Вы находитесь на странице: 1из 65

Antiparasitários

Prof. Luiz Antônio Ranzeiro Bragança


Denis Rangel
Monitor de Farmacologia

Niterói, RJ – Janeiro de 2017


Denis Rangel - Antiparasitários

Fármacos Abordados

-Benzoimidazólicos (Albendazol; Mebendazol; Tiabendazol;


Cambendazol);

-Ivermectina;

-Benzamidas (Nitazoxanida);
Benzoimidazólicos

Prof. Luiz Antônio Ranzeiro Bragança


Denis Rangel
Monitor de Farmacologia

Niterói, RJ – Julho de 2016


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Introdução
-As drogas Benzoimidazólicas disponíveis para o tratamento de
doenças parasitárias são:

*Albendazol
*Mebendazol
*Tiabendazol
*Cambendazol
*Triclabendazol

-As 4 primeiras drogas estão disponíveis no Brasil.


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mecanismo de Ação
1) Ação Primária: Inibição da Polimerização tubular – Liga-se à
Beta-tubulina

-Inibição da captação de glicose pelo parasito

-Depleção dos estoques de ATP


E glicogênio

-Comprometimento
Reprodutivo e morte
Do parasito
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mecanismo de Ação
2) Inibição da enzima mitocondrial fumarato-redutase

-Comprometimento do metabolismo da glicose

-Depleção energética

-Comprometimento
Reprodutivo e morte
Do parasito
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
*Apresentação

-Comprimidos 200 e 400mg


-Suspensão oral 40mg/mL
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
*Espectro de Ação e Usos clínicos
-Ação Ovicida, Larvicida e Helminticida;

-Ação sobre helmintos: Platelmintos e Nematelmintos

Platelmintos
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
*Espectro de Ação e Usos clínicos
Nematelmintos
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
-Eficaz no Tratamento de infecções por Giardia duodenale.

...Dose Usual (Adultos e Crianças > 2 anos):

*400mg DOSE ÚNICA;


*Suspeita ou confirmação de estrongiloidíase e/ou teníase:
400mg por 3 dias consecutivos;
*Giardíase: 400mg por 5 dias consecutivos.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
-Merecem destaque também...

*Hidatidose

400mg 2x/dia por 1 mês ou mais + Cirurgia


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
-Merecem destaque também...

*Cisticercose, incluindo Neurocisticercose

Albendazol 15mg/kg/dia
por 21 dias + Corticoides +
Anticonvulsivantes
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
-Merecem destaque também...

*Larva Migrans cutânea

Albendazol 400mg por 3 dias


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
-Merecem destaque também...

*Larva Migrans visceral Albendazol 400mg por 5 dias


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
*Farmacocinética
-Absorção intestinal de forma irregular

A maior parte da sua ação anti-helmíntica


é na luz intestinal...

-Absorção aumentada com alimentos gordurosos;

-Dexametasona aumenta os níveis plasmáticos de albendazol


em torno de 50%
Interessante para tratamento de
Parasitoses teciduais...
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
*Farmacocinética
-Sofre metabolismo de primeira passagem hepático

Forma ativa: Sulfóxido de Albendazol

-Se distribui bem pelos tecidos;

-Penetra bile, LCR, cistos hidáticos e pulmões;

-1/2 vida: 8-12h e excreção urinária.


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Albendazol
*Segurança
-Segurança não estabelecida para gestantes, lactantes e
crianças com < 2 anos de idade;

-Praticamente isento de efeitos colaterais quando utilizada a


dose habitual (1-3 dias);

-Efeitos adversos mais comuns: dor epigástrica leve e


transitória, diarreia, cefaleia, náuseas, vômitos e insônia;

-CUIDADO com o uso a longo prazo (pancitopenia e


hepatopatia – acompanhamento ambulatorial) e nos pacientes
hepatopatas.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mebendazol
*Apresentação
-Comprimidos 100mg
-Suspensão oral 20mg/mL
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mebendazol
*Espectro de Ação e usos Clínicos
-Para tratamento de infecções isoladas ou mistas por:

*Ascaris lumbricoides
*Trichuris trichiura
*Enterobius vermicularis
*Ancylostoma duodenale
*Necator americanus
*Taenia saginata
*Taenia solium

-Usos semelhantes ao Albendazol...


