Вы находитесь на странице: 1из 13

MATEMÁTICA A – 12.

º ANO
FICHA DE TRABALHO N.º 5
Revisões de Trigonometria e Funções Trigonométricas: 11.º Ano
2019/2020

1. Observa a figura ao lado. O ponto D pertence ao segmento de reta [CE ] e é tal que o quadrilátero

[ ABCD ] é um quadrado. α designa a amplitude do ângulo DAE .

Determina a área do trapézio [ ABCE ] , sabendo que o segmento de reta [ AE ] tem comprimento 10 e

3
sen α=
que 5 .

2. Na figura ao lado está representado um triângulo retângulo.

Sejam α e β as amplitudes dos ângulos internos agudos.


2 2
a) Mostra que cos α+cos β=1 .

2
cos 45º = √
b) Tendo em conta a alínea anterior, mostra que 2 .
1
sen α×sen β=
c) Admite agora que c=2 e que 4 . Determina a área do triângulo.

3. Na figura ao lado está representado um trapézio isósceles

[ ABCD ] , cuja base maior é [ AB ] e cuja base menor é

[CD ] .

Sabe-se que AC=10 e B A^ C=24º .


Determina a área do trapézio. Apresenta o resultado aproximado às centésimas.
Nota: sempre que, em cálculos intermédios, procederes a arredondamentos, conserva, no mínimo, quatro
casas decimais.

6
sen α= √
4. De um certo ângulo agudo α , sabe-se que 3 . Determina √ 12cos α+√ 8tg α .

senα −2 cosα
=3
5. De um certo ângulo agudo α , sabe-se que cosα . Determina tg α .

1
9
( tgα +1 )2 = +2 tgα
6. De um certo ângulo agudo α , sabe-se que 4 . Determina cos α .

7. Seja α um ângulo agudo. Prova que:

( 1−cos α )( 1+cos α ) 2−( 1−sen α )2


=tg 2 α =cos α+ 2tg α
a) cos 2 α c) cos α

b) sen α× √1+tg 2 α=tg α d)

(1−2 cos2 α+cos 4 α )(1+tg 2 α )2 =tg 4 α

7
tg α= √
8. De um certo ângulo agudo α , sabe-se que 3 .

Num referencial o.n. xOy , considera a circunferência de centro C(cos α , senα ) e que passa pela
origem do referencial.

Seja A o ponto de interseção da circunferência com o semieixo positivo Ox .

Seja B o ponto de interseção da circunferência com o semieixo positivo Oy .


a) Determina:

a1) as coordenadas do ponto C ; a2) o raio da circunferência;

a3) as coordenadas dos pontos A e B ; a4) o perímetro do triangulo [OAB] .

b) Justifica que os pontos A e B são extremos de um diâmetro da circunferência.

9. Na figura ao lado está representada uma circunferência de centro O e raio 3.

Os pontos A e B pertencem à circunferência.

O ângulo AOB tem 60º de amplitude.

As retas r e s são tangentes à circunferência nos pontos A e B ,

respetivamente, e intersetam-se no ponto C .

Determina a área do quadrilátero [OACB ] .

10. Seja α a amplitude de um ângulo agudo.

2 √2
sen (180 º−α ) =
Determina o valor da expressão 6cos ( 180º−α ) +3 √ 2tg α , sabendo que 3 .

2
11. Na figura ao lado está representado, em referencial o.n. xOy , um

trapézio retângulo [OPQR ] .


Sabe-se que:

• o ponto P tem abcissa 4;

• o ponto Q pertence à bissetriz dos quadrantes


pares;

• o ponto R pertence ao eixo Ox ;


• o trapézio tem perímetro 18.

a) Determina as coordenadas dos pontos P , Q e R .

b) Seja α a amplitude do ângulo POR . Determina senα e cos α .

c) Seja S o ponto de interseção das retas OP e QR . Determina as coordenadas do ponto S .

d) Seja T o ponto de interseção da reta PQ com o eixo Oy . Seja β a amplitude do ângulo

STP .

Determina sen β e cos β . Apresenta os valores pedidos na forma de fração com denominador
racional.

12. Dos ângulos internos de um triângulo, sabe-se que um tem amplitude 37º e outro tem amplitude 65º.
Calcula, com aproximação às unidades, o perímetro desse triângulo, sabendo que o lado que se opõe ao
ângulo de amplitude 37º mede 9,66.
Nota: sempre que, em cálculos intermédios, procederes a arredondamentos, conserva, no mínimo, três
casas decimais.

