “C”
Indústria adquirente. Sobre esses gastos não houve inci- Volume de produção
dência de tributos não cumulativos. 200 unidades 100 unidades
acabada
• Toda a matéria-prima adquirida foi processada e con- Volume de produção
300 unidades
vertida em produtos acabados durante o mês, mediante em elaboração

a utilização de R$ 500,00 de mão de obra direta e Matéria-prima


R$ 15,00 R$ 20,00 R$ 18,00
consumida por unidade
R$ 200,00 de mão de obra indireta.
• No início do período, a Indústria não possuía estoque de O gasto com mão de obra aplicada na produção dos três
nenhum tipo. produtos nesse mês totalizou R$ 25.500,00. Para efeitos de
• A propaganda foi contratada e realizada durante o apuração do custo, a Indústria distribui esse gasto aos pro-
período. dutos de acordo com a quantidade produzida.
• A Indústria adota o Método de Custeio por Absorção e o Informações adicionais:
volume de produção foi normal. • Não havia saldo inicial de produtos em elaboração.

almeida_cfc_MIOLO.indd 115 14/04/2019 15:37


116  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

• Toda a matéria-prima necessária para produzir as unida- (continuação)


des acabadas e em elaboração foi integralmente aplicada Questão Resposta Questão Resposta
na produção. 23 A 34 C
• No final do mês de fevereiro, a produção em elaboração 24 D 35 B
do produto “C” está num estágio de 70% de acabamento 25 B 36 B
em relação à mão de obra. 26 D 37 B
Considerando-se apenas as informações apresentadas, o 27 C 38 C
Custo dos Produtos em Elaboração do Produto “C” no mês 28 D 39 C
de fevereiro é de: 29 B 40 D
a) R$ 10.500,00. c) R$ 15.900,00. 30 A 41 C
b) R$ 12.750,00. d) R$ 18.150,00. 31 C 42 A
32 C 43 C
44.  (Exame suficiência, 01/2017) 33 A 44 A

Uma Sociedade Empresária que presta serviços de trans-


porte rodoviário transportou 10.000 passageiros em feve-
reiro de 2017, em uma determinada rota, e apresentou os
seguintes gastos relacionados ao seu volume normal de RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES
operação:
01.  Resposta oficial (A)
Gastos Valor Conforme citado no parágrafo 12 do CPC 16 (Estoques),
Combustível utilizado pelos veículos R$ 200.000,00 os custos de transformação de estoques incluem os custos
Depreciação dos veículos R$ 18.500,00 diretamente relacionados com as unidades produzidas ou
Propaganda R$ 9.400,00 com as linhas de produção, como pode ser o caso da mão
Salários e encargos do pessoal administrativo R$ 13.900,00 de obra direta. Também incluem a alocação sistemática de
Salários e encargos dos motoristas dos veículos R$ 36.700,00 custos indiretos de produção, fixos e variáveis, que sejam
incorridos para transformar os materiais em produtos
Cada passagem é vendida por R$ 30,00, e a Sociedade acabados.
Empresária só recebe dos passageiros por meio de cartão
Os custos indiretos de produção fixos são aqueles que
de débito ou crédito. Em cada venda de passagem, a opera-
permanecem relativamente constantes independente-
dora dos cartões cobra uma taxa de 4%.
mente do volume de produção, tais como a depreciação e
Os veículos somente são utilizados para o transporte de a manutenção de edifícios e instalações fabris, máquinas
passageiros.
e equipamentos e os custos de administração da fábrica.
Considerando-se apenas as informações apresentadas e Os custos indiretos de produção variáveis são aqueles que
sabendo-se que a Sociedade Empresária adota o Método do variam diretamente, ou quase diretamente, com o volume
Custeio por Absorção, o Custo dos Serviços Prestados por de produção, tais como materiais indiretos e certos tipos de
passageiros no mês de fevereiro foi de: mão de obra indireta.
a) R$ 25,52. c) R$ 27,85.
b) R$ 26,72. d) R$ 29,05. Aluguel do setor de produção 56.000,00
Depreciação da área de produção 38.000,00
Mão de obra direta de produção 100.000,00
Material requisitado: indiretos 70.000,00
GABARITO
Seguro da área de produção 38.000,00
Total 302.000,00
Questão Resposta Questão Resposta
01 A 12 B
02.  Resposta oficial (B)
02 B 13 D
1.200y + 65% × 300y = R$ 558.000,00
03 C 14 A
04 A 15 D 1.200y + 195y = R$ 558.000,00
05 C 16 A 1.395y = R$ 558.000,00
06 A 17 A y = R$ 400.
07 C 18 C
Custo de Produção dos Produtos Acabados: 1.200 × R$ 400
08 A 19 A
= R$ 480.000,00.
09 B 20 D
10 A 21 D Custo de Produção dos Produtos em Processo: 300 × R$ 400
11 C 22 A × 65% = R$ 78.000,00.
(continua)

almeida_cfc_MIOLO.indd 116 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  117

