You are on page 1of 12

Campus Universitário Darcy Ribeiro | Sede do Cespe/UnB - Brasília-DF | CEP 70904-970

Ano 5 nº 20 - outubro, novembro e dezembro de 2010

Como as
LOGÍSTICA

seleções são organizadas


A preparação de um concurso público ou processo seletivo envolve recursos que são
fundamentais para o sucesso do evento. O passo a passo dessa organização é mostra-
do em matéria sobre o esquema de logística adotado nos eventos do Cespe/UnB.

Pág. 6, 7 e 8

4e5 9
)) EDUCAÇÃO )) CONCURSOS

pág.
Ferramentas multimídias pág. Higidez física e mental

Professores têm à disposição recursos digitais Professor da Faculdade de Medicina de UnB


e sugestões de aulas para atrair a atenção explica como é feito o exame cobrado como
dos alunos e inovar em sala de aula. uma das fases em diferentes seleções.
A PRESENTAÇÃO

O lançamento do edital de abertura é o sinal verde para lidade de organizar grandes seleções. No texto (página 3),
que as ações de realização de um concurso público come- o professor lembra que realizar concursos públicos significa
cem a ser executadas. Cada uma delas, desde a etapa de lidar com a vida e os sonhos de muitas pessoas.
inscrição dos candidatos até a fase final de entrega dos re- Outro destaque da pauta são os sites Portal do Pro-
sultados, faz parte de um plano logístico complexo, tão im- fessor e Banco Internacional de Objetos Educacionais, rea-
portante para o sucesso do certame quanto as provas. Tema lizados pelo Ministério da Educação com a participação do
da reportagem de capa desta edição (páginas 6 a 8), a logís- Cespe/UnB. O Centro, que este ano conclui suas atividades
tica de aplicação de testes de conhecimento mobiliza equi- nos projetos, atuou na pesquisa de recursos pedagógicos e
pes de dentro e de fora do Cespe/UnB. Tudo começa com a no desenvolvimento e abastecimento dos bancos de dados.
assinatura do contrato com o órgão realizador do certame, Os resultados positivos são percebidos nos relatos de pro-
mas ganha corpo com a confirmação dos inscritos. O número fessores, que contam como usam as ferramentas para incre-
de vagas e cargos oferecidos também é determinante para o mentar seus planos de aula (páginas 4 e 5). Outras frentes
tamanho do evento e seus desdobramentos. de trabalho empenhadas pelo Centro nos últimos meses tam-
O assunto aparece ainda no artigo do professor bém podem ser conferidas na seção Curtas (páginas 10 e
Marcus Vinícius Soares, Coordenador de Planejamento do 11). São projetos nas áreas de avaliação educacional, inves-
Cespe/UnB, sob a perspectiva do desafio e da responsabi- timentos tecnológicos e atividades do dia a dia da instituição.

Foto da edição

2
Reitor
José Geraldo de Sousa Junior
Vice-Reitor
João Batista de Souza

Diretor-Geral
Ricardo Carmona
Diretora-Executiva
Rosalina Pereira
Endereço:
Campus Universitário
Darcy Ribeiro
Edifício Sede do Cespe/UnB
Caixa Postal 04488
70904-970 Brasília/DF
Telefone: (61) 3448 0100
Fax: (61) 3448 0110
Site: www.cespe.unb.br
E-mail: sac@cespe.unb.br
Assessoria de Comunicação
Editora
Graziella Nunes
Reportagem
Ciléia Pontes, Shirley de Medeiros
e Wilton Castro
Fotografia
Rodrigo de Oliveira
Diagramação e Ilustrações
André Tirolês, Carolina Woortman
e Marcos Barreiros Aplicação das provas objetivas e discursivas do concurso do Ministério Público da União (MPU), realizada nos dias 11 e 12 de setembro.
Projeto Gráfico O certame reuniu mais de 750 mil inscritos e foi o maior já realizado pelo Cespe/UnB.
André Tirolês, Gabriela Alves
e Rui de Paula
Revisão
Elaine Oliveira

imprensa@cespe.unb.br
Impressão Caso você queira fazer críticas ou enviar sugestões ao
Gráfica Ellite Jornal do Cespe/UnB, escreva para:
Tiragem
www.cespe.unb.br
Confira as últimas notícias sobre novos concursos,
15 mil exemplares
inscrições e datas de provas no nosso site:

nº 20
O que nos motiva?
ARTIGO

Marcus Vinícius A. Soares


Coordenador de Planejamento do Cespe/UnB e Professor do

Departamento de Matemática da Universidade de Brasília (UnB)

há 21 anos. Compõe a equipe do Cespe/UnB desde 2000.

Você já ficou surpreso com a sua reação abertura, que, na verdade, consolida uma portantes e muito sensíveis. São muitos deta-
a uma provocação? Diante de uma motivação série de negociações lideradas pela Coorde- lhes para serem observados, e um erro mínimo
tola, você já tomou atitudes que depois con- nadoria de Negócios do Cespe/UnB. O edital pode ter consequências enormes. Para lidar
siderou exageradas? O que faz com que as de abertura fixa todo o regramento do even- de forma coerente com a diversidade de si-
pessoas que escalam montanhas, saltam de to, portanto a sua importância é vital. Sua tuações que se apresentam, não existe outro
paraquedas, entre outros esportes radicais, publicação desencadeia as seguintes ações caminho: o apego absoluto aos princípios que
arrisquem a própria vida apenas pela sensa- (de forma extremamente simplificada): a Co- regem a Administração Pública e a convicção
ção de superação, de vencer um desafio? ordenadoria de Tecnologia providencia os vá- de que lidamos com a vida e com os sonhos de
Talvez aqui no Cespe/UnB não sejamos rios sistemas que serão utilizados no evento muitas pessoas. Essa percepção tem que ser
3

