Вы находитесь на странице: 1из 19

Descontos:

Descontos Simples
Disciplina de Matemática Financeira– 2012/1
Curso de Administração em Gestão Pública
Profª. Me. Valéria Espíndola Lessa
E-mail:
lessavaleria@gmail.com
Valeria-lessa@uergs.edu.br

1
Definição
• Todo título de crédito tem uma data de vencimento, porém
o devedor pode resgatá-lo antecipadamente, obtendo com
isso um abatimento denominado desconto. Portanto,
desconto é a denominação dada a um abatimento que se
faz quando um título de crédito é resgatado antes do seu
vencimento.
• Os títulos de créditos mais utilizados em situações
financeiras são:
– nota promissória
– duplicata
– letra de câmbio
Definição
• Com relação aos títulos de crédito, pode ocorrer:
– que o devedor efetue o pagamento antes da data
predeterminada;
– que o credor necessite do dinheiro antes da data
predeterminada.

• Em ambos os casos há um benefício que, obtido


em comum acordo, recebe o nome de desconto.
Elementos do Cálculo do Desconto
 Data do vencimento - fixado no título, para o
pagamento (ou recebimento) da aplicação;
 Valor Nominal ou Futuro (N)– valor indicado no
título, a ser pago no dia do vencimento;
 Valor Atual ou Presente (A) – líquido pago (ou
recebido) antes do vencimento;
 Prazo (n) – número de períodos compreendidos
entre aquele em que se negocia o título e o do seu
vencimento;
 Taxa de desconto (i) – taxa usada na operação de
desconto;
Definição

Desconto (d) é a quantia a ser abatida do


valor futuro ou nominal, isto é, a diferença
entre o valor futuro e o valor presente.

d=N-A
Tipos de Descontos
• Descontos Simples (Capitalização Simples)
Equivalente a Juros simples, produzido pelo valor nominal.
– Desconto Comercial (bancário ou por fora)
– Desconto Racional (por dentro)
• Praticamente não é utilizado.

• Descontos Compostos (Capitalização


Composta)
Equivalente a Juros Compostos.
– Desconto Comercial (bancário ou por fora)
• Praticamente não é utilizado, portanto não estudaremos.
– Desconto Racional (por dentro)
Desconto Simples Comercial
É o valor que se obtém pelo cálculo do juro simples sobre o
valor nominal (N) do compromisso que seja saldado em n
períodos antes do seu vencimento.
J = C.i.n
d = desconto comercial
d = N.i.n N = valor nominal (montante)
n =número de períodos antes do
vencimento
i = taxa de desconto

A= N - d A = Valor Atual

Ou A = N – N.i.n => A = N(1 – i.n)


Exemplos e Exercícios
• Ver exemplos na página 105

• Fazer exercícios “Resolva” da página 106, 1,


2, e 3.
Taxa de Juros Efetiva (if)
• É a taxa de juros que, aplicada sobre o valor descontado (A)
gera no período (n), um montante igual ao valor nominal
(N).
• Para calcular o desconto aplicamos uma certa taxa de
desconto ao valor nominal (N), obteremos o desconto e
descontamos este do valor nominal.
• Para retornar ao valor nominal, a partir do valor atual (já
com o desconto) não podemos usar a mesma taxa. Vejamos
um exemplo:
Exemplo
1º) Achar o desconto e o 2º) Achar o Montante a
valor atual: partir do Valor Atual
N = 1.000 A = 600 = Capital
n = 20 dias n = 20 dias
I = 2% a.m. I = 2% a.m.

d = N.i.n M = C (1+ i.n)


d = 1000 . 20 . 0,02 = 400 M = 600 (1 + 20.0,02)
M = 840
A = 600
Não deu os 1.000 Por que????
Fórmula
• Temos que encontrar uma taxa especial, que aplicada aos
600 dê os 1.000.
• Usaremos a fórmula do Montante dos Juros Simples
trocando algumas notações:
M = C ( 1 + i . n)

N = A ( 1 + if . n)
...

d
if 
A n
Exemplo
• Continuando o exemplo anterior, vamos encontrar a taxa efetiva para
aplicar sobre os 600 para chegar até 1.000.
d 400 400
if     0,03333...
A.n 600.20 12000
• Então, usaremos a taxa aproximada de 3,33% e obteremos um
montante aproximado:
M = C (1+in) = 600 (1+0,033.20) = 996

• Quanto mais dígitos 3 usarmos na taxa, mais próximo de 1000 ficará.


• E se usarmos frações?
400 4 1
  1 5
12000 120 30 M  C(1  in)  600(1   20)  600   1000
30 3
Exemplo e Exercício
• Exemplo na página 107

• Exercício “Resolva” na página 108, 1.


Equivalência de Capitais
• Há situações que precisamos substituir um
título por outro com vencimentos
diferentes;
• Capitais diferidos serão equivalentes
quando, em algum momento, seus Valores
Atuais forem iguais;
A = A’
Valor Atual do título que
Valor Atual do título
será substituido.
que irá substituir
Exemplos e Exercícios
• Página 109 e 110, exemplos 1, 2 e 3.

• Página 111, exercícios 1, 2 e 3.


Desconto Simples Racional
• No desconto simples comercial o cálculo é feito sobre o
Valor Nominal (N)
• No desconto simples racional, o cálculo é feito sobre o Valor
Atual (A)

d=N.i.n Comercial

dr = Ar . i .n Racional
Fórmulas
• Comercial • Racional

d=N.i.n d r = Ar . i . n

A=N-d A r = N - dr

A = N – N.i.n Ar = N – Ar . i . n
A = N(1 – i.n) ...
N
Ar 
1 i n
Exemplos e Exercícios
• Página 113 -> exemplo 1

• Página 114 -> exercício 1

• Páginas 114, 115 e 116 -> exercícios


complementares 1 até20.
Referências
• CRESPO, A.A. Matemática Financeira Fácil.
14.ed. atual. São Paulo: Saraiva, 2009.

• GOTARDELO, D. R. Apostila de Matemática


Financeira. UFRRJ. 2010.