13. Considera um polígono regular de n lados inscrito numa circunferência de centro num ponto O e raio

r . Sejam A e B dois vértices consecutivos do polígono. Seja l= AB e seja α a amplitude

do ângulo AOB .

a) Mostra que l=√ 2−2 cosα .

b) Calcule o perímetro de um dodecágono regular inscrito numa circunferência de raio √ 2+ √3 .

14. De um triângulo [ PQR ] , sabe-se que:


a) o seu perímetro é 10;

b) o ponto R pertence á mediatriz do segmento de reta [ PQ ] ;

7
cos ( P R^ Q )=
c) 8
3
Determina a área do triângulo [ PQR ] .

15. Tendo em conta os dados da figura ao lado, determina a altitude do cume

da montanha, sabendo que os pontos A e B se encontram ambos a


853 m de altitude.
Apresenta o resultado arredondado ás unidades. Sempre que, em cálculos
intermédios, procederes a arredondamentos, conserva, no mínimo, quatro
casas decimais.

16. Na figura seguinte estão representadas nove semirretas com a mesma origem

O . Para cada par de semirretas consecutivas, o ângulo convexo por elas

formado tem 40º de amplitude.


a) Para cada uma das amplitudes seguintes, indica o lado extremidade do

ângulo orientado cujo lado origem é a semirreta Ȯ E .

(a1) 40º (a2) 120º (a3) 240 º (a4) 320 º (a5)

−80º (a6) −280 º


b) Qual é a amplitude, compreendida entre 0º e 360º, do ângulo orientado cujo lado origem é a semirreta

ȮC e cujo o lado extremidade é a semirreta:

(b1) Ȯ E (b2) ȮG (b3) Ȯ H (b4) ȮB


c) Qual é a amplitude, compreendida entre –360º e 0º, do ângulo orientado cujo o lado origem é a semirreta

Ȯ H e cujo lado extremidade é a semirreta:

(c1) ȮG (c2) Ȯ E (c3) ȮD (c4) Ȯ A

17. Na figura estão novamente representadas nove semirretas com a mesma origem O .

Para cada par de semirretas consecutivas, o ângulo convexo por elas formado tem 40º de amplitude.
a) Para cada uma das amplitudes seguintes, indica o lado extremidade do ângulo generalizado cujo lado

origem é a semirreta Ȯ A :

(a1) 400 º (a2) 800 º (a3) 1240ª (a4) −440 º (a5) −920º (a6) −1080 º
b) Qual é a amplitude, compreendida entre 360º e 720º, do ângulo orientado

cujo lado origem é a semirreta ȮF e cujo o lado extremidade é a


semirreta:

(b1) Ȯ E (b2) ȮG (b3) Ȯ H

(b4) ȮB
4
c) Qual é a amplitude, compreendida entre –720º e –360º, do ângulo orientado cujo o lado origem é a

semirreta ȮG e cujo lado extremidade é a semirreta:

(c1) Ȯ H (c2) Ȯ E (c3) ȮD (c4) Ȯ A

18. Na figura ao lado estão representados, em referencial o.n. xOy :


 a circunferência trigonométrica;

 um ponto P pertencente à circunferência;


 Um ângulo orientado de amplitude α , cujo lado origem é o semieixo

positivo Ox e cujo lado extremidade é a semirreta Ȯ P .

a) Indica as coordenadas do ponto P .


b) Tendo em conta a alínea anterior, indica o valor de senα e de cos α .

c) Determine tg α , utilizando uma das fórmulas fundamentais.


Apresente o valor pedido na forma de fração irredutível.

19. Na figura ao lado estão representados, em referencial o.n. xOy :

• a circunferência trigonométrica e a reta de equação x=1 ;

• um ponto P situado no 2.º quadrante e pertencente à circunferência;


• um ângulo orientado de amplitude α , cujo lado origem é o semieixo positivo

Ox e

cujo lado extremidade é a semirreta Ȯ P ;

• o ponto Q , interseção da reta OP com a reta de equação x=1 ;

• o ponto R , simétrico do ponto P em relação à origem do referencial;

• um ângulo orientado de amplitude β , cujo lado origem é o semieixo positivo

Ox e

cujo lado extremidade é a semirreta Ȯ R .