tão diferentes dessas pessoas. Quando nos (isenção de taxa, inscrição, geração de resul- um constante estímulo para que nos esforce-
deparamos com eventos como vestibular, PAS, tados, recursos etc.); a Coordenadoria Aca- mos sempre para fazer o melhor.
MPU, Enem, entre outros, cada um com suas dêmica providencia as provas; a Coordena- É interessante notar que o que pode ser
especificidades, nos sentimos desafiados e doria de Provas Práticas organiza as provas considerado obstáculo para alguns, pode ser
estimulados, e tenho certeza que esse é um de capacidade física, avaliação de títulos, visto como um estimulante desafio para ou-
importante ingrediente para a receita de su- entre outras; a Coordenadoria de Prepara- tros. Há uma passagem da Bíblia que relata
cesso que temos. ção de Material confecciona os instrumentos que 12 homens foram enviados para espiar a
Cada evento que realizamos é um novo de avaliação; a Coordenadoria de Logística terra prometida; ao retornarem, 10 deles rela-
desafio, e não nos iludamos: qualquer certa- planeja a alocação de espaço físico e a con- taram sérias dificuldades, enquanto dois deles
me organizado pelo Cespe/UnB que der errado tratação de pessoal; a Central de Atendimen- relataram que a terra era excelente e que não
vai macular a nossa reputação, que é o nosso to se prepara para fornecer as informações tinham dúvidas de que superariam as dificul-
maior patrimônio, portanto, na minha visão, que serão requisitadas pelos candidatos, e dades de tomar posse dela.
nenhum deles é fácil. assim por diante. A Petrobras tem como lema: o desafio é a
O desafio da realização de um concurso Todas as ações que desenvolvemos, em nossa energia; na minha visão, esse poderia
público começa pela elaboração do edital de todos os setores do Cespe UnB, são muito im- perfeitamente ser o lema do Cespe/UnB.

Para lidar de forma coerente com


a diversidade de situações que se
apresentam, não existe outro caminho: o
apego absoluto aos princípios que regem
a Administração Pública e a convicção de
que lidamos com a vida e com os sonhos de
muitas pessoas. Essa percepção tem que
ser um constante estímulo para que nos
esforcemos sempre para fazer o melhor.
Projetos incentivam o uso de
EDUCAÇÃO

recursos digitais em sala de aula


Frutos de uma parceria entre o MEC e o Cespe/UnB, sites com sugestões de aulas e
ferramentas multimídias registraram 2,5 milhões de acessos no primeiro semestre de 2010

[Shirley de Medeiros] Da Assessoria Técnica de Comunicação


Banco Internacional de

Êxito
Objetos Educacionais (Bioe)

Há quase três anos, o Cespe/UnB se tor- tras 20 que aguardam validação. Com a dis-
nou parceiro do Ministério da Educação (MEC) ponibilização dos roteiros, o profissional busca Para o Diretor
O Bioe é um banco de

para ajudar a desenvolver dois projetos de dis- mostrar a outros professores a importância de de Infraestrutura em
dados que disponibiliza

seminação das novas tecnologias em sala de inovar. “Acredito que é possível mudar para- Tecnologia Educa-
recursos educacionais de
acesso livre, como vídeos,
aula: o Banco Internacional de Objetos Educa- digmas se espelhando em experiências que cional do MEC, José
imagens, hipertextos, áu-

cionais (Bioe) e o Portal do Professor, lançados deram certo”, explica. Guilherme Moreira
dios, mapas, animações,

em junho de 2008. Hoje, já O professor, acessa, ainda Ribeiro, todos os


experimentos práticos e
softwares educacionais.
consolidados, os sites exi- os roteiros publicados por ou- objetivos previstos
Está disponível no endere-

bem saldos positivos, além tros colegas no portal e costu- nos projetos foram
ço eletrônico http://obje-

de histórias de profissionais ma receber comentários sobre alcançados. “Aliás,


toseducacionais.mec.gov.
4 br e permite aos usuários
que lançam mão de seus re- seus textos. “Recebi pelo site a nosso ver, foram
publicar objetos próprios,

cursos e ainda contribuem o agradecimento de um estu- superados e muito,


além de utilizar, editar ou

com as iniciativas. dante que tirou uma boa nota tanto em qualidade
traduzir os já publicados.

O professor de Quími- na prova seguindo um roteiro quanto em efetivi-


ca, Wesley Pereira da Silva, de aula meu. Acho isso gratifi- dade”, avalia o diretor. Segundo ele, uma prova
é um deles. Ele leciona no cante”, declara, orgulhoso. disso seria o aumento significativo de usuários
Centro de Ensino Médio n.º 1 no Portal do Professor, que esse ano chegou a
de Brazlândia (DF) e faz uso Alunos apresentar 350 mil visitas em um único mês,
em sala de aula dos recursos Foi pensando na possibi- sem que nenhuma ação de publicidade sobre o
digitais disponíveis do Bioe. lidade de interação também site fosse feita.
Segundo sua experiência, com alunos que o professor de No caso do Bioe, os dados demonstram que
o método facilita a assimi- matemática Carlos Alberto Je- no primeiro semestre de 2010, o banco apresentou
“O uso dos recursos digitais ‘quebra a

lação dos estudantes sobre sus de Oliveira decidiu inovar. cerca de 700 mil acessos, dos quais 321 mil resul-
rotina’ das aulas”, destaca o professor

os temas, além de “quebrar Como integrante da equipe taram em downloads. O Brasil foi o país que regis-
de Química, Wesley Pereira da Silva.

a rotina” das aulas. “Divido a turma em grupos que elaborou as primeiras sugestões de aulas do trou o maior número de downloads, seguido dos
e os levo para o laboratório de informática. Os Portal do Professor, ele utilizou a experiência ad- Estados Unidos, Portugal, Japão, Namíbia, Coréia
alunos gostam muito. É bem mais fácil a clas- quirida para readaptar suas propostas (ver Partici- do Sul, Alemanha, Espanha, México e China.
se entender o que é radiação visualizando uma pação Cespe/UnB). “Criei um espaço virtual, onde
animação, por exemplo, do que através de uma também publico meus planos de aula, porém, mais
explicação”, pondera ele. direcionados aos alunos”, explica Carlos, que lecio-
O docente também alimenta periodicamen- na no Centro de Ensino Médio Paulo Freire, na Asa
te o Portal do Professor com planos de aula que Norte, em Brasília.
incentivam o uso de recursos digitais. Wesley Nesses roteiros, ele indica recursos digi-
possui 126 sugestões publicadas, além de ou- tais do Bioe, como vídeos, simulações e links de
exercícios, complementando as matérias. “Uso
muito um software de geometria dinâmica, que
é bem mais prático do que desenhar no quadro”,
Portal do Professor

