Вы находитесь на странице: 1из 9

Notas de Aula - Prof Luiz A. C.

Moniz de Aragão Filho 16

II.2.3 – Resposta a um carregamento súbito

• Equação do movimento:
Solução particular:
p0
⇒ x p (t ) = (a resposta da estrutura consiste na deflexão estática)
k

Solução homogênea (vibração livre amortecida):

⇒ xh (t ) = (A ⋅ cos ωDt + B ⋅ sen ωDt ) ⋅ e −ξωt

Solução geral:

p0
x (t ) = x p (t ) + x h (t ) = + (A ⋅ cos ωD t + B ⋅ sen ωD t ) ⋅ e −ξωt
k

Considerando que o sistema parte do repouso:

x (0 ) = x& (0 ) = 0

p0    ξω   
⇒ x (t ) = 1 − cos ωD t +   sen ωD t e −ξωt 
k    ωD   

• Pelo fato do carregamento ser subitamente aplicado, há uma amplificação da


resposta, e o sistema tende para a posição de equilíbrio estático após um
número de ciclos de oscilação amortecida;

• A taxa de amortecimento determina a magnitude da amplificação e a taxa de


decaimento em torno da posição de equilíbrio estático.
Curso de Dinâmica das Estruturas 17
Considerando o sistema sem amortecimento:

p0
⇒ x (t ) = (1 − cos ωt )
k

• A partir da equação acima, pode-se perceber que o máximo deslocamento


possível, para o caso de carregamento súbito, é duas vezes o deslocamento
estático.
Notas de Aula - Prof Luiz A. C. Moniz de Aragão Filho 18

II.2.4 – Resposta a um carregamento de impulso (impacto, explosão)

• Resposta máxima atingida muito rapidamente;


• As forças de amortecimento não absorvem energia significativa do sistema;
• Considera-se este tipo de resposta como não-amortecida;
• Para carregamentos de curta duração, por exemplo, com tempo de aplicação do
carregamento (t1) inferior a ¼ do período fundamental da estrutura, o deslocamento
máximo depende principalmente da magnitude total do impulso aplicado, não
sendo muito influenciado pela forma como o impulso é aplicado (triangular, meio-
seno, retangular).:
t1
m ⋅ ∆x& =
∫ [p(t ) − k ⋅ x(t )]dt
0

t1 t1
m ⋅ ∆x& =
∫ p(t )dt + ∫ [− k ⋅ x(t )]dt
0 0

t1
(t1 → 0 ) ⇒ m ⋅ ∆x& ≈ ∫ p(t )dt
0

( )
A resposta após o término da carga t = t + t1 corresponde à vibração livre:
x& (t1 )
()
xt =
ω
sen ωt + x (t1 ) cos ωt

Mas: x& (t1 ) = ∆x& , e considerando que x (t1 ) → 0 ,

 t1 
⇒xt ≈ ()
1 

m⋅ω ∫

p(t )dt  sen ωt

0 
Curso de Dinâmica das Estruturas 19

t1

⇒ I retângulo =
∫ p(t )dt = p
0
0 ⋅ t1

t1 t1
π  2
⇒ I meio −sen o =

0
p(t )dt =

0
p0 sen
 t1
t dt = p0 ⋅ t1 = 0 ,64 ⋅ p0 ⋅ t1
 π

t1
1
⇒ I triângulo =

0
p(t )dt =
2
p0 ⋅ t1

• Logo, para I retângulo = 1,2 ⇒ I meio −sen o = 0 ,76 e I triângulo = 0 ,6 , o que, analisado o

gráfico, confirma que para carregamentos de curta duração (t1 T < 0 ,25 ) o
deslocamento máximo depende apenas da magnitude total do impulso aplicado,
não importando sua forma (trecho retilíneo das curvas).
Notas de Aula - Prof Luiz A. C. Moniz de Aragão Filho 20

II.2.5 – Resposta a um carregamento dinâmico qualquer: Integral de Duhamel

• Carregamento periódico:

1. Modelagem segundo série de Fourier;


2. Combinação linear de carregamentos harmônicos;
3. Análise do carregamento em frequências;
4. Domínio da frequência: não pertence ao escopo deste curso.