03.  Resposta oficial (C) Importa informar que o CPC 16.13 menciona que a aloca-
Pela metodologia do Custeio por Absorção, o valor de custo ção de custos indiretos de fabricação às unidades produ-
do estoque deve incluir todos os custos de aquisição e de zidas deve ser baseada na capacidade normal de produção.
transformação, bem como outros custos incorridos para
trazer os estoques à sua condição e localização atuais. Pará- 06.  Resposta oficial (A)
grafo 10 do CPC 16 (Estoques). O sistema de custeio ABC permite melhor visualização dos
Pela metodologia do Custeio Variável, o valor dos estoques custos por meio da análise das atividades executadas den-
deve incluir apenas os custos variáveis de produção. Essa tro da Entidade e suas respectivas relações com os objetos
metodologia não é aceita para fins das IFRS/CPC. de custos. Nele, os custos tornam-se visíveis e passam a ser
alvos de programas para sua redução e de aperfeiçoamento
Custos com materiais diretos 30,00 de processos, auxiliando, assim, as organizações a torna-
Custos com mão de obra direta 28,00 rem-se mais lucrativas e eficientes.
Custeio variável 58,00
Publicidade O ABC determina que atividades consomem
Custos fixos: R$ 160.000,00 : 10.000 = R$ 16,00 16,00
os recursos da empresa, agregando-as em centros de custos
Custeio por absorção 74,00 por atividades. Em seguida, e para cada um desses centros
de atividades, atribui custos aos produtos baseado em seu
04.  Resposta oficial (A) consumo de recursos.
O sistema de custeio ABC não está previsto de forma
Produtos em elaboração – saldo inicial 15.000,00 transparente no CPC 16.
Matéria-prima 50.000,00
Custos do produto A:
Mão de obra direta 40.000,00
Gastos gerais de fabricação 30.000,00 Materiais diretos 22.000,00

Subtotal 135.000,00 Mão de obra direta 8.000,00

Produtos em elaboração – saldo final (20.000,00) Realizar a engenharia (15 : 40 × R$ 84.000,00) 31.500,00

Subtotal (transferido para produtos acabados) 115.000,00 Energizar (7.000 : 20.000 × R$ 15.000,00) 5.250,00

Custo dos produtos vendidos (80.000,00) Total 66.750,00

Produtos acabados – saldo final 35.000,00 Custos do produto B:


Materiais diretos 28.000,00
05.  Resposta oficial (C) Mão de obra direta 12.000,00
Apuração do total de custos indiretos: Realizar a engenharia (25 : 40 × R$ 84.000,00) 52.500,00
Mão de obra indireta 11.200,00 Energizar (13.000 : 20.000 × R$ 15.000,00) 9.750,00
Lubrificantes 2.450,00 Total 102.250,00
Energia elétrica 3.325,00
Depreciação 1.750,00
Custos indiretos diversos 4.200,00
07.  Resposta oficial (C)
Total 22.925,00 Produto Produto em
acabado andamento
Apuração do total de garrafas produzidas:
Alocação da matéria-prima:
Garrafa de 0,5 litro 24.500 700 + 75 = 775 unidades
Garrafa de 1,0 litro 28.000 R$ 124.000,00 : 775 × 700 = 112.000,00
Garrafa de 1,5 litro 17.500 R$ 124.000,00 : 775 × 75 = 12.000,00
Total 70.000 Alocação da mão de obra direta e dos
custos indiretos:
Atribuição dos custos às garrafas: R$ 50.000,00 + R$ 36.700,00 =
R$ 86.700,00 (total de custos)
Garrafa de 0,5 litro (24.500 : 70.000 × R$ 22.925) 8.023,75
700 + 36% × 75= 700 + 27 = 727
Garrafa de 1,0 litro (28.000 : 70.000 × R$ 22.925) 9.170,00
equivalentes unidades
Garrafa de 1,5 litro (17.500 : 70.000 × R$ 22.925) 5.731,25
R$ 86.700,00 : 727 × 700= 83.480,06
Total 22.925,00
R$ 86.700,00 : 727 × 27= 3.219,94
Somatório dos custos indiretos das garrafas de 0,5 litro e de Total 195.480,06 15.219,94
1,0 litro:
Com relação à alocação de custos aos produtos, o CPC
Garrafa de 0,5 litro (24.500 : 70.000 × R$ 22.925) 8.023,75 16.12 comenta que os custos de transformação de esto-
Garrafa de 1,0 litro (28.000 : 70.000 × R$ 22.925) 9.170,00 ques incluem os custos diretamente relacionados com as
Total 17.193,75 unidades produzidas ou com as linhas de produção, como
pode ser o caso da mão de obra direta. Também incluem a