O site foi criado para ser uma ferramenta de inte- lembra. Segundo o docente, as turmas apoiam a
técnica. “Alunos que por algum motivo não assi-
ração entre os professores do país e está disponí-

milaram um conteúdo em sala de aula, contam


vel no endereço http://portaldoprofessor.mec.

que conseguiram entender a matéria estudando


gov.br. Entre os serviços que o espaço oferece, os Professor de Matemática, Carlos Alberto de Olivei-
usuários podem encontrar funcionalidades como
através desses recursos em casa”, declara.
ra readaptou seus planos de aulas, direcionando-os
acesso a recursos digitais, produção e comparti-
lhamento de planos de aulas, além de informa- para os alunos.
ções sobre cursos e práticas educacionais.

nº 20
na dos Santos, explica que o levantamento dos fazendo a integração dos portais para a auten-
recursos foi realizado através de uma extensa ticação, o que irá permitir que o usuário acesse
Universidades Parceiras
Universidade Federal do Ceará (UFC), Universi- pesquisa. “Posteriormente, um comitê avaliou a esses e outros sistemas do MEC com uma única
dade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universi-
inclusão e negociou os direitos autorais com a senha”, explica. Daqui para frente, os bancos de
dade Federal de São Carlos (UFSCAR), Universi-
dade Estadual Paulista (UNESP), Universidade fonte”, relata. A consolidação das informações dados serão alimentados por Institutos Federais
Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade contou ainda com a colaboração de universidades de Ensino Superior (IFES).
Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). parceiras, que foram integradas ao processo de
alimentação do site. “As universidades organiza-
Exemplos de materiais acessados são os ram equipes de estagiários para auxiliar na bus-
produzidos pelo professor do Instituto de Ciên- ca dos objetos e das fontes”, esclarece ela.
cias Biológicas da UnB Antonio Febben. O pro- No caso do Portal do Professor, durante a
fessor é usuário assíduo do Banco Internacional sua criação, uma equipe de professores ficou
de Objetos Educacionais e tem publicados nele responsável no Centro pela preparação das su-
151 recursos digitais de sua autoria, entre ima- gestões de aulas. “Nosso objetivo era mostrar
gens e víd eos. São materiais produzidos por ele exemplos de roteiros que poderiam ser monta-
em laboratório, a maior parte para o ensino de dos com o uso dos objetos educacionais, dispo-
anatomia animal. Ele conta que sempre teve in- níveis no Bioe”, explica Maria das Graças, pro-
teresse em disponibilizar esses objetos em por- fessora de Biologia que participou do grupo. Para
tais estáveis, de modo a contribuir com a produ- o lançamento do site, que ocorreu em junho de
ção científica do país. 2008, a equipe elaborou 411 propostas de aulas,
Febben chegou a procurar indicações no das quais 121 foram publicadas.
Ministério da Ciência e Tecnologia e no MEC. No final deste ano, as atividades de respon-
Foi assim que conheceu o Bioe. “Saí da Uni- sabilidade do Cespe/UnB serão concluídas e re-
versidade de Brasília em busca de apoio para passadas ao MEC. Segundo Cristiano Bento, ge-
minha ideia e retornei encontrando a infraes- rente dos dois projetos no Cespe/UnB, a última
trutura aqui”, revela, demonstrando surpresa. fase prevista será a transferência da tecnologia No primeiro semestre desse ano, juntos, os sites
registraram 2,5 milhões de acessos, realizados por
Para o professor, o banco é uma oportunidade para as pessoas que darão continuidade aos
usuários do mundo inteiro.
de compartilhar o que ele produz, sem interes- trabalhos no Ministério. “Além disso, estamos
ses financeiros. “Você tem seus direitos autorais
5

garantidos, além de colaborar com o ensino de


maneira democrática”, destaca.

Participação Cespe/UnB Gráfico de Acessos do Bioe Gráfico de Acessos do


A parceria entre o Centro e o MEC nos proje- (Dados de 2008, 2009 e 2010) Portal do Professor
(Dados de 2008, 2009 e 2010)
tos começou em 2007, com ações desde a clas-
sificação do público alvo, até atividades como
desenvolvimento de layouts, arquitetura da in-
formação, programação dos sistemas e abas-
1.994,410
(até setembro)

tecimento dos bancos de dados. No caso do


Bioe, cerca de 15.600 objetos foram analisados
2000

795,935
e mais da metade inseridos no banco.
800

A integrante da equipe responsável por 709,05


(1.º semestre)
esse trabalho no Cespe/UnB, Gislaine Santa-
700
1.551.617

1500
600

500
n.º de acessos
n.º de acessos

400 1000

300

174,306 465.541
200 (2.º semestre) (2º semestre)
500

100

0
2008 2009 2010
O professor Antônio Febben, de Ciências Biológicas, 2008 2009 2010

exibe uma das imagens publicadas por ele no Bioe.


A logística dos concursos
A B C D E F G

PROVAS
1

Cada aplicação de prova tem características próprias e mobiliza


equipes do Cespe/UnB em todo o território nacional

[Wilton Castro] Da Assessoria Técnica de Comunicação

O toque da sirene anuncia o início das pro- pe/UnB, a começar pelas cidades onde serão tados desde a elaboração das questões até a
2

vas. Esse momento tão esperado pelos candida- aplicadas as provas. Essa definição é funda- aplicação das provas.
tos, que passaram meses estudando, também mental para os procedimentos de inscrição,
é a consolidação de um minucioso esquema de escolha dos locais de prova e contratação de O início
logística montado especialmente para o evento. colaboradores. Na prática, a logística de um concurso co-
Cada concurso público, vestibular, avaliação ou No planejamento estabelecido para o con- meça a funcionar a partir da homologação das
processo seletivo organizado pelo Cespe/UnB curso estão previstos, também, itens de segu- inscrições. Essa etapa é consolidada com a
tem características únicas, considerando o nú- rança em todas as etapas de sua realização. confirmação do pagamento das taxas, que é in-
mero de inscritos, a abrangência do evento e o Alguns deles estão descritos em edital, como a formada após o encerramento do prazo de ins-
perfil das vagas e cargos oferecidos. proibição do uso de aparelhos eletrônicos e ar- crições por meio de arquivos fornecidos pelas
A preparação segue as diretrizes do con- tigos de chapelaria durante as provas. Outros instituições financeiras. “Com as inscrições ho-
3

trato assinado pelo órgão realizador e o Ces- procedimentos são sigilosos e podem ser ado- mologadas, o Cespe/UnB conhece o candidato.
6

