Вы находитесь на странице: 1из 4

Exercícios sobre IST/AIDS

Unidade – Vigilância em Saúde - Profª Dra Edna Joana Claudio Manrique

Resolva os exercícios indicando as respostas corretas e justificando o


porquê para as erradas.
1 - Coloque V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas

(V) A diabetes e hipertensão são doenças vigiadas pela vigilância de doenças crônicas não
transmissíveis, a qual apresenta três componentes essenciais: monitoramento dos fatores de
risco, monitoramento da morbidade e mortalidade das DCNT e monitoramento e avaliação das
ações de assistência e promoção da saúde.

(V) O Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não
Transmissíveis no Brasil, 2011-2022, contém 25 indicadores que foram inseridos em três
blocos: a) mortalidade e morbidade; b) fatores de risco; e c) respostas dos sistemas nacionais.

(V) A diabetes e a hipertensão fazem parte da lista de doenças e agravos de notificação


nacional e é de notificação semanal.

2 - A Hipertensão Arterial é comprovadamente uma condição de risco para doenças


cardiovasculares. Ampliar o conhecimento com relação é imprescindível para a abordagem
junto à população na atenção preventiva e curativa. Analise as alternativas e marque a
opção INCORRETA:

a) Pode-se considerar como classificação limítrofe valores de pressão sistólica (130-139 mmHg)
e valores de pressão diastólica (85-89).

b) A linha demarcatória que define HAS considera valores de PA sistólica ≥ a 145 mmHg e/ou
de PA diastólica ≥ a 90 mmHg em medidas de consultório.

c) O efeito do avental branco (EAb) é a diferença de pressão obtida entre a medida registrada
no consultório e fora dele, desde que essa diferença seja igual ou superior a 20 mmHg na
pressão sistólica e/ou de 10 mmHg na pressão diastólica.

d) A hipertensão mascarada é definida como a situação clínica caracterizada por valores


normais de PA no consultório (< 140/90 mmHg), porém com PA elevada pela MAPA durante o
período de vigília ou na MRPA.

3 - Acerca da Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), analise as afirmativas a seguir.

1) São os principais fatores de risco: idade acima de 65 anos, sexo feminino, sobrepeso e
obesidade e fatores sociodemográficos; na raça negra, é mais precoce e grave).

2) Nos idosos, a pressão arterial não deve ser medida nas posições ortostática e supina.

3) A hipertensão do jaleco branco tem uma prevalência global estimada em 13%; acredita-se
que esta forma de hipertensão apresenta um risco intermediário entre normotensão e
hipertensão.

1
Exercícios sobre IST/AIDS
Unidade – Vigilância em Saúde - Profª Dra Edna Joana Claudio Manrique

4) O MAPA é um exame que não está indicado nas seguintes situações: confirmação de
hipertensão resistente, pressão arterial elevada de consultório, suspeita de pré-eclâmpsia
em mulheres grávidas.

Estão corretas, apenas:

A) 1 e 2.

B) 2 e 3.

C) 3 e 4.

D) 2 e 4.

E) 1 e 3.

4 - O diabetes é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia e


associadas a complicações, disfunções e insuficiência de vários órgãos, especialmente olhos,
rins, nervos, cérebro, coração e vasos sanguíneos. Pode resultar de defeitos de secreção
e/ou ação da insulina envolvendo processos patogênicos específicos, por exemplo,
destruição das células beta do pâncreas (produtoras de insulina), resistência à ação da
insulina, distúrbios da secreção da insulina, entre outros. Sobre esta patologia, assinale a
alternativa CORRETA.

A - Pacientes com exames de rastreamento para DM2 que apresentem glicemia de jejum entre
100 e 125 mg/dL, glicemia de 2 horas pós-sobrecarga entre 140 e 200 mg/dL ou, ainda,
Hemoglobina glicada entre 5,7 e 6,5% são considerados em diabetes melitus tipo 2.

B - As medidas de prevenção do DM2 envolvem intervenções farmacológicas e não


farmacológicas; as últimas devem ser implementadas sempre e podem ser, eventualmente,
associadas a terapias farmacológicas, principalmente nos casos de maior risco ou Hemoglobina
glicada mais elevada (< 6%).

