Вы находитесь на странице: 1из 22

Ir para conteúdo

• Home
• Notícias
• Esportes
• Entretenimento
• V´deos
• Todos os sites

País

Busca
Notícias Na web
OK

Edição digital No celular No e-mail

• Capa
• Plantão
• Meu Globo
• Blogs
• Colunistas
• Eu-Repórter
• Opinião
• Multimídia
• Guias e Serviços
• O Globo Shopping

• País
o Blog do Noblat
o Rádio do Moreno
o Eleições 2010
• Rio
o Ancelmo.com
o Bairros.com
o Rio Como Vamos
o Rio 2016
o Trânsito
o Eleições 2010
• Cidades
o Eleições 2010
• Economia
o Boa Chance
o Indicadores
o Míriam Leitão
o Morar Bem
o Seu Bolso
• Mundo
• Ciência
• Esportes
o Renato M. Prado
o Brasileiro 2010
o Copa 2010
o F1 2010
o Rio 2016
• Cultura
o Blog do Xexéo
o Megazine
o Patrícia Kogut
o Revista da TV
• Rio Show
• Educação
o Megazine
o Vestibular
• Saúde
o Mulher
• Tecnologia
• Viagem
o Central de Reservas

• Extra Online
• Agência O Globo

• O Livreiro
• Classificados Zap
o Carros
o Imóveis
o Empregos
o Mix

Cadastre-se | Login Cadastre-se | Login

• Tornar Globo Online a sua página inicial


• Adicionar Globo Online aos seus favoritos
• Aumentar fonte
• Diminuir fonte

Eleições 2010
voltar para a capa

• Capa
• Os Candidatos
• Promessômetro
• Agenda dos Candidatos
• Estatuto do Globo nas Eleições

Pode cobrar

As promessas feitas por Dilma Rousseff durante os meses de campanha


eleitoral

Publicada em 01/11/2010 às 07h58m

O Globo

• R1
• R2
• R3
• R4
• R5
• Dê seu voto

• R1
• R2
• R3
• R4
• R5
• Média: 3,8

RIO - Ao longo da campanha, a presidente eleita Dilma Rousseff, fez muitas promessas:
de erradicar a miséria e o analfabetismo a reduzir impostos e universalizar o SUS. O
Globo listou todas as promessas feitas pela então candidata e publicou nesta edição para
que os eleitores possam lembrar das promessas feitas e, por que não, cobrar no decorrer
dos próximos quatro anos. ( Leia também: Dilma já começa a montar sua equipe: nos
bastidores, nomes como Paulo Bernardo, Palocci, Cardozo e Pimentel )

( Qual deve ser a prioridade do governo Dilma? Vote )

( O que você gostaria de dizer para a próxima presidente? Mande sua mensagem )
Veja abaixo, separadas por áreas, as promessas de Dilma Rousseff:

SAÚDE

1. Melhorar todo o sistema de saúde.

2. Fazer 500 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24 horas.

3. Construir 8.600 unidades básicas de saúde (UBSs) em todo o país.

4. Universalizar o SUS, garantindo mais recursos para o programa, e ampliar o número


de profissionais.

5. Implantar o cartão do SUS, com o registro do histórico dos atendimentos.

6. Ampliar o Saúde da Família.

7. Ampliar as Farmácias Populares.

8. Ampliar o Brasil Sorridente.

9. Ampliar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

10. Valorizar práticas preventivas.

11. Garantir atendimento básico, ambulatorial e hospitalar altamente resolutivo em


todos os estados.

12. Melhorar a gestão dos recursos.

13. Distribuir gratuitamente remédios para hipertensão e diabetes. Usar o programa


Aqui tem Farmácia Popular.

14. Implantar a rede de prevenção de câncer em todo o país.

15. Ampliar a rede de atendimento para gestantes e crianças de até um ano. Criar
clínicas especializadas, maternidades de alto e baixo riscos, UTIs neonatais e
ambulâncias do Samu com mini-UTI para bebês, articulando essa rede ao Samu-
Cegonha.

16. Articular uma rede integrada pública e privada, custeada pelo SUS, para tratar
dependentes de crack. O SUS deverá dar acompanhamento psicossocial após a
internação.

17. Dar atenção aos programas de saúde mental, especialmente tratamento de


alcoolismo e dependência de drogas.