Confira como funciona a logística


de um concurso do Cespe/UnB Equipes
O quantitativo de colaboradores
que atuam na aplicação das provas
4

é definido de acordo com o número Fique sabe


de salas. Para cada sala, são con- Coordenadores

Contrato
tratados pelo menos um chefe e coordenadores
um fiscal. Também são contratados vidores da Fu

Espaço físico
inspetores de segurança, seguran- Universidade d
O órgão realizador define ças, porteiros, auxiliares de limpe- lia (FUB), selec
a abrangência do concur- za e outros profissionais de apoio pelo Cespe/U
so e o perfil do candidato A aplicação das provas deve preferen- técnico. Toda a equipe que atua no meio de prova
a ser selecionado. O Ces- cialmente contar com salas com capa- local de prova é orientada e super- tivas, subjetivas
pe/UnB, então, elabora as cidade de, pelo menos, 30 carteiras, visionada por coordenadores e sub- capacitação esp
coordenadores de aplicação.
5

provas e escolhe os locais boas condições de ventilação e ilumi-


de sua aplicação. nação, bom estado de conservação
das carteiras, boa localização dos ba-
nheiros e sistema seguro de isolamen-
to do local. O Cespe/UnB prioriza a dis-
ponibilização de escolas afastadas de

Distribuição
praças, feiras e arenas de apresenta-

Inscrição
ções artísticas e esportivas e o uso de
seu espaço deve ser exclusivo para a
realização de provas. de candidatos
O total de inscrições indi- Em geral, os candidatos são distri-
ca quantos locais de prova
6

buídos nos locais de prova de acordo


e quais turnos serão utili- com o nível de formação exigido pelo
zados para alocação dos concurso e tipo de prova que será apli-
candidatos, que devem cada (objetiva e/ou discursiva). Sepa-
ficar atentos se a lotação rados por esses critérios, eles são alo-
das vagas está ou não vin- cados por ordem alfabética nas salas.
culada ao local de prova.

nº 20
em ação
G H I J L M N

Tendo essa informação candidatos que tenham pedidos de atendimento Cespe/UnB conta com equipes de colaborado-
em mãos, faz-se a dis- especial deferidos é concentrada em uma esco- res em mais de 3.000 municípios espalhados
tribuição dos inscritos la na cidade de aplicação em razão da utiliza- pelo território nacional. “Essas equipes de co-
nos locais de prova e, ção dos recursos que lhes auxiliam na realiza- ordenadores regionais são informadas de que
em seguida, a geração ção das provas, como ledores e computadores haverá provas nas cidades onde atuam quando
do material de prova”, com softwares adaptados, e a disponibilidade o edital de abertura do concurso é publicado. O
explica Jorge Amorim, no local de infraestrutura aos portadores de de- trabalho de levantamento do espaço físico e re-
Jorge Amorim explica que a homo- responsável pela Coor- ficiência, a exemplo de banheiros adaptados e serva dos locais de prova começa imediatamen-
logação das inscrições é condição denadoria de Tecnologia elevadores. te”, observa Marcos Costa de Sousa Guimarães,
para a alocação dos candidatos
nos locais de prova e geração do do Centro.
material de aplicação. Jorge Amorim acres- Locais
centa que, com a conso- A escolha das escolas que vão acomodar to-
lidação do banco de dados, abre-se a análise dos os candidatos de uma seleção é feita com
dos laudos médicos das solicitações de atendi- base num levantamento prévio feito nas cidades
mento especial e dos candidatos que desejam de prova que leva em consideração os critérios
concorrer às vagas destinadas aos portadores de acessibilidade, estrutura e disponibilidade
de deficiência. Normalmente, a alocação dos nas datas prováveis das provas. Para isso, o Com a divulgação do edital, “o levantamento do espa-
ço físico e reserva dos locais de prova começa imedia- 7
tamente”, explica Marcos Guimarães.

Material de Atendimento
aplicação Especial
endo
e sub- Além das provas, o Cespe/UnB pro- Aos candidatos que têm atendimento
são ser- duz e imprime o material não sigiloso especial durante as provas são dis-
undação de aplicação de provas, que inclui as ponibilizados ledores, intérpretes da
de Brasí- listas de candidatos por local e salas Língua Brasileira de Sinais (Libras),
cionados de prova, cartazes, contadores de computadores adaptados, cadeiras
UnB por tempo de prova, lista de presença dos e mesas adaptadas, salas especiais
as obje- aplicadores, envelopes para guarda para amamentação, dentre outros
s, oral e de objetos pessoais, dentre outros. recursos oferecidos pelo Cespe/UnB.
pecífica.