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mebendazol
*Espectro de Ação e usos Clínicos
-DOSES USUAIS:

*Infecção por Nematelmintos: 100mg 2x/dia por 3 dias


consecutivos, independente de peso corporal e idade;

*Infecção por Cestódeos - Adultos: 200mg 2x/dia por 3 dias


consecutivos

*Infecção por Cestódeos – Crianças: 100mg 2x/dia por 3 dias


consecutivos (suspensão oral ou triturar/dissolver os
comprimidos)
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mebendazol
*Farmacocinética
-Baixa absorção intestinal (5-10%) - ação luminal;

-Aumenta absorção com alimentos gordurosos – aumenta


penetração tecidual;

-Intenso mecanismo de primeira passagem – formação de


metabólitos inativos;

-1/2 vida: 2-6h

-Excreção: 90-98% pelas fezes e 2-10% pela urina – na forma


de metabólitos inativos ou forma íntegra.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Mebendazol
*Segurança
-A curto prazo, é rara a presença de efeitos adversos;

-Efeitos adversos mais comuns: náuseas, vômitos, diarreia e


dor abdominal;

-Efeitos mais raros: Hepatopatia, agranulocitose e alopécia;

-Uso não seguro na gestação – teratogênico (animais);

-Usar em crianças > 1 ano (risco de convulsões) / Maior


segurança: > 2 anos.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Tiabendazol
*Apresentação
-Comprimidos 500mg
-Suspensão oral 250mg/5mL
-Pomada
-Loção
-Sabonete
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Tiabendazol
*Espectro de Ação e usos Clínicos
-Destaca-se seu uso como alternativa a Ivermectina e Albendazol
para tratamento de Estrongiloidíase;

-Alternativa aos demais benzoimidazólicos no tratamento de larva


migrans cutânea e visceral (T. canis; T. catis. A. Braziliensis; A.
caninum)

-Enterobíase;

-Menor eficácia contra outros helmintos;

-Maior toxicidade em comparação a outros benzoimidazólicos e à


ivermectina.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Tiabendazol
*Espectro de Ação e usos Clínicos

-DOSE PADRÃO: 50mg/kg/dia para adultos e crianças 12/12h,


estando a duração do tratamento dependente da parasitose;

-Estrongiloidíase não disseminada = 2 dias (cura = 93%)

-Estrongiloidíase disseminada = 5-7 dias

-Larva Migrans cutânea = 2 dias


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Tiabendazol
*Espectro de Ação e usos Clínicos – Uso Tópico

-Larva Migrans Cutânea (por 5 dias);

-Escabiose (por 5 dias);

-Modo de aplicação / Tratar familiares;

--Dermatofitoses.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Tiabendazol
*Farmacocinética

-Rapidamente absorvido pelo TGI;

-1/2 vida: 70 minutos;

-Ampla biotransformação hepática;

-Excreção urinária;

-Boa absorção pela pele.


Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Tiabendazol
*Segurança
-Toxicidade mais significativa em comparação a outros
antiparasitários;

-Efeitos adverso mais frequentes: náuseas, anorexia, vertigem


e vômitos;

-Outros efeitos adversos: Sonolência, cefaleia, prurido, dor


abdominal;

-Atenção aos hepatopatas e DRC

-Segurança não estabelecida para gestantes e lactantes / usar


em crianças > 15kg.
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Cambendazol
*Apresentação
-Comprimidos 180mg
-Suspensão oral 6mg/mL
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Cambendazol
*Espectro e Usos Clínicos
-Grande atividade contra o verme adulto e as formas larvares
de Strongyloides stercoralis; ação na larva migrans cutânea e
larva migrans visceral;

