Вы находитесь на странице: 1из 14

ASTM A36

O que é ASTM A36?


ASTM A36 é uma norma (especificação) de material de construção (aço) que define o que ele
deve ter ou possuir para poder ser chamado de "A36" (Lê-se "A trinta e seis").

O A36 é diferenciado dos aços SAE 1020 e outros pois possui propriedades mecânicas bem
delimitadas. Isso permite que este aço seja utilizado em projetos de responsabilidade.

Este material também é fácil de conformar e possui excelente soldabilidade.

Aplicações dos aços ASTM A36


O A36 tem aplicação estrutural, ou seja, pode ser utilizado em pontes, estruturas de
equipamentos, passarelas, edifícios, plataformas de petróleo entre outros.

Este material se enquadra entre os materiais da chamada qualidade estrutural, aços de médio
ou alta resistência adequados a finalidades estruturais.

Formas de fornecimento do material


 Chapa
 Barra retangular
 Barra redonda
 Outros. Ex.: Cantoneiras, perfis I etc...

Composição Química
A composição química de um aço ASTM A36 é dividida entre três tipos:

 Formas (Shapes)
 Chapas de largura maior que 380mm
 Barras e chapas com largura maior que 380mm
Estes 3 grupos são futuramente divididos em função da espessura. Para fins didáticos vou
deixar um exemplo de cada:
Formas (Shapes)

Chapas de largura maior que 380mm

Barras e chapas com largura maior que 380mm

A seguir características e propriedades mecânicas do aço A36:

Densidade
7.85 g/cm3 ou 0.284 lb/in3.

Saiba mais sobre: Densidade

Limite de escoamento
O limitede escoamento ou tensão de escoamento do A36 é de, no mínimo, 250 MPa ou 36000
psi.
Resistência a tração
A resistência a tração do aço A36 precisa estar entre 400 MPa (58 ksi) e 550 MPa (80 ksi).

Módulo de elasticidade
O módulo de elasticidade do aço A36 é de 200 GPa (29 ksi).

Coeficiente de Poisson
0,26

Alongamento base de medida de 200 mm


20%

Saiba mais sobre: Alongamento

Alongamento base de medida de 50 mm


23%

Dureza Brinell
Não é um requisito mas costuma variar na faixa de 130 a 150 HB.

Saiba mais sobre: Dureza

Impacto (teste de impacto)


A norma A36 não traz requisitos de tenacidade (Charpy) por padrão. Entretanto, há um item
da norma chamado de Requisitos Suplementares, que possibilita ao comprador exigir o
fornecimento deste aço com tenacidade (ex.: 27J a -20°C).

Os requisitos suplementares são negociados na compra do aço, entre comprador e produtor.


Por se tratar de uma característica especial (que não está inicialmente prescrita na norma), há
acréscimo no preço do produto.

Equivalência de normas

SAE
 SAE 1015
 SAE 1018
 SAE 1020
 SAE 1023
 SAE 1025
entre outros...
ABNT
 ABNT NBR 6650 CF26
 ABNT NBR 6648 CG26
 ABNT NBR 7007 MR250

ISO e EN
 EN 10025-2 S235JR
 EN 10025-2 S235J0
 EN 10025-2 S275JR
 EN 10025-2 S275J0

Outras características

Usinabilidade
A usinabilidade do aço A36 é boa com qualquer método tradicional.

Soldagem
O A36 pode ser soldado com qualquer processo tradicional.

Tratamento térmico
 Normalização entre 899ºC e 954°C
 Recozimento entre 843°C e 871ºC
 Alívio de tensões entre 677°C e 927°C
Aço SAE 1020
O aço SAE 1020 é um dos aços ao carbono mais comumente utilizado pois possui excelente
relação custo-benefício comparado com aços mais "ligados".

Ele possui excelente conformabilidade e soldabilidade (veja mais propriedades comentadas


abaixo).

SAE, ABNT ou AISI 1020?


Esse aço as vezes também é chamado de AISI 1020. AISI e SAE são entidades americanas que
tem como objetivo classificar os materiais.

Na prática não há diferença em uso de um nome ou de outro, com exceção da ABNT que não
utiliza essa nomenclatura.

Aplicações dos aços SAE 1020


É utilizado em engrenagens, eixos, virabrequins, pinos guia, anéis de engrenagem, colunas,
catracas, capas, tubos entre outros.

Composição Química
São aços carbonos constituídos basicamente de ferro, carbono, silício e manganês. Outros
elementos na composição química são resíduos do processo de fabricação.

Densidade
7.87 g/cm3 ou 0.284 lb/in3.

Saiba mais sobre densidade.

Limite de escoamento
Esta é uma propriedade obtida do ensaio de tração do aço 1020. Quer saber o que é limite de
escoamento?
O limite de escoamento ou tensão de escoamento é de 350 MPa ou 50800 psi.