almeida_cfc_MIOLO.indd 117 14/04/2019 15:37


118  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

alocação sistemática de custos indiretos de produção, fixos 10.  Resposta oficial (A)
e variáveis, que sejam incorridos para transformar os mate-
riais em produtos acabados. Estoque de produtos em elaboração em 30/06/2012 7.500,00
Matéria-prima aplicada na produção 25.000,00
Mão de obra direta 20.000,00
08.  Resposta oficial (A)
Gastos gerais de fabricação 15.000,00
De acordo com o parágrafo 12 do CPC 16, os custos de
Estoque de produtos em elaboração em 31/07/2012 (10.000,00)
transformação de estoques incluem os custos diretamente
Custos dos produtos produzidos em julho 57.500,00
relacionados com as unidades produzidas ou com as linhas
Custo dos produtos vendidos em julho (40.000,00)
de produção, como pode ser o caso da mão de obra direta.
Saldo final de estoque de produtos acabados em 17.500,00
Também incluem a alocação sistemática de custos indiretos 31/07/2012
de produção, fixos e variáveis, que sejam incorridos para
transformar os materiais em produtos acabados. Os custos Note que a matéria-prima utilizada na produção é debitada
indiretos de produção fixos são aqueles que permanecem na conta de Produtos em Processo. Essa conta absorve
relativamente constantes independentemente do volume também os custos de produção relacionados com pessoal e
de produção, tais como a depreciação e a manutenção de gastos gerais de fabricação. Os produtos, quando prontos,
edifícios e instalações fabris, máquinas equipamentos e os são transferidos da conta de Produtos em Processo para
custos de administração da fábrica. Os custos indiretos de a conta de Produtos Acabados. Os produtos vendidos aos
produção variáveis são aqueles que variam diretamente, ou clientes são conduzidos da conta de Produtos Acabados
quase diretamente, com o volume de produção, tais como para a conta de Custo das vendas na DRE.
materiais indiretos e certos tipos de mão de obra indireta.
Custos controláveis são componentes de custos que podem 11.  Resposta oficial (C)
ser controlados por alguém dentro de sua escala hierár-
quica. Esses custos podem ser previstos, realizados e orga- CUSTEIO POR ABSORÇÃO:
nizados pelo responsável daquela unidade, que poderá vir a Custo variável: 600 unidades × 20,00 12.000,00
ser cobrado por desvios apurados. Custos fixos 18.000,00
Custo total de produção 30.000,00
09.  Resposta oficial (B) Proporção de unidades vendidas : 600 × 400
Custo dos produtos vendidos 20.000,00
Aquisição de matéria-prima para industrialização 15.000,00
Frete para transporte da matéria-prima adquirida 400,00 CUSTEIO VARIÁVEL:
Custo total de aquisição da matéria-prima 15.400,00 Custo variável: 600 unidades × 20,00 12.000,00
Percentual da matéria-prima consumida na produção X 50% Custo total de produção 12.000,00
Valor da matéria-prima consumida na produção 7.700,00 Proporção de unidades vendidas : 600 × 400
Gastos com pessoal da produção 1.800,00 Custo dos produtos vendidos 8.000,00
Gastos com depreciação das máquinas da fábrica 230,00
Custo total de produção 9.730,00 A metodologia do custeio variável não está prevista no
Percentual dos estoques vendidos X 60% CPC 16.
Custo dos produtos vendidos 5.838,00
12.  Resposta oficial (B)
CPC 16 parágrafo 11: O custo de aquisição dos estoques
compreende o preço de compra, os impostos de importação VARIAÇÃO DA MATÉRIA-PRIMA:
e outros tributos (exceto os recuperáveis junto ao fisco), Matéria-prima padrão: 5.000 unidades × 2 kg × 4,00 40.000,00
bem como os custos de transporte, seguro, manuseio e Matéria-prima real: 205.000,00 : 50.000 kg × 12.000 kg (49.200,00)
outros diretamente atribuíveis à aquisição de produtos
Variação negativa (9.200,00)
acabados, materiais e serviços. Descontos comerciais, aba-
timentos e outros itens semelhantes devem ser deduzidos
VARIAÇÃO DA MÃO DE OBRA:
na determinação do custo de aquisição.
Mão de obra padrão: 5.000 unidades × 3 horas × 2,00 30.000,00
CPC 16 parágrafo 12: Os custos de transformação de esto-
Matéria de obra real (29.450,00)
ques incluem os custos diretamente relacionados com as
Variação positiva (550,00)
unidades produzidas (matéria-prima, pessoal, depreciação
dos equipamentos da linha de produção etc.). Também No entendimento do autor, a resposta correta é a D.
incluem a alocação sistemática de custos indiretos de pro- Cabe informar que o CPC 16, no parágrafo 21, comenta
dução, fixos e variáveis, que sejam incorridos para trans- que outras formas para mensuração do custo de estoque,
formar os materiais em produtos acabados. tais como o custo-padrão ou o método de varejo, podem
ser usadas por conveniência se os resultados se aproxi-
marem do custo. O custo-padrão leva em consideração