-Maior atividade anti-helmíntica do que o tiabendazol;

-Menos efeitos colaterais do que o tiabendazol;

-Muito bem tolerado – efeitos adversos mais frequentes:


náuseas, vômitos, dor abdominal, diarreia, sonolência, cefaleia
e astenia (leves e transitórios).
Denis Rangel - Benzoimidazólicos

Cambendazol
*Aspectos Gerais
-Pouco citado na literatura médica;

-Segurança não estabelecida na gestação e em lactantes;

-Uso em crianças > 2 anos;

-Rápida absorção pelo TGI / ½ vida = 8h;

-Biotransformação hepática;

-Excreção urinária: 95% / Fezes: 5%.


Benzamidas
(Nitazoxanida)
Prof. Luiz Antônio Ranzeiro Bragança
Denis Rangel
Monitor de Farmacologia

Niterói, RJ – Julho de 2016


Denis Rangel - Nitazoxanida

Introdução
-Classe: Benzamidas – Representante: Nitazoxanida (Annita®);

-Identificação em 1984 de sua atividade antiparasitária;

-Uso mais intenso a partir da década de 90;

-Tornou-se popular o uso pelo seu espetro de ação amplo no


tratamento de parasitoses intestinais.
Denis Rangel - Nitazoxanida

Mecanismo de Ação: anti-protozoários


Nitazoxanida

Tizoxanida
X
Enzima Piruvato-Ferrodoxina
Oxidorredutase (PFOR)
Hidrólise Metabólito ativo

Bloqueio da
Morte Parasitária Transferência de
elétrons

Discute-se que a Nitazoxanida teria outros


mecanismos com atividade anti-
protozoária...
Denis Rangel - Nitazoxanida

Mecanismo de Ação: anti-helmintos e


anti-viral

-Anti-helmintos: Inibição da polimerização da tubulina;

-Anti-viral: Inibição da atividade da Proteína 7 viral – inibição


da síntese da estrutura viral (Bloqueio da replicação viral);

-É possível que outros mecanismos, ainda não esclarecidos,


estejam associados à atividade anti-viral.
Denis Rangel - Nitazoxanida

Espectro de Ação e Usos clínicos


*Nematelmintos *Protozoários
-Enterobius vermicularis -Entamoeba hystolitica/dispar
-Ascaris lumbricoides -Giardia duodenale
-Strongyloides stercoralis -Cryptosporidium parvum
-Ancilostomíase -Isospora belli
-Trichuris trichiura -Balantidium coli
-Blastocistis hominis
*Platelmintos
-Taenia sp. *Vírus
-Hymenolepis nana
-Rotavírus
-Norovírus
Denis Rangel - Nitazoxanida

Espectro de Ação e Usos clínicos


-O que se sabe sobre o uso de Nitazoxanida em
gastroenterites virais?

Rossignol et al avaliaram que o uso de 7,5mg/kg de


nitazoxanida 2x/dia por 3 dias promoveu REDUÇÃO DA
DURAÇÃO DA DIARREIA (31h vs 75h com o placebo).
Denis Rangel - Nitazoxanida

Espectro de Ação e Usos clínicos


-Os mecanismos de ação peculiares dificultam o
desenvolvimento de resistência;

-Eficácias amplas para o tratamento das parasitoses.

*Apresentação
-Comprimidos 500mg
-Suspensão oral 20mg/mL
Denis Rangel - Nitazoxanida

Espectro de Ação e Usos clínicos


-DOSES HABITUAIS – Helmintíases, giardíase, amebíase,
isosporíase, balantidíase, blastocistose e criptosporidíase sem
imunossupressão

*Crianças 1-3 anos: 100mg 12/12h por 3 dias


*Crianças 4-11 anos: 200mg 12/12h por 3 dias
*> 12 anos e adultos: 500mg 12/12h por 3 dias