18. Acabar com as filas para exames e atendimentos especializados.

19. Criar cursos de capacitação para quem atende à população.


20. Ter autossuficiência científica na produção de fármacos.

21. Ampliar a fabricação de genéricos.

PROGRAMAS SOCIAIS E INCLUSÃO

22. Erradicar a miséria e conduzir todos os brasileiros ao padrão da classe média,


melhorando a vida de 21,5 milhões de pessoas que ainda vivem na pobreza absoluta.
Não foi fixado prazo.

23. Continuar reduzindo as desigualdades.

24. Ampliar programas, em especial o Bolsa Família, e implantar novos.

25. Ampliar o Bolsa Família para famílias sem filhos.

26. Ampliar as iniciativas de promoção de igualdade de direitos e oportunidades para


mulheres, negros, populações indígenas, idosos e setores discriminados.

27. Lutar pela inserção plena de portadores de deficiências.

EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

28. Aumentar para 7% do PIB os investimentos públicos em educação.

29. Erradicar o analfabetismo.

30. Dar prioridade à qualidade da educação.

31. Construir seis mil creches e pré-escolas.

32. Dar bolsa de estudos e apoio para que os alunos não abandonem a escola.

33. Dar especial atenção à formação continuada de professores para o ensino


fundamental e médio.

34. Possibilitar que os professores tenham, ao menos, curso universitário e remuneração


condizente com sua importância.

35. Manter um piso salarial nacional para professores.

36. Equipar as escolas com banda larga gratuita.

37. Construir mais escolas federais.

38. Proteger as crianças e os jovens da violência, do assédio das drogas e da imposição


do trabalho em detrimento da formação escolar e acadêmica.

39. Construir escolas técnicas em municípios com mais de 50 mil habitantes ou que
sejam polos de regiões.
40. Criar o ProMédio, programa de bolsa de estudo em instituições de ensino médio
técnico, nos moldes do Universidade para Todos (ProUni).

41. Criar vagas em escolas privadas também por meio de financiamento com prazos
longos e juros baixos. Se o aluno formado prestar serviço civil, terá desconto grande,
chegando a 100% se for técnico de saúde.

42. Garantir a qualificação do ensino universitário, com ênfase na pós-graduação.

43. Expandir e interiorizar as universidades federais.

44. Ampliar o ProUni.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

45. Fazer a inclusão digital, com banda larga em todo o país.

46. Transformar o Brasil em potência científica e tecnológica.

47. Dar ênfase à formação de engenheiros.

48. Expandir recursos para pesquisa e ampliar as bolsas Capes e CNPq.

49. Ampliar o registro de patentes.

50. Privilegiar as pesquisas em biotecnologia; nanotecnologia; robótica; novos


materiais; tecnologia da informação e da comunicação; saúde e produção de fármacos;
biocombustíveis e energias renováveis; agricultura; biodiversidade; Amazônia e
semiárido; área nuclear; área espacial; recursos do mar; e defesa.

ESPORTE E LAZER

51. Construir seis mil quadras poliesportivas em escolas públicas com mais de 500
alunos.

52. Cobrir quatro mil quadras existentes.

53. Investir na formação de atletas até 2014.

54. Construir 800 complexos esportivos, culturais e de lazer, em todos os lugares do


país.

55. Ampliar o Bolsa Atleta e valorizar o profissional de educação física.

56. Criar o Sistema Nacional de Incentivo ao Esporte e ao Lazer.

COPA E OLIMPÍADAS

57. Fazer dos dois eventos um instrumento de inclusão social de crianças e jovens.
58. Qualificar jovens e adultos para atender às demandas criadas pela Copa do Mundo
de 2014.

HABITAÇÃO

59. Vencer o déficit habitacional nesta década.

60. Contratar a construção de mais dois milhões de moradias no programa Minha Casa,
Minha Vida.

61. Incluir eletrodomésticos e móveis na segunda fase do Minha Casa, Minha Vida.

62. Continuar a democratizar o acesso à terra urbana e a regularizar propriedades nos


termos da lei.

63. Criar uma diretoria ou superintendência na Caixa Econômica Federal para investir
em habitação rural.

URBANIZAÇÃO

64. Investir na prevenção de enchentes no país.

65. Gastar R$ 11 bilhões em drenagem e proteção de encostas, para combater problema


da ocupação em áreas de risco.