Contribuição dos até 3 primeiros termos da série de Fourier para a


representação do carregamento de onda retangular (“square wave”)
Curso de Dinâmica das Estruturas 21
• Carregamento dinâmico genérico:

• Baseia-se na mesma aproximação dada para impulsos de curta duração;


• Carregamento arbitrário p(t )

• Seja p(τ) carregamento atuando no tempo t = τ , durante o intervalo dτ

• Corresponde a um impulso de intensidade p(τ) ⋅ dτ :

1
⇒ x (t − τ) ≈ [p(τ)dτ]sen ω(t − τ) t≥τ
m⋅ω

• Para dτ → 0 (a equação passa a ser exata):

1
⇒ δx (t ) = [p(τ)dτ]sen ω(t − τ) t≥τ
m⋅ω

• Onde δx (t ) representa a resposta incremental no tempo a diferentes impulsos ao


longo de um período t ≥ τ

• O carregamento no tempo pode ser considerado como uma sucessão de pequenos


impulsos, cada um produzindo sua própria parcela de resposta.

• Sendo o regime elástico e linear, a resposta final pode ser obtida pela soma de
todas as respostas diferenciais (método da superposição), obtendo-se a expressão
da Integral de Duhamel:

t
1
x (t ) =
m⋅ω∫p(τ) ⋅ sen ω(t − τ) ⋅ dτ
0
t ≥ 0 , x (0 ) = x& (0 ) = 0 , ξ = 0
Notas de Aula - Prof Luiz A. C. Moniz de Aragão Filho 22

• Geralmente faz-se uso de métodos numéricos para a resolução desta integral;

• Pode-se entendê-la também como uma integral de convolução:

+∞
u (t ) =
∫ p(τ) ⋅ h(t − τ) ⋅ dτ
−∞

• A partir de sen ω(t − τ) = sen ωt ⋅ cos ωτ − cos ωt ⋅ sen ωτ , temos, para fins de
implementação numérica:

x (t ) = A (t ) ⋅ sen ωt − B (t ) ⋅ cos ωt

t
1
A (t ) =
m⋅ω ∫
p(τ) cos ωτ dτ
0

t
1
B (t ) =
m⋅ω ∫
p(τ) sen ωτ dτ
0
t ≥ 0 , x (0 ) = x& (0 ) = 0 , ξ = 0

• Para o caso de vibrações amortecidas:

t
1
x (t ) =
m ⋅ ωD ∫ p(τ) ⋅ sen ω
0
D (t − τ) ⋅ e −ξω(t −τ) ⋅ dτ t ≥ 0 , x (0 ) = x& (0 ) = 0

ou ainda:

x (t ) = A(t ) ⋅ sen ωD t − B(t ) ⋅ cos ωD t

t
1
A(t ) =
∫ p(τ) ⋅ e
ξωτ
ξωt
cos ωD τ dτ
m ⋅ ωD ⋅ e
0

t
1
B(t ) =
∫ p(τ) ⋅ e t ≥ 0 , x (0 ) = x& (0 ) = 0 , ξ = 0
ξωτ
ξωt
sen ωD τ dτ
m ⋅ ωD ⋅ e
0
Curso de Dinâmica das Estruturas 23
• Exemplo:

Obter a força elástica resultante (no tempo) em uma caixa d’água elevada, pesando
43,8 toneladas, com rigidez igual a 39.400 kN/m, submetida à uma explosão com
intensidade igual ao seu peso, com tempo total de duração de 0,05 segundos,
apresentando um diagrama de intensidade triangular:

Solução numérica, realizada no aplicativo MathCad®:


Notas de Aula - Prof Luiz A. C. Moniz de Aragão Filho 24