Resistência a tração
A resistência a tração do aço 1020 é de 420 MPa ou 60900 psi.

Tensão admissível
Depende do coeficiente de segurança do projeto.

Saiba mais: O que é tensão admissível?

Módulo elasticidade
O módulo de elasticidade típico do aço 1020 é de 205 GPa ou 29700 ksi.

Alongamento base de medida de 50 mm


15%

Saiba mais: O que é alongamento?

Exemplo de relatório ensaio de tração e gráfico tensão deformação do aço 1020

Relatório do ensaio de tração do aço SAE 1020


Dureza Brinell
121

O que é dureza Brinell?

Dureza Rockwell B
68

O que é dureza Rockwell?

Dureza Vickers
126

O que é dureza Vickers?

Condutividade térmica
51.9 W/mK ou 360 BTU in/hr.ft2.°F

Saiba mais: O que é condutividade térmica?

Coeficiente de expansão térmica (@0.000-100°C/32-212°F)


11.7 µm/m°C ou 6.50 µm/m°C

Saiba mais: Coeficiente de expansão térmica?

Normas e especificações que incluem o aço SAE 1020


As propriedades listadas aqui são esperadas para o aço 1020 mas não são uma garantia. Se você,
seu cliente ou seu projeto precisam de uma propriedade garantida, adote uma especificação. Ex.
ASTM A36.
 ASTM A29
 ASTM A36
 ASTM A108
 ASTM A510
 ASTM A512
 ASTM A513
 ASTM A519
 ASTM A544
 ASTM A575
 ASTM A576
 ASTM A635
 ASTM A659
 ASTM A787
 ASTM A794
 ASTM A830

Outras características

Usinabilidade
A usinabilidade do aço 1020 é boa.

Conformação
É fácil manipular o aço SAE 1020 usando qualquer método convencional pois esta liga é bem
dúctil.

Soldagem
O aço 1020 pode ser soldado com qualquer processo tradicional com grande facilidade.

Tratamento térmico
O 1020 pode ser endurecido pelo aquecimento entre 815- 871°C seguido de resfriamento a
água. Não esqueça do revenimento em seguida.

Forjamento
O aço SAE 1020 deve ser forjado entre 1260°C e 982°C.

Trabalho a quente
Ele pode ser conformado mais facilmente se mantido entre 482 e 649°C.

Trabalho a frio
É possível realizar trabalho a frio no aço 1020 usando qualquer método tradicional. É
recomendado fazer um alívio de tensões caso haja excesso de trabalho a frio.

Recozimento
É possível recozer totalmente este material usando temperaturas entre 871-982°C seguindo-se a
um resfriamento bem lento.

Normalmente o aço 1020 ficará com 65 ksi de resistência mecânica. Um alívio de tensão pode
seguir, se necessário, a 538°C.
Endurecimento
O 1020 pode ser endurecido por trabalho a frio ou tratamento térmico (Têmpera e revenimento).

Aço SAE 1008


O aço 1008 é um aço carbono com aproximadamente 0,08% de carbono (relativamente baixa
concentração).

Esse aço possui uma relativa baixa resistência mecânica mas esta é compensada por sua
excelente conformabilidade e soldabilidade.

AISI, ABNT ou norma SAE 1008?


Esse aço as vezes também é chamado de AISI 1008. AISI e SAE são entidades americanas
que classificam os materiais.

Na prática não há diferença em uso de um nome ou de outro, com exceção da ABNT que não
utiliza essa nomenclatura.

Aplicações dos aços SAE 1008


É um aço usado em peças extrudadas ou conformadas a frio. Pode ser fornecida na forma de
chapa para posterior beneficiamento (conformação).

Composição Química
Veja abaixo os elementos químicos de um aço SAE 1008.

Elemento Concentração (%)


Manganês, Mn 0,30-0,50

Carbono, C 0,10 (max)

Enxofre, S 0,05 (max)

Fósforo, P 0,04 (max)

Ferro, Fe O que sobra

A seguir propriedades mecânicas do aço 1008:

Densidade
7.872 g/cm3 ou 0.2844 lb/in3.

Saiba mais sobre densidade.


Limite de escoamento
O limite de escoamento ou tensão de escoamento do 1008 é de 285 MPa ou 41300 psi.

Resistência a tração
A resistência a tração do aço 1008 é de 340 MPa ou 49300 psi.

Tensão admissível
Depende do coeficiente de segurança do projeto. Saiba mais: O que é tensão admissível?

Módulo elasticidade
O módulo de elasticidade típico do aço 1008 é de 190 GPa (27557 ksi) podendo chegar a
210GPa (30458 ksi).

Coeficiente de Poisson
Varia entre 0,27 e 0,30

Alongamento base de medida de 50 mm


20%

Saiba mais: O que é alongamento?

Redução de área
45%

Saiba mais: O que é redução de área?

Dureza Brinell
A dureza do aço 1008 é da ordem de 95HB (Unidade Brinell).