2 √ 10
A ordenada do ponto P é 7 .

a) Indica o valor de senα .

b) Determina cos α e tg α , utilizando as fórmulas fundamentais.

c) Indica a ordenada do ponto Q .

d) Indica as coordenadas do ponto R .

e) Indica o valor de sen β e o valor de cos β .

5
20. Para um certo número a (0<a<360) 0 e para um certo número natural n , tem-se que

2280=a+360 n .
a) Determina a e n . b) Indica o seno e o cosseno de 2280º.

21. Determina, sem recorrer à calculadora, o valor de:

1+ √3tg 390º
a) sen390º −tg780º×cos750 º b) 2( sen405º+cos780º ) .

22. Considera uma circunferência de raio 4 cm.


Em cada uma das alíneas seguintes está indicado o comprimento de um arco dessa circunferência. Para
cada um desses arcos, indica a amplitude, em radianos, do ângulo ao centro correspondente (sempre que o
valor não seja um número inteiro, apresente-o na forma de dízima).

a) 4 cm b) 5 cm

23. Considera uma circunferência de raio 12.


Em cada uma das alíneas seguintes está indicada a amplitude, em radianos, de um arco dessa
circunferência. Indica, para cada alínea, a medida do comprimento desse arco.
1
a) 1 b) 3

24. Na figura estão representadas duas circunferências de centro num ponto O e raios

2 e 6. Os pontos P e Q pertencem à circunferência de raio 2 e os pontos R e

S pertencem à circunferência de raio 6. O ponto R pertence à semirreta Ȯ P

e o ponto S pertence à semirreta ȮQ . O ângulo POQ tem amplitude 1,5


radianos.
Calcula o perímetro da região sombreada.

25. Converte para radianos as seguintes amplitudes, expressas em graus.


a) 180º b) 90º c) 360º d) 270º
e) -45º f) 60º g) -30º h) 120º
i) -135º j) 150º k) -210º l) 300º

26. Determina, sem recorrer à calculadora, o valor de:

6
π π π π


sen +cos +tg cos
3 6 3 π √2 + 4
−3 tg
π π π 6 π √8
sen +cos +tg sen
a) 6 3 4 b) 4

π π 3π 3π
0<α < < β <π π <γ < <θ<2 π
27. Sejam α , β , γ e θ tais que 2 , 2 , 2 e 2 .
Indica o valor lógico de cada uma das seguintes proposições.

a) sen α×tgγ >0 d) senθ−tg α<0


b) sen β ×cosθ<0 e) (cos γ−cos α )(tg β +tgθ )>0

c) sen γ+ cos β>0

28. Simplifica o mais possível as seguintes expressões.

a) tg(π −α )−tg(2 π −α )−3 sen(−α )−2 sen(2 π +α )

b)
cos ( 52π +α )−sen( α− 72π )−cos(7 π−α )+2 sen(α +4 π )

29. Qual é o valor lógico da proposição?

π
Se sen (π −x )>0 e
(
tg − −x <0
2 ) , então cos(−π−x )<0 .

30. Prova que, para qualquer x para o qual as expressões têm significado, se tem:

cos(2 π +x )
1− =sen 2 x
a) tg(2 π +x )×senx+cos(2 π −x )

b)
2 sen ( π2 −x ) sen( π2 +x )−cos (2 π )=[ 1− √2 sen(2 π +x )] [ 1−√ 2 sen(π +x )]

31. Determina, sem recorrer à calculadora, o valor das seguintes expressões.

5π 3π 17 π
sen
6
+cos −
4 ( ) sen − ( 3 ) 37 π
+ √ 6 sen
2π 3π 17 π 6
a)
2+cos(−π )+cos −
3 ( ) ( )
−sen −
4 b)
cos
4

7

32. Seja
x∈ [ 2
, 2π ] , tal que
cos ( π2 −x )×tg(π + x )−sen( 32π − x)=2 .
a) Determina o valor de x .

b) Determina o valor de tg(π −x )+2 cos ( π + x )−2 sen ( 2 π −x ) .

π √5
33. Seja
θ∈ [ ] 2

, tal que
cosθ=−
5 .

Determina o valor de
cos ( 32π −θ )−cos ( 32π +θ)+tg(2 π−θ) .