almeida_cfc_MIOLO.indd 118 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  119
os níveis normais de utilização dos materiais e bens de 15.  Resposta oficial (D)
consumo, da mão de obra e da eficiência na utilização da É um custo indireto para os produtos, já que supervisiona o
capacidade produtiva. Ele deve ser regularmente revisto à corte de 50 produtos.
luz das condições correntes. As variações relevantes do cus-
to-padrão em relação ao custo devem ser alocadas nas con- É um custo direto para o Setor de Corte, já que ele atua
tas e nos períodos adequados de forma a se ter os estoques apenas nesse setor.
de volta a seu custo.
16.  Resposta oficial (A)
13.  Resposta oficial (D) Rateio dos custos indiretos de fabricação para o produto A:
1.800,00 : 3.000,00 × 10.000,00 = 6.000,00
Mão de obra direta 190.000,00
Custo total do produto A:
Mão de obra indireta 65.000,00
Energia elétrica 35.000,00
1.800,00 + 1.000,00 + 6.000,00 = 8.800,00
Seguro da fábrica 6.000,00
Depreciação de máquinas 18.500,00 17.  Resposta oficial (A)
Total 314.500,00 Custos dos departamentos:
São os custos diretos e indiretos incorridos na transforma- Corte Costura
ção das matérias-primas em produtos acabados. O frete Aluguel – 195:650 × 6.500,00 = 1.950,00
pago para transporte de produtos vendidos é reconhecido Aluguel – 4555:650 × 6.500,00 = 4.550,00
de imediato na DRE e não representa custos de fabricação. Energia – 108:540 × 5.800,00 = 1.160,00
O parágrafo 12 do CPC 16 explica que os custos de trans- Energia – 432:540 × 5.800,00 = 4.640,00
formação de estoques incluem os custos diretamente rela- Total 3.110,00 9.190,00
cionados com as unidades produzidas ou com as linhas
Calça:
de produção, como pode ser o caso da mão de obra direta.
Também incluem a alocação sistemática de custos indiretos Custos diretos totais 126.000,00
de produção, fixos e variáveis, que sejam incorridos para Custos indiretos do departamento de corte 1.244,00
transformar os materiais em produtos acabados. Os custos (3.110,00 × 40%)
indiretos de produção fixos são aqueles que permanecem Custos indiretos do departamento de costura 2.757,00
(9.190,00 × 30%)
relativamente constantes independentemente do volume
Custo total de produção 130.001,00
de produção, tais como a depreciação e a manutenção de
Unidades produzidas : 10.000
edifícios e instalações fabris, máquinas e equipamentos e os
custos de administração da fábrica. Os custos indiretos de Custo de produção de uma calça 13,00
produção variáveis são aqueles que variam diretamente, ou
quase diretamente, com o volume de produção, tais como 18.  Resposta oficial (C)
materiais indiretos e certos tipos de mão de obra indireta.
Matéria-prima – estoque inicial 6.500,00
Matéria-prima – compras 15.600,00
14.  Resposta oficial (A)
Matéria-prima – estoque final (9.100,00)
Produtos em elaboração – saldo inicial 25.050,00 Matéria-prima aplicada na produção 13.000,00
Matéria-prima 83.500,00 Produtos em processo – estoque inicial 5.200,00
Mão de obra direta 66.800,00 Produtos em processo – custos indiretos de produção 10.400,00
Custos indiretos de fabricação 41.750,00 Produtos em processo – mão de obra direta 13.000,00
Produtos em elaboração – saldo final (33.400,00) Produtos em processo – estoque final (6.500,00)
Custo dos produtos produzidos 183.700,00 Custo da produção do período 35.100,00
Custo dos produtos vendidos (133.600,00)
O autor entende que a resposta correta é a B.
Estoques de produtos acabados em 28/02/2013 50.100,00