Conferência
Elaboração das provas Transporte Todas as provas são de-
sidentificadas ao final da
As provas são elaboradas por uma banca de Fique sabendo
Geralmente, os malotes aplicação e retornam à sede
especialistas sigilosa conforme o perfil do O material dos candi-
com material de aplicação do Cespe/UnB, em Brasília.
cargo oferecido e as formas de avaliação dos datos ausentes volta
são transportados por avião O material é conferido de
conhecimentos e habilidades dos candidatos para o Cespe/UnB e
de carreira até as cidades acordo com os locais onde
definidas pelo órgão realizador do concurso. O também é digitalizado
de prova. Mas é possível foram aplicadas. Após essa
Cespe/UnB busca sempre os melhores espe- para registro de que
adotar automóveis, barcos checagem, o material é digi-
cialistas para elaborar as provas, levando em não foi aplicado.
ou aviões menores para talizado e corrigido.
consideração a competência, o nível acadêmi- viagens de longa distância.
co e o conhecimento do profissional na área.
A B C D E F

responsável pelo setor colas próximas aos endereços residenciais dos O Cespe/UnB também elabora em gráfica
de Espaço Físico do candidatos. “Se houver locais disponíveis e ade- própria as provas adaptadas para candidatos
Cespe/UnB. A estima- quados aos padrões de logística do Cespe/UnB que tiveram pedido de atendimento especial de-
tiva do quantitativo de é possível alocar os candidatos em escolas pró- ferido, como provas ampliadas, superampliadas
inscrições por cidade ximas de suas residências”, esclarece Jaqueline e provas em braile.
6

orienta a escolha e Marques, responsável pela Coordenadoria de No dia das provas, o translado dos ma-
É possível alocar candidatos em reserva dos locais de Logística do Centro. lotes com o material até o local de aplicação
escolas próximas às suas casas, acordo com sua capa- ocorre poucas horas antes do seu início, no
segundo Jaqueline Marques, “se cidade de comportar Provas caso de cidades próximas a Brasília, ou com
houver locais disponíveis e ade-
quados aos padrões de logística os candidatos. As provas do Cespe/UnB são elaboradas alguns dias de antecedência, no caso de cida-
do Cespe/UnB”. Nas cidades de de acordo com o nível de formação exigido e o des mais distantes. Os banheiros, corredores
abrangência do con- perfil do cargo oferecido. Um software de emba- e salas são cuidadosamente vistoriados pela
curso, o Cespe/UnB procura alocar os candida- ralhamento de itens possibilita a impressão de equipe de segurança para detectar qualquer
tos em zonas e bairros centrais para facilitar o diferentes tipos de prova. A expansão do parque indício de cola ou tentativa de fraude. Ao final
acesso aos locais de prova. Caso uma cidade de gráfico do Cespe/UnB, ocorrida em agosto pas- da aplicação, a sirene entra em ação nova-
5

prova abrigue mais de 10 mil inscritos no con- sado, permite a impressão de 150 mil cadernos mente e encerra a seleção para a tão deseja-
curso, o Cespe/UnB poderá disponibilizar es- por dia utilizando essa metodologia. da estabilidade profissional.

Aplicação garantida em
qualquer lugar do Brasil
4

[Ciléia Pontes] Da Assessoria Técnica de Comunicação


3

As extensas dimensões do País, estradas sem asfalto portá-los, de barco, de Manaus até uma cidade do interior.
e, muitas vezes, as longas distâncias e dificuldades de “Tínhamos que garantir que os malotes de provas não mo-
transporte, comunicação e hospedagem não são impe- lhariam caso acontecesse alguma coisa”, explica.
dimentos para a aplicação de provas pelo Cespe/UnB. O planejamento das viagens para locais de difícil aces-
Muitos coordenadores já driblaram várias dificuldades so é feito em Brasília. Quando deixa a cidade rumo ao local
para garantir que candidatos inscritos em locais distan- de aplicação, o coordenador de prova já sabe os meios de
tes das áreas centrais pudessem participar de um con- transporte que utilizará no trajeto.
curso ou seleção.
Trabalhando há 15 anos como coordenadora de aplica- Disposição
ção, a servidora da UnB Vânia Lourenço, explica que já teve Há dois anos atuando como coordenador de aplicação,
2

que passar os dados da abstenção – número de candidatos Leonam Luiz Guimarães, também servidor da UnB, explica
que faltaram às provas – de um município do Maranhão que horas de viagens de carro ou de avião de pequeno por-
pelo telefone público, o conhecido “orelhão”. Isso porque te fazem parte do trabalho e não atrapalham a disposição
não havia sinal de telefonia celular na cidade. “Isso foi bem dos aplicadores. “Para mim, é uma satisfação saber que
marcante, porque me lembro de ter demorado quatro ho- faço parte de um trabalho que exige muita responsabilida-
ras para chegar nessa cidade de carro, em uma estrada de de e disso depende o futuro de muitas pessoas”, diz.
chão. Lá também não havia hotéis e fiquei hospedada na Vânia Lourenço concorda com Guimarães. “Percebo
casa da representante do Cespe/UnB no município”, conta. que o serviço público melhorou muito com o advento dos
Vânia Lourenço lembra também que já teve que emba- concursos. E eu me orgulho de fazer parte das seleções
lar os malotes em muitos sacos plásticos antes de trans- desses servidores”, resume.
1

nº 20
?
Fique por dentro
A pergunta é Agenda
16 de dezembro 20 de dezembro
“Fui assaltada e não tenho tempo hábil para receber a 2.ª via da minha identidade
até a data da prova do concurso para o qual estou inscrita. É possível fazer a prova
com outro documento?”
Resultado final das provas Resultado provisório da ava-
Edineyda Conceição Souto escritas e práticas do Pro- liação de títulos do concurso
Belo Horizonte (MG) cesso de Revalidação de Di- para o cargo de cargo de
plomas de Médico obtidos no Promotor de Justiça Substi-
exterior realizado pelo Insti- tuto do Ministério Público do
Conforme previsto em edital, caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, tuto Nacional de Estudos e Espírito Santo.
no dia da realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, Pesquisas Educacionais Aní-
sio Teixeira.
roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em
órgão policial, expedido em prazo também determinado em edital. Nesse caso, o candida-

22 de dezembro 29 de dezembro
to poderá ser submetido à identificação especial, que pode compreender coleta de dados,
de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.

Resultado final da provas Resultado final da prova ob-


Também são considerados documentos de identidade: objetivas e convocaçãos jetiva e a convocação para
para perícia médica dos as provas discursivas do
• Carteira expedida pelos Comandos • Certificado de Reservista candidatos que se declara- concurso público para De-
ram portadores de defici- fensor Público Classe Inicial
Militares, pelas Secretarias de Segurança • Carteiras funcionais do Ministério Público ência do concurso para os da Defensoria Pública do Es-
Pública, pelos Institutos de Identificação e • Carteiras funcionais expedidas por cargos de Analista Judiciá- tado da Bahia.
rio e Técnico Judiciário do 9
pelos Corpos de Bombeiros Militares órgão público que, por lei federal, valham Tribunal Regional do Traba-
• Carteira expedida pelos órgãos fiscali- como identidade lho da 21.ª Região (RN).