66. Universalizar o saneamento.

67. Investir R$ 34 bilhões em obras de abastecimento de água e saneamento básico.

68. Empenhar-se para promover uma profunda reforma urbana, que beneficie
prioritariamente as camadas mais desprotegidas da população.

SEGURANÇA E DEFESA

69. Construir 2.883 postos de polícia comunitária.

70. Fazer novo modelo de segurança inspirada nas Unidades de Polícia Pacificadora
(UPPs) do Rio.

71. Continuar e ampliar o Programa Nacional de Segurança Pública (Pronasci), a Bolsa-


formação e o Territórios da Paz.

72. Estimular políticas de segurança integradas entre estados, municípios e União.

73. Incrementar investimentos em infraestrutura nas áreas com maior índice de


violência.

74. Fazer uma reforma radical no sistema penitenciário e mudar as leis processuais
penais.
75. Reequipar as Forças Armadas e fortalecer o Ministério da Defesa.

76. Fortalecer a Polícia Federal e a Força Nacional de Segurança Pública.

77. Dar mais capacitação federal nas áreas de fronteira e inteligência.

78. Ampliar o controle das fronteiras para coibir a entrada de armas e de drogas.

79. Comprar 10 veículos aéreos não tripulados produzidos em Israel.

80. Lutar contra o crime organizado, especialmente a lavagem de dinheiro, e o roubo de


cargas.

TRANSPORTE E INFRAESTRUTURA

81. Modernizar o transporte público das grandes cidades.

82. Investir R$ 18 bilhões em obras de transporte público.

83. Implantar transporte seguro, barato e eficiente.

84. Ampliar o aeroporto Galeão/Tom Jobim, com a conclusão do terminal 2 e melhorias


no terminal 1.

85. Fazer novos aeroportos em Goiânia, Cuiabá e Porto Seguro (BA).

86. Ampliar os aeroportos Afonso Pena (Curitiba) e Guarulhos.

87. Fazer nova pista no aeroporto de Confins (Belo Horizonte).

88. Construir o aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN).

89. Fazer o trem de alta velocidade (entre Rio e São Paulo).

90. Expandir e construir metrô nas principais aglomerações urbanas.

91. Ampliar o Trensurb em Porto Alegre.

92. Duplicar as rodovias BR-116 e BR-386, no Rio Grande do Sul.

93. Estender a rodovia BR-110 (RN).

94. Duplicar e melhorar as estradas: Manaus-Porto Velho, Cuiabá-Santarém, BR-060


em Goiás, BR-470 em Santa Catarina, BR-381 em Minas (de BH a Governador
Valadares), BR-040 (de BH ao Rio).

95. Concluir a Via Expressa em Salvador.

96. Ampliar e modernizar os portos de Salvador, Vitória, Itaqui (MA), Suape (PE) e
Cabedelo (PB).
97. Fazer 51 grandes obras viárias, como novos corredores de transporte, mais metrô e
veículos leve sobre trilhos.

98. Eliminar os gargalos que limitam o crescimento econômico, especialmente em


transportes e condições de armazenagem.

99. Investir em transporte de carga.

EMPREGO E RENDA

100. Continuar reajustando o salário mínimo acima da inflação.

101. Criar as condições para repetir a criação de 14 milhões a 15 milhões de empregos


com carteira assinada.

102. Fazer do Brasil um país de pleno emprego.

103. Manter diálogo com os sindicatos para definir as grandes linhas das políticas
trabalhistas.

104. Combater o trabalho infantil e degradante, especialmente as manifestações


residuais de trabalho escravo.

105. Dar atenção especial ao acesso de jovens e de pessoas de segmentos mais


discriminados ao mercado formal de trabalho.

IMPOSTOS

106. Reduzir a zero os tributos sobre investimentos para aumentar a taxa de crescimento
do país.

107. Reduzir os impostos cobrados de empresas de ônibus, com obrigação de repasse do


benefício para o preço das passagens.

108. Reduzir os impostos sobre empresas de saneamento para impulsionar mais obras
de água e esgoto.

109. Reduzir os tributos sobre energia elétrica.

110. Reduzir os impostos sobre a folha de pagamento das empresas para estimular a
geração de mais empregos.

111. Possibilitar a devolução imediata do crédito de ICMS às empresas exportadoras.

112. Incentivar uma reforma para simplificar os tributos, mesmo que seja feita de forma
fatiada.

113. Trabalhar para acabar com a guerra fiscal entre os estados.


114. Defender a desoneração da folha de salários. Para não prejudicar o financiamento à
Previdência, o Tesouro faria a reposição.