Observe que a matéria-prima utilizada na produção é 19.  Resposta oficial (A)


debitada na conta de Produtos em Elaboração. Essa conta
absorve também os custos de produção relacionados com Custo de mão de obra R$ 65.000,00
pessoal e gastos gerais de fabricação. Os produtos, quando Depreciação de equipamento utilizado na prestação R$ 4.000,00
prontos, são transferidos da conta de Produtos em Ela- do serviço
boração para a conta de Produtos Acabados. Os produtos Custo do material aplicado R$ 45.000,00
vendidos aos clientes são conduzidos da conta de Produtos Total do custo do serviço R$ 114.000,00
Acabados para a conta de Custo das vendas na DRE.
O parágrafo 19 do CPC 16 esclarece que na medida em que
os prestadores de serviços tenham estoques de serviços em

almeida_cfc_MIOLO.indd 119 14/04/2019 15:37


120  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

andamento, devem mensurá-los pelos custos da sua pro- 24.  Resposta oficial (D)
dução. Esses custos consistem principalmente em mão de
obra e outros custos com o pessoal diretamente envolvido PP – saldo inicial 320,00
na prestação dos serviços, incluindo o pessoal de supervi- PP – consumo de MP 1.980,00
são, o material utilizado e os custos indiretos atribuíveis. PP – mão de obra direta 890,00
Os salários e os outros gastos relacionados com as vendas PP – gastos gerais de fabricação 670,00
e com o pessoal geral administrativo não devem ser incluí- PP – saldo final (560,00)
dos no custo, mas reconhecidos como despesa do período Custo da produção acabada 3.300,00
em que são incorridos. O custo dos estoques de prestador PA – saldo inicial 930,00
de serviços não inclui as margens de lucro nem os gastos PA – saldo final (330,00)
gerais não atribuíveis que são frequentemente incluídos nos Custo dos produtos vendidos 3.900,00
preços cobrados pelos prestadores de serviços.

25.  Resposta oficial (B)


20.  Resposta oficial (D)
O custo da matéria-prima é variável porque é por unidade e Receita de venda (60,00 × 10.000) 600.000,00
é direto devido ao fato de ser identificado por produto. Custos fixos totais (190.000,00)
Segundo o parágrafo 12 do CPC 16, custos variáveis são Custos variáveis (12,00 × 10.000) (120.000,00)
aqueles que variam diretamente, ou quase diretamente, Lucro bruto 290.000,00
com o volume de produção, e custos diretos são custos
Observe que todas as 10.000 unidades produzidas foram
diretamente relacionados com as unidades produzidas.
vendidas, e que as despesas variáveis com vendas não são
computadas na apuração do lucro bruto.
21.  Resposta oficial (D)
MP – saldo inicial 13.500,00 26.  Resposta oficial (D)
MP – compras 45.000,00 Custeio baseado em atividades (ABC): o sistema de custeio
MP – saldo final (31.500,00) ABC permite melhor visualização dos custos mediante
MP – aplicada na produção 27.000,00 a análise das atividades executadas dentro da entidade e
PP – saldo inicial 54.000,00 suas respectivas relações com os objetos de custos. Nele, os
PP – mão de obra 99.000,00 custos tornam-se visíveis e passam a ser alvos de progra-
PP – salário de supervisão da fábrica 22.500,000
mas para sua redução e de aperfeiçoamento de processos,
PP – outros custos de fabricação 36.000,00
auxiliando, assim, as organizações a tornarem-se mais
lucrativas e eficientes. Publicidade O ABC determina que
PP – saldo final (9.000,00)
atividades consomem os recursos da empresa, agregando-
Custo da produção acabada 229.500,00
-as em centros de custos por atividades. Em seguida, e para
cada um desses centros de atividades, atribui custos aos
22.  Resposta oficial (A) produtos com base em seu consumo de recursos. O sistema
de custeio ABC não está previsto de forma transparente no
Produtos em elaboração – estoque inicial 0 CPC 16.
Consumo de MP no período 12.000,00
Custeio por absorção: o valor de custo do estoque deve
Mão de obra na produção no período 8.000,00
incluir todos os custos de aquisição e de transformação,
Energia elétrica consumida na produção 1.000,00 bem como outros custos incorridos para trazer os estoques
Custo da produção acabada no período (6.000,00) à sua condição e localização atuais. Parágrafo 10 do CPC 16
Produtos em elaboração – estoque final 15.000,00 (Estoques).
Custeio variável: o valor dos estoques deve incluir apenas
23.  Resposta oficial (A) os custos variáveis de produção. Os custos fixos de produ-
ção são contabilizados diretamente na DRE. Essa metodo-
Produto X Produto Y logia não é aceita para fins das IFRS/CPC.
MP consumida 8.000,00 10.000,00
Custeio pleno ou RKW: é um processo de fixação de preço
Mão de obra direta 6.000,00 6.000,00 do produto com base na alocação dos custos fixos e variá-
Custos indiretos de fabricação: veis, somadas a eles também as despesas incorridas pela
Produto X – 15.000,00 : 1.500 × 1.000 = 10.000,00 entidade. Distribuem-se aos produtos os custos diretos e
Produto Y – 15.000,00 : 1.500 × 500 = 5.000,00 indiretos, pelo custeio de absorção, e as despesas de vendas,
Total de custos 24.000,00 21.000,00 administrativas, financeiras etc. Essa metodologia não é
Unidades produzidas : 1.000 : 500 aceita para fins das IFRS/CPC.
Custo unitário 24,00 42,00

almeida_cfc_MIOLO.indd 120 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  121