-Gastroenterites virais: > 12 anos: 500mg 12/12h por 3 dias


> 1 ano e < 12 anos: 7,5mg/kg 12/12h por 3 dias

-Criptosporidíase com imunossupressão e CD4>50: 500-


1000mg 12/12 por 14 dias; sem CD4< 50 por no mínimo 8
semanas ou negativação dos oocistos no EPF.
Denis Rangel - Nitazoxanida

Farmacocinética e Segurança
-Rapidamente absorvida pelo TGI;

-Tizoxanida é excretada principalmente pela urina – em


menor quantidade pelas fezes e bile;

-Sem efeito inibitório significativo sobre as enzimas do


citocromo P450 – interações medicamentosas;

-Não foi estudada em crianças < 1 ano, hepatopatas, DRC,


gestantes e lactantes;

-Atentar para o uso em diabéticos com a suspensão – 5mL tem


1,48g de sacarose.
Denis Rangel - Nitazoxanida

Efeitos colaterais
-Efeitos adversos mais comuns: Dor abdominal, náuseas,
vômitos, flatulência, diarreia e aumento do apetite;

-Outros: prurido, falsa icterícia (o sal da droga possui


pigmento amarelado), urina de coloração esverdeada,
aumento de transaminases e febre
Denis Rangel - Nitazoxanida
Ivermectina
Prof. Luiz Antônio Ranzeiro Bragança
Denis Rangel
Monitor de Farmacologia

Niterói, RJ – Julho de 2016


Denis Rangel - Ivermectina

Introdução

-Largamento usada na Medicina Veterinária;

-Uso em humanos a partir de 1982, no tratamento de


oncocercose;

-Em 1997, foi aprovada pelo FDA para o uso em humanos;

-Mantém-se como tratamento de escolha para oncocercose;

-Uso clínico destacado na estrongiloidíase, pediculose e


escabiose.
Denis Rangel - Ivermectina

Mecanismo de Ação
Ivermectina

Potencialização e/ou ativação


dos canais de Cl- sensíveis às
avermectinas controlados pelo
glutamato e pelo GABA
Aumento da
permeabilidade da
membrana aos íons Cl-
Paralisia e morte
Hiperpolarização dos do parasito
nervos e células (helmintos e
musculares parasitárias artrópodes)
Denis Rangel - Ivermectina

Mecanismo de Ação
-Não há receptores com alta afinidade para as avermectinas
em cestodos, trematodos e ancilostomídeos;

-Nos mamíferos, os canais iônicos mediados pelo GABA estão


presentes apenas no encéfalo;

-Ivermectina não atravessa a BHE;

-Nervos e células dos mamíferos não possuem canais de Cl-


controlados pelo glutamato.

Atividade seletiva e ausência de atividade em


cestodos, trematodos e ancilostomídeos
Consequências
Denis Rangel - Ivermectina

Espectro de Ação e Usos Clínicos

-Ascaridíase
-Tricuríase
-Enterobíase
-Larva Migrans cutânea
-Larva Migrans visceral
-Pediculose
-Escabiose
-Miíase ATENÇÃO: IVERMECTINA NÃO É
-Estrongiloidíase EFICAZ NO TRATAMENTO DE
-Oncocercose INFECÇÕES POR ANCILOSTOMÍDEOS,
-Filariose CESTÓDEOS E TREMATÓDEOS
Denis Rangel - Ivermectina

Espectro de Ação e Usos Clínicos


*Estrongiloidíase Não Complicada / Disseminada
Denis Rangel - Ivermectina

*Estrongiloidíase Disseminada
*Profilaxia de Estrongiloidíase e outras parasitoses antes de
terapia imunossupressora
*Profilaxia de Estrongiloidíase e outras parasitoses antes de
terapia imunossupressora
Denis Rangel - Ivermectina

Espectro de Ação e Usos Clínicos


*Oncocercose

-Ivermectina é considerado o tratamento de escolha;

-Ivermectina é microfilaricida, mas não age no parasito


adulto, presente nos oncocercomas;

-Tratamento longo, associado a corticoides sistêmicos.