115. Trabalhar para garantir a devolução automática de todos os créditos a que as


empresas têm direito. Possibilitar a devolução imediata do crédito de ICMS às empresas
exportadoras.

116. Informatizar o sistema de tributos para alargar a base da arrecadação e diminuir a


alíquota.

ADMINISTRAÇÃO

117. Combater a corrupção.

118. Ter critérios tanto políticos quanto técnicos para preencher cargos públicos.

119. Concretizar, com o Congresso, as reformas institucionais, como a política e a


tributária.

120. Não promover a reforma da Previdência. Mas pode ser feito um "ajuste marginal".

121. Fazer o segundo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), com mais
força nas áreas de habitação, saúde, educação e segurança.

122. Estimular a parceria entre os setores público e privado.

CONTAS PÚBLICAS

123. Não fazer ajuste fiscal (o clássico, com corte indiscriminado de gastos). Mas não
abandonar a estabilidade ou o controle de despesas.

124. Fazer uma reforma do Estado para dar mais transparência ao governo e eficácia no
combate à corrupção.

125. Elevar a poupança e o investimento público, estimulando também o investimento


privado.

MACROECONOMIA E FINANÇAS

126. Manter o controle da inflação.

127. Manter o câmbio flutuante.

128. Trabalhar para reduzir fortemente os juros. Para isso, reduzir a dívida líquida em
relação ao PIB para cerca de 30% em 2014.

INDÚSTRIA

129. Agregar valor às riquezas do país e produzir tudo o que pode ser produzido aqui.
130. Expandir a indústria naval.

131. Construir cinco refinarias, uma delas a Abreu e Lima (PE), com tecnologia de
ponta.

132. Defender a abertura do capital da Infraero, mantendo controle estatal.

133. Rever o marco regulatório da mineração, para aumentar a arrecadação de royalties.

PEQUENAS EMPRESAS

134. Criar um ministério para pequenas e médias empresas.

135. Fortalecer a política de microcrédito.

136. Ampliar o limite de enquadramento no Super Simples e no Microempreendedor


individual.

137. Estimular e favorecer o empreendedorismo, com políticas tributárias, de crédito,


ambientais, de suporte tecnológico, de qualificação profissional e de ampliação de
mercados.

PETRÓLEO

138. Defender tratamento diferenciado aos estados produtores na distribuição de


royalties de petróleo.

139. Usar os recursos do pré-sal em educação, saúde, cultura, combate à pobreza, meio
ambiente, ciência e tecnologia.

140. Com os recursos do pré-sal, tornar o Brasil a quinta maior economia do mundo.

141. Não privatizar a Petrobras e o pré-sal.

OUTRAS FONTES DE ENERGIA

142. Fazer uma política com ênfase na produção de energia renovável e na pesquisa de
novas fontes limpas. Construir parques eólicos.

143. Desenvolver o potencial hidrelétrico do país.

144. Ampliar a liderança mundial do Brasil na produção de energia limpa.

145. Expandir o etanol na matriz energética brasileira e ampliar a participação do


combustível na matriz mundial.

146. Incentivar a produção de biocombustíveis.

MEIO AMBIENTE
147. Reduzir em 80% o desmatamento na Amazônia.

148. Ter tolerância zero com desmatamento em qualquer bioma.

149. Incentivar o reflorestamento em áreas degradadas.

150. Antecipar o cumprimento da meta de reduzir as emissões dos gases do efeito estufa
em 36% a 39% até 2020.

151. Dar prioridade à economia de baixo carbono, consolidando o modelo de energia


renovável.

152. Considerar critérios ambientais nas políticas industrial, fiscal e de crédito.

REFORMA AGRÁRIA E AGRICULTURA

153. Reduzir as invasões no campo.

154. Não compactuar com invasões de prédios públicos e propriedades. Mas não
reprimir manifestações de sem terra quando estiverem simplesmente fazendo
reivindicações.

155. Intensificar e aprimorar a reforma agrária para dar centralidade na estratégia de


desenvolvimento sustentável, com a garantia do cumprimento integral da função social
da propriedade.

156. Ampliar o financiamento para o agronegócio e a agricultura familiar.

157. Assegurar crédito, assistência técnica e mercado aos pequenos produtores. Vai
ampliar inclusive o programa de compra direta de alimentos do agricultor familiar,
passando de 700 mil para 1,2 milhão de contemplados. Ao mesmo tempo, apoiar os
grandes produtores, que contribuem decisivamente para o superávit comercial.