29 de dezembro 05 de janeiro
zadores de exercício profissional (ordens, • Carteira de Trabalho
conselhos etc.) • Carteira Nacional de Habilitação (somen-
• Passaporte brasileiro te modelo com foto)
Resultado final do concurso Resultado final das provas

Saiba mais
para o cargo de Procurador objetivas e provisório da pro-
do Ministério Público Especial va discursiva do concurso do
junto ao Tribunal de Contas Instituto Nacional de Metro-
do Estado da Bahia. logia, Normalização e Quali-
dade Industrial.

Exame de Higidez 05 de janeiro 10 de janeiro


Física e Mental
Ricardo Martins
Professor da Faculdade de
Medicina da UnB e colaborador Resultado final do processo Resultado final das provas
do Cespe/UnB seletivo do Sebrae Nacional. objetivas, resultado provisó-
rio da prova discursiva e con-
a presença de tumorações abdominais, vocação para a avaliação de
É a avaliação clínica do candidato, edema de membros inferiores etc. Se títulos do concurso para o
cargo de Especialista em
para verificar se ele tem condições de após essa avaliação, o médico tiver dú- Estudos e Pesquisas Gover-
saúde física e mental para ocupar deter- vida sobre o que identificou, poderá pe- namentais do Instituto Jones
minado cargo. É feita obrigatoriamente dir exames complementares para dirimir dos Santos Neves (ES).

por um médico, por meio de entrevista dúvidas, como é o caso dos exames de

14 de janeiro 24 de janeiro
pessoal, conhecida também como ana- laboratório e de imagem.
mnese, e exame clínico. Em alguns concursos que o Cespe/
Na entrevista, o candidato é questio- UnB realiza é obrigatória essa avaliação,
nado sobre diversos aspectos tais como ou seja, o candidato deverá se subme- Resultado final da primeira Resultado final das provas
etapa do processo de ad- objetivas e resultado provi-
a existência de alguma queixa clínica ter a um exame médico e entregar o re- missão por Transferência sório da redação do concur-
atual, histórico médico pessoal e fami- sultado de uma relação de exames pre- Facultativa em cursos de so para Analista de Controle
graduação da Universidade Interno da Secretaria Espe-
liar pregresso e antecedentes sociais. O viamente definidos em edital. Em geral, de Brasília. cial da Controladoria Geral
postulante ao cargo também passa por concursos da área de segurança pública do Estado de Pernambuco.
um exame físico, onde são aferidos, por e da área judiciária costumam ter o exa-
exemplo, a pressão arterial, os batimen- me de higidez física e mental como uma
tos cardíacos, a frequência respiratória, das fases de seleção. * As datas são prováveis. Informações no site do Cespe/UnB: www.cespe.unb.br
Curtas
EDUCAÇÃO
Estudantes de vários estados passam por avaliação

Até o mês de dezembro, o Cespe/UnB finalizou a testados nos dias 10 e 11 de novembro. Cerca de
aplicação de avaliações educacionais em dife- 320 mil alunos do ensino fundamental fizeram os
rentes estados brasileiros. No Amazonas, a apli- exames. Ainda no mês de novembro, entre os dias
cação do Sistema de Avaliação de Desempenho 25 e 30, foi a vez de alunos da rede municipal do
Educacional do Amazonas (Sadeam) ocorreu no Rio de Janeiro passarem por avaliação. Quase
período de 22 de novembro a 3 de dezembro em 237,5 mil estudantes do 3º, 4º, 7º e 8º anos do en-
todo o estado. As provas foram de Português e sino fundamental fizeram provas de Português e
Matemática para os alunos do ensino fundamen- Matemática. O Cespe/UnB também aplicou ques-
tal e nas áreas de Ciências da Natureza, Ciências tionários de avaliação para 16,6 mil professores e
Humanas, Linguagens, Códigos e Matemática 968 diretores de escolas.
para os alunos do ensino médio. Participaram dos
exames 126,6 mil estudantes da rede pública es- PROVAS ON LINE - No mês de outubro,
tadual e 40 mil da rede municipal de Manaus. A ocorreu a aplicação das provas do Programa de
avaliação trouxe ainda uma novidade: os 123 alu- Avaliação de Desempenho de Estudantes (Pro-
nos do ensino médio da Escola Estadual Indígena ade), do Senai Nacional. Foram avaliados 2.299
Cacique Manoel Florentino Mecüracü, do municí- alunos do curso técnico de nível médio em Me-
10