27.  Resposta oficial (C) 32.  Resposta oficial (C)


Apuração do estoque final:
MP – estoque inicial 0
Estoque inicial 0 MP – compras 56.400,00
Custo variável de produção (15,00 × 200 unidades) 3.000,00 MP – estoque final (23.500,00)
Custo fixo de produção 5.000,00 MP – consumida na produção 32.900,00
Subtotal 8.000,00 PP – estoque inicial 0
Custo da venda (8.000,00 : 200 unidades produzidas × (6.000,00) PP – custos indiretos consumidos na fábrica 18.800,00
150 unidades vendidas )
PP – depreciação de equipamento de produção 1.034,00
Estoque final 2.000,00
PP – mão de obra direta 28.200,00
Apuração do resultado líquido com mercadorias: PP – mão de obra indireta 14.100,00
PP – estoque final (0)
Receita na venda (50,00 × 150 unidades) 7.500,00
Custo da produção acabada 95.034,00
Custo da venda (6.000,00)
PA – estoque final (37.976,00)
Resultado líquido 1.500,00
Custo dos produtos vendidos 57.058,00

28.  Resposta oficial (D)


33.  Resposta oficial (A)
O custo primário são custos diretos de material e trabalho
e não inclui gastos com vendas ou gastos administrativos. Custo variável do produto A:
Essa terminologia não é utilizada no CPC 16.
Matéria-prima 9.100,00
Mão de obra direta utilizada na produção 42.400,00 Mão de obra 12.000,00
Matéria-prima consumida 31.800,00 Total 21.100,00
Total 74.200,00
Pela metodologia do Custeio Variável, o valor dos estoques
deve incluir apenas os custos variáveis de produção. Essa
29.  Resposta oficial (B) metodologia não é aceita para fins das IFRS/CPC.

MP – estoque inicial 0
34.  Resposta oficial (C)
MP - compras 37.600,00
MP – estoque final (15.600,00) Os investimentos correspondem à aquisição de matéria-
MP – consumida no período 22.000,00
-prima no período e imobilizado adquirido a prazo.
As despesas representam comissão devida aos vendedores
pelas vendas dos produtos no mês e tributos sobre o lucro.
30.  Resposta oficial (A)
Apuração do custo unitário do produto A:
35.  Resposta oficial (B)
Custos variáveis (2.000 unidades × 5,00) 10.000,00
Custos indiretos (15.000,00 : 10.000 horas-máquinas 4.500,00 Matéria-prima – estoque inicial 18.000,00
totais × 3.000 horas-máquinas do produto A)
Matéria-prima – estoque final (13.500,00)
Total de custos 14.500,00
Matéria-prima aplicada na produção 4.500,00
Unidades produzidas : 2.000
Produtos em processo – estoque inicial 9.000,00
Custo unitário do produto A 7,25
Produtos em processo – custos indiretos de fabricação 27.000,00
Produtos em processo – mão de obra direta 22.500,00
Produtos em processo – estoque final (11.250,00
31.  Resposta oficial (C)
Custo da produção do período 51.750,00
Apuração do custo de produção do produto 1:
Produtos acabados – estoque inicial 6.750,00
Custo direto total 150.000,00 Produtos acabados – estoque final (33.750,00)
Gasto de recebimento e movimentação de material 45.250,00 Custo dos produtos vendidos 24.750,00
(72.400,00 : 80 lotes × 50 lotes do produto A)
Gastos com planejamento e controle de produção 37.600,00
(47.000,00 : 20 ordens de produção × 16 ordens de 36.  Resposta oficial (B)
produção do produto A)
Gastos com operação do equipamento (104.000,00 : 1,300 72.000,00 Custos variáveis (10,00 × 300 unidades) 3.000,00
horas-máquinas × 900 horas-máquinas do produto A)
Custos fixos (12,00 × 300 unidades) 3.600,00
Total do custo de produção do produto 1 304.850,00
Total 6.600,00

Cumpre ressaltar que as despesas variáveis e fixas são com-


putadas diretamente na DRE quando incorridas.

almeida_cfc_MIOLO.indd 121 14/04/2019 15:37


122  QUESTÕES COMENTADAS DO EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC | Almeida

37.  Resposta oficial (B) 41.  Resposta oficial (C)


Depreciação de máquina utilizada na fabricação dos 89.600,00 Aquisição de matéria-prima 1.100,00
três modelos de mesa Tributos recuperáveis (100,00)
Mão de obra indireta 102.400,00 Frete 40,00
Aluguel da fábrica – Setor de produção 76.800,00 Seguro 30,00
Total dos custos indiretos 268.800,00 Custo da matéria-prima debitada no estoque 1070,00