158. Incluir dois milhões de famílias de pequeno agricultores e assentados no Programa


Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

159. Dar mais apoio científico e tecnológico a organismos como a Embrapa.

IRRIGAÇÃO

160. Fazer 54 obras para melhorar os indicadores de saúde das comunidades ribeirinhas
do Norte.

161. Construir sistemas de irrigação no Sul, no Sudeste e no Centro-Oeste.

162. Continuar a transposição das águas do Rio São Francisco.

FAMÍLIA E RELIGIÃO
163. Não mandar ao Congresso ou sancionar qualquer legislação que impacte a religião,
como legalização do aborto e casamento homossexual.

164. Tratar o aborto como questão de saúde pública, atendendo às mulheres que tenham
feito aborto e que estão com risco de morte.

165. Sancionar o projeto de lei complementar 122 (que criminaliza a homofobia) apenas
nos artigos que não violem a liberdade de crença, de culto e expressão e demais
garantias constitucionais individuais.

166. Fazer da família o foco principal de seu governo.

167. Não promover iniciativas que afrontem a família.

168. Fazer leis e programas que tenham a família como foco.

169. Defender a convivência entre as diferentes religiões.

170. Manter diálogo com as igrejas.

CULTURA

171. Fortalecer o Sistema Nacional de Cultura.

172. Ampliar a produção e o consumo de bens culturais com base na diversidade


brasileira.

173. Dar meios e oportunidades à criatividade popular.

174. Ampliar os pontos de cultura e outros equipamentos.

175. Implantar o Vale Cultura.

176. Fortalecer a indústria do audiovisual nacional e regional em articulação com outros


países, sobretudo do Sul.

177. Aperfeiçoar os mecanismos de financiamento da cultura.

178. Fortalecer a presença cultural do Brasil no mundo e promover o diálogo com


outras culturas.

MÍDIA E LIVRE EXPRESSÃO

179. Não censurar conteúdo e rejeitar qualquer tentativa de controlar a mídia. Dilma
disse que não apoia a criação de conselhos estaduais para acompanhar e fiscalizar a
mídia. "Eu não concordo com isso. Eu repudio monitoramento de conteúdo editorial. Eu
acho que isso não se pode criar no Brasil".

180. Dar garantia irrestrita da liberdade de imprensa, de expressão e de religião.


181. Expandir e fortalecer a democracia política, econômica e social.

182. Fortalecer as redes públicas de comunicação e estimular o uso intensivo da


blogosfera.

183. Ampliar o acesso aos meios de informação e comunicação por meio da internet,
TV aberta e novas tecnologias.

POLÍTICA EXTERNA

184. Ampliar a presença internacional do Brasil, defendendo a paz, a redução de


armamentos e uma ordem econômica e política mais justa.

185. Permanecer fiel aos princípios de não intervenção e direitos humanos.

186. Defender a democratização de organismos multilaterais como a ONU, o FMI e o


Banco Mundial.

187. Manter a política de Lula, com diversificação de parceiros comerciais.

188. Manter olhar especial para África.

189. Continuar a integração sul-americana e latino-americana e a cooperação Sul-Sul.

190. Prestar solidariedade aos países pobres e em desenvolvimento.

Veja o resultado final do promessômetro dos candidatos à Presidência da República


Leia mais:

A escola que despertou o espírito de rebeldia de Dilma Rousseff

O legado da Dilma militante

A vida de Dilma no Sul foi um recomeço entre aulas e gestão pública

Riordan Roett: 'Espera-se que Dilma concentre o foco mais nos temas internos'

Sobre como Lula fabricou sua candidata, Dilma Rousseff

Campanha de Dilma treme com escândalos da Casa Civil e da Receita Federal

Sem Lula, era Dilma terá nova relação governo-PT

Afinal, o que pensa Dilma Rousseff?

Dilma Rousseff curte nas horas vagas filmes, família e feijão

Links patrocinados
Projetos Sociais Fiat
Trabalhando em favor da cidadania do povo brasileiro. Saiba mais!
www.fiat.com.br

1 Regra Para Perder Peso


Eu perdi 9 quilos em 4 Semanas Seguindo Apenas 1 Regra! Veja Como.
online-farma.net

Curso Coaching Prático


Com Supervisão Individual Instituto Internacional de Coaching
www.incoaching.com.br

• Voltar
• Topo
• Imprima
• Corrija
• Compre

Compartilhe

Processando o envio...