34. Resolve em ℜ as seguintes equações.


2
a) √ 3+2 sen( 4 x)= √12 e) 2 sen x+ √ 3senx=0

b)
1−5 sen(3 x)
3
=2
f)
( 4x )=7
5+4 sen 2

3+sen(−4 x ) 3π
1+sen(4 x )= sen(2 x )=sen (3 x− )
c) 3 g) 8

d)
(1−2 sen x2 ) (1+√ 2 senx )=0 h)
π
15
π
sen ( x + )+sen ( −x )=0
5

35. Para cada uma das equações, determina as soluções que pertencem ao intervalo [−π , 2π[ .

π senx
a)
(
√ 8 sen 2 x + =√ 6
3) b) x
=0

36. Resolve em ℜ as seguintes equações.


3
a) 5+4 cos x=3 e) 2 cos x−cos x=0
2π sen 2 x
b)
(
2 cos 3 x−
3)+ √3=0
f) 1−cos x
=2

2π 4π
c)
2
cos x −cos( π +x )=0 g)
(
cos 5 x −
3) (
=cos 3 x +
3 )
d) 2 cos2 x−9cos x+ 4=0 h) cos ( 3 x )+cos x=0

37. Para cada uma das equações, determina as soluções que pertencem ao intervalo ]−π , π ] .

a) 4 cos(2 x )+5=7 c) sen (3 x)=cos x


8
2
b) 4 cos x−2 √ 12cos x +3=0 d) 2 cos2 x +3 senx =0

38. Resolve em ℜ as seguintes equações.


x
4 + √ 3tg =7
a) 3 c) tg 2 (2 x )−3=0
π
b)
(
3 tg 5 x +
4 )
+ √ 12=√ 3
d)
3
tg x=tgx

39. Para cada uma das equações, determina as soluções que pertencem ao intervalo ]−2π , π ] .
2
x π 3−tg x 1
a)
1−2 tg ( )
+ =3
2 3 b) 2
= 2
cos x

40. Determina, para cada inequação, o conjunto das soluções que pertencem ao intervalo [ 0 , 2π ] .

a) 5+4 senx≤7 c) 2 cos x+ √2≤√ 8


2
b) √ 3+2 senx≥ √12 d) tg x≥1

41. Na figura ao lado estão representados, em referencial o.n. xOy , a

circunferência trigonométrica e a reta de equação x=1 . Considera que um

ponto P se desloca sobre a circunferência, no primeiro quadrante.


Para cada posição do ponto P :
• seja α a amplitude do ângulo orientado que tem por lado origem o semieixo

π
Ox e por lodo extremidade a semirreta
(
Ȯ P α ∈ ]0 , [
2 ) ;

• seja f (α ) a área do trapézio [ PQRS] ( S é o ponto de interseção da reta OP com a reta de

equação x=1 e os pontos Q e R são, respetivamente, os simétricos dos pontos P e S em

relação ao eixo Ox ).

a) Mostra que f (α )=(tg α+senα )(1−cos α ) .


1
b) Determina a área do trapézio, no caso em que a abcissa do ponto P é 3 .

9
42. Na figura ao lado estão representados, em referencial o.n. xOy , a

circunferência trigonométrica e a reta de equação x=1 . Considera que um

ponto P se desloca sobre a circunferência, no terceiro quadrante.


Para cada posição do ponto P :
• seja α a amplitude do ângulo orientado que tem por lado origem o semieixo


Ox e por lodo extremidade a semirreta
(
Ȯ P α ∈ ]π ,
2
[ ) ;

• seja f (α ) a área do triângulo [ PQR] ( Q é o ponto de interseção da reta OP com a reta de

equação x=1 e R é o ponto desta reta que tem ordenada na origem igual à do ponto P ).
(1−cos α )(tg α−senα )
f (α )=
a) Mostra que 2 .

3π 4
x∈ ]π , [ tgx=
b) Para um certo 2 , tem-se 3 . Determina f (x ) .

π 2π
43. Seja
[
f:− ,
3 3
→ℜ
] a função definida por
f (x )=2−4 sen x− ( π6 ) .

a) Determina o zero da função f .

b) Indica o contradomínio da função f .

c) Sejam A e B os pontos de interseção do gráfico da função f com os eixos Ox e Oy ,


respetivamente.

Sejam P e Q os pontos do gráfico da função f de ordenada máxima e mínima, respetivamente.

Seja C o ponto de interseção da reta PQ com o eixo Ox . Determina a área do triângulo

[ ABC ] .

44. Seja f : [ 0 , π ]→ ℜ a função definida por f ( x )=sen x . Sejam A , B e C os pontos tais


que:

 A e B pertencem ao gráfico da função f e têm a mesma ordenada, sendo A o de menor


abcissa;

 C é o ponto de interseção da mediatriz do segmento de reta [ AB ] com o eixo Ox ;

 o quadrilátero [ OABC ] é um paralelogramo.