pio de Benjamin Constant, fizeram as provas em cânica Industrial. As provas foram aplicadas em
sua língua materna, Tikuna. A experiência foi pos- computador entre os dias 18 e 29, nos estados do
sível porque o Cespe/UnB contou com o apoio do Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mara-
professor Sansão Ricardo Flores, que é nativo da nhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná,
etnia Tikuna e especialista em Gestão da Educa- Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Pau-
ção, na tradução dos itens da prova. lo e Santa Catarina. A aplicação de avaliações on TECNOLOGIA
line é inédita e utiliza a metodologia dos Blocos Cespe/UnB tem novo parque gráfico
SP e RJ - Em São Paulo, a avaliação foi apli- Incompletos Balanceados (BIB), que permite con-
cada para alunos da rede municipal, que tiveram templar toda a matriz de conhecimentos em pro-
os conhecimentos em Português e Matemática vas com grupos reduzidos de questões. A capacidade de impressão do Cespe/UnB au-
mentou em 50% após a inauguração de seu novo
parque gráfico, em agosto. As quatro novas má-
quinas são capazes de imprimir a partir de dados
CONCURSOS variáveis e encadernar até 6.700 cadernos de pro-
Coordenadores de aplicação de vas por hora, o que representa aproximadamente
provas são selecionados 150 mil cadernos por dia. “A aquisição desse tipo
de tecnologia possibilitou ampliar não só a capa-
cidade e a qualidade de impressão de documentos
os candidatos a coordenador de aplicação, nas das atividades do Centro, mas de toda a Universi-
quais serão colocadas situações-problema re- dade, para quem fazemos vários trabalhos”, frisa
lativas à estrutura de editais, à execução de o Diretor-Geral do Cespe/UnB, Ricardo Carmona.
concursos e aos conteúdos da prova objetiva e Outra vantagem das novas máquinas é o aumento
Novos servidores da Fundação Universidade da prova discursiva. O processo se encerra com da capacidade de embaralhamento de questões, o
de Brasília (FUB) serão certificados para atua- a capacitação específica para todos os candi- que intensificará a produção de um número maior
rem como coordenadores e subcoordenadores datos, com oito horas de treinamento teórico de tipos de provas para cada cargo de um certame,
de aplicação de provas de concursos públicos e prático e a participação dos candidatos em como foi o caso do concurso do Ministério Público
e processos seletivos do Cespe/UnB. As pro- uma aplicação real, sob a supervisão de coor- da União, que teve 754 mil inscritos e teve provas
vas objetivas e discursiva foram realizadas em denadores já cadastrados. O Cespe/UnB conta, personalizadas. O embaralhamento é um mecanis-
setembro e o resultado final dessa etapa di- atualmente, com 250 coordenadores e cerca mo de segurança adotado pelo Centro que permite
vulgado em novembro. Os aprovados deverão de 80 subcoordenadores de aplicação em seu a diferenciação das provas, dificultando a possibi-
entregar a documentação comprovando o vín- cadastro. A certificação deverá ampliar esse lidade de fraudes. No total, as quatro novas má-
culo com a instituição. Haverá, ainda, provas quantitativo de profissionais. A capacitação es- quinas custaram R$ 3,1 milhões e os fornecedores
oral e situacional, de caráter eliminatório, para pecífica está prevista para janeiro de 2011. foram escolhidos por meio de pregão eletrônico.

nº 20
? Você sabia que...

Os estudantes que fazem o vestibular da UnB


como candidato ou treineiro podem verificar em
quais cursos teriam condições de ingressar por
meio de um simulador de desempenho lançado
pelo Cespe/UnB. A consulta é feita a partir dos
resultados nas provas objetivas. Para os que
participaram das últimas provas, os dados po-
dem ser obtidos no boletim de desempenho in-
dividual, visível na página da seleção por meio
de senha e dos números de CPF e inscrição. O
recurso também pode ser utilizado por estudan-
tes que não se inscreverem no vestibular. Basta
responder às questões do caderno de provas dis-
poníveis na página do Cespe/UnB – de qualquer
um dos três últimos vestibulares –, calcular os
resultados de acordo com o que define o edital
ADMISSÃO
de abertura e inserir as notas no simulador. A
Comemoração dos resultados do PAS e vestibular em janeiro e fevereiro
ferramenta, disponível no endereço eletrônico
www.cespe.unb.br/vestibular, funciona ape-
nas em caráter de simulação e não serve para
Os nomes dos aprovados na terceira etapa do dia 31 de janeiro de 2011. Já a comemoração dos requerer vaga nos cursos apresentados.
Programa de Avaliação Seriada (PAS) e no 1º classificados para as 1.999 vagas oferecidas pelo
11

Vestibular de 2011 da Universidade de Brasília 1º Vestibular de 2011 está prevista para o dia 4
(UnB) serão conhecidos entre os meses de janei- de fevereiro. Nos dois casos, os resultados serão
ro e fevereiro. A universidade abriu um total de divulgados na página eletrônica do Cespe/UnB e
3.998 vagas nos dois processos seletivos em 93 nos campi da Universidade. As provas da terceira
cursos dos campi Darcy Ribeiro, Ceilândia, Gama etapa do PAS ocorreram no dia 5 de dezembro,
e Planaltina. A relação dos aprovados na terceira enquanto que as do vestibular foram realizadas
etapa do PAS está prevista para ser divulgada no nos dias 18 e 19 de dezembro.

6.437
GRADUAÇÃO
UnB inicia as comemorações de 15 anos do PAS

Um café da manhã na sede do Cespe/UnB, que da falta de conversa com professores e alunos
reuniu idealizadores do Programa de Avalia- do segundo grau (atual ensino médio) e o PAS
ção Seriada (PAS) da Universidade de Brasí- surgiu como uma proposta de interação com a Esse o foi o total de atendimentos especiais reali-
lia, marcou o início das comemorações pelos comunidade”, disse. Cristovam foi um dos pri- zados pelo Cespe/UnB em 53 eventos realizados
15 anos do Programa, implementado em 1996. meiros incentivadores do projeto básico, enca- de janeiro e setembro deste ano, entre concur-
O evento foi realizado no dia 29 de outubro e minhado ao Ministério da Educação no período sos e seleções. Desse total, mais da metade (3,3
contou com a participação dos ex-reitores da em que foi reitor da UnB, entre 1985 e 1989. “A mil) foram oferecidos somente no concurso do
UnB Lauro Morhy e Cristovam Buarque, do rei- grande vantagem do PAS é o acompanhamen- Ministério Público da União, cujas provas foram
tor José Geraldo Souza Junior, da decana de to do aluno durante sua passagem pelo ensino aplicadas em setembro em todo o Brasil. O servi-
Graduação Márcia Abrahão Moura, além de médio”, ressaltou. Para lembrar a data, a Ge- ço pode ser solicitado no momento da inscrição
colaboradores do Cespe/UnB. Chamado de “o rência de Interação Educacional do Cespe/UnB por portadores de deficiência e candidatos com
pai do PAS”, Morhy contou que a ideia de cria- vai organizar uma série de atividades ao longo necessidades especiais temporárias, como ges-
ção do Programa começou a se concretizar em de 2011. A responsável pela Gerência, Vilma tantes e pessoas que passam por tratamentos
1985, com a realização de um seminário que Reche, disse que serão entrevistadas outras médicos. Alguns exemplos de recursos dispo-
reuniu a sociedade para discutir sobre o vesti- pessoas que também tiveram participação ati- nibilizados são as salas para amamentação, as
bular da UnB. Ele lembrou que a interação en- va na criação do PAS e que, como destaque provas em braile, as provas ampliadas e supe-
tre a academia e a comunidade sempre foi o nas comemorações, será promovido um Fórum rampliadas, os ledores, os intérpretes de libras e
objetivo principal do Programa. “Nunca gostei de Interação entre a UnB e a comunidade. as mesas adaptadas para cadeira de rodas.
Pesquisa mostra que diversidade racial na
ENSINO SUPERIOR