Para comentar esta reportagem você precisa fazer login. Clique aqui.

Prezado leitor,
Clique aqui para fazer cadastro/login no site O Globo

1. Raiiz
03/11/2010 - 01h 10m

S.O.S . Urgente . Tem que ser aprovado CPMF de 10%.Não tem erro .

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

2. CARLOS ALBERTO PEREIRA DE SOUSA - e-mail


02/11/2010 - 21h 53m

Quando o político promete muito, ele já está com segunda intenções,


mesmo com a maioria no Congresso e na Câmara Federal, a presidenta
eleita vai ter dificuldades para ter alguns projetos aprovados, pois as
divergências vão aconter dentro dos próprios aliados, pois não existe
unamidade, Nelson Rodrigues já dizia que toda unamidade é burra, e
dentro de um partido ganancioso por dinheiro como o PT, vai ser pior
com Dilma no governo, esperamos que ela der pelo menos uma seca
pequena...

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

3. CARLOS ALBERTO PEREIRA DE SOUSA - e-mail


02/11/2010 - 21h 42m
São muitas as promessas, mas o brasileiro sabe muito bem do ditado
popular que diz, quando a esmola é grande demais o cego fica
desconfiado,é uma verdade, pois com essa grande quantidade de
promessas, a presidenta eleita não vai ter condições de cumprir nem com
a metade, foi apenas um golpe para enganar os brasileiros, que na sua
maioria são analfabetos, e vivem na linha de pobreza muito grande, e
qualquer promessa de alimento ou dinheiro, eles não querem nem saber
quem é o santo, vamos aguard

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

4. Luisão1
02/11/2010 - 21h 26m

CABE À IMPRENSA FISCALIZAR E COBRAR A CADA 06 ( SEIS)


MESES O CUMPRIMENTO DE TODAS ESSAS PROMESSAS E
EXIGIR DO GOVERNO DO PT O SEU FIEL CUMPRIMENTO!!!!

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

5. afonsodutra
02/11/2010 - 20h 36m

Tenho certeza que nois próximos 08 anos ela cumprirá todas essas
promessas.
CXaso não as cumpra nos oito anos , o LULA as cumprirá nos oitoanos
seguintes.
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKkkkk
e o FHC ( boca de sapo) e o Zóio de perereca ( zé pedágio) irão aplaudí-
la

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

6. Luisão1
02/11/2010 - 20h 18m

Espero que todas estas promessas feitas sejam cumpridas e cabe ao povo
bem como à imprensa fiscalizar e cobrar de maneira responsável, pois se
depender dos deputados federais e senadores,estes sim, estarão de olho
nos seus interesses particulares...( CARGOS PARA
FAMILIARAES,PROPINAS PARA APROVAR PROJETOS DE LEI
DO GOVERNO,ETC).Cabe ao povo cobrar mudanças para o seu bem
estar e consequentemente de toda a nação!!!!BRASIL MOSTRA SUA
CARA!!!!!

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

7. eli-el-alfahi
02/11/2010 - 20h 07m
Se fosse o Serra não estariam fazendo essa pressão toda, antes dela
assumir é porque é mulher e a nossa sociedade é inacreditavelmente
machista, mesmo as mulheres têm essa cultura machista, temos que
mudar com muita educação e informação, é lógico que as cobranças são
naturais, mas a imprensa também é machista e esse globo num dá um
tempo , se fosse o Serra iriam fazer essa presão toda, acredito que não,
aceita a derrota e espere a nossa presidente assumir.
Acorda povo brasileiro.

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

8. masp-se
02/11/2010 - 19h 10m

Walter Pontes

Aposentado ganha sem dar um prego no sabão, e ainda quer aumento


real? Sou totalmente contra, tem gente que nunca contribuiu para
previdência, nunca trabalhou, se aposentou e ainda fica querendo
aumento as custas da população que dá duro de sol a sol, vai trabalhar
combada de vagabas.
Tomara que a Dilma corte a aposentadoria destes desocupados.

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

9. Carlos Eduardo Oliveira Sousa Prazeres


02/11/2010 - 12h 44m

Se ela cumprir todas estas promessas escreve o nome na história do país,


supera o Lula em popularidade, queima minha língua e transforma o
Brasil num paraíso para se viver.