Determina a área desse paralelogramo.

10
45. Na figura ao lado, esta representado um relógio de caminho-de-ferro. O mostrador é
um círculo e está apoiado numa barra.
Sabe-se que, t segundos após as zero horas:
 a distância (em metros) da extremidade do ponteiro das horas á barra é dada por

πt
h ( t ) =1+0,5 cos
21600 ;
 a distancia (em metros) da extremidade do ponteiro dos minutos á barra é dada por

πt
m ( t )=1+0,7 cos
1800 .
a) Determina a diferença entre o comprimento do ponteiro dos minutos e o comprimento do ponteiro das
horas. Apresenta o resultado em centímetros.
b) Qual é o diâmetro do mostrador? Apresenta o resultado em metros.
c) Mostra que 3600 é o período da função m e interpreta este valor no contexto da situação apresentada.

d) Seja A a extremidade do ponteiro das horas e seja B a extremidade do


ponteiro dos minutos. Tal como a figura ao lado ilustra, pouco depois das zero

horas, a reta AB é paralela à barra na qual o relógio está apoiado. Pouco


antes da 1 hora (da manhã), há outro instante em que isso acontece.
Determina-o, apresentando o resultado em horas, minutos e segundos (segundos
arredondados às unidades).
Nota: equaciona o problema e resolve a equação obtida recorrendo às capacidades gráficas da
calculadora.

46. Determina o valor de cada uma das seguintes expressões.

1 √3 √2
a)
arcsen () ( ) ( )
2
+arcsen − +arcsen
2 2 d) arccos(0 )+arcsen(−1)

√3 √2
arccos (− )+arccos ( )+arccos ( )
1
b) 2 2 2 e) arccos (−1 )+arctg(0 )

√3
arctg (− )+arctg (−√ 3 ) +arctg(1)
c) 3

47. Determina as soluções das seguintes condições, nos domínios indicados, apresentando-as arredondadas às
centésimas.
3
senx= ; D=[ 0 , 2 π ]
a) 5 c)

π 3π
3 cos2 x−cos x−2=0 ; D=] , [
2 2
11
2
4+tg x π 3π
=1; D=] , [
b) 4 cos x−√ 5=0 ; D=[ 0 , 2 π ] d) 8 2 2

48. Prova que:

a) ∀ x ∈ [ −1 , 1 ] , arccos x+arccos(−x )=π


π
∀ x ∈ [ 0 , 1 ] , arcsenx+arcsen ( √ 1−x2 )=
b) 2
1 π
∀ x ∈ ℜ+ , arctgx +arctg =
c) x 2

49. Seja f a função de domínio [−1 , 1 ] , definida por f (x )=3 arccos x −π .

Sejam A e B os pontos de interseção do gráfico da função f com o eixo das abcissas e com o
eixo das ordenadas, respetivamente.

Determina a amplitude, em radianos, do ângulo OAB , com aproximação às centésimas.

π π
50. Seja
g: −[ , →ℜ
2 2 ] a função definida por g( x )=2−3 senx .

Sejam A e B os pontos de interseção do gráfico da função g com o eixo das abcissas e com o
eixo das ordenadas, respetivamente.

a) Determina a ordenada do ponto B .

b) Determina a abcissa do ponto A , com aproximação às centésimas.

c) Considera a circunferência de centro no ponto A e que passa pelo ponto B .

Seja C o ponto de interseção da circunferência com o semieixo negativo das abcissas.

Determina, com aproximação às décimas, o comprimento do arco BC .


5
α=arcsen
d) Seja 6 . Determina o valor de g(α ) .

π π
f :]− , [→ℜ
51. Seja 2 2 a função definida por f (x )=tgx .

Seja g a função, de domínio ℜ , definida por g( x )=arctgx .

Na figura seguinte estão representadas partes dos gráficos das funções f e g


, bem como uma reta reta r , paralela à bissetriz dos quadrantes pares.

12
A reta r interseta o gráfico da função f num ponto A e o gráfico da função g num ponto B ,
ambos pertencentes ao 1.º quadrante.

Sabe-se que o triângulo [ OAB ] é equilátero.

Determina as coordenadas do ponto A , arredondadas às centésimas.


Nota: utiliza as capacidades gráficas da calculadora.

Prof.ª Gracinda Rocha

13