O parágrafo 12 do CPC 16 comenta que os custos de trans- Mão de obra direta 500,00
formação ou de fabricação de estoques incluem os custos Mão de obra indireta 200,00
indiretamente relacionados com as unidades produzidas ou Estoque de produtos acabados 1.770,00
com as linhas de produção.
O parágrafo 11 do CPC 16 (Estoques) estabelece que o
custo de aquisição dos estoques compreende o preço de
38.  Resposta oficial (C) compra, os impostos de importação e outros tributos
(exceto os recuperáveis junto ao fisco), bem como os cus-
Custos diretos 32.000,00 tos de transporte, seguro, manuseio e outros diretamente
Custos indiretos (24.000,00 : 1.000 total de unidades 19.200,00 atribuíveis à aquisição de produtos acabados, materiais e
produzidas × 800 unidades produzidas do produto A =
19.200,00)
serviços. Descontos comerciais, abatimentos e outros itens
semelhantes devem ser deduzidos na determinação do
Total de custos do produto A 51.200,00
custo de aquisição.
Unidades produzidas do produto A : 800
Custo unitário do produto A 64,00 Gasto com propaganda deve ser contabilizado como des-
pesa com vendas diretamente na DRE.

39.  Resposta oficial (C)


42.  Resposta oficial (A)
Conforme parágrafo 12 do CPC 16, os custos de transfor-
mação de estoques incluem os custos diretamente relacio- PRODUTOS EM PROCESSO:
nados com as unidades produzidas ou com as linhas de Saldo inicial de produtos em processo 0
produção, como pode ser o caso da mão de obra direta. Matéria-prima 175.000,00
Também incluem a alocação sistemática de custos indiretos
Mão de obra 300.000,00
de produção, fixos e variáveis, que sejam incorridos para
Depreciação 80.000,00
transformar os materiais em produtos acabados. Os custos
Energia 120.000,00
indiretos de produção fixos são aqueles que permanecem
Subtotal 500.000,00 500.000,00
relativamente constantes independentemente do volume
de produção, tais como a depreciação e a manutenção de Transferência de matéria-prima para (35.000,00)
produtos acabados (175.000,00 : 250
edifícios e instalações fabris, máquinas e equipamentos e os unidades × 50 unidades)
custos de administração da fábrica. Os custos indiretos de Transferência de outros custos para (250.000,00)
produção variáveis são aqueles que variam diretamente, ou produtos acabados (500.000,00 : [200
quase diretamente, com o volume de produção, tais como × 25% + 50] × 50 = 500.000,00 : 100
unidades equivalentes × 50 unidades
materiais indiretos e certos tipos de mão de obra indireta. acabadas)
Sado final de produtos em processo 390.000,00
40.  Resposta oficial (D) PRODUTOS ACABADOS:
Saldo inicial de produtos acabados 500.000,00
Matéria-prima consumida:
Transferência de matéria-prima para 35.000,00
Produto A (12,00 × 1.000) 12.000,00 produtos acabados (conforme calculado
Produto B (32,00 × 1.500) 48.000,00 acima)
Total 60.000,00 Transferência de outros custos para 250.000,00
produtos acabados (conforme calculado
acima)
Custo unitário de produção do produto A:
Saldo final de produtos acabados 785.000,00
Matéria-prima consumida 12.000,00
Mão de obra (30,00 × 1.000) 30.000,00 Gasto com propaganda deve ser contabilizado como des-
Custo fixo no período 12.000,00 pesa com vendas diretamente na DRE.
(60.000,00 : 60.000,00 × 12.000,00)
Total 54.000,00
43.  Resposta oficial (C)
Unidades produzidas : 1.000
Custo unitário de produção do produto A 54,00 Matéria-prima consumida (18,00 × 300 unidades) 5.400,00
Mão de obra (25.500,00 : [200 + 100 + 300 × 70%] × 300 10.500,00
× 70%) = 25.500,00 : 510 × 210 = 10.500,00
Total 15.900,00