UnB é maior após Sistema de Cotas


O programa proporcionou aumento de negros na Universidade de Brasília e a diminuição
das disparidades raciais na instituição

[Ciléia Pontes] Da Assessoria Técnica de Comunicação

A PESQUISA
Implantado no segundo semestre de 2004, o Sistema de Cotas aumentou nota no vestibular que os não-cotistas, perce-
a proporção de alunos negros e a diversidade socioeconômica na Universidade bemos que o rendimento deles é praticamen- Além do Sistema, o estudo avaliou o
de Brasília (UnB). Segundo a pesquisa “Avaliando a educação superior no Brasil: te igual e não pior, como muitos acreditam”, desempenho acadêmico e profissio-
formas de ingresso, desempenho e inserção no mercado de trabalho”, antes destaca a pesquisadora. nal de estudantes da UnB. O levanta-
mento de dados, que teve colabora-
ção do Cespe/UnB, foi realizado entre
da implantação do programa, o No levantamento realizado também
março de 2007 e agosto de 2008 com
percentual de alunos pretos na Aumento de Pardos e Negros na UnB após não se verificou redução do esforço de can-
alunos de todas as graduações. Ao
implantação do Sistema de CotaS
Universidade era de 5,3% e, até didatos negros para ingressar na Universi-
2005, já correspondia a 8,3%. Autodeclaração em % dade. “Não identificamos dados que mos- todo, 3 mil alunos participaram das
Realizado pelos pesquisa- trassem que os estudantes negros deixaram entrevistas presenciais e via internet.
Os resultados podem ser visualizados
Antes da Cota Depois da Cota
dores Maria Tannuri-Pianto, do
no endereço http://userwww.servi-
de se esforçar para passar no vestibular
Branco 50,5 46,2
ce.emory.edu/~afranc5/pesquisa.
Departamento de Economia apenas porque havia reserva de vagas para
Pardo 40,8 42,2
As informações também serão con-
da UnB, e Andrew Francis, da eles”, ressalta Tannuri-Pianto. Ela comenta
sideradas na avaliação dos 10 anos
Preto 5,3 8,3
Emory University, dos Estados que a política é efetiva se o objetivo do pro-
12
do Sistema de Cotas, que deve ser
Outros 3,4 3,4
Unidos, o estudo mostrou que grama for o aumento da diversidade racial.
realizada pela Universidade em 2014.
Mudança na identidade racial
o número de estudantes pardos
também aumentou, de 40,8% para 42,2%. Já o número de estudantes bran-
cos frequentando a UnB diminuiu de 50,5% para 46,2% (ver tabela). “As Outro dado identificado na pesquisa se refere à mudança da identidade
evidências mostram que o racial dos candidatos e alunos. “Regressões indicam que o sistema de cotas
aumento no percentual de pode ter inspirado verdadeira mudança na identidade racial dos alunos, espe-
pretos foi mais intenso no cialmente dos pardos”, enfatiza Tannuri-Pianto.
semestre seguinte à implan- Os dados mostram que muitos dos que se diziam pardo, passaram a
tação dessa política, quan- se declarar negros. Por meio de enquete, que tem menos incentivos para
do representaram 49% dos deturpar a representação racial que cada um tem de si, os pesquisadores
alunos admitidos pelas co- constataram que o Sistema de Cotas contribuiu para uma mudança signifi-
tas. Nos dois semestres sub- cativa na identidade racial. “Uma das hipóteses para esse fenômeno é a de
sequentes os pardos ocupa- que a política pode ter valorizado a raça negra e alguns dos que antes não
ram mais de 70% das vagas se sentiam a vontade em se classificar como negro passaram a fazê-lo já que
Maria Tannuri-Pianto e Andrew Francis analisaram dados de de cotistas”, ressalta Maria agora seu valor é reconhecido”, afirma.
alunos que ingressaram na UnB nos anos de 2004 e 2005.
Tannuri-Pianto.

Inclusão Como funciona o Sistema


O maior acesso de alunos negros a uma universidade pública se torna mais A UnB destina 20% das vagas de graduação oferecidas em cada vestibular
relevante quando se analisa o perfil dos estudantes da UnB. Apesar dos alunos para o Sistema de Cotas para Negros. Para concorrer a uma dessas vagas, o
candidato deverá ser negro de cor preta ou parda. Além de realizar as provas
de conhecimento e de redação, juntamente com todos os candidatos inscri-
da instituição terem nível socioeconômico mais alto que os jovens do Distrito

tos, também deverá participar de uma entrevista pessoal, na qual uma banca
Federal de mesma raça e faixa etária, os alunos pardos e pretos têm piores con-
entrevistadora avaliará se o candidato cumpre os requisitos estabelecidos em
dições socioeconômicas que brancos na universidade e na população em geral.
Além disso, o estudo demonstra que a diferença entre edital e decidirá pela homologação ou não de seu cadastro.
o desempenho dos alunos cotistas e dos não cotistas é pe-
Números do Sistema de Cotas para Negros da UnB (2004 – 2010)
Representa o
valor médio das quena, sendo a Média Geral Acumulada (MGA)* de alunos
• 5 mil vagas oferecidas
notas obtidas nas cotistas 0.14 ponto menor do que a de não cotistas. Essa dis-
• 29,6 mil candidatos inscritos
disciplinas cursa-
paridade é menor, por exemplo, do que a encontrada entre
• 24,2 mil candidatos homologados para concorrer pelo Sistema
das durante toda
a vida acadêmica homens e mulheres: as alunas têm em média uma MGA 0.32
dentro da UnB.
ponto superior a dos alunos. “Quando comparamos o ren- • 4.683 mil estudantes matriculados na UnB

dimento dos alunos cotistas que ingressaram com a mesma

nº 20