Denis Rangel - Ivermectina

Espectro de Ação e Usos Clínicos


*Filaríase Linfática

-Agente etiológico: Wuchereria bancrofti / Homem:


Hospedeiro definitivo / Culex quinquefasciatus: Hospedeiro
intermediário;

-Tratamento de escolha: Dietilcarbamazina;

-Tratamento antiparasitário indicado apenas na presença de


parasitemia.
Denis Rangel - Ivermectina

Espectro de Ação e Usos Clínicos


*Escabiose

-200mcg/kg/dia – Dose única;

-Repetir a dose 7 dias depois.

-Alternativa ou em associação à Permetrina 5% creme por 6


noites.
*Pediculose

-Mesmo esquema da Escabiose.


Apresentação
-Comprimidos de 6mg – Embalagens contendo 2 e 4
comprimidos.
Denis Rangel - Ivermectina

Posologia
-Para Estrongiloidíase, Ascaridíase, Escabiose e Pediculose:
200mcg/kg/dia.

-Para Oncocercose: 150mcg/kg/dia.


Denis Rangel - Ivermectina

Farmacocinética
-Boa absorção pelo TGI e boa distribuição tecidual;

-1/2 vida: 16h;

-Não penetra no SNC;

-Excreção, quase que exclusivamente, pelas fezes.


Denis Rangel - Ivermectina

Segurança
-Segurança não estabelecida em gestantes, lactantes e
crianças < 5 anos ou < 15kg;

-Efeitos adversos mais comuns: fadiga, náuseas, vômitos,


vertigem e desconforto abdominal;

-Evitar em associação medicamentos que intensificam


atividade GABAérgica (barbitúricos, benzodiazepínicos e ácido
valproico);

-Atenção à Reação de Mazzotti: resposta alérgica e


inflamatória secundária ao efeito microfilaricida.
Existe Resistência aos Antiparastiários?
Existe Resistência aos Antiparasitários?
Denis Rangel - Antiparasitários

Custo
Denis Rangel - Antiparasitários

Custo
Outros Antiparasitários
PRAZIQUANTEL: Considerado o tratamento de primeira escolha na esquistossomose
e na himenolepíase. Ação sobre cestódeos, também utilizado na terapêutica de
infecções por Taenia sp. e Diphyllobotrium sp. Contraindicado em gestantes e
crianças < 4 anos. Apresentação em comprimidos de 150mg e 500mg. Fornecido
pelo MS.
OXAMINIQUIINE: Excelente opção de tratamento na esquistossomose. Contra-
indicado em gestantes e crianças < 2 anos. Apresentação em comprimidos de
250mg e suspensão oral de 250mg/5mL.
NICLOSAMIDA: Ação sobre cestódeos. Pode ser utilizado no tratamento da teníase,
himenolepíase e difilobotríase. Discute-se sua segurança após o 1º trimestre de
gestação. Apresentação em comprimidos de 500mg
SAIS DE PIPERAZINA: Indicado no tratamento de bolo de Ascaris lumbricoides.
Causa paralisia flácida dos parasitos, com posterior expulsão pelo peristaltismo. O
sal mais utilizado é o hexaidrato de piperazina. Pode ser encontrado em
comprimidos de 500mg e solução oral de 500mg ou 720 ou 1000mg/5mL.
DIETILCARBAMAZINA: Tratamento de escolha na filaríase. Opção de terapia em
outras doenças causadas por parasitos da superfamília Filaroidea, como Loa loa
(Loíase) e oncocercose.
Denis Rangel - Carbapenêmicos

Bibliografia

-1. Brunton, L.L. Goodman & Gilman: As Bases Farmacológicas


da Terapêutica. 10ª ed. Rio de Janeiro: McGraw-Hill;

2. Katzung, B.G. Farmacologia Básica e Clínica. 10ª ed. Rio de


Janeiro: Artmed/McGraw-Hill, 2010;

3. Rang, H.P., Dale, M.M., Ritter, J.M., Flower, R.J., Henderson,


G. Farmacologia. 7ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

Оценить