almeida_cfc_MIOLO.indd 122 14/04/2019 15:37


CONTABILIDADE DE CUSTOS  123

44.  Resposta oficial (A) ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Contabilidade introdutó-


ria em IFRS e CPC. São Paulo: Atlas, 2018.
Combustível utilizado pelos veículos 200.000,00
ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Iniciação à contabilidade
Depreciação dos veículos 18.500,00
em IFRS e CPC. São Paulo: Atlas, 2017.
Salários e encargos dos motoristas dos veículos 36.700,00
Total 255.200,00
E&Y e FIPECAFI. Manual de normas internacionais de
Quantidade de passageiros : 10.000
contabilidade. São Paulo: Atlas, 2009.
Custo unitário por passageiro 25,52 EQUIPE DE PROFESSORES DA UNB. Exame de suficiên-
cia em contabilidade. São Paulo: Atlas, 2001.
Propaganda, salários e encargos do pessoal administrativo
e taxa da operadora dos cartões não representam custo dos FIPECAFI. Manual de contabilidade societária. São Paulo:
serviços prestados, conforme CPC 16. Atlas, 2018.
GUERRA, Luciano. Manual de custos para o exame de sufi-
ciência. São Paulo: Atlas, 2014.
Referências QUINTANA, Alexandre Costa et al. Exame de suficiência
ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Curso de contabilidade do CFC comentado. São Paulo: Atlas, 2017.
avançada em IFRS e CPC. São Paulo: Atlas, 2015. SCHERRER, Alberto et al. Manual para o exame de sufi-
ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Contabilidade intermediá- ciência do conselho federal de contabilidade (CFC). São
ria em IFRS e CPC. São Paulo: Atlas, 2018. Paulo: Atlas, 2013.
ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Contabilidade intermediá- SILVA, Cézar et al. Contabilidade para concursos e exame
ria superior em IFRS e CPC. São Paulo: Atlas, 2018. de suficiência. São Paulo: Atlas, 2017.

almeida_cfc_MIOLO.indd 123 14/04/2019 15:37


Almeida
Questões comentadas do
Marcelo Cavalcanti Almeida
Marcelo Cavalcanti Almeida Para ter acesso ao Simulado, basta
é especialista em IFRS e CPC, seguir alguns passos:
com experiência de 40 anos
na Deloitte, sendo os últimos
EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC 1. acesse <www.grupogen.com.br>;

25 anos como sócio de 2. se você já tem uma conta no


auditoria, e autor de diversos nosso site, faça o login no canto
Este livro contempla um conjunto de provas oficiais do Exame de Suficiência
livros de contabilidade e superior direito;
do CFC, com as resoluções das questões comentadas e fundamentadas e com
auditoria publicados pelo

Questões comentadas do
os respectivos gabaritos. 3. caso contrário, clique em
GEN |Atlas: Cadastre-se, no canto superior
O objetivo principal da obra é preparar o estudante de Ciências Contábeis para
■ Análise das demonstrações direito;
obter sucesso no Exame de Suficiência. Aqui, você encontrará questões das

EXAME DE
contábeis em IFRS e CPC 4. preencha seus dados pessoais
seguintes áreas:

EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC


Questões comentadas do
■ Auditoria: abordagem para criar sua conta;
■ Contabilidade geral;
moderna e completa 5. após confirmar sua senha,
■ Contabilidade de custos;
■ Contabilidade introdutória em clique em Enviar;
IFRS e CPC: textos, exemplos ■ Teoria da contabilidade;

SUFICIÊNCIA
6. pronto: sua conta foi criada.
e exercícios resolvidos ■ Princípios de contabilidade e normas brasileiras de contabilidade;
■ Contabilidade intermediária: ■ Auditoria contábil;
textos, exemplos e exercícios Depois de fazer o login:
■ Legislação e ética profissional;
resolvidos 1. clique em GEN-IO, no canto
■ Contabilidade aplicada ao setor público;
superior direito. Uma nova aba será

DO
■ Contabilidade societária: ■ Contabilidade gerencial;
interpretações dos artigos aberta;
contábeis da Lei no 6.404/76
■ Noções de direito e legislação aplicada;
2. veja seu código de acesso na
■ Matemática financeira e estatística; etiqueta abaixo;
■ Curso de contabilidade
avançada em IFRS e CPC ■ Perícia contábil;
3. no menu retrátil, insira os
■ IFRS na prática
■ Língua portuguesa aplicada; e caracteres da etiqueta no campo
■ Controladoria. Cupom/PIN;
■ Iniciação à contabilidade
em IFRS e CPC: facilitada Uma das áreas de maior impacto para quem irá prestar o Exame de Suficiência 4. clique em Enviar Cupom/PIN.
e sistematizada é, sem dúvida, a de contabilidade geral, que tem representado, em média, mais
Novas mudanças contábeis de 50% da prova. Por isso, no livro a área tem destaque especial.
■ Agora você já pode acessar as
nas IFRS videoaulas.
■ Regulamentação fiscal das Bons estudos!
normas contábeis do IFRS
e CPC: Lei no 12.973/14
(em coautoria)
Aplicação: Obra recomendada para o curso de Ciências Contábeis. Leitura Com mais de Seu código de acesso:
complementar para atualização e aprimoramento de contabilistas, controladores,
Professor de contabilidade e
Conselheiro do CFC (indicado
auditores, economistas e administradores. 600 QUESTÕES
pelo CRC-RJ).
mcavalcanti@deloitte.com

INCLUI
SIMULADO
ON-LINE

almeida_cfc_CAPA_08.indd 1 16/04/2019 15:32