Saiba mais sobre dureza Brinell.

Dureza Rockwell B
55

Saiba mais sobre dureza Rockwell.

Dureza Vickers
98

Saiba mais sobre dureza Vickers.


Condutividade térmica
65,2 W/mK ou 452 BTU in/hr.ft2.°F

Saiba mais: O que é condutividade térmica?

Coeficiente de expansão térmica (@0.000-100°C/32-212°F)


12,6 µm/m°C ou 7 µin/in°C

Saiba mais: Coeficiente de expansão térmica?

Comentário sobre as propriedades


As propriedades listadas aqui são esperadas para o aço 1008 mas não são uma garantia. Se
você, seu cliente ou seu projeto precisam de uma propriedade garantida, adote
uma especificação (Ver abaixo).

Normas e especificações que incluem o aço SAE 1008


 ASTM A29
 ASTM A108
 ASTM A510
 ASTM A512
 ASTM A513
 ASTM A519
 ASTM A545
 ASTM A549
 ASTM A575
 ASTM A576
 ASTM A635
 ASTM A830

Diferença entre aço 1008 e 1010


A principal é a concentração de carbono na liga. Mas existem outras como diferenças de
resistência mecânica.
TENSÃO DE RUPTURA x
PERCENTUAL DE ESCOAMENTO x
TENSÃO ADMISSÍVEL....E AGORA???
Percebo que ainda é um assunto que causa certa confusão a quem não está habituado a
atuar no dia a dia com cálculo ou mecânica, então vou tentar esclarecer.

Indo direto ao ponto:

 TENSÃO DE RUPTURA: É a tensão máxima que o material


suporta, ou seja, acima deste valor a peça vai quebrar, ou a
estrutura vai ruir, não importa a idade do componente. Se o
material de uma peça suporta 400Mpa de tensão e você exceder
este valor, sai de baixo, RUN FOR YOUR LIFE!!!
 TENSÃO DE ESCOAMENTO: É a tensão a partir da qual o
material passa a ter deformação permanente ( ou seja, ele deixa
de trabalhar em sua zona elástica). Cessado o esforço, a peça
continua deformada. Para estruturas, é altamente recomendável
trabalhar sempre abaixo do limite de escoamento, ou seja,
trabalhar dentro da zona elástica. Mas há casos onde eu preciso
excedê-la.

E DAÍ? COMO EU TRABALHO COM ESSAS


INFORMAÇÕES???
Depende do que você está projetando. Se você trabalha com estampagem por exemplo,
existe a necessidade de se deformar o material permanentemente para dar forma à peça.
Portanto é recomendável que você trabalhe o mais próximo possível acima do
escoamento.

Se você trabalha com estruturas para suporte de carga, você obrigatoriamente vai ter que
trabalhar abaixo do escoamento e ainda acrescentar um fator de segurança, que vai
depender do seu projeto ou da norma para se chegar a uma tensão admissível.

VAMOS DAR UM EXEMPLO:


Eu quero projetar uma estrutura de ponte rolante conforme a norma NBR8400 e o
aço que vou utilizar é o ASTM A36 (padrão para estruturas desta natureza). A norma
diz que quando você projeta uma estrutura desta natureza classificando-a no CASO
1 (serviço normal sem vento), a tensão admissível deve ser a tensão de escoamento
dividida por 1,5.

Sabemos que a tensão de escoamento do ASTM A36 é de 250Mpa e tensão de


ruptura de 400Mpa (tabelado), logo a tensão admissível para esta estrutura será
250/1,5 = 167Mpa

POXA, MAS O MATERIAL ROMPE COM


400Mpa E EU NÃO POSSO PASSAR DE
167Mpa????
Exato!!! Não pode. Aí você pode pensar que está gastando dinheiro
superdimensionando a estrutura. É este o ponto que muitas pessoas não entendem
quando o assunto é custo e querem baratear o projeto porque estão utilizando, em
média, 41% da capacidade do material.

O problema é que a estrutura pode passar por muitas outras solicitações que, na prática
são impossíveis de prever: choques, má utilização, má conservação ou falta de
manutenção e principalmente a temida FADIGA, que reduz absurdamente a
resistência da estrutura e causa ruptura repentina, mesmo em tensões abaixo do
escoamento, mas este é um assunto para outro post.

Tenha em mente sempre o seguinte: não importa qual o limite de ruptura e nem o de
escoamento, se você não souber qual tensão admissível usar (e isto está na norma).

Com isso você será capaz de entender melhor as propriedades mecânicas dos materiais e
até mesmo ter uma base mais fundamentada para selecionar uma material para aquilo
que está projetando ou utilizando. Portanto, se você precisa validar alguma peça de
responsabilidade e não sabe qual é o material, então já começamos errados...procure
sempre saber as informações descritas para que a segurança no quesito material esteja
sempre impecável.

Оценить