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

10. juvenal pinto - e-mail


02/11/2010 - 11h 52m

OPOSIÇÃO É COISA DO INIMIGO DE DEUS ,DO BEM ,DA


PÁTRIA...
OPOSIÇÃO ATRAVANCA O PROGRESSO e
DESENVOLVIMENTO...
TEMOS QUE FISCALIZAR SIM...COBRAR COMPROMISSO COM
O DESENVOLVIMENTO SIM...
MAS SER DO CONTRA SIMPLESMENTE...É BURRICE ,
POIS O MAIS PREJUDICADO É O PAÍS /NÓS.

Este comentário é ofensivo ou inapropriado? Denuncie aqui

Todos os comentários (416)


As promessas feitas por Dilma Rousseff durante os meses de campanha eleitoral: Todos
os comentários

Plantão

• 23h15m
PT e PMDB concordam em adotar rodízio na presidência da Câmara
• 19h44m
Dilma diz que 'não há brigas por cargos no governo"

+ notícias

Promessômetro

Veja como está a popularidade das promessas dos candidatos a presidente de acordo
com os leitores:

Dilma Rousseff

60%

40%

José Serra

66%

34%

Vote nas melhores promessas

NoblaTV

O futuro de José Serra


31/10/2010 - Câmara e Senado nos planos do tucano

A surpresa da eleição

Boca de urna garante vitória de Dilma

+ ver mais

No Twitter @OGlobo_Eleicoes

OGlobo_Eleicoes (OGlobo_Eleições) Historiador se demite em protesto contra


sigilo de acervos da ditadura no período eleitoral http://ow.ly/33CLT03/11/2010
03/11/2010
06:48

OGlobo_Eleicoes (OGlobo_Eleições) Presidência da Câmara pode ter rodízio.


http://ow.ly/33yjO03/11/2010
03/11/2010 01:14

Siga o Twitter do @OGlobo_eleicoes

Última pesquisa de intenções de voto

Veja aqui a pesquisa completa

Por que quero ser presidente?

Vídeos

Veja todos os vídeos

Tempo Real

Confira aqui o tempo real dos Debates e Sabatinas

Participe

Opine

O que você gostaria de dizer para a próxima presidente, Dilma Rousseff ? Mande
uma mensagem
• Dê sua opinião
• Outras opiniões

Vote

Na sua opinião, qual deve ser a prioridade do governo Dilma?

• A reforma política
• A reforma tributária
• A reforma agrária
• A redução das desigualdades sociais
• A erradicação do analfabetismo
• O combate à corrupção
• O fim do aparelhamento do Estado
• A redução dos juros
• A geração de empregos
• A redução do desmatamento da Amazônia

• Resultado
• Pesquisa anterior

Transparência Brasil

• Evolução patrimonial
• Faltas legislativas
• Processos
• Perfis
• Produção legistlativa

10 Perguntas

Assista aos vídeos com as respostas dos candidatos mais votadas e escolhidas pelos
internautas

Sites de Colunistas

Blog do Noblat
Cotoveladas

Rádio do Moreno
Dilma, a primeira mulher eleita presidenta do Brasil

Blogs

Já voto
Porque as primeiras eleições a gente nunca esquece
• Adriana Vasconcelos

App Eleições 2010

A cobertura completa da campanha eleitoral direto do seu iPhone ou Android.

Análise FGV - CPDOC

Equipe do CPDOC/FGV publica às terças e quintas-feiras análise sobre o processo


eleitoral. Acompanhe

Busca Notícias Na web


OK

Site:

• Ajuda
• Anuncie no site
• Política de privacidade
• Termos de uso
• Fale com o site O Globo
• Expediente
• Mapa do Site

O Globo:

• Jornal O Globo
• Classificados
• Assine
• Central do Assinante
• Fale com o Jornal O Globo
• Expediente

A empresa:

• Site Publicitário da Infoglobo


• Jornal Extra Online
• Classificados Zap
• Anuncie
• Agência O Globo
• Banco de Imagens
• Arquivo Premium
• Quem lê jornal sabe mais
• Trabalhe conosco

© 1996 - 2010. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações


S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou
redistribuído sem prévia autorização.

Grupo de Diários da América Medição de Tráfego Certifica.com

Publicidade

load

Оценить