Вы находитесь на странице: 1из 29

Estruturas Metálicas

BARRAS TRACIONADAS

Hilton Seheris

São Luís, MA

2019
TIPOS DE PARAFUSOS
Em estruturas usuais, encontram-se os seguintes tipos de parafusos:
Parafusos comuns (ASTM A307): são forjados com aços-carbono
de teor de carbono moderado. Baixa resistência à tração (415 MPa).

Parafusos de alta resistência (ASTM A325 / ASTM A490): são


feitos com aços tratados termicamente. Estes parafusos são aplicáveis
quando se deseja uma maior resistência na ligaçãoCategorias:
A325 – N e A490 – N : a rosca do parafuso está no plano de corte.
A325 – X e A490 – X : a rosca do parafuso está fora do plano de
corte.
Hilton Seheris 2019 2
Parafuso com rosca fora do plano de corte

Hilton Seheris 2019 3


DIMENSIONAMENTO

É preciso determinar da menor resistência entre a peça, na região


com furos e sem furos, e:
a) o corte no corpo do parafuso;
b) a tensão de contato nos furos (esmagamento e rasgamento).

a) Dimensionamento ao corte do fuste do parafuso

A resistência do parafuso ao corte é:

Hilton Seheris 2019 4


Onde Ap é a área do parafuso.

Hilton Seheris 2019 5


Obs:
a) No caso de cisalhamento duplo deve-se multiplicar Ae por 2;
b) Multiplicar o valor da expressão v nv f R pelo número de parafusos;

Hilton Seheris 2019 6


Dimensionamento ao esmagamento e rasgamento no contato com a chapa

A resistência de contato é v n f R , com .

Onde a é:
a) a = 3,0 , para esmagamento sem rasgamento;

b) Para rasgamento entre dois furos consecutivos

Hilton Seheris 2019 7


c) Para rasgamento entre uma borda situada à distância e do centro do furo

Os valores de h1 e h2 podem ser extraídos da tabela a seguir.

Hilton Seheris 2019 8


Situações de rasgamento da chapa

Hilton Seheris 2019 9


Exemplo

Determinar a máxima força de serviço da emenda abaixo, considerando furo


padrão, para os seguintes casos:
a) aço MR-250 e parafusos A307 f7/8”.
b) aço MR-250 e parafusos A325-X f7/8”.

Hilton Seheris 2019 10


Solução:
1) Calculemos, primeiramente, a tração na chapa:

Hilton Seheris 2019 11


2) Cisalhamento simples dos parafusos:

Para os quatro parafusos, vem:

3) Rasgamento e esmagamento:

Hilton Seheris 2019 12


3) Rasgamento e esmagamento:

Precisamos, agora, determinar o valor de a:


a) esmagamento sem rasgamento a = 3,0
b) rasgamento entre dois furos consecutivos:

Hilton Seheris 2019 13


c) rasgamento entre um furo e uma borda situada a distancia e do centro do
furo:

Então a = 1,80 , o menor dos três.

Para os quatro parafusos:

Hilton Seheris 2019 14


Conclusão, a maior força nominal resistida pela ligação, será a menor entre
os três casos estudados dividida pelo coeficiente de segurança:

3) Considerando parafusos A325 – X:

A partir da observação da tabela na página


seguinte, obtemos a força cortante
máxima para um parafuso fabricado em
aço A325 – X, com 7/8” de diâmetro:

Hilton Seheris 2019 15


Conclusão: ao utilizar o parafuso de alta resistência, conseguiu-se
praticamente triplicar a capacidade de carga da ligação, tendo como critério
de dimensionamento dominante a ruptura da área líquida ao invés do
cisalhamento do fuste do parafuso.

Hilton Seheris 2019 16


Dimensionamento a tração

A resistência de cálculo de parafusos ou barras rosqueadas à tração é dada por

Hilton Seheris 2019 17


Dimensionamento a tração
No caso de incidência simultânea de tração e corte, verifica-se a interação das
duas solicitações por meio de expressões empíricas que fornecem o limite
superior da resistência de cálculo a tração:

Vd = esforço cortante solicitante de projeto atuando na seção considerada.


Hilton Seheris 2019 18
Exemplo
Uma viga metálica W360x64, deverá ser fixada em dois
pilares de concreto armado existentes, mediante a utilização
de uma placa de base de 10mm de espessura e 4 barras
rosqueadas chumbadas quimicamente nestes pilares.
Pretende-se utilizar barras A 325-N com 16mm de diâmetro.
Os carregamentos já foram majorados. Verificar a segurança
desta ligação. Considerar aço da chapa ASTM-A572 (gr.50)

Hilton Seheris 2019 19


Hilton Seheris 2019 20
Hilton Seheris 2019 21
Solução:
Reações de apoio, bem como os diagramas mostrados, foram
obtidas com o auxílio do software FTOOL.

Será considerada a ligação mais desfavorável, ou seja, aquela que apresenta


momento de 126,2kNm e cortante de 76,6kN.
Hilton Seheris 2019 22
➢ Devido ao fato de se tratar de pilares de concreto armado já consolidados, a
rotação dos apoios é impedida, justificando-se o surgimento dos momentos
de engastamento obtidos. Estes momentos tendem ao arrancamento dos
chumbadores superiores, devido ao binário de forças que surge como
decomposição deste momento no apoio, conforme mostrado na figura:

Duas barras na parte superior, temos:

Hilton Seheris 2019 23


➢ Verificação da tração combinada com força cortante:

Hilton Seheris 2019 24


➢ Verificação quanto ao cisalhamento do fuste das barras rosqueadas:

Considerando 4 parafusos, a resistência total passa a ser:

Verificação quanto a pressão de contato nos furos:

Esmagamento sem rasgamento: a = 3,0


Rasgamento entre dois furos consecutivos:

Hilton Seheris 2019 25


Rasgamento entre o furo e aborda da placa de apoio:

Conclusão: A ligação está suficientemente dimensionada.

Hilton Seheris 2019 26


Trabalho

Hilton Seheris 2019 27


Exemplo de dimensionamento 1
– pilar com secção transversal do tipo CHS
Exemplo de dimensionamento 2
– viga-coluna com secção transversal I Soldada e com travamentos laterais
Exemplo de dimensionamento 3 – chapa perfilada com dois vãos
Exemplo de dimensionamento 4
– fadiga numa ligação soldada entre perfis tubulares
Exemplo de dimensionamento 5 – ligação soldada
Exemplo de dimensionamento 6 – ligação aparafusada
Exemplo de dimensionamento 7 – corte numa viga de alma cheia
Exemplo de dimensionamento 8 – viga sujeita a cargas pontuais

Hilton Seheris 2019 28


Exemplo de dimensionamento 10
– pilar sujeito a cargas axiais: dimensionamento ao Fogo
Exemplo de dimensionamento 11
– chapa perfilada com dois vãos
Exemplo de dimensionamento 12
– viga com secção transversal c sujeita à flexão
Exemplo de dimensionamento 13
– treliça com secção transversal fechada
Exemplo de dimensionamento 14
– aumento da tensão média de cedência para secções Enformadas a frio
Exemplo de dimensionamento 15
– utilização do método da resistência contínua (Csm) no dimensionamento à
flexão
Hilton Seheris 2019 29