C - A mudança do estilo de vida reduziu a incidência de DM2 em 58% em 3 anos e em 75% ao


longo de 10 anos.

D - Na população de mulheres com história de diabetes gestacional, apenas o uso de


metformina durante a gravidez, teve efeito equivalente, com redução de 20% do risco de
evolução para diabetes.

5 - O Diabetes Mellitus (DM) consiste em um distúrbio metabólico, caracterizado por


hiperglicemia persistente, decorrente de deficiência na produção de insulina ou na sua ação,
ou em ambos os mecanismos, ocasionando complicações em longo prazo. Vem sendo
considerado grave problema de saúde pública. Quanto ao diabetes mellitus tipo 2 (DM 2), é
CORRETO afirmar que

A - a presença de dormência nas extremidades, acompanhada de dor abdominal de moderada


a intensa, é um sinal importante do início insidioso da patologia.

2
Exercícios sobre IST/AIDS
Unidade – Vigilância em Saúde - Profª Dra Edna Joana Claudio Manrique

B - a maior prevalência do DM 2 ocorre na infância e adolescência, até a segunda década de


vida.

C - os casos persistentes de hipotensão arterial podem ser um sinal indicativo da necessidade


de se iniciar o rastreamento da patologia.

D - a presença de retenção urinária, o aparecimento de edema de extremidades, a urgência de


urinar e disúria são sintomas comuns.

E - a obesidade é um fator predisponente para o desenvolvimento da doença, principalmente


quando existe acúmulo de gordura abdominal ou centrípeta.

6 - O termo “diabetes mellitus” (DM) refere-se a um transtorno metabólico de etiologias


heterogêneas, caracterizado por hiperglicemia e distúrbios no metabolismo de carboidratos,
proteínas e gorduras, resultantes de defeitos da secreção e/ou da ação da insulina. Sobre
esta temática, assinale a alternativa INCORRETA.

A - O diabetes tipo 1 manifesta-se, em geral, em adultos com longa história de excesso de peso
e com história familiar prévia, e o DM tipo 2 acomete principalmente crianças e adolescentes
sem excesso de peso.

B - Os sinais e sintomas característicos que levantam a suspeita de diabetes são poliúria,


polidipsia, polifagia e perda inexplicada de peso.

C - É recomendada a monitorização da glicemia capilar três ou mais vezes ao dia a todas as


pessoas com DM tipo 1 ou tipo 2 em uso de insulina em doses múltiplas.

D - Todas as pessoas com DM devem ser orientadas a manter uma alimentação adequada e
atividade física regular, evitar o fumo e o excesso de álcool e estabelecer metas de controle de
peso.

7 - Faça leitura e um pequeno resumo sobre “Educação para o autocuidado e Os pilares da


educação para o autocuidado (pág. 112 a 116)” Disponível no Caderno de Atenção Básica n.
35, Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica. Deverá ser postado
juntamente com as respostas no chat da aula.

1- VV

2B

3E

5E

6A

3
Exercícios sobre IST/AIDS
Unidade – Vigilância em Saúde - Profª Dra Edna Joana Claudio Manrique

O direito à informação, ao conhecimento, aos recursos necessários para o autocuidado, ao


apoio das instituições sanitárias, à participação decisiva dos usuários nos serviços nas questões
referentes ao seu cuidado de saúde é visto como direito humano básico. Eles foram
conquistados em 1978, na Declaração de Alma-Ata. Nesse sentido, é importante entender
sobre os pilares da educação para o autocuidado que seriam o manejo clinico, mudança no
estilo de vida e aspectos emocionais envolvidos com cada caso

Sugestão de Referência
- Hipertensão – Ministério da Saúde. Disponível em: https://saude.gov.br/saude-de-a-
z/hipertensao

- Diabetes - Ministério da Saúde. Disponível em: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-


z/diabetes

- Vigilância de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Disponível em:


https://www.saude.gov.br/noticias/43036-sobre-a-vigilancia-de-dcnt

- Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção


Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica. Brasília: Ministério da
Saúde, 2014.162 p. : il. (Cadernos de Atenção Básica, n. 35)

Оценить